Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

23 de set de 2005

ORIONIS – 23 de setembro de 2005

DO SITE AUTRES DIMENSIONS.


Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui



Bem vindos a vocês, caros filhos da Lei de Um.

Eis-me, portanto, entre vocês, a fim de instruí-los no que concerne às leis novas que, em breve, eu espero, cada um de vocês terá a oportunidade de experimentar, de maneira formal e de maneira duradoura, através das energias do Sol Central para o atual, em ondas sucessivas, que vêm impactar-se sobre este planeta, a fim de restituir-lhe seu lugar no grande balé cósmico que ele perdeu um pouco, há mais de 50.000 anos.

Meu nome é, para aqueles que desejarem, um dia, recorrer à minha vibração: Orionis.
Eu sou um ser sem forma e uma consciência encarnada, agora num Sol.
Eu sou, devido à minha filiação e meu encaminhamento, o ser encarregado de reconduzir seu planeta e seu Sistema Solar à ordem do Sistema Central, a fim de fazê-los reintegrar sua dimensão primeira de Luz, aquela que era anterior à sua descida na encarnação.

Eu venho recordar-lhes de sua dimensão final, que é: Unidade, Fonte Única.
Vocês são, de fato, todos aqui presentes, emanações da Fonte.
Vocês perderam essa conexão, devido à sua escolha de descer nos processos de encarnação e nos processos de densificação, a fim de experimentar certo número de coisas.

Eu fui aquele que, há extremamente muito tempo, permitiu esse processo por certa forma de sacrifício e pelo aporte, em seu Sistema Solar e nesse planeta, especificamente, de uma irradiação muito específica, que permitiu densificá-los, até esquecerem-se, hoje, de que vocês são filhos da Fonte.

Quando inúmeros de seus grandes Mestres que se encarnaram sobre esse planeta, quaisquer que fossem seus planos de origem, significaram-lhes que vocês eram amor incondicional, que eram filhos de Deus, que eram filhos da fonte, que deviam reintegrar essa dimensão principal original da qual vocês são oriundos, eles tinham completa razão.
Porque de todos os tempos, desde 50.000 anos, foi necessário que alguns seres mantivessem a chama dessa dimensão, que é a sua, a fim de que, a um momento, que hoje chegou em sua dimensão temporal, o conjunto de humanos distanciados, separados, que vive na divisão a mais total, pudesse reintegrar sua dimensão inicial, mas enriquecidos de todas as suas experiências, a fim de conduzir, reportar essas experiências da divisão, da separatividade, à Fonte Única.

É excepcional que eu possa intervir pela linguagem vibratória sonora de plano de dimensão três.
Mas os momentos importantes que vive seu planeta necessitam de um reajuste, no mais profundo de suas estruturas, que vocês chamam de «células», no mais profundo de sua vibração essencial de alma encarnada num corpo de carne, entretanto, portador do Espírito e da chama de vida a que nós chamamos a Fonte.

Vocês são, todos, filiações e filhos da Fonte.
E vocês são, vocês mesmos, Fonte Unidade, não dividida, que provocou, devido às suas escolhas de descida, processos de experimentação.
E, hoje, eu lhes digo: cabe apenas a vocês decidir pôr fim, não à vida, longe disso, mas conhecer, realmente, a vida em todas as suas dimensões, terminar, de uma vez por todas, com o que vocês chamam a experiência exterior da existência, a fim de poder passar, realmente, agora e já, ao mesmo tempo estando nesse corpo de terceira dimensão, à dimensão unitária, não separada, empática, que vai fazê-los viver a natureza essencial de sua essência, que é Amor e Fonte.

Há, em cada um de vocês, essa dimensão principial, esse átomo que os religa, de toda a eternidade, ao que vocês são e que, no entanto, esqueceram, devido à separação, à divisão.

É-lhes solicitado, hoje, nesses tempos de fim do tempo, mas, também, fim dos tempos, nos sete últimos anos que lhes restam para aperfeiçoar seu veículo de Luz interdimensional que alguns de seus escritores modernos chamaram a Merkabah, ou veículo de Luz interdimensional, convém revelar suas vestes de Luz, fazer sair a quintessência de seu ser, a fim de que este irradie ao seu redor, em distâncias consideráveis; porque cada um e cada uma que puder desvendar, em si, essa Unidade de dimensão de Fonte, será capaz, devido à sua ressonância e irradiação, de irradiar e transmitir a transformação daqueles que atravessarão esses campos de vestes de Luz.
Não há, nisso, qualquer limitação que possa impedir a revelação de quem vocês são.
Não há limitação alguma, de qualquer ordem (nem familiar, nem social, nem de qualquer ordem do que quer que seja, ainda menos espiritual, ao menos o que vocês chamam espiritual) que possa, hoje, frear a revelação da Fonte de quem vocês são.

Convém, para isso, pôr-se à escuta de seu ser interior, compreender que não há distância e dissociação entre tudo o que vocês podem ver, sentir, ouvir, receber, emitir.
É apenas nessa condição essencial que vocês poderão, totalmente, voltar a tornar-se quem vocês são.

Eu me dirijo a cada filho da Lei de Um que vocês são, a fim de que vocês despertem, em si, de que vocês deixem eclodir, irradiar a Fonte que vocês são.
Convém ser transparente como um cristal, a fim de deixar irradiar a Luz do arco-íris que se manifestou em sua terceira dimensão, desde nossas embarcações Merkabah coletivas interdimensionais.
Convém tornar-se transparente, absorver a Luz e reemitir o prisma de Luz.

Nisso, ninguém pode impedi-los de reencontrar a Fonte que vocês são.
Nenhuma limitação interior, nenhuma limitação exterior pode constranger uma Fonte, quando o momento apresenta-se, a desviar-se de sua própria Luz.

Terminaram o que vocês chamaram os tempos da limitação e terminaram os tempos da lei de ação e de reação.
Terminaram as leis espirituais que vocês construíram e que foram contra a evolução fundamental das Fontes, a não ser para viver a experiência da existência.

A existência que vocês têm vivido desde extremamente muito tempo deve, agora, deixar o lugar para a fluidez da Unidade que vocês são, para esse cristal transparente e límpido, esse filho da Fonte que vocês são, destacado de todos os condicionamentos, de todas as programações que lhes foram postas na pele, em seu DNA, por forças que se imiscuíram desde 3.500 anos, a fim de bloquear, completamente, seu potencial evolutivo.

Houve franjas de interferências que impediram a plena expressão de quem vocês são, há 3.500 anos.
Esses tempos estão, agora, efetivamente, acabados.

Convém-lhes estar, totalmente, à escuta do que vocês são, à escuta de seu ser interior, de suas demandas, de suas formulações, estar atento aos sinais, aos fenômenos de sincronia, aos chamados.

Saibam que a compressão da energia que se manifesta, atualmente, sobre este planeta, esse fenômeno de abafamento, de compressão corresponde a esse fenômeno de retorno ao centro, de retorno à sua Unidade que vocês devem viver.

De fato, a expansão de seu ser necessita desse fenômeno de compressão, para entrar num processo de retorno para si, para a Unidade que vocês são.

Eu intervenho apenas muito raramente, desde o plano em que estou, através de alguns médiuns, de maneira a acompanhá-los, não unicamente através de palavras, que não são minha linguagem vibratória, mas através desse fenômeno de compressão, dilatação e abertura da Fonte que vocês são.
Assim, caros filhos da Lei de Um, é-lhes, hoje, oferecido reencontrar seu lugar no grande balé dos céus, no que vocês chamam a confederação intergaláctica da Vontade de Bem e da Luz autêntica.

É-lhes solicitado, hoje, abandonar tudo o que os arrasta para apegos, cada vez mais pesados, descondicionar-se, totalmente.
Vocês devem voltar a tornar-se livres de todo apego, de todo medo ligado ao seu passado.
Vocês devem evitar, também, certo número de armadilhas que são ligadas a luzes que não desejariam a sacralização deste planeta e que queriam arrastá-los para universos quiméricos, situados ao nível da terceira dimensão que vocês chamam o astral.

É-lhes, hoje, solicitado dar o salto quântico, necessário ao seu acesso total, pleno e inteiro à quinta dimensão.

Ora, a quinta dimensão não se importa com suas boas ações, com suas más ações, com seus apegos, com seus medos, com suas angústias,
Ela lhes pede para alinhar-se no que vocês são, fundamentalmente.

E, a partir do momento em que vocês se alinham, totalmente, com quem vocês são, que vocês entram em sintonia e em sincronia com o que vocês são, realmente, vocês podem aceder, naquele momento, total e livremente, à dimensão na qual vocês devem ir, que os reaproximará de uma oitava suplementar da Fonte que vocês são.
É-lhes solicitado parar de fazer experiências de vida.
É-lhes solicitado parar de construir cenários para o futuro de uma nova vida, de uma nova Terra, porque são fenômenos exteriores.

Apenas sua transformação interior, a que vocês chamam, também, a ascensão, será capaz de arrastá-los a um processo de ascensão coletiva e planetária, a fim de que este planeta possa reencontrar seu manto azul de sacralidade e voltar a tornar-se, ele mesmo, o planeta sagrado.
Todos os elementos estão no lugar.

Nós somos inumeráveis, de múltiplas dimensões, de múltiplas origens, estacionados acima de vocês, após ter passado pelas profundezas da Terra.
Nós cruzamos as portas dimensionais, a fim de aproximar-nos ao mais perto de vocês e ajudá-los, totalmente, nesse processo de ascensão, da constituição de seu veículo de Luz, que não é outra que não sua Fonte reencontrada, reunificada em seus campos energéticos vibratórios, em suas vestes de Luz, a fim de permitir-lhes, realmente, juntar-se às moradas, no mais alto dos Céus, que os aproximarão da Fonte que vocês são.

Não duvidem disso: o que vocês são é Luz, o que vocês são é Fonte.
O que lhes diria o contrário, no interior de vocês, é apenas o véu tecido pela mentira de seu mental, pela mentira dos condicionamentos, pela mentira de forças opostas à sua plena realização.

Hoje, vocês podem liberar-se disso, total e livremente, na condição de poder afirmar sua Unidade transcendente de Luz Una, de filho da Fonte, de filho Divino.

Apenas isso lhes é solicitado: alinhar-se em si, voltar seu olhar dos fenômenos exteriores da vida para seu interior, que é apenas Luz.
E se, por acaso, voltando-se para seu interior, vocês ali virem sombras, digam-se, efetivamente, que essas sombras não fazem parte de vocês, que elas foram tecidas por forças involutivas, por forças que não queriam que vocês reencontrassem sua Divindade, porque, seguramente, eu lhes digo: vocês são – ao mesmo tempo o que são – seres de Luz.
Vocês são Unidades fonte principiais, emanadas da Fonte.
Sendo emanadas da Fonte, vocês são Fonte.

Alguns de vocês são emanados de Orion, são filhos de Orion.
Alguns de vocês são filhos do intraterra e fizeram o sacrifício de sair da quinta dimensão para voltar a mundos de superfície, a fim de ajudar outros seres a fazer esse retorno à casa.
Alguns de vocês são – sem saber – fenômenos de walk-in que tomaram corpos existentes para poder ajudar, por sua irradiação de Luz, o estabelecimento do reino do Pai.

Convém-lhes ser, hoje, totalmente, alguns que são isso, que vão para isso.
A hora do fim do tempo da terceira dimensão soou.
A hora do chamado dos filhos de Luz soou.

Por favor, eu lhes suplico, parem de crer-se limitados, parem de preocupar-se com o que pertence ao passado, com o que pertence a um hipotético futuro, para permanecerem centrados apenas no instante em que vocês estão, a fim de encontrar sua realidade essencial de filho do Pai, da Fonte emanada da Fonte Central, da Fonte que deve fazer o retorno à Fonte Central.

Convém, para isso, aceitá-la, integrá-la em sua alma e Espírito, aceitar essa realidade.
Os sinais, tal como vocês os chamam, são numerosos, e serão cada vez mais numerosos.
Vocês tiveram sinais, neste dia, ligados à quinta dimensão.
Amanhã, pela manhã, vocês terão sinais, certamente, não aqui, mas em outros lugares sobre esta Terra, que mostram a intervenção de forças arcangélicas que vêm purificar, limpar, que vêm fazer tomar consciência, através do sacrifício de um número elevado de almas, do efeito ridículo da competição que vocês induzem sobre este planeta.

Em nenhum momento a vida é uma competição.
A competição desemboca no que seus físicos chamam a entropia, ou seja, o caos cada vez mais espalhado, enquanto vocês voltam a subir a dimensões cada vez mais altas, ainda que seja apenas a quinta, nas quais a entropia não pode existir.

Há agenciamento da Luz em estruturas cada vez mais estáveis, cada vez mais organizadas, estruturadas, diríamos.
A perda de estruturação do que vocês chamam matéria provoca uma estruturação maior do que nós chamamos a Luz autêntica.
Assim, é-lhes solicitado, hoje, fazer essa reversão, ousar fazer essa reversão, não mais levar seu olhar – ao mesmo tempo estando encarnados sobre este planeta, o que é fundamental – não mais sobre leis arcaicas equivocadas, transformadas, para submetê-los a potências exteriores a si mesmos, porque vocês são, cada um de vocês, Fonte Unidade, mas, também, Mestres do que vocês são.

Ninguém mais que não você mesmo dar-lhe-á a mestria.
A partir do momento em que vocês dão seu poder, vocês darão o controle.
A partir do momento em que dão seu poder, vocês dão sua mestria a alguém outro.
Ora, vocês devem reencontrar sua própria mestria, seu próprio poder.

Os modelos que foram construídos sobre este planeta, através de modelos religiosos, espirituais, filosóficos, foram, todos, desviados por forças involutivas, a fim de subtraí-los de sua mestria, de subtraí-los à sua Fonte.

É tempo, agora, neste fim dos tempos, de reencontrar sua mestria, de aceitá-la sem medo, porque vocês são, realmente, mestres.

Vocês são embriões de estrela, embriões de Sol.
Vocês eram, há extremamente muito tempo, cada um de vocês, sobre este planeta, uma estrela, um Sol, um puro Espírito de dimensões as mais altas, que aceitaram exteriorizar-se, vocês mesmos, em processos de criação, de divisão, de emanação sem fim, a fim de construir universos engendrados e concêntricos.

Mas é tempo, agora, de cessar o jogo da experiência e entrar na realidade da vida Una, da vida Divina.
Apenas na condição de que aceitem que vocês são, real e autenticamente, Divinos, é que vocês poderão ir para sua mestria e sua Divindade.

Aí está, caros filhos da Lei de Um, o ensinamento formal e, no entanto, tão simples, que lhes convém, hoje, fazer seu, ingerir, integrar em vocês, em suas células, em seu DNA: a participação de sua totalidade de Espírito e de ser e de alma num maravilhoso plano Divino.
Não deve haver, em vocês, qualquer vestígio de medo, qualquer vestígio de tristeza, de cólera, de prazer, mas vocês devem entrar na alegria da certeza de ser um filho da Lei de Um.
Essa alegria sem objeto e sem suporte que faz com que vocês possam, realmente, emanar a Fonte que vocês são.

Aí está, caras almas, o que eu tinha a transmitir-lhes de fundamental.
É através desse caminho e dessa aceitação que vocês poderão, plenamente, reencontrar o pleno potencial de quem vocês são, a partir do momento em que penetrarem nessa quinta dimensão, não mais a título individual, mas quando a totalidade do planeta der esse salto de evolução (o que será em breve).

Vocês devem estar prontos para soltar tudo o que não pertence à Luz, ou seja, tudo o que é condicionamento, apego, modelo construído e não exato, não conforme à Lei de Um.

Eu os engajo, não a meditar nem a evadir-se, mas a estarem total e plenamente conscientes, a cada minuto, do que vocês são, em seu interior, dos sinais que lhes são propostos e das sincronias que se desenrolam em vocês, em seu coração; tornar-se, portanto, conscientes, a cada sopro que os anima, de quem vocês são.

Nós não podemos ter maior alegria do que vê-los juntar-se, individual e coletivamente, a essa dimensão que lhes é prometida desde extremamente muito tempo.
Convém preparar-se para dar esse salto, para passar a essa dimensão de pura Luz.
Tudo o que pertence ao domínio do peso, da densidade, dos apegos não poderá, eu lhes digo, penetrar nessa quinta dimensão.

Vocês apenas poderão penetrar se seu Espírito está claro, se vocês estão, totalmente, conscientes do que vocês são, da Luz que são e da mestria que adquiriram, não através da ascese, mas de um trabalho de ressonância e de sincronia entre os diferentes planos de sua personalidade/alma/Espírito, a fim de não mais fazer que não um, no alinhamento total de sua ligação à sua Fonte Sol e sua Fonte Mãe, a fim de ser, você mesmo, a Fonte de seu coração.

Aí está, caras almas, o que as palavras, que são, efetivamente, pouco, em relação à realidade, queriam ensinar-lhes.

E, se vocês o permitem, antes de retirar-me, vamos, um pouco mais, construir, agora, essa Unidade.
Nisso, vou intervir, vibratoriamente, em cada um de seus corações, para religá-los, de maneira consciente, às nossas embarcações de quinta dimensão, para fazê-los viver, o espaço de alguns sopros de respiração, essa fusão de corações.

Aí está, caros filhos da Lei de Um, eu lhes aporto minha bênção e meu encorajamento, a fim de que vocês trabalhem na revelação da Luz autêntica sobre este planeta.

Eu os amo e eu os abençôo.

__________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

Um comentário:

  1. Há, em cada um de vocês, essa dimensão principial, esse átomo que os religa, de toda a eternidade, ao que vocês são e que, no entanto, esqueceram, devido à separação, à divisão <> Não há limitação alguma, de qualquer ordem (nem familiar, nem social, nem de qualquer ordem do que quer que seja, ainda menos espiritual, ao menos o que vocês chamam espiritual) que possa, hoje, frear a revelação da Fonte de quem vocês são <> Nós cruzamos as portas dimensionais, a fim de aproximar-nos ao mais perto de vocês e ajudá-los, totalmente, nesse processo de ascensão, da constituição de seu veículo de Luz, que não é outra que não sua Fonte reencontrada, reunificada em seus campos energéticos vibratórios, em suas vestes de Luz, a fim de permitir-lhes, realmente, juntar-se às moradas, no mais alto dos Céus, que os aproximarão da Fonte que vocês são <> A competição desemboca no que seus físicos chamam a entropia, ou seja, o caos cada vez mais espalhado, enquanto vocês voltam a subir a dimensões cada vez mais altas, ainda que seja apenas a quinta, nas quais a entropia não pode existir.

    ResponderExcluir