Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

18 de mar de 2014

UM AMIGO – 18 de março de 2014




Eu sou Um Amigo.
De meu Coração ao seu Coração, em um único Coração, eu venho ao seu encontro, nesses tempos de Graça, nesses tempos de Celebração, para propor-lhes, novamente, um passeio.

Eu os convido, se quiserem, a colocar-se no observador.
Eu os convido a deixar dissolver tudo o que provém do corpo, seja sob a forma de sentires, de pensamentos, de emoções, pouco importa.
Esqueçamos isso, se quiserem, o tempo de caminharmos juntos.

Nada mais havendo a observar nesse corpo, deixemos, se quiserem, a consciência colocar-se na Existência…, aí, onde está a Tranquilidade, aí, onde está a Paz.
E, se vocês concordam, eu os convido a soltar essa Paz, essa Tranquilidade, para juntar-se à Consciência pura, entregando seu Espírito em Suas mãos, nas mãos do Pai, aí, onde não pode mais emergir a noção de um «eu sou», a noção de existência...

[Silêncio]

Àqueles que não puderam seguir-me, eu gostaria de dizer isso: eu me exprimo, agora, a partir da Consciência pura, que o leva até vocês.
Não procurem como atingi-la.
Busquem, ao invés disso, aquilo a que vocês se atêm e que, como lhes foi dito, tem a vocês...

[Silêncio]

A Consciência pura é sua Morada, assim que vocês soltam toda adesão a uma existência separada.
Aceitar dissolver-se é juntar-se à Consciência pura.
Quando vocês soltam o corpo, os pensamentos e a personalidade, inteiramente, então, vocês podem, a maior parte de vocês, juntar-se à Existência.
Soltando a personalidade, o que vocês perderam?
Nada que não esteja em relação ao que vocês são.
Tendo, assim, experimentado que, soltando o que vocês creem ser, encontrariam a Paz, a Alegria, o que vocês arriscam em soltar, novamente, fundindo-se na Consciência pura?

Nós chegamos, vocês sabem, na proximidade da Dissolução total da Ilusão na qual vocês têm estado colocados.

Soltar tudo, a partir de agora, é a garantia de nada manter que seja ligado à ilusão.
Não procurem o que pode durar, o que pode viajar com vocês quando de seu retorno à sua Eternidade.
Soltem tudo e, se isso pode ser solto, então, é que não é, de maneira alguma, ligado à Eternidade.
Tentem soltar sua Eternidade e, então, verão que isso se pode.

Então, na Consciência pura, aí, onde não existe mais qualquer separação, mais qualquer ilusão, o Um reconhece-se e funde-se no Um...

[Silêncio]

E daí, o que aconteceria se vocês soltassem o Um?

[Silêncio]

O que quer que vocês tenham soltado, o que quer que mantenham, ainda, ou não, eu estou aí, um Amigo, e eu lhes digo, até sempre, no Amor, no Coração do Coração.

Até breve.




Transmitido por Air.


3 comentários:

  1. A Consciência pura é sua Morada, assim que vocês soltam toda adesão a uma existência separada.

    Nós chegamos, vocês sabem, na proximidade da Dissolução total da Ilusão na qual vocês têm estado colocados.

    O que quer que vocês tenham soltado, o que quer que mantenham, ainda, ou não, eu estou aí, um Amigo, e eu lhes digo, até sempre, no Amor, no Coração do Coração.

    ResponderExcluir
  2. "Nós chegamos, vocês sabem, na proximidade da Dissolução total da Ilusão na qual vocês têm estado colocados.
    "Soltar tudo, a partir de agora, é a garantia de nada manter que seja ligado à ilusão.

    "Juntar-se à Consciência Pura, entregando seu Espírito em Suas mãos, nas mãos do Pai, aí, onde não pode mais emergir a noção de um "eu sou", a noção de existência...

    "A Consciência Pura é sua Morada, assim que vocês soltam toda adesão a uma existência separada.
    "Aceitar Dissolver-se é juntar-se à Consciência Pura.

    "Então, na Consciência Pura, aí, onde não existe mais qualquer separação, mais qualquer ilusão,
    O Um Reconhece-se e Funde-se no Um."

    ResponderExcluir
  3. Soltar, despregar, descolar, desapegar, de tudo o que já reconhecemos, que é ilusão... E quando, sentirmos que 'no nosso agora', estamos unidos a um 'estado superior', soltemos também...

    Na Consciência Pura, nossa Morada, requer que, não apenas nossas ilusões de estimação sejam liberadas, mas bem mais, nossos, conceitos sobre a Eternidade.

    É como se passássemos por um processo de decantação, onde as impurezas materiais ou sutis, fossem nos liberando e nos tornássemos a "Água da Vida"...

    O Agora, É assim ...

    ResponderExcluir