Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

20 de mar de 2010

ANAEL - 20 de março

Mensagem de 20 de março de 2010 (publicada em 3 de maio)
DO SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Anael, Arcanjo.
Bem Amadas Almas humanas em encarnação, venho entre vocês, acompanhado da radiância do Arcanjo Metatron.
Se quiserem, vamos viver juntos um processo de fusão de Luz, na Luz branca e na Luz Rosa, a fim de convidá-los a prosseguir seu trabalho de elevação e de Vibrações.

Vamos viver isso logo no início e, em seguida, intervirei, além das Vibrações, por palavras, através de um certo número de informações e trocas entre nós referentes a essa palavra chamada « Vibrações ».

Inicialmente, Bem Amados, eu lhes peço que acolham nossa Radiância no centro de seu Templo Interior, em suas Coroas Radiantes de seu Triângulo sagrado.

Juntos, agora, Comunhemos.

...Efusão de Energia...

Bem Amados, em nome de Metatron e em meu nome, nós os agradecemos por terem acolhido a Luz Vibral.

Vamos agora poder discorrer e ser interrogados sobre essa palavra « Vibrações », Luz Vibral, porque absolutamente tudo decorre de sua capacidade para Vibrar dentro das novas frequências da Existência da Fonte, da Radiação do Ultravioleta e do Espírito Santo.

Somente esses elementos entram e entrarão em conta quanto a seu caminho, com relação ao que vem.
É portanto essencial, em suas estruturas, em seu mental, bem distinguir e discriminar o que retorna para a Vibração e para a Luz, do que volta à emoção sem Vibração e à Luz sem Vibração.
É fácil para vocês conceber e aceitar que tudo, mesmo em sua manifestação, é Vibração.
A própria matéria é constituída de Vibrações.
Existem muito numerosas gamas Vibratórias em seu mundo, como nos mundos Unificados.
Essas Vibrações são caracterizadas, para além de suas percepções de suas estruturas, por uma frequência, por uma curva que pode tomar diferentes aspectos.
A Luz é uma frequência. A matéria é uma frequência. A disposição de frequências permite a organização de Dimensões.

A Consciência é Vibração. O Amor é Vibração e a Luz Autêntica é Vibração.
É preciso discriminar em suas estruturas o que pertence à emoção do que pertente è Vibração.
Nesses tempos que vivem, a garantia de sua autenticidade e da autenticidade do que vocês encontram é a Vibração.
Esta Vibração que vocês experimentam em relação com a Existência e as diferentes irradiações propostas pelas Hierarquias de Luz tem efeitos inegáveis em sua estrutura e em sua Consciência.

O conjunto de irradiações que chegam agora inteiramente na superfície de sua terra, chamada por Arcanjo Miguel o Fogo do Éter, é uma Vibração extremamente rápida que é aquela da Dimensão quinta que chega em sua Dimensão.

Esta Vibração foi qualificada, em termos orientais, de Energia Supramental ou Energia da Città, por oposição às Energias magnéticas.
De fato, a característica essencial da Luz Vibral é a de ser Luz percebida, acompanhada de Vibrações, como vocês o vivem e como o estabelecemos no momento.
É preciso que vocês discriminem o que pertence a suas emoções e portanto uma reação, mesmo se é Vibratória, podendo aliás desencadear uma emoção de Amor mas não Luz, em ressonância com um fenômeno encontrado da verdadeira emoção Vibração final, aquela do Coração.

A garantia de sua autenticidade, assim como todos nós sempre lhes dissemos, é, antes de tudo, o Fogo do Coração, sua capacidade para fazer vibrar o Coração.
Isto não é uma visão do mental, mas ligada a uma realidade física percebida como tal, mesmo se os efeitos são múltiplos em sua Consciência.
Um movimento da Consciência que não seria acompanhado de Vibrações tem todas as chances de não pertencer à Luz Vibral.
A Luz Vibral é uma Vibração rápida que vem de Dimensões etéreas, modificando-se atualmente e portanto, de algum modo, o atrito com as forças eletromagnéticas, as forças de compressão de seus corpos, gera esse sentimento de Fogo.
Fogo de Amor, Fogo que não queima, mas, entretanto, Fogo real.
Esse Fogo manifesta-se em diferentes lugares, assim como vocês o percebem.
Preferencialmente na cabeça, no Coração e agora, para um número cada vez mais importante de Seres Humanos, no Sacrum.
Por vezes esse Fogo percorre o conjunto do corpo físico, traduzindo sua captação da irradiação da Fonte, essa irradiação de natureza específica, conhecida por seus cientistas, chamada raio gama, tem a particularidade de fazer alterar sua Consciência e fazer seu funcionamento separado, dissociado de seu cérebro, no modo oposto, que é o modo da Consciência pura, não mais prisioneira da razão.
A razão é uma Vibração densa e pesada. O Coração é uma Vibração leve e acelerada.
Sua Consciência segue a Vibração e sua Consciência é Vibração.
Impregnem-se disso, porque a Vibração é a garantia de sua autenticidade e o que vem a vocês é uma nova Vibração que traduz a alquimia no cosmos de três qualidades de irradiação Vibratória, Espírito Santo, Ultravioleta e Fonte casando-se em uma única Vibração, penetrando doravante sua força etérica e muito em breve o conjunto da terra.

Apliquem-se em experimentar, que seja com o Yoga Celestial ou o Yoga da Luz, assim como lhes foi comunicado, coloque a caminho esses processos por vocês mesmos, mesmo se vocês são ali ajudados.
Vigiem para não deixar jamais que esta Vibração se sobrecarregue e penetre as esferas de seu mental, fazendo-os perder então a Vibração do Coração e recolocando-os nas Vibrações da dualidade, nas Vibrações eletromagnéticas, que não pertencem à Luz Vibral.

Em resumo, poderia dizer que vocês vão se tornar responsáveis do que vibram e do que emanam como Luz.
Assim como o Conclave lhes disse, por diferentes vozes, vocês se tornaram canais de Luz, os Ancoradores da Luz.
Inúmeros de vocês são chamados a se tornarem Embarcações de Luz para seus irmãos.
Isso corresponde a uma majoração e a um desenvolvimento da Luz Vibral no conjunto de estruturas físicas e sutis, realizando a fusão e o alinhamento com o corpo de Existência e permitindo-lhes experimentar níveis de Consciência até então inimagináveis para sua Consciência separada.
Vocês se juntam às esferas da Existência e da Unidade, vocês vivem espaços novos, Vibrações novas também.
Muito mais rápidas e penetrantes que aquelas a que estavam habituados, mesmo para aqueles que tinham o hábito de perceber a Energia no sentido em que entendem.
A Coroa Radiante do Coração é a garantia de sua confirmidade e lhes permitirá acolher o Mestre da Luz.
As qualidades Vibratórias da Luz Vibral farão de vocês essas famosas Embarcações de Luz, essas Merkabah individuais capazes de se transformar em Merkabah coletivas. Isto está a caminho.
Essas simples palavras que, hoje, podem lhes parecer bem longe de seu alcance de Consciência ou de conscientização, tornar-se-ão realidade muito rápido.
Vocês experimentarão novos campos de Consciência, novas realidades multidimensionais.
Guardem presente no Espírito que o Fogo do Coração deve se manter, a fim de estar sempre na exatidão da Luz.

Aí estão algumas palavras que tinha vontade de lhes dar.
Vou agora destacar-me daquele a quem guardo a fim de ouvir suas questões com uma Vibração mais leve, a fim de lhes permitir retornar um momento, um instante, ao nível de sua razão.

Bem Amadas Almas humanas nesta densidade, estejam seguros do indestrutível Amor do Conclave para vocês.

Eu lhes digo até muito breve.
Saio agora, para acolher suas questões.

Questão: a palavra Energia está próxima da palavra Vibração? Qual é a diferença?

Bem Amado, empregamos, com uma intenção firme, a palavra « Vibração » e não « Energia », e empregamos a palavra « Luz Vibral » desde quase um ano.
Tudo é Energia em seu mundo.
A Sombra também é energia.
Vigiem para que a Vibração que invade seu Coração torne-se esse Fogo do Coração, assim como o vivemos juntos.
Atrás da palavra Energia podem se esconder muitas coisas, do mesmo modo que, atrás da palavra Coração, podem se esconder muitas coisas que não pertencem à Luz Vibral.
Empregar a linguagem « Vibrações » e « Fogo do Coração » esteve numa intenção específica.
Toda Energia não é a Luz.
Mesmo toda Vibração não é da Luz, mas a Luz Vibral é a autenticidade do Amor, do Coração e da Consciência.

Assim, vigiem bem, assim como disse, discriminem o que percebem como Energia.
Não é sempre que, por sentir, por exemplo, a Coroa Radiante da cabeça, que isso seja Luz.
Entidades que vocês denominam « da Sombra » vindas de planos astrais em curso de dissolução, podem também manifestar-se pela Coroa Radiante da Cabeça.
Mas, jamais, elas permitirão à Vibração do Coração acender-se.
E, no entanto, os Seres Humanos que, em sua linguagem, canalizam essas Entidades, diante da intensidade de Energias, são persuadidos de terem contato com a Luz.
É o mesmo para vocês e para cada um.
Somente a Vibração do Fogo do Coração é a segurança de sua Luz Vibral.

Questão: lágrimas de Alegria espontânea podem assinalar a Vibração do Coração?

O único sinal da Vibração do Coração é a Vibração do Coração e nenhum outro.
Agora, viver o Samadhi pelo Fogo do Coração com lágrimas de Alegria se acompanha, obviamente, de Vibração no Coração.
Manifestar uma emoção e então lágrimas sem Vibração no Coração é uma Ilusão ou, em todo caso, os remete à condição Vibratória humana e não à espiritualidade.
Não há portanto o que considerar. Há a viver a Vibração.
Considerar é um ato mental. Vibrar é um ato Vibral.

Questão: o Coração físico, o Coração etérico e o Coração espiritual tem cada um sua Vibração própria? E, além disso, quando a Vibração do Coração se instala, é uma Vibração única que vai, de algum modo, substituir esses três?

Bem Amado, o que chama a Vibração física do Coração é a corrente elétrica que percorre o Coração e que gera um campo eletromagnético alternativo, por vezes percebido sob forma de Vibração.
Mas o Fogo do Coração é uma característica específica do Fogo espiritual e do Fogo do Coração ao nível espiritual.
O Fogo do éter e a Coroa Radiante do Coração correspondem à ativação da Vibração nas estruturas ligadas chamadas chacra do Coração.
Não pode haver confusão.
Obviamente, a ativação do Fogo do Coração traduz-se também por uma passagem e uma modificação do ritmo cardíaco e respiratório, fazendo com que o Coração se coloque a « respirar » e não mais a pulsar como a bomba cardíaca.
Há portanto intricação desses três Corações na mesma Verdade da Luz Vibral.
Há também fusão, mas o termo intricação é mais exato.
Na Coroa Radiante do Coração vocês percebem a Alegria e por vezes a emoção do Coração.
Na Vibração do Coração e da Coroa Radiante do Coração, vocês podem perceber a respiração do Coração e realmente que é o Amor. Não antes.
Toda outra forma de Amor vivido sem a Vibração do Coração recorre a outras Energias em sua Dimensão, que nada tem a ver com os mundos multidimensionais, e podem ser utilizadas equivocadamente.
E vocês retornam, aí, no que é chamado o salvador, aquele que combate, que quer ajudar pelo ego e não pelo Coração, mesmo se tem a impressão que manifesta o Coração.
O Coração de que falamos sem parar, é o Coração Vibral, aí também. É portanto a Coroa Radiante do Fogo do Coração e o Fogo do Coração em ação.

Questão: como as pessoas que sentem a Vibração antes na cabeça e menos no coração podem chegar a esse discernimento?

A partir do momento em que a Vibração do Coração aparece, mesmo se não é ainda o Fogo do Coração, você não pode ser enganado, você não pode ser abusado.
O elemento de discernimento não é o discernimento ou a intuição ou a visão, mas é sim a Vibração do Coração, mesmo se ainda não atingiu o Fogo do Coração.
Confiem no que diz seu Coração, em todos os sentidos do termo.
Insisti muito longamente, quando de um certo número de ensinamentos que dei no ano passado, em particular no mês de maio, referentes ao abandono à Luz e sobretudo sobre a Vibração do Coração e o que permitia saber o que era bom para seu Coração.
Assim, por exemplo, alinhar-se em seu Coração é colocar uma questão sobre seu caminho, sobre um ser, deve chamá-los a sentir a Vibração do Coração.
Colocar a questão a seu Coração e não à sua cabeça.
Esse é o modo de não ser jamais enganado no período que vem.

Questão: poderia desenvolver a relação entre a ética, a integridade e o Coração?

O que define a ética e a integridade é o Coração e não suas concepções morais, ou sociais, ou afetivas.
A ética não é uma regra social, nem moral.
A integridade é ainda menos uma convenção, social ou afetiva, induzida pela manifestação, pela encarnação ou pelos papéis que vocês tem com relação a seus descendentes ou ascendentes.
Do Fogo do Coração decorre a ética e a integridade que lhes compete manter seguindo o Fogo do Coração ou a Vibração do Coração e não com relação a qualquer convenção, qualquer que seja.

Questão: compreendi bem esta noção de convenção e do aspecto social, mas é que por vezes, certos movimentos do Coração...

Absolutamente não.
Cabe a você definir a responsabilidade.
Você a situa no plano humano ou no plano espiritual?
O plano humano não está sempre de acordo com o plano espiritual.
Muitas relações, em meio ao que vocês chamam ascendentes e descendentes, são oriundas de relações cármicas e unicamente ligadas a contratos cármicos e não a contratos de Liberdade, num dado momento.

Lembre-se das palavras de São João: « dentro de uma mesma família, um será tomado e o outro não".

Você está mais que nunca (nós já dissemos desde mais de um ano, a partir do momento em que o Conclave se reuniu, a partir do momento em que o Conclave entregou o conjunto de Chaves Arcangélicas a Maria), hoje, frente a seus contratos e a suas responsabilidades.
Quais são as responsabilidades que escolhe?
Aquela de um salvador?
Aquela de obedecer a regras fixadas não pela Luz mas pela Sombra?
Ou então você quer obedecer à Luz Vibral?
A única questão está aí e em nenhuma outra parte.

Por vezes, obedecer à Luz do Coração, à Luz Vibral e ao Fogo do Coração, os afasta do que lhes parece uma responsabilidade importante ao nível humano.
Ainda uma vez, cabe a cada um escolher.
Há, aí, o que chamaria uma responsabilização e não uma responsabilidade,
Tudo é feito, em seu mundo, tudo foi feito, por milênios, para colocar-lhes pesos, para colocar-lhes laços, para colocar-lhes o que chamam responsabilidade, que estritamente nada tem a ver com a Verdade da Luz e os mundos espirituais.
Ora, hoje, o mundo tal como o conhece, desaparece.
Você quer ali permanecer ou você quer se submeter à influência da Luz Vibral?
Cabe a você escolher.
Não há responsabilidades no sentido social, no sentido afetivo, que tenham diante da responsabilidade espiritual, se tanto é que você faz essa escolha.

Questão: seguindo o Fogo do Coração podemos ser levados a cortar alguns laços e isso não gera a paz. Por que e como gerir isso?

O Fogo do Coração e a Vibração do Coração podem levá-los por vezes a decisões contrárias à lógica ou aos apegos, certamente.
Existe portanto um período por vezes transitório de reajustamento.
Mas, a partir do momento em que você vai no sentido de sua Liberdade, de sua liberação e da liberação dos outros, o Fogo do Coração se reinstala e busca a serenidade.
Bastaria, nesses momentos de dúvida onde a serenidade está ausente, voltar a imergir em si mesmo em Consciência no Fogo do Coração e manifestar o princípio, ou seja, o Samadhi e, portanto, a serenidade.

Questão: parece-me que é mais fácil sentir a Vibração do Coração com os olhos fechados.

Porque, pelo momento, você não é capaz de realizar a Unidade inteiramente.
Há aprendizado.
A meditação, e o que lhes propomos, em diferentes horários e desde mais de um ano, favorece este aprendizado.
Obviamente, o objetivo é sentir e perceber esse Fogo do Coração, quaisquer que sejam seus atos e suas ações em sua vida comum.
Naquele momento, haverá integração total desse Fogo do Coração, desta Vibração em sua vida quotidiana.
Mas, aí também, e não é por acaso que isso chamou-se yoga, porque há repetição, há o aprendizado em todos os sentidos do termo.
O Fogo do Coração é um processo que se instala de maneira privilegiada enquanto as Efusões de Energia são realizadas.
Mas também, assim como você disse, no momento em que você fecha os olhos e se volta para seu Ser Interior, porque seu Ser Interior não está ainda manifestado em sua vida comum, mas isso está a caminho.
Alguns de vocês já o vivem, o que quer que façam.

Questão: quando se chama a escolha do Coração, como perceber o melhor possível a diferença de Vibração?

A partir do momento em que isso é realizado de olhos fechados, corresponde a uma passagem na interioridade.
Na interioridade não se coloca mesmo a questão da escolha porque tudo está já realizado.
Eu falo portanto da Vibração do Fogo do Coração a partir do momento em que você se torna alinhado com seu Fogo do Coração.
Naquele momento, é preciso abrir os olhos e colocar a questão.
Obviamente, se você permanece na interioridade, não há mais questões e mais qualquer escolha porque, naquele momento, você vive a Unidade.
Ora, a escolha está sempre ligada, de uma maneira ou outra, a uma certa forma de dualidade.

Questão: convém que a Vibração do Sacrum suba o nível do Coração depois ainda ao nível da cabeça? Ou é melhor que a Vibração do Sacrum suba ao nível do Coração, pare ali, e que a Vibração da cabeça desça ao nível do Coração e se junte?

Todos os caminhos e todas as vias energéticas serão emprestadas.
Não há o que seja melhor ou menos bom.
Há simplesmente que seguir o que se manifesta.
Quando sua Consciência começar a dirigir sua própria Vibração, naquele momento, a Vibração do Sacrum, efetivamente será necessário conduzi-la no Coração.
Mas há, definitivamente, uma tripla fusão da Coroa Radiante do Coração, da cabeça e do Triângulo sagrado.
Esta fusão realizando-se igualmente no Sacrum como no Coração e na cabeça, e portanto leva a efeito o conjunto de circuitos energéticos.

Questão: não sinto as Vibrações do Coração. Como fazer para chegar ali?

Não há nada a fazer.
Há a Ser.
Assim como o disse o Arcanjo Miguel, já durante os Casamentos Celestiais, o Fogo do Coração está aceso em alguns seres.
Outros não ainda, por razões que lhes são próprias, desperto o Fogo do Coração.
Isso virá, você não está ainda no final desta possibilidade.
Tem somente que ser natural e deixar a Luz agir em si.
Eu expressei muito numerosas vezes, no mês de maio do ano passado, o que era o abandono à Luz e penso, Bem Amada, que você ali encontrará todas as respostas que te permitem viver o Fogo do Coração.

Questão: como é possível banhar-se à vontade na Vibração do Coração?

Bem Amado, isso faz parte de seu aprendizado.
Você não poderá passar do Fogo do Coração intermitente, tal como o viveu, ao Fogo do Coração permanente, mantendo esta estrutura que você chama corpo.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. – http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário