Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

29 de mai de 2014

MA ANANDA MOYI – 29 de maio de 2014



Queridos filhos, eu sou MA ANANDA MOYI, a Estrela AL.
Queridos filhos, hoje, eu venho com todo o Amor das Estrelas, então, comunguemos, por alguns instantes, enquanto nos Fundimos juntos.

... Fusão com as Estrelas de MARIA...

Agora que vibramos juntos, podemos aprofundar e viver essa Reversão da alma.
Esse momento no qual a alma casa-se com o Espírito, no qual a alma recebe o seu Amado, no qual a alma reconhece sua posição em relação ao Espírito.

Esse é o momento em que acolhem a sua Presença, o momento em que a alma rende-se à doçura, ao calor do Fogo do Espírito, à calma da Morada de Paz Suprema.
A alma reconhece-se como uma extensão do Espírito nesse plano; a alma deixa de rebelar-se e de perseguir as próprias vaidades e criações para oferecê-las ao Espírito.
A Alma descarta até mesmo todos os interesses em progredir em si mesma, pois sabe que todo verdadeiro progresso e toda verdadeira iluminação vêm do Espírito.

Nesse momento, a alma derrete-se, derrete-se de Amor, de contentamento, diante da Glória do Amado que é ela mesma, em sua Origem, em seu aspecto Solar, Eterno.

Essas semanas levaram-nos, filhos, a estarem nesse permanente estado de Abandono no qual a alma está disposta, no qual a alma está fundida com o Espírito.
Trata-se de uma integração, portanto, de todos os seus veículos intermediários, uma integração em que, juntos, fazem essa Ascensão, pode-se dizer, ao Espírito.
Ou, visto de outra maneira, essa integração e coerência permitem ao Espírito fazer descer, queimar, com o Fogo, a alma, a personalidade e todos os veículos e corpos que a formam.

O Espírito de Fogo vem convidá-los a estarem em sua Presença, a viver esse Face a Face consigo mesmos, com o Coração aberto, amando tudo o que se transmuta em vocês, pois essa fusão com o Espírito está praticamente finalizada, tal como lhes disse o Comandante (O.M. AÏVANHOV), a fusão com a Merkabah, com o Corpo de Luz está praticamente finalizada.

Então, a partir dessa profundidade do Coração e do Espírito, essas últimas sombras que se vivem, tanto ao nível individual como coletivo, são dissolvidas no Fogo do Amor que tudo aceita e tudo transmuta.
Saiba converter, converter tudo na Luz.

Vivem esse processo, também, com a Terra, portanto, é um momento de facilitação para que entrem na Devoção, na Paixão, no verdadeiro Amor, que não é indiferença.
Hoje, todas as Estrelas participam conosco, todas juntas.

A alma revela-se de sua própria ilusão, de seu próprio sofrimento, de buscar a Eternidade nas coisas efêmeras.
A Alma desfaz-se diante do Espírito e do Amado, ao encontrar o que ela sempre havia buscado no exterior, em sua Origem, em sua raiz.

Lembrem-se de que a Alma é o intermediário entre o corpo e o Espírito.
Agora, o Espírito toma todo o lugar, transformando o que havia sido uma dor em Alegria, o que havia sido ofuscado é iluminado, o que tinha dúvida encontra sua resposta e sua Verdade.

Essa Graça é a dádiva da Luz.
A Graça manifesta-se sem qualquer impedimento agora; a Terra celebra, todos os irmãos celebram, a Confederação da Luz dos mundos Livres celebram.
Vocês são os que têm, como sempre, a última palavra, aí, onde se situam por Vibração.

Sejam pacientes e amorosos nesses últimos tempos, instalem toda a Paz e todo o Amor, participando da obra coletiva.
Nesses momentos de Unidade, a Vida Livre já está aqui, na Terra, celebrem, portanto, enquanto ela se prepara para dar à luz seu novo estado.

Eu sou MA ANANDA MOYI, a Estrela AL, acompanhada das doze Estrelas.
Eu permaneço em vocês, nós permanecemos em vocês.

Graças, filhos e filhas do Um.
Nós os acolhemos em nossos braços, à medida que se dissolvem e se fundem no Amor e na Paixão do Amado.

Graças.

---------------------------
Transmitido por Sijah Sirius, do Coletivo dos Filhos da Lei do Um.

(versão eletrônica do catalão, adaptada).

Se puder, não deixe de colaborar: aqui

22 de mai de 2014

YVONNE AIMEE DE MALESTROIT – 22 de maio de 2014



Eu sou Yvonne Aimée de Malestroit, Estrela Ki-Ris-Ti.
Queridos irmãos e irmãs, eu venho ao seu encontro para comungar, para ressoar a Boa Nova que não se proclama, que não se diz.
Eu venho ressoar a Boa Nova que pode apenas viver-se em sua Verdade.

Filhos do Um, sejam abençoados e vivam a Graça.
Vocês são o Alfa e o Ômega, vocês são o Caminho, a Verdade, a Vida.
Aí também, não se trata, de modo algum, de uma proclamação.
Isso vocês o vivem em sua intimidade.
Nada pode sustentá-lo, a não ser sua Humildade, que os leva a deixar o lugar, inteiramente.

Filhos do Um, sejam pequenos, para deixar a Ele o lugar.
Acolher a Verdade apenas pode fazer-se quando o erro da separação desaparece.
A Ilusão e a Verdade não podem coabitar.

Então, Filhos do Um, irmãos e irmãs, permaneçam colocados na Humildade.
Vocês sabem, em minha vida, esse era o meu estandarte.
A Humildade, eu a porei, eu a adorei, porque eu sabia que, assim, eu recebia o Bem Amado.
A Humildade vai de par com o Silêncio.
Vocês não podem manter o barulho desse mundo e colocar-se na Humildade.

A Humildade é reconhecer que o que é realizado é pela própria Luz.
A Humildade é não julgar o que chega a você.
Como você pode saber o que vem reforçar o Caminho, a Verdade e a Vida em si?
Isso, ninguém pode saber, porque isso pode apenas viver-se.
Raciocinar não pode levá-lo a vivê-lo.

Queridos irmãos e irmãs, Filhos do Um, isso é o que eu posso partilhar de mais essencial: a Humildade não tem limites.
A Humildade leva-os a colocar-se, a cada instante, no Aqui e Agora.
Porque a Humildade convida-os a não julgar os elementos passados, a não vangloriar-se de qualquer caminho.
A Humildade não pode desenvolver-se em uma estratégia de futuro.
Aqui e Agora, humildes, pequenos, o menor possível, aí está o que os leva a reencontrar a Glória do Um.

Tomemos o tempo, juntos, para colocar-nos no Silêncio, na Humildade, no Amor da Vida...

[Silêncio ]

Irmãos e irmãs, Filhos do Um, assim, muito pequenos, acolham, de Coração ardente, tal como eu o fiz quando de minha passagem sobre a Terra...

[Silêncio ]

Irmãos e irmãs, Filhos do Um, que a Paz acompanhe-os, que o Amor seja sua Morada.
Eu permaneço, mais do que nunca, ao seu lado, em vocês...
E, uma última vez, eu lhes repito que onde está a Humildade, então, a Glória do Um instala-se.
Eu lhes digo até breve.
Recebam todo o meu Amor de Irmã e de Mãe.
Não hesitem em recorrer a mim para sustentá-los na Humildade, na Simplicidade, na Verdade.
Recebam, igualmente, todo o Amor de minhas Irmãs Estrelas.
Até breve.

--------------------------------

Transmitido por Air


19 de mai de 2014

O. M. AÏVANHOV – 19 de maio de 2014


Queridos irmãos e irmãs, eu sou O.M. AÏVANHOV.
Como de hábito, recebam uma calorosa saudação da Assembleia dos Melquisedeques, essa Ordem que se revela a vocês e acompanha-os desde o começo dessa civilização.
Essa Ordem da qual muitos têm participado, ou têm vínculos, e que participa com outras Ordens da Luz que trabalham na instauração do Amor Divino.

Comunguemos na Assembleia dos Melquisedeques, estabeleçamos a ronda de Fogo.

... Comunhão com a Assembleia dos Melquisedeques...

Este período que vocês vivem não tem sido um período fácil, hein?
É um período no qual todos têm sido confrontados, postos à prova, dirigidos em um sentido ou no outro, para receber e aceitar seu próprio limite, seu próprio desajustamento com o que estão vivendo, não é?
E, como eu disse, no trampolim da Graça que, agora, abre-se nestas semanas que os levam até o final de maio, a celebração manifestar-se-á, intimamente, em cada um, não apenas no reencontro da Vibração e da Paz Eterna, mas pela manifestação, neste plano, dos dons do Espírito Santo, ou seja, da Luz Vibral, a Luz Adamantina que fecunda essa matéria, que permite, portanto, exprimir, irradiar a Luz Unitária e a Luz Vibral, através de suas estruturas.

O mais humilde, o mais simples, o que não se eleva receberá, em abundância, esses dons, os que os libera da densidade, do medo e da dualidade, dos controles que têm tentado manipular e manter cativa a sua consciência.
Neste período, a luz e a sombra jogam um baile muito interessante, não é assim?
Muitos de vocês estão no ponto, no limite de viver essa Reversão inteiramente, na presença dessa dimensão.
Isso se traduz pelos últimos giros e desligamentos de alguns nós que restam, sobretudo, na zona do pescoço e na zona do baixo ventre.

Vocês verão como, quando esses bloqueios abrem-se e atravessam a porta do pescoço, também desbloqueiam alguns pontos no baixo ventre, na zona do fígado, de forma que a Vibração começa a atravessar a porta estreita e toma parte, toma posse, pode-se dizer, de seu corpo.
É evidente, no momento em que os nós liberam-se, que toda a sua caixa torácica, inclusive a porta do pescoço, que começa a ser permeável à Vibração, acendam, então, o Fogo, o que produz essa Reversão, esse giro no interior de si, para a sua presença Eterna.

Esse é o giro e reversão que se vive, agora, com muita facilidade, se o seu abandono, se a sua aceitação da Eternidade e da Vida nesse plano é dada, é entregue sem mais qualquer reserva.
CRISTO vem e toma o Templo, porém, toma-o quando tem todo o espaço.

Portanto, esses últimos nós que se desbloqueiam na porta do pescoço, vocês os sentirão, facilmente, quando voltam por qualquer medo ou dúvida, esse medo agarrar-se-á ao pescoço e ao baixo ventre, o que os faz sentir uma espécie de afogamento, que a circulação do ar não se produz com facilidade, com suavidade.
É nesse momento que vocês devem recentrar-se em sua retidão, em sua serenidade, observando o jogo da consciência, observando esses últimos nós que se liberam, o que permite a reversão instantânea da consciência.

Quando a porta do pescoço e a porta estreita são superadas, quando a Onda de Vida pode passar para a parte superior do abdômen e dirigir-se ao Coração e aos braços, permite ao seu corpo ser irradiado e queimado, pode-se dizer, pela Luz Vibral e as Partículas Adamantinas.

A fusão manifesta-se, agora, com a presença da Jerusalém Celeste, que lhes dá a possibilidade de estar em seu estado de Eternidade, de expressar os dons do Espírito Santo e a Graça da Mãe Divina, presenteando, portanto, a presença de CRISTO, que desperta ao nível coletivo, que banha a Terra com esse amor incomensurável, esse amor ardente e fervoroso da Verdade.

É um momento de intenso jogo entre a sombra e a luz no interior de si, que manifesta, por momentos, estados totalmente opostos, os quais lhes facilitam ver e tomar as últimas decisões.
Decisões que, tomadas a partir do Coração, a partir da Verdade Vibral, liberam-nos e deixam-nos receber sua Presença, a Graça que vocês são, antes de toda Criação, a Graça que vocês são, por direito divino.

À medida que passam essas semanas, vocês instalarão, totalmente, sua Merkabah, que se une à Jerusalém Celeste.
A Terra prepara-se graças à sua presença e ao trabalho, também, da Confederação.
Esses trabalhos levam-se a termo em muitos níveis, desbloqueando a passagem das energias que chegam do Sol Central, que têm aumentado, que deram um salto nesses últimos dias.
Mergulhem, portanto, deixem penetrar essa Luz, deixem ir toda a resistência, à medida que a presença de CRISTO e da FONTE instala, em vocês, a reconexão do Coração da Terra e o seu Coração ao Centro Galáctico.

As vestes brancas são seu corpo de Eternidade, seu Corpo de Fogo.
Essa veste branca permite-lhes permanecer na Transparência, na Humildade, permanecer na observação da Graça, que forma Um com a Graça, ser, ao mesmo tempo, o observador e a Graça.
Revelem-na, dessa maneira, pela Transparência, pela qualidade do silêncio, pela disposição do Coração.
É aqui que vocês viverão a diferença, mesmo se estão vivendo as vibrações ao nível do Coração ou da Coroa da cabeça, a única diferença estará, agora, em seu grau de doação e abandono à vida e à Unidade.

A sua entrada no Coração de Fogo, a sua liberação no Absoluto são o passo que permite à Luz descer.

Essas são as semanas que lhes chegam, nas quais, pouco a pouco ou rapidamente, vocês queimarão tudo o que resta de sombra, tudo o que ainda afasta-os e evita-lhes de entrar no Coração.
Esses são tempos para manifestar o Um, para manifestar, sem qualquer medo, a palavra de Amor, para não calar diante dos poderes que trabalham pela manipulação.

Sejam valentes, corajosos, para ser o que vocês são.
Não obstante, não caiam em qualquer padrão dual, pois nada há a combater, não há luta, a Luz estabelece-se por sua própria presença.

Porém, esse combate interior, se se produz quando esses últimos nós voltam a bloquear, pode-se ver como os impedem de estarem totalmente tranquilos e sossegados.
É normal, portanto, ao nível coletivo, que a angústia e a intranquilidade aumentem, à medida que a resistência aumenta, ou seja, a Luz que chega aumenta a resistência.
Portanto, alinhem-se bem na retidão, para não serem afetados por essa tensão, essa angústia que se pode perceber no coletivo humano que não pôde, ainda, integrar a Luz ao nível consciente, que não tem a tranquilidade de saber o que está acontecendo, Inclusive, sabemos, vocês veem que a tensão persiste, isso quer dizer que, em seu interior, alguma coisa pede para ser ouvida, perdoada, pede para ser liberada.

Todos esses processos que vocês têm vivido durante esses anos levam-nos, agora, a serem livres de si mesmos, livres, inclusive, do processo de Ascensão que estamos vivendo.
Para quê?
Para que possam expressar, sem qualquer limite, a Graça que vocês são, o Amor que vocês são, seu CRISTO manifestado.

Nada mais há a acrescentar à presença de CRISTO e a orientação do Espírito Santo, da Shakti.
Tudo é dado neste período, intimamente, a vocês, reconfortando-os na doçura, no Fogo do Coração.

Eu sou O.M. AÏVANHOV, acompanhado dos Melquisedeques.
Os Conselhos de Luz estão em vocês e abrem cada vez mais proximamente.
O trabalho que fazemos em conjunto evidencia-se, dissolvendo as interferências ou véus que restam em nós, manifestando a Ascensão e a dissolução das camadas isolantes da heliosfera, a atmosfera e os seus corpos que serão queimados até o corpo causal.

Momento, como se tem dito, de vigiar e de orar, ou seja, estar atento e em plena doação, em pleno estado de Amor, qualquer que seja a situação.
Rezar, continuamente, por meio de sua presença no Coração do Um, por sua entrega no que vocês são levados a fazer no final, conclusão e nascimento na Eternidade.

Recebam um forte abraço.
Nós os acompanhamos estreitamente, à medida que passa esse mês de maio, no qual, especialmente, a Graça vem dissolver toda resistência.

Nós os deixamos com a Paz e o Amor de CRISTO.

Até muito em breve, irmãos!
-------------------
Transmitido por Sijah Sirius, do Coletivo do Um.

(versão eletrônica do catalão, adaptada).

18 de mai de 2014

ORIONIS – 18 de maio de 2014


Eu sou Orionis, o Ancião dos Dias.

Eu venho encontrá-los ao mais próximo, não vindo para vocês, mas, efetivamente, para que vocês se juntem à sua Eternidade.
Assim, nós nos reencontramos unidos.
Isso vocês já vivem, muitos de vocês, e não têm necessidade de qualquer outra confirmação que não o que emana em sua Verdade: a Paz, o que quer que esse mundo dê-lhes a viver; o Amor, que vem alquimizar, transmutar tudo o que se apresenta em seu Coração.

Então, queridos irmãos e irmãs, queridos Filhos do Um na humanidade, eu lhes proponho reencontrar-nos em um espaço de Comunhão, em um espaço de Fusão...

[Comunhão / Fusão]

Reencontrar-nos unidos no Coração, o que de mais pacífico, o que de mais feliz, o que de mais amoroso...
E vocês sabem, isso não se obtém, isso não se procura.
Longe de qualquer esforço, desprovido de qualquer estratégia, só o Abandono guia-os no Coração.
Nada deve ser eliminado.
Vocês têm apenas que aquiescer ao que aparece e deixar o Abandono à Luz guiar seus passos.

Filhos das Estrelas, amem na leveza tudo o que vem propor-se a vocês.
O esforço leva apenas a resistir ao que vem levá-los para sua Eternidade.

Tomemos, novamente, um tempo para celebrar nossos reencontros...

[Comunhão / Fusão]

Vão, de coração leve, reencontrar sua Eternidade, porque, como já foi dito, nada há a perdoar assim que vocês amam em Verdade.

Então, vocês querem continuar os porquês, os como, ou querem viver em Verdade?
Ela está aí, nada há a aguardar, nada há a esperar que já não esteja presente.

Filhos do Um, filhos da Vida, a Luz está aí, tudo está consumado.

Então, eu lhes digo até já.
Recebam todo o meu Amor.

Graças sejam rendidas ao que é realizado pela Luz Uma, e por sua capacidade de Transparência, que deixa a Luz trabalhar, revelar-se, portar a Verdade.

Percorrer esse mundo, portados pelo Amor, aí está o que é levado a revelar-se agora.
Vocês são o Caminho, a Verdade e a vida...

Com todo o meu Amor, até breve.

-------------------------------

Transmitido por Air



17 de mai de 2014

Mensagem de O.M. AÏVANHOV



Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los, e vejo que vocês continuam muito fieis para ouvir o que vou dizer-lhes.
Eu lhes apresento, primeiramente, as minhas Bênçãos e todo o meu Amor para vocês, que estão aqui, e aqueles que terão, talvez, a chance de poder escutar o que eu tenho a dizer, neste momento.

Antes de deixar-lhes a palavra para suas questões, eu tenho, talvez, a esclarecer o que eu lhes disse, quando de minha última vinda.
Se vocês se lembram, eu lhes disse coragem, para as semanas e os meses que vêm, porque, como vocês veem, um pouco por toda a parte sobre esta Terra, mesmo entre alguns de seus amigos, há, como eu dizia à época, certo delírio, ou seja, o mental está em plena confusão.

E o mental, aliás, vai ser-lhes cada vez mais inadequado ao que vocês têm a viver, a decidir e a percorrer sobre esta Terra que se desintegra, em toda a parte.

Isso quer dizer que suas estruturas habituais, ou seja, o corpo físico, é claro, mas, também, os corpos energéticos, ou seja, o corpo etéreo, o corpo astral e o corpo mental estão em plena debandada, como vocês dizem.
E vocês não podem mais apoiar-se no que lhes dava a possibilidade de viver, simplesmente, nesse mundo.
Será preciso recorrer, cada vez mais, ao seu Coração, através da percepção direta de seu Coração, ou seja, a interrogação de seu Coração que lhes dará, eu diria, um código de conduta, um código de vida que vai tornar-se cada vez mais aparente.

A cada vez que vocês procurarem, unicamente, servir-se de seu mental, não, unicamente, ao nível espiritual, mas, também, no desenrolar das coisas as mais convencionais de sua vida, vocês verão que isso vai dar cada vez mais problemas.
Essa é uma lógica evidente e, se vocês estão atentos ao que vocês mesmos vivem, cada um de vocês, vão aperceber-se de que há cada vez mais desorientação, se posso dizer.

Mas, ainda uma vez, isso faz parte, para cada um de vocês, do que vocês têm a experimentar em relação a isso.
E são, justamente, as experiências que vocês fazem na vida comum, como em suas experiências espirituais, que vão dar-lhes os elementos que vão parecer-lhes corretos ou, absolutamente, não corretos, conforme vocês recorram ao seu Coração, à percepção do Coração, à resposta do Coração ao invés de seu mental e, também, à experiência passada.

Isso quer dizer que todo esse aprendizado e essas experiências vão conduzi-los, de maneira inevitável, eu diria, a posicionar-se, cada vez mais facilmente, pelo menos nós o esperamos, e, para alguns outros será, cada vez mais dificilmente, na Verdade do coração, que é a sua, antes de qualquer coisa.
E o que é bom para você não será, necessariamente, bom, se posso exprimir-me assim, para o outro.
Contudo, cada vez mais, essas experiências, esse aprendizado vão conduzi-los a verificar, por si mesmos, a autenticidade e a integridade, assim como a exatidão do que vocês têm a viver, é claro.

Como vocês veem, como vocês o vivem, há algumas manifestações que se produzem em face de algumas palavras, em face de algumas intervenções, sejam de irmãos encarnados, sejam de nós, que podem parecer-lhes, por vezes, não, verdadeiramente, de nós, não é?
E isso, vocês compreenderam, a partir do instante em que vocês param de querer julgar.

Entretanto, vocês vão aperceber-se de que, mesmo sem qualquer julgamento de sua parte, a resposta do Coração será imparável, o que quer que diga seu mental e, além disso, qualquer situação que vocês tenham a viver ou qualquer pessoa com quem vocês terão que se relacionar.

Não vejam, aqui, um julgamento ou uma negação do que quer que seja, mas é o que vai permitir-lhes, no que resta a percorrer sobre esta Terra, a percorrer com mais serenidade, menos incerteza e menos disfarces, se posso dizer, seu caminho em relação à Verdade da Luz Vibral em relação à verdade de seu Coração que pode, eu os lembro, estar em acordo com essa Luz Vibral ou não...
Portanto, é um elemento que é, verdadeiramente, novo porque, antes, talvez, vocês tinham as vibrações para dizer-lhes: «isso vibra» ou «isso não vibra», mas, hoje, isso não é mais suficiente.
O que é que vibra, em qual lugar de seu corpo isso vibra e, sobretudo, será que isso os põe, o que quer que se produza, na Alegria ou, então, no questionamento?
Porque, assim que há questionamento, é claro, você, talvez, já tenha constatado, a Alegria afasta-se, não é?

Tudo isso vai desenrolar-se em acelerado, após esse mês de Silêncio.
Esse mês de Silêncio foi uma preparação interior que vocês viveram, cada um ao seu modo, com suas próprias percepções, com seu corpo e seu ajustamento ao seu corpo de Existência e à Luz Vibral.
Eu diria que são as últimas regulagens que preparam a finalidade da ignição da Merkabah e, igualmente, a resolução final dessa dimensão.

Lembrem-se de que é um período de grande confusão, uma vez que, a partir do instante em que o Coração é recusado, de uma maneira ou de outra, seja por ignorância, seja por incompreensão, seja pela necessidade de disfarçar as coisas e, quando vocês estiverem em face dessas situações, por si mesmos ou por qualquer outro irmão e irmã, vocês saberão, instantaneamente, sem passar pelo filtro do mental, se isso ressoa em vocês, diretamente, ao nível do Coração, pela resposta do Coração, sem procurar, mesmo, perguntá-lo.

Vocês devem estar vigilantes para levar em conta o que lhes diz seu Coração e pôr de lado todos os filtros mentais que foram, no entanto, aqui, úteis sobre esta Terra, para caminhar, simplesmente, em sua vida.
Mas a Vida nova instala-se em vocês, de maneira cada vez mais forte, cada vez mais flagrante, eu diria, e cada vez mais evidente.
Tudo isso vocês vão viver, eu repito, eu diria, em acelerado, durante este período do mês de maio de 2014, e tudo isso vai culminar durante o que é chamado, comumente, a Festa da Ascensão.

Portanto, isso dá aproximadamente três semanas, nas quais vocês serão confrontados, cada um, cada vez mais, a coisas que podem parecer-lhes paradoxais, mas que, entretanto, fazem parte dessas experiências, desse aprendizado novo, para que isso se torne, eu diria, uma forma de regra de funcionamento que se torna, totalmente, espontânea.

Vocês não terão mais necessidade, ao final do mês de maio, de portar qualquer atenção às vibrações das situações e às vibrações das relações que se estabelecem, porque isso se fará muito naturalmente, e vocês saberão, de maneira cada vez mais clara e evidente, o que é verdadeiro para vocês e o que não é verdadeiro.
E, é claro, tudo acontece no Coração, um pouco à imagem do que é vivido, já, há vários meses.
Vocês, certamente, sentiram o chacra da alma, o chacra do Espírito, o chacra do Coração, o nono corpo ou os outros novos corpos ao nível do rosto manifestar-se de modo cada vez mais intenso e, eu diria, mesmo, por vezes, de modo muito doloroso, não é?
Mas não tenham qualquer inquietação, uma vez que, mesmo se haja desordens fisiológicas, orgânicas, ósseas ou outras, isso não tem qualquer espécie de importância.
Isso não é nem uma punição, é apenas a experiência, eu diria, e esse aprendizado de que eu acabo de falar-lhes.

Esses são os preâmbulos que eu queria colocar; nós veremos, em seguida, em relação a isso, se vocês têm questões...
Mas eu creio que vocês têm questões que concernem, justamente, diretamente à sua vida, e eu os aconselho, aliás, independentemente das respostas que eu poderei fornecer-lhes, a verificarem, por si mesmos, essa famosa resposta do Coração que dá curto-circuito no mental, para todas as suas interrogações.

Vocês podem, mesmo, fazê-lo para decidir comprar algo para comer ou, por exemplo, escolher um prato em um restaurante, ao invés de outro, não em função de seus gostos, de seus desejos e de sua satisfação, eu diria, fisiológica, mas, efetivamente, mais, de uma satisfação do Espírito.
É o único modo que lhes restará para poder fazer todas as escolhas, não espirituais, mas as escolhas de suas vidas, ou seja, as respostas que eu vou fornecer-lhes devem ser validadas por si mesmos, por seu Coração, seja quando a situação apresente-se ou, então, quando a relação com outro irmão apresente-se, mas, também, para tudo o que vocês vão colocar como compras, como decisões, como movimentos nesse mundo...

Pelo que eu acabo de dizer, nós podemos, agora, considerar suas questões, umas após as outras.

Questão: nós somos numerosos a sentir dores ao nível das costas durante este período, você poderia falar-nos disso?

Então, como você sabe, a energia da Coroa Radiante do sacrum criou a subida do Kundalini.
Essa subida do Kundalini reforçou-se pela Onda de Vida que vocês, aqui presentes, viveram.
Isso dá uma forma de vibrações que reagrupa certo número de elementos, ou seja, o que se chama, classicamente, a energia da Sushumna, de Ida e Pingala, e, sobretudo, além disso, a energia chamada a Onda do Éter.
Essas energias percorrem, livremente, de cima para baixo e de baixo para cima, o canal da coluna vertebral.
Vocês sabem que, nessa coluna vertebral, há o que são chamadas as bainhas dos chacras e os nós dos chacras.
Há, em especial, a bainha do chacra do Coração, que é conectada, diretamente, à vibração Metatrônica e ao impulso Crístico e Metatrônico ao nível das costas, da quinta vértebra do Coração e da coluna vertebral dorsal, que é chamada, aliás, a Porta Ki-Ris-Ti, eu os lembro.

Vocês têm essa energia que viaja de diferentes modos, entre o sacrum, mas, também, desde os pés, mas, mais, entre o sacrum e as costas.
E há uma zona de transição nesse nível que, aliás, havia sido perfeitamente, descrita quando falamos, há muito tempo, da Lemniscata sagrada.

Eu os remeto a esse termo e a tudo o que pudemos dizer à época, para não voltar a expor, novamente, isso.
A Lemniscata sagrada e a ativação dos novos corpos situados à frente do corpo manifestam-se também, é claro, atrás do corpo.
Pode-se dizer, de algum modo, que a Porta Ki-Ris-Ti, atrás do corpo, ao nível de D5, corresponde, muito precisamente, à ativação vibral pela Onda de vida do oitavo corpo, e cada vértebra acima, até a primeira dorsal, corresponde a um desses novos corpos.

Há a quinta dorsal, que corresponde ao oitavo corpo; a quarta dorsal, que corresponde ao nono corpo, e vocês, talvez, perceberam diferentes percepções de sua fisiologia normal, mesmo ao nível cutâneo, entre essa vértebra D5 e essa vértebra D1, C7-D1, se querem, como se diz, entre a sétima cervical e a primeira dorsal.
Esse lugar específico, abaixo do pescoço, é ligado, se querem, diretamente, ao trabalho alquímico, não mais, unicamente, da Lemniscata sagrada, como havia ocorrido há alguns anos, mas à alquimia entre essa Lemniscata sagrada e a Onda de Vida, que se propagou a partir de seus pés até essa zona.
Então, tudo isso pode dar diferentes manifestações no peito.
Então, por vezes, isso pode ser extremamente doloroso.

Não se trata, propriamente falando, unicamente, de um bloqueio, mesmo se, por vezes, seja preciso bloquear, mecanicamente, essas coisas, mas é, sobretudo, esse trabalho alquímico que é, como eu já disse, a dissolução de seu próprio corpo.
Então, vocês têm a possibilidade, também, pela vibração do Coração, de atenuar essas dores, por si mesmos, mas, também, através de movimentos que eu dei e que haviam sido dados por outros intervenientes, em especial, reproduzir a Lemniscata com a cabeça, que vai liberar a congestão vibral entre Ki-Ris-Ti, que corresponde, portanto, ao nono corpo, e, em seguida, a vértebra primeira dorsal, que corresponde ao décimo segundo corpo.

E vocês terão, nessas cinco vértebras, a imagem desses cinco novos corpos atrás.
Há, portanto, uma alquimia profunda corpo-alma-Espírito, ilustrada, também, pelos chacras que se chamaram enraizamento da alma e enraizamento do Espírito, se preferem, as Portas AL e UNIDADE, que vão pôr-se em ressonância, eu diria, entre atrás e a frente.

Assim vocês vão, aliás, perceber, se não é o caso, uma ressonância ou uma conexão, por diferentes circuitos que podem passar sob as axilas ou acima dos ombros e outros circuitos também, mas, sobretudo, no interior do corpo, e que atravessam, real e concretamente, os órgãos que estão situados aqui, ou seja, antes de tudo, o coração, o timo e os pulmões.

Tudo isso é, eu diria, uma finalização de sua Ascensão, o que lhes dá, como vocês observaram, uma possibilidade de Absoluto, de desaparecimento total de toda consciência, o que nosso querido Bidi chamava de a-consciência.
E, se você vive isso, quaisquer que sejam as dores, não se alarme, e você verá que, muito rapidamente, isso vai propiciar-lhe uma faculdade extraordinária de desaparecer à vontade na a-consciência e, mesmo, reviver processos que vocês vivem, de momento, sob a forma de sonhos muito fortes, mas, também, sob a forma de Multidimensionalidade consciente que se chamou o corpo de Existência, a Última Presença, se preferem, que vai, certamente, dar-lhes acesso, de maneira espontânea, sem meditação, sem preparação, à sua Morada de Eternidade.

Apreendam, efetivamente, também, através disso, que a Morada de Eternidade não é acessível, necessariamente, a todos.
Nós sempre lhes dissemos que havia uma liberação coletiva, mas nós jamais falamos de Ascensão coletiva, como alguns tentam fazê-lo crer, através de todos aqueles que vivem os processos vibratórios.

Aí está o que eu posso responder a essa questão.
Portanto, as dores que vocês têm, que não concernem, unicamente, à coluna vertebral, entre essas duas zonas, mas, também, ao conjunto do tórax e aos ombros, são estritamente normais.
E depois, tudo isso pode dar, efetivamente, muita dor...
Isso não traduz uma resistência em você, isso traduz a intensidade do trabalho alquímico que se desenrola pela Inteligência da Luz e que não tem, absolutamente, necessidade de seu mental e seu grão de sal de sua personalidade interferente aí.
O que não impede de aliviar a dor física, orgânica, quando ela está aí.
Eu diria que é um mal para um bem.

Questão: o que convém fazer quando aparecem, claramente, nossas últimas linhas de predação?

Basta vê-las, aceitá-las, reconhecê-las.
Isso não quer dizer intelectualizá-las, ou seja, vê-las no trabalho, seja em situações familiares, no fato, também, e isso vocês serão numerosos a viver, durante este mês, no fato de não ousar dizer.
É preciso ousar dizer.
Ousar dizer, ousar agir não é uma prova de dualidade.
Mas é um respeito de seu posicionamento, e o respeito de seu posicionamento de consciência é indispensável para viver o que resta a viver em toda serenidade e não em dificuldades diversas e variadas que, infelizmente, vão concernir à maior parte dessa humanidade no processo de liberação.
Portanto, vejam-no, aceitem-no, isso não lhes pede, necessariamente, para reagir ou agir, mas vê-lo, em toda a humildade e, sobretudo, reconhecê-lo, seja em si mesmos e na relação a uma situação ou outro irmão, qualquer que seja e seja quem for.
Isso quer dizer, também, que vocês têm três semanas para ajustar-se a isso (maio de 2014).

-------------------

Importante: Vocês são convidados a reproduzir esse texto para transmiti-lo, na condição de mencionar esse link:
Obrigado.
_________________
Pelo Um, para o Um e para a Glória do Um.


9 de mai de 2014

O.M. AÏVANHOV – 9 de maio de 2014



Queridos irmãos e irmãs, eu sou O.M. AÏVANHOV.
Recebam uma calorosa saudação da Assembleia dos Melquisedeques.
Hoje estamos, então, reunidos para celebrarmos, juntamente com a Mãe Divina, esse dia de fusão entre o Céu e a Terra, entre o Coração da Terra e o Coração de Sírius.

Graças a todos os presentes e, como de costume, instalemo-nos nesse Fogo, comunguemos, juntos, à medida que essa Fusão manifesta-se entre nós, esse Fogo instala-se ao centro, no peito de cada um de nós.
Unamo-nos, então, primeiramente.

... Fusão com a Assembleia de Melquisedeques...

Como acaba de dizer MARIA, a Graça revela-se.
Esse convite para a Graça abre-se para todos vocês, esse Abandono e essa possibilidade de estar, permanentemente, em seu centro, com o Centro Galáctico.
Esse é o presente dessa Fusão entre a Merkabah Coletiva e toda a Frota Intergaláctica da Confederação que se apresenta bem próximo de vocês, que os acompanha em seus passos aqui, na superfície da Terra.

Como eu disse há um mês, cabe a vocês, agora, por sua Transparência, aceder ao seu estado Unitário, ao seu estado de Paz, ao seu estado de Paz, não é?
Todas as respostas foram dadas a cada um.
Vocês já têm as respostas em si, e ainda duvidam, ainda perguntam-se qual é a solução?
E, então, vocês sabem, com certeza, que continuam na dualidade.
É para isso que lhes pedimos, com urgência, para dar esse passo, hein?
Então, é apenas a cada um que cabe solucionar, pode-se dizer, esses últimos nós na personalidade, na alma, que os impedem de poder instalar-se na Graça, de tornar-se a Graça.
Porque não é o mesmo começar a viver a Graça de forma exterior e converter-se na graça, não é?

Para converter-se na Graça, necessariamente, vocês devem estar totalmente limpos e permitir ao Silêncio, à Presença revelar-se.
Senão, é praticamente impossível que a Luz possa tomar seu templo.
Então, é individualmente que se deve fazer limpo e deixar de projetar a sombra nos irmãos, na situação, qualquer que seja, em uma via passada ou qualquer culpa exterior, evitando aceitar e tomar a responsabilidade que é a sua, de assumir o seu estado de Eternidade, a sua Verdade.

Como bem disse MARIA, tudo está reunido, agora, aqui na Terra.
O trabalho coletivo que começamos há alguns meses vê, agora, sua consolidação ao nível da Merkabah que os une, ao nível do Coletivo do Um manifestado aqui na Terra, e isso permite uma elevação de toda a vibração, tanto do conjunto do Coletivo como da Terra e ao nível da humanidade.

Nós estamos, mais do que nunca, presentes, e vocês sabem que, cada vez mais, seu guia interior e seu Coração serão o que lhes permitirá estar em permanente contato com sua Fonte de Luz, com os Irmãos Estelares que os acompanham, não é?
Então, se os irmãos que, agora, transmitem-lhes essas mensagens, que vocês nomeiam as canalizações, se esse trabalho continua a fazer-se é porque alguns irmãos, então, ainda têm necessidade, a Luz vê que isso é útil para a revelação da Verdade.

Então, esse trabalho continuará a fazer-se durante este período; seguiremos acompanhando dessa maneira, hein?
Porém, mais do que nunca, o importante é aceder à sua Paz e ao seu guia interior.
Não ler as mensagens que chegam como a única fonte de Luz, com uma espécie de apego ao nível do ego espiritual, mas leiam isso como quem lê as notícias, hein?, como bem falei da Gazeta da Ascensão.

É assim que a Unidade faz-se presente, que se desenvolve de dentro para fora.
É a isso que vocês são chamados, e o que lhes pedem todos os irmãos que os acompanham ultimamente, como bem disse LI SHEN, que falou da revelação da Luz Vibral nesse corpo.
Como bem falou SNOW, a Estrela Clareza, aproximar-se da Terra, permitir ao seu corpo, às raízes conectarem-se ao Coração da Terra, que se funde ao Coração de Sírius.
Isso é o que permite e facilita essa tomada de alta tensão de Luz Vibral que toma seu corpo, que manifesta, então sim, a Graça e a Glória da Luz que desperta, agora, em todos os irmãos e irmãs humildes, dispostos a amar e a abrir o Coração para a realidade que, agora, vocês são chamados a manifestar, nestes momentos de Transição.

Lembrem-se de que o único obstáculo que há, agora, entre vocês e sua presença Eterna, é apenas vocês mesmos, nessa personalidade, nessa história.
Qualquer que seja a história da alma ou a circunstância atual nessa vida da sua personalidade, entreguem tudo isso para a Luz, que se faça a Vontade do Pai e a Vontade da Inteligência da Luz.
Apenas o desaparecimento, é assim que viverão, nestes Tempos de Graça, a Revelação de seu estado de Paz Eterna, de Amor e de Entrega, no serviço à Luz Unitária, em Unidade com toda a Criação e toda a Vida, o que facilita, então, à Terra, a fusão das Redes Unitárias, o que facilita a penetração e a aproximação da Luz e de todos os raios que chegam a partir do Sol Central, Sírius e seu Sol.

Este é, portanto, o momento de ser, mais do que nunca, vocês, de permitir-se revelar sua Verdade, seu Coração e seu Fogo nesse mundo, tudo elevando a Terra, participando nessa Obra Coletiva.
Como vocês veem, os Elementos tomam seu Tempo, sua intensificação vai abrindo e desbloqueando a circulação das Novas Frequências no planeta.
Isso tomará o tempo necessário, hein?
E como vocês bem sabem, é a Terra que decidirá o momento preciso, com os sinais que todos conhecem.

Graças, irmãos e irmãs.
A partir da Assembleia dos Melquisedeques, nós os abençoamos e convidamos a entregar, a entregar tudo o que projetaram nessa realidade que os impediu de permanecer na Eternidade e na Paz de seu Espírito, de seu estado para além de todo estado.

Agora, a oportunidade é para vocês, que ainda duvidam, de lançar-se e aproveitar esse trampolim da Graça nessas semanas que se abrem, no tempo linear da Terra.

Assim, então, eu os deixo com a presença de MARIA, nessa comunhão.
Graças, irmãos e irmãs, recebam um abraço.
Eu sou O.M. AÏVANHOV e eu lhes digo até muito em breve.

-----------------------------------
Transmitido por Sijah Sirius, do Coletivo dos Filhos da Lei do Um.
(versão eletrônica do catalão, adaptada)


MARIA – 9 de maio de 2014



Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Amados Filhos do Um, amadas Sementes de Estrelas, o tempo é para florescer e abrir a sua Essência, a sua Verdade para a Vida e para a Graça que se revelam nesses tempos de Reversão, de Redenção e de revelação da Verdade e da Unidade da FONTE, aqui, neste planeta Gaia.

Abram seu Coração para a minha presença, para a presença do Amor Divino em vocês; abram seu Coração para todos os irmãos que os acompanham, para a Confederação Intergaláctica. Para os irmãos felinos aqui presentes, para a Assembleia dos Melquisedeques, assim como para os Arcanjos e para as Estrelas que me acompanham.

Esta reunião segue no processo que vivemos há alguns meses, na consolidação e fusão do Coração de sua Terra, que se reconecta às suas origens e à sua fonte de vida, ou seja, a Estrela de Sírius, o Coração Cristalino de Sírius.
Portanto, nesse processo que vocês vivem, nessa reversão de sua consciência ao interior de sua Presença, assim manifesta-se, igualmente, ao nível planetário, a reversão celebrada pelo Arcanjo URIEL.

Comunguemos, juntos, nessa fusão dos Corações Cristalinos.

... Fusão do Coração Cristalino de Sírius e da Terra...

Retorno ao seu estado Unitário, o seu estado Tri-Unitário, no qual o Pai, a Mãe e o Filho fazem apenas Um, no qual o Céu e a Terra fundem-se em vocês, o que dá vida ao Filho CRISTO, que é a expressão e o modelo unitário e de Amor nesse universo.
O momento é agora de expressar o que vocês são, na Eternidade, de dissolver os véus em si, de aceder, plenamente, à sua Presença.
Isso acontece, simplesmente, por seu estado de doação, por seu Amor, que permite a dissolução das engrenagens e dos padrões que os fecharam nessa matriz.
Vocês vieram para semear a Nova Matriz Unificada por este planeta.
É o momento, portanto, de expressá-lo na Verdade nessa dimensão, dimensão em translação.

É por isso que, graças à sua fusão, à sua dissolução de todo efêmero, de tudo o que não pertence à Eternidade, queimam-se os últimos véus, o que facilita a fusão ao nível coletivo da Terra, que hoje celebramos com o resto da Criação, que fazem apenas Um, neste momento de Unidade.
É, portanto, o momento de celebrar a Unidade reencontrada, é momento de participar, seja permanecendo tranquilo ao nível exterior ou movendo-se e reencontrando numerosos irmãos e irmãs com os quais compartilham vínculos estelares.
Esses reencontros são de grande importância, se a Luz leva-os a viver, já que permitem uma grande concentração das forças da Luz, que abre novos portais e permitem à Graça revelar-se.

Reunamo-nos, novamente, nessa fusão do Coração de Sírius e o Coração da Terra; tomemos alguns instantes para dissolver, nessa Paz, tudo o que resta de dúvida, de negociação em sua personalidade.
Permitam o Abandono encarregar-se de todo esse conteúdo, em vocês, que se transmuta.

... Fusão do Coração Cristalino de Sírius e da Terra...

A Graça para a qual todos estão convidados é apenas a condição de sua entrega incondicional, de seu Abandono à Luz, à vontade da FONTE.
Portanto, nessa revelação da Vida Unitária, tudo o que não esteja em acordo com a Vontade da FONTE estará na resistência, estará na confrontação com as energias potentes e intensas que chegam para revelar o Fogo em vocês.
Tudo o que seja resistência e oposição à vontade da Luz será abalado, será mostrado, será queimado com mais ou menos violência.
Portanto, a Graça é para todos, sem exceção, é a sua natureza, e apenas vocês podem negá-la ou podem dá-la, resistindo, ou desaparecendo.

Como veem, quando a Inteligência da Luz age em vocês, supera toda a capacidade de compreensão, toda a capacidade de seu mental.
O que vocês temem, então?
O que os impede, ainda, de abandonar-se à Graça?
Como disse MIGUEL, cabe a vocês escutar o medo e o confinamento, ou escutar o grito do Espírito, o grito para dar-se, para o resto da vida, sem reserva, sem qualquer dúvida, com a confiança, com a segurança que a Luz é a sua Essência, e que apenas a partir do centro de seu Coração vocês podem ser, em Verdade, uma Semente de Estrela em floração, aqui na Terra.
Esse foi o propósito da vinda de muitos de vocês e, hoje, podemos ver como essas flores exalam perfumes requintados, como se fundem e dão vida à Nova Matriz Unitária deste planeta Gaia.

Nós, da Frota Mariana e o resto da Confederação, estamos muito próximos de vocês, compartilhamos os seus passos.
O que vocês temem, ainda?
A presença de CRISTO, de MIGUEL, da Nova Tri-Unidade não é negociável para a sombra.
A Luz vem instalar-se, definitivamente, nestes tempos de realização da Unidade, da Liberdade no Abandono ao Pai, neste planeta.

Os tempos são chegados para celebrar, interiormente, permanentemente, a sua Divindade, a sua Eternidade, para cantar e para louvar a Graça Divina, a cantar enquanto revelam-se cada vez mais irmãos que despertam, muito facilmente, às Novas frequências, aos novos corpos, muito espontaneamente, sem qualquer conhecimento.
Essa é a Graça que se oferece a vocês.
E, mesmo se vocês levaram muitos anos tentando chegar a reunir-se com seu Espírito, mas ainda resistem e têm dificuldades, não se desesperem, confortem-se na Luz que vocês já são.
Porque, qualquer que seja a experiência que vocês sejam levados a viver nessa conclusão de suas memórias, qualquer que seja a sua missão nesse sentido, a Graça é, sempre, sua porta, no momento em que vocês entregam, totalmente, essa experiência à Luz.
No momento em que vocês não tenham mais qualquer medo é, então, que a Luz poderá invadir e tomar parte em vocês, invadir seu templo de Graça, de Vida, da Nova Vida, e dos novos códigos vibracionais, as novas chaves.
Essas chaves que se abrem em vocês, que abrem as portas ao Verbo e ao Espírito de Fogo que anima a sua Presença.

Reunamo-nos, pela terceira vez, no Coração do Um, na fusão do Coração da Terra e o Coração de Sírius, no Canto Cristalino que toma todo o lugar, que soa à sua volta, cada vez mais intensamente, que se reúne ao Canto da Terra, ao Canto Cristalino da Terra.

... Fusão do Coração Cristalino de Sírius e da Terra...

A intensidade da Luz Vibral que se revela, agora, ao seu planeta, atinge níveis bem altos, que não se havia experimentado por muitos milênios.
Isso pode provocar, em vocês, fortes mudanças, como sabem, em todos os hábitos de sua vida quotidiana, no sono, na alimentação e, sobretudo, no seu estado de presença, na sua qualidade de Amor.
É aqui que, bruscamente, muitos de vocês podem entrar, agora mesmo, espontaneamente, uma vez que a presença da Jerusalém Celeste, das naves da Frota e de suas próprias Merkabah aqui conectadas manifestam esse Fogo e essa fusão do Céu e da Terra.
Portanto, qualquer que seja a manifestação ao nível físico ou a vibração que lhes chegue de seu Coração, escutem-na, abram-se para esse frescor que emana de sua Presença.
Frescor no sentido de leveza e de como seu Verbo cria a sua realidade, a cada instante, por seu calor, por sua Presença.

É a isso que vocês são chamados, não apenas para viver a Graça por etapas, por vai-e-vens, mas realizar, totalmente, a Graça em Ação, na presença Crística que vocês são.
Graça, filhos, a Graça transborda seus Corações, preencherá seus rios de água, faz brotar as fontes, e pergunta a vocês como passaram tanto tempo no deserto, sem permitir-se fazer brotar a água em si.
Essa água viva que sai, que se revela, que irradia a partir de seu centro, a partir de sua Presença.

Aceitem esse presente do Pai, nesses momentos; aceitem seu estado Eterno.
A Terra decidirá “o momento” adequado para a fusão definitiva do Canto Cristalino que o fará tomar sua nova posição em direção ao seu sistema estelar de origem, Sírius.

Enquanto isso, deem-se, totalmente, a quem vocês são nessa dimensão, deem-se, totalmente, à Unidade que formam todos os irmãos conectados à Merkabah Coletiva, que revela essa Luz para a Terra e para o resto da humanidade.
Porque todos serão tocados pela Verdade e o Fogo de CRISTO-MIGUEL que vem, com majestade, Ressuscitar, na Verdade, esse Sistema Solar.
A hora da Redenção, da Doação e da Graça soa para todos.
Acolham, portanto, na humildade, na simplicidade, desaparecendo, recuperando o que vocês são na Eternidade.

Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Eu estou em vocês, estou no seu Coração Vibral.
Permitam-se viver sua Infância, sua Transparência nos braços de sua Mãe, de seu Pai.
Vocês são um Ser Tri-Unitário, são o Um.

As Estrelas que me acompanham colocam-nos para comungar nas doze Virtudes, sem qualquer intenção específica, instalar-se no doze, nas doze Chaves.
O doze torna-se a base, o fundamento da Nova Dimensão.
Reencontramo-nos em breve, em uma próxima reunião coletiva, quando assim for adequado a fazer.

De momento, não vou embora, pois eu sou cada um de vocês, eu sou a Graça, o Perdão e a Misericórdia Divina que opera em cada um de vocês, a cada instante que seu coração está aberto para mim.

Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Eu os abraço com todo o meu Amor, eu lhes dou toda a Graça, toda a Alegria e Felicidade que provém do Coração de Sírius, que seja, então, a sua Graça, a sua Alegria e Felicidade.

Aishalem

------------------------
Transmitido por Sijah Sirius, do Coletivo dos Filhos da Lei do Um.

(versão eletrônica do catalão, adaptada).