Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

19 de set de 2009

ANAEL – 19 de setembro de 2009

DO SITE AUTRES DIMENSIONS





Eu sou Anael, Arcanjo, Arcanjo da relação, Reitor do planeta Vênus, dentro de sua dimensão.

Bem amados humanos, aceitem minhas homenagens, minhas saudações e meus respeitos.

Alguns de vocês o sabem talvez já, mas eu intervenho como Embaixador e em relação com o Conclave Arcangélico que reúne, desde o início de seu ano terrestre, 7 dos Arcanjos que presidiram a elaboração e o destino deste planeta, há muito tempo, antes que ele fosse transformado e afastado de seu objetivo.

Entretanto, hoje, nós, Arcanjos, desde alguns meses, estamos reunidos em Conclave para assisti-los, em sua transformação na Humanidade, em seu retorno à Unidade, em seu retorno na Existência.

Bem amados humanos, estou entre vocês para ajudá-los a retornar para a Unidade, para ajudá-los a se unificar, para ajudá-los a estar em paz com vocês mesmos e com o conjunto de relações que vocês estabeleceram nesta densidade, em todas suas relações.

Eu venho ajudá-los a pacificar, venho ajudá-los a reunificar.

Nesse dia, instalarei com vocês uma relação através de seus questionamentos, de suas perguntas.

Como o sabem, como o sentem, e como o vivem, vocês estão na aurora de um novo dia, na aurora de uma transformação que os levará a viver uma experiência nova, uma experiência em que deixarão os domínios da separação, do separatismo e onde se juntarão às esferas de Luz autêntica.

Vocês escolheram, todos e cada um, encarnar nesse momento, nesta idade, nesta função, para participar, à sua maneira, desse retorno à Unidade.

Hoje, mais do que jamais, vocês estão em seu lugar no que vocês são, no que vocês fazem e no que vocês representam.
Suas almas e seus espíritos esperam desde muito tempo esta aurora que vão viver.

Como o sabem, ou como o ignoram, venho lembrá-los sua dimensão de Sementes de estrelas, de filhos da Luz, de filhos da Unidade e de filhos da Lei do Um.

Como dizia o maior neófito de seu planeta: «vocês estão sobre esse mundo, mas vocês não são desse mundo».
Existem em vocês uma promessa e um juramento que existem desde sua primeira tomada de corpo nesta densidade.
Esse juramento e esta promessa eram que, ao final dos tempos, vocês se recordariam do que vocês são, em Verdade, em Unidade, para além do que vocês vivem em suas múltiplas experiências desta densidade.

Hoje, e desde pouco tempo, alguns de vocês reencontram a memória, a filiação, sua origem estelar. Outros, ao contrário, estão ainda, com relação a isso, no nevoeiro e no questionamento.

Obviamente, não me cabe revelar-lhes isso, porque isso deve ser revelado em cada um, dentro de sua intimidade, dentro de sua Unidade.
Entretanto, eu lhes afirmo, todos os seres humanos, sem exceção, são seres de pura Luz que sacrificaram, no sentido o mais nobre, sua Luz, pra viverem a experiência a mais traumatizante que uma Consciência pode viver: a separação com a Fonte Pai e Mãe.

Nisso, vocês são grandes, nisso, assim como o disse o Arcanjo Miguel, vocês são amados e vocês são respeitados.

Certamente, a época na qual vocês vivem não é fácil, mas, entretanto, ela é grande.
Nesses dias que viverão, muito em breve, esta reconexão vai se fazer, em vocês, para seus próximos, ao redor de vocês, por intermédio da Divina Maria, sua Criadora, de todos, sem exceção, à qual entregamos nossos Selos e nossas radiâncias para que ela trabalhe em toda liberdade e em comunhão com a Fonte Pai/Mãe, para fazê-los viver, de acordo com as melhores maneiras possíveis, seu retorno à Unidade, seu retorno à Existência.

Tudo é questão de relação, de colocação em relação entre o exterior e o interior, entre o interior e o exterior.
A promessa e o juramento é a colocação em relação de sua personalidade com sua Existência que vocês devem reencontrar e reinvestir, para voltar a ganhar suas moradas eternas.

Esse mundo não é sua morada, esse mundo é um lugar de trânsito, é um lugar de passagem, um lugar de experiência, se preferem.
Entretanto, esta não é sua casa.

Vocês estão na aurora da subida de sua Consciência a esta Existência, a esta Eternidade, vocês reencontrarão suas filiações, suas origens.

Que é preciso fazer para isso?
Eu falei sobre isso longamente, vou repetir em duas palavras.
Basta abandonar-se à Luz e à Verdade.

Abandonar-se significa deixar fazer e agir no deixar fazer, sair da dualidade, colocar-se a caminho para a Unidade pela ausência de julgamento, pela ausência de discriminação, num ato de confiança autêntica na Vibração da Verdade, na Vibração da Luz, assim como Cristo lhes disse.

Ele era o Caminho, a Verdade e a Vida, vocês devem também tornar-se o Caminho, a Verdade e a Vida. Isso é ao mesmo tempo um desafio essencial, mas também simplicidade.

Tornar-se o Caminho, a Verdade e a Vida, andar nos passos da Unidade e da Verdade se faz através do não julgamento, através da relação unificada entre a personalidade e a Existência.

O motor da realização disso é o abandono e a fé.
A fé tem um lugar central, não uma fé em uma igreja ou em um movimento, mas uma fé no que vocês são, em Verdade.
Uma fé total e um abandono total à sua dimensão espiritual a mais autêntica.

Vocês estão no período que celebramos como sendo os Casamentos Celestes.
Esses Casamentos Celestes correspondem, por diversos processos alquímicos de sua consciência dissociada com sua Consciência unificada, através de processos de radiações de Consciência energética, na colocação em relação de sua personalidade com sua Eternidade.

É o que vocês vivem, cada um em suas etapas específicas, desde vários meses.
Em breve, muito breve, encerrar-se-ão esses Casamentos Celestes, o que não assinala o final, mas sim o início de sua subida de Consciência e da Vida nos Reinos unificados.

Alguns de vocês avançam mais rápido que outros, mas isso não tem qualquer importância.
Mais seu abandono seja grande, mais vocês realizarão isso, esta alquimia, rapidamente.

Não há pré-requisitos, não há obstáculo, não há nada sobre esta Terra, ou em outros lugares, que possa se opor à Vontade de Maria, unida à sua Vontade de reencontrar sua dimensão de eternidade.
O único freio que se oporia, de maneira temporária, a isso, seria a predominância de seu mental e a predominância do medo.

Vocês devem acolher, com Alegria e com autenticidade, a dimensão de sua Semente de estrela, sua dimensão real de Luz.
Isso se faz cultivando o acolhimento da Luz e da Vibração.
Isso se faz cultivando o não julgamento, para com vocês mesmos e para com o resto e, sobretudo para com o resto.
Isso se faz cultivando a fé na Unidade e na Verdade e, sobretudo, em vocês.

Aí estão, muito rapidamente ditas, as algumas palavras que tinha vontade de irradiar para Vocês, em seu Coração, em sua Eternidade, em sua Verdade.

Se bem o quiserem, agora, vamos abrir um espaço de trocas e de relação em que responderei, pelas palavras, mas também pela Vibração, porque a resposta da Vibração é mais importante que a resposta das palavras.
As palavras podem enganar, mas a Vibração que as acompanha, jamais.
A Vibração é a Essência da Verdade.

Então, bem amados humanos, eu os acolho como vocês me acolhem e entremos na relação.

Questão: no quadro de uma situação relacional difícil no domínio profissional, é boa atitude redirigir no coração as emoções que isso gera?

Hoje, individual e coletivamente, vocês estão na aurora de um novo dia.
A aurora de um novo dia necessita desembaraçar-se do que pertence a ontem.
Ontem não é hoje.
Assim, cada um, bem amados humanos, é colocado frente a eventos a regular.
Qualquer que seja a dureza ou o sofrimento, por vezes, desses eventos, eles implicam em vocês reajustamentos.
Esses reajustamentos, vocês não têm sempre a Consciência, ainda menos os prós e os contras.
Mas, entretanto, sob a pressão da Radiação do Ultravioleta, o que chega ao humano é exato e tem apenas por objetivo liberar, mostrar-lhe, de maneira forte, os lugares onde resta sofrimento e apego, os lugares que obstruem o abandono, os lugares que obstruem o acolhimento da Verdade.

Assim, não há lugar para se inquietar.
É importante, efetivamente, transmutar, passando da emoção do coração, passando do mental ao coração.
Não há nada mais a fazer do que aquiescer e, amanhã, vocês compreenderão e perceberão que as mudanças de ontem e de hoje foram necessárias e indispensáveis para sua elevação.
Não há punição, nem castigo.
Há somente espaço de resolução, espaço de conscientização.

Tudo, absolutamente tudo o que lhes chega, neste ano e nesses dias, é bênção, porque concorrem para sua liberação, para sua emancipação e para sua elevação.

Questão: a que correspondem fenômenos de cores ao nível do 3º olho?

A cor é Vibração.
Quando ela é percebida ao nível da fronte, assinala a ativação de níveis de Consciência em relação com essas cores.

Cada cor é um estado, um estado de Consciência e um estado de energia.

Em seguida, essas cores se casam e se misturam, girando uma na outra e a outra na uma.
Assim é o 3º olho.

Chegada a certo estágio, a Luz colorida é substituída pelo flash de Luz branca, naquele momento, o 3º olho está plenamente funcional, o que se pode fazer é simplesmente voltar a descer esta Vibração, esta cor, ao nível do coração.

A Vibração do 3º olho é a sede do poder da alma.
Ela não é a sede da Vontade Divina, da Fonte que, esta, está ao nível do coração.

Assim, um iniciado antigo, chamado em seu tempo Buda, Gauthama, disse: «o dia em que você reencontra os poderes, salve-se, rápido».
Porque, ao nível da alma e ao nível das cores vistas pelo 3º olho, encontra-se a armadilha de ser fechado nessas visões, de ser fechado na ilusão e não juntar-se ao coração.
Assim, nada há a fazer, se não é fazer voltar a descer esta Vibração no Templo Interior que é o coração.

Questão: por que não chegar a reencontrar os contatos espirituais dos anos passados?

Bem amadas almas humanas, hoje, o contato o mais importante é com si mesmo, si mesmo, não ao nível da personalidade, mas si mesmo ao nível do Espírito.

Assim, estabelecer esse contato com si mesmo necessita, por vezes, fazer o luto de alguns outros contatos, que foram necessários a um dado momento, mas que devem deixar o lugar para o contato com Si mesmo antes de estabelecer novas conexões, amanhã, com novas perspectivas e novas funções e, portanto novas Consciências.

Há, portanto necessidade, nesse nível, de aceitar fazer o luto.
O que eu disse há pouco é verdade também para você.
Aceitar o que se vai é necessário para permitir ao novo manifestar-se, conscientizar-se, realizar-se.
Alguns lutos lhes são propostos.

Ainda uma vez, não são nem castigos, nem bloqueios, nem julgamento.
Mas sim elementos que lhes permitem se separar daquilo de que devem se separar, a fim de reunificarem-se com vocês mesmos.

Cada ser humano vive isso hoje, cada um nos domínios em que havia apegos e relações que impediam a liberação e a relação.
Então, não há explicação a buscar, outra que aquela de aceitar ir para o novo.
Compreendam isso, todos.

Vocês estão todos, qualquer que seja seu nível vibratório e seu nível de relação com sua Existência, passando por essas etapas de transformação que visam liberá-los (e, ainda uma vez, não para puni-los) do que deve sê-lo.
Mas vocês não têm os meios e a extensão de Consciência que lhes permita compreender, ainda uma vez, os prós e os contras.
Mas, se aceitam, o caminho se abre diante de vocês e vocês acederão à aurora de um dia em que várias promessas serão realizadas.

Questão: tive um sonho onde havia Jesus na mão esquerda, Buda na mão direita. Qual é o significado?

Bem amada alma humana, o significado é que hoje, todos, sem exceção, toda alma humana que se abandona e que acolhe, tem a capacidade de fazer vibrar, nela, a dimensão de Cristo e de Buda.

Vocês são, e eu disse no preâmbulo, seres de pura Luz.

Hoje, o que lhes foi escondido não o está mais e vocês reencontram todos, cada um a seu modo, em sonho ou desperto, os elementos que concorrem para fazê-los reencontrar esta Verdade essencial.

Ninguém pode se opor à sua expansão de Consciência, a seu retorno à Unidade e à Verdade.

Assim, esse sonho é a ilustração.
Alguns têm necessidade de imagens fortes, outros têm necessidade de mudar algumas coisas, mas a finalidade é sempre a mesma: torná-los livres, torná-los à sua Unidade, torná-los à sua Verdade e torná-los à Luz que vocês são.

Questão: como se articula a relação do homem com sua origem estelar, na encarnação?

A relação é despertar.
A relação é expansão.
Nesta expansão, o lugar da encarnação torna-se menor.
Não é questão, portanto de abandonar a encarnação, porque a encarnação, vocês devem transmutá-la e elevá-la, ela também.

Mas, entretanto, acolhendo a Consciência do que vocês são, no plano espiritual e no plano estelar, vocês transmutam, literalmente, vocês metamorfizam, assim como o disse o Mestre Aivanhov, esse corpo de carne e vocês o tornam Luz.
Vocês o tornam Luz e vocês o espiritualizam para fazer a promessa de Cristo, para a qual vocês estão aqui, que é de espiritualizar esta matéria.
Nós os ajudamos nisso, individual e coletivamente, ao nível da alma humana global, mas também ao nível da alma planetária.

Há, portanto articulação que permite transmutação e transmigração desse corpo em outra dimensão.
Dito de outro modo, o que vocês chamavam, e que chamam ainda, seu quotidiano, seus hábitos, nada são diante da eternidade e diante da Existência que os espera.

Questão: após ter-me dirigido diretamente a Maria seguindo sua promessa de responder individualmente a cada um, sua imagem apareceu-me num vestido comportando uma multidão de olhos. A que isso corresponde?

Esta imagem é muito precisa.
Maria tem uma multidão de olhos, ela tem uma multidão de filhos, nesse mundo e em outros mundos.
Ela é, literalmente, a Criadora.
Ela se apresenta sob a forma e sob o hábito que vocês estão mesmo a vibrar e integrar, em função de seus esquemas existentes em sua Consciência.

Assim, o que você viu é a resposta a seu pedido.
Há, portanto, através desta imagem, a Criação da relação.
Isso não é uma vã palavra.

Quando Maria diz que ela estabelece uma relação com cada um de vocês, é preciso voltar a ser uma criança, para vivê-la na simplicidade, porque isso não é um ritual complicado, mas passa, antes de tudo, pela simplicidade de coração e do pedido.

Mediante o que, todo ser humano estabelece esta relação e esse contato, na condição que seja feito pelo coração.
Qualquer que seja a resposta obtida, ela assinala a relação.
A relação sendo efetuada, convém, como toda relação, mantê-la, nutri-la, pela simplicidade do Amor e pelo jogo de pedidos.

Assim como Cristo disse: «buscai o Reino dos Céus e o resto lhes será acrescentado».
Maria é a Rainha dos Céus e da Terra e ela é, antes de tudo, sua Mãe.

Questão: como facilitar a relação de não julgamento com si mesmo e com os outros?

Inúmeras almas humanas têm sido tão habituadas a funcionar no julgamento, na culpabilidade e no julgamento de si mesmo e na condenação de si mesmo.
Isso corresponde ao molde e ao modelo educativo mais frequente sobre esta Terra.

Há portanto, realmente, aí, um condicionamento, mas vocês não podem se descondicionar por vocês mesmos, por sua única vontade, nem mesmo pela compreensão exata do que conduziu a isso.

Hoje, e nesta época particular, vocês podem pedi-lo à Inteligência da Luz, vocês podem pedi-lo a Maria, isso será realizado porque não está em seu poder, ou então, sobre uma duração de tempo muito demasiado longa, de agir por vocês mesmos, pelo mental ou por uma técnica diferente, sobre sua propensão a julgar e a estar no julgamento.

A Luz é o que dissolve o julgamento.
A Luz é o que transcende a limitação, a culpabilidade.
Então, recorram a Ela, Ela está aí.

Questão: como mulher, conviria mais orar antes a Maria que ao Pai?

Bem amada alma humana, isso nada tem a ver com o sexo que você tem.
A Verdade que está aí é que Maria, a Divina, Maria, sua Criadora, de todos, sem exceção, vem a vocês para estender-lhes a mão.
Ela apenas pede uma coisa, é que vocês a chamem.
Então, o período é propício a isso.

Questão: a Arca da Aliança, fora seus aspectos históricos e simbólicos conhecidos, não é o que finalmente vamos todos viver, agora?

Bem amada alma humana, para além do aspecto histórico e simbólico, a Arca da Aliança é um objeto, um objeto preciso, que tem uma função precisa, que existiu no passado e que deve remanifestar-se hoje.

Entretanto, o processo a que chamamos os Casamentos Celestiais tem uma relação certa com este objeto e sua função.

Vocês restabelecem, por intermédio da atualização da promessa e do juramento, a Arca da Aliança.
A Arca da Aliança que os reúne à sua dimensão real.
Sim, obviamente.

A arca da aliança é uma ponte de Luz que une esta dimensão à sua dimensão eterna.
Essa ponte de Luz foi denominada, na tradição oriental, Anthakarana.
O Anthakarana assinala, quando está presente vibratoriamente pelo som ouvido, a Aliança que vocês restabeleceram com sua dimensão eterna.

Esse som, este Arco de Aliança assinala seu retorno próximo nos mundos da Unidade, nos mundos da Verdade.

O Arco da Aliança é uma ponte vibratória que vocês estabeleceram entre sua personalidade e sua Existência.

Se preferem, dito de outro modo, porque é a mesma coisa, o Arco da Aliança é o que é estabelecido desde o final de seu ano passado entre a Terra e o Sol.

Existe, de fato, um arco elétrico permanente que existe entre sua Terra, dimensão da personalidade e seu Sol, onde se encontra seu corpo espiritual armazenado desde que vocês desceram sobre esta Terra.

A comunicação, a relação, o arco elétrico, o Arco da Aliança é hoje tornado possível.
É por esse fenômeno de multiplicação dos Arcos de Alianças individuais que, em breve, o sol desposará a Terra para devolver-lhe sua dimensão espiritual.

A função específica do objeto chamado Arca da Aliança é permitir, justamente, o reencontro do Sol e da Terra, no final dos tempos, quando as duas testemunhas, se isso for até lá, tiverem ido a Jerusalém.

Entretanto, nada diz, em sua evolução, em função da aceleração histórica que vocês vivem, que tenhamos necessidade de ir até lá, porque os Arcos da Aliança, representando cada uma das almas ligadas a sua Existência, evoluem em número importante.

Resta-nos ainda destrancar o corpo biológico para que isso seja realizado, de maneira muito mais fácil, do que com o objeto inicial.
Assim, portanto, não há necessidade de se oprimir sobre dados históricos ou futuros que não são seguros de estarem atualizados.

Questão: a Terra será salva pela Ordem dos Melquisedeques?

Não.
A Terra não tem que ser salva, a Terra tem que ser elevada, não é a mesma coisa.

A Humanidade, em sua totalidade, chama à sua liberação.
Certamente, nós estamos aí, todos, entidades e seres de Luz de diferentes dimensões, em multiuniversos, a ajudá-los, a estender-lhes a mão, de uma maneira ou de outra.

Os Melquisedeques (ou o Melquisedeque, isso volta ao mesmo) são uma Ordem específica que vela e supervisiona a Terra desde mais de 300.000 anos, desde o momento em que esta Terra caiu na dissociação.

Os Melquisedeques são os Senhores do Carma, o que não quer dizer que eles geram o Carma, mas eles tentam encontrar os meios de liberá-los do carma e da dualidade e isso dura desde 300.000 anos, ou seja, desde 6 ciclos, muito precisamente.

A Terra não tem necessidade de ser salva.

Hoje é o final de um grande ciclo.
O final de um grande ciclo não e o final de um grande ciclo de 52.000 anos, mas o ciclo de 320.000 anos, exatamente.

Por decreto da Fonte Pai/Mãe, o final da ilusão chegou.
Não há nada a salvar, há a elevar, a transmutar e a estar na Alegria, a título individual e a título planetário.

Questão: quando se eleva as Vibrações, isso atrai exclusivamente seres de Luz?

O plano astral, o plano intermediário, os planos que não são ainda da Luz e que vocês chamam Sombra foram dissolvidos, inteiramente.

A Luz ganhou, no Céu, este verão (inverno no hemisfério sul).
Se vocês sobem sua Vibração, em Verdade, não pode existir, nas Vibrações elevadas que vocês manifestam, entidades não pertencentes à Luz.
Isso não pode ser de outro modo.

Olhem, hoje, a facilidade, anteriormente impossível a imaginar, a facilidade desconcertante, hoje, com a qual as Consciências humanas entram em contato com seu Anjo guardião, com Seres de Luz e, sobretudo este ano, com Maria.

É ilusão?
Certamente que não.

A ilusão antes foi a falsificação da quase totalidade das aparições da Virgem Maria nesta Humanidade, quando lhes anunciaram crimes e castigos se vocês não se arrependessem.
Isto é ilusão.

Maria, que lhes estende a mão, é Verdade, porque Maria vem salvá-los, ela vem elevá-los, a partir do momento em que vocês o peçam e lhe peçam.

Compreendam bem que o conjunto de sistemas de controles humanos que foram construídos na superfície deste planeta (que vocês os chamem sociedades, que vocês os chamem políticos, que vocês os chamem religiosos) foram sistemas que os fizeram privar-se de sua Liberdade.

Hoje, vocês devem reaprender a serem livres, inteiramente, não condicionados por um sistema social, por um sistema político ou por um sistema religioso, quaisquer que sejam.

Cristo é Liberdade, antes de tudo.
Cristo é Liberação e ele não é Igreja.

Questão: como se pode ajudar as pessoas falecidas que estão em aflição e que vêm pedir ajuda às pessoas que estão ainda nesse corpo?

Tomemos, se querem, o problema num outro sentido.
Se uma alma desta dimensão é perturbada por desencarnados que vêm pedir ajuda, isso significa que esta alma humana não cortou, ela mesma, as relações com essas almas.

Compreendam bem que hoje as almas que deixam o plano da Terra não têm qualquer razão de sofrer, na medida em que o plano astral foi completamente dissolvido.

Assim, as almas que deixam esse plano não podem ir nos planos intermediários tal como existiam desde milhares de anos.
As almas são, portanto liberadas desta matriz assim que dela saem.
Elas são colocadas em espera, em lugares que eu qualificaria de paradisíacos com relação ao que vocês vivem aqui embaixo, para esperarem, para manifestarem, na 5ª dimensão, seus corpos de Existência, mas elas já tomaram posse de seus corpos de Existência.

Os planos intermediários foram realmente dissolvidos pelo Arcanjo Miguel.
Assim, um ser humano que estiver em ressonância e em relação com desencarnados demonstra, por aí mesmo, em si, um problema que não foi resolvido com relação a essas almas, porque essas almas não estão mais aí, literalmente.

Desde mais de um mês, e devido à Presença do Arco elétrico entre a Terra e o Sol, toda alma que deixa esse corpo escapa, de maneira definitiva, da matriz, reencontrando-se em seu corpo de Existência ao nível do Sol.

Ninguém pode se perder nesta estrada porque é uma estrada de Luz.

Vocês ali são, deixando esse corpo, como que guiados e atraídos, exatamente.
Vocês não podem, como era o caso ainda anteriormente, vagar nos planos intermediários que chamavam plano astral, planos infernais.
Estes não existem, simplesmente, mais.

Questão: isso é válido mesmo no caso de uma morte súbita ou de suicídio?

O suicídio não é jamais, oh jamais, uma maldição, contrariamente ao que vocês crêem e o que lhes inculcaram as religiões.

Toda alma que deixa esse plano, quaisquer que sejam as circunstâncias de sua morte, não pode mais vagar no que vocês chamam o astral.
Esta alma é comutada diretamente ao nível do sol para ali reencontrar seu veículo de Eternidade, quaisquer que sejam as circunstâncias desta morte.

Não podem existir projeções com relação às leis criadas pelo humano que diz que a alma que se suicida é uma alma que vaga.
Isso era verdadeiro há ainda algum tempo, porque vocês estavam prisioneiros, infatigavelmente, desta matriz e eram chamados a se reencarnarem sem fim, dentro de rondas sem fim, para pagar, assim dizendo, erros que apenas existiam na imaginação desenfreada daqueles que criaram esta dimensão.

A armadilha hoje acabou.
Vocês são, hoje, liberados, mesmo que vivam ainda nesta densidade, vocês devem aceitar os fundamentos, porque isso foi realizado no Céu e isso vem sobre a Terra.

Questão: as almas que viveram sua encarnação no horror ou na maldade, reencontram, apesar de tudo, seus corpos de Existência deixando esse plano?

Bem amadas almas humanas, em nome de qual lógica, em nome de qual Lei, não do Amor, seria possível, neste final de ciclo, a uma alma, quaisquer que sejam seus erros, não ser resgatada.
O Amor e a Graça estão além da punição e da ação/reação.
A Lei da Graça entrou em ação e entrará cada vez mais em ação.
Por que você quer ter que pagar o que quer que seja?
Não pagou suficientemente, desde tantas e tantas vidas que está sobre esta Terra?
Essa será minha palavra final.

Eu lhes transmito todo meu Amor, todas minhas bênçãos e lhes digo até breve, nos domínios da Unidade, até breve, nos domínios da Verdade, lá, onde o sofrimento é banido, lá, onde o peso não existe mais, lá, onde tudo é leveza, Unidade, facilidade e Eternidade.
Sejam abençoados.

________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão para o português: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Um comentário:

  1. Os Melquisedeques são os Senhores do Carma, o que não quer dizer que eles geram o Carma, mas eles tentam encontrar os meios de liberá-los do carma e da dualidade e isso dura desde 300.000 anos, ou seja, desde 6 ciclos, muito precisamente.

    Hoje é o final de um grande ciclo. O final de um grande ciclo não e o final de um grande ciclo de 52.000 anos, mas o ciclo de 320.000 anos, exatamente.

    Por decreto da Fonte Pai/Mãe, o final da ilusão chegou. Não há nada a salvar, há a elevar, a transmutar e a estar na Alegria, a título individual e a título planetário.

    Compreendam bem que o conjunto de sistemas de controles humanos que foram construídos na superfície deste planeta (que vocês os chamem sociedades, que vocês os chamem políticos, que vocês os chamem religiosos) foram sistemas que os fizeram privar-se de sua Liberdade.

    Hoje, vocês devem reaprender a serem livres, inteiramente, não condicionados por um sistema social, por um sistema político ou por um sistema religioso, quaisquer que sejam.

    Cristo é Liberdade, antes de tudo. Cristo é Liberação e ele não é Igreja.

    ResponderExcluir