Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

21 de out de 2008

JOFIEL – 21 de outubro de 2008

DO SITE AUTRES DIMENSIONS.


Eu sou Jofiel, Arcanjo da Luz dourada e do conhecimento.
Saudações a vocês, almas humanas.

Como sabem, eu acompanho este ano terrestre que foi definido como o ano da confrontação, ano da revelação, ano em que o conjunto de coisas e de mecanismos escondidos são revelados.

Eu lhes defini este ano certo número de etapas chamadas «trabalhos».
Vocês estão na última parte do trabalho vermelho.
Este começou em 15 de agosto, terminará em 21 de dezembro, e é marcado pela emergência da confrontação ao nível do povo que vive sobre as terras vermelhas, ou seja, o povo americano (USA).

O trabalho no branco, que começará quando do solstício de inverno, verá uma influência e um impacto dessa etapa ao nível dos povos europeus.

Eu anunciei, quando de minha última vinda neste mesmo espaço, que vocês entrariam muito em breve nos tempos chamados «os tempos reduzidos», abundantemente descritos em suas diferentes tradições, em suas diferentes obras, por seus diferentes profetas.
Assim é das narrativas de lutas feitas nas Upanishads [termo de teologia bramânica], através de combates épicos.

Esse tempo foi perfeitamente descrito, em termos terrestres, por um de seus profetas, chamado Daniel, retomado bem mais próximo de vocês, em seu livro Santo chamado o Evangelho, o novo testamento, em particular em sua última parte, denominada o Apocalipse de João.

Esse período foi inaugurado durante os primeiros dias de seu mês de outubro, não pela vontade de homens, não pela vontade da Sombra, mas pela vontade da mecânica divina, através da mecânica celeste.
Esse período estende-se, portanto, num período de 1.260 dias, durante os quais o conjunto do caminho deve ser realizado.

Dentro de muito pouco tempo em número de dias terrestres, vocês verão, com seus olhos, no céu, fenômenos luminosos.
Esses fenômenos luminosos têm por origem o sol.
Eles são chamados, eles foram chamados, esses fenômenos luminosos, por diversos médiuns: a advertência.

Não confundam esses sinais luminosos provenientes do sol com as manifestações associadas, desejadas pelos homens que sabem e que esperam tirar partido desses fenômenos, a fim de induzi-los no medo.
Permaneçam centrados.
Permaneçam alinhados.

O que é vivido, como eu anunciei desde 15 de agosto (o desmoronamento total, irremediável e irreversível do sistema financeiro, econômico e social do planeta) é apenas uma preliminar ao retorno da Luz, se tal é sua escolha, ou à instalação da Sombra, se essa é sua escolha.

Vocês entraram nos tempos extremos, onde a oportunidade da Luz e do Amor jamais esteve tão presente, desde a encarnação daquele a quem vocês chamaram Cristo.

Trata-se, desde 15 de agosto e até 21 de dezembro, de momentos solenes, de momentos de verdade, de momentos de revelações em que vocês poderão afirmar e demonstrar sua Divindade, se tal é seu anseio, se tal é seu desejo.

Os fenômenos luminosos que aparecem no céu são o anúncio da entrada em funcionamento das forças arcangélicas, em sua totalidade, em seu espaço, em seu ser interior, a fim de fazer o trabalho de Luz e de revelação de Luz.
Ninguém poderá ignorar o que isso é, o que isso significa e o que isso induz no que vocês terão a afirmar, a colocar, a manter e a demonstrar.

Não se deixem ir ao alarido do mundo.
Trata-se apenas de gesticulações de forças arcaicas opostas ao estabelecimento da Luz, que não merecem um grama de um olhar.
Somente sua propensão a olhar seu ser interior, somente sua propensão a deixar instalar-se sua Luz interior será capaz de desviar sua consciência e seu olhar dessas gesticulações.

Eu anunciava, no início deste ano, e progressivamente e à medida que a humanidade dirigia-se para o período de 15 de agosto, e cada vez mais frequentemente, a capacidade para cada alma em encarnação viver o reencontro com o que eu chamei o anjo guardião, que é sua contrapartida luminosa em outras dimensões, com a qual vocês estabeleceram as conexões e as relações.

Nada deve desviá-los da certeza de sua Divindade, de sua certeza de herança de Luz, de sua certeza de filiação do Amor.

Como eu já disse, e como o disse esta noite, vocês são seres de Luz, vocês são seres divinos que fizeram, a um dado momento, o sacrifício de sua Divindade para experimentar o princípio da encarnação.
Esse princípio da encarnação necessitou de uma ruptura e de uma separação com sua eternidade e sua própria Luz.

Os fenômenos luminosos no céu vêm recordá-los de seu juramento de jamais esquecer a Luz que vocês são.
A Luz vem a vocês, a fim de aliarem-se à Luz.

Sua liberdade é total.
Vocês foram criados livres, vocês aceitaram livremente, porque vocês são seres divinos, seres de autoridade e criadores.

O fato de tornarem-se criatura apagou em vocês, de maneira temporária, o tempo de suas experiências, a lembrança do que vocês eram.
A experiência pode tomar fim, se vocês o desejam.
O reino do Amor, o reino da harmonia pode chegar e instalar-se, se vocês o desejam.

A um dado momento será necessário e, para ilustrar isso com as palavras de seus evangelhos, fazer como os apóstolos no momento em que o Cristo disse a eles, individualmente: «Vem, abandone tudo e siga-me. Deixe os mortos enterrarem os mortos».

Vocês vão renunciar à experiência ou vão renunciar à Luz?
Não haverá julgamentos, sua liberdade de escolha será respeitada totalmente.

O que vocês vão atravessar, o que vocês atravessam doravante está inscrito na história do mundo.

«Ninguém pode penetrar o reino dos Céus se não renasce novamente»: neste período de fim e de renovação é necessário aceitar morrer para a experiência, para nascer à Luz.

Não se trata de um combate, não se trata de uma resistência, mas, efetivamente, de um soltar, de uma aceitação, se tal é seu desejo, a fim de sair da ilusão e de entrar na eternidade.

Trata-se, nada menos, apenas disso e isso é agora e isso é imediatamente e isso não é num outro lugar e isso não é num futuro, porque isso é o momento, porque agora é o instante.

Essas palavras são solenes, porque a época é solene.
Essas palavras são verdades, porque inscritas na mecânica celeste.

As atuações humanas refletirão apenas o grau de oposição para o que vem.
Não lhes é pedido para lutar, mas frutificar.
É-lhes pedido para deixar desabrochar a Fonte do Divino que flui no meio de seu peito, se tal é sua escolha e, eu repito, toda escolha é respeitável diante do Eterno.

Vocês não encontrarão justificação alguma para a Luz através da adesão ao que quer que seja, a não ser em vocês mesmos, em sua dimensão interior e em sua dimensão de Divindade.

Vocês são acompanhados, vocês são ajudados.
As energias Arcangélicas, as energias Angélicas, as energias Crísticas, as energias do Espírito Santo (as energias da polaridade feminina do Pai, se preferem) inundam-nos de seu traço, a fim de qua nunca mais nenhum ser humano possa dizer que não sabia.

Os fenômenos luminosos serão, para a maior parte de vocês, anunciados de maneira individual, sob forma de sonhos, sob forma de locuções, sob forma de impressões e se imporão como uma evidência, num muito pequeno número de dias precedendo os fenômenos luminosos.

Não me cabe, em todo caso, hoje, definir-lhes o objeto desses fenômenos luminosos.
Cabe a vocês acolhê-los, prová-los à luz do Amor, em seu ser interior, mas não atribuam crédito algum às gesticulações que serão feitas durante esse período.

Contentem-se de acolher o que vem, cuja tradução a mais importante e a mais imediata poderá traduzir-se pelo que eu chamaria o «Fogo do Coração».

Uma lufada de eternidade, a lembrança do juramento, a revelação do Esplendor está doravante a caminho.
Não me compete, eu repito, dizer-lhes o que fazer.
Seu Coração dirá a vocês, na condição de que vocês o escutem.

Lembrem-se simplesmente de que esses fenômenos luminosos vêm do céu em sua aceitação a mais forte.
Eles vêm do sol em sua aceitação da encarnação do Logos e do princípio Crístico.
Eles vêm para vocês.
Eles vêm anunciar-lhes e adverti-los.

Permaneçam na Paz, sejam abençoados em sua humanidade.

Recebam minha Paz, recebam o Amor da Luz Angélica.

__________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Um comentário:

  1. Incrível a coerência desta informação sobre os tempos reduzidos, mencionada já em out/2008: "Esse período estende-se, portanto, num período de 1.260 dias, durante os quais o conjunto do caminho deve ser realizado". Mais dois trechos de enorme riqueza: "1 - Esse princípio da encarnação necessitou de uma ruptura e de uma separação com sua eternidade e sua própria Luz. 2- Neste período de fim e de renovação é necessário aceitar morrer para a experiência, para nascer à Luz".

    ResponderExcluir