Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

3 de nov de 2007

INTRATERRA – 4 de novembro de 2007



DO SITE AUTRES DIMENSIONS.


Bem vindos, irmãos e irmãs de superfície.
Vamos, agora, dar-lhes um balanço energético, uma ata vibratória da Terra.
Desde o início deste ano terrestre, nós trabalhamos, grandemente, na preparação das redes em relação com a ascensão planetária.
Doravante, e desde o fim do verão, o planeta está pronto para ascensionar.
Certo número de revoluções dessas redes está em curso.
Falta apenas a boa vontade humana.
O que nós chamamos tomada de consciência em número importante de almas para efetuar essa passagem.

O que eu quero dizer com isso é que tudo está pronto, ao nível das redes intraterrestres, ao nível das redes magnéticas.
Nós não esperamos mais do que o bom querer humano, a vontade de ascensão da humanidade em uma percentagem que permitirá efetuar esse salto.
Existem oportunidades, não planetárias, mas cósmicas que se instauram antes do fim deste ano.
Isso não quer dizer que, obrigatória e necessariamente, a Terra ascensionará naquele momento.
Entretanto, os alinhamentos geomagnéticos e geocósmicos estarão em alinhamento perfeito neste fim desse ano terrestre.

Trata-se de uma oportunidade vibratória, que se chama de porta das estrelas, que vai pôr em alinhamento total o Sistema Solar e o conjunto de seus planetas com o centro galáctico.
Esse período representa uma oportunidade de ascensão, mas, também, a partir de 15 de dezembro, uma oportunidade máxima de manifestação de povos que vocês chamam extraterrestres em seus céus.
Isso dependerá do desejo, da oração, se preferem, do coletivo humano em favor dessa aparição.

Como vocês sabem, os elementos – como o haviam anunciado alguns mestres em contato com vocês – estão, doravante, em plena fase de manifestação de natureza regeneradora.
O cinturão do Pacífico, ao nível de vulcões e, portanto, do elemento fogo, entrou em atividade há algumas semanas e continuará seu despertar.
O elemento água é onipresente e está modificando a conformação das terras, a toda velocidade, coisa que vocês nem sempre sabem por seus meios de comunicação.
Isso quer dizer que vocês entraram, realmente, em uma fase de transformação.
A duração, a importância e a severidade dessa transformação será função de capacidades de resposta do conjunto de povos de superfície.

Quanto a nós, nós concluímos e levamos a efeito, tanto quanto possível, a preparação do núcleo terrestre para essa revelação.
Cabe a vocês, nas semanas ou mesmo nos alguns anos que lhes restam nessa dimensão, pôr ordem e pôr-se em acordo com suas aspirações profundas e não as aspirações que esperam de vocês a sociedade e seus próximos.
É indispensável que, no espaço de tempo que lhes resta, vocês estejam, totalmente, em acordo com os desejos profundos de sua alma, quanto ao desenrolar de sua vida, agora e já, nessa dimensão.

A conformação de seu desenrolar de vida com seu plano de vida – que vocês programaram antes de encarnar – é, hoje, mais do que nunca, desejável para permitir, no momento vindo, uma eventual ascensão, com ou sem o corpo.
Cabe a vocês, hoje, decidir, tomar as resoluções que levarão à plena liberdade e à plena expressão de sua alma.
Nenhum elemento exterior, seja de ordem afetiva, geográfica, financeira, pessoal – a título de conveniência pessoal – deve entravar o pleno desabrochar de seu projeto de vida.

Cabe a vocês, portanto, cortar, mudar o que deve sê-lo, para evitar, ao máximo, os períodos inexoráveis de confrontação, tanto com as sociedades como com os aspectos elementares geográficos que irão desde a manifestação visível e tangível de seus elementos, mas, também, na qualidade de seus meios de transporte e de alimentação.
Vocês devem reencontrar as ferramentas que lhes permitem realinhar-se, recentrar-se e reencontrar seu coração espiritual.

Nenhuma concessão deve intervir.
Vocês devem mostrar e demonstrar sua determinação, sua firmeza para aceder a essa Divindade.
Foi dito, frequentemente, que a árvore será julgada por seus frutos.
A árvore não é exterior e os frutos são aqueles que vocês mesmos portam, e esses frutos têm por nome honestidade, justiça, alegria, serenidade e paz.
Vocês devem, a todo custo, buscar isso.

A Terra, os elementos, varrerá aqueles que não são capazes de conformar-se aos seus objetivos e planos de vida.
Não há qualquer punição aí, há, simplesmente, uma conformação de leis divinas com o humano.
Cabe a vocês escolher entre uma vida de desejo e de experiências ou, eu digo, efetivamente, «ou», uma vida religada à Fonte e uma vida divina.
Não há compromissos possíveis nos níveis individuais, de grupos sociais, de etnias, de países, de continentes.

A espada de verdade já se abateu sobre vocês, ela corresponde à modificação profunda da distribuição da água e das riquezas.
Eu entendo por riqueza não o que vocês chamam dinheiro, que não existe na quinta dimensão, mas, efetivamente, a repartição de riquezas alimentares e riquezas de coração que permitem, a si mesmas, manter a vida, qualquer que seja a dimensão.

Vocês estão em face de escolhas, de confrontações, de decisões que vocês, sozinhos, podem tomar.
Qualquer que seja o desvendamento do plano pelos povos extra ou intraterrestres, qualquer que seja a emergência deles em sua realidade de terceira dimensão, ninguém poderá dar o passo em seu lugar.
Vocês entraram no que inúmeros seres humanos chamarão turbulências elementares, financeiras, sociais, econômicas e, no primeiro plano, alimentares.
A perturbação de que vocês são o alvo não é inevitável, ela faz parte de uma pequena era de transformação, necessária, que sobrevém a cada fim de ciclo.
Não há catastrofismo, não há visão destruidora, há arranjo, reajuste e conformação.

Então, alguns povos sofrerão a fome, alguns povos sofrerão a água, alguns povos sofrerão o frio, alguns povos sofrerão o fogo, alguns povos sofrerão tudo isso.
Só o modo pelo qual vocês estão alinhados, recentrados, permitirá a vocês dirigir esse afluxo suplementar no interior de seu corpo.
Frequentemente, muito frequentemente nesse mundo, vocês buscaram, em seu tempo linear, conhecer datas.
Não há mais data, uma vez que vocês estão nas datas há algumas semanas e alguns meses.
Vocês estão no interior do que foi chamado, em seu livro sagrado, os tempos reduzidos – chamados dois tempos, a metade de um tempo e um tempo – que corresponde ao período de dois anos e meio.
Isso não é em dez anos, é agora.

As decisões para seu futuro engajarão sua alma para um ciclo de cinquenta mil anos, no mínimo.
Suas escolhas serão definitivas.
Não se trata de uma advertência, porque ninguém, qualquer que seja a escolha, julgará sua alma.
Cada alma nasceu e permanece livre de suas escolhas.
Não há qualquer julgamento, qualquer escala de valores em tudo isso.
Há apenas um tempo que está aí e que impõe, por modificações geomagnéticas e geocósmicas, estabelecer a certeza de suas escolhas e ali mantê-los.

Eu repito: isso não é em uma semana ou alguns anos, isso é agora, e vocês estão nesse agora.
Se vocês não veem as coisas assim, se não querem ver o que muda, coloquem-se a questão de «o que é que resiste, em vocês, à mudança?».
Mas a Terra já mudou, as redes ascensionais já estão no lugar.
A modificação dos elementos está em pleno andamento, e esse será o caso nos meses que vêm, até o fim do ano de 2008.

Essas perturbações climáticas são inscritas na história dos ciclos da humanidade, e sobrevêm em períodos regulares na história desse planeta.
Elas não são ligadas a qualquer punição, evolução, involução terrestre, humana, mas, efetivamente, a um balé cósmico dos céus, nos quais as órbitas planetárias põem-se em ressonância com o Sol Central.
Poder-se-ia comparar isso, se querem, à rã que está na água fria e a água aquece-se, progressivamente.
A rã deixa-se escaldar.
Ela não tomou consciência de que o ambiente mudava.

A experiência poderia ser feita no outro sentido.
A temperatura da água baixa, progressivamente.
A água congela-se, e a rã é congelada.
Vocês estão nessa situação, na qual vocês devem alinhar-se no projeto de sua alma para perceber, sentir, em verdade, as mudanças que já estão aí.

Vocês querem extrair-se do magma ou acompanhar o magma?
Mas não pode haver meia medida.
Ou vocês mudam de frasco, ou permanecem no frasco.
A decisão é difícil a tomar porque, saindo do frasco, há outro bocal.
Todas as descrições que eu poderia dar-lhes de mundos intraterrestres de quinta dimensão com o corpo seriam apenas descrições.
Eu poderia, como aprendi a palavra, fazer-lhes a publicidade, a propaganda, mas isso seria apenas a propaganda.

Há um frasco fora desse frasco?
Não há apenas um, há vários deles.
Mas é preciso, para isso, aceitar extrair-se de seu frasco.
Vocês estão na situação da rã, vocês estão imersos em uma realidade que se transforma.
Contrariamente ao que vocês creem, coletivamente, não há um antes e um depois, a um instante T.
Esse será o caso, unicamente, no momento do basculamento na esfera ascensional, mas, antes, vocês estão no frasco, e as mudanças, mesmo se se aceleram, vocês não têm, mesmo, mais consciência delas.

Imaginem, simplesmente,que vocês possam extrair-se do ambiente no qual vivem e mergulhar no ambiente de seu tempo terrestre vinte anos atrás.
Vocês descobririam um oásis de paz, de serenidade, de alegria.
Imaginem que, se os remetam a esse tempo presente.
Vocês seriam bombardeados de ondas ditas negativas.
Vocês ficariam apavorados pela mudança de atmosfera vibratória e, no entanto, mesmo se vocês a sintam ou pressintam, vocês ainda continuam no frasco.

É sobre essa visão, esse aspecto metafórico que eu gostaria que vocês meditassem: a realidade que vocês vivem não é mais, absolutamente, a mesma que aquela de há vinte anos e, no entanto, vocês têm a impressão de que as coisas quase não mudaram.
Mas há um mundo de vibração entre essa Terra de há vinte anos e esta Terra de hoje.

Uma pessoa que teria deixado essa Terra há vinte anos e voltasse, não poderia ali viver e, no entanto, vocês ali vivem.
As forças em presença jogaram na adaptação do ser humano às modificações que sobrevieram de maneira progressiva.
Hoje, vocês devem despertar, totalmente.
Quanto a nós, nós estamos serenos.
A Terra está pronta, as redes magnéticas estão prontas.
Nós confiamos, inteiramente, na vontade divina para cada um.
Cada ser estará no lugar que escolheu, livre e totalmente.

Aí estão as algumas informações que eu queria partilhar com vocês.
Se vocês têm interrogações, gostaria de tentar responder.

Questão: a partir de qual proporção de pessoas essa ascensão poderá fazer-se?

Não é uma questão de número, mas de nível de consciência.
Bastam cem seres humanos que toquem um nível de consciência extremamente elevado, que favoreça o baculamento.
Pode haver dez milhões de seres despertos, eles não bastarão para assegurar o basculamento.
É uma questão de qualidade de despertar.
Isso não se mede em número de pessoas.
Aí está o erro fundamental.

Questão: essa qualidade de despertar é atingida, hoje?

Vocês ainda estão aí.
A resposta está dada.

Questão: qual seria o melhor meio de atingir essa qualidade de despertar?

Eu creio que vocês receberam vibrações de uma grande deusa que os fez aproximar-se do que é a totalidade do despertar (ndr: MA ANANDA MOYI).
Não basta, de fato, querer definir-se novos paradigmas, dizer «eu vou comer biológico», «eu vou viver em uma casa com normas ecológicas», «vou à igreja todos os dias», «eu subo em vibração todos os dias».
O melhor despertar é aquele que concerne à adequação entre sua alma e a manifestação de sua alma em encarnação.
A qualidade vibratória situa-se nesse nível, e isso necessita de estar na justiça, na verdade, fugir da mentira, fugir da dualidade, fugir das contradições e das confrontações.
Não fugir para salvar-se, mas resolvê-los, é o termo o mais adequado.

Questão: nesses momentos de passagem, o mental não é um freio enorme?

Tudo depende de pelo que é alimentado o que vocês chamam mental.
Se o mental é alimentado por suas emoções, efetivamente, ele será um freio.
Se o mental é alimentado pela energia do ego, efetivamente, ele será um freio.
Se o mental é alimentado pelo pensamento iluminado, ou seja, pela alma, naquele momento, ele será uma ajuda.
Vocês receberam, durante um período de ensinamentos sobre os apegos, o desapego e a mestria, eu os remeto a eles.

Questão: há um cristal mais específico para as evoluções atuais?

Há milhares de cristais.
Essa questão não tem sentido.
Vocês estão em ressonância, a cada instante de sua vida, em função de suas diferentes funções, com várias centenas de vibrações cristalinas.

Questão: na terceira dimensão, nós exteriorizamos o pensamento por palavras e...

É falso.
As palavras são a tradução de seu mental e não de seu pensamento.
Há uma enorme distância entre seu pensamento e suas palavras.
O pensamento real apenas pode ser captado pelo pensamento e não pelas palavras.
O que eu chamo o pensamento é, simplesmente, emitir um pensamento.
O mental é uma construção que não é um pensamento.

Questão: em sua dimensão, portanto, os pensamentos são emitidos e...

E captados pelo conjunto da comunidade.
Não pode ali haver interpretação.
Um pensamento é um pensamento, é um trem de ondas.
Uma onda é uma onda, ela não porta interpretação, contrariamente à linguagem, que é outra forma de ondas que passou pelo filtro mental de outra pessoa.
Uma onda primária não pode ser modificada no âmbito do pensamento.
O que é, sistematicamente, o caso no âmbito da linguagem.
É o que vocês chamam seus quadros de referência e seus modos de funcionamento psicológicos.

Questão: o que você chama ponto central de Deus corresponde ao que chamamos Fonte divina?

Não completamente.
Isso é mais complexo.
Isso está fora do assunto, de momento.
A Fonte, para vocês, é o Intraterra e o Sol.

Será tempo, agora, que eu volte aos meus espaços.
Recebam minha saudação fraterna.
Recebam as saudações do povo Intraterrestre.
E, sobretudo, o que eu posso dizer-lhes é «boa escolha».
Bem a vocês, caros irmãos e irmãs.
______________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

3 comentários:

  1. Cabe a vocês escolher entre uma vida de desejo e de experiências ou, eu digo, efetivamente, «ou», uma vida religada à Fonte e uma vida divina.

    O melhor despertar é aquele que concerne à adequação entre sua alma e a manifestação de sua alma em encarnação. A qualidade vibratória situa-se nesse nível, e isso necessita de estar na justiça, na verdade, fugir da mentira, fugir da dualidade, fugir das contradições e das confrontações.

    Um pensamento é um pensamento, é um trem de ondas. Uma onda é uma onda, ela não porta interpretação, contrariamente à linguagem, que é outra forma de ondas que passou pelo filtro mental de outra pessoa. Uma onda primária não pode ser modificada no âmbito do pensamento. O que é, sistematicamente, o caso no âmbito da linguagem. É o que vocês chamam seus quadros de referência e seus modos de funcionamento psicológicos.

    ResponderExcluir
  2. Um vexame, para a nós, logo no início da mensagem, dizer que: "falta boa vontade nossa". A data é de 2007, fala da água mudando nosso Planeta e do cinturão de fogo do Pacífico, hoje vemos em vários países vulcões em atividades (Equador, Itália, Guatemala,...) e não somos realmente bem informados. Mas será que queremos saber? Pois certamente, isto nos levaria a reflexão, a percepção, da nossa fragilidade, num nível, e ao mesmo tempo, da 'Grandeza', instalada em nós e não temos consciência, mas a hora de despertar, chegou ...

    O convite é, para sermos uma árvore frutificada, e particularmente, agradeço, minhas Irmãs Abelhas, pelo seu trabalho em vários níveis, porém o nome desta mensagem, poderia ser: tapa na cara...

    Não percamos o rumo ...Pois nada, nada, "deve entravar o pleno desabrochar de seu projeto de vida".

    ResponderExcluir
  3. "A conformação de seu desenrolar de vida com seu plano de vida - que vocês programaram antes de encarnar - é, hoje, mais do que nunca, desejável para permitir, no momento vindo, uma eventual Ascensão, com ou sem o corpo.

    "Vocês devem reencontrar as ferramentas que lhes permitem realinhar-se, recentrar-se e reencontrar seu coração Espiritual.

    "Nenhuma concessão deve intervir.
    Vocês devem mostrar e demonstrar sua determinação, sua firmeza para aceder a essa Divindade.

    " Cabe a vocês escolher entre uma vida de desejo e de experiências ou, eu digo, efetivamente, uma vida religada à Fonte e uma vida Divina."

    ResponderExcluir