Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

7 de fev de 2009

RAM – 7 de fevereiro de 2009

DO SITE AUTRES DIMENSIONS

Eu sou Ram.
Recebam todo meu Amor, todas as minhas bênçãos.

Para captarem de maneira autêntica o que vou lhes dar, para além mesmo das palavras, pela vibração e pelos sentidos, eu lhes peço, primeiramente, para se realinharem totalmente em seu e coração interior.

Eu os acompanho nisso alguns instantes de seu tempo, antes de começar a falar pelas palavras e a lhes comunicar o que tenho a comunicar, ao mesmo tempo que pelas palavras, pela vibração.

Meus bem amados, o que tenho a dizer, o que outros terão a dizer, deve se entender e se ler, obviamente, com os ouvidos ou os olhos, mas, além disso, peço-lhes receberem essas palavras e esta vibração, antes de tudo, em seu coração.

A compreensão e a lógica do que vou lhes dizer e lhes dar passa de maneira natural pelo coração.
O mental não poderá apreender a totalidade do que será dito ou lido ulteriormente.

Há alguns meses que eu os mantenho na vibração e nas palavras do coração, para que seu olhar e sua consciência voltem-se para este.
Eu lhes dei meios simples para chegar a ele.
Esses exercícios eram uma preparação, essencial a viver, para um processo próximo que vocês terão a viver, a maior parte de vocês, em seu corpo e em sua consciência.
Trata-se de um processo chamado elevação e ascensão.

A Luz e o Criador vêm ao seu encontro.
Isso é para agora.
Entendam e compreendem «agora», um tempo reduzido de seu tempo terrestre.

Seu coração, assim como sua Essência, deve ser totalmente pacificado para ter êxito nesse processo chamado elevação e ascensão.

Vou falar por analogia com relação a um processo, conhecido de toda alma em encarnação, chamado a morte.
Na hora da morte, sua consciência, que era exteriorizada na manifestação desta dimensão, deve se extrair desta dimensão pela morte do apoio chamado corpo, a fim de viver numa outra dimensão.
O processo de elevação ou de ascensão pode ser estritamente sobreposto.

Vocês vão passar do mundo manifestado, tal como o conhecem, para um outro mundo.
O que significa, muito simplesmente, que o mundo tal como vocês o viveram, tal como o experimentaram, desaparecerá, muito simplesmente.
É a única maneira de realizar a ascensão ou a elevação.

Inúmeros de vocês imaginam, pensam que a Luz que vem, vocês vão subir para esta Luz.
A Luz vem, evidentemente, mas vocês não poderão juntar-se a ela pelo exterior.
Vocês poderão a ela juntar-se apenas pelo interior, suprimindo pouco a pouco todos os sinais de sua consciência e de seus sentidos que eram voltados para o mundo exterior.
Nisso, a meditação e o trabalho sobre o coração interior é uma preliminar e uma repetição para a elevação e para a ascensão.
Vocês não poderão juntar-se à Luz e aos fenômenos que vêm girando seu olhar para o exterior.

A Luz que vem é um chamado e uma ressonância que deve conduzi-los a voltarem seus olhares, a consciência e seus sentidos, para o interior.
Tratar-se-á da única possibilidade de extraírem-se desta realidade de dimensão na qual vocês vivem.

Vocês não poderão atingir esta Luz por seus sentidos, por sua consciência exteriorizada e ainda menos por esta dimensão.
Isso necessitará, no momento em que as premissas desta Luz lhes serão anunciadas de maneira clara e audível, um momento em que será necessário voltar sua consciência e seus sentidos no interior de seu ser, para o coração interior.

Pouco a pouco, será necessário, num tempo curto na escala de seu tempo, extremamente curto, suprimir todos os sinais exteriores e todo o interesse interior deve tomar o lugar preponderante a fim de viver o processo.
Haverá uma injunção forte ao nível da alma, pedindo-lhes para girar, voltar-se para o interior.
Sua vida na sua totalidade deverá inclinar-se e viver-se no interior.

Da mesma maneira que a transição denominada morte chama a supressão dos sentidos habituais e das funções fisiológicas habituais desse corpo, a elevação ou ascensão é totalmente sobreposta.

Vocês se extrairão desta dimensão tridimensional.
Qualquer que seja a onda de ascensão e de elevação que escolherem, seja com ou sem o corpo, será indispensável apagar todos os sinais externos que vocês chamam a vida, nesta dimensão.

Isso está bem além do simples descanso, da simples colocação ao abrigo de seus corpos num espaço como uma casa ou um lugar fechado.

Vocês deverão, no momento da injunção, girar seus sinais do exterior para o interior.
Vocês se extrairão desta realidade para ir na Luz, na condição de que aceitem fechar totalmente esta consciência para esta realidade tridimensional.

O mínimo apego ou o mínimo olhar para com o mundo exterior arrisca prejudicar fortemente o processo de elevação ou transição e, pelo menos, arriscaria provocar sofrimentos inúteis.

Da mesma maneira que alguém que recusa morrer, enquanto que a hora de sua transição chegou, agarrar-se-ia por todos os meios em sua posse à vida, retardaria o momento propício para esta transição.

Da mesma maneira, se quando a Luz aparecer, você resiste por uma atração exterior, por desejos exteriores, por inquietudes ligadas a parentes, a lugares ou a posses, isso provocará necessariamente sofrimentos que virão limitar sua capacidade de ascensão.
Não se preocupe com os outros.

No que diz respeito às crianças o problema não se porá.
Elas irão naturalmente nesta Luz.
Elas não se colocarão questões.
Vocês não devem, tampouco, tal como crianças, se colocarem questões.

Eu os remeto à frase de Cristo «ninguém pode penetrar o reino dos Céus se não volta a ser como uma criança».
Como uma criança querendo dizer sem mental, sem apego, sem referência ao tempo passado ou a vir.

Vocês poderão aceder à elevação e à ascensão apenas através de um processo chamado desapego total de tudo o que os mantinha nesta dimensão.
Isto necessita uma preparação.

Esta preparação, como vão saber que ela foi conseguida?
E bem, isso dependerá simplesmente de sua capacidade para entrar em ressonância com sua vibração interior e sua capacidade para se extraírem, antes mesmo que a Luz venha a vocês, da realidade tridimensional desta dualidade, para entrar em Unidade.

O que acontece no momento em que vocês entram em Unidade?
Este momento é marcado por uma concentração de consciência e de energia Luz ao nível do interior de seu peito.

Paralelamente, aparece um som entendido e audível ao nível dos ouvidos.
O som assinala a conexão ao seu ser interior e ao seu ser de Luz.

Vocês ali serão ajudados, no momento da Luz, pelo mesmo som.
Entretanto, vocês devem encontrar este som por seu trabalho interior e devem demonstrar sua capacidade para se voltarem para o ser interior, onde não há mais questionamento, onde não há mais pergunta, onde não há mais oposição e onde há apenas Unidade, Alegria, Transcendência e Imanência.

A Luz, quando ela vier, pode provocar seu desejo de captá-la e de vê-la ao exterior.
A Luz vem pedir para se voltarem para sua Luz e ela está alojada em seu coração e em nenhum outro lugar.
Cabe-lhes, portanto, iniciar esse processo de consciência energética e vocês saberão que tiveram êxito quando conseguirem limitar todas as percepções do exterior, que sejam sensoriais, que sejam mentais, que sejam emocionais, que sejam físicas.

No momento em que conseguirem gerar, por sua consciência interior, o som, poderá estabelecer-se a segunda etapa que é a perda total de seus marcadores corporais.
Vocês serão, como foi dito nos textos sagrados, uma consciência desapegada do corpo e, no entanto, no interior do corpo, mas numa outra dimensão.

É apenas respeitando esse protocolo que vocês poderão aceder à elevação ou à ascensão.

Obviamente, inúmeros seres humanos serão capazes, perante a revelação da Luz, de compreender e de sentir a realidade do que é e de fazer esse trabalho sozinhos, tendo em conta, em todo caso, reações desse plano tridimensional à chegada da Luz, que é, eu os recordo, a revelação da Luz.

Obviamente, esta realidade tridimensional (que vocês experimentaram e viveram) é um mundo privado de Luz, porque dual, e a dualidade não quer Unidade e a dualidade entrará em conflito com a Unidade da Luz, gerando inúmeras coisas extremamente desagradáveis sobre as quais não me estenderei porque elas preenchem suas profecias e seus anúncios múltiplos nesses de tempos perturbados que vive sua época.

A solução é interior, ela não será jamais exterior.

Cabe-lhes, como foi dito desde numerosos anos, soltar seus apegos, desapegar-se, recentrar-se e entrar em seu ser interior.
A entrada em seu ser interior, além do som, corresponde à Alegria e quanto mais o som se desenvolver e quanto mais a alegria se desenvolver, menos vocês estarão atentos aos sinais exteriores, que estes venham do corpo, do ambiente, de seu mental ou de suas emoções e, do mesmo modo, das emoções e do mental dos outros.
Trata-se, nos momentos que vêm e que vocês terão a viver e que vivem já, de recentrar-se no interior de si, de não atribuir importância ao que não tem, de não dar importância a outra coisa além de seu ser interior e sua Divindade.
Isso deve preencher seus espaços de vida, seus espaços, quaisquer que sejam.

O tempo dos divertimentos, o tempo dos lazeres, o tempo das ilusões terminou, se essa é sua escolha.
Ninguém os forçará a ir num sentido ou no outro.

Todo ser humano fez, desde alguns tempos, alguns anos, escolhas.
Essas escolhas foram formuladas em toda lucidez.
Obviamente, aqueles que não se colocaram a questão das escolhas não são referidos, infelizmente, por esse processo de elevação e esse processo de ascensão, exceto, obviamente, as crianças e as almas as mais puras que serão recordadas no último momento.

Para a maioria dos seres no caminho (que eu chamaria de seres na busca) é necessário dizer e repetir, compreender e aceitar e, enfim, viver em consciência esse processo de reversão.

A reversão ligada à irrupção da Luz ao mais próximo possível de sua dimensão é um processo que, como sabem, deve desenrolar-se no conjunto dos processos vivos desse sistema solar.
Trata-se tanto de sua reversão como indivíduo (que, ele, se refere do exterior para o interior) como uma reversão de seu planeta ligada ao que vocês chamam basculamento dos pólos.
Não se atrasem.
Simplesmente, supervisionem seu ser interior, supervisionem o som, supervisionem a Luz interior.
Cultivem-na e procurem-na em seu Céu sobre esta Terra.

Vocês não encontrarão a Luz em alguém outro, não encontrarão a Luz numa compensação, seja material, afetiva, relacional, profissional ou outra.

A Luz vem pelo céu.
Ela não vem por um ser.
Não sigam ninguém além de seu ser interior.

A Luz que vem é uma Luz de Amor.
Mas aqueles que recusarem este Amor pela necessidade de experiência serão totalmente livres.
As escolhas lhes pertencem.
Simplesmente, se vocês querem aceder a esta Luz, se querem romper o ciclo das reencarnações, se querem aceder a esse mundo de Luz, vocês poderão ali aceder apenas pela força do coração.
Não há outra porta, não há outra saída.

Abrir a porta do coração não é fazer ato de coração na vida comum.
Fazer ato de coração e ato de Amor é abrir a porta de seu próprio ser interior para focalizar a consciência unicamente nisso.

Qualquer ser humano, qualquer que seja a sua obscuridade ou a sua Luz, possui nele esta centelha e esta Luz.
O tudo é querer ir ali, o tudo é querer ali se fundir e ali se derreter e ali retornar.

Não se preocupem, no momento vindo, com esse corpo.
Ocupem-se apenas com o som e com a vibração.
Isto é capital e importante, isto é essencial.

As crianças, eu repito, o farão espontaneamente.
Elas não têm necessidade de mestre para isso, elas não têm necessidade de pais para isso, porque elas encontrarão, de maneira espontânea, esta porta do coração.

Alguns de vocês encontrarão a porta do coração, mas não quererão ir ali, o que acontecerá?
Viverão o fenômeno de elevação e de ascensão passando pela porta da transição chamada a morte.

Inúmeros seres, agora, quanto a eles (uma parte extremamente importante da humanidade terrestre encarnada), decidiu prosseguir a dualidade.
Não julguem, não critiquem, porque cada alma é livre.
Nada se impõe.

A única coisa que lhes tem sido escondida até o presente é a data da vinda da Luz.
Posso afirmar que isso é agora, não é em dez anos, não é em cinco anos, isso é agora.

De qualquer modo, não pode haver erro, não pode haver engano.
A partir do momento em que vocês estão centrados em seu coração e na escuta interior, no momento em que a Luz se manifestar, vocês compreenderão, como uma criança, que aquilo é a Luz do Criador.
Não subam em qualquer estrutura, qualquer que seja que quisesse chamar-se Luz se esta fosse encarnada numa forma.
A Luz que vem a vocês não tem forma.
A Luz que vem para vocês não é encarnada por um ser nem pelo que vocês chamariam uma embarcação interestelar.
Isto é um erro, isto é um engano.

Nada além de você mesmo pode salvá-lo.
Nada além de você mesmo pode aceder à Luz.
Você não tem necessidade de qualquer embarcação.
Não tem necessidade de qualquer ajuda, os que desejam se elevar e ascensionar.

Seres, em abundância (de outros planos dimensionais e desta dimensão, mas de outros mundos), poderão efetivamente ajudá-los, mas eles serão apenas uma ajuda, não serão a finalidade.
A finalidade, eu lhes recordo, é a Luz e nada mais.

Inúmeros seres multidimensionais e tridimensionais vêm viver esse processo, porque esse processo é único na história das humanidades e reproduz-se apenas uma vez a cada ciclo e cada alma experimenta-o apenas uma única vez.
Assim como uma alma experimentou a queda apenas uma única vez, a redenção e a ascensão vivem-se apenas uma vez.
Esse é seu momento, se o deseja.

Ainda uma vez, a Luz não está numa pessoa, nem num objeto, a Luz vem do céu, a Luz vem do cosmos.
Ela vem para vocês, ela vem bater à sua porta e ela pede que vocês abram esta porta e nada mais.
O resto far-se-á naturalmente e, eu diria, automaticamente.
O corpo seguirá ou não seguirá o movimento, mas só o movimento de sua alma e de sua consciência é importante.

Não mantenham relação ou interação que lhes pareceria hoje pesada.
Porque, no momento vindo, vocês arriscariam lamentar amargamente.
O tempo chegou de desfazer-se de todos os apegos ao seu mundo, de todos os apegos à sua materialidade, de todos os apegos à ilusão porque, quando vocês se juntarem aos domínios da Luz, compreenderão esta grande frase que foi anunciada pelos maiores neófitos deste planeta: «esse mundo é uma ilusão».
É, como dizem os orientais, «maya».
Obviamente, quando vocês estão fechados na ilusão, aquilo é, para vocês, realidade, mas, quando dela se extraem, adquirem uma visão panorâmica que os faz compreender a realidade desta dualidade como ilusão.

Aí está o que tinha a dizer através das palavras e a vibração do que os esperam nos momentos que estão já aí.
Não procurem um prazo de tempo.

Eu posso simplesmente dizer que isso é agora e que não é em cinco anos.
O que quer dizer, também, que independentemente da própria Luz, na sua vinda física, pelo Céu, vocês têm, doravante, a possibilidade de ascensionar no seu ritmo.
Vocês têm a possibilidade.

Algumas portas foram abertas para lhes permitir (e para permitir aos que desejarem) juntar-se, por uma pequena antecipação, aos mundos de Luz.
Não se trata de um suicídio.
Não se trata de uma extinção, mas de uma ascensão, mas isso lhes pertence.

Queria simplesmente dar-lhes estes dois alertas que são: voltem-se para seu interior, não sigam nada além do que é interior a vocês, tanto mais que se manifestarão coisas, no momento em que vier esta Luz, que não são da Luz.

Aí está o que tinha a dizer.
Cultivem a calma interior.
Cultivem o ser interior.
Façam crescer em vocês a Alegria.
Façam crescer em vocês o som.
Façam crescer em vocês a vibração e, entretanto, guardem os olhos abertos sobre seu Céu.

Eu esclareço que seu contato com a Luz, que vocês verão em seu Céu, será, obviamente, extremamente fácil.
Mas, antes que a Luz seja visível no Céu, em sua Luz interior vocês encontrarão seu guardião indestrutível que espera apenas isso, que vocês abram a porta, a fim de manifestar-se a vocês de maneira lúcida e de maneira constante.

O acesso às outras dimensões encontra-se no coração.

Obviamente, existem outros processos energéticos que acompanham a penetração de sua consciência no coração.
Eles foram descritos por muito numerosos neófitos que falaram do despertar do Kundalini na sua totalidade.
Aquilo é exato, mas vocês não terão necessidade de compreender aquilo quando o viverem.
A única coisa que vocês têm necessidade de integrar é a vibração e o som.
Os outros mecanismos seguirão, porque a Luz é inteligente e seu ser interior é muito mais inteligente que seu mental.

Então, bem amados seres de Luz em evolução, queiram receber minhas bênçãos, minhas homenagens e a minha gratidão por terem recolhido esta vibração e esta palavra.

Sejam abençoados.

_____________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

2 comentários:

  1. OBRIGADA DE CORAÇÃO, MESTRE RAM,
    POR ESTA MENSAGEM DE MUITA LUZ E VIBRAÇÃO!
    NAMASTÊ

    ResponderExcluir
  2. Vocês vão passar do mundo manifestado, tal como o conhecem, para um outro mundo. O que significa, muito simplesmente, que o mundo tal como vocês o viveram, tal como o experimentaram, desaparecerá, muito simplesmente. É a única maneira de realizar a ascensão ou a elevação.

    Pouco a pouco, será necessário, num tempo curto na escala de seu tempo, extremamente curto, suprimir todos os sinais exteriores e todo o interesse interior deve tomar o lugar preponderante a fim de viver o processo.

    O mínimo apego ou o mínimo olhar para com o mundo exterior arrisca prejudicar fortemente o processo de elevação ou transição e, pelo menos, arriscaria provocar sofrimentos inúteis.

    Eu os remeto à frase de Cristo «ninguém pode penetrar o reino dos Céus se não volta a ser como uma criança». Como uma criança querendo dizer sem mental, sem apego, sem referência ao tempo passado ou a vir.

    Cabe-lhes, portanto, iniciar esse processo de consciência energética e vocês saberão que tiveram êxito quando conseguirem limitar todas as percepções do exterior, que sejam sensoriais, que sejam mentais, que sejam emocionais, que sejam físicas.

    ResponderExcluir