Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

8 de jul de 2006

INÁCIO DE LOYOLA – 8 de julho de 2006


DO SITE AUTRES DIMENSIONS.

Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui

(TRATAMENTO VIBRATÓRIO)


NDR: essa mensagem precedia uma sessão de canalização de ajuda aos reajustes ou cura espiritual.

Tenham a bênção de Cristo.
Devido ao meu papel de intermediário, vocês vão beneficiar-se de tratamentos de seres que vêm da quinta dimensão e além.

Eu sou, quanto a mim, também, um canal no canal, que permite a essas entidades intervirem, manifestarem-se, agirem nos níveis, desde os mais físicos até os níveis os mais etéreos.

Eu agradeço, vigorosamente, seu recolhimento, que me permite, também, exprimir-me; eu agradeço ao canal e eu agradeço aos seus pilares, que estão na linha direta do que eu espero em relação aos tratamentos que lhes serão dispensados.

Vou, primeiro, ler seus pedidos, por favor.
Temos, esta noite, muito belas entidades que estão aí.
Essas maravilhosas entidades vão, livremente, agir em vocês; elas nos ajudam para seu acesso à Luz, acesso à sua Divindade interior.
É preciso, nisso, deixá-las trabalhar.

Deixem-me, não perturbá-los, mas acompanhá-los com o que faz minha especificidade: a tripla irradiação de meu coração, pelo caminho que imita de Jesus, que eu instaurei em minha vida, pelo qual vocês, também, devem aceder à Divindade interior.

Eu vejo que um número de vocês fez pedidos que vão, amplamente, a esse sentido, a Cristização de seu ser interior e estou muito contente, muito feliz, mesmo, por isso.

Graças aos meus pilares, tenho a possibilidade, por intermédio do canal que maltratamos um pouco, hoje, para que ele estivesse na fluidez extrema, para deixar passar a um nível de densificação minha presença, totalmente, poder trabalhar, diretamente.

Além de seus pedidos sobre a triplicidade de seu coração, vamos operar seu coração.
Essa abertura vai conferir-lhes a graça inestimável de poder emitir a difusão da alma, se necessário, hoje, a vocês, para seu destino, mas, também, para todos os seres que vocês encontram.

Então, por vezes, a abertura desse coração faz-se em uma ruptura que não é, de modo algum, um sofrimento, mas como uma transformação vivida, intimamente, na carne.

Assim, vou, portanto, abrir esses três corações em vocês, de maneira física, uma vez que as entidades que estão aí para responder às suas perguntas terão terminado de trabalhar.

Estejam, eu lhes peço, no recolhimento o mais total, no momento em que eu vier entre vocês, traçar esse sinal que abre seus três corações.
Permaneçam centrados, permaneçam unificados: aí está a chave da abertura real do que eu vou praticar como intervenção em vocês.

Eu vou poder, agora, efusionar, totalmente, em vocês, a sagrada abertura que eu fiz.
É porque eu trabalho há tanto tempo nos planos intermediários da quinta dimensão, que eu posso, à vontade, ser, eu também, um canal das entidades de dimensões superiores.

Aí está o sentido de meu sacrifício.
Sejam abençoados agora, e acolham.
Bem.

Aí estão, queridos filhos, as circunstâncias dessa canalização que é um pouco específica.
Vou deixá-los, agora, no recolhimento, alguns instantes.

Eu repito, sejam abençoados e bom caminho.
Eu lhes agradeço por terem-se prestado a essa abertura com tanto coração quanto simplicidade.
___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

3 comentários:

  1. Então, por vezes, a abertura desse coração faz-se em uma ruptura que não é, de modo algum, um sofrimento, mas como uma transformação vivida, intimamente, na carne.

    ResponderExcluir
  2. Amado Loyola, estamos de "Coração Aberto, Leve, Confiante", aguardando, o que tiver de acontecer.
    Até breve.
    Noemia

    ResponderExcluir
  3. estamos confiantes em vosso trabalho o que tiver de ser será. obrigado irmão.

    ResponderExcluir