Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

22 de jan de 2009

O.M. AÏVANHOV – 23 de janeiro de 2009

DO SITE AUTRES DIMENSIONS

E bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los e vejo que neste início de ano há pessoas que não me conhecem ainda.
Então, em primeiro lugar, apresento-lhes todas as minhas homenagens, todas as minhas bênçãos e vocês estão, como de hábito, à escuta do que vou dizer.
Vou tentar, se efetivamente querem, ajudá-los em seu caminho.

Então, como sabem, como sentem, como veem, vocês estão em anos extremamente luminosos.
Alguns vão responder-me «mas, como assim, luminosos? Você não vê toda caca que acontece aqui?»
E eu responderia que a Luz desce, mas como vocês querem que a Luz coexista com a caca, que seja em vocês ou no exterior de vocês?
A Luz vem expulsar a caca.

Então, obviamente, isso faz barulho, isso faz rebuliço e é isso que vocês vão observar.

A Luz que vem a vocês vem para purificar, vem para cumprir, vem para transformar e, sobretudo vem para realizar o que foi anunciado desde extremamente muito tempo.
Então, isso pode traduzir-se em vocês por um período, de maneira geral, extremamente estimulante, eu diria, extremamente potente ao nível de seu sentir.
Isso vai alternar com momentos igualmente potentes em que vocês terão a impressão de estarem completamente na caca.
Mas isso, ainda uma vez, faz parte dos fenômenos ligados, eu diria, à eliminação, no sentido mais fecal do termo.
Então, não é necessário ter medo de tudo isso.
Obviamente, as eliminações são processos naturais, não é?

Faz bem muito tempo que há uma espécie de constipação sobre este planeta que faz com que as coisas fossem retidas desde muito demasiado tempo, sobretudo no que concerne às coisas das quais vocês deveriam ter-se desembaraçado desde muito tempo, ou seja, tudo o que se opõe à abundância, tudo o que se opõe à manifestação das energias as mais elevadas do ser humano.
Isso conduz à situação na qual vocês estão e que apenas começa.

Mas não percam jamais de vista que, para além das observações da caca, o mais importante é a Luz que se efusiona e que chega enfim, eu diria, sobre este planeta.

Aí está o que tinha a dizer em preâmbulo e para desejar-lhes um muito bom ano.
Eu lhes desejo, ainda uma vez, muitas eliminações.

Vai de sua saúde espiritual e de sua evolução para um futuro muito mais luminoso e muito mais feliz do que o que foi o caso sobre este planeta, nesta dimensão.

Então, paralelamente a isso, como sabem, gostaria de instalar perguntas/respostas, porque eu acho que cada um pode se reencontrar em cada uma das perguntas.
A resposta que tento trazer pode lhes dar, ainda que não seja sua pergunta, uma iluminação específica sobre o que você tem a viver durante os alguns anos que restam ainda a esta Terra percorrer no antigo mundo.

Aí está, caros amigos, agora eu lhes dou a palavra de modo a poder exprimir certo número de elementos que, espero, será uma ajuda, eu diria, um efeito laxativo sobre vocês, para lhes permitir eliminar o que deve sê-lo.

Questão: que você pensa das técnicas de lavagem pelo café?

Vocês podem lavar com muitas coisas, mas o mais importante, obviamente, ainda que o intestino delgado é a resultante orgânica desta eliminação, o mais importante, mesmo assim, não é a caca física, não é?, é eliminar a caca da alma.

É o que a caca da alma?
É tudo o que vocês construíram com sua personalidade: o medo, a apropriação, a inveja e todos os defeitos que fazem a humanidade e que temos encontrado um dia ou outro.

Eu falava dessas constipações lá, eu.
Obviamente, há também eliminações que devem se fazer.
Elas são a contrapartida, eu diria, ao nível físico.
Mas o mais importante situa-se na iluminação das zonas constipadas da alma, porque é lá que vai ser necessário limpar tudo isso.
Como?
Com a Luz.

Questão: qual é a diferença entre coração interior e coração espiritual?

O coração interior é um ponto fictício que não é o coração órgão e que tampouco é o timo.
É o coração do coração.
É o lugar em que se faz a conexão com o ser de eternidade.
É o lugar onde foi depositada em vocês o que chamam «centelha divina».
Então, não é de modo algum o coração órgão.
É o coração interior para assinalar que é um ponto que não está no exterior, mas em pleno meio da caixa torácica, em pleno meio do coração.
É o coração do coração ou coração interior.
É esse ponto que deve acender-se totalmente em vocês, porque é aí que brilha a Luz do Espírito.
É ali que há a caca que se deve iluminar.

Questão: o que é então do que é chamado o coração espiritual?

O coração espiritual é assimilável ao que eu poderia chamar a centelha da alma e não a centelha divina.
A centelha da alma é já colorida pelo caminho que vocês tomaram nas vias das encarnações sucessivas.
Enquanto que a centelha divina é, ela, uma chama, a mais pura que seja e que não pode ser contaminada de qualquer marca ligada à encarnação.

Questão: como se articulam então as gotas branca e vermelha?

A gota branca (isso é a linguagem dos tibetanos, não é?) corresponde à alma ou à centelha divina.
A gota vermelha corresponde à centelha da alma.
É uma Luz que é já colorida, enquanto que a Luz branca é o reflexo, com palavras, eu diria, o mais adequado do que é a Fonte divina.

Questão: o coração interior é o ponto o mais próximo do Pai?

É uma boa imagem. Obviamente.

Questão: ali visualizar o Selo de Salomão pode ser útil?

Não, porque o Selo de Salomão, ou estrela de seis pontas, ou Maguen Davi (ndr: estrela de Davi) corresponde à irradiação do coração, que corresponde ao 4º chacra.
O coração interior está relação, é claro, com do 4º chacra, mas não é o 4º chacra.
Então, a única visão que vocês podem sugerir, eu diria, é a imagem de uma chama cristalina, transparente, translúcida, brilhante, mas não um símbolo.

Questão: qual é o estado interior, ou o sinal interior, que pode nos informar sobre o instante em que se reencontra esta chama divina?

Esse momento ocorrerá após o momento em que você viveu o primeiro reencontro com seu Anjo, seja de maneira consciente ou de maneira noturna.

Naquele momento, o Anjo veio revelar-lhes sua presença.
Sua presença corresponde à ativação em vocês de algumas funções, é claro.
Quando essas funções são ativadas, quer dizer que você iniciou, eu diria, o caminho de retorno ao centro do coração.
Então, isso vai se traduzir em certos estados vibratórios, certamente, onde se estabelece uma energia circulando de modo harmonioso ao nível de seu chacra, ou seja, na parte anterior do peito.

Outras manifestações surgem, obviamente, naquele momento, em especial a modificação importante do que é chamado o canto do Espírito ouvido nas orelhas.
Isso corresponde a mecanismos extremamente específicos.

Após, vem a abertura da dimensão do coração interior.
Nisso vocês têm, em especial, um exercício que foi dado pelo ser Ram, eu creio, e que vai corresponder ao trabalho a efetuar em consciência para chegar ao coração do coração.

Questão: a manifestação do Anjo pode fazer-se sob forma…?

O Anjo é a representação a mais perfeita do Pai, qualquer que seja sua origem ao nível das dimensões, porque o Anjo não conhece a corrupção.
O Anjo não frequentou as dimensões que nós todos experimentamos na linhagem humana.
O Anjo é puro.
O Anjo não conheceu a queda.
Alguns conheceram a rebelião, mas não conheceram, contudo, a queda, como entidade.

Questão: a tintura da alma espiritual é ligada às encarnações precedentes?

A alma é colorida pelas experiências que vocês tomaram, eu diria, extensivamente, na superfície deste planeta, ou seja, encarnações e reencarnações sucessivas.
A alma pode ser colorida também pela sua origem cósmica, planetária.
A alma, enfim, pode também ser colorida, eu diria, pelo sentido de sua orientação de evolução: para a matéria, para o equilíbrio ou para o espiritual.
Então, isso dará colorações diferentes.
O Espírito, quanto a ele, não tem cor, ele está no absoluto.

Questão: poderia nos esclarecer sobre o que acontece hoje, globalmente?

Vocês estão desentupindo as canalizações.
É por isso que empreguei a expressão da caca, há pouco.

A caca que estava escondida, até o presente, porque era necessário que tudo aparecesse como feliz nesse mundo onde tudo corre mal.

Então, adornou-se de artifícios, eu diria, a verdade.
Iludiram-nos, de todos os tempos, sobre a evolução da humanidade.
E, hoje, como a Luz cria certa forma de tensão no interior do planeta, no interior dos seres, e bem, necessariamente, ela vai desentupir, esta Luz, e ela vai provocar uma evacuação do que estava corrompido, que era interior e que se manifesta no exterior.

Vocês vivem a época da grande purificação.
Quer dizer que não é necessário se contentar de ver a caca, mas também a Luz que faz eliminar essa caca.

Questão: esta eliminação acontece também nos sonhos?

É melhor, se você está na cama, efetivamente, não fazer caca na cama.
Por conseguinte, em sonhos, é melhor muito.

Questão: poderia nos falar do astral?

Isso não tem qualquer espécie de interesse.
Vocês passam da 3ª à 5ª dimensão.
O mundo astral, tal como foi descrito, mesmo em minha vida, e tal como foi descrito por numerosos místicos (com diferentes almas que vagam em diferentes planos, os reencontros vibratórios que se podem fazer entre os diferentes anjos guardiões), se querem, esta dimensão intermediária a que se chama o astral, está desaparecendo completamente, ao nível de seu planeta.

Vocês vão ser desembaraçados do astral.
O astral é o plano vibratório onde se acumulava toda a caca ou todas as ilusões.
Estas estão se dissolvendo à Luz do supramental ou simplesmente evacuadas na materialidade.
Portanto, a substância astral esvazia-se de seu conteúdo.
Assim como os demônios são soltos na superfície da Terra, porque eles não podem mais subsistir no interior do astral que se torna, eu diria, como uma casca vazia, o astral sendo apenas um mundo intermediário.
Não confundir, obviamente, com o etéreo e com o supramental (que, naturalmente, nada tem a ver com o mental).

Questão: é desejável centrar-se o mais frequentemente possível no coração interior?

É mesmo a melhor prescrição que se pode dar porque, como a caca estará no exterior, o único lugar que estará limpo e calmo, será o coração interior.
 
Questão: esta dissolução do astral vai se acompanhar de manifestações como raivas, medos…?

Tudo o que é ligado ao astral vai manifestar-se porque, obviamente, ele não quer morrer.
São também, efetivamente, as frustrações, e também a busca desenfreada dos desejos e dos prazeres que não são ligados ao estado espiritual.
É a corrida desenfreada à posse, em todos os sentidos do termo.
É tudo o que faz certamente o mal do ser humano através dos mundos emocionais.
Tudo isso deve evacuar-se.

As raivas não podem penetrar e permanecer no interior do coração quando a Luz chega.
É necessário efetivamente que aquilo saia e isso vai provocar também modificações importantes, em vocês mesmos, humanos, de seu humor.
Isso necessita encontrar, talvez, períodos de repouso mais importantes, para poder encaixar, literalmente, a iluminação de toda essa caca que estava no interior de vocês.

Isso necessita períodos de cura em que vocês tenham talvez necessidade de solidão.
Mas, cada vez mais (e essa é uma lógica que é ligada à evolução humana atual) vocês vão sentir, cada vez mais, o apelo e a necessidade de voltar-se para si mesmos, porque vocês vão sentir, progressivamente e à medida deste ano que se escoa, que a única saída de socorros encontra-se no interior de vocês e certamente não no mundo exterior.

Se querem, a coisa a mais importante que pode ajudá-los é que, doravante, vocês devem considerar que cada minuto de sua vida que se escoa é um minuto que deve ser consagrado à sua evolução espiritual.
Qualquer minuto que não é consagrado a isso é irremediavelmente perdido.
Como sabem, vocês estão em tempos extremamente, como se diz, reduzidos, é o termo exato.
Quer dizer que estão num período em que vocês são obrigados a revelar o desafio e o desafio é qual?
Vocês sabem: é ir para a Luz ou para a Sombra em função do que escolheram, mas é necessário ir à extremidade do caminho.

É necessário aceitar reencontrar a Luz e se tornar si mesmo esta Luz.

Vocês ali são ajudados pelas hierarquias de Luz.
Vocês ali são ajudados por múltiplas presenças que estão ao redor de vocês.
Mas vocês devem, vocês também, ir no sentido da Luz.

É um ano em que vocês não poderão mais aceitar ter as nádegas entre duas cadeiras, ou seja, ser ainda um tépido.

Vocês não podem estar ao mesmo tempo na Luz e ao mesmo tempo na Sombra como era cômodo anteriormente.
Há como uma espécie de triagem entre a Sombra e a Luz.
Há uma separação do bom e do mau, em vocês, mas também ao nível da humanidade.

Questão: na nossa sociedade, com suas dificuldades, suas violências, como permanecer centrado?

Então, eu responderia que se a violência o desestabiliza é que você está ainda sensível à violência.
E se está sensível, isso quer dizer o que?
Isso quer dizer você mesmo ainda não resolveu o problema da violência e que no interior de vocês há ainda violência.

A pessoa que cultiva suficientemente a chama interior, o olhar interior, através de diferentes exercícios de interiorização, não pode ser afetado pela violência.
Isso não quer dizer que ela é insensível.
Isso quer dizer que ela superou a etapa emocional e que sua consciência o transporta para além do nível onde se situa o conflito.

O conflito nasce apenas da encarnação.
O conflito nasce apenas da ausência de unidade em sua vibração.

A partir do momento em que você tende a se reaproximar de sua unidade, tudo o que é a violência exterior não lhe aparece mais assim, porque você está numa outra dimensão, numa outra etapa que faz com que você não seja mais afetado.

Enquanto você for afetado, isso quer dizer que não regulou em você mesmo o distúrbio.
O elemento que o põe em distúrbio é o elemento que não está desembaraçado de você porque, se você é afetado agora, corre o risco de ser afetado cada vez mais no que vai se desenrolar sob seus olhos nas semanas e nos meses que vêm.

Vocês não terão qualquer parte aonde ir para encontrar a serenidade a não ser em vocês.

Questão: ir para a Luz significa aceitar a morte e o desencarne?

Eu responderia, neste fim de ciclo, sim, totalmente.
O desencarne não é obrigatório.
Você pode ser tão iluminado do interior que pode guardar este corpo e fazer como Elias ou Enoque, ou seja, fazê-lo subir, literalmente, ao céu.
Mas se você não quer ser afetado pelo mundo tal como ele se torna e tal como ele vai se preencher de caca, eu diria, você é obrigado a encontrar a Luz no interior.
Não há outra alternativa.
Você não encontrará qualquer fonte de contentamento duradouro no exterior.

Questão: como superar as angústias existenciais que criam tensões internas?

Nesses casos é necessário tentar recriar, primeiro, pela consciência (e, portanto, pelo mental, também) um estado anterior onde se encontrava certa forma de equilíbrio.
Porque não se esqueça que os planos astrais que os separavam das dimensões luminosas estão se dissolvendo.
Isso quer dizer também que, a partir do momento em que você vive algo que lhe parece violento ou que o afeta de uma maneira ou de outra, é suficiente voltar-se para a Luz.

Se você tem necessidade de uma representação para esta Luz, dirija-se ao Anjo guardião, dirija-se a um Anjo, dirija-se a uma forma angélica ou uma forma espiritual, de modo a se conectar a esta Luz.
Não há outra alternativa, porque não se pode lutar contra um estado de alma que é nefasto.
Não se pode lutar contra certas circunstâncias da vida.
Não é tampouco pedido para fugir, mas é-lhes pedido que olhem diferentemente as dificuldades.

As dificuldades não lhes pertencem, elas lhes são transmitidas por seu mental e, portanto, pelo medo.

Todas as angústias existenciais que poderiam manifestar-se à sua consciência durante as semanas, os meses, os alguns meses que lhes restam, serão, como dizer..., devem ser iluminadas pela Luz interior.
Vocês não devem deixar algo que quereria instalar-se e que os leva para uma escuridão da alma e, ainda pior, do Espírito.
Isso pode fazer-se apenas através da Luz e certamente não através do intelecto ou de buscas intelectuais completamente estéreis.

Questão: a aceitação seria um meio para soltar tudo o que é julgamento sobre si e os outros?

A aceitação é uma palavra que pode conter certa forma de resignação, portanto, não é a palavra adequada.
A palavra adequada foi empregada em numerosas vezes durante os anos precedentes, é soltar e controlar.
Aceitação tem uma conotação de que vocês são obrigados a aceitar algo.

Questão: a confiança conviria melhor?

Você pode ter confiança na Luz sem, no entanto, soltar seus apegos.
Vocês podem ter confiança na Luz sem fazer os esforços de soltar e, portanto, de controle.

Por conseguinte, a confiança é talvez uma primeira etapa, mas não é a finalidade, porque a confiança será em função de elementos de julgamento que não se situam ao nível da consciência, mas ao nível do mental.

Questão: poderia nos falar do soltar?

Soltar é aceitar entregar-se à Divina Providência.
É aceitar que a Luz, infalivelmente, nos conduza para onde se deve ir.
É aceitar entregar sua liberdade à liberdade do Pai que é muito Amor.
Isso quer dizer também aceitar deixar trabalhar em nós o que é luminoso e não mais os jogos do poder e dos medos.

O soltar é aceitar que existe uma vontade superior que sabe melhor do que vocês o que é bom para vocês, que sabe melhor do que vocês aonde vocês devem ir.
Porque, qualquer que seja seu grau de iluminação e seu grau de intuição, persistirá sempre, nas escolhas que vocês efetuam, uma parte do ego e uma parte de sombra.
Há muito numerosas parábolas que foram dadas por Cristo para esta ocasião: a parábola do pássaro, a parábola do filho pródigo etc.etc.

Questão: o soltar corresponde geneticamente a um código?

Existe apenas um.
A prova mesmo é que vocês estão encarnados porque, um dia, recusaram soltar.
Portanto, a própria presença nesta dimensão está ligada a uma ausência do soltar.

Questão: no futuro, esta codificação vai evoluir?

Sim, necessariamente, porque não haverá mais nada onde reter-se, portanto, não haverá mais tomada, se preferem.

Quando não há mais nada a ter, vocês soltam necessariamente, porque não há mais nada.
Ou então vocês se retêm às ilusões.

Imaginem que vocês estão em casa e que se dizem «amanhã, eu devo ir trabalhar», sua fábrica é destruída ou seu trabalho é destruído, mas vocês insistem em ir trabalhar.
Isso não é mais o soltar, é tolice.

Questão: o soltar seria então um abandono total?

Perfeitamente.
É o ego que capitula diante da Luz.

Questão: as destruições das fábricas lhes parecem prováveis num futuro próximo?

São indiscutíveis.
São, eu diria, uma passagem obrigatória.
Tudo o que nasce numa dimensão deve morrer para esta dimensão.
Há início e fim de uma dimensão, mas não há início, não há fim para o que vocês são.

Questão: qual é sua iluminação sobre os implantes?

Vocês chamam isso de implantes porque é moderno.
Eu diria simplesmente que são crenças e certezas interiores, aí está, que lhes foram postas por vocês mesmos ou pelos outros.

São coisas, progressivamente e à medida de suas vidas, às quais vocês aderiram, nas quais creram e para as quais se bateram.

Então, obviamente, quando a Luz chega, vocês vão se aperceber que tudo aquilo era para nada.

Questão: qual é o papel desses implantes?

Se vocês retiram todos seus implantes, se não têm mais implantes, vocês não têm qualquer razão para estar aí.

A encarnação é ligada a um programa, um programa que vocês aceitaram.
Esse programa necessitou o implante em vocês de certo número de crenças.
Portanto, vocês assumem suas crenças, e, em breve, poderão se dizer, do outro lado, que reforçaram (e é verdade) sua capacidade de Luz.
Aí estava o objetivo da experiência.
Mas, no entanto, vocês vão também se aperceber que este gênero de experiências não era obrigatório.

Não creiam que todas as formas de consciência e de vida passam por esta dimensão que é a dimensão, eu os recordo, da dualidade e uma dimensão onde vocês experimentam a tensão e a oposição, enquanto que o Pai se manifesta antes de tudo pela atração e não pela oposição.

Questão: é necessário retirar esses implantes?

Eu responderia como Cristo: «busque o Reino dos Céus» e pare de colocar palavras técnicas.
Por que não operação cirúrgica para retirar implantes?
Isso é uma boa ideia, isso, não é? (ndr: risos).

Questão: o que é das religiões?

A religião, qualquer que seja, foi destinada a cortar o homem, contrariamente à acepção primeira da palavra, a cortar o homem do Pai.
Porque se vocês tomam intermediários, é como se… como explicar isso de maneira simples?
É como se, todas as manhãs, você abrisse sua janela para ver a Luz, e, depois, um dia, alguém lhe diz: «permaneça na cama, vou acender a Luz para você».
E você vai ficar contente.

Outro dia ele vai dizer: «não vale a pena abrir os olhos, a Luz está aí, você sabe que ela está aí, isso lhe basta. Eu abri a janela e você sente a Luz do sol».
E depois ele vai levá-lo assim cada vez mais distante da realidade da Luz.
E você vai crer ainda que ele vai falar à Luz por você e você entra então no golpe criado por um intercessor idiota que vai tomar sua liberdade.

Aí está o que vocês fazem desde milhares de anos com as religiões.
Vocês não podem crescer se não estabelecem relação direta com a Luz.
Vocês não têm necessidade de intercessor.
Vocês têm necessidade de caminhos, de imagens de caminhos, de maneira a conhecerem as vias a seguir, mas é tudo.

Questão: é exato que os Melquisedeques decidiram um pacto, antes da criação da Terra, para estarem presentes hoje?

A partir de certo estado vibratório dimensional (e não unicamente os Melquisedeques), a consciência tem a possibilidade de decidir sua própria criação e se encarregar de sua criação.
Encarregar-se de uma criação num universo limitado quer dizer ser capaz de sustentar a vida, de sustentar o desenvolvimento das almas e ser capaz de conduzi-las de um início de ciclo a outro início de ciclo.
Isso é válido tanto para as entidades que vocês chamam Melquisedeques como para os Elohim e como para algumas formas de vida.
É uma constante.

A partir do momento em que você cria, você é responsável por sua criação.
E não se esqueça que a própria criação, nas esferas materiais ou nas esferas dimensionais outras, passa forçosamente pela adesão a certo número de crenças que devem precipitar, cristalizar uma manifestação da vida e que deve ir até a dissolução da mesma forma de vida, a partir do abandono das crenças que haviam, elas mesmas, gerado esta vida ou esta forma.

Questão: se seres podem então acompanhar a passagem de 3ª à 5ª dimensão…

Não falei de 3ª e 5ª.
Falei de todas as dimensões.

Questão: parece paradoxal que, por um lado fala-se de passagem de dimensão à outra e que, por outro lado, uma forma de vida deva começar e terminar na mesma dimensão?

Mas quem lhes disse que aqueles que estavam na criação eram os que haviam criado?
Para criar algo é necessário ser de uma dimensão amplamente superior ao nível da criação.

Então, obviamente, de tempos em tempos, aqueles que criaram esta dimensão, que estão implicados na criação desse mundo humano, da humanidade que vocês vivem, percorrem por vezes, através de processos energéticos específicos, as vias da encarnação, mas sem passar pelo canal normal, eu diria.

Os Melquisedeques procedem assim.

É de maneira completamente diferente para os Deuses criadores que, criando esta dimensão (em especial aqueles que suportaram a arquitetura desta criação) foram obrigados a acompanhar a criação que levaram a efeito sob forma de sacrifício de sua própria Divindade durante um ciclo completo neste universo (isso corresponde a 52.000 anos).

Não são os mesmos que criam uma dimensão e que devem destruí-la.
São os que aderiram a esta criação e que experimentaram esta dimensão, o que não é o caso daquele que a criou.

Se querem, é como o princípio do burocrata que assina uma ordem em um nível e que os outros executam ou aderem.
E aqueles que devem destruir a dimensão, obviamente, são os que experimentaram eles mesmos esta dimensão.

Questão: isso corresponde às entidades ligadas aos crânios de cristal?

Sim, todos aqueles que foram chamados Elohim que, quando do primeiro sacrifício da primeira vida como seres encarnados (dado que não eram originários deste mundo), eles deixaram a memória através do crânio de cristal.
Eles se cristalizaram totalmente.
É esse o sacrifício deles.

Questão: existem crenças produtivas, ou outro sistema de crenças, que permitiriam facilitar esta passagem, contrariamente às crenças limitativas?

Mas toda crença é uma experiência.
Apenas na ausência de crenças é que se revela o Pai.

Questão: crer na Luz não seria então uma crença?

Para vocês, talvez.
Para alguns de vocês, talvez.

Questão: e para vocês?

Eu não creio na Luz.
Eu vivo a Luz.
Não é a mesma coisa.

Questão: isso ilustra a diferença entre crença e conhecimento?

Não, porque que o que vocês chamam conhecimento, em linguagem humana, são sistemas de pensamentos e sistemas de crenças complexos aos quais vocês aderiram e nos quais creem que, confiando-se a essas crenças vocês vão encontrar a porta de saída.

O único conhecimento que seja uma porta de saída à sua condição é o conhecimento final.
Não é o conhecimento livresco, não é o conhecimento das tradições.
Essa é uma primeira etapa.

Evidentemente, é importante ter uma busca, mas, hoje, não se esqueçam de que vocês estão nos tempos extremamente curtos.

A melhor maneira que têm de viver é crer que vão morrer num minuto.
E perguntem-se, a cada minuto, qual é coisa a mais importante que vocês têm a fazer porque, quando se fala de tempos reduzidos, isso quer dizer que o tempo é curto, ele é muito curto.

Vocês não têm o tempo, agora, de se colocarem a estudar a Kabala durante dez anos.
Não têm o tempo de se colocarem a estudar a astrologia durante dez anos.

Vocês têm apenas que estarem vocês mesmos, desembaraçados de qualquer crença, desembaraçados de qualquer sistema de conhecimento que é necessariamente e por essência perfectível e limitada.

Questão: o que você entende por «tempo curto»?

Então, aí, entendo estritamente seu cálculo humano.
Se querem um número de dias, posso dá-lo, mas de maneira extremamente precisa agora.

É muito simples, há 1307 dias.
1302 dias, desculpem-me.

Enfim, vocês veem, não é muito, não é?, na escala de uma vida.

Agora, quando eu falo de uma escala, isso faz o tempo o mais longo possível.

Quando eu digo que vocês devem viver cada minuto como se estivessem na prorrogação da Luz, então é necessário ir às coisas as mais urgentes e a mais urgente é serem vocês mesmos, desembaraçados de todas as contingências que os bloqueiam no que vocês são.

Então, para alguns, será uma situação afetiva.
Para outros, será um papel na sociedade.
Para outros, será uma doença.
Etc.etc.
Não há mais tempo de procurar uma solução para isso.
É simplesmente tempo de acolher a Luz.

Questão: e após 2012?

Não me cabe revelar-lhes isso.
Esta revelação é do domínio eletivo, eu diria, da Virgem Maria e dos Arcanjos.
São eles que devem fazer os anúncios e não eu.

Eu digo simplesmente que o que lhes resta a viver e o que vocês vão conhecer em breve nada têm a ver com o que vocês conheceram até o presente, nas condições de suas vidas, na maneira de vivê-las e na forma como vocês vão eventualmente reagir.

Questão: cada fim de ciclo suscitou tantos questionamentos?

Qualquer fim de ciclo acompanha-se dessas angustiantes perguntas.
Mas, o início de um ciclo (uma vez que o fim de um ciclo é terminado) se faz no entusiasmo, e é normal, e em todas as dimensões.

Questão: melhor seria então ter uma fé cega na Luz, como uma criança?

Viver a fé da Luz não é viver na Luz.

A fé pode situar-se no mental.
A Luz é uma energia, uma consciência, que trabalha por toda a parte, exceto na cabeça.

Vocês podem ter uma fé cega na Luz, mas a fé não é a realidade da Luz.

Viver a Luz é um processo consciente que excede em muito os mecanismos da fé.

Sei que em numerosos escritos foi dito: «felizes aqueles que terão a fé».
Mas, recordem-se de algumas outras passagens que diziam que vocês podem ter a maior fé (para deslocar montanhas unicamente pela fé), mas, se lhes falta o Amor, aquilo para nada serve.

Por conseguinte, a fé é uma etapa para o Amor, mas não é o Amor.
A fé não é, tampouco, a Luz.
Eu diria que é um artifício, um estratagema a mais, a palavra é mais exata, criada pelo mental, criada por esta dimensão, para fazê-los aderir.
Hoje, é-lhes pedido muito mais: não ter a fé, mas viver a Luz.

Questão: como se pode estar certo de estar neste estado de soltar?

Mas vocês ali estão se vivem na Luz.
Não é mesmo mais uma questão que seja permissível colocar.
Quando vocês chegam neste estado, não há mais perguntas.

Questão: nós estamos então ainda muito distantes disso?

Vocês estão ao mesmo tempo muito distantes e muito próximos.

Questão: como aproximar-se o melhor possível desta Luz?

Mas aceitando-a em vocês.

Ela está aí, por toda a parte ao redor de vocês.

Enquanto manifestam-se resistências, tensões, é que vocês ali não estão.

Este estado interior é um estado de Luz.
Na Luz não há sombra.
Na Luz não há dúvidas.
Na Luz há uma compreensão instantânea além do mental.

Não esqueçam de que é um estado ser e neste estado de ser não há lugar para a ilusão, não há lugar para a interrogação.

Questão: isso significa que é suficiente ser amor incondicional e amor por tudo?

É suficiente, é uma palavra que gosto muito.
Se fosse suficiente, e isso fosse tão simples, ter-se-ia pequenos Jesus na superfície desta Terra.
Vocês concluirão com isso que se está muito distante.

Tem-se muito mais pequenos diabos do que pequenos Jesus, não é?
 
Questão: é necessário falar às crianças e como?

Mas se vocês falam com palavras às crianças que estão na inocência, vocês vão fazer trabalhar o mental delas.

As crianças vivem o que elas têm a viver.
Elas não são informadas pelo mental.
Elas são informadas diretamente pela Luz.

E mesmo se não estão ainda informadas, no momento oportuno, serão certamente elas que ajudarão vocês, e não o inverso.

Questão: pareceria que muitas almas procuram se reencarnar neste momento?

Os lugares são muito caros, tenho alguns ao mercado negro.
Não, é uma piada de trégua!

Obviamente, porque os períodos de fim de ciclo são extremamente enriquecedores, muito mais que os períodos de criação, porque nos períodos de criação há poucas pessoas interessadas porque não se montou ainda, como dizer..., o espaço necessário para acolhê-las.

Então, nas criações, há sempre pouca gente.
E após, há cada vez mais pessoas que se dizem: «bem, eu ficaria bem ali».
Aí está, é muito simples.

Então, há um máximo de bilhetes vendidos em fim de ciclo e infelizmente temos muito poucos bilhetes vendidos no início do ciclo.
 
Mas é similar para as finais, quando vocês têm suas copas de futebol, obviamente, os bilhetes da final custam muito mais caro que os bilhetes das eliminatórias.

Questão: a que correspondem as agitações seguidas de esclarecimentos do mental, vividos no fim dezembro, para alguns?

São efeitos vibratórios da Luz que descem cada vez mais.

Então, alguns vão resistir, terão o mental ainda mais perturbado e outros vão aceitar e vão encontrar-se como desembaraçados de algumas cacas.
Encontram-se mais leves, efetivamente.

Questão: como acompanhar o melhor possível estes movimentos?

Eu responderia por uma expressão figurada: parem de empurrar, isso vai sair sozinho.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Então, vou lhes desejar, para permanecer no espírito do momento, muito boas eliminações do que os obstrui no seu caminho de purificação.

Não se esqueçam que o elemento purificador o mais importante é o fogo, porque o fogo é rápido.
O fogo não sofre de latência no tempo.
O fogo é mais rápido do que o ar, porque ele modifica a forma muito mais rapidamente.

Então, o fogo é um dos componentes essenciais da Luz.

Eu não digo que o fogo é a Luz.
Eu digo que o fogo é um dos componentes essenciais da Luz.

Então, deixem-se regar por este fogo.
É a única maneira de eliminar suavemente o que deve sê-lo.
É a única maneira também de se comportar que limitará os atritos, os congestionamentos e as falsas estradas, de algum modo.

Então, aí está que posso dizer.

Não vou deixar a palavra ao nosso amigo Mestre Ram, porque as estruturas do canal começam a cansar e eu tomei todo o lugar, como o constataram.

Entretanto, vou mesmo assim transmitir-lhes todas as bênçãos de Ram e também todo meu Amor.

Não se esqueçam de que vocês são seres de eternidade, que vocês não são o pacote de roupa suja que vocês acreditam que são.

Vocês são bem mais do que a ilusão na qual acreditam ser.

E tudo isso vai terminar de maneira extremamente amável.
É como o filme de horror: você gira o botão e o horror termina.
É exatamente isso.

Não unam mais importância a fenômenos que têm existência apenas nas suas crenças, mesmo se realizam-se através do que chamam de fenômenos de sofrimentos, diversos e variados.
Mesmo aquilo é, eu diria, um jogo de papéis e, quando vocês tiverem passado à Luz (com ou sem o corpo), quando descobrirem a realidade da Luz, compreenderão o porquê de tudo isso.

Mas não procurem compreender o porquê de tudo isso.
Por favor, não se percam nos meandros das hipóteses.
Isso era válido quando vocês estavam no início do ciclo, há cem anos, há cinquenta anos, há dez anos ainda, mas não agora.
Aí, é-lhes pedida outra coisa.

É-lhes pedido que acolham a Luz e vocês não podem acolher a Luz e continuar a servir a Sombra ou a jogar ainda que apenas o jogo da Sombra.

Você deve ser autêntico com você mesmo.
Não pode mais mentir a si e mentir aos outros.

Vocês são obrigados a deixar eclodir a Luz, quaisquer que sejam as consequências e elas podem ser apenas felizes.

O que vocês veem como nefasto é apenas o combate entre a Luz e a caca.

Aí está o que tinha a dizer.

Eu os encorajo a se ocuparem da Luz e de vocês e nada mais.

O resto far-se-á por si, em acréscimo.

Quanto mais vocês imergirem totalmente na Luz que está aí, mais as coisas chegarão como distanciadas e fáceis.

Quanto mais vocês entrarem em reação a esse mundo e ao que acontece, mais afastar-se-ão da Luz.

Aí está o que tinha a dizer hoje.
Recebam uma vez mais minhas bênçãos e eu lhes digo certamente até breve.

_____________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Um comentário:

  1. Vocês não terão qualquer parte aonde ir para encontrar a serenidade a não ser em vocês.

    Quando não há mais nada a ter, vocês soltam necessariamente, porque não há mais nada. Ou então vocês se retêm às ilusões.

    Tudo o que nasce numa dimensão deve morrer para esta dimensão. Há início e fim de uma dimensão, mas não há início, não há fim para o que vocês são.

    Questão: é necessário retirar esses implantes? Eu responderia como Cristo: «busque o Reino dos Céus» e pare de colocar palavras técnicas.

    Questão: e após 2012? Não me cabe revelar-lhes isso. Esta revelação é do domínio eletivo, eu diria, da Virgem Maria e dos Arcanjos. São eles que devem fazer os anúncios e não eu.

    Não se esqueçam de que vocês são seres de eternidade, que vocês não são o pacote de roupa suja que vocês acreditam que são. Vocês são bem mais do que a ilusão na qual acreditam ser.

    ResponderExcluir