Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

1 de jun de 2006

O.M. AÏVANHOV – 01 de junho de 2006

DO SITE AUTRES DIMENSIONS.

Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui

PARTE 1

Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.
Nós estamos num período extremamente propício para essas trocas, tais como nós as concebemos.
O que eu gostaria de dizer-lhes é que nós vivemos, agora, em um período um pouco especial, eu diria, em relação ao calendário: é um período que precede de alguns dias o advento de Pentecostes, que corresponde, desde sempre, à descida do Espírito Santo.

Vocês enfrentaram, durante o mês de maio, um período extremamente conturbado, que correspondia ao impacto meteorológico e climatológico desse famoso cometa que, lembrado o que aconteceu há já oito anos, quando houve o cometa, os cometas, eu diria, que se cruzaram em seu céu.
Os cometas, como vocês sabem, são eventos extremamente importantes, que correspondem à encarnação dos princípios Micaélicos, ou seja, forças de purificação, de elevação espiritual.
Essa passagem, realmente, ocorreu do centro da Terra.

O planeta banhou, durante três semanas, numa nuvem cometária extremamente importante, extremamente densa, que estava aí para preparar certo número de eventos para os quais vocês estão, agora, na espera, eu diria.

Inúmeros canais, há vinte anos, falam-lhes do processo ligado à ativação de uma nova dimensão, que alguns chamaram a quinta dimensão.
O que se pode dizer, simplesmente, sem entrar em coisas que já foram ditas em numerosas reprises, hoje, é que a separação entre sua dimensão e a dimensão da Luz autêntica jamais esteve tão próxima.

Há uma aproximação que se efetua agora, desde mais de vinte anos, mas jamais nós havíamos cruzado uma etapa tão importante.

Assim, inúmeras almas sentiram, atravessaram períodos extremamente importantes, ou seja, o momento em que é necessário aceitar renunciar a tudo o que fazia o passado, renunciar a tudo o que fazia os hábitos, a fim de aceder ao que faz, realmente, essa dimensão nova.
E o trabalho está em curso.

Eu já os havia prevenido, em numerosas reprises, em relação às aproximações dessas vibrações, que foram ilustradas pelo despertar dos elementos.
Vocês entraram numa fase de turbulências extremas dos elementos, seja o fogo, com os vulcões, seja o ar, com os ciclones, seja a água, com os tsunamis, e seja, obviamente, a terra, com os sismos.

A terra festeja suas núpcias cósmicas, há agora três semanas, núpcias cósmicas que terminarão no momento em que ela penetrar, definitivamente, na ordem da quinta dimensão.

Agora, apenas o Pai conhece a data.
Isso pode ser agora, instantaneamente; isso pode ser em alguns pares de anos, mas, entretanto, a título individual, todo ser humano no caminho da inspiração à Luz deve ser capaz, agora, de religar-se, de maneira consciente, a essa quinta dimensão.

Obviamente, aqueles que não aceitarem deixar acolher, renunciar às dimensões passadas e acolher a vibração essencial que vem para vocês arriscarão, obviamente, passar por certo número de inconvenientes, mas a eles cabe decidir em sua alma e consciência, eu diria, qual é a escolha que eles querem fazer.
Eu já falei disso na vez anterior.

Será que é a escolha da Luz autêntica?
É a escolha da experiência na terceira dimensão?
Algumas almas têm a necessidade, ainda, de experimentar; outras almas têm sede dessa Luz que elas esperam desde tantas vidas, desde tantos e tantos anos, e esse momento é agora, caros amigos.

Cabe-lhes estar centrados, estar no desapego, estar na renúncia, estar no coração, obviamente, e aceitar a eventualidade de levar seu corpo, de levar sua alma a espaços aos quais vocês não tinham acesso como encarnação.
Isso é extremamente importante.

Inúmeros médiuns já comunicaram essas coisas, mas a coisa a mais importante é que vocês entraram, agora, num último par de anos, que corresponde a esse processo.

Não é mais tempo de tergiversar.
Não é mais tempo de refletir.
É-lhes pedido para decidir agora.
É-lhes pedido para colocar, claramente, suas escolhas, colocar, claramente, suas decisões e assumi-las.

De fato, na terceira dimensão era possível camuflar certo número de coisas, esconder, não estar em acordo consigo mesmo.
Isso não é mais possível na quinta dimensão.

Na quinta dimensão tudo é Luz, não há lugar para a sombra, não há mais lugar para a doença, não há mais lugar para a hesitação, não há mais lugar para o problema.

Aí está o caminho que se desenha agora, no instante presente, imediatamente, se vocês o decidem.

A Luz autêntica, as portas do Intraterra, as portas do Extraterra conjugam-se ao nível da reforma para facilitar-lhes a tarefa, na condição de que vocês aceitem, obviamente.

O trabalho da mamãe é, também, importante, e eu diria, mesmo, muito mais importante do que minhas palavras.
Minhas palavras não são ensinamentos, vocês já as tiveram em minha vida, eu nada aporto de novo, eu aporto, simplesmente, a confirmação de tudo o que está acontecendo.

Eu me aproximo, cada vez mais, de seu plano, para continuar, de certa maneira, a missão que eu havia instaurado, porque essa missão não deve parar.
Esqueçamos, se efetivamente quiserem, o formalismo que tinha lugar à época, porque era necessário, mas é tempo, agora, de considerarem-se, todos, como irmãos e irmãs, e eu sou, aliás, seu irmão e, também, seu grande irmão, se preferem, mas nós temos inúmeras coisas a realizar nos anos que vêm, não ligadas, unicamente, ao seu trabalho isolado, mas via colaboração entre seu plano e nosso plano e o plano multidimensional acima de mim.
Isso é extremamente importante a compreender.

Apenas na condição de que essa colaboração funcione de maneira fluida é que o advento total da quinta dimensão ocorrerá, porque não creiam que isso vai acontecer assim, num belo dia, o Sol, e não há mais sombra.
Há um período importante que sobrevém, antes do período orientado na quinta, antes do que vocês chamam o fenômeno de ascensão, o fenômeno de reagrupamento das almas em lugares extremamente precisos, nos quais vocês serão ensinados de maneira muito mais precisa pelos povos do Intraterra, pelos povos que vocês chamam, também, Extraterrestres, mas, também, pelos médiuns, mas, também, por nós mesmos, que nos precipitamos quando encontramos um apoio que nos permita exprimir, porque nós não abandonaremos, jamais, nossos irmãos e nossas irmãs de Luz, obviamente.

Nós estamos aí para apoiá-los, vocês jamais estão sós e, mais do que nunca, agora, porque, como eu dizia, a separação entre os planos é cada vez mais fina.
Não há mais separação, ela pode rasgar-se, de um instante para o outro.
Nós entramos no que é chamado o tempo do fim, ou seja, não o fim do mundo, são tolices tudo isso, mas o fim desses mundos de sofrimento, desses mundos da ilusão nos quais todo o mundo vive desde cinquenta mil anos.
Isso é extremamente importante.

Aliás, vocês tiveram a oportunidade, como minha cabeça de caboche («minha cabeça de caboche» é aquele no qual estou), de experimentar reencontros multidimensionais ou curas espirituais que se fazem de maneira extremamente evidente.
Isso não será mais o poder de menina, como se diz, será intervenção direta de entidades de Luz desencarnadas sobre as doenças orgânicas, para prepará-los para aceder à quinta dimensão.

Eu também intervenho, cada vez mais presentemente, a cada manifestação, seja aqui ou em outros lugares, eu reforço minha densidade vibratória de maneira a permitir a irradiação da energia dos três corações, de tocá-los.
Isso merece, obviamente, uma difusão a mais ampla, seja por mim e por muitos outros, obviamente.
Isso é extremamente importante.

E, através de todas essas manifestações, convém ser sério em seu discernimento, compreender que é seu dever, sua responsabilidade ir para essa Luz porque, se vocês estão aqui, esta noite, não é por acaso, é que, necessariamente, vocês aspiram reencontrar a Luz.
Mas isso não é em vinte anos, não é em dez anos, não é quando os filhos estiverem grandes, é imediatamente, aí, agora.

Nesse sentido, sim, estou contente, sim, porque quando eu olho os casulos de Luz, mesmo se não são as mesmas pessoas que estão aí, eu vejo um impulso, eu vejo essa Luz Branca que começa a densificar-se na periferia dos casulos de Luz.
É extremamente importante.

Então, é necessário acolher, acolher e renunciar, ir para sua própria mestria, ir para sua própria verdade, ir para sua própria essência.

Aí está o que lhes é pedido, caros amigos.

Sim, efetivamente, estou contente, mas não se está, jamais, suficientemente contente, quer-se fazer muito mais, quando é possível, ainda, fazer.

Questão: que se tornarão as pessoas doentes quando da passagem à quinta dimensão?

Cara amiga, é uma escolha de decisão de alma.

Aqueles que não aceitarem a quinta decidirão, talvez, aceder à quinta sem o corpo, não é um problema, não é mais um problema.
A separação entre as dimensões não existe mais.
Vocês reencontrarão certa virgindade que existia na primeira ascensão: não havia separação entre as dimensões, era possível entrar em contato com outras dimensões.
A diferença é que o nível vibratório global vai subir, enquanto aqueles que aceitarem deixarem-se arrastar, eu diria, pela quinta dimensão curar-se-ão, obviamente, mas aqueles que tiverem planejado, ao nível da alma, partir sem o corpo, partirão sem o corpo.
Não há drama nesse nível.
É uma decisão pessoal e uma escolha pessoal, e em momento algum nós podemos interferir com a vontade individual, pessoal.

Não é o que se chama o livre arbítrio, mas é a liberdade de escolha da alma, não se tem que interferir nisso.

Pode ser extremamente incômodo querer, a todo custo, curar alguém que deve partir sem conforto.
A vida dos outros não lhes pertence; a decisão é pessoal, individual, irrevogável e não transmissível, eu diria.

Como saber se a alma tem o desejo de ser ajudada a curar-se ou não?
Como saber se a alma de uma pessoa, tomada desse sofrimento, tem vontade de ser ajudada para atingir esse estado ou não?
Toda alma no caminho tem necessidade de ajuda, qualquer que seja.
Vocês estão num modelo social no qual estão ligados uns aos outros, real e energeticamente, independentemente, eu diria, de chantagens afetivas, de ligações afetivas que existem.

Agora, nem toda alma pede para sofrer, e as almas são livres para curar-se, quando encontram a quinta dimensão.
Elas fazem, elas mesmas, a escolha, em toda lucidez, de curar-se ou não curar-se.
A cura que pode, também, passar pelo desaparecimento puro e simples do corpo físico.

Há lugares, portais, vórtices de quinta dimensão nos quais, graças à intervenção de potentes médiuns, as curas são possíveis em milhares de exemplares, não assim, uma vez, de tempos em tempos.
Essas curas vão multiplicar-se, obviamente, e as pessoas que vierem a esses lugares farão a experiência da quinta dimensão, farão a experiência do amor incondicional, independente de qualquer vontade, independentemente de todas as tensões ligadas ao afetivo, ligadas à família, ligadas às profissões, mas em toda lucidez.
Essa é a grande novidade.

Vocês verão florescer nas semanas, nos meses que vêm, esse gênero de terapias, de intervenções de forças do além.
Ou serão pessoas que estavam encarnadas há pouco tempo, que reencarnaram, que passaram na Luz, ou seres a que se chamaram de guardiões das redes magnéticas – em todo caso, para os povos delfinoides – mas, também, povos que estão em dimensões extraterrestres.
São os Anjos do Senhor, que poderão intervir, diretamente, nas matrizes e nos corpos e no casulo de Luz, também, é claro, para fazer aceder à quinta dimensão.

A quinta dimensão é uma dimensão em que não há sombra, constitucionalmente.
A Luz é diferente, ela é agenciada de maneira diferente, ela é estruturada de maneira diferente, e a vibração quinta da Luz é uma vibração que afasta a sombra, de maneira mais ou menos instantânea, mais ou menos rápida, mas é uma realidade, e isso vocês experimentarão, cada vez mais.

O despertar dos elementos, tal como vocês o vivem e, em especial, o que eu já havia anunciado neste inverno [verão no hemisfério sul], em especial o elemento fogo, que é ligado à purificação, mas, também, ao despertar dos vulcões do cinturão de fogo do Pacífico.
É extremamente importante.

Há uma massa que é desprendida no casulo etéreo do planeta; há uma massa de fogo purificador que é capaz de desembaraçar o ser humano e a Terra de suas escórias, na condição de submeter-se a esse fogo purificador.
É o que se chama a renúncia e acolher, mas, também, a mestria.
Essa é uma decisão individual, obviamente.

De momento, eu estou sozinho e, depois, é Maria, e vocês verão, em breve, o número de manifestações de Luz que poderá intervir sem passar pelo canal, mas diretamente, por radiação, por toda a parte, no espaço em que vocês estão.
Isso é o verdadeiro milagre.

Questão: os animais já estão mais avançados do que nós nessa passagem à quinta dimensão?
 
Não apenas os animais, cara amiga, mas, também, os vegetais, também a crosta terrestre, também os planetas, outros planetas ao redor da Terra estão, todos, prontos para dar esse salto.
Todas as formas de vida estão aí, prontas para aceitar essas núpcias cósmicas que chegam.
Apenas o ser humano está em atraso; ele está, realmente, em atraso.

Agora, os seres animais estão, desde muito tempo, prontos para essa passagem porque eles não têm mental, eles estão em vias de individualização, eles estão em vias de possuir uma alma individual, uma alma que vai evoluir para certa forma de humanidade e que espera com impaciência, obviamente, a passagem da Terra.
Então, obviamente, pode-se responder que, de certa maneira, os animais, os companheiros domésticos estão muito mais avançados na aceitação e na renúncia, no acolhimento e certa forma de mestria, em outro nível.

Questão: como se explica a importância de Orion?

Por uma razão extremamente simples, cara amiga.
Quando da criação de Atlântida, houve a dissociação progressiva da terceira dimensão com as outras dimensões, que algumas tradições chamaram «a queda».
Não é uma queda, é uma experiência, e essa experiência foi desejada por um Senhor do Carma, um Lipika cármico, que é um ser grandioso que pertence a dimensões bem além, mesmo, da minha, e que interveio para semear, eu diria, e programar o ser humano, completamente (ou seja, todos os seres humanos que estão encarnados sobre esta Terra, há cinquenta mil anos), para aceder à compreensão da terceira dimensão e, também, aceder à dimensão de amor.
E esse ser sublime que, também, criou, nesta Terra, a Ordem de Melquisedeque, meu Mestre, chama-se Orionis.

É o grande ser de escala planetária, é ele que tem sob seu trabalho a supervisão do bom desenrolar das operações.
Foi ele quem enviou, há cinquenta mil anos, o que foram chamados, sobre a Terra, os doze Elohim, ou seja, os doze seres semideuses, que fizeram o sacrifício da encarnação.
O sacrifício deles permitiu, por intermédio de um cristal extraordinário, à raça humana, experimentar essa separação, essa dimensão, certamente, que termina hoje, mesmo que vocês não compreendam, verdadeiramente, através dessas rupturas, esses sofrimentos (que, talvez, duraram um pouco demasiado tempo, eu concordo, mas isso fazia parte da experiência para a qual as almas estavam de acordo).

Aí está porque os Mestres Instrutores de Orion são extremamente importantes hoje, mas não há apenas eles, há, também, aqueles que guardam, de algum modo, as redes magnéticas Terrestres, e que fazem um trabalho de Titã, para evitar que a Terra desprenda-se em relação a tudo o que acontece ao nível de bombardeamentos.

Há numerosos seres que intervêm.
Há, também, os Anjos do Senhor, eles são extremamente importantes, são aqueles que virão chamá-los, no momento da ascensão final.
Mas a ascensão já começou, lembrem-se. Não é um evento que sobrevirá assim, em dois minutos, é uma preparação de cada minuto, agora.

Aí está o que eu tinha a dizer em relação aos Mestres Instrutores de Orion.

Questão: em que consiste enraizar-se, centrar-se, alinhar-se, de que muito se fala?

O alinhamento vocês vivem assim que estejam aqui, pelas vibrações que sentem ao nível de sua coroa, ao nível de seu coração, talvez, já, para alguns.
O alinhamento é estar centrado com a vontade da alma, com a vontade da coroa, o que se chama do Pai.

O enraizamento, agora.
É necessário, efetivamente, considerar que a maior parte dos seres humanos deve ascensionar com o corpo.
A dimensão Crística, o sacrifício de Cristo permitiu a sacralização do planeta.
Ora, vocês, seres humanos, encarnam ainda hoje.
Vocês devem ascensionar com o corpo, e deixar-se escapar com a energia Luz autêntica, que desce e que vocês têm tendência a querer desenraizar.

Vocês não fazem o trabalho até o fim, o trabalho deve consistir em encarnar, até a última célula do pequeno dedo do pé, essa energia Luz.
O alinhamento consiste em estar, realmente, em fase com a vontade do Pai, com a Luz que desce.
O alinhamento deve fazer-se num sentido vertical e, após, vocês devem ser capazes de irradiar num sentido interior-exterior, horizontal, esse alinhamento que vocês receberam.

Há um trabalho extremamente importante, que consiste em receber a Luz e, em seguida, deixá-la irradiar, para estar no coração.
Não há técnica, protocolo, eu diria, extremamente complexa.
O mais simples é o melhor, porque é na simplicidade que se encontra a verdade.
Ela não está no aprendizado de novas técnicas, ela não está no aprendizado de algo de complicado.

Vocês não têm mais o tempo, agora.
Vocês não estão mais há vinte anos, há trinta anos.
Vocês estão no momento em que a Luz está aí.
Ela apenas pede para entrar em vocês, ela pede apenas para irradiar através de vocês.

Isso é o alinhamento vertical/horizontal, com um eixo que é, sobretudo, o coração, obviamente.

Aí está o que se chama o alinhamento, e quando vocês estão alinhados, o que é que acontece?
Bem, primeiro, há a alegria, quando vocês permanecem alinhados, centrados na presença Divina.
As coisas que vão acontecer, mesmo que não sejam agradáveis para a personalidade, vão fazer-se com força, com fluidez, mesmo se elas resistam um pouco, mas, vocês sabem, a partir do momento em que vocês estão totalmente alinhados com a dimensão do Pai e a vibração do Filho, vocês sabem, naquele momento, totalmente, que estão na verdade.

Não há necessidade de recitar isso ou aquilo; não há necessidade de acender velas; não há necessidade, como eu o dizia na última vez, de levantar-se para ir ver o Sol.
O Sol está em vocês.
Agora é revelado tudo isso.

É extremamente importante compreender que vocês são a Luz; vocês deixam a Luz penetrar; vocês reativam sua Luz interior.
É a mesma coisa, mas não há algo que seja exterior, eu já o disse na última vez.
Aliás, a cada vez que eu venho aqui, eu repito: tudo o que acontece no exterior acontece, também, no interior de vocês; o que vocês veem no exterior é apenas o reflexo de combates, de lutas que estão no interior de vocês.

Quando um vulcão acorda, uma parte de seu ser acorda; quando o ar sopra, uma parte de seu ar interior sopra.
Vocês são parte da criação, vocês são criaturas e criações, vocês são Luz, vocês são receptores e emissores de Luz.
É necessário, verdadeiramente, convencerem-se disso agora.

Quanto mais vocês crescerem nessa Luz, mais vocês serão capazes de renunciar, muito mais facilmente, ao que fazia o apego da antiga pele, da antiga personalidade.

Isso está além dos homens, além das religiões, além do esoterismo, está além de um pêndulo, além de um jogo de cartas: é um movimento puro da consciência.
É tudo o que lhes é pedido: ser uma consciência iluminada.
Os orientais chamavam a isso a felicidade, a alegria interior porque, quando vocês são admitidos nessa dimensão vertical, horizontal, vocês estão na alegria, não pode ser de outro modo.
Mesmo se haja desagrados que continuam, muito rapidamente vocês se entregam à alegria.
A verdade está aí e não em outro lugar, não é verdade?

Questão: como ajudar as pessoas que sentem um apelo para essas evoluções, mas que têm um mental muito potente, que pode gerar freios?
 
O único modo de ajudá-las é mostrar a Luz que vocês se tornam.
Não se esqueçam de que há recepção/transmissão.

Quanto mais vocês acolherem a quinta dimensão, a Luz autêntica, mais, mesmo aqueles que estão na resistência, serão tocados por essa vibração.
Olhem o que vocês sentem na sala, progressivamente e à medida das sessões: a energia absorve a Luz, faz-se cada vez mais densa, cada vez mais palpável.
Isso é uma realidade, uma verdade, mesmo se o mental seja forte, ele é obrigado a soltar-se.

Vocês não podem falar com palavras para dizer a alguém «vá, é necessário ir, agora, à quinta».
Não.
Vocês podem apenas ser vocês mesmos, cada vez mais vocês mesmos, e deixar agir a irradiação do coração.
É tudo o que lhes é pedido: serem vocês mesmos, nada mais, em face do que se chamam as leis que pertencem à terceira dimensão.
Todas as acusações que podem ser portadas em alguns movimentos, contra alguns seres, não têm qualquer importância, porque a Luz que os banha, se vocês mantêm essa Luz, nada pode atingi-los, absolutamente nada.
Essa é uma evidência, uma certeza.

Se, a um dado momento, você diz «não é possível», «vão acontecer-me coisas não agradáveis», «não é a Luz que desce», são os resquícios de sua personalidade de terceira dimensão.
Mas, progressivamente e à medida que vocês fizerem o esforço de estarem alinhados, de acolher, de irradiar, de renunciar à sombra, progressivamente e à medida que entrarem nessa alegria interior, nessa serenidade interior, nessa certeza interior, isso se faz muito rapidamente hoje.

Lembrem-se: os budistas passavam, por vezes, dez, vinte anos a observar.
Acabou isso: não é mais o momento, é algo que se faz na vida corrente, cozinhando batatas, por exemplo, não importa onde.
Basta-lhes serem humildes e estarem na verdade, eu nada mais lhes pedi, cara amiga.

Questão: como repercutir suas ações frente a pessoas que não estão conscientes disso, na busca de Luz?

Caros amigos, até o último minuto, a transformação e o acesso à quinta dimensão é possível.
Há seres que jamais ouviram falar de Luz, e cuja vida é repleta de retidão, repleta de alinhamento, repleta de humildade, repleta de verdade.
Eles não têm que se preocupar com busca de Luz.

Lembrem-se do que dizia Jesus: «os primeiros serão os últimos, os últimos serão os primeiros».
Não lhes cabe preocupar-se com os outros; ocupem-se somente de vocês, tornem-se seu próprio Mestre e, naquele momento, os outros seguirão pela radiação porque, de próximo em próximo, a Luz é contagiosa, muito mais do que o indivíduo.

Questão: fala-se da necessidade de colaborar, de fraternidade, mas por que, em muitos países, leis são promulgadas que impedem essa instauração?
Por uma razão muito simples, cara amiga: a sombra não quer deixar passar a Luz; a sombra sabe as forças que pertencem à terceira dimensão, as forças involutivas, as forças que recusam a Luz autêntica Crística (Luciferiana, Ahrimaniana, como dizia Steiner, no início do século).

A Luz chega e, obviamente, há uma resistência que será cada vez mais terrível, cada vez mais forte, que traduz apenas uma única coisa, cara amiga (e é nisso que é necessário ser compassivo e não olhar tudo isso): é que eles têm medo.
Eles não sabem o que é a Luz; eles não têm, de momento, experimentado, vivido as experiências de Luz; eles creem que a Luz vai fazê-los perder muitas coisas, enquanto a Luz está aí para fazer ganhar coisas, e isso, o medo não pode suprimir.

Há seres, quanto mais vocês irradiarem, mais eles vão entrar no contágio de Luz, eles vão mirar-se, cada vez mais.
Ora, não é necessário lutar contra eles, a partir do momento em que vocês entram na luta, vocês entram em oposição, e é-lhes, simplesmente, pedido para permanecerem firmes, afirmados e estáveis na Luz que vocês recebem e que irradiam.

Agora, é perfeitamente normal, a partir do momento em que um grupo humano – mesmo ao nível individual, não ao nível coletivo do planeta – é confrontado a algo de novo, há formas de resistências que se opõem à novidade.
E vocês creem, realmente, que vocês todos não têm mais resistências em relação à quinta?
Obviamente que há, ainda, caso contrário, vocês não estariam mais aí, vocês não teriam necessidade de estar aí; eu não teria necessidade de estar aí.
O que quer dizer que, apesar da efusão da Luz autêntica no interior dos chacras e dos casulos de Luz, as resistências ainda estão aí, elas não estão todas eliminadas.

Então, é necessário compreender, de imediato, que, se há medos em vocês, mesmo que sejam pequenos medos, eles são, também, por vezes, representados pelos governos, pelas pessoas que têm medo da Luz e que vão tudo fazer para frear a chegada da Luz, de maneira consciente, se eles pertencem às forças involutivas que gostariam que as coisas permanecessem como estão.
Há forças que estão inscritas no patrimônio genético de todo ser humano: é o demônio interior, é o guardião do limiar, mas são, também, todos esses seres que resistem.
É por isso que eu digo que é extremamente importante que o máximo de seres esteja nessa Luz, porque quanto mais houver seres que aceitarem, que acolherem essa Luz, menos as resistências poderão ser fortes.
Mas elas vão, entretanto, ampliar-se, e as pessoas que estão na Luz estarão, obviamente, eu diria, sujas, por seus próximos, por vezes, mas, também, pelas leis, pela suspeita, por tudo o que faz a energia de divisão.

O grupo social que tem medo busca, ainda mais, apontar com o dedo o que é diferente dele.
Ora, vocês são diferentes, a partir do momento em que buscam a Luz, mas vocês ainda não são o grupo social o mais importante, longe disso.
Há, talvez, eu diria, quatro, cinco por cento do planeta que está no caminho para a Luz; todos os outros opõem-se à Luz, porque eles têm medo.

Há muito poucos que pertencem, conscientemente, às forças, eu diria, que são contrárias à Luz, os outros são manipulados, condicionados; eles não sabem, os pobres e vocês não podem apressá-los, é necessário, simplesmente, permanecerem centrados, e as coisas ficarão bem, não há qualquer medo a ter do que quer que seja.

Questão: você intervém a um nível coletivo?

A ação ao nível geopolítico é possível pela vibração das redes magnéticas terrestres e a reativação de redes sagradas que existem no Intraterra e na copa terrestre.
Nós intervimos, obviamente, como podemos, de maneira individual, ao nível de almas.
Cada vez mais seres estão em contato com seu anjo guardião, com seres que faleceram, que vêm ajudá-los, guiá-los.
Nós fazemos cada vez mais sonhos iniciáticos, eu diria, que anunciam as transformações.

Obviamente, nós intervimos, mas preferimos ter a possibilidade de poder trabalhar, diretamente, em grupos, porque é muito mais fácil, ao nível energético.

Há certo número de modificações da estrutura continental, de vários continentes, que está em curso.
Apenas o Pai conhece a data.
Isso pode ser imediatamente, pode ser em um mês, pode ser em um ano, isso sobrevirá, como dizia Cristo, quando Ele se anunciava: «eu voltarei como um ladrão na noite».

Não é questão que médiuns divirtam-se a dar uma data e, mesmo se vocês recebam uma data, a data que vocês recebem (sete dias, quatorze dias) é profundamente simbólica.

Não procurem, a todo custo, compreender o que vai acontecer, vocês serão informados, no momento real em que isso acontecer.

No momento da ascensão final, Maria dirigir-se-á, pessoalmente, a cada alma desperta, vocês ouvirão, realmente, a voz de Maria falar-lhes.
Isso, eu lhes asseguro.

Então, tenham confiança, continuem, simplesmente, a alinhar-se e a irradiar essa Luz, e nada mais, absolutamente nada mais, caso contrário, vocês vão se perder nos meandros do mental, nos meandros da predição, da profecia, das previsões, de não sei o que mais ainda, que vai afastá-los da Luz e fazê-los entrar no medo.
O medo não tem lugar de ser.

PARTE 2

Questão: você poderia intervir junto aos dirigentes que se opõem à Luz?

Cara amiga, isso foi tentado por numerosas civilizações extraterrestres, nos anos cinquenta.
Os dirigentes que os governam são aqueles que vocês mereceram e deixaram subir ao poder e, em todos os países, eles pertencem às forças da sombra, estejam certos disso.
Eles não são, absolutamente, permeáveis às mensagens que poderíamos transmitir-lhes; eles sabem, pertinentemente, eles procuram, mesmo, o que acontece.

Vocês acreditam que eles queiram que haja sete bilhões de indivíduos sobre o planeta?
Eles se dizem que quanto menos houver, melhor será; eles vão ao sentido do que acontece nesse momento, mas a finalidade não é a mesma: eles recusam a Luz.

Não se pode aceder ao que se chama o poder nessa terceira dimensão, qualquer que seja o poder, se se pertence à Luz, porque a Luz não é o poder, a Luz é a certeza, ela, absolutamente, nada tem a ver com o poder.

O poder é constranger, a Luz basta-se a si mesma.
Portanto, o que vocês chamam de «dirigentes» não estão, absolutamente, prontos para receber, aceitar ou mudar um pingo de seus comportamentos, mesmo se houvesse, num determinado país, milhões de seres que despertassem à Luz, mas eles os fazem executar, eles os fazem desaparecer da superfície da Terra, sem qualquer remorso.
É triste, mas é assim, e todo ser humano que procura adquirir um poder, afasta-se da Luz.
A Luz da quinta dimensão é Luz de humildade, Luz de fraternidade.
A fraternidade não tem necessidade de dar ordem, a fraternidade não tem necessidade de ditar leis.

A partir do momento em que a Luz transcende e ilumina seu ser, vocês se conformam, totalmente, às leis divinas, e não às humanas.
Respondido.

Questão: pessoas que querem caminhar na Luz podem servir de retransmissores em relação ao seu próprio trabalho ou ao trabalho de outras entidades?

Mas obviamente, isso faz parte da cooperação de que falei, é algo que será cada vez mais corrente, cada vez mais solicitado, é evidente.
Nós não podemos fazer o trabalho sozinhos, mesmo que haja bilhões de seres humanos, de seres do Intraterra, de seres do Extraterra que se têm prontos para intervir em sua dimensão.

A revolução da Luz nessa dimensão intervirá, realmente, e será visível para todos os seres do planeta, ao mesmo tempo.
Aí, será, realmente, o fim da terceira dimensão.

Questão: é exato que algumas pessoas de poder são confrontadas, sem o saber, a manifestações da Luz?

A Luz procura intervir por toda parte, mesmo, efetivamente, junto a forças que não estão conscientes da luz, mas eu reitero o que eu dizia: se esses seres não querem aceitar a Luz, nada os fará mudar de opinião, mesmo no último minuto.
Porque eles estão demasiado apegados aos poderes, eles estão demasiado apegados ao que chamamos o ego, portanto, à terceira dimensão, mas não se deve julgar, é a experiência deles, eles têm necessidade de crescer um pouco mais, eles têm necessidade de recomeçar um ciclo.

O Pai não julga, cara criança.
Eles recomeçarão um ciclo, não é importante, não se deve julgar, tampouco se deve dizer «oh, eles não estão na Luz».
Deixem-nos, é a experiência deles, não é a sua, é tudo.

Questão: é correto sentir, cada vez mais frequentemente, a necessidade de irradiar a Luz, na natureza, em pessoas ao redor de si, para fazer evoluir as coisas?

Cara amiga, cara criança, se você está na alegria quando faz isso, você está na exatidão.
Não há preconização, deve-se fazer isso na simplicidade, não há técnica, não há regra.
Quanto mais você for autêntica, mais você for espontânea, menos haverá riscos, mais haverá um efeito real ao redor de você, e você não tem mesmo que se preocupar com o efeito real.
Contente-se em ser e irradiar, é o que é pedido, e nada mais, nada mais.

Vocês sabem: o que é pedido é extremamente simples.
Vocês têm, sempre, a impressão de que é preciso complicar com rituais, com coisas criadas do mental, mas de modo algum.
A simplicidade é a chave, não há outra chave.
Continue, se o sente, cara criança, continue a irradiar essa Luz nos lugares em que você a sente.
Se você o faz e sente uma alegria interior, é que você está na exatidão.
Aí está o que eu posso responder-lhe.

Questão: que diferença você faz entre o livre arbítrio e a escolha da alma?

Uma diferença essencial: o livre arbítrio, eu responderei que existe apenas a um nível preciso de consciência, mas que, em outro nível de consciência, não há livre arbítrio, tudo é, inteiramente, determinado.

Tudo depende da escala de tempo ou do espaço ao qual você se refere.
Se você se refere à sua pequena vida, você tem o livre arbítrio, se você se refere à sua alma e à evolução de sua alma em dezenas de milhares de anos, não há qualquer livre arbítrio, e tudo é, inteiramente, determinado.

Agora, o que eu chamo a liberdade de alma, a escolha de alma é que a alma decidiu experimentar para descer na encarnação, e nessas escolhas de almas – que, eu repito, nada têm a ver com o livre arbítrio – há uma impossibilidade de mudar os programas que a alma decidiu viver ao vir sobre a Terra.
Ninguém pode ali opor-se.
Isso é a liberdade da escolha de alma.

Agora, o livre arbítrio existe em certo nível de consciência, mas em nosso nível de consciência não há qualquer livre arbítrio, há um determinismo, o mais fundamental e absoluto.
E, se se toma uma escala de tempo que corresponde a éons e éons, pode-se resumir o caminho da alma a um ir e voltar, e é tudo, enriquecido da experiência dessas idas e desses retornos.
É o caminho inexorável que toda alma toma, qualquer que seja a noção de tempo que ela vai colocar porque, efetivamente, ao nível da vida individual limitada, entre o nascimento e a morte, tem-se a impressão de ser livre, de ter a liberdade de escolha.

A única liberdade que se tem é a de compreender quanto tempo vai demorar para ir de um ponto A para um ponto B, mas é-se obrigado a ir do ponto A ao ponto B, mas você pode levar um século, um milênio, mas você vai, sempre, do ponto A ao ponto B, isso é uma certeza.

Você vem da Luz e você retorna à Luz – não há alternativa, não há outra possibilidade, não há outro caminho.
Há apenas um único caminho, que é o de retornar de onde vem, ou seja, retornar a essa Fonte, à Luz.

Vocês são, todos, filhos da Lei de Um, e são, todos, filhos da Luz, são Deuses.
Alguns sábios disseram que vocês são Deuses, mas não é uma mentira, é a verdade a mais estrita, a mais nua, mas, unicamente, há aqueles que sabem disso mais do que outros, é a única diferença.
Mas há em seu ser, escondida, no mais profundo de seu coração, essa Divindade que vocês são.

É-lhes pedido, hoje, para deixar eclodir essa Divindade e, absolutamente, nada mais: «busquem o reino dos céus, e o resto ser-lhes-á dado em acréscimo», como dizia Jesus, é ainda mais de atualidade.
Eu respondi, cara amiga.

Questão: que significa o fato de dizer que uma alma vem sobre a terra para transmutar uma experiência?

A alma veio sobre a Terra para a experiência da encarnação.
Transmutar a matéria é o que vocês fazem, a cada minuto, quando comem, quando se trocam, quando se lavam.
A cada sete anos, todas as suas células são regeneradas, vocês passam sua vida a transmutar, nessa vida, no além.
A vida é uma transmutação permanente, encarnada ou não encarnada; simplesmente, há apenas duas direções possíveis: afastamento da Fonte, retorno à Fonte.
Há aqueles que estão retornando à Fonte; há aqueles que querem afastar-se, ainda.
Isso não é importante.

Quando vocês adquirem esse olhar, essa lucidez da realidade da Luz da quinta dimensão, não poderá mais haver interrogação como essa, poderá apenas haver a certeza da irradiação da Luz e a certeza de que vocês são amor, eternamente, definitivamente, de toda a eternidade, e que vocês são deuses.
Deus não se faz perguntas.

Questão: as efusões de Luz que vivemos podem ter um efeito, apesar de tudo, sobre as escolhas de almas e de encarnação?

A Luz de quinta dimensão, como eu já dizia, é capaz de transformar, mesmo escolhas de almas.
O contrato de alma pode ser mudado, porque a Luz é mais forte do que tudo.
Quando eu disse que não se pode mudar, a título individual, vocês não podem, vocês, decidir varrer o contrato de alma, mas, se as entidades de Luz decidem varrer um contrato de alma, em todo conhecimento de causa, então, sim, elas o fazem, obviamente.

Não há carmas que permaneçam diante do amor; não há contratos de almas que permaneçam diante do amor.
Mesmo quando há uma doença que foi desejada pela alma, o homem é, realmente, criador e criatura divina.
Tudo é possível, mas essa possibilidade não pode ser decidida pelos seres que são autores, ela pode apenas ser decidida pela Luz.

Então, sim, vocês verão os milagres, cada vez mais, mas não é porque não há milagre que há punição; há, também, casos em que não se tem o direito de modificar, porque a Luz não tem a autorização, não sente a necessidade de fazer desaparecer algo que está inscrito.
Mas essa forma de cura espiritual vai provocar grandes perturbações.

Os ensinamentos provocam, também, uma mudança, uma transformação, mas não é a mesma coisa que ver a intervenção de seres de Luz, diretamente, em sua realidade densa e intervir, diretamente, nas doenças orgânicas, de maneira tangível, palpável.
Aí, isso pressiona e faz desaparecer, eu diria, as sombras da terceira.
É o único objetivo.

Questão: como soltar nossas resistências frente à integração da Luz?

Ainda uma vez, eu repito: não há técnica.
O efeito da Luz deve crescer em vocês.
Deixem-na penetrá-los.
Progressivamente e à medida que ela penetrar, progressivamente, as resistências vão cair, umas após as outras.

Em alguns seres, isso será muito rápido.
Há pessoas que necessitam de tempo, mesmo estando iluminadas.
A iluminação e a Luz não são garantia de que se possa deixar cair os conhecimentos, que se seja capaz de renunciar a tudo o que se foi, ser capaz de renunciar a portar uma identidade social, uma identidade financeira, uma identidade familiar e consagrar-se, totalmente, à Luz.
Para alguns, é isso; para outros, não, isso depende do caminho e do contrato de alma, como se diz, mas não há outra técnica além dessa: deixem a Luz estabelecer-se em vocês, e as resistências vão voltar a subir, pouco a pouco, e, pouco a pouco, elas serão dissolvidas, transmutadas pela Luz.
Não há alternativa.
Para nada serve fazer bacharelado em psicologia, para nada serve estudar por que se tem medo.
«Busquem o reino dos céus, o resto ser-lhes-á dado em acréscimo».

A Luz apaga e cura tudo.
A experiência da Luz permite um trabalho e, quando é um grupo muito mais importante ainda, as efusões de energia que vocês recebem desde o início de minha presença permitem, também, um trabalho de cura.

A cura é a ausência de sombra; a cura é aceitar acolher essa Luz.
Nada mais há a fazer.

Lembrem-se: humildade, simplicidade.
Se isso se torna demasiado complicado, se há rituais complicados, deixem cair, isso pertence ao antigo tempo, isso não pertence ao que é pedido hoje.

Questão: como conhecer o contrato de alma?

Há vários modos: vocês podem inclinar-se na astrologia, vocês podem inclinar-se em certo número de decodificações da alma, também.
Há, também, evidências específicas, que nós temos instaurado com esse canal, no que chamamos as decodificações corpo/espírito (que consistem em dar o esclarecimento sobre o caminho da alma, que permite compreender, em certa medida, o por que se está aí).

Agora, para querer procurar um pouco demasiadamente o contrato de alma, tem-se a tendência de esquecer a Luz.
Não é porque vocês conhecem seu contrato de alma que estarão mais na Luz.
Disso, é necessário estar, efetivamente, convencido.

Entretanto, se vocês sentem um apelo extremamente importante para o conhecimento desse contrato de alma, por que não?
Mas não se esqueçam de que o conhecimento é uma armadilha, hoje.

Sempre se falou, nos séculos passados, do conhecimento esotérico, do conhecimento espiritual.
Em minha vida, também, isso era extremamente importante, hoje não.
Os tempos mudaram, profundamente; isso, também, é importante a compreender.
Falei.

Questão: o principal mostrador entre as resistências e a Luz não é aquele do mental?

Isso é o mais importante hoje e, sobretudo, para os seres já despertos: o mental.
Quanto mais vocês avançam em idade, mais é algo que vocês construíram, mesmo se não tenham consciência disso.

A estrutura mental é aquela que mais nos obstrui para a eclosão e a transformação final da Luz, mas para nada serve querer pacificar o mental fazendo exercícios de meditação e de vazio mental.
Convém fazer crescer a Luz, simplesmente.

Questão: há um limiar crítico, uma porcentagem mínima, além da qual pode haver um basculamento real para a Luz?

Há uma massa crítica, mas é uma massa crítica não de número de entidades, mas é uma massa crítica de Luz.
Essa massa crítica de Luz pode ser realizada por quatro por cento da população, mas, também, oito a dez por cento da população, isso depende, e é por isso, também, que eu os encorajo a deixar crescer a Luz.
Não há apenas uma noção aritmética de número de pessoas, unicamente, há, também, a intensidade da Luz, qualquer que seja o número de pessoas, mas pode-se, de qualquer forma, estimar que um número de oito a dez por cento seria benéfico para a transformação.

Questão: que devemos sacrificar, para consagrar-se à Luz?

Não sacrifício, cara amiga, mas renúncia.
Há apenas uma diferença essencial: a renúncia é algo que se impõe de si mesmo, ainda que seja difícil.
O sacrifício é um ato voluntário do mental.
A decisão deve ser tomada no coração, e a renúncia que é solicitada, é profundamente diferente em relação a cada ser humano, em relação ao seu destino.

Há aqueles a quem a Luz vai implicar uma renúncia a inúmeras coisas.
Há renúncias célebres, que foram conhecidas (renúncia à alimentação, renúncia à esfera sexual, renúncia à família, renúncia a isso, renúncia àquilo), mas, a partir do momento em que se evoca o sacrifício, é que não é uma renúncia.

Agora, é o coração que deve ditar qual lugar é atribuído à Luz nas atividades, mas a Luz pode, também, decidir fazer passar essa Luz e esse amor através da alma.
Por que não?

Em contrapartida, em outras pessoas é necessário parar, é necessário renunciar às mesmas atividades.
É uma questão, estritamente, pessoal e individual, não há regras coletivas em relação a isso.
É algo que se decide no coração, em função do apelo que se recebe e, eu repito, mesmo quando o apelo é muito forte, é necessário, por vezes, certo tempo antes, aceitar, sem que isso seja, realmente, um sacrifício porque, se é um sacrifício, não é renúncia, é diferente, é um ato mental, não é um ato espiritual.

Questão: qual é a influência dessa Luz nas relações afetivas, amorosas, e na esfera da sexualidade?

Cara amiga, eu lhe responderei que os seres que vivem na quinta dimensão, sob seus pés, desde já duzentos mil anos, não têm mais necessidade de comer, não têm mais necessidade de fazer o amor.
Eles fazem o amor em outros níveis, mas os corpos não são envolvidos nesses procedimentos, e o prazer que daí é retirado é diferentemente mais potente do que aquele que vocês chamam prazer de natureza sexual.
O prazer sexual, conforme os seres, pode ser uma posse e um apego, mas, para outros, será uma fonte de liberação.

Então, pode-se dizer que, com a Luz, há seres que vão encontrar-se querendo fazer o amor todo o tempo e, outros, que vão parar.

Não há regras, eu repito, absolutas.
É diferente, de acordo com cada pessoa, de acordo com cada caminho, mas é evidente que transformações induzidas pela Luz vão ao sentido de uma purificação, de uma maior sensibilidade vibratória, de uma maior abertura de casulos de Luz e, portanto, quem diz abertura de casulos de Luz, diz prestar atenção e respeitar, ainda mais, o que entra em nós – em todos os sentidos do termo – ou o que sai de nós.

É uma questão de responsabilidade pessoal, mas o caminho é profundamente diferente, de acordo com cada alma.
Tudo pode ser possível, num primeiro tempo.

Questão: como vai evoluir nossa relação com o dinheiro?

Cara amiga, vou ser muito direto: na quinta dimensão não há dinheiro.
Para que fazer?
Sobre a Terra, vocês inverteram o valor do dinheiro; vocês atribuíram ao tempo um valor crescente ao dinheiro.
Ora, o tempo é um valor minimizante do dinheiro.

Eu me explico: se, um dia, você tem cem unidades da moeda que quiser, se tem, ainda um ano após, hoje, você tem mil.
Nas regras espirituais, se esse dinheiro dormiu, deve restar-lhes noventa.
Inverteu-se a energia dinheiro, na terceira dimensão; isso foi desejado pelas forças que foram criadas, que vocês chamam os bancos, há mais de duzentos e cinquenta anos.

Agora, na quinta dimensão, para que fazer o dinheiro?
Tudo é gratuito, absolutamente tudo, seu pensamento torna-se, realmente, criador: vocês querem criar um barco, vocês criam um barco; vocês querem criar uma casa, vocês criam uma casa.
Com a Luz, a matéria é dirigida, e vem colocar-se no que vocês construíram com seu espírito.
Há uma liberdade total, não há dinheiro.

O dinheiro é uma criação que não é negativa, é uma energia circulante, mas fizeram-na circular na contracorrente em nosso planeta (onde eu também estive).
Inverteu-se a polaridade: o dinheiro adquiriu o valor do tempo.
Isso é uma heresia: o dinheiro perde o valor com o tempo.
Os juros não vão ao bom sentido.

Questão: como se pode fazer para integrar-se no mundo do trabalho, atualmente, sem, contudo, trair o próprio caminho ou as próprias convicções sobre a Luz?

Cara amiga, isso vai tornar-se cada vez mais difícil porque, quanto mais o casulo de Luz abre-se para a Luz, mais a Luz é branca, penetra, mais vocês tomam consciência da diferença, da distância que existe entre o que vocês vivem no interior e o que lhes propõe o modelo do empreendimento, modelo social, modelo econômico, modelo de competição, que nada tem a ver com a realidade da quinta.
Efetivamente, é um problema muito difícil, porque é necessário, de qualquer forma, continuar a comer, vocês ainda estão na terceira.

Ainda que seja necessário confiar, é um problema que é, eminentemente, difícil, porque, quanto mais a consciência abre-se, mais se torna difícil funcionar como se funcionava antes.
O que não se via aparece, agora, tão claro como o nariz no meio do rosto.
É, por vezes, efetivamente, extremamente difícil continuar a trabalhar, continuar a fazer o que se fazia antes, por vezes, mesmo, é uma questão de pessoa, também, e é ainda mais difícil renunciar.

Mas, se a Luz pede-lhes para renunciar, se vocês sentem que a alegria não está mais ali, é necessário confiar, é necessário aceitar encontrar-se sem nada, mas enriquecido pela Luz.
Essa é a grande lição que é solicitada, por vezes, a algumas almas, não a todas as almas, conforme o que vocês são capazes de suportar.

Não se esqueçam de que o objetivo da Luz é o de crescer, cada vez mais, em vocês; favorecer essa radiação de Luz, e todos os caminhos são bons.
Eu falei, cara amiga.

Questão: poderia falar-nos da fonte de cristal?
A fonte de cristal faz referência ao que se chama a Fonte de cristal.
Há, ao nível do núcleo do planeta, não, como lhes disseram, um núcleo de fusão; há uma fonte, uma fonte, que é em cristal, e gigantesca, que está em vibração e em coerência com o cristal que está no interior do Sol.
Essa fonte de cristal permite-lhes viver as retransmissões da Fonte Mãe e Fonte Pai.
A fonte de cristal é o que os religa à sua Divindade essencial de ser/Luz, de ser/cristal, é extremamente importante.

Acessoriamente, esse núcleo central de cristal é religado ao que se chama o Sol Central da Galáxia, que é, também, um cristal.

Aí está o que se pode dizer, rapidamente, sobre a fonte de cristal.
É algo que se revela a um dado momento da iniciação do ser humano, quando ele aceita ser filho da Luz.

Questão: pode-se esperar ver uma reunificação de cristãos?
Isso não é, absolutamente, concebível, nem desejável, cara amiga.
A Luz Crística nada tem a ver com o que foi construído pelas diferentes igrejas, corporações, através do ensinamento de Cristo, que era um ensinamento de Luz.

A nova humanidade reagrupar-se-á à bandeira de Cristo (mas de Cristo em si, e não de Cristo sobre a Cruz), à Luz.
Vocês voltarão a tornar-se o que eram, no momento da criação de Atlântida, ou seja, filhos da Lei de Um, e a religião está, absolutamente, eu diria, fora de propósito, no que vem.
É o modelo prescrito, totalmente prescrito.

Questão: poderia falar-nos dos crânios de cristal?


Os crânios de cristal representam a concretização da Luz dos doze Elohim que fizeram o sacrifício da encarnação, quando da criação de Atlântida, em 50.731 antes de Jesus Cristo.
Quando fizeram esse sacrifício, esses seres de Luz – que vinham de dimensões bem além, mesmo, da minha – aceitaram (alguns se esqueceram de ler o contrato até o final) vir fazer o sacrifício da encarnação e acompanhar a criação da terceira dimensão até hoje.

Nessa vida em que eles eram considerados como Elohim, ou seja, Deuses, no momento de sua passagem, seu crânio tornou-se um crânio de cristal.
É por isso que esses crânios, que são reencontrados hoje, têm uma longa história por trás, eles são a memória total desse universo, mas, também, de outros universos de onde vinham esses grandes seres.

Efetivamente, inúmeras predições, inúmeras profecias feitas, em especial, nos mundos Ameríndios, fizeram referência ao momento em que os doze crânios de cristal serão agrupados, reunidos, reencontrados.
Os eventos poderiam começar, já é o caso desde vários anos, e o crânio que unifica foi reencontrado não há muito tempo, o décimo terceiro crânio de cristal.
Agora, isso está em curso, e é por isso que as passagens cometárias que vocês tiveram correspondem, realmente, a um evento, certamente, essencial, na história da humanidade.

Lembrem-se de que os primeiros cometas que passaram, de maneira visível, em 95, 96, passaram sob o pé direito da Virgem.
Era o sinal dado aos homens, a cruz visível no céu, por toda a parte.
O cometa, hoje, voltou a passar no mesmo lugar, vindo recordar a promessa que havia sido feita em março de 96.
Portanto, a presença Micaélica, as energias Micaélicas de transmutação dos elementos estão, totalmente, encarnadas agora.
Isso é um evento, eu dizia no preâmbulo, capital na história da humanidade.

Então, ainda uma vez, humildade, simplicidade, verdade, alinhamento e Luz e amor, e nada mais, absolutamente nada mais.

Eu lhes trago toda a minha bênção, todo o meu amor, e eu lhes digo até uma próxima vez, e que será ainda mais rica em Luz e em amor.

Nós trabalhamos através do canal (outras entidades, também), para irradiar cada vez mais as irradiações da quinta dimensão.

Contentem-se em fechar em seus corações o amor do divino Filho, a fim de reencontrar a dimensão do Filho que vocês são, todos.

Eu lhes peço, vigorosamente, para permanecer uma dezena de minutos nesse estado vibratório, recolher essa Luz que está entre vocês, deixá-la entrar no mais profundo de seu ser, em seu coração, permitir-lhe trabalhar na abertura do amor, na abertura da Divindade.

Sejam abençoados, eu os amo, caros filhos de Luz, sejam abençoados.
Vocês têm toda a minha gratidão.
__________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.


2 comentários:

  1. MSG de quase 6 anos atrás, mas tão esclarecedora e luminosa quanto às atuais. No seio de conteúdo tão amplo e profundo, eis alguns destaques que muito me ressoaram: "Nós entramos no que é chamado o tempo do fim, ou seja, não o fim do mundo, são tolices tudo isso, mas o fim desses mundos de sofrimento, desses mundos da ilusão nos quais todo o mundo vive desde cinquenta mil anos <> Há uma massa que é desprendida no casulo etéreo do planeta; há uma massa de fogo purificador que é capaz de desembaraçar o ser humano e a Terra de suas escórias, na condição de submeter-se a esse fogo purificador <> Vocês não podem falar com palavras para dizer a alguém «vá, é necessário ir, agora, à quinta». Não. Vocês podem apenas ser vocês mesmos, cada vez mais vocês mesmos, e deixar agir a irradiação do coração <> Então, tenham confiança, continuem, simplesmente, a alinhar-se e a irradiar essa Luz, e nada mais, absolutamente nada mais, caso contrário, vocês vão se perder nos meandros do mental, nos meandros da predição, da profecia, das previsões, de não sei o que mais ainda, que vai afastá-los da Luz e fazê-los entrar no medo <> Então, ainda uma vez, humildade, simplicidade, verdade, alinhamento e Luz e amor, e nada mais, absolutamente nada mais". [Tudo é possível, mas essa possibilidade não pode ser decidida pelos seres que são autores, ela pode apenas ser decidida pela Luz].

    ResponderExcluir
  2. "O alinhamento é estar centrado com a Vontade da Alma, com a Vontade da Coroa, o que se chama do Pai... O alinhamento consiste em estar, realmente, em fase com a VONTADE DO PAI, COM A LUZ QUE DESCE.
    "O alinhamento deve fazer-se num sentido vertical e, após, vocês devem ser capazes de irradiar num sentido interior-exterior, horizontal, esse alinhamento que vocês receberam... Alinhamento vertical/horizontal, com eixo que é, sobretudo, o Coração, obviamente.
    "Quando vocês estão alinhados, o que é que acontece?
    Bem, primeiro, há a ALEGRIA, quando vocês permanecem alinhados, centrados na Presença Divina... É um movimento puro da Consciência. É tudo o que lhes é pedido: ser uma Consciência Iluminada. Os orientais chamam a isso a felicidade, a Alegria Interior porque, quando vocês são admitidos nessa dimensão vertical, horizontal, vocês estão na Alegria, não pode ser de outro modo... A partir do momento em que vocês estão totalmente alinhados com a dimensão do Pai e a Vibração do Filho, vocês sabem, naquele momento, totalmente, que estão na VERDADE.
    "O SOL está em vocês. Agora é revelado tudo isso.
    "Há um trabalho extremamente importante, que consiste em receber a Luz e, em seguida, deixá-la irradiar, para estar no Coração.
    "Nós temos inúmeras coisas a realizar nos anos que vêm, não ligados, unicamente, ao seu trabalho isolado, mas via colaboração entre seu plano e nosso plano e o plano multidimensional acima de mim. Isso é extremamente importante compreender.
    "Apenas na condição de que essa colaboração funcione de maneira fluida é que o Advento total da Quinta Dimensão ocorrerá.

    "Vocês são Luz, vocês são Receptores e Emissores de Luz. É necessário, verdadeiramente, convencerem-se disso agora.

    "Então tenham confiança, continuem, simplesmente, a Alinhar-se e a Irradiar essa Luz, e nada mais."

    AMOR LUZ a todos.

    ResponderExcluir