Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

30 de jun de 2014

MARIA – 30 de junho de 2014


Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Meus queridos filhos, eu venho a vocês, neste espaço, em uma alegria partilhada e imensa, na Alegria desses reencontros, na Alegria de senti-los ao mais próximo de nós, na Alegria de acolher outros seres neste espaço preparado para o Banquete e as Núpcias, Celestes e Terrestres, que surgem nesses tempos tão esperados.

Meus queridos filhos, o Coração da Terra, que não é outro que não meu Coração, abraça-os, abrasa-os com um Amor tão puro, tão brilhante, esse Coração que dança cada vez mais fortemente, que leva todos os seres que vivem na superfície desse Coração a juntar-se a essa Dança, que não é outra que não a Dança do Amor, do Amor verdadeiro – essa Dança de que meu Filho, CRISTO, veio falar-lhes recentemente, quando de Seu ensinamento.

Eu abro, hoje, o baile, o baile ao qual o Amor convida vocês.
Meus queridos filhos, regozijem-se, deixem o Canto vibrar em cada uma de suas células, levando-os, irresistivelmente, nessa Atração tão esperada por cada ser deste planeta, quer ele esteja consciente ou não, essa sede de Amor, de Paz e de Alegria enfim reencontradas.

Então, vistam-se com seus mais belos Trajes, não pelos trajes que vocês têm o hábito de vestir, mas esse Traje de Luz, o Traje que é descoberto em sua nudez, essa nudez total do ser que abandona todos os trapos, todos os mantos, todas as roupas cujo peso impede-os de voar para essa Dança.

Abandonem tudo o que os têm, tudo o que retém, nessa resposta a esse Apelo.
Ofereçam-se, deem-se sem medo, o Amor os quer inteiros.
Não hesitem um segundo.
Como hesitar em face desse Amor, em face desse Esposo que os ama pelo que vocês São, verdadeiramente?
Porque vocês são o Amor, de toda a Eternidade.

Tomem cuidado, cuidem desse corpo, cuidem do que o anima.
Tomem o cuidado de remover o que o impede de Ser o que ele sempre desejou Ser, ou seja, esse Templo, esse Templo que recebe as grandes festividades desses Reencontros.
Deixem-se penetrar por esse Fogo de Amor, para que ele purifique e limpe tudo o que entrava esse reencontro.
Isso é muito simples, vocês o reconhecerão, progressivamente e à medida de seu Abandono.
Não há necessidade de conhecer o que quer que seja no exterior para reconhecer o que você sempre Foi.
Confie.
Reencontre-se, reencontre-se, para que nós possamos, enfim, olhar-nos com os olhos do Amor, para que possamos dançar juntos nessas Rondas da Criação.
Volte a tornar-se como essa criança de quem você pode lembrar-se nesse início de vida.
Ouse reabrir-se ao Amor, à Beleza, à magia do Amor, aquela que orquestra toda a Criação.

Meus filhos, são lágrimas de Alegria que fluem em mim, eu tanto esperei esse momento.
Tudo está aí, tudo é facilitado agora.
Então, vocês podem, verdadeiramente, abandonar suas crenças, suas buscas, suas muletas que lhes permitiam, até hoje, dar o passo nessa Terra – é, verdadeiramente, bem difícil, também, atravessar.
Não é mais tempo disso.
Meus filhos, deixem-se deslizar na Profundeza de seu Coração, de onde eu canto para vocês, de onde eu os chamo, de onde eu os embalo, de onde meus braços levam-nos e cercam-nos com todo esse Amor, o Amor de uma mãe que vê a Beleza de seu filho.
Como poderia ser de outro modo?
Como vocês poderiam ser outra coisa que não a Beleza e o Amor que vêm de minhas próprias entranhas?

Meu Coração chama vocês, a Mãe Terra chama-os para juntarem-se a ela.
Escutem-na, fundam-se nela, escutem seus movimentos, suas manifestações.
A respiração dela faz-se cada vez mais forte, deixando os Elementos trabalharem nela, nesses tempos finais de Reversão.
Ela os chama para juntarem-se a ela, para respirarem com ela, para inspirarem e expirarem a cada movimento, contração, participando em um mesmo Corpo de seu Renascimento, de sua Liberação e a de vocês.

Nós somos um número infinito de Presenças que trabalha e cerca esta Terra – esta Terra, este planeta azul, como vocês o chamam, o azul, o azul da água, mas, também, o Azul da Verdade.
Vocês são convidados a sair de tudo o que é falso.
Vocês estão nesse jogo que se frustra, que termina, que revela a farsa, tão longo tempo vivida e acreditada como a única coisa existente nesse mundo.

Essa Verdade está em vocês.
Ela lhes fala, ela grita, mesmo, a cada instante, que vocês a reencontrem e que vocês a escutem, plenamente.
Nada há a julgar no que vocês jogaram, no que nós todos jogamos nesta Terra.
Mas, como todo jogo, há um fim, e esse fim pede-lhes para dar-se conta, para esse Reencontro, de que era apenas um jogo.

Então, meus filhos, eu os convido a encontrar o riso, a reencontrar, mesmo, uma forma de astúcia.
E sim, o Amor é astúcia também, e essa astúcia permite-lhes reencontrar o Olhar do Amor, ver em todas as coisas o que se joga, as danças e os movimentos que ele permite.
Para que as máscaras caiam e que se possa, simplesmente, olhar-se em toda a nossa Verdade, e rirmos juntos, com as lágrimas que vão junto, como uma grande História e uma Epopeia que reencontramos, todos.
E apertar-se nos braços, fortemente, intensamente, e ver aparecer toda a Beleza do que nós conhecemos aqui embaixo.

Eu não tomarei mais seu tempo esta noite porque, como lhes foi anunciado, é meu Filho, CRISTO, que é esperado.
Mas foi, para mim, um irresistível apelo reencontrá-los e partilhar a minha Alegria.

Eu lhes rendo Graças por tudo o que vocês oferecem, permitem, cada um à sua maneira, para que o estabelecimento do Amor faça, simplesmente, esse Retorno.

Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra, e eu os abraço com todo o meu Amor.

Até sempre.
--------------


2 comentários:

  1. Abandonem tudo o que os têm, tudo o que retém, nessa resposta a esse Apelo. Ofereçam-se, deem-se sem medo, o Amor os quer inteiros.

    Vocês são convidados a sair de tudo o que é falso. Vocês estão nesse jogo que se frustra, que termina, que revela a farsa, tão longo tempo vivida e acreditada como a única coisa existente nesse mundo.

    Nada há a julgar no que vocês jogaram, no que nós todos jogamos nesta Terra. Mas, como todo jogo, há um fim, e esse fim pede-lhes para dar-se conta, para esse Reencontro, de que era apenas um jogo.

    ResponderExcluir
  2. "Deixem-se penetrar por esse Fogo de Amor, para que ele purifique e limpe tudo o que entrava esse Reencontro. Isso é muito simples, vocês o reconhecerão, progressivamente e à medida de seu Abandono.

    "Reencontre-se, Reencontre-se, para que nós possamos, enfim, olhar-nos com os olhos do Amor, para que possamos dançar juntos nessas Rondas da Criação.

    "Tomem cuidado, cuidem desse corpo, cuidem do que o anima. Tomem o cuidado de remover o que o impede de Ser o que ele sempre desejou Ser, ou seja, esse Templo, esse Templo que recebe as grandes festividades desses Reencontros.

    "Reencontrar o Olhar do Amor, ... para que as máscaras caiam e que se possa, simplesmente, olhar-se em toda a nossa Verdade, e rirmos juntos, com as lágrimas que vão junto, como uma grande História e uma Epopeia que Reencontramos, todos.

    "Ofereçam-se, deem-se sem medo, o Amor os quer inteiros. Não hesitem um segundo.
    "Porque vocês são o Amor, de toda a Eternidade."

    ResponderExcluir