Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

26 de dez de 2008

RAM – 26 de dezembro de 2008

DO SITE AUTRES DIMENSIONS

Ndr: essa mensagem foi relatada igualmente, em sua integralidade, na rubrica «protocolo».

http://leiturasdaluz.blogspot.com/2009/07/protocolo-praticar-meditacao-guiada.html


Eu sou RAM.
Lá se vão agora quase 4 meses que eu venho instruí-los por palavras, pela vibração, pela Luz e pelo silêncio, sobre o coração.
Além de palavras, além da vibração, além da Luz e além do silêncio, será necessário agora que, por vocês mesmos, através do que chamarei a consciência/energia, vocês sejam capazes de reproduzir à vontade esse nível de consciência.

Eu lhes proponho, então, de início, de nos reunir no silêncio interior, deixar aflorar à consciência a percepção da consciência/energia.
Esta consciência/energia manifesta-se logo que você concentra sua própria consciência no instante, no momento e no corpo.

O estado que você deve perceber antes de começar a utilizar a consciência/energia é um estado de calma interior, desprovido de emoções, desprovido de pensamentos, desprovido de movimentos.
Você deve se parecer com a superfície de um lago, sem correntes e sem movimento.

Você pode se ajudar pela respiração, sem, entretanto dirigir esta respiração, unicamente centrando-se na inspiração, na expiração e na pausa entre o inspirar e o expirar.

Este exercício de silêncio é o preâmbulo ao que vamos fazer e deverá ser estabelecido antes de começar o trabalho sobre a consciência/energia.
Você deve se parecer com a superfície de um lago que nada vem afetar, nem do interior, nem do exterior. 

Enquanto vocês estabilizam este estado, algumas palavras sobre a consciência/energia.

Em estado de recolhimento, em estado de interiorização (em estado de meditação, se preferem), sua consciência, deslocando-se, localizando-se sobre certos pontos ou certas zonas, vai estar acompanhada pela energia.
A energia é a chave que destranca a porta do coração.

Vamos percorrer um caminho para o interior de seus corpos que vai corresponder ao desbloqueio de 6 pontos do coração, permitindo penetrar, de modo fácil e simples, seu santuário interior.

Mas, pelo momento, continuem a manter a superfície de um lago calmo, onde nada do interior nem do exterior possa vir alterar essa superfície plana sem movimentos.

O processo que vamos abordar pode ser reproduzido.
Ele lhes tomará, em tempo terrestre, de 20 a 30 de seus minutos.
Vai consistir em colocar sua atenção e, portanto sua consciência sobre lugares e pontos do corpo extremamente precisos, numa ordem precisa, a fim de desbloquear as 6 travas de sua interioridade.

Será suficiente seguir o ritmo que vou lhes propor e os lugares de seus corpos onde vou pedir, sucessivamente, para colocar sua consciência.
Assim vai instalar-se, na região do peito, um nível vibratório que, para alguns de vocês, é inédito.
É nesse nível vibratório da consciência/energia que se encontra a unidade, o êxtase e o intase e o acesso à sua Divindade.
Não há outra porta, não há outro caminho.

Mesmo para aqueles que viveram sem o saber, passaram pela ativação desses 6 nós ou desses pontos ou desses 6 bloqueios.
Tudo o que terão a fazer será colocar sua consciência sobre o ponto que indicarei.
Durante esses alguns minutos em que sua consciência estará centrada sobre esta zona de seus corpos, vocês irão ativar vibratoriamente o espaço sagrado interior de seu ser.

Mas voltemos, pelo momento, à superfície do lago.
 
... Efusão de energia...

Sua consciência vai agora colocar-se sobre sua coluna vertebral, à altura das omoplatas.
Trata-se de uma zona e não de um ponto.
Sua consciência, em sua totalidade, coloca-se agora no meio de sua coluna vertebral, entre as duas omoplatas.
Uma zona grande.

O simples fato de colocar sua consciência sobre esta zona vai criar rapidamente uma fonte de calor, leveza, em suas costas.

Façamos isso juntos, agora.

Este calor ganha e irradia o interior de seu peito.
Deixe-o agir.

Continuem a colocar sua consciência sobre esta grande zona de aproximadamente 10 a 15 centímetros de diâmetro ao nível de suas costas.
Não se perturbem pela vibração e pelo calor.
Satisfaçam-se de estarem conscientes e de colocarem sua consciência nisso.

... Efusão de energia...

Agora vocês vão trasladar sua consciência entre o plexo solar e o plexo cardíaco, na ponta de seu esterno.
Coloquem sua consciência sobre esse ponto sem se ocuparem do que acontece no conjunto da região.
Não procurem analisar, compreender.
Satisfaçam-se de colocar a consciência lá onde eu lhes digo.
Não estamos mais sobre uma zona, mas sobre um ponto: na ponta do esterno.

... Efusão de energia...

Sua consciência vai agora se colocar acima de seu seio direito e abaixo da clavícula: uma zona de 5 a 10 centímetros de diâmetro.
Não se preocupem do que você sente fora desse ponto, no momento.

... Efusão de energia...

Sua consciência se coloca agora sobre a zona simétrica, do lado esquerdo do peito, acima do seio esquerdo e abaixo da clavícula esquerda.

... Efusão de energia...

Sua consciência se dirige agora à base de sua garganta, lá, onde existe um oco, nesse ponto preciso.

... Efusão de energia...

Enfim, sua consciência se coloca sobre o 6ª ponto que se encontra no centro do plexo cardíaco, no meio do peito, na frente.

... Efusão de energia...

Vamos, se querem, refazer uma segunda vez o circuito da consciência/energia.

De novo sua consciência se coloca no nível de suas costas, entre as omoplatas.
Trata-se de uma zona de 10 centímetros de diâmetro. 

... Efusão de energia...

Sua consciência se translada agora sobre um ponto entre seu plexo solar e seu plexo cardíaco, na ponta do esterno.
Deixe pra lá o que acontece em outros lugares do corpo.

... Efusão de energia...

Depois a consciência se coloca acima de seu seio direito e abaixo da clavícula numa zona próxima de 7 centímetros de diâmetro.

... Efusão de energia...

Em seguida, sua consciência se translada sobre a zona simétrica, do lado esquerdo.

... Efusão de energia...

Em seguida sua consciência se translada sobre o quinto ponto: a parte baixa da garganta, no oco, acima do esterno.
Trata-se de um ponto.

... Efusão de energia...

E sua consciência se translada em seguida ao último ponto de consciência, no meio de seu peito, em pleno centro do chacra do coração, sobre a face anterior do peito.

... Efusão de energia...

Você abriu agora os 6 cadeados e penetrou enfim ao centro do peito, no interior.

... Efusão de energia...

Sua consciência pode se voltar agora sobre quaisquer explicações complementares que tenho a lhes dar com relação a esse trabalho da consciência/energia.

Existem, portanto 6 chaves sucessivas permitindo destrancar, eu repito, o acesso à sua interioridade.

Muitos seres humanos param no momento da percepção de seu próprio chacra do coração que gira na frente do peito.

Existe uma etapa, após esta, que é a passagem dessa irradiação exterior para uma irradiação interior.

Os 6 pontos de que eu falei, e que foram ilustrados pela vibração de sua consciência a esse nível, são os 6 guardiões que velam para que aquele que não esteja pronto não possa penetrar o santuário.

A fonte do que vocês são não está ligada unicamente ao seu chacra do coração, mas bem mais a esse ponto central no meio do coração, no interior do meio do peito.
É aqui, e em nenhuma outra parte, que residem a Unidade, a alegria, a plenitude e a totalidade do que veio procurar o ser humano em encarnação.

Tudo partiu desse ponto e tudo deve voltar a esse ponto. 

O destrancar das chaves e dos cadeados desses 6 pontos deve se fazer a cada reunião.
Essas portas e esses cadeados voltam a se fechar a partir do momento em que, de novo, sua consciência se interessa pela vida comum.

Apenas no ser realizado, no ser despertado totalmente é que isso vai se tornar permanente e um estado estável.
O estado estável não é a irradiação do coração para o exterior, mas a irradiação do coração para esse centro, para o centro do Ser.


Se vocês têm questões com relação a esse procedimento, vou responder.

Ndr: Nenhum dos participantes fez perguntas.

Seu silêncio é a garantia de que o procedimento que acabamos de iniciar em vocês pode ser reproduzido de maneira fiel e autêntica.

Vocês poderão levar a efeito esse processo tantas vezes quantas desejarem.
Num primeiro tempo, respeitem a etapa essencial, preliminar, da superfície do lago de montanha.
Depois de certo número de repetições desse procedimento, vocês serão capazes de abrir essas portas e esses cadeados na vida comum.

A fase final corresponderá ao momento em que vocês perceberem a vibração interior do chacra do coração, no centro do centro do peito.
Não se demorem a colocar a consciência sobre as manifestações que se produzem. Contentem-se de vivê-las. Isto é essencial ao bom desenvolvimento do procedimento.

Irmãos e irmãs, se vocês não têm perguntas, eu lhes dou minhas bênçãos, ainda uma vez, e eu lhes digo até breve.

_____________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês : Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

21 de dez de 2008

O.M. AÏVANHOV – 21 de dezembro de 2008

DO SITE AUTRES DIMENSIONS

E bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los neste período importante deste ano.

Como sabem, vocês estão alguns dias antes do Natal.
Estão num período que precede o fim do ano, que é extremamente importante, eu já o disse em muito numerosas retomas e, cada ano, eu repito porque, durante os doze últimos dias do ano vocês preparam os doze meses do ano seguinte, cada dia representando um mês.

Então, é melhor viver este período numa atitude de recolhimento, de espiritualidade, de busca de quem vocês são e do que vocês são.

Aí está, caros amigos.

Então, como de hábito, eu lhes transmito todas as minhas bênçãos, todo o meu amor e vamos, se querem efetivamente, começar a interagir, como faço habitualmente com vocês.

Questão: qual é seu ponto de vista sobre o período que vem, em especial a partir de 21 de dezembro?

O 21 é o solstício.
Como sabem, a partir não de 21, mas de 23, certo número de elementos vão fazer, como dizer..., com que a Terra não gire mais redonda, é o caso de dizê-lo.

Muitas coisas vão chegar de maneira sincrônica e que correspondem, eu diria, a uma perturbação do éter, ou seja, do elemento que mantém a coesão de seu sistema solar e da vida em encarnação.

Vocês vão passar, a partir de 23, por um cinturão específico energético que alguns, em momentos passados, chamaram uma cinturão de fótons.
Mas não se trata de fótons, trata-se de ondas eletromagnéticas que vão precipitar-se sobre a Terra e cujo papel o mais importante, eu posso dizer agora, é suprimir, em parte ou inteiramente (isso jamais é fixado de antemão) o éter, ou seja, a força de coesão da matéria.

Então, aquilo pode ir de desagrados menores até desagrados importantes e, isso, de maneira individual, mas também em função dos lugares onde vocês estão e dos lugares onde estão sobre o planeta.  
Se há quem tenha demasiado calor, outros terão muito frio.
Se para alguns falta água, outros terão muita água.
Se alguns tiverem muito a comer, outros não terão a comer.

Vão acontecer modificações em seus sistemas, de uma maneira geral, tanto em suas crenças como no que vocês são, como em sua tecnologia, como ao nível dos elementos.
Isto vai acompanhar-se também de manifestações excepcionais ao nível de seu céu.

Quando eu digo «seu céu», eu não falo do cosmos, falo do elemento ar e o céu azul que vocês veem, tudo isso vai sofrer transformações mais ou mais importantes.

Recordem-se de que eu sempre disse, durante anos, que o que acontecia no exterior acontecia também no interior.

Vocês não estão, alguns, sem sentir pressões importantes que se manifestam ao nível de alguns chacras e que prefiguram a chegada dessa corrente.
Aí está o que posso dizer.

O detalhe dos acontecimentos é profundamente diferente para cada ser humano e cada lugar.
Mas, entretanto, creio que cada um de vocês poderá dizer que haverá um antes e um após este período de Natal.
Aí está o que posso dizer.

É necessário saber que a particularidade desse cinturão eletromagnético é que ele vai repartir-se sobre o que se chamam as linhas de falha.
Cada país, cada grupo social, cada técnica, cada indivíduo será, ao final, afetado, de uma maneira ou de outra, em função do que é.
Por conseguinte, em mesmos lugares os destinos são diferentes, as energias são diferentes, de acordo com cada pessoa.

Então, cada um poderá viver isso à sua maneira.
Isso pode ir por desagrados energéticos, como sensações incomuns, ou mesmo períodos de confusão mental ou de nervosismo.

Ao nível dos países, do que acontece sobre o conjunto deste planeta, cada coisa responderá à sua maneira, eu diria, ao que se manifesta em breve.

Questão: isso vai acompanhar-se de catástrofes naturais?

É muito provável e mesmo quase certo, mas nada é jamais certo mas, entretanto, há elementos de probabilidade extrema para que modificações ambientais ocorram de maneira irremediável na superfície da Terra.

Isso não concerne necessariamente a toda a Terra.
Vocês serão afetados e referidos também em função do que vocês são individualmente.

Se vocês estiverem centrados numa dimensão de coração, de generosidade, de amor, esta energia não lhes colocará qualquer problema.

Em contrapartida as resistências que vocês têm vão se manifestar por pontos de tensão e também por eliminações de coisas mais ou menos violentas.

Então, o lugar é função, qualquer que seja, das entidades que estão presentes no momento em que isso se produz e também em função de dados (digamos históricos) que aconteceram sobre os lugares.

A preconização é a mesma para todo o mundo: encontrar a calma interior.
Encontrar a calma interior é fazer silêncio ao nível das emoções, não deixar a cabeça dominar, não deixar os hábitos mesquinhos dominarem.
Estarem abertos, tolerantes e na humildade.

Questão: nós temos necessidade de proteções específicas?

A melhor proteção é seu estado interior.

Eu sei que existem outras proteções, como proteger-se de certos tipos de irradiação, isso é possível.
Mas a melhor das proteções é você mesmo e seu estado vibratório, porque, se você se preocupa, como dizer..., em se proteger, você não estará no estado de Unidade, você estará no medo.

Não se esqueçam, eu repito, é um evento importante, da ordem da Luz.
O que vocês observam, as reações, estas, poderão ser da sombra.

Toda a sombra que foi acumulada no interior da Terra, no interior dos seres, no interior dos países, no interior das sociedades, no interior das técnicas, surgirá.

Lembrem-se de que é uma energia que se instala, ela vai crescendo e vai instalar-se, mas, uma vez que ela está instalada, ela não sai mais.
Quer dizer que tudo o que vai se desenrolar no período que seguir corresponderá totalmente à realidade dessa energia.

Então, também em função do que eu dizia para os doze últimos dias do ano, se vocês sabem contar, há o 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29 30 e 31. Vocês estão nos nove últimos meses e a atmosfera de 23 de dezembro corresponderá à atmosfera do mês de abril etc.etc.
O 24 de dezembro tem a atmosfera do mês de maio.

Vocês constatarão por si mesmos que o próximo ano, dado o nível de energias e de eventos que são movimentados, o que vocês viverão ali será a repetição perfeita, numa escala muito maior, do que acontecerá durante os nove últimos meses do ano.

Questão: esses fenômenos seriam sempre acompanhados de muito frio?

Perfeitamente, mas talvez não aqui, na região, mas, em todo caso, haverá temperaturas absolutamente inacreditáveis em algumas regiões.

Questão: viajar pode apresentar riscos?

O único risco é interior.
Se vocês estão perfeitamente, como dizer..., alinhados e centrados no coração, onde quer que estejam, isso não tem qualquer espécie de importância a priori, mas, obviamente, para o ser humano, é melhor estar num lugar mais calmo e não exposto à loucura humana ou à loucura dos elementos.

Eu já disse que todas as cidades colocavam problemas, obviamente, mas, entretanto, lembrem-se de que isso vai reproduzir-se e de que haverá numerosos sinais que piscarão no interior de sua cabeça, de seu coração e de seu sentir.
Vocês terão injunções que lhes dirão: «oh, lá, lá, não sei porquê, mas não posso ficar aí».

Para nada serve querer planejar partidas, mudanças à vista, porque isso provaria, eu repito, que vocês estão no medo.

Mas, isso dito, se eu estivesse ainda vivo, obviamente, eu preferiria estar em plena natureza do que numa cidade.

Questão: os eventos vão estender-se em todo o ano de 2009, num crescendo?

Irá num crescendo e, sobretudo o ser humano será privado de todos os seus modos de interações e de comunicações, sejam os meios de transporte, tudo o que servia para trocas (como o dinheiro) e tudo o que era comunicação, viverá períodos de perturbações e, sem entrar nos detalhes, mas que vão obrigá-los, não vocês, certamente, mas outras pessoas, a colocarem-se questões, digamos.
Questões sobre os acontecimentos, obviamente.
Questões sobre a ligação entre esses eventos e fenômenos de manipulação pela tecnologia ou também pela chegada de algumas perturbações visíveis ao nível cósmico.

Questão: tudo isso explica as sensações de peso na cabeça?

A energia penetra pela cabeça.
Isso é uma evidência.

Obviamente, é seu pólo elétrico o mais alto.
É ali que vocês recebem essa energia em vocês, pressentindo, para a maior parte, o teor e a intensidade.

Proteger-se dessa energia para nada serve porque, se ela não entra pela cabeça, ela entrará por outros lugares, de qualquer modo.
Ela é feita par ir ao coração.
Ela não é feita para descer à parte inferior das costas e despertar o kundalini.

Esse fogo cósmico deve acender o fogo do coração.
É o objetivo dele.
Mas, se vocês não são capazes de acender o fogo do coração, acender-se-ão outros tipos de fogo ligados aos chacras inferiores, ou seja, raivas, doenças, agressividade, assassinatos e putrefação de corpos extremamente rápida.

Muitas doenças vão, aliás, aparecer.
Isso não concerne a vocês, pelo momento, nesta região da Europa, mas vocês aprenderão que, nos países os mais mal divididos vão aparecer doenças virais extremamente fulminantes, bacilos que haviam desaparecido desde muito tempo, a priori, da superfície da Terra e que se reativam.

Lembrem-se do período, há alguns anos, de grandes frios, onde efetivamente estava inscrito na trama astral de que esse grande frio devia chegar até vocês.
Ele jamais chegou até vocês porque há tramas astrais que se modificam.

Em contrapartida, as tramas astrais modificam-se em função do humano, mas, em contrapartida, tudo o que vem da ordem cósmica, ou seja, enviado pelos sóis, enviado pelos buracos negros ou pelos planetas, tem uma influência real e concreta sobre vocês.
E isso obedece a um calendário extremamente preciso ao nível do que vocês chamam o tempo.

Questão: os três dias que deviam ser anunciados por Maria vão desenrolar-se nos dias que vêm?

Isso é do domínio do possível.
É preciso saber que há uma primeira onda dessa energia que chega, aí, agora.
Vocês dela constatarão os efeitos.

O que vocês observarão será o que se produzirá, maior, no próximo ano.
Entretanto, se a intensidade da energia e a intensidade da recepção dos seres humanos encontram um eco favorável (ou seja, se uma pessoa em dez é capaz de fazer descer um décimo dessa energia em seu coração), então, sim, vocês terão direito ao que se chamam os três dias e à catalepsia.

Isso é uma eventualidade, mas será necessário, para isso, que um mínimo de seres humanos conduza essas energias ao coração.
Se esse não é o caso, eu lhes digo que os três dias que vocês viverão (23, 24 e 25) chegarão em abril, maio e junho (ndr: 2009) e, aí, vocês começarão a ver por si mesmos a possibilidade de viver esse período de três dias.

Mas, como vocês também sabem, vocês serão prevenidos.

Então, as pressões que vocês têm na cabeça, para alguns, os zumbidos nos ouvidos, correspondem ao fato de serem prevenidos da chegada dessa energia, mas, nesse barulho, nessa pressão, eu creio que vocês não ouviram ainda o anúncio feito por Maria.

Então, enquanto esse anúncio não se realiza, não há qualquer temor a ter, exceto urgência, caso em que nós teremos que agir num prazo não mais de 72 horas, mas de 24 horas.
Mas isso não depende de nós, isso depende apenas de vocês, caros amigos.
Isso não depende de modo algum de nós.
Nós, nós nos temos prontos, simplesmente, para qualquer eventualidade, eu diria.

Questão: Jofiel nos falou de um som específico, como um grito.

Então, um som como um grito será um som que prevalecerá durante o período dos três dias.
Aquele de que eu falo é o anúncio, por um zumbido contínuo, extremamente alto e potente, no qual começará a modular-se a voz de sua mamãe.

Questão: nós ouviremos então distintamente a voz de Maria?

Perfeitamente
.
O filtro de cada humano sendo diferente poderá ser uma simples palavra, mas, de qualquer modo, será um reconhecimento energético e um choque para a maior parte dos seres humanos.

Questão: como fazer descer o melhor possível essas energias ao coração?

Vocês já sabem, eu já falei disso em numerosas reprises, o venerável RAM falou disso também, fazer descer as energias ao coração, isso se pode fazer pelo pensamento, mas é também o mental.
É preciso fazer o lugar no coração.
Como se faz o lugar no coração?
Bem, esvaziando-o de todos os pensamentos inúteis.
Fazendo esse famoso silêncio no interior.

Efetivamente, o silêncio exterior pode ajudar a encontrar o silêncio interior para alguns.
O melhor modo é acolher.
Acolher é ir no sentido, eu diria, desse nível de vibração que vem para vocês e não resistir.
Aceitar, acolher, isso faz parte também do soltar e de sua capacidade para entrar no controle.

Questão: é necessário parar as atividades profissionais para viver tudo isso?

Se para alguns de vocês isso é necessário, sim.
Vocês têm a escolha, obviamente, mas se vocês tinham uma visão um pouco menos, como dizer..., voltada para si mesmos, o que é que vocês querem?

Sua conduta deve ser ditada pelo que vocês querem.
Não é mais tempo de obedecer a convenções, ou seja, dizer «para que eu tenha meu lugar na sociedade é preciso que eu faça isso ou aquilo».

Agora o lugar não é na sociedade, ele é no Interior de vocês, como pessoa.
O grupo social constituído hoje é um erro, porque ele funciona segundo códigos de ética que vocês chamam «a lei», que absolutamente não são espirituais.
Não há obrigação social que se tenha diante de sua espiritualidade e do que vocês são.
Então, façam suas escolhas.

Questão: quando as coisas vão começar a ser mais agradáveis para viver?

Então, isso, eu creio que precisará aguardar outra dimensão.
A única coisa agradável é encontrar seu coração, porque é a porta de saída.
Não há outra.

Os eventos exteriores serão cada vez mais desagradáveis.
Não pode ser de outro modo e, como eu lhes disse, a temperatura sobe na água em que vocês estão.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Então vou, caros amigos, aportar-lhes todo o meu amor e eu vou deixar a palavra a alguém que espera e que é o venerado RAM.

Eu lhes digo até muito em breve.

_____________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês : Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

RAM - 21 de dezembro de 2008

DO SITE AUTRES DIMENSIONS

Eu sou RAM.
Recebam a minha paz.

Eu venho, nesse momento, através de minha presença, ajudá-los pela vibração, pelo silêncio e pelas palavras a irem ao seu ser interior, ao espaço onde não se encontra qualquer tensão, num espaço onde se encontra o equilíbrio, num espaço onde se encontra a paz.

Trata-se do único espaço, aliás, onde vocês podem encontrar a paz, o equilíbrio e o que vocês são.

Há múltiplas semanas que eu venho discorrer, emitir essa consciência específica que é a consciência do ser chegado ao centro dele mesmo, lá onde se resolvem todas as tensões e todas as oposições, lá onde se encontram a solução, a chave, a porta e a Luz.

Eu lhes afirmei que o obstáculo o mais forte para o acesso à sua interioridade era o mental e que, por outro lado, esse mesmo mental podia ser domesticado a fim de ajudá-los a ir para o silêncio.
Nesse silêncio e nesta paz, o que vão encontrar?
Vocês vão encontrar a certeza e a evidência do que vocês são.
Vão encontrar a paz que vocês procuram.
Vão encontrar a segurança que procuram.
Vão encontrar um sentido para o que vocês são e quem vocês são.

Não há pergunta que não tenha resposta neste espaço, porque toda pergunta resolve-se pela equação do amor.
Qualquer pergunta que não teria resposta seria apenas uma pergunta que não tem sentido em sua vida.

De fato, o espaço do coração é o espaço da resolução.
O espaço do coração é o espaço onde não há pergunta, nem sobre sua vida, nem sobre o sentido de seu destino, nem sobre escolhas duais.

Penetrando o templo do coração, abrindo-o, vocês entram na evidência e na transparência.

Entrando em evidência e na transparência vocês se aperceberão que não pode existir, neste estado específico (que corresponde a outra dimensão que vocês despertaram nesta dimensão) não pode ali haver espaço de interrogações, espaço de medos, espaços de projeções.
Vocês viverão a totalidade do instante.

Isso não os desconectará de seu real, mas permitir-lhes-á ficarem em harmonia com seu estado interior.

Tudo o que lhes custa, tudo o que é esforço, não é a Luz.
A Luz é transparência, a Luz é evidência, a Luz é verdade.

Quando ocorre um problema, qualquer que seja, basta-lhes, quando encontraram o caminho de seu coração, estarem suficientemente no interior deste para que aquilo se modifique.

E se aquilo se modifica, vocês vão concluir que seu estado interior é exato.
E se aquilo não se modifica, vocês vão concluir que seu estado interior não é exato.
Não há outra verdade além desta.

A partir do momento em que vocês ativam, não mentalmente, intelectualmente, mas real e conscientemente, este estágio de seu ser, vocês vão penetrar um espaço onde se encontra a alegria, um estágio onde se encontra a verdade, um estágio onde se encontra a Unidade.

Na Unidade tudo se resolve, certamente não sempre de acordo com que seu mental desejaria, não sempre necessariamente no sentido da satisfação imediata, mas, no entanto, se vocês agem percebendo esta transparência, esta evidência, esta verdade, esta Unidade e esta Luz, as coisas desenrolar-se-ão (apesar das aparências em alguns casos) no sentido de maior Luz, maior verdade, maior transparência e maior amor.

As armadilhas do mental e do ego podem situar-se na negação deste estado interior.
O mais difícil é a iniciação porque, como eu dizia, vocês saberão instantaneamente que ali chegaram quando ali tiverem chegado, porque aquilo será para vocês um novo nascimento à Unidade, ao mesmo tempo persistindo a viver os fenômenos duais ligados aos jogos da encarnação.

Este estado de Unidade cria ao redor de vocês um campo vibratório profundamente transmutador, mas também profundamente perturbador.

Viver a Unidade pode parecer, para alguém que está na dualidade, como execrável, porque vem chocar, violar e penetrar a sua dualidade, ou seja, o que faz a sua vida ao nível de seu mental, que passa o tempo a dividir, a separar.
A Unidade é um estado de unificação com você mesmo.

O mundo não é Unidade.
O mundo no qual vocês vivem é a encarnação a mais total da dualidade em seu apogeu.

Todo fenômeno é dual.
Não pode haver ação sem reação.
Não pode haver mal sem bem.
Não pode haver contração sem expansão.
Não pode haver alegria sem tristeza.
Não pode haver tristeza sem alegria.

Só o coração permite aquilo e não depende de uma situação exterior, de uma situação física ou de uma situação psicológica.

Enquanto aquilo permanecer é que vocês estão apegados aos seus próprios sofrimentos, qualquer que seja o nível em que estes se situem.
Não há outra verdade ainda que isso possa, em alguns casos, ser difícil a aceitar, a compreender e, sobretudo a integrar.

Mas o momento em que vocês penetrarem nesse templo interior, vocês farão aparecer isso a vocês também como uma evidência.

A intensidade da irradiação recebida sobre cada indivíduo, nesse momento, sobre o planeta, corresponde ao que foi chamado a hora ou o momento em que se vem bater à sua porta, onde a recordação de sua divindade recorda-se a vocês.

Vocês vão responder ou vão continuar a manter regras sociais, regras de crenças, regras construídas e ilusórias?
Tudo depende, eu repito, de suas crenças, mas todas as crenças na dualidade, as crenças da necessidade de um ser exterior para encontrar sua completude, a necessidade mesmo de um teto e de uma cama (que lhes parecem, no entanto corresponder a necessidades e satisfações fundamentais da vida) são apenas ilusões.

O que eu digo é a verdade, não pode ser a sua.
Cada um tem a sua verdade, mas a verdade é una em essência e em sua finalidade.

Vocês devem penetrar e poderão penetrar no espaço do coração apenas no momento em que tiverem abandonado e soltado todas suas crenças ilusórias sobre o desenrolar da vida.

Vocês foram condicionados por si mesmos, por um lado, pela sociedade, por outro lado e pela encarnação, por um terceiro lado, por aceitarem certo número de limitações.
Limitação de seu acesso à sua divindade.
Limitação de seu acesso à sua soberania.
Limitação de seu acesso à Unidade.
Isto toma fim, se vocês o aceitam, se o desejam do mais profundo do Espírito que reside em vocês.

Eis agora isto expresso através da vibração e da Luz.

... Efusão de energia…

Para completar isto em algumas palavras, vocês estão num fim de ciclo, estão num período que corresponde à reversão.

Vocês estão no ano que o Arcanjo Jofiel chamou «a confrontação».

Vocês estarão, no próximo ano, no ano do acordar e do despertar, para alguns de vocês, mas não creiam que o resto da humanidade vai olhá-los como salvadores.
Eles vão olhá-los como inimigos, porque o princípio da vida em dualidade corresponde à negação da Unidade e aqueles que vivem na dualidade, e com razão, que têm necessidade de prosseguir certas formas de experiências duais, não podem aceitar a Unidade que vocês representam.

Se você decide ir para seu coração, as tensões postas em jogo entre os grupos de indivíduos, entre os pensamentos (mesmo unitários e duais) serão ilustradas e acompanhadas por tergiversações de diversas ordens sobre as quais não me cabe estender.

Retenham, e já o disse em numerosas reprises, que todo medo é uma projeção do mental no futuro.

A Unidade não conhece o medo.
A Unidade pode acompanhar-se de circunstâncias exteriores dramáticas, em todos os sentidos do termo, e, entretanto, a Unidade permanece.

Os acontecimentos, quaisquer que sejam nesta dualidade, tentam muito frequentemente atraí-los pela sedução, pela convenção, pelas leis, pelas crenças e pelo medo.

A Unidade é um estado que se basta por si mesmo, que não se importa com o que acontece no exterior.

Em tempo linear (o que chamo «tempos linear» é um tempo fora do fim do ciclo que vocês vivem) é perfeitamente possível pôr as fundações e construir certo número de coisas através do reencontro com a sua própria Unidade.
Pode ser uma religião.
Pode ser uma filosofia.
Pode ser uma escola.

Isso é válido em tempo linear, mas não em fim de ciclo.
Em fim de ciclo é-lhes pedido unicamente concentrar-se e unir-se ao que vocês são e nada mais.
O resto não tem necessidade de vocês para desenrolar-se e para chegar.

A solicitação de seu ser interior deve tornar-se o tema de sua conduta se, contudo, vocês desejam a Unidade.

Na Unidade, recordem-se, tudo se dissipa, mas o acesso à Unidade é ao mesmo tempo extremamente simples, mas, ao mesmo tempo, extremamente complexo.
Isso se tornará simples e é talvez simples, para alguns de vocês, progressivamente e à medida que vocês se aproximam da essência situada no centro de seu ser.

Em contrapartida, se isso lhes parece complicado, se lhes parece impraticável, se lhes parece fora de alcance, então, naquele momento, coloquem-se a questão, talvez vocês não tenham terminado com suas escolhas de dualidade.

A Unidade é um estado interior que não pode enganar.
Não se assemelha a nenhum outro.

Não se assemelha a uma satisfação dos sentidos, não se assemelha a uma satisfação intelectual, não se assemelha a uma satisfação emocional e ainda menos a uma satisfação espiritual.

É, antes de tudo, um estado de ser que se basta a si mesmo porque é a totalidade do ser realizado.

Eis agora a resposta pela vibração e pela Luz.

... Efusão de energia…

Então, irmãos e irmãs vamos, se querem efetivamente, acolher a vibração da Unidade e o silêncio em nossos corações.

Essa será minha benção e o amor de minha intervenção.

... Efusão de energia…

_____________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês : Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

20 de dez de 2008

JOFIEL – 20 de dezembro de 2008

DO SITE AUTRES DIMENSIONS.

Eu sou JOFIEL, Arcanjo da Luz dourada e do conhecimento.
Recebam essa Luz e recebam as saudações arcangélicas.

Vocês entram agora no trabalho no branco.
Isso ilustra o clima e a atmosfera durante a qual vocês viverão seu ano futuro.
A contar de seu dia terrestre de amanhã, o trabalho no branco, correspondente à colocação na Luz do que não é o branco, vai conduzi-los, durante este período, durante esses dias e essas semanas e durante a totalidade do ano de 2009, a viver um fenômeno chamado o despertar.

A colocação na Luz ao nível da humanidade, em sua totalidade, das zonas de Sombras, das zonas de sofrimento, na escala do homem, na escala da Terra, na escala de cada partícula viva sobre este planeta e sobre esse sistema solar vai, doravante, ter a lucidez e a consciência do que é chamado comumente o bem e do que é chamado ainda mais comumente o mal.

O bem e o mal evoluem em proporções variáveis.
Entretanto, o véu da encarnação, de algum modo, escamoteou-lhes a realidade do jogo da Sombra e da Luz.
O jogo da Sombra e da Luz é, antes de tudo, mascarado por seu próprio jogo entre a Sombra e a Luz.

O trabalho no branco concerne a processos luminosos, processos de consciência, que vêm impactar-se, a título individual e a título global, no conjunto de sua esfera de vida planetária.

O trabalho no branco acompanha-se de fenômenos (que vocês qualificam de energéticos) extremamente potentes, visando destrancar no interior de suas estruturas sutis a totalidade da estrutura da alma e da estrutura do Espírito.

Vocês foram, durante numerosas vidas, no ciclo de encarnação, privados da dimensão completa de sua estrutura de Espírito.
Essa foi uma escolha, uma experiência, uma evolução específica.
Essa evolução necessitou mascarar sua estrutura Unitária, a fim de desenvolver, no conjunto de suas estruturas sutis, desta vez uma força que não teria podido existir sem essa etapa precisa chamada «encarnação».

O trabalho no branco é assimilável a um novo nascimento, não talvez a título individual, mas de vocês, na escala coletiva e global.

Esse novo nascimento pode ser qualificado de despertar ou de acordar.
As coisas que lhes foram ocultadas pelo jogo da encarnação vão desaparecer.
Daí resultará, num primeiro tempo, uma muito grande confusão no Interior de vocês, como no exterior de vocês.

Essa confusão está ligada, de maneira temporária, à justaposição de mundos habitualmente separados, compartimentados por barreiras intransponíveis.
Essas barreiras caem.
As separações formais entre os planos não existirão mais dentro de muito pouco de seu tempo.

Vocês constatarão um acesso muito mais fácil para a Luz, mas também um acesso mais fácil para a Sombra.

O trabalho no branco, eu repito, e a iluminação da Sombra, é a iluminação da Luz.

Eis o que vocês têm a viver nos dias, nas semanas, e durante o conjunto de seu ano de 2009.
Trata-se de um ano qualificado de despertar.
Eu falei de seu ano que se escoa em seu tempo terrestre como o ano da confrontação.
O final da confrontação não quer dizer a paz.

Vocês chegam às passagens obrigatórias concernentes não à sua individualidade, mas, de maneira essencial, ao que vocês chamam carma coletivo de sua humanidade.

É o momento em que cada ação e cada reação são julgadas e avaliadas na escala da própria Terra.
É o momento em que a Terra manifestará de modo pavoroso, em sua terminologia humana, os sismos, as ignições de vulcões, os maremotos e as manifestações ligadas à água, de maneira geral.

Isso não deve em caso algum deixá-los ir para qualquer desencorajamento.
A Sombra e a Luz estão à disposição.

Vocês levaram sua vida, vocês levaram suas escolhas em função de seus interesses, seus interesses podendo ser da Sombra como da Luz, e isso ao alcance do braço.
Em breve, muito em breve, isso não será mais possível.

O que é da Sombra deve retornar à Sombra.
O que é da Luz deve retornar à Luz.
É o mesmo em sua interioridade e em sua exterioridade.

O trabalho no branco, iluminação e desmascaramento da Sombra, deve conduzir não à separação da sombra e da Luz (no que eu exprimi, que a Sombra deve retornar à Sombra e a Luz para a Luz), mas que nas dimensões que lhes são, para alguns de vocês, atingíveis, nos novos mundos de vida, a Sombra e a Luz não participam mais da mesma alternância.

Para além da dimensão da encarnação na qual vocês estão a Sombra não pode existir.
A Sombra manifestou-se nesta dimensão em que vocês estão, ela traduz a falta de Luz.
Essa Sombra, criada por vocês mesmos, foi colonizada, há tempos muito antigos, pela lei de atração.

Vocês atraíram, sobre este planeta, linhagens involutivas muito mais degradadas que a humanidade atual.
Isso também não poderá mais, em breve, ser atualidade, porque esse reino do medo terminou e, entretanto, o que vocês verão é o medo, entretanto, o que vocês sentirão é uma alternância entre o medo e o amor.

Os altos e os baixos serão legião.
As alternâncias do humor deverão provocar em vocês uma sede de Luz, uma sede de autenticidade.
É o momento em que nunca mais vocês poderão ir aos espaços ou para as pessoas que pertencem à Sombra.

A separação da Sombra e da Luz tornou-se indispensável.
O momento chegou.

A partir de seu dia de amanhã vocês entram no que é chamado o solstício de inverno, muito exatamente no início, depois de amanhã, vocês entram no que eu chamei os primeiros dias do trabalho no branco.

A separação da Sombra e da Luz em vocês recorre a energias extremas concernentes a todos os setores de seu ser e a todos os planos sutis.

Vocês terão que sobrepujar e superar, pela cultura da paz, pela cultura do amor, as zonas as mais sombrias de si mesmos, que vocês verão aparecer como em pleno dia.

Paralelamente a isso, a Terra, em sua globalidade, vive também um período histórico.

O ciclo de criação no qual vocês estão, e de encarnação, estabelecido há quase uma respiração cósmica (o que vocês consideram, em seu tempo terrestre, em 52.000 anos), chega agora ao seu termo.

Quem diz fenômeno final diz fenômeno de revista, fenômeno de compreensão, fenômeno em que a Sombra e a Luz entregam-se ao seu último combate na escala global.
Isso não durará um dia, nem mesmo um ano, mas bem mais.

Haverá certezas para vocês apenas ao nível da Luz de seu próprio coração.
As certezas que vocês conheceram em seu mundo, que vocês chamam civilizado, são apenas muletas destinadas a acalmar e a apaziguar seus medos.

O ser humano não é um ser de medos.
O ser humano é um ser de Luz, mas ele foi privado, durante mais de 50.000 anos, da totalidade de seu Espírito e é esse Espírito pessoal e global que volta para vocês.
O momento está inscrito no relógio cósmico.
Ele não pode ser nem avançado, nem recuado.

Durante esse período e durante, preferencialmente, o ano que vem, vocês assistirão em vocês e no exterior de vocês, com seus lugares, com seus próximos, a essa dissociação da Sombra e da Luz explicando, assim, as vontades da alma exprimindo-se e levando-os a reunirem-se com outros seres que portam, eu ia dizer os mesmos valores, mas, antes, as mesmas Luzes ou as mesmas Sombras, se essa é sua escolha.

Esses agrupamentos da Luz e da Sombra reforçarão de maneira brutal as manifestações da Sombra e as manifestações da Luz ao nível do homem como ao nível global.
Esperem viver e experimentar o que vocês jamais conheceram em todas as suas vidas.

O que vem é a Luz, isso eu já anunciei a vocês, mas a Sombra luta contra a Luz.
A Luz não luta contra a Sombra, ela se contenta em ser e o maior dos desafios que vocês terão a viver a título individual e global é encontrar essa Luz, se já não foi feito, quaisquer que sejam as manifestações da sombra e estas serão potentes e estas serão violentas.

Entretanto, a Luz está efetivamente aí.
Ela está no interior de vocês.

Alguns de vocês sobre esta Terra já tiveram a oportunidade de sentir, desde vários meses, essa efusão da energia do Espírito, chamada, em sua terminologia, Espírito Santo, e cujo indicador o mais seguro é o acesso, por lufadas, por períodos, por momentos, à energia da Unidade.
Tratava-se das premissas.

Eu posso conceber que seja extremamente penoso para um corpo denso passar de um extremo ao outro, mas essa tensão extrema entre as condições interiores de Luz e as condições ambientais da Sombra é, de algum modo, o húmus sobre o qual pode desabrochar totalmente sua dimensão do espírito que lhes é devolvido.

Lembrem-se: a Luz de sua dimensão total está aí, doravante, e a partir de amanhã.
Cabe-lhes conectar-se a ela (isso será muito mais fácil do que durante o período que acaba de escoar-se), porque é isso que vocês são, mas, se vocês desejam participar do combate, se vocês desejam participar da dualidade, essa é sua escolha.

Vai tornar-se muito difícil resistir às tensões geradas pela Sombra e às tensões geradas pela Luz.
Essas duas tensões, vocês compreenderão, são antagônicas.
Cada uma puxa num sentido.

As circunstâncias exteriores de suas vidas individuais, quaisquer que sejam, não devem alarmá-los, inquietá-los além da medida.

A mais bela imagem que eu posso dar-lhes: é que, no momento em que vocês sabem que sua hora de partir, de morrer para esta dimensão chegou, vocês se preocupam em preparar suas malas ou em comer?
Não.

Do mesmo modo, a chegada da Luz, desse trabalho no branco, necessita sua adesão plena e inteira, porque apenas nesse ato de adesão e de fusão é que vocês encontrarão a paz necessária para continuar o que vocês vieram fazer.

Os fenômenos, ao nível global e para além dos elementos, concernerão também à humanidade em sua globalidade.
A luta que se prepara é uma luta, eu diria, essencial e capital para a instauração da nova dimensão, para a instauração do reino da Luz.
Não se trata, propriamente falando, de uma confrontação porque, na confrontação como vocês a viveram este ano, há sempre a dualidade, enquanto que, se vocês aceitam o despertar e o acordar, nada mais disso terá importância.

As lutas desenrolar-se-ão no exterior de vocês e, quanto mais vocês acolherem essa Luz, essa Verdade, mais lhes será fácil extirpar de vocês as zonas de Sombra.
Elas não poderão persistir devido a uma adesão à Luz.

Quanto mais vocês aderirem e fusionarem à Luz, mais seus campos vibratórios criarão um limite intransponível às forças dos mundos exteriores.
Atenção para não lutarem tampouco contra suas Sombras interiores e qualquer ser humano, a partir do momento em que está na encarnação, se ele permanece na encarnação, é que ele as tem ainda, qualquer que seja seu grau, seu nível ou seu estado de evolução.

O trabalho no branco é, portanto, um fenômeno cíclico, rítmico, ligado, antes de tudo, a um relógio celeste, a um relógio planetário e a um relógio solar.
Inúmeras modificações vão doravante ocorrer, de maneira cada vez mais intensa, de maneira cada vez mais evidente, anunciando-lhes que a Terra vive suas últimas horas.
Últimas horas nesta dimensão.

É preciso morrer para esta dimensão, para ir para outra dimensão.
Morrer não quer dizer abandonar.
Morrer quer dizer fazer subir.

Acompanhados pela Luz vocês se tornarão capazes, na escala global, de provocar a translação da Terra para outras esferas dimensionais.
É dessa maneira, pela Luz e pela translação, que se produzirá a ascensão da Terra e seu desaparecimento puro e simples desta dimensão.
Não se trata de uma morte, no sentido que vocês entendem, porque a consciência não se interromperá, a não ser durante um período extremamente preciso que lhes será anunciado e que durará três dias, três dias em que vocês passarão numa espécie de estado de consciência sem o corpo, onde a consciência terá, durante esses três dias, experimentado a totalidade do que ela é.

Eu repito, não se preocupem com esse momento, porque vocês serão, de qualquer modo, individual e globalmente prevenidos.
Entretanto, e precedendo esses momentos, os níveis de energia vibratória que são, a partir de amanhã, implementados sobre a Terra são níveis que até o presente jamais foram atingidos, a não ser pelo Cristo quando de sua encarnação.

As energias e a Luz que vêm para vocês têm potenciais de muito alta velocidade, de muito alta intensidade.
Cabe-lhes acolhê-las.
Cabe-lhes deixá-las encarnar-se e exprimir-se em vocês.
Esse momento sofre agora uma preparação intensa que alguns de vocês, talvez, percebam.
Isso faz apenas começar.
A intensidade será máxima e permanecerá a partir de 24 de dezembro.

Esses níveis de consciência, essa vibração, essa Luz que vem para vocês não se importa com a forma na qual vocês estão, não se importa com os lugares nos quais vocês vivem.
Essa Luz imporá, a todos e a cada um, perturbações essenciais nas próprias concepções e nos próprios encadeamentos íntimos da vida de cada um.
Não resistam, mas abandonem-se à vontade da Luz do trabalho no branco.
Este não pode enganá-los.

Vocês devem aceitar o que ele impulsiona e o que desencadeia.
Tornar-se-lhes-á, naquele momento, extremamente fácil e extremamente simples saber o que provém da Luz e o que provém da Sombra.

Os fenômenos cósmicos em seu céu tomarão também, a partir deste período, e durante todo o ano de 2009, manifestações visuais, manifestações vindas das estrelas, vindas dos planetas, mostrando-lhes, inegavelmente, que a face do mundo está mudando.

A melhor preparação é o acolhimento da Luz, a aceitação da Luz e a eliminação da vontade própria em relação à vontade da Luz.
Vocês são e vocês serão ajudados.

Inúmeros de vocês contataram, durante este ano passado, de maneira fortuita, de maneira deliberada, à noite como de dia, no estado de vigília e no estado de sono, realidades transdimensionais que vieram a vocês, ou para ensiná-los, ou simplesmente para conformá-los à existência delas.
Esses contatos vão multiplicar-se durante seu ano.

De fato, na escala global, a humanidade, em sua totalidade, não poderá mais ignorar que exista uma intenção e uma vontade divina ou celeste da Luz.
Aí está a grande revolução ao nível da humanidade, a título global, da qual vocês participarão.

Convém a vocês, nos dias da instalação dessa nova frequência em vocês, acolher totalmente essa energia, acolhê-la e colocá-la no interior de seu ser.
Ela deve penetrar cada fibra de seu ser e deve ater-se, estabilizar-se, ao nível de seu peito.
É nesse nível, unicamente nesse nível que, no momento de alguns acontecimentos, vocês encontrarão a Alegria, a confiança, a solidez e a vida.

Eis que veio para vocês o que seu espírito espera desde tanto tempo, o que sua alma esperava por numerosos anos.
Não se trata de um fim, mas, efetivamente, de um início, qualquer que seja o aspecto exterior que possa tomar esse início, mesmo se para muitos, infelizmente, isso traduza um fim.

A consolação pode vir apenas do interior, a partir do momento em que vocês acolheram a Luz.
O mínimo medo, a mínima interrogação será apenas a tradução de seu afastamento dessa qualidade de ser que vem para vocês.

Certamente, a título individual, algumas situações, alguns eventos podem efetivamente ser vividos como um drama, mas esse é um olhar exterior.

Para os seres luminosos que terão acolhido a Luz no próprio peito será muito fácil, qualquer que seja o drama vivido, voltar a consciência para esse ponto central, para que tudo aquilo desapareça, para que todos os sofrimentos desapareçam.

Lembrem-se disso: quanto mais vocês quiserem lutar, quanto mais vocês quiserem resistir ao estabelecimento da Luz, mais vocês sofrerão.
O sofrimento é apenas a recusa da Luz.
Não há sofrimento que possa resistir à Luz, porque a Luz que vem é a Luz de seu espírito desperto.

Aí estão grandes momentos aos quais vocês serão submetidos.
Aí estão grandes momentos aos quais vocês poderão participar.
Aí estão esses momentos que estão agora presentes, a algumas horas de seu tempo.

Essa hora e essas horas que vêm teriam de ser horas de festa, porque essa data é conhecida por certo número.
O período que se estende de 21 de dezembro de 2008 a 21 de dezembro de 2012 assinala a entrada nos quatro últimos anos de sua vida, de sua forma e dessa encarnação para todos os humanos.

Não há dramas, não há erros, há apenas a Luz.
A Luz não vem destruir, a Luz vem iluminar o que deve sê-lo, o que vocês construíram no interior de vocês, no exterior de vocês, na escala global ou na escala individual, são apenas projeções do jogo da Sombra e da Luz.
Tudo o que vocês construíram o foi pelo medo ou pelo amor e unicamente em função de uma dessas energias.
Tudo o que é do domínio do medo deve desaparecer.

A hora não é mais para escolhas, porque vocês já escolheram.
A hora é para a transcendência.
A hora é para a capacidade que vocês terão para transcender, para transladar e para elevar essa Terra e vocês.
Nós estaremos entre vocês.
Nós estamos já ao redor de vocês e com vocês.
Nossa presença vai reforçar-se de maneira tangível, sutil, entretanto, pelo momento.
Ela é evidência.
Não pode ser de outro modo.

Os três dias entre 21 e 24 de dezembro de 2008 (ou 23 à noite) são três dias em que vocês devem favorecer ao máximo a instalação da Luz, a instalação de sua estrutura de espírito em vocês.
Durante esses momentos, que são como um parto, a transparência, a precisão, a autenticidade e a Luz são as condições para que vocês reencontrem totalmente o que vocês são, seu Espírito, sua Verdade.

Alguns fenômenos, de natureza cósmica, devem atingir preferencialmente alguns povos.
O país no qual vocês estão [França], a parte oeste de seu continente, é preservada dessa manifestação de rejeição da Luz.
O que quer dizer que as manifestações globais, cósmicas, coletivas concernem-lhes apenas pouco, pelo momento.

Em contrapartida, e devido à relativa latência global dos eventos aí onde vocês estão, a intensidade da transmutação energética será extremamente forte.

Velem para proteger seu corpo.
A melhor proteção, eu repito, é a aceitação da Luz.
Protejam seus corpos para que o templo que ali se constrói se faça na serenidade.

Inúmeros países devem doravante enfrentar e superar os elementos.
Não vejam ali, eu repito, qualquer drama, nem o que quer que seja de nefasto, porque aqueles que partem assim, e que o desejaram, estão simplesmente avançados de algum tempo em relação a vocês.

O trabalho no branco, de fato, é uma etapa inicial no advento da Luz total.
Vocês entram, a partir de 23 de dezembro, no último tempo, no tempo em que tudo o que foi tido secreto será revelado à sua consciência interior e exterior.

Eis alguns elementos.
Agora, se vocês desejam aprofundar, e se isso for compatível, tentarei aportar minha iluminação.

Questão: o que você entende por proteger o corpo?

Proteger o corpo consiste, primeiramente, em banir de sua consciência, de seus pensamentos, de suas palavras, tudo o que poderia assemelhar-se a um ato de divisão.
Aí está o modo físico de manter o templo coerente.

Eu não insistirei sobre suas regras de higiene de vida, o mais importante situando-se, entretanto, ao nível de seus pensamentos.

Questão: como proteger-se das potentes descidas de energia?

Vocês devem aceitar a totalidade das vibrações e dos níveis de consciência que vêm, exceto se, aí onde vocês estão, apareçam fenômenos visuais que, estes, necessitarão uma proteção.

O fato de que esses níveis de consciência tornem-se visíveis em alguns lugares da Terra corresponde a um afluxo maciço e a uma concentração de energias que pode, de fato, ter efeitos deletérios sobre seu corpo e provocar sua combustão.
Entretanto, não me parece, pelo momento, que isso lhes concerna, no lugar onde vocês estão.

Questão: quais seriam esses fenômenos visuais?

Um fenômeno visual é um fenômeno que se vê com os olhos.
Ele corresponde à observação de fenômenos luminosos ao nível de seu céu, simplesmente, como aqueles que ocorrem à noite ou de dia.

Mudança de coloração, brilho específico de Luz no céu, modificação do brilho do céu, modificação do brilho de alguns planetas, devem conduzi-los a adotar modos de proteção e a viver fechados.

Questão: esses fenômenos luminosos vão durar quantos dias?

Eles poderão ser muito breves, caso em que isso não lhes concernirá.
Se sua duração excede uma hora, convirá proteger-se.
A duração total, agora, isso durará durante todo o ano de 2009.

Questão: esses três dias de dezembro nada têm a ver com os três dias anunciados por Maria, em que se poderia estar em catalepsia?

Pode acontecer, mas, para isso, é preciso que certa dose de Luz atinja a globalidade da Terra.
Tudo dependerá do tempo necessário para efusionar essa energia.

Isso pode ser feito em uma hora de seu tempo como durar a totalidade de um ano, mas começa agora.

Vocês serão prevenidos entre 48 e 72 horas antes do evento de sua transformação.
Entretanto, as premissas serão um reforço do que vocês chamam «energia» no interior de seu pólo cefálico ao mesmo tempo que o aparecimento, eu digo efetivamente aparecimento de um novo som ao nível dos ouvidos, reconhecível entre todos, porque não se tratará de um zumbido leve, mas, efetivamente, de um grito em seus ouvidos.
Isso será observável.

Questão: na escuta desse som, deveremos nos preparar para permanecer três dias tranquilos?

Sim, quando receberem o anúncio desses três dias.
Entretanto, os fenômenos visuais intermitentes podem necessitar, eles também, por sua vez, o fato de permanecer no interior.

Questão: deve-se também proteger-se da Luz exterior?

Nesse caso, sim.
Esses três dias produzir-se-ão, segundo toda probabilidade, em seu ano de 2009.
Entretanto, mesmo nesse período, ocorrerão períodos de afluxo de energia que necessitarão de uma proteção específica.

Questão: esses três dias serão sincrônicos ao nível de toda a humanidade?

Não pode ser diferentemente, uma vez que se trata, antes de tudo, de um fenômeno global.

Questão: isso será ligado à rejeição de plasma solar?

Entre outros.

Questão: e os outros elementos?

Eles concernem, com toda evidência, a um conjunto de fenômenos cósmicos celestes.

Questão: o planeta Hercobulus faz parte?

Ele é o indicador.
Os planetas e os cometas são a densificação e a encarnação, para alguns deles, da energia arcangélica.

Hercobulus é o raio da destruição.
Hercobulus é esse planeta que é conhecido e anunciado desde muito tempo por inúmeros seres que quiseram guardar segredo disso.

Questão: se é importante aceitar a Luz, não se deve então proteger-se, a cabeça em particular?

Enquanto os fenômenos não forem visuais, visíveis com os olhos, vocês devem, tanto quanto possível, aceitar o que vem.

Questão: é previsto um período de frio ligado a esses eventos?

De qual lugar você fala?

Aqui, na França.

Não pelo momento.
Eu diria não antes de duas a três semanas de seu tempo que vem.

Questão: o que você entende por fusão dos mundos?

Há fusão de algumas polaridades, mas não há fusão de dimensões.
No que concerne à sua dimensão, aí onde vocês estão atualmente, isso deve apagar-se para deixar emergir a verdadeira Luz.

Para as outras dimensões, além, isso não é uma lei.
Mas no que lhes concerne, nesta dimensão, é a única lei.

Almas humanas da encarnação, recebam bênçãos, Luz e assistência dos Arcanjos.

Eu os saúdo.

_____________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês : Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com