Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

3 de ago de 2009

ANAEL – 3 de agosto de 2009

DO SITE AUTRES DIMENSIONS




Questão: que podem significar as perdas de memória, nesse momento?

Atualmente, não é preciso se inquietar, qualquer que seja sua idade, com as sensações de perda de memória.

O que você deixou desaparecerá, do mesmo modo de sua cabeça como o corpo que você deixará ou como a vida que você deixará, para penetrar a Existência.

A Existência não é a memória da alma.
A Existência é a memória do infinito com Semente de estrelas que vocês são.

A experiência que vocês viveram nesta densidade é simplesmente destinada a aumentar a Vibração da Luz interior e de sua Semente de estrelas.

Penetrando sua Semente de estrelas e seu veículo de Existência, mais nada do que vocês vivem aqui embaixo terá importância.

Então, é portanto lógico que alguns de vocês encontrarão certa forma de memória, não tendo mais nada a ver com esta Vida, assim como outros perdem totalmente a memória.

Essa é uma forma de preparação.

Uma memória se vai, outra aparece.
A memória que vocês levam nesse corpo é uma memória efêmera.

A memória que vocês reencontrarão, ligada à sua Existência, é uma memória eterna.
Ela corresponde à sua história de Semente de estrelas e é muito mais importante que a memória limitada que vocês têm nesse mundo que é, de todo modo, separada de sua memória de alma e da memória de sua eternidade.

Questão: Alcyone é o Pai ou Alcyone foi criada pelo Pai?

Alcyone é a Fonte.
A Fonte Pai/Mãe.
Esta Fonte está presente nos diferentes retransmissores.
A Fonte de seu sistema solar não é Alcyone, mas Sirius.
A Fonte das Fontes é Alcyone.

Como vocês podem imaginar que a Criação, em sua totalidade, pudesse se limitar a Alcyone?

Assim como eu disse, o Pai/Mãe/Fonte está presente em cada átomo e em cada dimensão, nos multiuniversos.

Não há portanto necessidade de se sobrecarregar o Espírito com uma imaginação descontrolada.
O que isso levará para sua alma?
O importante é reencontrar sua memória de Semente de estrelas.

Questão: onde se pode situar Aïn Soph Aor com relação a Alcyone?

Nenhuma importância.
Se eu digo, caro amigo, que ela estaria a três anos Luz do Sol Central de Alcyone, será que isso o ensinaria muito mais?
Você é capaz de ali chegar?
Interesse-se por seu veículo de Existência.

Questão: o que é exatamente a «alma»?

A alma é o intermédio, entre seu corpo de 3ª dimensão (ou corpo de personalidade) e o Espírito.

Quando eu evoco o termo de corpo de Existência, nada tem a ver com a alma.

A alma é o que lhes permitiu e lhes serviu de veículo nos mundos e nas rondas que vocês percorrem nesta dimensão dissociada.

A alma não é Eternidade.
A alma não é Existência.
Ela é intermediária.
A alma é colorida.
A Semente de estrelas está bem além.
A alma é a ligação e o laço entre seu corpo de personalidade e sua Divindade.

Questão: quando se reencontra o corpo de Eternidade, a alma desaparece?

Ela não desaparece, no sentido em que vocês entendem, assim como seu corpo ou sua personalidade.

Entretanto, é preciso bem compreender que trata-se de um veículo não eterno, o que quer dizer que a alma lhes serve enquanto vocês estão presentes nesta densidade, enquanto vocês estiverem isolados nesta dimensão dissociada, sendo, como disse, o laço entre o corpo e o Espírito.

A partir do momento em que vocês reencontram o Espírito em vocês, a alma se torna, de algum modo, um veículo de menor importância.

Viver na Existência está além da Vida na alma.
A Vida na alma era uma Criação necessária para a encarnação e necessária para o aparecimento de seus veículos de personalidade.
Eles não têm mais razão de ser para aqueles que retornarão à eternidade.

Os corpos que vocês criaram são, obviamente, chamados do mesmo modo, corpos físicos, corpos etéreos, até os cinco novos corpos.

Vocês viverão, portanto, num sistema multidimensional de doze corpos.
Nesses corpos, a dimensão da personalidade estará ausente, totalmente.

A dimensão ligada ao corpo, que vocês chamam hoje de corpo astral ou corpo da alma ou alma espiritual, será apenas de uma importância extremamente limitada com relação ao que vocês viverão com relação à Existência.

A dimensão do Espírito, quando se estende na Consciência, vem, literalmente, apagar, totalmente, o corpo dissociado que vocês têm aqui embaixo.

O corpo da alma é, ele, uma ligação.

Obviamente, ele colorirá, durante certo tempo, seu corpo de Existência, fazendo e permitindo viver as experiências da Vida em 5ª dimensão, com suas novas regras e suas novas leis.

Ao final de certo lapso de tempo, esse veículo da alma se afastará de vocês e vocês penetrarão, naquele momento, nas estruturas ao mesmo tempo mais simples e mais complexas, em que os dados vibratórios vão se tornar mais simples, muito mais simples.

O desenvolvimento da Vida, no sentido da manifestação e das descidas dimensionais, acompanha-se de uma complexidade crescente.

Assim, vocês podem, ao nível em que estão hoje, apreciar, mesmo se não são cientistas, a complexidade desta Criação na dimensão terceira dissociada.

Progressivamente e à medida que vocês sobem para a Fonte, as coisas se simplificam e se tornam muito mais simples.

A complexidade está ligada à dispersão e ao fenômeno de reversão de dimensões em dimensões, permitindo-lhes chegar aí onde vocês estão hoje.

Questão: esta 3ª dimensão dissociada permite expressar toda a riqueza criativa do Pai?

Mas obviamente que não, eis que vocês são cortados da Fonte e do Pai.

Vocês experimentam o que foi chamado de luz falsificada, ou seja, uma luz que tremeluziu de plano em plano, chegando em sua região totalmente invertida.

E eu repito o que já disse: qualquer que seja a beleza da Vida que vocês experimentam aqui, ela é apenas bem insípida com relação ao que existe nas outras dimensões não dissociadas.

Questão: o corpo de Existência tem diferentes campos de experimentação paralelos?

Sim.
A partir do momento em que vocês penetram o corpo de Existência, vocês se apercebem que podem funcionar, de maneira simultânea, em certo número de experiências.

Isso é difícil de conceber para seu mental perfeitamente limitado.
Mas, entretanto, sua Consciência é Ilimitada e, quando ela penetra o corpo de Existência, ela é capaz de se manifestar nos multiuniversos de maneiras que vocês chamariam de sincrônicas.

Não há nem bilocação, no sentido em que vocês percebem nesta dimensão, mas, entretanto, capacidade, para a Presença, de estar presente a si mesma em multiuniversos.

Não há mais limitação ligada à linearidade do tempo e à compressão do tempo que vocês vivem nesta dimensão.

Questão: você qualificou os Pleiadianos de Organizadores, os Sirianos de Gestores, poderia fazer o mesmo para os Vegalianos, os Arcturianos, e aqueles de Magellan?

Os Vegalianos são chamados, em sua tradição e nesse plano, os Anjos do Senhor.
Como Anjos do Senhor, eles são ligados ao Senhor, à Luz original.
E, entretanto, é o povo que decidiu conservar intacto um corpo de 3ª dimensão, ao mesmo tempo que são banhados permanentemente na 5ª dimensão.

Eles intervêm nos universos a partir do momento em que a Revelação da Luz do Criador surge, assinalando assim o retorno à Unidade.

Eles participam portanto do que vocês poderiam chamar de planos de evacuação e de salvaguarda.

Pela sua capacidade para viver nas dimensões alteradas, eles são extremamente importantes nos papéis de salvaguarda das almas e dos espíritos, sobretudo.

Agora, no que concerne aos Arcturianos, os Arcturianos são povos que têm uma filiação distante com vocês e eles intervêm, entretanto, doravante, em seu sistema solar.

Eles são especialistas da organização, não da alma humana, mas dos sistemas planetários.

Magellan é muito complexo.
Magellan é uma nuvem, não há um Sol diretor, há um conjunto de Sóis que são, de fato, as gestações dos universos futuros.

Do mesmo modo que na constelação da Águia, Altair se encontra, propriamente falando, armazenando o que eu chamaria de grandes arquétipos universais, do mesmo modo como em Vega da Lira, por sua capacidade vibratória para manter a 3ª dimensão mesmo unificada, há neles os arquétipos vibratórios dos sons e, em particular, dos cinco sons que lhes foram revelados hoje, as cinco sílabas.

Magellan é, portanto, uma estrutura de mutação, uma estrutura de transmutação e de gestação.

Poder-se-ia chamar, se querem, em sua linguagem, o sonho do Pai.

Questão: há outros sistemas importantes que estão implicados nas transformações atuais, fora de todos aqueles que você citou?

São inúmeros.
Há muito numerosos sistemas solares, muito numerosas raças chamadas de extraterrestres ou mesmo, ainda, ultraterrestres, ou mesmo, ainda, intraterrestres, que intervêm quando intervém uma mudança dimensional desta Ordem num sistema solar.

Jamais esse sistema solar, um sistema solar qualquer que seja, que vive uma transmutação desta amplitude, é deixado só.

É preciso canalizar, de algum modo, os fluxos energéticos, dirigi-los, amenizá-los ou amplificá-los em função das reações obtidas, para cada alma humana, como para cada planeta.

Trata-se de um trabalho extremamente delicado que eu chamaria um trabalho de ourives, necessitando uma adequação extremamente precisa até o momento em que há, literalmente, o que eu chamaria de amarração da dimensão dissociada com as dimensões superiores.

É essa amarração que lhes será proposta a partir de 15 de agosto.

Questão: a Vibração do manto de Maria é a primeira Vibração após a Fonte?

Você deve precisar o sentido de «primeira».
De seu ponto de vista, sim.
Mas existem, seguramente, Vibrações muito mais altas e, aí também, primeiras, com relação a Maria, mas que são ligadas às entidades não evoluidoras e não evolutivas.

Eu penso, em particular, naqueles que vocês chamam de Quatro Viventes ou ainda os Arcanjos.

Questão: há portanto «hierarquia» entre os Hayoth Ha Kodesh, Maria e os Arcanjos?

Há linhas evolutivas, linhas não evolutivas, isso eu já disse.

Mas, nessas linhagens evolutivas, existem dimensões que se entrelaçam, ou presenças de algumas dimensões, em alguns universos, que seriam ausentes em outros universos.

As vias da Criação são múltiplos, eles não seguem uma geração ascendente ou descendente única.

Assim é, do mesmo modo, em seu mundo.
Há seres que vêm da 11ª dimensão, outros, da quinta, outros de mais baixo.
As dimensões são lugares de cruzamento, são lugares de experiências.
É portanto normal ali encontrar um conjunto de Presenças, de Consciências, que vêm de horizontes muito distantes.

Questão: é normal e positivo ter mais acesso a outros planos?

Progressivamente e à medida que sua consciência se expande para seu veículo de Existência, progressivamente e à medida que a ressonância se faz maior com sua Semente de estrelas, vocês reencontram dimensões que lhes eram ocultadas nesta dimensão.

Porque, de fato, não teria servido a nada, na experiência da encarnação dissociada, encontrarem-se confrontados a uma fera cósmica.

Hoje, isso se revela, porque vocês penetram a Semente de estrelas e a Existência que vocês são.

Alguns de vocês, assim como o disse, estão um pouco mais avançados nesse caminho.
Vocês devem, portanto, integrar as verdades novas e as revelações novas.

Entre essas revelações novas, revelam-se a vocês Luzes diferentes, manifestações de consciência nas quais vocês não teriam podido pensar, nem estar habituados e que lhes eram, literalmente, aterrorizantes, nesta dimensão.
Assim, isso é normal.

Progressivamente e à medida que vocês viverem em seu veículo de Existência, vocês descobrirão que têm acesso a coisas que vocês não haviam jamais imaginado, nem mesmo frequentado, ao nível vibratório.
Isso faz parte da Revelação gradual de sua Existência.

Lembrem-se: a Vida é simples.

A partir do momento em que vocês penetram as esferas da Existência, vocês não estão mais sujeitos às leis da influência intelectual e mental.

Vocês têm, portanto, total liberdade para começar a explorar (mesmo participando desta Vida, nesta dimensão dissociada) universos totalmente novos.

Obviamente, e lembrem-se desse grande princípio, tudo o que é criado, tudo o que existe nesta dimensão (o animal o mais mítico, a representação de uma pintura a mais abstrata) tem uma Fonte situada em outro lugar.

A Criação que vocês exercem através de seu espírito, mesmo através da arte, vem de algum lugar, ela não vem de lugar algum, ela não é uma Criação completa [“in extenso”], ou no nada [“in nihilo”], mas encontra uma ressonância com relação a um plano dimensional existente em algum lugar.

Assim é das formas que vocês qualificam, aqui embaixo, de animais, mas que são ligadas a Vibrações ligadas aos Deuses ou às Deusas, no sentido primordial.

Compreendam bem que ver um Golfinho que anda no ar poderia lhes parecer, se ele lhes aparecesse, aliás, de olhos fechados, como algo de extremamente desestruturador para seu mental.

Então, nós procedemos por toques e a melhor maneira de proceder por toques é atribuir, pouco a pouco, seu corpo de personalidade, que deve desaparecer, com seu corpo de Existência.
Há portanto, aí, realmente, uma forma de aprendizagem.

Questão: tudo o que não está em nossa forma de normalidade é procedente da hibridação?

As Vibrações e os DNA e as matrizes ligadas às diferentes formas de Vida e às diferentes Consciências, seja ao nível dos animais, dos vegetais, dos humanos e dos não humanos, apresentam certo número de barreiras que são intransponíveis.

Por vezes, as hibridações são possíveis.
Mas é como se vocês me perguntassem se era possível hibridar, em sua dimensão, um asno com uma árvore.
Eu lhes responderia que é estritamente impossível.

Entretanto, ao nível das multidimensões, podem se apresentar metáforas, no sentido o mais forte.
Essas metáforas são Vibrações, ressonâncias ligadas a memórias, que podem, efetivamente, se alquimizar, se misturar e conduzir a outra metáfora.

Trata-se, nesse caso, de Vibrações e não de formas de Vida, no sentido em que vocês o entendem.
Não pode subir ao nível do causal.

Um Dragão não pode nem se acoplar, nem dar nascimento a um Macaco.
O interesse é integrar diferentes Vibrações.

Mas vocês devem bem compreender que as revelações às quais vocês serão confrontados superam amplamente as criações astrais.

Quando eu falo de mundos e quando eu falo de entidades Vegalianas, de entidades de tipo Dragões, quando eu falo de entidades de tipo Delfinóides, trata-se de entidades bem concretas e bem reais, como vocês, qualquer que seja seu mundo dimensional, o que não é a mesma coisa que projeções ligadas às ditas entidades.

Quando é assinalada, ao redor de suas auras, certa Presença vibratória, não se trata de alguma metáfora, nem de uma Vibração, mas, realmente, de uma Presença.

É preciso bem diferenciar o que é uma Vibração sem suporte dimensional, outra que a dimensão astral, do que é real, a um nível de realidade que lhes escapa.

A realidade podendo ser definida, não com relação ao estado dimensional, mas, bem mais, pela capacidade de ressonância ao nível de estruturas matriciais, as estruturas matriciais podendo se situar tanto em sua dimensão como em dimensões extremamente etéreas.

Seria, por exemplo, completamente incongruente encontrar, na civilização dos Triângulos, um elefante ou um golfinho passeando.

Entretanto, a Vibração do golfinho ou do elefante está presente no Triângulo.
Mas ela participa de um plano que não é matricialmente organizado.
Aí, nós não podemos mais falar de terceira dimensão, mas de dimensões muito mais etéreas.

Questão: não chego a determinar a resposta do coração, para uma escolha, pelo protocolo dado por Ram. Como ajustar meu sentir com relação às questões que eu coloco?

O ajustamento se fará automaticamente.
Lembrem-se, vocês estão no período de aprendizado e de descoberta.
A resposta do coração é uma resposta vibratória.
Esta resposta vibratória será tanto mais fácil quando as cinco Vibrações da cabeça se conjugarem às seis Vibrações do coração.
Isto está a caminho.

Alguns de vocês terão grandes facilidades para verificar, pela Vibração do coração, o que é bom para eles, ao nível das escolhas da Luz.
Outros não chegarão ainda a esta facilidade.
Mas isso virá muito, muito proximamente.

Então, não é preciso se inquietar.
Existem também escolhas que devem ser, de algum modo, momentaneamente suspensas.
Elas devem ser postergadas.

Nesse caso, obviamente, não haverá nem para uma resposta, nem para a outra, resposta do coração, porque isso significa, simplesmente, que não é o momento.

É seu mental que persiste em dizer que há sempre duas escolhas.

Por exemplo para uma relação: continuar ou deixar.
Para um trabalho: continuar ou deixar.

Mas existem outras escolhas das quais seu mental não pode se dar conta, que são, de fato, o que vocês chamariam, segundo sua dialética, de não-escolhas, onde as escolhas são adiadas para períodos posteriores.

O coração só pode responder, realmente, às escolhas, reais, do corpo de Existência.
Ele não pode responder às escolhas insufladas pelo mental ou, mesmo, ligadas à urgência de uma situação.

Existem escolhas que devem ser adiadas.
Nesse caso, coloque a questão antes de saber entre o que escolher.
Será que vocês estão no período das escolhas?
Isso será muito mais ponderado.

Questão: nas dimensões não dissociadas, em particular na 5ª dimensão, há a possibilidade de esposar todo o conhecimento e a complexidade de todos esses mundos ou é preciso estar nas dimensões ainda mais elevadas?

Assim que vocês chegam ao veículo de Existência e às dimensões não dissociadas, vocês percebem o conjunto da Criação e vocês têm o conhecimento real, dado que ele não é mais filtrado pelo cérebro.

O cérebro existindo, entretanto, na 5ª dimensão, torna-se profundamente diferente.
Ele é como, literalmente, ligado, pelas suas antenas, a coisas às quais vocês não acessaram aqui embaixo.

As únicas dimensões que não podem ser exploradas são as dimensões inferiores, 3ª, 2ª e 1ª.
As outras dimensões são todas interconectadas e interpenetráveis.

Nas dimensões superiores, vocês podem fusionar com não importa qual entidade e trocar informações livremente.
É justamente o privilégio das dimensões outras que as dimensões dissociadas.
Não há alteração de informação e nada, absolutamente nada, pode ser escondido.

Tudo se faz na transparência e na Luz, o que é o oposto do que acontece em seu mundo.

Assim, quando lhes dizemos, nós, Arcanjos, ou quando Maria lhes diz que ela os conhece intimamente, é a estrita Verdade.

Alguns seres têm a capacidade de ler num livro aberto, mesmo nesta dimensão.
Alguns seres percebem inteiramente seu caminho.
Vocês não podem nada lhes esconder, mesmo querendo esconder, porque eles leem, literalmente, seu livro de vida e sua memória.
Assim, vocês poderão sorrir, mas se, em vocês, há um pensamento que é contrário a esse sorriso, ele será captado bem mais evidentemente que o sorriso.

Assim, os seres despertos se aproximando de seu ser de Existência não se veem nada esconder e isso é, por vezes, aí também, um aprendizado por vezes delicado.

Apenas nesta dimensão e nas dimensões ainda mais baixas na escala das Vibrações que as coisas pensam estar escondidas.

Obviamente, a franja de interferências entre o mental inferior e o mental superior nos mascara, até certo ponto, certo número de coisas.
Mas os seres humanos que tocaram a Existência, tendo vivido na santidade ou no misticismo, sempre tiveram acesso ao que vocês são, inteiramente.

Questão: nós temos várias linhagens ou ao menos uma linhagem ligada aos animais?

Isso não é uma obrigação.
Vocês têm o que eu chamaria de linhagens humanas puras (não entendam, com isso, superiores, entendam, com isso, não híbridos) ligadas diretamente a grandes arquétipos.

Entretanto, eu lhes assinalo, assim mesmo, que sua Mãe, nossa Mãe, de todos, não é de origem humanóide.

Assim, há linhagens Arcangélicas, cuja representação antropomórfica, se preferem, não corresponde absolutamente à realidade.

Entretanto, entre os Arcanjos, que não são linhagens evolutivas, nós nos apresentamos geralmente como uma forma humana, isso não é por acaso.

A Humanidade, ao nível de sua realidade, é aquela que fez desaparecer, em Essência, a animalidade, mesmo se alguns de vocês têm linhagens vindas do que vocês chamam, vocês, de animais, e que não são absolutamente, para nós, animais.

Assim, cada animal possui Quatro filiações.
Essas filiações podem ser diferentes, mas elas necessariamente tomaram forma nesta dimensão, senão, vocês não as teriam reencontrado, obviamente.

Questão: qual é a origem de Maria?

Alguns de vocês perceberam a Verdade, mas, entretanto, isso não é importante, porque a realidade, sob forma, “animal”, assinala uma realidade bem superior ao nível da Luz.

Lembrem-se que as linhagens evolutivas e criativas são da Luz, antes de ser uma Animalidade ou uma Humanidade.

Existe, na Luz, um antropomorfismo do qual decorrem todas as linhagens humanas ou animais.

As linhagens não evolutivas, assim o é dos Quatro Viventes ou ainda das sociedades tipo Civilização dos Triângulos, não conhecerão jamais o antropomorfismo.

Questão: a linhagem dos felinos está sob a proteção dos Quatro Viventes, eis que um deles é representado, por vezes, sob forma de leão, da iconografia humana?

É uma representação, sob forma animal, de uma virtude que nada tem de animal, eis que os Quatro Viventes não participam nem das linhagens humanas, nem das linhagens animais.

Vou agora deixá-los e deixá-los prosseguir seu trabalho.
Eu lhes digo até muito em breve.

__________________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Um comentário:

  1. Atualmente, não é preciso se inquietar, qualquer que seja sua idade, com as sensações de perda de memória. Uma memória se vai, outra aparece. A memória que vocês levam nesse corpo é uma memória efêmera. A memória que vocês reencontrarão, ligada à sua Existência, é uma memória eterna.

    O desenvolvimento da Vida, no sentido da manifestação e das descidas dimensionais, acompanha-se de uma complexidade crescente.

    As dimensões são lugares de cruzamento, são lugares de experiências. É portanto normal ali encontrar um conjunto de Presenças, de Consciências, que vêm de horizontes muito distantes.

    As únicas dimensões que não podem ser exploradas são as dimensões inferiores, 3ª, 2ª e 1ª. As outras dimensões são todas interconectadas e interpenetráveis.

    ResponderExcluir