Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

30 de nov de 2006

O.M. AÏVANHOV – 1/2 - 30 de novembro de 2006


DO SITE AUTRES DIMENSIONS.


Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.
Primeiramente, eu lhes desejo as boas vindas neste lugar.
Estou, estejam certos disso, extremamente tocado por reencontrá-los, para poder, como de hábito, trocar, participar e dar informações que, eu espero, serão extremamente importantes em suas evoluções e permitir-lhes-ão caminhar para a Luz autêntica, e o desejo que eu posso formular é esse.

Então, primeiramente, eu lhes desejo, obviamente, as boas vindas, e sou todo ouvidos, para tentar ajudá-los, na medida das possibilidades que me são oferecidas, através do canal e orientá-los, acalmá-los, dar-lhes algumas informações, desde que eu o possa.

Então, obviamente, a palavra está com vocês.

Questão: é verdade que o ano de 2007 será pleno de perturbações e será acompanhado de muitas partidas?

Primeiramente, cara amiga, é importante dizer que a vida é partida permanente.
Há coisas que se produzem todos os anos.
O ano 2007 é, efetivamente, extremamente especial, porque é o ano que se inscreve, eu diria, desde o ano 2006, em um ciclo extremamente preciso, que vai levá-los, durante um período de sete anos, até o período do fim do ano 2012.

Então, vocês entraram, efetivamente, no que se convencionou chamar de um ciclo extremamente importante para o acesso à Luz, o acesso à divindade interior.
Obviamente, vocês estão a par de tudo isso, então, obviamente, no ano 2006, a partir, eu diria, em especial, do último trimestre, especificamente, houve efusão de energia muito específica, que começou durante o mês de outubro e que, efetivamente, terminará no período em torno do solstício de inverno, ou seja, 22 de dezembro.

Há, durante este período, grandes oportunidades de transformações e de acesso para as almas que o tenham desejado, que fizeram o pedido interior de aceder a uma dimensão nova e, mais do que nunca, a dimensão que lhes é prometida, ou seja, a quinta dimensão aproxima-se, cada vez mais, de sua terceira dimensão e, durante este período específico, há, como dizer..., espécies de janelas que se abrem e que permitem uma junção muito mais importante entre sua dimensão e aquela da quinta dimensão.
Um período, eu diria, de efusões de energia e que permitem, nesses momentos privilegiados, contatar a divindade interior de maneira muito mais importante.

Então, obviamente, partidas sempre houve, há delas, sempre, como vocês sabem, e como inúmeros médiuns e como numerosas aparições, desde agora mais de dois séculos, assinalam-no.
Vocês entraram em um período extremamente abençoado, um período de abertura espiritual como, jamais, essa humanidade, conheceu, há mais de cinquenta mil anos.
Então, é preciso, efetivamente, ter-se pronto, como dizia o maior mestre encarnado sobre este planeta, ter-se pronto, ter sua casa limpa, para o instante propício do derramamento da Luz, porque ninguém conhece a data precisa na qual o Espírito Santo (como vocês o chamam, alguns, a Shekina, se preferem) virá efusionar-se para desposar essa dimensão e fazê-la subir e fazê-la ascensionar, para aqueles que estiverem prontos e, também, o planeta, em sua totalidade, mas não, unicamente, esse planeta, o conjunto do Sistema Solar e de outros sistemas solares para uma dimensão nova de vida.

Então, já no ano passado eu havia assinalado, para o inverno de 2006 [no hemisfério norte], a manifestação de certo número de elementos, inúmeras informações circulam em relação à movimentação de elementos atmosféricos extremamente importantes.
O ar, obviamente; o fogo, com os despertares de vulcões do cinturão de fogo do Pacífico, mas todos os elementos participam dessa transmutação de almas individuais, mas, também, do corpo planetário, para aceder a esse novo espaço de vida.

Então, obviamente, como eu disse em numerosas reprises há agora um ano, é importante fazer a calma interior, dirigir-se para a mestria interior, não procurar, agora, a data precisa em que tal ou tal evento apresentar-se-á, porque os eventos já estão aí.
Obviamente, cada dia é um evento importante, a cada dia acontece algo sobre esta Terra que os aproxima, individual, coletivamente, do que se convencionou chamar a quinta dimensão.
Isso é extremamente importante a assimilar, a integrar.

É-lhes solicitado para observar as manifestações elementares exteriores também, não profetizar, não procurar as datas porque, mesmo nós, ao nível em que estamos, não podemos afirmar, de maneira formal, a data de tal ou tal evento, até o último momento, ou mesmo nas setenta e duas horas que precedem o evento.
Então, não é algo que vá acontecer a um dado momento, é algo que acontece todos os dias, e é algo que vai durar durante numerosos anos.

Durante esses numerosos anos vocês terão, em múltiplas reprises, contatos com essas janelas cósmicas que lhes permitirão tentar entrar na fluidez da Unidade, entrar na fluidez de sua divindade interior e reconectar-se à fonte do que vocês são, ou seja, um ser e um filho de luz.
Então, obviamente, as circunstâncias da vida em terceira dimensão, tais como vocês as conhecem desde, para alguns, numerosos anos, para alguns, numerosas vidas, devem transformar-se, obviamente, elas também.

Frequentemente, eu disse que os valores para os quais vocês estavam encarnados, para os quais a humanidade bate-se, hoje, não são os valores autênticos da espiritualidade autêntica e não são os valores autênticos da verdadeira Luz.
Então, obviamente, há um período no qual as regras da quinta dimensão vêm impactar as regras de funcionamento da terceira dimensão, e essas regras, vocês podem imaginar, não são, de modo algum, as mesmas.

Os valores que fazem sua vida – seja a família, seja preservar as necessidades vitais, por exemplo, encontrar um teto, por exemplo, encontrar o alimento, por exemplo, encontrar um trabalho – são, absolutamente, irrisórios para a quinta dimensão, porque as necessidades não são, de modo algum, as mesmas e, entretanto, vocês não estão na quinta dimensão, portanto, devem estar em um período, eu diria, transitório, no qual é preciso tentar, de algum modo, conciliar entre o que é antigo e o que vem, a toda velocidade, e que concerne à nova vibração, à nova emergência desse novo modo de funcionamento da Luz, mas, também, novo modo de funcionamento do que vocês chamam as regras sociais ou, mesmo, as regras energéticas.

Inúmeras modificações devem sobrevir durante este período, então, o ano 2007 é, efetivamente, um ano, eu diria, de escolhas importantes.
Será que se aceita cessar as experiências fúteis da encarnação, tais como vocês as vivem há mais de cinquenta mil anos, para a maior parte de vocês, e voltar, realmente, à casa?
Quando eu digo à casa não é o fim do caminho, eu digo, simplesmente, reintegrar as dimensões de luz supraluminosas, supradimensionais que não conhecem, eu diria, qualquer sombra e que, sobretudo, engendram modos de vida e modos de funcionamento que nada têm a ver com as estruturas sociais, familiares, afetivas, vibratórias, espirituais que vocês estabeleceram na terceira dimensão e que eram necessárias, até certo ponto, muito recente.

Aí está, cara amiga, a resposta que se pode dar, mas cada ano é um ano importante, cada ano é um ano probatório que os aproxima do prazo de 2012, mas ninguém conhece a data, eu diria, da ascensão definitiva.
Ninguém conhece a data da intervenção mariana, que lhes anunciará, a todo ser vivo sobre este planeta, desperto ou não desperto, o período da escolha final, isso, ninguém conhece a data, mas tenham-se prontos.

Questão: quando eu o chamo, eu o chamo OMA, e não Mestre, isso importa?

Caro amigo, se o chamado corresponde ao que você sente, ele será, de qualquer maneira, correto, isso é o mais importante.
O chamado que vem do coração é um chamado que eu reconheço.

Questão: o que é dos ensinamentos que você havia dado em sua vida?

Então, agora, o ensinamento que foi retranscrito de minhas palavras, de minhas trocas, de minhas conversações que eu tive em minha vida correspondem, certamente, a uma época preparatória em relação àquela que vocês vivem hoje, o que não quer dizer que esse ensinamento, como qualquer outro ensinamento, deva ser colocado de lado, mas deve ser, de algum modo, terminado.

Mas eu fui levado a dizer que o mais importante não os ensinamentos (quaisquer que sejam, mesmo os meus, eu me gabo muito disso), mas o mais importante é encontrar a dimensão interior, encontrar o ser interior, encontrar a Fonte, encontrar o acesso a essa porta interior que o conduzirá à sua divindade interior.
Isso não tem necessidade de técnica, não tem necessidade de ritual, não tem necessidade, como eu dizia, de ir, em minha vida, adorar o Sol ao seu levantar, basta estar na pureza de intenção, na pureza de coração e, verdadeiramente, em toda sinceridade, sem mentira alguma, pedir para que a Luz esteja presente.
Isso passa de qualquer ritual, isso passa de qualquer abordagem, eu diria, iniciática, precisa, que permitiria aceder a Luz fazendo tal ritual ou tal oração ou tal não sei o quê.
É-lhes solicitado, hoje, para entrar na simplicidade, não é mais tempo de adotar esquemas antigos, purificadores, o importante é permanecer na justiça, essa é a palavra chave, a justiça, a autenticidade, a simplicidade, isso os conduzirá, muito mais facilmente, à divindade interior do que os rituais.

Questão: a que corresponde a perda de apetite, fora de qualquer doença?

É preciso, efetivamente, compreender que as energias, como eu dizia precedentemente, da quinta dimensão, vão induzir certo número de modificações no interior de sua estrutura sutil e física.
Eu não vou, agora, contar-lhes toda a vida em quinta dimensão, obviamente, mas há algumas regras de funcionamento que são profundamente diferentes, como eu disse.

Então, quando se toca a quinta dimensão – seja por um processo de despertar do kundalini, seja por um processo chamado despertar do coração, seja por um processo de contato com a Shekinah – o processo que se produz vai induzir uma impregnação das estruturas físicas e sutis pela energia de quinta dimensão.
Então, durante um tempo variável, certamente, não definido, de momento, inúmeros seres humanos vão passar por regras de funcionamento que são oriundas da quinta.
Na quinta dimensão, o fato de alimentar-se não é, absolutamente, mais necessário, a alimentação pode ser feita, a boca continua a existir, mas a nutrição essencial provém, diretamente, da Fonte, ou seja, da própria Luz.
Vocês comem, na quinta dimensão, a única nutrição assimilável, diretamente, que á a Luz.

Questão: o que se chama de «criança interior»?

Caro amigo, o que você chama de criança interior corresponde a uma terminologia precisa, o que quer dizer que, a um dado momento, o ser humano começa a aperceber-se de que ele não é apenas uma personalidade.
Mas, além de sua compreensão mental do que é a alma e o espírito, existe algo no interior de si que apenas demanda desabrochar, crescer e tomar a dianteira da cena.

Então, chamou-se, em linguagem poética, a criança interior, mas nada mais é do que a dimensão da alma e do espírito, de toda a eternidade, presente em você.
Então, a criança interior pode apresentar-se de diferentes modos.
Por vezes, vai tratar-se de uma ardência ao nível do chacra do coração, que corresponde à abertura do codificador.
Por vezes, há mudança de modo de funcionamento, por exemplo, das pessoas que se põem a dormir ou a comer mais, porque há a tomada de consciência de outro estado que estava aí, mas que se revela, é o despertar, propriamente dito.

Mas não se esqueça, jamais, de que o processo de despertar é apenas um processo no início do caminho.
É-lhes solicitado, hoje, para ir bem além do despertar; é-lhes solicitado para adquirir a mestria, e isso é outra coisa que não o despertar.

Lembrem-se do que dizia o Cristo, mas, também, do que dizia, sobretudo, São João, em seu apocalipse.
Ele dizia «haverá muitos chamados»: os chamados são aqueles que vivem o despertar, aqueles que são marcados na fronte, ou seja, que sentem os chacras que se abrem, que receberam o Espírito Santo, a Shekinah, mas que devem ir ao fim do caminho, ou seja, fusionar sua materialidade e sua espiritualidade, para fazer ascensionar o corpo de terceira dimensão para a quinta dimensão.
«Muitos chamados, poucos escolhidos».

Então, o despertar à criança interior é algo de essencial, mas é importante não parar na beleza da criança interior, mas ir ao fim do caminho, e o fim do caminho é a mestria.
Ora, a mestria adquire-se apenas na condição de não mais querer controlar sua vida, de fazer a vontade, como dizia o Cristo na cruz: «Pai, que sua vontade faça-se, e não a minha».
Isso é fundamental: a partir do momento em que se vive o despertar (e, sobretudo, para aqueles que vão vivê-lo agora, nos meses, semanas, anos que vêm), não ver o despertar como algo que seja o fim do caminho, mas, efetivamente, o início do caminho, não parar no caminho e ir para a mestria, ou seja, aceitar soltar: aí está a mestria.

Aceitar não mais controlar alguns elementos que os seres que os guiam varrem de seu caminho, de seu interior, diante de sua porta, o que quer que lhes seja proposto, a aceitação total.
Porque, a partir do momento em que o despertar é vivido e, sobretudo, agora, vocês serão confrontados a eventos que poderiam ser, na terceira dimensão, qualificados de desagradáveis, no mínimo, mas que fazem parte, entretanto, do caminho de início para sua mestria.
«Pai, que sua vontade faça-se, e não a minha»: mestria, simplicidade, humildade, acolhimento, aí estão as palavras-mestres.
Eu repito: sem técnica.

Portanto, o despertar é algo de muito belo, que se acompanha, agora (para esses últimos anos, restam seis anos), de manifestações ditas espirituais, místicas, que evocam o que acontece na quinta dimensão, mas essa não é a finalidade.
É preciso ir ao fim do caminho, é preciso transcender as coisas que não fazem parte da quinta dimensão.
Na quinta dimensão não há sombra, não há lugar para a sombra, há lugar apenas para a Luz e a Luz é outra coisa, que não o que vocês concebem ao nível mental e outra coisa que não o que vocês puderam viver, alguns de vocês, quando de experiências ditas místicas de confrontação ou de acolhimento da Luz que corresponde ao despertar da criança interior.
Isso é a iluminação, mas a iluminação não é o fim do caminho, isso é importante a compreender.

Lembrem-se de que nesse caminho, após o despertar, restará, sempre, uma última armadilha, que é o guardião do limiar, que é o ego espiritual, isso é extremamente importante a compreender porque, durante este período mágico, extremamente poderoso, no qual vocês entraram agora, «muitos chamados, poucos escolhidos», porque é preciso estar consciente de que o apelo, mesmo se vocês ouvem Maria que lhes fale, não é a finalidade do caminho.
É preciso ir transcender, superar o ego espiritual, que quer tudo puxar para ele.

Como dizia Buda: «quando você encontra os poderes, salve-se, rapidamente».
Aí está, então, para salvar-se rapidamente, bem, é preciso demonstrar, fazer prova de humildade, de justiça, de transparência e de simplicidade.

Questão: o que se pode fazer para «ver» mais, em todos os sentidos do termo?

Caro amigo, manter a simplicidade, «felizes aqueles que creem sem terem visto».
Se você não vê, é que a vontade é que você não veja, se você vê, é que a vontade é que você deve ver, primeira coisa.
Vocês sabem, vocês foram habituados, e eu também, quando se está vivo, quando há sintomas, mesmo quando se é um mestre inspirado, eu diria, que chegam ao nível do corpo, ao nível das energias, faz-se, sempre, a distinção das energias, faz-se, sempre, a distinção das coisas entre o que é do domínio patológico e do domínio fisiológico.
Então, lembrem-se de que vocês voltam para um espaço de quinta dimensão no qual a sombra não existe, no qual a doença não pode existir.

Há muitas modificações, eu repito, que sobrevêm, já – entre outras, nesse momento, o sistema imunitário – para os humanos que se têm à porta do despertar ou à porta da mestria, que são extremamente importantes.
As modificações ao nível do pâncreas, ao nível do timo são extremamente importantes e modificam a estrutura física.
Mesmo ao nível do cérebro há zonas diferentes que se animam, que se ativam, que fazem com que haja modificações de distribuição da substância glial ao nível do cérebro, isso faz parte do início de transformação de estruturas físicas para a quinta dimensão.

A partir do momento em que se engaja em um caminho para a mestria, não há mais lugar para a doença.
A doença faz parte da terceira dimensão, a doença corresponde à lei de ação/reação, a doença era dada, em alguns casos, para evoluir, mas, aí, vocês se dirigem para a cura.
Então, obviamente, há os que vão curar deixando o corpo, há os que vão curar ascensionando o corpo, mas, de qualquer modo, a maior parte das almas que estarão no caminho do despertar e que tiverem aterrissado no passo da mestria transporão essa porta, seja com ou sem o corpo.

Quando se está na quinta dimensão, quando um sistema solar que acolhe a vida, aí, sua humanidade passa à quinta dimensão, a morte, absolutamente, nada é, porque há uma continuação da consciência, ou seja, a ocultação da consciência que vocês tinham, a partir do momento em que vocês entram em um corpo, em que o anjo venha apagar a memória, não terá mais lugar de ser.

Então, é uma falsa questão viver fenômenos quase místicos e colocar-se a questão de porque eu vejo mais e porque eu vejo e porque isso e porque aquilo.
É preciso estar na fé, na confiança e não dar tomada ao que vocês chamam doença, mesmo para pessoas, e vocês verão, certamente, nos anos que vêm, coisas que vocês chamariam milagres, porque alguns seres humanos serão confrontados à própria fonte interior, à própria divindade interior, e a doença desaparecerá, instantaneamente, porque elas estarão prontas para passar à quinta dimensão com o corpo, porque o coração, o timo, o coração espiritual estarão ativados e eles desembaraçarão o corpo de todas as suas impurezas, porque o pâncreas funcionará diferentemente, as necessidades alimentares serão profundamente diferentes, mas isso eu já disse.

Questão: na quinta dimensão, como se administra a vida econômica e os atos financeiros?

Então, cara amiga, o que vocês chamam de economia e finanças não pode existir; o dinheiro não os seguirá na quinta dimensão, estejam certos disso.

Os laços que vocês chamam afetivos, familiares apagar-se-ão diante dos laços espirituais.
Então, a quinta dimensão não conhece a ação/reação e o carma.
A quinta dimensão é a ação de graça, é a luz perpétua, é a conexão à fonte perpétua.
Então, as regras econômicas, as regras sociais não são mais, de modo algum, as mesmas, o dinheiro nada mais quer dizer, uma vez que a Luz é capaz de providenciar tudo.

O que vocês veem, hoje, na terceira dimensão, quando veem o Sol, vocês o veem como exterior, como um ponto distante.
Quando vocês passam à quinta dimensão, não estão mais na exteriorização, vocês estão na interiorização, não estão mais na superfície da Terra, vocês passam ao interior da Terra e o Sol está por toda a parte, não em um ponto, o que quer dizer que não sombra, tampouco, nesse nível.

Quando vocês olham seu corpo, a Luz está por toda a parte.
A Luz que não tem, de modo algum, a mesma forma, não tem mais, de modo algum, a mesma vibração, tampouco, porque vocês estão no éter.
Vocês podem construir o que bem lhes pareça com a Luz.
O pensamento é, realmente, criador, mas instantaneamente.
Matéria etérea, certamente, mas matéria, de qualquer forma.

Então, as regras econômicas...
Portanto, não há economia, não há finanças e as regras sociais nada mais têm a ver com aquelas que vocês conhecem.
Aliás, vocês têm uma pequena percepção quando têm o que chamam desencarnados que deixam o corpo e que chegam do outro lado.
Eles não têm necessidade de ter notas (dinheiro) para comer e, quando encontram alguém que eles têm uma simpatia vibratória, eles não têm necessidade de saber se o conhecem, se é alguém da família.
É a família espiritual, que faz o reconhecimento.

Questão: como vão evoluir as relações homem-mulher na quinta dimensão?

Então, primeiro, tranquilizem-se, não é porque vocês sobem à quinta dimensão que vão perder seus órgãos genitais.
Entretanto, não é uma piada, isso quer dizer, simplesmente, que, a partir do momento em que vocês contatam a quinta dimensão (a sexualidade, mesmo se aquela na terceira dimensão possa ser algo de mágico, que possa conduzir à iluminação, é perfeitamente real, mas por que passar pela esfera sexual, quando vocês estão na quinta dimensão?) o fato de encontrar alguém que vocês conhecem, há uma fusão que se faz ao nível da alma, que é um gozo bem superior ao que vocês podem conhecer com os órgãos genitais.

Então, inúmeros seres humanos, hoje, que chegam a contatar a quinta dimensão, não têm mais necessidade de relações sexuais, entretanto, a polaridade que vocês chamam masculina e feminina permanece, com caracteres sexuados para as próximas vidas, que serão profundamente diferentes.

A reprodução, mesmo, não segue mais, de modo algum, as vias que vocês conhecem aqui embaixo, nessa terceira dimensão.
Mas isso é muito, demasiado complexo a explicar agora.
Saibam, simplesmente, que o fato de chegar à mestria vai fazer fusionar, a título individual, sua feminilidade e sua masculinidade.
Vocês se tornam um ser completo, tornam-se, simbolicamente, androginia primordial, porque reunificaram as duas polaridades em vocês.

Mas isso não quer dizer que, hoje, vocês devam privar-se da terceira dimensão de relação dessa natureza.
Cada caso é pessoal e individual, mas, quanto mais vocês contatarem a quinta dimensão, mais vocês constatarão, por si mesmos, que a esfera sexual afasta-se, que a esfera alimentar afasta-se.
O que não impede, de qualquer forma, de ser glutão, de tempos em tempos, e que o sono não seja mais o mesmo, que seu nível de consciência diga-lhes para não mais permanecer em tal lugar, não mais permanecer em face de tal pessoa e, por vezes, é muito desestabilizador, eu diria, dever tudo mudar em sua vida, porque se é chamado a transformar isso, porque a quinta dimensão e a abertura à Fonte conduzem a isso.

As mudanças que sobrevêm não são pequenas mudanças, são mudanças revolucionárias.
A mudança dimensional não é a mesma coisa do que viver o despertar e a transfiguração e, mesmo, a ressurreição, ao mesmo tempo mantendo um corpo de carne.
Não é, de modo algum, similar.
Os corpos de carne vão transmutar-se, também; eles vão vibrar de maneira muito mais rápida, a constituição do DNA vai mudar.

Eu falei de órgãos, mas, também, a célula vai mudar, tudo vai mudar.
Então, obviamente, os caracteres sexuais, sexuais secundários serão irrisórios em relação à capacidade de amor e, mesmo, de reunião em casal que lhes será oferecida naquele momento, porque vocês poderão atingir esse estado que procuram, para a maior parte, desesperadamente, toda a sua vida, através do ato sexual e, mesmo se ele seja grandioso, é apenas o pálido reflexo do que existe na quinta dimensão.
___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

2 comentários:

  1. Então, é preciso, efetivamente, ter-se pronto, como dizia o maior mestre encarnado sobre este planeta, ter-se pronto, ter sua casa limpa, para o instante propício do derramamento da Luz, porque ninguém conhece a data precisa na qual o Espírito Santo (como vocês o chamam, alguns, a Shekina, se preferem) virá efusionar-se para desposar essa dimensão e fazê-la subir e fazê-la ascensionar, para aqueles que estiverem prontos e, também, o planeta, em sua totalidade, mas não, unicamente, esse planeta, o conjunto do Sistema Solar e de outros sistemas solares para uma dimensão nova de vida.

    Ninguém conhece a data da intervenção mariana, que lhes anunciará, a todo ser vivo sobre este planeta, desperto ou não desperto, o período da escolha final, isso, ninguém conhece a data, mas tenham-se prontos.

    ResponderExcluir
  2. Pois bem, acabamos de sair de 2012, isto é, agora a qualquer momento, 'tudo pode acontecer'... A ajuda é imensurável e o que precisamos é estarmos atentos e, nos mantermos disponibilizados, para as transformações, pois a terceira nos incomoda e a quinta ainda está sendo uma aproximação.

    Nossas necessidades daqui, não serão as de lá. "Aceitação total", durante este percurso, com naturalidade o máximo possível, isto é, transcender o que não faz parte da 5D.

    ALERTA: cuidado com o ego espiritual. A Luz providencia tudo e as mudanças são revolucionárias.

    Que maravilha que se descortina...

    ResponderExcluir