Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

12 de mai de 2013

Uriel – 12 de maio de 2013




Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.
Bem amados Filhos da Luz, que eclodiram na Terra e germinaram em sua eternidade, eu venho acompanhá-los nessa Última Passagem, nomeada Núpcias Terrestres.
Eu venho, portanto, cumprir o que eu havia prometido realizar, nesses Tempos Finais do Retorno de Cristo e da Luz Vibral.

O Tempo chegou de entrar no mais profundo de si mesmos, para que jorre, nesta Terra, sua Dimensão Nova, aquela em que tudo é Alegria, aquela em que tudo é Verdade, aquela em que tudo é Beleza.
Eu venho com vocês, ao seu lado, como Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão, cumprir o que as Núpcias Celestes prometeram-lhes, há numerosos anos.

Vocês todos, que esperam esse momento, que aguardam esse momento e que cultivaram, em si, as Raízes da Eternidade, como as Raízes do Intraterra, eu venho realizar o que vocês realizaram, como Presença em sua Eternidade.

Com o conjunto de Arcanjos, o conjunto de Anciões, o conjunto de Estrelas, assim como o conjunto da Luz Vibral, em seus diferentes componentes unificados e revelados em vocês, eu venho chamá-los ao Último Apelo, que vai pô-los em face do que vocês São, em face do que vocês criaram, de sua própria germinação no Povo das Estrelas, seu retorno ao que é Infinito, Eterno, que não conhece nem o tempo, nem o espaço, que não conhece qualquer sofrimento, como qualquer instância de direção ao que vocês São.

O Tempo da Liberdade está consumado.
O Tempo da Autonomia está diante de vocês e em vocês, nesses Tempos abençoados, nesse mês de maio, que vem cumprir a Promessa e o Juramento, que vem cumprir o que inúmeros de nós, entre os Arcanjos e, também, dos povos Intraterrestres, revelaram-lhes, há numerosos anos.

É tempo, para vocês, que os últimos véus rasguem-se e deixem lugar para a Eternidade da Beleza.
O que vocês veem, o que percebem, inúmeros de vocês, já, é apenas a ínfima parte da Verdade chamada a desvendar-se, inteiramente, tanto nesta Terra como na Eternidade.

O que vocês vivem, tanto a título individual como a título coletivo, é apenas o reflexo do que resta, em vocês, a realizar, na Paz, na Serenidade e, sobretudo, em sua Eternidade.
O Tempo está aí, aquele da Verdade.
Aquele no qual nada pode ser escondido, no qual nada pode mais ser desviado, no qual nada pode mais ser posto de lado.
Porque tudo é UM, isso, nós lhes dissemos, isso, nós revelamos a vocês, e isso, vocês viveram, em graus diversos, com mais ou menos intensidade, com mais ou menos Verdade.

Agora, não há mais qualquer escala de valor nessa intensidade e nessa Verdade porque, nesse meio, tudo é UM, e tudo está consumado.
Tudo é vocês, isso, nós o dissemos, em múltiplas reprises, vocês tiveram a ocasião de verificá-lo.

Não haverá mais, em breve, nem Interior nem exterior, porque eles serão fundidos no mesmo Tempo da Eternidade de sua Presença Eterna e de sua Verdade Eterna.
A cada fase de resistência, tanto em si como em seu exterior, nesses Tempos de penetração total da Luz em sua Dimensão, revela-se a vocês o que deve soltar, o que deve Abandonar-se, o que deve Ser, para que, nunca mais, vocês sejam cortados de qualquer Verdade.

A Verdade é Una.
A Verdade libera-os, assim como CRISTO havia dito.
Ki-Ris-Ti está de volta, quer seja em seu Coração, quer seja em seus pés como em suas mãos, em sua cabeça como em cada ponto de seu corpo, como em cada Estrela, como em cada Porta.

Esse Tempo é agora.
Não procurem momento nem instante, porque esse Tempo está aí, e ele engloba todos os tempos: ilusório, desse mundo, como o Tempo da Eternidade, que não conhece qualquer tempo restrito, qualquer tempo fechado.

Saibam que, quando nós lhes dissemos que tudo estava em vocês, vocês tiveram a ocasião de verificá-lo, a ocasião de vivê-lo.
Agora, resta-lhes cumpri-lo, inteiramente.

As Núpcias Terrestres, durante as quais eu oficiarei na ruptura final do conjunto de envelopes isolantes, colocá-los-ão em face de sua Beleza, em face de sua Liberdade, em face de sua Autonomia, em face de algumas resistências que podem, ainda, manifestar-se, por um tempo restrito.
Retenham também que, durante essas Núpcias Terrestres, o mais importante é compreender e viver que, qualquer que seja a dificuldade, a resposta estará, sempre, em sua Eternidade, porque a Eternidade está aí, de volta entre vocês.

Não se trata mais de crer, não se trata mais de experimentar o conjunto de processos que lhes foi proposto durante esses anos, mas de atualizá-los em uma Continuidade atemporal, não inscrita em um espaço, tampouco, mas, efetivamente, no Aqui e Agora, o Hic e Nunc querido ao Arcanjo ANAEL.

Em seus Quatro Pilares, na Nova Tri-Unidade da Nova Eucaristia revela-se, em vocês, essa Beleza, de modo implacável e lógico, em sua razão, no sentido de sua inteligência, tanto limitada como ilimitada.
Os sinais estão aí, tanto sobre esta Terra como em seu corpo.
Apenas cabe a vocês recolhê-los, deixá-los não mais, unicamente, germinar, mas lançar-se para o Céu, enraizados no Núcleo Cristalino da Terra, enraizados no mais profundo de seu Templo Cardíaco, para viver o que lhes foi prometido.

Como Anjo da Presença, eu faço ressoar, em sua Presença.
Eu vigiarei, ao seu lado, na instalação, sobre a Terra, na nova Regeneração e nova Dimensão dela, pela Eternidade que são Vocês, nessa Nova Eucaristia iniciada, há alguns anos, pelo Arcanjo MIGUEL.

Eu venho, portanto, concluir, com vocês e em vocês, ao seu lado, o conjunto do que havia a realizar, o conjunto do que lhes foi prometido e o conjunto do que se desenrola agora.
Tanto o conjunto de suas noites como o conjunto de seus dias não deixarão plainar qualquer dúvida sobre a Verdade do que é vivido, sobre a Verdade de sua Eternidade e sobre a Beleza dela.

Nenhum obstáculo pode, doravante, dirigir-se contra o afluxo e a Verdade dessa Luz Vibral, dessa Eternidade.
Recolham-se, e acolham-se, uns aos outros, de Coração a Coração, de Espírito a Espírito, de Estrela a Estrela, de Filiação a Filiação, de Origem a Origem Estelar: o que quer que vocês Sejam, vocês o São, para além de toda a aparência.
A ruptura dos véus, assim como a Última Passagem, não mais, unicamente, aquela da Porta Estreita, não mais, unicamente, aquela da garganta, mas a Passagem Final, que os instala na Eternidade do Coração, no Absoluto de seu Ser, no Absoluto para além de toda Consciência, trabalha em vocês, a partir de agora.

Como foi anunciado e enunciado pelos Anciões, há alguns dias, vocês constatarão, em si, essa Verdade, a cada respiração, a cada noite e a cada dia.
Vocês constatarão os efeitos dessa Liberação no mais profundo de sua Consciência, no mais profundo de seu Coração, na Eternidade reencontrada.

Lembrem-se de que eu estou aí para isso.
Chamam minha Presença, nos momentos que poderão parecer-lhes ser de resistências, mas que são, de fato, apenas o instante em que se quebram os últimos laços, o instante em que se quebram as últimas aparências, para deixar lugar a essa Verdade e a essa Beleza.

Como Anjo da Presença, eu estarei ao seu lado, assistindo não mais, unicamente, ao seu Nascimento, mas, efetivamente, em sua ascensão para a Liberdade.
Em nada mais creiam que não no que vocês vivem.
Não creiam, sobretudo, no que lhes contarão seus sentidos, em relação às resistências desse mundo, mas, simplesmente, na Fonte de que vocês São, que bate à sua porta, que vem completar essa preparação, essa germinação.
Vocês eclodiram, enfim, nas Esferas da Eternidade.

Se vocês conseguem transcender, pelo Abandono à Luz, pela Retidão e a Transparência, pela Humildade e a Simplicidade, pela Integridade, tudo o que se apresenta em seu caminho desaparecerá por si.
Vocês são Chamados a ser, Aqui e Agora, o que havíamos nomeado os Liberadores.
Por sua Presença, por sua Eternidade, por minha Presença ao lado de sua Presença e em sua Presença, vocês viverão isso, com o maior dos Contentamentos, que transcende o que havia sido nomeada Dissolução, desconstrução, acesso à Existência, Infinita Presença ou, ainda, Absoluto.

Apreendam que tudo, sobre esta Terra, doravante, está em seu muito exato lugar.
Que o que pode, ainda, parecer-lhes, com o olho da razão ou o olho da crítica, como incorreto, é apenas a tradução do que deve ser revelado e desvendado nesses Tempos Finais.
Tempo de Acolhimento, Tempo de Bênção, Tempo de Presença Infinita, Tempo de Amor Infinito, Tempo em que o tempo deixa de ser um obstáculo à Luz, que põe fim ao confinamento, pelo desvendamento da Luz, pelo que MARIA havia Anunciado.
E, também, porque a Escritura, através, em especial, do que foi dado a São João, é, hoje, enfim, atualizado, verificado e concretizado, mesmo nesta Terra.

O conjunto de manifestações, presentes tanto em vocês como no exterior desse mundo, sobre esse mundo são, de fato, os elementos de últimas confrontações da Luz e do que não é da Luz.
Vejam para além de toda aparência.
Vejam para além do que seus sentidos dão-lhes a perceber, para Ver, no Olhar do Coração e na Visão do Coração, a Verdade de sua Presença, a Verdade da Eternidade.

Não resta mais do que Estar, mais do que nunca, nesse Acolhimento e nesse Recolhimento, tornar-se o Vaso no qual CRISTO faz a Casa d’Ele, para que todos, reunidos na mesma Dança, na mesma Eternidade, tornem-se, enfim, o que vocês vislumbraram e que deve ser, agora, vivido, na totalidade.
Nós os havíamos prevenido de que, durante este período de Núpcias Terrestres, muitos de vocês serão chamados a viver momentos de Recolhimento e de Acolhimento que superarão, de muito longe, os momentos de estase e de ausência que puderam viver.
Abandonem-se a isso, sejam isso, porque é a única Verdade.

Mais do que nunca, vocês devem definir suas prioridades.
Mais do que nunca, vocês devem enfrentar o que pode restar de reticências em sua Presença.
Não acusem ninguém, nada acusem, porque nada há a acusar, nada há a denunciar no Retorno da Luz, nessa Última Passagem que os revela à sua Presença eterna e atemporal, na Eternidade, em suas Moradas de Eternidade respectivas.

O desenrolar do que acontecerá, tanto em sua vida como na vida desta Terra, não deve ser um obstáculo, de maneira alguma, ao que vocês São.
E o que será vivido durante essas Núpcias Terrestres permitirá a vocês dar-se conta, por si mesmos, da Verdade do que está aí.

Assim, eu os chamo a fazer-me ressoar, eu os chamo a chamar-me em seu Templo, ao mesmo tempo que se desenrolam as Núpcias Terrestres, que lhes permitirão viver essa Eternidade na Simplicidade, no Absoluto e, de fato, na única Verdade reconhecível nesses Tempos de dissolução da ilusão.

Assim, a partir do primeiro dia das Núpcias Terrestres, eu os convido, antes de entrar em ressonância com a Luz que se derrama em grande fluxo em seu mundo, a chamar minha Presença, a chamar o conjunto de Anciões, o conjunto de Estrelas, assim como os Arcanjos.
Eu os lembro de que o conjunto de Conclaves será dissolvido, também, ao fim deste período, permitindo o livre curso à Liberdade, à Autonomia, para cada um.

Essa será minha mensagem, curta, desse instante, que ressoará em vocês, a cada momento, a cada Alinhamento, a partir de agora.
Assim, portanto, preparem-se.
Porque Ele havia dito: Ele virá como um ladrão, na noite.
Ninguém conhece a hora, ninguém conhece o dia, durante este período que se abre diante de vocês, nesse tempo linear que resta a cumprir na superfície desse mundo.
Sejam vigilantes, sejam atentos, estejam na intenção de Estar na Verdade e observem, simplesmente, o que se desenrola em vocês porque, aí, está o mais importante, porque, aí, está o essencial do que vocês têm a concluir.

O que foi ligado sobre a Terra será desligado sobre a Terra, para que o que foi ligado no Céu seja revelado, ou seja, o Juramento e a Promessa de sua Eternidade, o Juramento e a Promessa da FONTE, de fazê-los voltar à sua Eternidade, se tal é seu destino, se tal é seu destinado e se tal é sua Verdade.
Não há dois caminhos, há apenas um e apenas um único caminho.
Vocês podem tomá-lo em um sentido ou no outro.

Há numerosas Moradas na Casa do Pai, mas há apenas um único caminho para retornar à FONTE.
É ele que eu lhes ofereço, a partir desta noite.
É aquele que lhes é aberto, doravante.
E que se reforçará, a cada um de seus dias, a cada uma de suas noites, para reforçá-los na Fé, na Esperança, na Caridade e no Amor.

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.
Bem Amadas Sementes de Estrelas que germinaram na Luz do Novo Sol, vocês são convidados a fazer crescer, inteiramente, o que vocês São.

Assim, eu lhes dou encontro, eu também, assim como o conjunto das Forças da Confederação Intergaláctica de Luz, nesses momentos de Bênção nos quais nós nos acolheremos, mutuamente, uns aos outros, na mesma Unidade, na mesma Alegria, na mesma Verdade e na mesma Beleza.

Eu sou URIEL, e eu lhes dou a minha PAZ.
Eu sou URIEL, e eu lhes dou a Verdade.
Eu sou URIEL, e eu sou o Anjo de sua Presença, e, sua Presença.

Que a Paz, o Amor, a Verdade explodam de maneira formal e em definitivo, no que vocês São, como nesta Terra.
Gaia decidiu liberar-se.
Os meses de maio e outubro são os meses os mais importantes que sobrevêm em cada Ciclo, tanto na criação como na dissolução.
Mas a finalidade, desta vez, é-lhes conhecida: fim do confinamento, fim da ilusão e Retorno ao que não tem fim.

Sejam abençoados, e eu lhes digo até breve.
________________

Transmitido por: O coletivo dos filhos da lei de Um.


Um comentário:

  1. Conteúdo eminentemente "AD", com todas as nuances de adeus às ilusões. Bela publicação do site Les Transformations 2013. Graças às versões (traduções) em português, com a prontidão de sempre. Cumprimentos também pelo lindo vídeo, ilustrando ainda mais a grandeza da mensagem.


    Alguns destaques de um conjunto todo ele pra lá de relevante:

    - As Núpcias Terrestres, durante as quais eu oficiarei na ruptura final do conjunto de envelopes isolantes, colocá-los-ão em face de sua Beleza, em face de sua Liberdade, em face de sua Autonomia, em face de algumas resistências que podem, ainda, manifestar-se, por um tempo restrito.

    - Em nada mais creiam que não no que vocês vivem. Não creiam, sobretudo, no que lhes contarão seus sentidos.

    - Não há dois caminhos, há apenas um e apenas um único caminho. Vocês podem tomá-lo em um sentido ou no outro.

    ResponderExcluir