Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

13 de ago de 2010

O.M. AÏVANHOV – 13 de agosto de 2010

Mensagem publicada em 22 de agosto de 2010, pelo site AUTRES DIMENSIONS.




Eh bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los,

Então, eu os escuto.

Questão: a que são devidas as fortes Vibrações, ou mesmo os tremores, que sinto nas mãos e nos antebraços?

Todos esses fenômenos são devidos, como foi dito, pela justaposição da Vibração etérea (que é a Vibração da Energia Vital) com a superposição e a justaposição e a ressonância das partículas Adamantinas.

Portanto, é um trabalho, como você o disse, caro amigo, de interiorização.
Mas a interiorização conduz, em um determinado momento, à Interioridade.
E, naquele momento, as Vibrações que podem percorrer alguns lugares do corpo, ou todo o corpo, irão se organizar na Coroa Radiante do Coração, para fazê-lo viver a Unidade.

São etapas que concorrem para adequar as partes Ilimitadas e as partes limitadas de você.
Portanto, está muito bem.

É ao mesmo tempo a percepção das Energias vitais que vão, ou circular mais rápido, ou ser mais amplas e vão se conjugar, de algum modo, com a Vibração da Existência.

Naquele momento, não se poderá mais falar de interiorização, que é ainda um movimento da Energia, mas de Interioridade, que é a Vibração do Coração.

Questão: qual é a natureza dos arrepios que se pode por vezes sentir?

O arrepio é um contato.
O arrepio é o que?
É a Energia de sua consciência limitada que se coloca na escuta da Vibração.

Você pode perceber arrepios quando encontra uma alma gêmea.
Você pode ter arrepios de horror quando vê um diabo ou uma entidade diabólica diante de você.
Você pode ter arrepios de amor quando encontra alguém que não via há muito tempo.
Do mesmo modo, você pode arrepiar ouvindo a música.

Há alguns estados de exaltação ou de emoção que se traduzem por esse arrepiamento.

Mas o arrepiamento deve conduzir à Vibração Supramental, que está bem além do arrepiamento.

Mas o arrepiamento é uma escuta da Vibração.

Vocês têm todos, nós temos todos conhecido isso, quando se arrepia quando algo acontece.
Esse arrepio é, de algum modo, a escuta dos pelos e dos cabelos, os arrepiamentos, se querem.

Os pelos e os cabelos são, em termos figurados mas bem reais, os prolongamentos da Consciência e as zonas de escuta da Consciência.

Vocês são cheios de zonas de escuta no interior do corpo, não há somente os chacras.
Há as partículas magnéticas que existem em diferentes lugares.
Há também os pelos e os cabelos e, do mesmo modo, há também a pele que pode escutar.

Mas, quando vem uma reconexão, há ressonância, e esta ressonância dá um arrepio.
Mas o arrepio, em si, não é a Existência, certamente.

Questão: como superar esse arrepio?

Passar, como eu disse anteriormente, da interiorização à Interioridade.
É a etapa do abandono à Luz ou à Luz Vibral, que é realmente contatada, irá se estabelecer no Coração.

Naquele momento, a Coroa Radiante do Coração se ativa e o arrepio é substituído pela percepção de uma Vibração, por momentos extremamente rápidos, como milhares de golpes de agulha ou também a impressão de morte, de êxtase, ao nível do Coração.

Isso é a Vibração da Unidade.
Mas não há mais arrepiamento.

O arrepiamento traduz o contato, o contato, a interiorização, mas não é a Interioridade, são duas coisas diferentes.
Mas é uma etapa.

Questão: aprender a sair de meu corpo para me juntar a minha chama gêmea me ajudaria a me juntar a meu corpo de Existência?

O corpo de Existência está na antípoda do corpo astral.
O corpo astral o faz sair na matriz.
Agora, eu duvido muito que um ser multidimensional esteja na matriz, ou seja, que se você sai no astral, na matriz, você encontra, como se diz "que dalle" [expressão idiomática que significa “absolutamente nada”], a não ser seus próprios demônios e os habitantes do mundo astral.

Um ser multidimensional não pode se encontrar na matriz, porque a matriz é tudo, menos multidimensional.

O Astral é outro componente da matriz, que lhes é invisível quando vocês estão nesse corpo.

A saída do corpo não é o acesso à Existência.
O acesso à existência se faz pela Vibração do Fogo do Coração, pela Coroa Radiante do Coração e, por vezes, pela Coroa Radiante da cabeça.

A saída astral se faz pelo plexo solar e ela não lhes permite aceder à Existência.

Vocês são Espírito, Luz.
No momento em que há saída e não Criação, saída da Fonte, a própria Fonte, quando ela sai de si mesma, ela é obrigada a se mirar, para se lembrar, é indispensável.

Vocês, Nós, Chama, quando saímos da Fonte, há um processo, não quero chamá-lo de dissociação, fragmentação, porque não é isso, é Criação simultânea de uma cópia.
Isso se denomina Chama Gêmea.

Agora, querer crer que é preciso reencontrar a Chama Gêmea existente no Espírito ao mais próximo da Fonte, na matriz, é uma ilusão.

Vocês estão completamente a vocês, completamente sós.

Entretanto, há uma verdade relativa, como diz Anael, e absoluta.

Você tem realmente uma Chama Gêmea, mas para que serve reencontrá-la?
É uma busca exterior que não pode se confundir com o acesso à Existência.

Na Existência, não se pode chegar com a Chama Gêmea.
É uma ilusão e é uma projeção.

Não é porque houve uma atração, quando de um contato, que isso deva se traduzir por uma Verdade na matriz.
Isso estritamente nada tem a ver.

Então, as almas irmãs é similar, são almas com quem vocês estiveram próximos em outras vidas.

Vocês podem se achar plenos e isso vai ressoar, isso vai provocar o que?
Uma atração, qualquer que seja o nível de atração.
Mas esta atração, ela se situa na matriz.
Ele não é, portanto, como dizer..., o que vai conduzi-los à Existência.

A condução à sua Existência apenas pode se fazer só, em você e na Vibração do Coração.

São dois caminhos que eu qualificaria, voluntariamente, de diametralmente opostos.

Há um que conduz à Unidade e o outro que conduz à Ilusão da Unidade.

A revelação das Chamas Gêmeas está ligada à intensificação das Energias existentes desde já alguns anos.
Mas, como você o faz observar, há seres que têm uma Chama Gêmea que pode estar em outros planos, não unicamente no astral, mas também, realmente, na multidimensionalidade.

Mas é preciso primeiro se juntar a si mesmo, porque querer se juntar a uma Chama Gêmea é algo que se produzirá no Espírito, quando da reintegração na Fonte, mas não agora.

É toda a ilusão e a armadilha de alguns escritos que os encorajam a buscar a Chama Gêmea e a alma irmã, porque são duas partículas ígneas de Fogo que devem fusionar no Fogo.

Mas, para fusionar no Fogo, é preciso já ter reencontrado sua própria Existência, a si mesmo.
Sem isso, é uma busca exterior, como as outras.

Questão: convém deixar se expressar as emoções quando você fala frequentemente para não ir no emocional?

É uma coisa ir no emocional, e alguns ali se chafurdam com prazer, outra deixar sair uma emoção.

Quando uma emoção sai, num contato Vibratório, mesmo se é um arrepio, mesmo se são lágrimas, naquele momento, o que acontece?
Será que vocês foram buscar a emoção?
Não, é a resultante da interação entre a Luz Vibral e a Consciência Vibral e seu corpo de Unidade.
É a iluminação, justamente, das poeiras e você, você quer recolocar a poeira sob o tapete?
Portanto, é preciso deixar sair, certamente.
Sobretudo quando há interação da Vibração da Luz Vibral com o que vocês são.

Questão: os perfumes que se pode sentir provêm da Fonte, de Maria?

Da Fonte, não.
Mas de Maria ou de uma Estrela, sim, perfeitamente.

Anael lhes disse que nos mundos Unificados tudo é Vibração, forma, cor, som e odor também, mas odor místico.

Cada Vibração tem a característica de uma forma e de uma cor e também de um perfume, quando da interação com seus próprios sentidos.

Questão: como me desembaraçar definitivamente e na Unidade da programação feita pela repetição da frase: "Senhor, eu não sou digno"?

Eh bem, é preciso não considerar que se é digno ou indigno, simplesmente.

Porque, simplesmente, se você substitui um termo pelo outro, como você o expressou, isso permanece na Dualidade.

Não se combate um sentimento por outro sentimento oposto.
Isso mantém a Dualidade.

Num caso, há raiva e rebelião, no outro caso, há tristeza, porque é um círculo vicioso.

O sentimento de dignidade ou de indignidade nada tem a ver com a Unidade.

Pode-se assimilar, se você prefere, nesse caso, a dizer: «Eu sou Aquele que eu sou», «Ehieh Asher Ehieh», a frase de Metatron.

Mas se você quer substituir o Amor pelo ódio ou o ódio pelo Amor ou o «mal» pelo «bem», você participa inexoravelmente da Dualidade.

É exatamente isso que você começa a desvendar e a compreender.

Portanto, substituir indigno por digno não fará de você um ser Unitário.
Não há que ser digno ou indigno, eis que você é a Luz.
Há somente que acolhê-la.

Aquilo acrescenta Dualidade à Dualidade e, portanto, efetivamente, como você diz, é mais de raiva, é mais de tristeza, porque não se sai.

Portanto, a melhor maneira de sair, é não se considerar nem digno, nem indigno.
É um problema de ponto de vista.

Portanto, é preciso dizer (“é preciso dizer” é uma expressão, não é?), mas estar no acolhimento da Luz.
No acolhimento, é um estado de ser, não há julgamento que vai dizer «está bem» ou «não está bem», «eu sou digno», «eu não sou digno», «não sou suficientemente isso», «não sou suficientemente aquilo».

Há, nesse princípio de afirmar «eu sou isso» ou «eu não sou aquilo», «eu não sou suficientemente isso», um princípio de identificação ao que é vivido e, portanto, se viver digno é, já, considerar que se pode ser indigno.

Isso conduz necessariamente ao contrário.

Você vê um pouco o jogo de seu mental, de todos os mentais, aliás, hein?
E não unicamente o seu.
Eu também, em minha vida, são coisas que se manifestaram.

Portanto, é preciso parar, tentar parar de pensar em pares de opostos e, sobretudo, não se identificar às emoções ou aos pensamentos.

Como eu disse na questão anterior, na fase de recepção de Luz, se uma tristeza sai, você a olha passar, ela sai.
Não é questão de frear.

Você não está nas circunstâncias da vida comum.
Você não está todo o tempo recebendo o Espírito Santo, mesmo se ele se manifeste cada vez mais.
Você não passou na Unidade, você está se aproximando desta Unidade, pela Vibração.

Portanto, é preciso evitar os julgamentos de valor sobre você mesmo e não substituir um termo pelo oposto, porque, sem isso, se faz um círculo vicioso e, efetivamente, como você o constatou, naquele momento, não se pode sair.


Não temos mais perguntas.

Caros amigos, eu lhes transmito todas as minhas bênçãos, todo meu Amor.

Não se esqueçam jamais que vocês são eternos e que vocês são Luz e que, se vocês vivem o escuro, não é?, é uma ilusão.

Então, bênçãos.
Todo meu Amor os acompanhe e eu lhes digo até muito em breve.

_______________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário