Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

10 de dez de 2011

ANAEL – 10 de dezembro de 2011

Mensagem publicada em 11 de dezembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


Áudio da Mensagem em Francês

Link para download: clique aqui


Eu sou ANAEL, Arcanjo.
Bem amados Filhos da Luz e bem amadas Sementes de Estrelas, que a Graça da Paz, do Amor, da Unidade e de nossa Presença comum coloque-nos em Unidade e em Verdade.

Eu venho a vocês, neste espaço, como no espaço da Terra, acompanhado de três outros Arcanjos, que representam, para nós quatro, as estruturas e as Vibrações que vêm reforçar, em vocês, os Quatro Pilares do Coração, que levam sua Consciência a situar-se em novos espaços de Liberdade, em novos espaços Ilimitados da Consciência Unificada.

Além de mim mesmo e de minha Presença, em primeiro lugar, virão, em seguida, o Arcanjo URIEL e, em seguida, o Arcanjo RAFAEL e, enfim, o Arcanjo JOFIEL.
Cada um ao seu turno, por nossa Presença e nossa Vibração, mas, também, no que me concerne, através de suas interrogações, nós tentaremos fazê-los penetrar – pela Comunhão e a Graça – os estados da Unidade, da Luz Branca.
Nisso, nós seremos levados a Vibrar certo número de elementos que associarão – de um modo que não lhes é comum – tudo o que está em ressonância e em Vibração com a Consciência, a Vida, a Unidade e a Luz, e o Conhecimento, que os conduz, talvez, a melhor posicionar-se na Nova Consciência, a fim de favorecer, em vocês (se já não foi feita), a Última Passagem da Porta Estreita, que os conduz, como havia dito e repetido o Comandante dos Anciões (ndr: O.M. AÏVANHOV), a viver os mecanismos de sua própria Ascensão.

Tudo isso será desenvolvido por nossa Presença – efetiva, a partir deste instante – neste espaço, como no espaço da Terra, prefigurando, de algum modo, as Núpcias de Luz e os anúncios de Maria, a vir, nas semanas que se escorarão neste tempo da Terra (ndr: até hoje, a única data comunicada é aquela de 17 de dezembro, que transcorrerá em duas etapas: efusão Vibratória, de 19h30min às 20h, seguida de uma interação, a partir de 20h [horas francesas]. Essa canalização não será pública. A transcrição será divulgada na rubrica «mensagens a ler»).

Quanto a mim, eu venho, também e sobretudo, responder, no âmbito dessa ótica (Consciência, Unidade, Verdade, Amor e Conhecimento), aos seus questionamentos e às suas interrogações.

Eu deixarei os três outros Arcanjos exprimir o que eles têm a exprimir, no momento vindo.

De momento, se tal é, também, seu estado, acolhamos, juntos, seus diversos questionamentos concernentes a esses conceitos e a essas Vibrações, porque nós esperamos, por nossa Presença, como eu disse, reforçar o acesso à sua Unidade, às moradas da Alegria Eterna e do Amor.

Bem amadas Sementes de Estrelas, então, eu lhes dou a palavra, estando entendido que minhas respostas serão produzidas, bem além de minhas palavras, pela Radiação de minha Presença, como Arcanjo representante do Conclave, mas, também, pela Presença das três outras Vibrações Arcangélicas que me acompanham, neste dia de seu tempo.

Eu os escuto.

Questão: como conciliar o silêncio e a não ação – preconizados para superar a personalidade – e a vida no quotidiano, sobretudo, quando o trabalho leva a interagir, verbalmente?

Bem amada, a Vibração da Luz é, hoje, um impulso – pela Porta Posterior, pela Porta OD – que os convida a viver a Unidade, não a colocar-se as questões inerentes da personalidade concernentes ao «como agir na vida comum».

O que lhes é dado e aportado é a possibilidade de viver o extraordinário.
Cabe a vocês decidir onde querem estar.

Virá um momento – e esse momento está extremamente próximo, tanto em termos Vibratórios como em termos terrestres – em que vocês não terão mais escolha.
Será necessário decidir estabelecer-se na Unidade ou na Dualidade.

Assim, como nós o dissemos, cada ser, hoje, está, estritamente, no lugar que é adequado para permitir-lhe superar – através de suas próprias confrontações, através de suas próprias oscilações – o que há a superar, para estabelecer sua Consciência na Unidade.

Enquanto a personalidade está presente e na dianteira da cena, ela vai interrogar sobre «como fazer», enquanto a problemática não é de «como fazer», mas de «como Ser».
E vocês podem Ser apenas se saem, em Consciência, de todo comprometimento, de toda precipitação nesse mundo.

Isso significa, é claro, não abandonar o que vocês fazem, mas, efetivamente, Ser além do que vocês fazem e, para isso, não há alternativa – como eu disse – além de Abandonar-se à Luz, através da Renúncia: «Pai, que sua vontade seja feita e não a minha».
Isso é uma revolução da Consciência, uma Reversão que não impede, de modo algum, o prosseguimento de qualquer atividade, qualquer que seja, na matriz, porque, a partir do instante em que vocês realizam a Unidade da Consciência, o conjunto de sua vida e de sua consciência não está mais sujeito, nem escravizado a um corpo, a um papel, a uma função ou a um compromisso.

É a consciência que se expande, naquele momento, dando-lhes a penetrar os espaços ilimitados da Consciência, que lhes permitem mesmo desengajar-se, ao mesmo tempo estando engajados numa ação, qualquer que seja.
Mas, para isso, a escolha prioritária é aquela da Consciência.
Não é aquela da personalidade, não é aquela de decidir continuar a fazer ou não mais fazer porque, o que quer que façam, hoje, o impulso da Luz é tal, a Vibração da Luz é tal, que ela os faz passar, a partir do instante em que renunciam a tudo, e absolutamente tudo, nas moradas da Eternidade, ao mesmo tempo prosseguindo o jogo e o papel da personalidade, sem ali estar escravizado, sem ali estar confinado.

Aí está toda a nuance, e aí está toda a diferença, entre aquele que vive a Vibração na Unidade e aquele que não está ainda desincrustado e desengajado de toda identificação a uma função, a um papel ou a uma identidade.

A Luz, pelo princípio da Comunhão, pelo princípio da Fusão e, depois, da Dissolução (como lhes foi exprimido pelas Estrelas, algumas delas, há muito pouco tempo) é um guia infalível quanto ao acesso à sua Unidade.
Aquele que vive a Vibração da Unidade e que se instala na Renúncia ganha a Eternidade, enquanto a personalidade inscreve-se, em definitivo, assim como vocês o vivem, e inscrever-se-á, sempre, no efêmero.

Viver a Luz corresponde a uma mudança total de consciência, de corpo, de universo e de mundo.
Cabe a vocês decidir, na Vibração, o que vocês têm a realizar.
Quaisquer que sejam seus engajamentos (para com pessoas, para com situações), o que nós sugerimos é não estar confinado nesses engajamentos.

Como nós o dissemos, não é questão de romper o que quer que seja: um pai deve nutrir seu filho, nesse mundo.
Aquele que ajuda, deve ajudar.
Mas estejam conscientes de que vocês não são nem o pai, nem aquele que ajuda.
O acesso à Multidimensionalidade, à Eternidade de sua Existência corresponde, estritamente, a isso.

O ensinamento da Consciência, através da Vibração, corresponde à doutrina (se é que se pode chamá-la assim) da Unidade.
Viver a Unidade é viver um estado no qual a Consciência não é mais nem localizada – em um tempo, em um espaço, em uma identidade –, no qual a Consciência não é mais a sucessão de vidas passadas que vocês tiveram na matriz, mas no qual a Consciência é Liberada de toda localização, de toda dependência, no qual ela é, portanto, liberada e Livre.
É a Consciência que se libera.
Vocês não têm que liberar o que quer que seja mais.

Alguns de vocês viveram (nos anos precedentes) impulsos da alma, pela Luz, para desengajar-se de algumas situações (por demasiado sufocantes) ou de alguns compromissos (por demasiado sufocantes).
Hoje, não se trata disso.
Realizar a Unidade é possível, quaisquer que sejam as circunstâncias, qualquer que seja a idade, qualquer que seja o carma.
O único obstáculo permanece e continuará, sempre, vocês mesmos.
Não existe qualquer obstáculo exterior.

Enquanto vocês são identificados, mesmo a esse corpo, enquanto vocês não penetram os espaços da Coroa Radiante do Coração, enquanto a Fusão das três Lareiras não se realiza, a Porta Estreita não pode ser cruzada, de maneira definitiva.
Isso deve ser ponderado pela experiência que vocês efetuam, atualmente, cada um em seu ritmo, cada um em seu tempo, cada um em sua medida.

As passagens do estado fragmentado ao estado Ilimitado são encorajamentos para estabelecer-se na Unidade, na qual não existe qualquer localização em um espaço, em um tempo ou em uma consciência limitada.

Sua Consciência, seu Espírito é perfeito, de toda a Eternidade.
Hoje, a Luz vem (como a Fonte lembrou-os), cumprir o Juramento e a Promessa.
Vocês querem ser Livres?
Vocês querem viver a Alegria Eterna do Coração?
Não há qualquer condenação, não há qualquer preferência além daquela de sua Consciência, para estabelecer – como se poderia dizer – em sua alma e consciência.

Vão para onde se situa sua Vibração.
Não sejam obstruídos por uma profissão, por um ser, por um estado de saúde, porque nada de tudo isso pode obstruir seu Ser profundo e seu Espírito.
Apenas os limites, os condicionamentos, as crenças que vocês mesmos conservaram são obstáculos à sua Unidade.
Nada mais desse mundo pode, hoje e agora, representar o mínimo obstáculo ao seu acesso à Unidade.

Vocês são capazes de entregar seu Espírito ao Pai Eterno ou à Luz?
Trata-se de seu Espírito, e não de sua vida, em seus prós e contras.
Quaisquer que sejam os limites e as limitações, elas se transformarão, inevitável e inexoravelmente, pela Inteligência da Luz e pela Graça, e não por qualquer vontade pessoal, seja ela uma vontade de Bem ou uma vontade de Coração.
A Renúncia está nesse nível.

Questão: onde se situa, atualmente, CRISTO-MIGUEL?

Bem amado Filho da Luz, ele Liberou o Sol.
Ele é, portanto, seu Sol, ou seja, seu Coração.
Não há outro espaço, não há outro lugar, não há outro tempo que não aquele de seu Coração.
É aí que se encontra CRISTO-MIGUEL.

Enquanto existir uma espera – e mesmo uma esperança – que se traduz na projeção, ao exterior do Si, de um ser vindo de outro lugar, não pode haver sobreposição da Consciência e, portanto, Liberação da Consciência.

O Caminho percorrido, desde as Núpcias Celestes (e, para alguns de vocês, desde a descida do Espírito Santo, desde o mês de agosto de seu ano de 1984) permite, hoje, realizar o Estado Unificado de Luz, de maneira bem mais simples e bem mais evidente do que era possível – mesmo para os maiores despertos deste planeta – há ainda um século.
Resta, simplesmente, acolher a Luz Cristo, em Unidade e em Verdade porque, mais do que nunca, ela está no Coração e não pode estar em outro lugar.

Questão: os filhos chamados de Anael pelos pais encarnam-se com uma intenção especial?

Bem amada, não são os pais que dão o nome a um filho, assim como vocês o nomeiam: é a criança, mesmo antes de sua encarnação, que sugeriu o nome dela aos seus pais, e isso é uma constante.

Assim, portanto, não há diferença, no Plano Vibratório.

Vocês poderiam nomear um filho de Guenièvre ou Perceval, o que vocês querem que isso mude na Vibração da alma e, sobretudo, na Vibração do Espírito, que é Perfeição?

Frequentemente, o ser humano gosta de mudar nomes.
Se ele soubesse que o nome que ele se escolheu é a estrita Verdade da Vibração de sua alma, que permite, talvez hoje, aproximar-se do Espírito e, portanto, da Liberação da influência da alma na matéria.
Agora, será que todos os Miguel ou Michel são Santos, sobre esta Terra?
Será que todos os nomes Jesus são portadores da Vibração Cristo sobre esta Terra?

Questão: quando de sua última intervenção, você esclareceu que as pessoas que viviam as Vibrações veriam essas Vibrações reforçar-se. Poderia desenvolver?

Bem amado, a Vibração É a Consciência.
Existe, no confinamento, uma limitação de sua Consciência e, se se pode dizê-lo, da gama de frequências de suas próprias Vibrações.

O confinamento é chamado energia etérea.
A Liberação é chamada Energia ou Consciência Vibral ou, ainda, Energia ou Vibração Supramental.

A acumulação das Partículas Adamantinas de Luz Branca, nesse mundo, assim como a Fusão dos Éteres, realizada em vocês mesmos, aumenta a intensidade e a amplitude de sua Consciência, conduzindo-os a viver espaços cada vez mais claros e cada vez mais potentes, nos quais sua consciência sai de sua própria fragmentação.
Isso corresponde, inteiramente, ao que foi dado, há uma semana, por um dos Anciões, concernente à chegada e à ação do Supramental sobre a Terra, hoje, quase concluída.

Assim, portanto, aqueles de vocês que vivem as Vibrações (seja de maneira intermitente ou permanente) dão-se conta de que a ação da Luz (através das células, através do que são chamados os chacras, através do canal mediano da coluna vertebral forrada, por sua vez, de Luz) conduz a viver mecanismos específicos nos quais a Consciência realiza-se no Si, o que lhes permite, então, perceber a defasagem e a distância existente entre a consciência da personalidade (quaisquer que sejam suas ações) e a Consciência da Existência, quando a Consciência não é mais limitada pela própria consciência limitada, quando a Consciência não é mais limitada pela ação da personalidade, mas estabelece-se em espaços ilimitados da Luz e da Vibração.

A amplificação Vibratória é uma realidade.
É claro, os espaços de tempo em que vocês vivem essa amplificação não são, ainda, constantes e permanentes, mesmo se muitos de vocês, sobre esta Terra, aperceberam-se de que, qualquer que seja a amplitude das oscilações entre a consciência fragmentada e a Consciência Ilimitada, mesmo se isso possa parecer-lhes importante (que os conduz a viver processos a que nós nomeamos noite escura da alma), existem, também, momentos em que as Núpcias de Luz consumam-se, qualquer que seja a noite da alma.

Isso se traduz por uma capacidade mais evidente da Consciência para viver os mecanismos de Comunhão, de Coração a Coração, entre sua Dimensão e nossas Dimensões, como foi enunciado e anunciado, mas, também, para aproximá-los de instantes de Fusão com a Unidade, assim como instantes de Fusão que vão mais longe e que os conduzem (em alguns espaços de Alinhamento, de meditação ou outros) a viver os mecanismos da Dissolução no Si.

O Si não é desse mundo, ele é de outros lugares, mas ele percorre, também, esse mundo.

A Revolução da Consciência ligada a esse mecanismo, nomeado Translação Dimensional ou Ascensão Dimensional é, muito exatamente, esta.
Esse processo de Conscientização é gradual, a fim de permitir, por sua Presença, a vocês, Sementes de Estrelas, amortecer o que foi nomeado «choque da humanidade», porque aquele que não Vibra, porque aquele que se desvia da Luz – de momento, entre seus Irmãos e Irmãs – será, efetivamente, ele também, no momento final, confrontado à Luz.
E, para aquele que se desviou da Luz, a Luz é um Fogo, um Fogo que vem consumir o conjunto de ilusões (quaisquer que sejam, desse mundo), como esse corpo.

Assim, portanto, a preparação que vocês vivem é destinada a facilitar-lhes essa Transição, a vocês mesmos, como ao conjunto da humanidade.

O instante de imersão desse sistema na Luz havia sido anunciado, há numerosos anos, por um dos Guias Azuis de Sírius, chamado SERETI (ver suas primeiras intervenções na rubrica «mensagens a ler»).
Ele corresponde à estrita Verdade do que é observável, não necessariamente por seus olhos (se vocês não têm a Visão Etérea), não necessariamente por sua Consciência (se a Coroa Radiante do Coração não Vibra), mas, no mínimo, pelo que seus cientistas são capazes de observar e de notar no comportamento deste planeta, como desse Sol.

O Amor é um Fogo que consome.
Inúmeros elementos foram-lhes exprimidos, há uma semana, pelas Estrelas, concernentes a essa noção de amor limitado, humano, mas, também, do Amor Ilimitado e Vibral que é do domínio do Espírito e que não é limitado por qualquer contingência (de pessoa, de idade ou do que quer que seja) pertencente à vida nessa Dimensão limitada desse mundo.

Questão: foi dito que, quando Maria intervier, em 17 de dezembro próximo, nós saberíamos o que seria de nossa evolução. Poderia desenvolver?

Bem amada, vocês já sabem o que é, porque a Consciência é Vibração.
E, de acordo com o que vocês são levados a viver, pela Vibração, ou a não viver, lembrem-se de que o mais importante é a Liberação do Espírito e da Consciência.

Só a personalidade pode interrogar-se sobre seu próprio fim, mas o fim da personalidade é apenas o fim da lagarta e o nascimento da borboleta.
Não há, portanto, que interrogar-se, intelectual ou mentalmente, porque todas as respostas, de acordo com seu estado Vibratório, estão em vocês, e elas se traduzem, justamente, por seus espaços de expansão ou de não expansão na Unidade, no Amor e na Luz Vibral.

O mental não fornecerá, jamais, qualquer resposta em relação ao processo que está em curso, porque isso nasce bem além do mental: a Luz Vibral não se importa com o mental, a Luz Vibral não se importa com o que é efêmero, porque ela é Eterna, e vem restituí-los à sua Eternidade.

Nesse mundo limitado, a Luz não estava presente.
Ela está, agora, presente.
O Supramental revela-se, permitindo pôr fim ao mental e, portanto, à Ilusão da separação, à Ilusão desta Dimensão, e permite transformar a consciência, esta Terra e o conjunto desse sistema solar em espaços Unificados, que não serão mais, jamais, separados, que não serão, nunca mais, cortados de sua Fonte, na qual a Liberdade é total.
E isso passa pela supressão da localização espaço-temporal numa consciência limitada.

Se vocês estão neste espaço, ou se vocês leem minhas palavras, em outros lugares, é que, obviamente, vocês se colocam a questão da alma e do Espírito, do Amor, da Unidade e da Luz.

Vocês querem que a Luz seja como vocês ou anseiam ou vocês querem viver a Liberdade?
Disso decorre sua evolução em espaços da Criação.

O que vem é Alegria.
Mas, para viver a Alegria Eterna, vocês devem desviar-se (e, mesmo, Reverter-se) de tudo o que é limitado, de todo sofrimento, de toda identidade, de toda identificação, de tudo o que poderia ser um obstáculo à própria vibração.

O que vocês vivem, atualmente, traduz, muito exatamente, o que vocês estão a tornar-se.

Questão: há Vibrações de pontos precisos, mas, quando se tem toda uma zona que Vibra?

Bem amada, que a Vibração localize-se em uma Porta, em uma Estrela, em uma parte da Lemniscata Sagrada, em uma das Coroas Radiantes, no Canal do Éter ou ao nível celular é o mesmo processo de Luz que está no trabalho.

De maneira que eu poderia chamar didática ou pedagógica, certo número de elementos foi-lhes comunicado pelos Anciões e as Estrelas, que permitem, de algum modo, encontrar-se, nos processos Vibratórios.
Não tanto para nutrir o mental, mas, efetivamente, para atrair sua Atenção e sua Intenção, em Consciência, sobre essas zonas, suas funções, seus efeitos e sua eficácia em sua Consciência.

Hoje, vocês são chamados e conduzidos a superar todas essas noções, porque a própria Consciência torna-se prioritária.
E ela é prioritária, além da Vibração, em uma zona precisa desse corpo, pelo estabelecimento no Sat-Chit-Ananda, que é uma Verdade vivida.
Se ela não é vivida, então, seu caminho está em outro espaço que não tem que ser nem julgado, nem avaliado, nem mesmo olhado, porque cada um e cada Consciência, hoje, sobre esta Terra, estabelecem-se, muito precisamente, pela Inteligência e a Graça da Luz, em sua própria evolução.
Dito em outros termos (e como outros Arcanjos, vindos comigo, exprimirão, porque é o papel deles), nada há a procurar no exterior de Si, não há qualquer conhecimento que possa aportar-lhes a Liberdade.
Apenas seu Coração, e unicamente seu Coração.

Enquanto vocês creem depender do que quer que seja de exterior, vocês não são Livres, vocês são confinados.

Questão: a Verdade remete-nos à noção dual de verdadeiro/falso ou bem/mal. E para vocês?

Bem amada, essa é uma visão ligada à personalidade.
O Bem e o Mal, como foi dito, em muito numerosas reprises, é uma ilusão matricial.
Não existe qualquer possibilidade de saída do Bem e do Mal pela prática do Bem, como pela prática do Mal.
Isso foi chamado Ilusão Luciferiana: fazê-los crer que, fazendo o Bem, vocês sairiam da matriz.
Isso é impossível.

Apenas transcendendo o Bem e o Mal é que vocês tocam a Verdade da Luz.
Ela é Alegria, Amor e Unidade.
Crer-se condicionado por esse princípio é, justamente, o princípio que criou, através da vontade de Bem, o princípio de confinamento no qual vocês estão, alguns, desde, em termos terrestres, numerosas dezenas de milhares de anos.

A Liberdade não é desse mundo.
O Espírito é perfeito, de toda a Eternidade.
Apenas a alma e a personalidade creem ter que percorrer um caminho para liberar-se do que quer que seja.

Há apenas a Consciência do Espírito a liberar, justamente, desse conjunto de crenças.
Agora, compreender é um ato mental.
Ser é um ato Vibral, que passa de toda compreensão, porque isso não é um conhecimento, mas, justamente, um estado de Ser.
Viver o Si e viver a Unidade está além de toda compreensão, está além de toda conceituação, está além de toda ideação, porque é um estado no qual a Consciência não está mais localizada, nem num tempo, nem num espaço, e ainda menos nesse corpo.
Enquanto vocês estão confinados nesse corpo, vocês não são Livres.

Será, contudo, que é necessário suprimir esse corpo?
Não, porque a alquimia realiza-se nesse corpo que é, como foi dito, um Templo.
Mas o Templo nada é sem a Presença que está no Interior.
Realizar o que vocês São, realizar o Si é sair da Ilusão, é tornar-se a Eternidade, e isso não é uma compreensão, e não o será, jamais.
E isso não se pode encontrar nem pelo Bem nem pelo Mal, mas estabelecendo-se para além da Dualidade.

A Dualidade, confinante, desta Dimensão limitada é, justamente, a armadilha que os faz crer, ao nível da alma que, se vocês conhecem sua alma, se conhecem os mistérios do Universo, bem, vocês acederiam à Liberdade.

Quem de vocês encontrou a Liberdade desse modo?

Agora, se sua experiência é outra, então, eu posso apenas engajá-lo a viver sua experiência.
Mas a Liberdade não se inscreve numa compreensão, ela inscreve-se além.
Nada há, portanto, a procurar, uma vez que a Perfeição É, de toda a Eternidade.
Há apenas que Percebê-la, ou seja, Conscientizar-se dela.

A elevação Vibratória desse Sistema Solar é a prova formal disso.
É claro, o Irmão ou a Irmã, humanos, confinados em suas próprias ilusões, colocou suas próprias barragens e suas próprias barreiras, através de suas adesões a crenças, quaisquer que sejam.
Deve, portanto, viver o fim de suas próprias crenças, ele ou ela mesmo.
Nada do exterior pode vir romper essas barreiras e essas barragens.
Só a Consciência, o Si, o Coração, a Unidade e a Verdade pode.
Em caso algum a prática do bem basta.
Em caso algum, o conhecimento de um chacra – ou do sistema de chacras ou de qualquer outra forma de conhecimento – pode permitir-lhes viver a Liberdade e, ainda menos, a Liberação.

A Vibração e os ensinamentos – se podem ser nomeados assim – chamados Yoga da Unidade, foram os elementos que, pela focalização da Consciência em algumas zonas ou pontos do corpo, permitem, justamente, perceber pontos ou pontes de Ancoragem com a Consciência do Corpo de Existência.

O Corpo de Existência não é único.
É claro, o mental vai tentar definir uma forma, uma densidade, uma cor, uma localização, mas o Corpo de Existência não pode ser limitado por qualquer artifício mental, por qualquer compreensão mental.

Viver o Ser não é compreender o Ser.
Viver a Unidade não é aceitar a Unidade.

Questão: poderia desenvolver sobre a Verdade que nos conduz à Liberação?

O que nós chamamos a Verdade?
De maneira absoluta, contrariamente à verdade relativa.
Mas eu não poderia exprimir isso, porque foi o objeto de numerosas comunicações.

Eu os remeto, portanto, ao que disseram alguns Anciões, concernente à Verdade relativa, em oposição à Verdade Absoluta.

É bem evidente que a Verdade de que eu falo é a Verdade absoluta, ou seja, que toda Vida e toda Consciência é Luz, que o confinamento no jogo Sombra/Luz é apenas uma ilusão e que, portanto, a Criação é Luz (em todos os Universos, em todos os Multiversos e todas as Dimensões, exceto aquela em que vocês estão), ela é, portanto, totalmente Livre, ela é, portanto, totalmente Unitária.

O princípio e a vivência da Unidade põem fim a toda separação e a toda distância.
O outro é apenas você mesmo.
Um Arcanjo é apenas você mesmo: vocês são a Fonte, vocês são os Arcanjos, vocês são o conjunto dos Universos e das Dimensões, o que os leva a despolarizar, de algum modo, sua consciência limitada.

Enquanto vocês estão sujeitos a um papel, uma função, um corpo ou um universo, vocês não são Livres, porque, como se pode ser Livre, a partir do instante em que vocês são efêmeros?
Parece-me, efetivamente, que, sobre esse mundo, vocês têm o que chamam o nascimento e a morte, que limitam a vida.

Mas o que é essa vida em relação à verdadeira Vida?
Dado que a verdadeira Vida é Eterna e que a Consciência é Eterna e que ela é Perfeita, de toda a Eternidade.
A Unidade é, portanto, um estado da Consciência, no qual não existe qualquer separação.
Vocês são, ao mesmo tempo, o fio da erva.
Vocês são, ao mesmo tempo, o Sol.
Vocês são, ao mesmo tempo, a respiração do vento e da água.
Vocês são a partícula e são o conjunto dos Universos.
Isso não é uma projeção da Consciência, como foi dito, mas, efetivamente, uma introjeção da Consciência, uma Reversão da Consciência, que para de projetar-se para viver o Ser.

Questão: poderia iluminar-nos sobre os eventos a vir?

Bem amado, o quadro temporal é um quadro efêmero.
O que vocês querem saber?
Enquanto vocês querem saber, vocês não podem Ser.
Ser é sair da ilusão do tempo.

Aquilo a que nós os conduzimos e a que nós os portamos – se é que vocês mesmos cruzam a Porta Estreita – é não mais projetar-se num tempo, mas, efetivamente, Ser, inteiramente, o Si e a Unidade.

Será que o Si preocupa-se com o amanhã?
Será que o Si tem a ver com essa vida, esse corpo e mesmo esse mundo?
Não.

Responder a isso seria levá-los numa Ilusão, na hora em que o mais importante, para vocês, é Realizar sua Unidade.

A partir do instante em que sua Consciência atrai sua Atenção sobre um sofrimento, sobre um evento desse mundo, vocês se afastam do Si.

Nosso objetivo, hoje, como agora, em cada espaço de seu tempo, Será o de reenquadrá-los no Ilimitado, na Verdade absoluta que é o Si e não mais projetar a Consciência em eventos que, no entanto, desenrolam-se nesse mundo porque, naquele momento, quaisquer que sejam os eventos que vocês esperam ou temem, se vocês não estão no Si, vocês não poderão viver a realidade do que há a viver.

A natureza humana procura, sempre, marcadores, nesse mundo.
Quer esses marcadores sejam afetivos, sociais, calendários, eles remetem, sempre, à falta de Liberdade.

Questão: se a realidade está em outro mundo Ilimitado, nós estamos numa projeção?

Inteiramente, mas isso deve ser ponderado pelo fato de que a Luz Vibral vem reproduzir, ao idêntico, seu Corpo de Existência.
É isso que é responsável pelo que nós nomeamos Vibrações e o estabelecimento da Consciência em novos espaços.

Assim, se a Verdade não é desse mundo, ela ali se instala.
Nesse sentido (e desde os Casamentos Celestes, iniciados pelo Arcanjo Miguel), isso conduz à desconstrução das ilusões, ao fim das ilusões matriciais e a um salto quântico e dimensional.

Assim, portanto, a Verdade – que não era desse mundo – chega a esse mundo e vem transformar esse mundo.
Isso foi nomeado, pelo Comandante, a passagem da lagarta à borboleta.
Isso lhes concerne, mas concerne, também, à totalidade desse Sistema Solar, porque as leis de confinamento, através das três camadas isolantes, tomam fim.
Do mesmo modo que o confinamento, em seus corpos sutis, toma, também, fim, que permite, pela consumação do corpo causal, realizar a Luz.
Esse é o objetivo, no entanto, enunciado, claramente, por tudo o que vocês nomeiam ensinamento.

Então, de que vocês quereriam ter medo ou de que quereriam liberar-se, uma vez que a Luz vem Liberá-los?
Aquele que vive o Si não pode mais apresentar nem manifestar a mínima interrogação, nem o mínimo medo, porque ele É a Luz.
É, muito exatamente, essa alquimia que vocês estão realizando.

Eu repito: seja através de sua noite escura da alma, seja, em definitivo, por seu choque da humanidade, individual, o momento coletivo está à sua porta.
Isso, nós não lhes escondemos.
Mas esse momento coletivo pode ser a partir de agora, como dentro de algum tempo desse tempo.
Mas isso não lhes concerne porque, assim que vocês tenham penetrado seu tempo individual, o tempo coletivo, em si mesmo, não lhes aparece mais como o tempo da Ilusão do conjunto de consciências que ainda não estão Liberadas da própria projeção.

Questão: quando se vive a Luz, como continuar a fazer o que se deve fazer, no próprio ambiente?

Bem amada, progressivamente e à medida que a Luz instala-se, progressivamente, você concebe que sua consciência libera-se e não a impede, de modo algum, de realizar o que há a realizar ou, como você diz, de fazer o que há a fazer.

A Luz é Graça e Inteligência.
Jamais ela virá perturbar a Liberdade de quem quer que seja no exterior de você.
Assim, portanto, a Luz, nesse momento individual que vocês vivem, pede-lhes para viver e Ser essa Luz.
Ela nada mais pede a vocês.

É claro, existem momentos ou passagens que são, mais ou menos, em seus termos, difíceis de gerir, porque a consciência fragmentada alterna com a Consciência Ilimitada.
Tranquilizem-se, a Inteligência da Luz permitir-lhes-á, no ritmo que é o seu, realizar isso, até o momento coletivo.
A iminência desse momento coletivo traduz-se, também, justamente, para muitos de vocês, numa certa forma de dificuldade para realizar o que lhes era comum e habitual anteriormente.

Mas onde está a Luz?
E, sobretudo: onde vocês se colocam?
Vocês não podem dar mais peso à Ilusão que ela não tem.
Se a Luz mostra-lhes que o que vocês fazem e o que vocês são é uma Ilusão, é necessário, contudo, por uma ação da personalidade, liberar-se dessa Ilusão?
Não.

A Luz engloba tudo.
Ela não separa, ela não divide.

Vocês são, nisso – como eu os nomeei e como vocês foram nomeados por outros Arcanjos – Ancoradores e Semeadores de Luz.
Se não há, em vocês, mais resistência, ou seja, se a Transparência estabelece-se, pela Porta Posterior do Coração, então, a Unidade, a Simplicidade e a Infância, que são seus quatro Pilares, permitirão a vocês fazer o que há a fazer, ao mesmo tempo sendo o que vocês são, na Unidade.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Bem amados Filhos da Luz, bem amadas Sementes de Estrelas, certo número de elementos concernentes, justamente, aos seus questionamentos e interrogações, serão abordados pelos Arcanjos que estão comigo e com vocês.

Então, vivamos alguns instantes de Comunhão.

Quanto a mim, eu permanecerei presente, com os Quatro Arcanjos, neste espaço.

Que a Graça preencha-os e que a Unidade seja sua morada.

... Efusão Vibratória / Comunhão...

Até breve.
__________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

2 comentários:

  1. Afirmações da MSG que ilustram o que realmente importa nesta reta final: 1 - Virá um momento – e esse momento está extremamente próximo, tanto em termos Vibratórios como em termos terrestres – em que vocês não terão mais escolha. Será necessário decidir estabelecer-se na Unidade ou na Dualidade. 2 - É a Consciência que se libera. Vocês não têm que liberar o que quer que seja mais. 3 - Hoje, vocês são chamados e conduzidos a superar todas essas noções, porque a própria Consciência torna-se prioritária. 4 - Nosso objetivo, hoje, como agora, em cada espaço de seu tempo, Será o de reenquadrá-los no Ilimitado, na Verdade absoluta que é o Si e não mais projetar a Consciência em eventos que, no entanto, desenrolam-se nesse mundo porque, naquele momento, quaisquer que sejam os eventos que vocês esperam ou temem, se vocês não estão no Si, vocês não poderão viver a realidade do que há a viver".

    ResponderExcluir
  2. "Eu venho a vocês, neste espaço, como no espaço da Terra, acompanhado de três outros Arcanjos, que representam, para nós quatro, as estruturas e as Vibrações que vem reforçar, em vocês, OS QUATRO PILARES DO CORAÇÃO, que levam sua Consciência a situar-se em novos espaços de Liberdade, em novos espaços Ilimitados da Consciência Unificada."
    "Cada um ao seu turno, por nossa Presença e nossa Vibração, mas, também, no que me concerne, através de suas interrogações, nós tentaremos fazê-los penetrar -pela Comunhão e a Graça- os estados da Unidade, da Luz Branca."
    "Nisso, nós seremos levados a Vibrar certo número de elementos que associarão - de um modo que não lhes é comum - tudo o que está em ressonância e em Vibração com a Consciência, a Vida, a Unidade, a Luz, e o Conhecimento, que os conduz, talvez, a melhor posicionar-se na Nova Consciência, a fim de favorecer, em vocês (se já não foi feita), a Última Passagem da Porta Estreita, que os conduz, como havia dito e repetido O.M.AIVANHOV, a viver os mecanismos de sua própria Ascensão."
    "Quanto a mim, eu venho, também e sobretudo, responder, no âmbito dessa ótica (Consciência, Unidade, Verdade, Amor e Conhecimento), aos seus questionamentos e às suas interrogações."
    "Nós esperamos, por nossa Presença, como eu disse, Reforçar o Acesso à sua Unidade, às moradas da Alegria Eterna e do Amor."

    "A Vibração da Luz é, hoje, um impulso - pela Porta Posterior, pela Porta OD - que os convida a viver a Unidade."
    "O que lhes é dado e aportado é a possibilidade de viver o Extraordinário."

    Do Coração do UM ao Coração de todos.

    ResponderExcluir