Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

26 de abr de 2009

O.M. AÏVANHOV – 26 de abril de 2009

DO SITE AUTRES DIMENSIONS

E bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.

Eu estava muito impaciente para vir vê-los e interagir com vocês, porque eu assisti, eu participei, como membro afiliado (eu tenho minha carta de membro, não é?, da Ordem dos Melquisedeques), desta efusão da energia do ultravioleta, desta pressão da radiação que, como lhes disse o Arcanjo, é verdadeiramente o início de suas Núpcias Celestes e de suas redescobertas com a Luz.
Isso é extremamente importante.

Então, como sabem, eu intervenho, bastante, em suas preocupações espirituais, mas ligadas também à sua evolução que é ainda material pelo momento.

Então, eu lhes transmito todo meu amor e, como de hábito, escuto a todas suas questões e vou ajudá-los a avançar nesse caminho.
Aí está, caros amigos, eu os escuto imediatamente.

Questão: a que correspondem  os desconfortos que muitos sentiram nas pernas durante a efusão de energia de Miguel de 25 de abril último?

Então, durante esta efusão da pressão da radiação do ultravioleta (vocês a chamem como quiserem, mas eu creio que se vai chamá-la ultravioleta, é mais simples e corresponde realmente à realidade do que é essa irradiação, mesmo se é colorida pelos diferentes Círculos e Cenáculos que intervêm), Miguel iniciou a ativação de algumas virtudes específicas que estão ligadas às forças do abandono à Vontade da Fonte e do Pai.

Isso necessita uma desprogramação total ligada ao seu 2o chacra.

Ora, o 2o chacra (e o 1o chacra para alguns de vocês) corresponde naturalmente à parte inferior de seu corpo, ou as duas pernas, ou uma perna, ou a outra.

O que você sentiu corresponde a esse trabalho ao nível dos fios de Luz de sua alma, ao nível de seus casulos de Luz, mas também do 2o segundo chacra e, para alguns, do 1o chacra, que corresponde à vontade de vida, mas também ao não abandono à Vontade da Luz.

Permitiu-se a vocês, através desta efusão, dirigi-los e facilitar-lhes, eu diria, o abandono à Luz, que é fundamental para a sequência das diferentes etapas que vocês vão viver.

Questão: como aperfeiçoar esse processo?

Eu creio que as coisas as mais importantes já lhes foram dadas.

Vocês vão cada vez mais sentir as vibrações desta pressão do ultravioleta em sua cabeça.

Mas, quando sentem esta pressão que se torna importante, tentem encontrar um momento para dirigi-la ao coração.

Para aqueles que sentem mais o coração, concentrem-se em seu coração.

Aí está, é tudo o que há a fazer.

Não há técnica específica ou individual com relação a isso.

Não se esqueçam também, é um pequeno aborrecimento (talvez não para todos), mas vocês devem esperar ter pequenos problemas dentários, porque o 2o chacra é diretamente ligado à eliminação cármica ao nível dos dentes.
Portanto, será necessário não se inquietarem se tiverem pequenos aborrecimentos para tratar (obviamente, de maneira energética) os dutos energéticos desses dentes se, todavia, isso se manifeste.
Não é uma obrigação, sobretudo para aqueles que já realizaram o trabalho de ir e vir da Luz ao nível do canal mediano, desde o 7o chacra até o 1o chacra.
Mas, para aqueles que não tiveram esta oportunidade (porque são mais recém-chegados, eu diria, nesse processo) de descer até o despertar do Kundalini, necessariamente a ativação do 2o chacra pode se traduzir por reações de problemas ao nível dos dutos dentários.

Questão: para os problemas dentários, você tem recomendações?

Ao nível energético, não, é um trabalho de especialista aí, mas que necessita um suporte mecânico e energético ao nível dos dutos dentários afetados.

Mas são inconvenientes que, de qualquer modo, mesmo se não forem tratados, resolvem-se por si.

Como vocês chamam isso?, quando vocês têm pus nas gengivas?
Será como aqueles que evacuam carmas há vários anos onde, aí, havia cistos ao nível das raízes dos dentes, que eram muito mais graves.
Aí, são muitas dores, gengivites e eliminação de dentes, categoricamente.

Questão: isso pode também ter um impacto nas ATM, as articulações da mandíbula?

Sim, é a mesma região, é claro.
Tudo o que é ligado à abertura da boca é ligado aos dentes e, obviamente, às articulações das mandíbulas.

Questão: por que algumas pessoas não sentiram desconforto nas pernas?

Isso quer dizer, certamente, que o segundo chacra não tem necessidade, pelo momento, de se fazer sentir com relação ao abandono, ou porque o trabalho já está feito, ou porque ele se fará quando de uma adição de uma nova vibração nas semanas que vêm.

Questão: e se o desconforto foi em uma única perna?

A perna direita corresponde ao segundo chacra.
A perna esquerda corresponde ao primeiro chacra.

Portanto, seu centro de poder do primeiro chacra está em desequilíbrio com relação ao seu segundo chacra.

Isso quer dizer que há, em algum lugar em você, medos que estão ligados ao poder humano que você não ousou assumir durante a vida material.
Questão: Miguel falou da ascensão dos humanos e dos não humanos.

Parece-me que, sobre a Terra, há humanos e não humanos.

Questão : você fala dos animais?

De algumas classes de animais que estão prontos para serem individualizados, mas também alguns animais que são sentinelas e vigias, que são seres de dimensões bem além de sua dimensão (e da minha, mesmo) e que vão retornar no domínio deles.

Questão: quais são esses vigias e esses sentinelas?

Há várias espécies.
A maior parte dos mamíferos marinhos, é claro.

Questão: poderia desenvolver ?

Não.
Isso não tem qualquer interesse além da curiosidade.

Questão: eu me inquieto, com relação ao que vem, de saber meus parentes afastados.

Caro amigo, não há sofrimentos a ter.
Progressivamente e à medida das semanas, certo número de virtudes (que eu não posso desenvolver agora, mas que estão ligadas, de um lado, ao que vocês chamam hereditariedade, e, de outro lado, ao que vocês chamam relações afetivas, mesmo positivas) vai fazer dissolverem-se as relações.

Isso não quer dizer que vocês vão perder de vista as pessoas que vocês amam, que vocês colocaram no mundo, ou que os acompanham, mas simplesmente vocês viverão uma relação de alma a alma, totalmente desembaraçada do fato de não se ver, de não se tocar, de não se beijar, de não se falar, porque vocês viverão o fato de que vocês não estarão mais separados.

Enquanto que hoje pode-se dizer que as maiores separações não se encontram entre os desconhecidos, elas se encontram, é claro, na família.

Portanto, é preciso, como se diz, ter confiança no que vem e no que é.

Quest ão: neste período específico, como fazer quando não se sabe mais onde se está, não se tem mais vontade de nada e se é incapaz de organizar o apartamento?

Bem, isso faz parte da grande lição de ontem, de Miguel.

Para alguns seres que se sentem na incapacidade de levar a efeito suas tarefas quotidianas profissionais, afetivas, sociais e outras, isso assinala, para eles, um momento necessário de interioridade.

Não há obstáculos (social, financeiro, emocional) que se atenha diante da voltade da alma.
Então, é preciso ir no sentido deste abandono.
Porque, mesmo se lhes pareça catastrófico, a um dado momento, não ir trabalhar, imaginar não regressar uma noite para casa, se você aceita a pressão de sua alma para fazer isso e você vai você vai no sentido do que há a fazer para se liberarar disso, você constatará com extrema rapidez que é muito mais fácil.

É sempre o primeiro passo que é o mais duro, porque ele está ligado às suas convenções e aos seus comportamentos mentais, sociais etc..

Questão: a doação de órgãos é compatível com uma evolução espiritual, e nossos órgãos podem permanecer sobre a Terra quando nós a deixamos?

Vocês não são proprietários de seus órgãos, sobretudo quando morrem, não é?
Isso não tem qualquer espécie de importância.

Efetivamente, existem casos em que transplantes de órgãos podem se acompanhar da persistência de fragmentos da personalidade da pessoa que morreu.
É por isso que aquilo que permanece é incômodo, não para quem morre.

Entretanto, vocês podem ter um transplante de algo, não é isso que vai incomodá-los para ir para a Luz.
Isso pode apenas perturbar algumas funções ao nível dos casulos de Luz.

Questão: mas para quem é apegado ao corpo, no momento de morrer, não é ainda um laço a mais com a vida?

Não.
Absolutamente não.

Tudo isso faz parte das crenças que eram ainda, talvez, válidas em minha vida, mas não mais hoje.

A distorção, o afrouxamento dos laços com a matéria, tornam-se cada vez mais importantes.

Nós os preparamos na suavidade, para vocês, consciências humanas (mas não para a Terra), para viverem este abandono da matéria de modo suave e progressivo.

Portanto, não há riscos hoje.

Questão: o que é do desaparecimento massivo dos insetos polinizadores e como remediar isso?

Não é para remediar.

As abelhas são chamadas as servas do Senhor.
Elas fazem parte de um plano evolutivo preciso que era semear a vida sobre a Terra, difundir a reprodução da Terra.

Mas é agora, como vocês sabem, em vias de se concluir.
Portanto, a missão delas terminou.

Não se esqueçam que, frente a um evento que, em sua dimensão, lhes parece terrível (e, sobretudo, neste período em que a Luz é onipresente, ainda que vocês não a vejam sempre), o que vocês vivem como algo de dramático é uma liberação, e nada mais.

É seu olhar que deve mudar sobre as coisas, mas não a realidade das coisas.

Questão: como fazer quando nossos parentes não estão no mesmo caminho?

É infelizmente o caso de muitas famílias e casais e de muitos irmãos e irmãs também.

Cada um tem seu caminho.

Vocês não podem conduzir ninguém pela persuação intelectual ou afetiva.

Vocês apenas poderão conduzir as pessoas para a Luz através de seu próprio comportamento e de sua própria Luz, mas certamente não através das palavras ou das preconizações.

Em contrapartida, informar, hoje, tornou-se capital e vários de vocês, aqui presentes ou em outros lugares, sentem a necessidade e a urgência de informar, a despeito de serem tomados por loucos.
Isso não é importante.

O importante é que o humano, qualquer que seja sua evolução, seja informado.

Isso não quer dizer que ele escolherá a Luz, mas isso quer dizer que, em algum lugar, a consciência dele guardará esta informação no momento vindo, e isso é capital.

Mas haverá sempre seres humanos que recusarão ver a verdade de frente e vocês ali nada poderão, absolutamente.

Lembrem-se do que eu lhes disse: vocês não têm que ditar ou querer o que quer que seja com relação aos seus descendentes ou ascendentes, porque é a liberdade deles a mais absoluta continuar a experiência da encarnação, ou porque eles são muito mais evoluídos do que vocês e eles servirão de grandes Guias nas próximas dimensões divididas, ou porque eles decidiram fazer outro caminho.
  
Lembrem-se de que no final, tudo está bem, não há que ter medo do que quer que seja.

Pelo momento, vocês reagem com relação aos laços de filiação, vocês reagem com relação aos apegos.
Esses apegos vão se dissolver.

Vocês encararão, mesmo os mais próximos como sua prole, como almas e não mais como seus filhos ou seus pais.
E isso está a caminho.
E é uma realidade que não é simplesmente uma ideia ou um conceito.
É uma realidade verdadeira e real e total na manifestação, no comportamento e na consciência.

Questão: então é uma forma de exemplo que é preciso dar ?

É o único comportamento possível, é claro, porque se você aborda alguém que você conhece (ou que não conhece) e fala-lhe do que você vive, você arrisca verdadeiramente ser tomado por louco porque, no raciocínio daquela pessoa, você é louco, e ela terá razão, porque ela não vive a mesma realidade que você.

Então, é apenas através da informação neutra e de seu estado de ser, e de sua qualidade de ser e de transparência que isso se põe num canto da consciência e, no momento vindo, em um momento ulterior, a tomada de consciência se faz.

Lembrem-se: quanto mais vocês forem numerosos a terem consciência, a estarem informados do que acontece realmente, mais será fácil para todo o mundo.

Questão: como se articula a evolução de alguém que está na recusa de encarnação com a difusão das virtudes por Miguel nas semanas que vêm?

Como os fios de Luz permaneceram em outros planos da alma, em outros planos dimensionais, não há possibilidade de estabelecer um contato em uma nova virtude enquanto a união dos fios não é realizada.

Há duas coisas diferentes: há a união dos fios, dos 24 fios de Luz que unem a alma com os complexos superiores (alma/espírito), mas há também a ativação desses fios de Luz que é outro processo.

Vocês apenas podem viver a ativação se os fios estão presentes, é claro.

Outros seres humanos realizarão essas virtudes durante o período da efusão Micaélica, não unicamente durante os Casamentos Celestes, mas também até o final da intervenção Micaélica.

A única coisa importante é compreender que vocês têm até o final de junho, independentemente das 12 virtudes, para penetrar em seu santuário interior, ou seja, acender sua lâmpada interior ao nível do coração.

Questão: pode haver uma forma de «rattrapage» desses fios?

A questão é muito ambígua.
O que quer dizer «rattrapage»?

Questão: pode-se superar rapidamente uma recusa de encarnação para ativar esses fios?

Eles não podem ser ativados enquanto não estão aí.
Como vocês querem ativar algo que não está ligado?
É como se você pressionasse um botão para acender a luz, mas não há fio elétrico entre o botão e a lâmpada.

Questão: como então reativar esses fios?

Giramos em círculo aí.
A questão é muito simples: é preciso, primeiro, reativar os fios, a descida dos fios.
Depois, a ativação será possível.

A partir do momento em que os fios estão restabelecidos, se o destino da alma é viver, sob uma forma ou outra, a ascensão, isso se realizará.

As pessoas que se reúnem à energia Micaélica, à energia dos Cenáculos, dos Conclaves e dos Anjos do Senhor, são trabalhadores preciosos, mas isso não quer dizer que aqueles que não trabalham estejam abandonados à sua sorte.

Questão: cada intervenção de Miguel vai ativar essas virtudes ao nível global, terrestre?

Sim.

Questão: então cada um pode lançar mão desta espécie de reserva global, mas a seu ritmo?

Sim
.

Questão: que fazer para as pessoas que pedem conselho?

Os conselhos...
O mais importante para as pessoas que não conhecem a energia, que não conhecem as dimensões espirituais, é o trabalho de meditação e de alinhamento.

Essas pessoas que não conhecem nada poderão, talvez, sentir a pressão do ultravioleta, mas, o mais importante, é encontrar o coração antes de qualquer coisa porque, no coração, qualquer que seja seu destino, qualquer que seja seu caminho, quaisquer que sejam suas escolhas, todo estará bem.

E o que nós queremos, de lá onde estamos, é que o máximo de seres humanos viva o que vem em consciência e no alinhamento interior.

Lembrem-se do que lhes disse o Arcanjo: talvez muitos seres humanos que não escolheram a ascensão possam ser muito mais evoluídos do que vocês.
Vocês não sabem disso, e isso lhes será ocultado todo o tempo.

As relações da humanidade encarnada devem ser relações de coração e não devem ser condicionadas, sobretudo para os seres despertos, com relação aos apegos, com relação às linhagens, e com relação às evoluções.

Portanto, o único conselho a dar é o coração.

Então, vocês têm Mestre Ram, e vocês têm outras informações para ir para o coração.
E ir para o coração não é um ato intelectual, é um ato da consciência, não é de modo algum a mesma coisa.

Estar no coração intelectualmente é simplesmente se dar boa consciência, mas não é a consciência do coração.

Questão: quando se tiver ascensionado, teremos a consciência total?

Sim, total.
Alguns de vocês sobre a Terra, e mesmo aqui, começam a experimentar fusões de consciência com outras realidades.
Esse será seu lote quotidiano.

Mas, para alguns, isso se faz mais rapidamente, porque estão habituados a isso, os contatos, e outros estão mortos de medo, apesar do que eles querem.

Então, é preciso ir cada um no seu ritmo, em função da possibilidade da energia e da consciência que é a sua.

Questão: qual é a diferença entre os seres de Cristal, de Luz e de Diamante?

Trata-se de qualidades vibratórias diferentes onde, quando se fala de corpo de Luz, de corpo de Cristal ou de corpo de Diamante, isso significa certa corporeidade e certo antropomorfismo, o que não existe mais a partir de certo estado dimensional onde toda referência à história passada deste Espírito não existe mais sob forma visual ou vibratória, porque foi transcendida.

Esse foi o caso quando da fusão de linhagens, por exemplo, como Mestre Ram ou como meu Mestre Bença.

Questão: isso corresponde a uma dimensão específica?

Totalmente.

Corpo de Luz, 4ª dimensão.
Corpo de Cristal, 11ª dimensão.
Corpo de Diamante, 18ª dimensão.

O Corpo de Cristal corresponde à dimensão dos Elohim.
O Corpo de Diamante corresponde à dimensão dos Devas ou Lipikas Cármicos ou Melquisedeques, também, conforme a filiação.

Para além daí, vocês entram nas esferas em que não pode mais haver manifestações antropomórficas, humanóides ou não humanóides.
Vocês entram nas figuras geométricas, mas que não lhes concerne.
Vocês o verão quando estiverem do outro lado.
Portanto, a nada serve encherem a cabeça com tudo isso.

Questão: poderia desenvolver as virtudes do Amor-atração e do abandono, que Miguel citou em 25 de abril?

Não, é por uma razão precisa que isso não foi desenvolvido.
Porque anuncia uma palavra, essa palavra é essencial.

Lembrem-se de que ele substituiu Amor por atração, que ele falou de abandono.
Ele falará de confiança.
Ele falará também de outras coisas.

Mas cada um compreende com o filtro do mental, o abandono.

Mas Miguel bem lhes disse que eram energias, não é?, uma vez que vocês as sentem impactarem-se em vocês.

Portanto, querer explicações é retornar ao nível do mental.
Portanto, contentem-se em esperar o momento oportuno, quando a maioria dessas novas virtudes será ativada.

_____________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Um comentário:

  1. Lembrem-se de que no final, tudo está bem, não há que ter medo do que quer que seja.

    Estar no coração intelectualmente é simplesmente se dar boa consciência, mas não é a consciência do coração.

    Então, é preciso ir cada um no seu ritmo, em função da possibilidade da energia e da consciência que é a sua.

    ResponderExcluir