Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

3 de dez de 2011

O.M. AÏVANHOV – 3 de dezembro de 2011

Mensagem publicada em 4 de dezembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.
Então, eu lhes transmito, primeiramente, todas as minhas bênçãos, mas, fiel ao meu hábito, eu lhes deixarei a palavra para trocar e dar-me as questões que vocês têm vontade de colocar-me.

Mas, inicialmente, farei um pequeno preâmbulo e tentarei ser breve, porque tudo o que vou dizer, nesse preâmbulo, será desenvolvido, igualmente, pela FONTE, pelos Anciões, pelas Estrelas, nesses dois dias em que estaremos, eu espero, juntos (de qualquer modo, vocês poderão ler, também, o que nós diremos).

Para aqueles que seguiram tudo o que nós dissemos e que, talvez, tiveram a oportunidade de viver esses estados Vibratórios, nós chegaremos a um momento que é extremamente preciso, ao nível de cada uma das consciências humanas de nossos Irmãos e Irmãs que estão encarnados.

A Luz, como vocês sabem, Vibral, tocou a Terra.
Ela se traduz por certo número de modificações do Céu, da Terra, desse mundo.
Tudo isso, vocês sabem.
Mas, também, para aqueles de vocês que são os mais permeáveis, de algum modo, à Luz (ou seja, que estão Transparentes à Luz, que se desviaram dos poderes, tanto da alma como espirituais, que se desviaram da vontade da personalidade, que se abandonaram, mais ou menos totalmente, à Vibração da Luz, vocês descobrem espaços em que não estão mais, como dizia IRMÃO K, compartimentados, ou seja, cada vez menos confinados.
E, como sabem, vocês são cada vez mais numerosos a viver isso, mesmo se não saibam, verdadeiramente, o que lhes acontece, ou seja, vocês constatam, por sua própria experiência, por sua própria vivência, aqui, encarnados sobre esse mundo, que são, progressiva ou brutalmente, abertos para a Luz e, portanto, de algum modo, abertos às outras Dimensões.

E sabem que, na Dimensão Vibral, alguns de vocês começam a conectar, contatar e entrar em Comunhão com as outras Dimensões.
E, aí, vocês descobrem (aqueles que vão até o fim) que tudo é muito simples; nada há de complicado na Luz.
E descobrem, também que, através da Comunhão (como foi desenvolvido), a Nova Aliança ou a própria ação da Luz – no chacra do Coração, da Fusão das três Lareiras – vocês chegam a viver estados em que se manifesta a Alegria, em que se manifesta a Unidade, o Si.
E tudo isso são, se querem, marcadores do Amor.

Desde muito tempo, nós evitamos essa palavra amor, porque, assim que pronunciamos a palavra Amor, cada um vai ali colocar sua experiência da encarnação, sua experiência de sua vivência, de seus sofrimentos, de suas felicidades, da relação homem/mulher, da relação que mantém com o Céu, nos planos matriciais.
Então, nós esperamos que muitos de vocês começassem a viver esses estados de Comunhão e esses estados de imersão, cada vez mais intensos, na Luz, para começar a demonstrar-lhes, por vocês mesmos, e não através de minhas palavras, que o que vocês vivem, agora – nos Alinhamentos, nos estados em que estão nesse mundo – é, muito exatamente, a própria Essência da Luz, ou seja, esse estado de Amor impessoal, incondicional, que não é tributário de qualquer afeição, que não é tributário de qualquer prazer, que não é tributário de qualquer criação na matriz, porque vocês descobrem, aqueles que o vivem, o Amor, no sentido autêntico, ou seja, no sentido Vibral.
Não pelo coração imaginado, não unicamente o coração humano – em suas emoções, em suas compaixões e nesse conhecimento espiritual exterior –, mas, realmente, como uma vivência Vibratória de que toda a Criação é.

E vocês descobrem outros espaços.
Vocês se apercebem de que existem estados da Consciência nos quais não são mais concernidos, não são mais evanescentes, desaparecidos desse mundo, mas vocês estão, totalmente, encarnados – corpo, alma e Espírito – na Verdade desse mundo.
E vocês se apercebem que não são mais nem esse corpo, nem essa vida, nem essas funções de reprodução, nem essas funções de alimentação, mas que vocês são um Espírito que está num corpo.

Então, é claro, todos os ensinamentos falam da alma, do Espírito, dão-lhes leis.
Mas quem, entre vocês, antes, tinha sido capaz de viver esse estado de Consciência?
Aqueles que o viveram – seja quando eu era vivo, de meu modo, ou, ainda, os Anciões, ou o que lhes exprimiram as Estrelas – pode-se dizer que, há ainda uma ou duas gerações, era algo de extremamente raro.
Quando, por exemplo, IRMÃO K começou a falar-lhes do conhecido, do desconhecido, de liberar-se, de tornar-se livres, de tornar-se autônomos, para muitos de vocês – que não viviam a Vibração, naquele momento – isso nada queria dizer.

Mas hoje, quando vocês vivem a Vibração, quando se apercebem de que não são esse corpo, que vocês estão nesse corpo, quando se apercebem que vivem uma Comunhão com seres humanos no outro extremo do planeta, ou a quem vocês encontraram, vocês sabem, pertinentemente – porque não é mais um saber, não é mais um conhecimento projetado através do terceiro olho, ou seja, ilusório e completamente Luciferiano – que vocês estão na Verdade.
Porque vocês fazem a experiência: da Alegria, da Unidade, da Existência, ainda que muitos de vocês não tenham, ainda, acedido à verdadeira viagem interdimensional, que é a característica, eu os lembro, da Liberdade, ou seja, não mais estar confinado num corpo, numa história, numa pessoa, em emoções, em crenças, numa religião ou no mental.
Portanto, a Liberdade não é uma vã palavra.

Então, agora, quero falar, também, ao conjunto da humanidade ou que, em todo caso, possam ler o que eu digo, ou mesmo entre vocês que me escutam.
Voltem-se para seus Irmãos e suas Irmãs que Vibram, porque eles não podem enganá-los.

Qual é a característica de um ser que Vibra?
Isso quer dizer que ele renunciou – através da Humildade, através da Simplicidade, através da Unidade, através da Infância e da Transparência – a toda vontade pessoal.
Ele renunciou a toda ilusão e, sobretudo, e é o mais importante, a todo poder e a toda vontade de dominação de outro ser humano.

Esses seres irradiam a Luz.
Eles não têm necessidade de falar.
Eles não têm necessidade de seduzi-los.
Eles não têm necessidade de vender-lhes o que quer que seja, mas escutem o Coração deles.
Porque esses seres, mesmo se não tenham disso a consciência, tornaram-se totalmente Transparentes à Luz.
Eles não são mais desse mundo.
Eles ainda estão encarnados, como Irmãos e Irmãs, entre vocês.

Vocês sabem que, desde o mês de abril, eu disse que tudo estava consumado.
Então, é claro, aqueles que não vivem essas Vibrações e esses estados da Consciência, olham o mundo, e o que eles veem?
Que ele vai cada vez pior.
Mas qual é o olhar que diz que vai cada vez pior?
É o olhar da personalidade, é claro.

Mas aquele que vive a Vibração vive uma grande Alegria.
Não porque caçoa de algo que é terrível, mas porque ele tem o olhar, como eu disse, e a Vibração da borboleta.
Com certo número de sinais, com as Vibrações, com os Pontos que se manifestam ao nível de KI-RIS-TI, ao nível dos pontos UNIDADE e SIMPLICIDADE, ao nível da ruptura do pericárdio, do Fogo do Coração etc. etc.

Portanto, esses seres, se vivem isso (ainda que tenham, ainda, uma personalidade, uma vez que estão encarnados), eles transcenderam e superaram o que faz a maior parte da humanidade que foi confinada e que se submeteu, por si mesma, a leis de confinamento, ou seja, vou tomar um exemplo muito simples:
Vocês creem que têm algo a melhorar.
Creem que têm um carma a pagar.
Creem que devem fazer suas orações em tal hora, creem nisso ou naquilo, que é exterior a vocês, e vocês não vivem o Si.
E vocês estão, perpetuamente (e nós todos o vivemos, a um momento ou outro de nossas encarnações), na esperança de algo de melhor, e na esperança de que, um dia, estar-se-á na Luz.

E, depois, há Irmãos e Irmãs entre vocês que vivem essa Luz.
Não é uma ilusão, porque eles têm a Vibração, porque eles têm Pontos dos quais nós falamos que estão ativos: há as Portas (por exemplo, KI-RIS-TI, nas costas).
Eles vivem estados de Alegria.
Eles vivem, sobretudo, a ausência de compartimentação, como diria IRMÃO K.
Eles vivem o fim da fragmentação.
E esses seres, vocês podem confiar neles, não para dar-lhes o que quer que seja, mas, antes, para acolher o que emana deles, que não é eles, porque eles tocaram o Si, a um dado momento ou em outro: eles vivem a Existência.
Eles são o que os Arcanjos haviam nomeado de Ancoradores de Luz, os Semeadores de Luz, e aqueles que permitem à Luz revelar-se neles, é claro, mas, sobretudo, nesse mundo.
Não por uma vontade pessoal, não por um desejo ou um conhecimento exterior, esotérico, mas, efetivamente, pela qualidade desses momentos de Comunhão, porque, depois, fora dos momentos de Comunhão, todos podem voltar à personalidade, por vezes, com cóleras, por vezes, com tristezas.

Mas aqueles que vivem, realmente, a Vibração, bem, pouco a pouco, constatam, por eles mesmos, que a Inteligência da Luz (quaisquer que sejam as circunstâncias de vida, quer eles estejam atingidos por uma doença, quer estejam na opulência, ou, a priori, na falta), por sua Graça e sua Inteligência, aporta a eles tudo o que é útil para cumprir seu papel de Semeadores de Luz.

O mais importante para esses seres é que, em alguns momentos (para alguns deles, em toda a duração da vida deles), eles fizeram abstração de sua personalidade, eles se apagaram, para viver a Luz.
É o que foi chamado o Abandono à Luz e a Renúncia.
Não renúncia a esse mundo, não renúncia à vida, mas, bem ao contrário, eles estão vivos.
Eles ressuscitaram ou eles começam a viver a Ressurreição em CRISTO.
Eles têm o Fogo do Coração, são Portadores da Luz.
E eles sabem, muito bem, que tocaram uma dimensão do Ser na qual não podem mais reivindicar o que quer que seja para eles, porque eles tocaram a totalidade.
Não há mais qualquer falta quando a Luz preenche-os.
Mas, para isso, é necessário aceitar renunciar à personalidade.
É necessário aceitar não mais dar-se a estados de emoções ou a uma atividade mental.

Hoje, cada vez mais, a Luz penetra no Interior de suas estruturas.
Então, se vocês não Vibram, o que isso quer dizer?
Isso quer dizer que não há, ainda, suficientemente, os Quatro Pilares do Coração.
É necessário ir para ainda mais Humildade, ainda mais Simplicidade, ainda mais Transparência, ainda mais Infância e Pobreza.
É necessário deixar a Luz trabalhar.
Para isso, nós dissemos, é necessário ser a Luz.
E aqueles dos Irmãos e Irmãs que vivem isso, hoje, constatam, a cada dia, que, quanto mais vão para esse estado de acolhimento, de Abandono, de Renúncia, mais a vida deles é transformada pela Luz.

Eu lhes disse, desde o mês de abril, que tudo estava consumado.
O conjunto de Portas que deviam ser ativadas, o conjunto de desenvolvimentos da Luz que deviam fazer-se no ser humano, no Céu, na Terra, sobre a Terra, no Sol, nesse Sistema Solar estão, inteiramente, consumados.
O que quer dizer que o basculamento na Unidade, o que eu chamei o planeta-grelha (de maneira humorística, quando vocês não podiam, verdadeiramente, apreender, mesmo viver, o que isso queria dizer), bem, hoje, alguns Irmãos e Irmãs encarnados vivem-no, inteiramente.

O que acontece, naquele momento?
A Alegria é cada vez maior.
Não pode mais existir qualquer relação com um sofrimento, com um ser, com uma situação, com o que quer que seja da personalidade.
Esses seres vivem a Liberdade, a Autonomia, como dizia IRMÃO K.

O Supramental, como dizia SRI AUROBINDO, está fazendo seu trabalho, ao nível celular e ao nível da Consciência humana.
Então, para aqueles que não Vibram, gostaria de dizer-lhes: os outros, aqueles que Vibram, estão aí, simplesmente, para dar-lhes, sem o querer, simplesmente pela Transparência deles, essa Luz.
Se vocês ainda não a vivem, nos tempos que se inscrevem agora, não há ninguém que seja responsável.
Nem vocês, nem o outro, nem o Céu, nem a Terra, porque, como nós sempre dissemos, vocês estão, muito exatamente, no bom lugar que deve ser o seu.
Mas a Luz é, também, para todo ser humano.
Não há carma.
Não há obstáculo de idade.
Há um único obstáculo, e sempre um único obstáculo (e este, apenas vocês é que podem cruzar essa Porta), nós o dissemos: é a vontade pessoal.
É a vontade de bem.
É a vontade Luciferiana de projeção espiritual ao exterior (o que se chama de poderes, o esoterismo): todas essas noções que nada têm a ver com a Luz Vibral e, ainda menos, com o Amor.

Então, é claro, como foi dito, não há muito tempo, por NO EYES, os ensinamentos que querem confiná-los na matriz vão, também, falar de Amor.
Eles não vão falar de ódio, é preciso ser razoável, de qualquer forma.
Mas aqueles de vocês que vivem a Vibração sabem, muito bem, que vivem a Verdade, mas que cada verdade é respeitável.
Que para aqueles que não Vibram, de momento, a solução está neles.
Ela não está no exterior.
Ela não está em um salvador, como dizia IRMÃO K.
A Luz, hoje, convida-os, como nós o dissemos várias vezes e como eu o disse, de modo humorístico, há ainda um ano.
Antes, vocês podiam colocar a poeira sob o tapete.
E retirou-se o tapete.
Vocês eram obrigados a ver a poeira, ou seja, as zonas de sofrimento, as zonas de feridas, não para querer resolvê-las ou compreendê-las (isso, é o ego que quer resolver e compreender), mas, simplesmente, para viver que vocês não eram isso.

Quando nós dizíamos, sem parar (como dizem nossos Irmãos e Irmãs orientais, que estão conosco): vocês não são a Verdade nesse corpo.
A Verdade está nesse corpo que é um Templo.
Vocês são Seres Ilimitados, então, o que é que faz com que vocês sejam limitados?
É porque vocês têm a pagar algo?
É porque vocês não estão suficientemente despertos?
Não.
Simplesmente, porque vocês não tomaram consciência de que, aqui, vocês estão num confinamento e que, para viver a Liberdade, devem aceitar que vocês estão confinados.
Isso não quer dizer encontrar, através de um conhecimento esotérico, ou através de iniciações, ou de energias, a Luz, porque, nisso, vocês não a encontrarão, jamais.
Vocês permanecerão, sempre, na ilusão matricial.
Vocês permanecerão, sempre, na ilusão da Luz, ou seja, o que se chamou o astral: em estados emocionais, em estados mentais.

Mas será que é a falta da Luz?
Não.
A Luz, cada vez mais, vem bater à porta.
Ela virá como um ladrão na noite.
Aqueles de vocês que viveram a abertura da Porta KI-RIS-TI, estão na Luz Branca.
Eles não estão nas ilusões astrais (de ver vidas passadas, de ver memórias, de ver sofrimentos), contratos de alma, que existem apenas na matriz.
Vocês são Espíritos que são Livres e que são perfeitos, de toda a Eternidade.

Como é que o que é perfeito, de toda a Eternidade, poderia melhorar?
Reflitam um pouco.
E coloquem-se, realmente, a verdadeira questão: se vocês não estão Vibrando, qual é o medo que está em vocês?
Qual é a vontade que quer exprimir-se?
Qual é a ilusão que os impede de viver o Amor?
Não em projeções quiméricas, astrais, mentais, mas na Vibração do Si, da Unidade, da Existência.

Olhem-se.
Isso pode ser apenas medos.
Isso pode ser apenas os apegos que ainda estão presentes.
Vocês não ousam ir ao desconhecido.
Vocês não ousam, como dizia IRMÃO K, cruzar o rio, ir ao outro lado, porque vocês têm medo.
Apenas isso.
Ninguém é responsável.

Hoje, a Luz está por toda a parte.
Aqueles que têm a visão etérea veem-na no Céu.
Eles a veem quando nós vimos no Interior desse Canal.
Eles a veem por toda a parte, entre Irmãos e Irmãs que comungam.
Vocês são todos convidados, sem qualquer exceção, a viver o Amor.

Mas viver o Amor é não mais viver o medo.
É não mais viver os apegos.
É não mais viver o medo da falta.
É não mais viver a necessidade de controlar outro ser humano.
É respeitar a Liberdade, e tudo isso lhes será desenvolvido, certamente, com palavras mais belas que as minhas.
Portanto, não me façam perguntas sobre isso, porque a FONTE, que virá após mim, porque SRI AUROBINDO, IRMÃO K, as Estrelas, amanhã, que virão, explicar-lhes-ão isso com Vibrações tão presentes, que nós não poderemos mais negar o que acontece, mesmo se a vontade esteja ainda presente, mesmo se a ilusão esteja ainda presente, sobretudo, em algumas Vibrações espirituais que são matriciais e que não são a Liberdade.
Mas, isso, eles lhes explicarão.

Eu gostaria, simplesmente, de contextualizar o conjunto de coisas que vão ser-lhes ditas e que já lhes foram ditas, desde algumas semanas, mas que serão completadas, hoje, sobre o Amor, porque é, muito exatamente, isso que vem e é, muito exatamente, isso que vocês têm a viver.

Quando o CRISTO dizia: «deixe os mortos enterrarem os mortos», será que isso queria dizer que ele não amava os mortos?
É claro que não.
Mas vocês não podem forçar ninguém.
Quando Ele dizia: «siga-me», isso não queria dizer segui-lo, a Ele.
Ele queria dizer, com isso: «seja eu, seja você mesmo».
Não no sentido de seguir, mas no sentido de Ser.
Ser a Luz, que é a Verdade do Espírito, quer dizer, voltar a tornar-se multidimensional.
Não mais ser limitado por esse corpo, por essa vida, ao mesmo tempo estando nesse corpo.
Mas tudo isso, eu repito, eu deixarei os Anciões, as Estrelas exprimirem-se – e, sobretudo, a FONTE – sobre isso.

Aí está o preâmbulo que eu queria fazer.
Espero não ter sido demasiado longo.
Agora, vocês podem colocar-me todas as questões que quiserem.
Eu lhes agradeço por terem me escutado sem dormir.

Questão: como fazer cessar fugas de Kundalini, à noite?

Minha Irmã, é importante compreender que, se há fuga de Kundalini, há resistências.
O Kundalini é ligado, vocês sabem, ao primeiro chacra, ou seja, ao que se chama a vitalidade, ou seja, o fogo da personalidade.
O que isso quer dizer?
Isso quer dizer que, em você, há um medo de Abandonar-se, inteiramente, à Luz, porque, se há Kundalini percebido, e fuga para baixo, isso quer dizer que ele está desperto, não é?
O que ele acendeu, em algum lugar?
O Fogo da Terra está aceso.
Mas se ele não sobe, isso quer dizer que, nos chacras que estão acima, há, ainda, apegos que são opostos a essa liberação.

Então existem, é claro, técnicas que existem, mas o mais importante é o mecanismo.
Isso foi dito há pouco tempo.
Os apegos e, sobretudo, o que foram chamados os apegos coletivos, são terríveis, porque fazem parte da estrutura do cérebro.
Eles fazem parte da estrutura desse corpo, que foi alterado com (como vocês chamam isso? Está na moda, mas não vejam aí tecnologias eletrônicas) o que foram chamados implantes.

Implantes, no sistema nervoso, que fazem com que vocês tenham, por exemplo, na encarnação, um instinto que é o instinto de sobrevivência.
Mas é completamente estúpida, essa expressão: de sobrevivência de que?
Do corpo?
Bem, o que está no trabalho, em você, como muitos, hoje, são os últimos medos.
O medo de soltar, como eu dizia, o frasco.
O medo de soltar os amendoins.
O medo de soltar esse corpo.
Isso não quer dizer que vocês vão morrer.
Isso quer dizer que vocês vão viver uma Consciência que não é mais limitada e confinada nesse corpo, sem, contudo, partir em ilusões e quimeras, emocionais ou mentais.

Portanto, suas fugas de Kundalini, significam isso.
Isso quer dizer que a Porta Estreita (aquela que foi chamada o ponto OD, a Crucificação) ainda não ocorreu.
Mas isso não quer dizer que seja necessário condenar o que quer que seja em você.
Isso quer dizer que é necessário aceitar Abandonar-se, inteiramente, à Luz.

Hoje, a Luz vem dizer-lhes o que?
Você quer ser Luz ou você quer ser essa personalidade?
Como eu disse, à época, vocês tinham as nádegas entre duas cadeiras, não é?
Hoje, não é mais possível, porque vocês estão nos tempos que estão consumados.
Ninguém conhece a data.
De quê?
Da transformação final da Terra.
Mas ela está aí, para aqueles que a vivem.
E ela está longe de estar aí para aqueles que nada podem imaginar, de momento, mesmo se os efeitos da Luz tornam-se cada vez mais perceptíveis, no que acontece sobre a Terra.
À época, minha expressão foi: delirar, ou seja, o mental que vai embalar-se, que vai girar cada vez mais no medo, no por que, no como, na incompreensão porque, efetivamente, a Luz não é desse mundo.
E o Amor não é desse mundo.
Foi o que veio dizer o CRISTO: «amem-se uns aos outros», mas não fazer disso uma religião, mas fazer uma Vibração, uma Comunhão.
Não é a mesma coisa que dizer «eu o amo» a um ser, com um belo sorriso, e nada Vibrar ao nível do Coração, não é?

No que concerne às fugas, não há culpa alguma a ter.
Há apenas que aceitar ver-se.
Tornar-se cada vez mais Transparente à Luz.

O que acontece quando se aceitou ver-se e, depois, torna-se cada vez mais Transparente à Luz?
Bem, desaparece-se na Luz, porque junta-se à Essência do que se é, uns e outros, sem qualquer exceção.

Questão: é normal, quando se lê, mesmo uma canalização, não mais lembrar-se da primeira linha, ao final da segunda ou terceira?

Então, aí, cara amiga, é muito bom sinal.
Lembre-se de que, agora, vocês vivem, não mais a comunicação, como foi dito, mas a Comunhão.
Essa comunicação não é, necessariamente, voltada para outro ser humano.
É um estado Interior.
E, quanto mais vocês se centram no Coração, mais vocês são incapazes de funcionar nesse mundo.

Como vocês querem viver o Samadhi e continuar a conduzir automóveis?
Vocês imaginam MA ANANDA MOYI conduzir um automóvel quando ela era viva?
É necessário saber o que vocês querem, não é?
Portanto, é perfeitamente lógico.

A Vibração arrebata-os, mesmo se leem o que eu lhes digo, aí, agora.
Vocês vão ler uma linha, a segunda linha, vocês não se lembram mais o que foi dito na primeira linha.
E é similar, quando vocês entrarem em relação com um Irmão ou uma Irmã.
Vocês vão passar, de imediato, em Comunhão e terão o ar de muito bobo.
Por quê?
Porque, em Comunhão, não há mais necessidade de palavras.
Porque a linguagem é específica apenas a esse mundo.

A Palavra não é o Verbo.
O Verbo é uma Vibração que não se importa com palavras.

Tudo isso vocês estão descobrindo e vivendo.
Então, é claro, o mental vai inquietar-se, porque ele diz: «mas se não posso trabalhar, se não posso pegar meu automóvel, se não posso levantar-me, o que vai acontecer?»
Vai acontecer que vocês vão tornar-se Luz.

Cabe a vocês saber o que querem ser.
Então, alguns podem, também, viver a Luz, cada vez mais (esse Amor indizível) e, no entanto, continuar, porque, lembrem-se: há numerosas Moradas na casa do Pai.

Vocês têm, cada um, sua verdade.
Mesmo entre todos os Irmãos e Irmãs que vivem essa alquimia das três Lareiras e que começam a estabelecer-se, inteiramente, no Coração, vocês não têm, todos, o mesmo destino.
Vocês não têm, todos, a mesma evolução.
Vocês não habitam, todos, o mesmo lugar sobre a Terra, então, por que querem que, no Céu, seja a mesma coisa?

Quando eu digo no Céu, quer dizer nos estados multidimensionais.
Não é em outro lugar.
É aqui.

Questão: hoje, qual é a importância da sexualidade sagrada?

Caro amigo, tudo depende do que você põe como crença, nisso.
O tantrismo é uma realidade.
Sempre foi descrito, seja junto aos taoístas, como nos upanishads.

É claro, a Bíblia e as religiões representaram a sexualidade como algo que obedece a leis.
Mas, hoje, faça como você Vibra.
Se a Vibração afasta de você a sexualidade, por que é que você tem necessidade de ter relações sexuais?
Se, agora, seu estado Vibratório atrai para uma sexualidade, bem, pratique-a.
Mas esteja consciente do que ela vai traduzir.
E eu expliquei isso, também.

É similar para as pessoas que estão persuadidas de ter almas irmãs, chamas gêmeas, de virem do mesmo lugar.
Mas não é possível, no Espírito, uma vez que vocês são, totalmente, Livres.

Por que é que seria necessário estabelecer uma relação privilegiada com um Espírito, dado que vocês são todos os Espíritos?
Isso, é claro, o cérebro não pode compreender, e a personalidade, ainda menos.
Mas, quando vocês vivem a Luz, vocês são a Luz.
Vocês são o Arcanjo.
Vocês são a FONTE.
Vocês são a Shakti.
Vocês são tudo.
Vocês estão por toda a parte ao mesmo tempo.
A sexualidade é a mesma coisa.
Se vocês têm necessidade de sexualidade, não há a culpar, nem a controlar o que quer que seja.

Mas o que eu posso dizer é que, se vocês são Transparentes à Luz, e se vocês se tornam Amor, em Vibração, se estão estabelecidos na Fusão das Três Lareiras e vivem a multidimensionalidade, a sexualidade não pode mais existir, simplesmente.
Não porque há uma privação, mas porque vocês se tornaram multidimensionais, inteiramente.

Portanto, por que seria necessário ter algo que não permanece?
A sexualidade sagrada existe, mas há, também, seres que vivem, por exemplo, a Comunhão com o CRISTO, com a Ostia.
Por que não?
Mas vocês estão bem conscientes de que muitas coisas, atualmente, estão se modificando, em vocês.
As necessidades não existem mais, mesmo se ainda existam prazeres.

Então, agora, se os prazeres situam-se nessa esfera, bem, que grande bem lhes faça.
Mas, eu repito, aquele que vive a Transparência total do Coração nada tem a preencher, nesse mundo, uma vez que ele se tornou a Luz.
Ele está sobre esse mundo, ele está na Paz, no Si, no Maha Samadhi.

E perguntem se as Estrelas tinham necessidade de ter um homem em seu leito.
Perguntem se nós, Anciões, tivemos necessidade de ter companheiras sexuais.
É claro, havia companheiras espirituais, para alguns de nós.
Mas não é a mesma coisa.

A Comunhão de Coração a Coração é um êxtase tão superior ao ato sexual.
O que é que você quer sobrecarregar-se com um ato sexual, mesmo sagrado?
Além disso, que dura apenas um instante, enquanto o gozo do Coração é gratuito, permanente e não tem necessidade de ninguém mais.
Mas, bom, cada um tem, como dizer, seu ponto de vista, não é?
E cada um sua Vibração.
Portanto, nenhuma culpa.

Se vocês sentem que devem comer carne, e se são forçados a não comer carne, são vocês que estão no erro, porque, talvez, o corpo, Vibratoriamente, chama-os a comer tal carne.

Eu sempre disse, em minha vida, que não queria comer carne, porque não era uma regra, era um estado Vibratório.
Agora, se seu estado Vibratório diz-lhes que comer tal carne, nada muda em vocês, então, grande bem lhes faça, aí também.

É similar para o consumo de qualquer carne.
E eu não faço analogia com a sexualidade, é claro, eu esclareço.

Questão: mesmo estando na Luz, não se pode nutrir de amor e de água fresca, é-se, efetivamente, obrigado a ter um aporte exterior?

Aquele que diz: «eu não posso nutrir-me de amor e de água fresca», está na personalidade.
Aquele que está na Graça tem confiança na Luz, seja, mesmo, para seu teto, seja, mesmo, para nutrir-se.

O CRISTO havia dito isso.
Há, hoje, Irmãos e Irmãs que se tornam seres errantes, sem teto, sem dinheiro, sem nutrição, sem qualquer segurança.
Eles são Livres, e nada lhes falta, porque não há razão alguma – se vocês dão o primeiro passo para a Luz – para que a Luz deixe-os morrer num canto, mas é necessário ousar soltar os amendoins no frasco.

Agora, vocês não estão, todos, na mesma situação.
Há os que são obrigados a manter certa forma de responsabilidade em relação a filhos, em relação, por exemplo, se eles são proprietários de uma fábrica, aos empregados.
Vocês estão, todos, exatamente, em seu lugar.
Mas, em definitivo, alguns Irmãos e Irmãs sentem impulsos do Espírito para liberar-se de tudo, não para renunciar a um marido, a uma mulher, a um trabalho, mas é vital, para eles.
Eles vivem a Luz.
E a Luz não se importa em colocar a questão de viver de amor e de água fresca.
É sempre, e será sempre, a personalidade que pronunciará esse gênero de frase: «não se alimenta de amor e de água fresca», «não se alimenta de Luz».
Bem, isso não é verdade.
Tudo depende do nível de consciência.
É verdade para um, não é verdade para o outro.
É a mesma coisa para a carne, é a mesma coisa para a sexualidade.

A Luz torna-os Livres.
Vocês querem ser Livres?
Mas essa Liberdade é a Liberdade da Consciência.

Há seres que são Livres com dez mulheres, tanto melhor para eles.
Mas há seres que não são Livres, mesmo sozinhos.
Há seres que são Livres com muito dinheiro.
Há seres que não são Livres, mesmo sem dinheiro.

O problema não é nutrir-se de amor e de água fresca.
O problema não é ter dinheiro ou não ter dinheiro.
É um problema de Consciência.

Vocês creem que MA ANANDA MOYI ocupava-se em nutrir-se?
Vocês creem que MAHARSHI, por exemplo, ou, ainda, SRI AUROBINDO (ou outros, tantos outros), ou mesmo IRMÃO K interessaram-se em nutrir-se?
E, no entanto, eles comiam, não?

Se vocês têm mais do que a fé, se vocês têm a Luz, se vocês são a Luz e se são Transparentes, por que é que algo deveria faltar-lhes?

A parábola do CRISTO, quando ele perguntava: «será que o pássaro preocupa-se com o que ele vai comer amanhã?», não era uma parábola, é a Verdade.
É a estrita Verdade, nesse mundo em que vocês estão, hoje, mais do que em minha época.
 
Então, vocês querem ser Livres?
Vocês querem manter a vida da terceira Dimensão, ou querem viver a Multidimensionalidade?

Ser-lhes-á feito – e nós o dissemos – de acordo com sua Vibração.
Nada mais, nada menos.
Então, não há qualquer culpa a ter.

Se vocês não estão de acordo com o que eu digo, vivam sua vida e seu caminho, porque é seu caminho.
Mas a Luz vem propor-lhes outra coisa.

Lembrem-se: nós dissemos que o conjunto da humanidade seria Liberado.
Por quê?
Porque é normal que as condições de confinamento e de ilusão, nas quais vocês foram colocados, cessem.
E é o momento para que elas cessem.

Vocês são Espíritos, quer vocês queiram ou não.
Agora, o Espírito é Livre para experimentar um corpo, qualquer que seja esse corpo.
O Espírito é livre para tornar-se uma árvore (não no sentido, como se chama isso..., os termos, psicose, hein?), mas em Consciência.

Agora, se vocês não querem ser Livres, continuem confinados.
Mas não reivindiquem a Liberdade, ao mesmo tempo querendo permanecer confinados.
É um pouco contraditório, não é?

Agora, se vocês creem que a Liberdade faz parte da segurança material, afetiva, da segurança profissional e da segurança espiritual, vocês continuarão no conhecido.
Vocês não viverão, jamais, o desconhecido.
E não é uma punição, é a exata retribuição do estado Vibratório de cada um.

Questão: a que corresponde o período a partir de 17 de dezembro, a partir da intervenção de Maria?

Caro amigo, estamos em que dia, hoje?

Em 3 de dezembro.

De acordo.
Portanto, restam duas semanas.

Um Arcanjo chamou a isso HIC e NUNC (ndr: Aqui e Agora).
A Luz está no instante presente.
A Luz não está no amanhã.
Ela não está no ontem.
Ela não estará, jamais, no ontem.
Ela não estará, jamais, no amanhã.
Ela não estará, jamais, numa iniciação.
Ela não estará, jamais, em percepções ligadas ao terceiro olho.
Ela não estará, jamais, nas emoções e, jamais, no mental.
Ela está no Coração, no Si.
E o Si é o presente, imediatamente.

Agora, o coletivo será, cada vez mais, um apelo, não voluntário, do conjunto de consciências de Irmãos e de Irmãs que vivem o Coração, à Terra.
O som da Terra, muitos o ouvem.
O som do Céu, muitos o ouvem.
Mas o que eu havia dito? – um dia de grande frio.

E vocês devem esperar, também, o som do Céu e da Terra, mesmo se alguns de vocês já o vivam, individualmente.
Perguntem a um transeunte na rua se ele ouve o som do Céu: ele vai olhá-los e chamar o hospital psiquiátrico.
Portanto, vocês estão aqui e agora.

A partir de 17, vocês terão certo número de encontros extremamente precisos, todas as semanas, com MARIA.
É tudo o que posso dizer.

Mas resulta, diretamente, de processos de Consciência que muitos de vocês vivem aqui, pelas Vibrações de acesso ao Si e à Unidade.
Por Vibrações cada vez mais intensas.
Por uma Luz Branca, cada vez mais presente.
Por um Amor, cada vez maior.
E isso é o mais importante.

Agora, efetivamente, no dia 17 e nas semanas seguintes, há encontros Vibratórios que concernem à humanidade.
E eles são essenciais.

Portanto, esperem esse dia e preencham-se de Luz.
Tornem-se cada vez mais Transparentes, durante essas duas semanas.
Tornem-se cada vez mais Humildes, cada vez menores.
Apaguem-se diante da majestade do que vocês são.
Não por uma personalidade que diz: «eu quero», mas por uma personalidade que diz: «tome-me», «restitua-me ao que eu sou».
Porque a Luz está por toda a parte e ninguém poderá ignorá-la, em breve, ou seja, no momento coletivo.
Mas dele, ninguém conhece a data.

Nós já dissemos, desde dois ou três meses (os Arcanjos), que estávamos na orla de sua Dimensão, que seu astral individual está desaparecendo.
É o que, seu astral individual, seu mental individual e seu causal individual?
Houve uma comunicação, há pouco tempo, sobre isso.
É, obviamente, o último envelope.
O último envelope é aquele que mantém o Coração na ilusão, é o que é chamado o Pericárdio, o envelope  Causal que está ao nível da garganta, que começou a ser iniciado pelo Arcanjo URIEL, no ano passado, há apenas um ano, e que, agora, tomou o lugar de MIGUEL, porque é o tempo da Reversão Individual.

Vocês podem vivê-lo a cada minuto, e coletivo, no momento em que a Terra decidir, porque a Terra conhece a data.
Nós que estamos, agora, ao mais perto de vocês, quando eu disse, no mês de abril, que tudo está consumado, efetivamente, tudo estava consumado.

Então, é claro, aquele que nada vive, vai dizer: «mas consumado, ele diz não importa o que, o velho crouton. O que ele nos conta? Nada acontece».
Nada acontece para aqueles que nada vivem, é claro.
Agora, vocês veem, sobre o mundo, o que acontece.

Mas o mais importante é o que acontece em vocês, porque o que acontecerá sobre o mundo acontecerá, porque aconteceu em vocês.

E alguns Irmãos e Irmãs que não têm qualquer noção do que é a Luz, não a querem.
Mesmo e, sobretudo, Irmãos e Irmãs que estão em diligências ditas espirituais e que estão confinados em escolas, em iniciações, em aberturas de terceiro olho ou em movimentos que os afastam do Coração e estão na esperança de um mundo melhor, sobre esta Terra, nesta Dimensão.
Isso não existe, porque o próprio princípio dessa terceira Dimensão – como vocês sabem e viveram, nós todos vivemos – é a predação e a competição, a resistência e o amor/relação.
Enquanto nos Mundos Unificados é o Espírito, é a Liberdade, é onde não há mais resistência, é o Si, é a Alegria Eterna.

ANAEL é, eu os lembro, o Arcanjo da Comunicação e da relação, e tornou-se o Arcanjo do Amor Vibral, como porta-voz do Conclave.
URIEL é aquele que faz a Reversão em vocês, pela Presença dele, que é sua Presença.
Portanto, se vocês estão na Presença, o que vai acontecer?
Vocês não estarão mais, dentro de muito pouco tempo, na espera de uma data ou no conhecimento de uma data, uma vez que terão vivido – em vida, em seu estado – esse processo: uma pequena parte do que se poderia chamar o estado Multidimensional (que eu chamo Ultratemporal), ou seja, vocês terão acesso à trama do tempo desta Terra.

Há muitos seres que começam a ter sonhos, como eles dizem, nos quais partem.
Mas é claro que vocês partem, mas partem onde?
Toda a questão está aí.
É a Consciência que é ressuscitada e que ressuscita.

O que acontece para aqueles que vivem os Alinhamentos?
Vocês veem, efetivamente, às 19 horas [hora francesa], que é cada vez mais forte, que é cada vez mais na Luz (ver a rubrica «protocolos a praticar / protocolos prioritários»).
E quando vocês estão na Luz e nesse estado, será que vocês se colocam a questão de como vão ganhar sua refeição de amanhã?
Não há mais questão.
É isso, o Coração.

Portanto, para que não haja mais questão, isso quer dizer que não há mais problema, tampouco.
Para que não haja mais problema, isso quer dizer o que?
Que tudo o que é ligado à personalidade não existirá, simplesmente, mais.
É, no entanto, simples.

Aqueles que vivem Passagens na Luz, na Existência (seja nos Alinhamentos, ou à noite, ou em alguns momentos), têm, efetivamente, a Consciência de que vivem algo que não é um sonho, algo que é profundamente diferente.
E isso, vocês são cada vez mais numerosos a aceder.

Então, é claro, o mental vai pôr-se a pedalar, para aqueles que ainda têm um mental muito forte:
É amanhã?
É depois de amanhã?
Será que faço provisões?
Será que paro de trabalhar?
Será que deixo minha mulher e filho?

Mas não é a Luz que diz isso, é a personalidade porque, se vocês se tornam essa Essência de Luz de Amor que vocês são.
Mas as circunstâncias exteriores, são o que?
Elas nada representam, em relação ao Samadhi.
Não é uma fuga da realidade.
É o real que aparece: a Verdade.
O ser Azul de Sírius, que se nomeia SERETI, deu-lhes datas.
Datas, vocês as querem?
Vocês as têm.
 
Agora, eu sempre disse que, quanto mais o tempo fosse curto, ou seja, quanto mais o tempo se aproximasse de um prazo temporal, mais o tempo da Passagem seria reduzido.
Isso quer dizer que o tempo do que foram chamadas as profecias (com todas essas descrições de coisas terríveis), durará extremamente pouco tempo.
É, de qualquer forma, excelente, não?

Por que sofrer, dado que, agora, a Luz está aí?
É claro, através, também, do que vai acontecer, não vejam ali qualquer ausência de Luz.
O que vai acontecer naquele momento?
O que resta?
Não o nada: a Verdade, ou seja, o Si.

E, para aqueles seres, é necessário, talvez, passar por isso, para viver o Si.
Vocês não estão no lugar deles.
Então, é claro, se vocês estão no mental, vocês vão dizer: «mas é um sofrimento, é terrível».
O que é que vocês sabem disso?
Há seres, hoje, que estão, talvez, perdendo o corpo, com uma doença, ou perdendo o trabalho?
E que será que acontece quando eles aceitam, qualquer que seja a perda?
Eles vivem a Luz, porque são Liberados, pela Graça da Luz, não por uma vontade pessoal de suprimir isso ou aquilo.

A ação da Luz é Inteligente, o que não é sempre o caso de Irmãos e Irmãs que estão no mental, sobretudo, quando há elevados Q. Is., como se diz.
O Caminho da Infância é o Caminho daquele que não tem mais necessidade de seu mental: ele não tem mais necessidade de projetar-se num futuro, nem na referência de uma experiência passada, porque ele vive a Graça de cada instante.
É isso a Luz.
É isso o amor.
E não é em projeções de amor para com um ser humano, um neto, um avô, é também isso, mas não é apenas isso.

Questão: se não se exercitou os protocolos que foram comunicados até agora, é importante, hoje, retomá-los?

Não, o mais importante, hoje, mais do que nunca, é abrir-se.
Lembrem-se de que há seus Irmãos e suas Irmãs que Vibram.
Liguem-se (entre aspas) a eles.
Comunguem com eles.
Eles são, não intermediários, mas Transparentes à Luz.
Portanto, é uma sagrada ajuda.

Então, agora, vocês podem trabalhar nos apegos, vocês podem trabalhar na Comunhão, vocês podem trabalhar no Yoga da Unidade, cabe a vocês ver.
Mas tudo está aí, porque tudo está consumado.

Se quiserem, é uma gama de frequências (a Luz Vibral) que está sobre a Terra.
Portanto, vocês podem ligar-se nisso, mas, para ligar-se nisso, o que é necessário?
Humildade, Simplicidade, Transparência e Pobreza.
Isso foi explicado em muito numerosas vezes.

Por mais que façam todos os protocolos, se vocês não estão nesse estado dos Quatro Pilares, isso para nada serve.
É a Consciência que decide, hoje, e a Luz, porque sua Consciência é Luz, ou seja, como é dito, Ela é Inteligente, essa Consciência de Luz, o que o mental jamais será: o mental não é feito para ser inteligente, o mental é feito para raciocinar e para trabalhar na dualidade Bem/Mal.

Questão: quando se é perturbado ao nível da personalidade, por emoções, por exemplo, como voltar ao estado de Graça, à Luz?

Hoje, mais do que nunca, se uma emoção vem perturbá-lo, isso quer dizer que a Luz não é suficientemente importante em você.
Portanto, ela não vem pedir-lhe para lutar contra tal emoção, mas olhá-la, deixá-la passar, porque você não é essa emoção.

Virá um momento no qual, quanto mais a Graça instalar-se, menos poderá haver emoção.

Não pode haver a Graça da Luz – o Amor Luz, o Amor Vibral – e emoção, porque a emoção é uma gama de frequências que pertence à personalidade.
Então, é claro, muitas coisas ditas espirituais atuaram sobre essa emoção.
A emoção é o que vem da alma, mas da alma voltada para a personalidade, não da alma voltada para o Espírito.
Então, é normal ter, ainda, momentos em que uma cólera pode acontecer, em que uma tristeza pode acontecer, mas é, justamente, para mostrar-lhes o que resta, em vocês, como apego e, portanto, pedir-lhes para subirem, ainda mais, na Vibração da Graça, da Luz e do Amor.

Mas, se vocês querem lutar contra, sobretudo hoje, mais do que nunca, vocês vão reforçar a emoção.
Todo esse contra o que a personalidade quereria opor-se e lutar, pela vontade de Bem, é claro, vai explodir na cara da Consciência.

Nós sempre dissemos que a Luz ia penetrar, no ser humano, onde ela podia.
Se as Portas abrem-se, tanto melhor.
Mas imaginem uma pessoa, mesmo nos meios ditos espirituais, com o segundo chacra, por exemplo, muito aberto (um centro de confiança, de vontade e de poder, extremamente ativo), bem, a Luz vai penetrar por ali, uma vez que ela não tem meios de penetrar em outro lugar.
E o que isso vai desencadear?
Tomadas de poder, cóleras terríveis, uma falta de estabilidade ou a guerra, simplesmente, tanto em si como no exterior de si.

Será que se pode dizer que foi a Luz que desencadeou isso?
Absolutamente não.
É, justamente, a Luz que não pôde fazer sua sede no Coração.
Mas lembrem-se: quanto mais vocês são numerosos a viver essa individualidade da Unidade da Luz (ou seja, seu instante individual), mais o coletivo aproxima-se, mais a Comunhão estabelece-se, de próximo em próximo, e espalha-se, de Consciência em Consciência, mais isso será fácil, essa noção de Choque da Humanidade.
Quanto mais o tempo passa, melhor é (o tempo em termos humanos).

Questão: viver um estado de bem-estar extraordinário, de comunhão com a natureza, pode ser um estado de Samadhi?

Sim.
A Comunhão, como disse, não há muito tempo, NO EYES, é grandemente facilitada na natureza, porque as árvores, por exemplo (que são seres Multidimensionais, elas também), abarrotam-se de Luz e elas a comunicam a vocês com grande facilidade.
Isso pode similar para um curso d’água.

Para aqueles que têm a Visão Etérea, veem, efetivamente, à noite, que a Luz Branca está por toda a parte: chove a Luz, são grandes temporais, mesmo.
Portanto, sim, pode ser.

Não se esqueça, tampouco, que há vários Samadhi.
Mas o estado de bem-estar, de Comunhão, é, já, muito importante, porque, mesmo que não seja o Samadhi como MA ANANDA, por exemplo, mas são, já, estados que vão fazê-los tomar Consciência do que é a Natureza e a Essência da Luz Vibral do Amor.

Questão: em que o Canal Mariano é o fio condutor da Vibração?

O Canal Mariano é o fio condutor da Transdimensionalidade.
Ele não é o Fio da Vibração.
O fio da Vibração é o Canal do Éter, é o Canal que se chama Shushumna, Canal mediano da coluna vertebral, que está forrado de Luz ou de Partículas Adamantinas.
São as Coroas Radiantes da Cabeça, revelação da Luz, não mais confinante no Bem e no Mal Luciferianos, terceiro olho, mas abertura da Coroa Radiante da Cabeça, depois do Coração e, enfim, do Sacrum.
Isso é o fio diretor da Luz e da ação da Luz nas estruturas.
O Canal Mariano corresponde ao que nossos amigos e irmãos orientais chamam o Antakarana, ou seja, a Ponte de Luz, do lado esquerdo, que é forrada, ela também, agora, de Luz Adamantina e que é chamado o Canal Mariano, pelo qual os Irmãos e as Irmãs que Vibram entram, já, em contato com Uma das Estrelas ou Um dos Anciões.

Então, cada um tem suas especificidades.
MA ANANDA, quando intervém num Canal, ela os faz viver o Samadhi.
Eu venho friccionar as orelhas.
É muito diferente, de acordo com cada um.

Mas o Canal Mariano é um Canal, não é um fio diretor da Luz, é o fio diretor da Transdimensionalidade, ou seja, o acesso à Multidimensionalidade, que lhes dá a possibilidade de viver um contato consciente com um Arcanjo, com Uma das Estrelas, com Um dos Anciões ou com civilizações ditas extraterrestres, sejam os Anjos do Senhor ou Outros.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Então, caros amigos, eu lhes transmito todas as minhas bênçãos.
Eu lhes transmito, além de minhas bênçãos, todo o meu Amor fraternal.
Eu lhes digo até muito em breve.
Excelentes Vibrações de Amor.

__________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

2 comentários:

  1. "Mas quem, entre vocês, antes, tinha sido capaz de viver esse estado de Consciência?" Estas são as palavras de Aïvanhov que o confirma o ponto em que estamos, ou que Somos agora. Há um ano, nós líamos as mensagens de A.D. e aquilo parecia distante, o termo "abandona à Luz", era realmente algo vago assim como a palavra Samadhi e outros. Hoje isso está presente de uma forma mais palpável, e a compreensão das mensagens são instantâneas, pois o coração, pela vibração, absorve o que foi vibrado e não apenas que foi escrito. A Noemia comentou algo muito exato, que o grande desafio e vivenciar as mensagens. Então, um bom gramático nunca será um bom escrito, pois ele se prende ás regras, e essas regras limitam a liberdade de pensamento. Assim, é quase a mesma coisa para viver Luz. Seguir protocolos não basta, se não vivenciá-los, Aïvanhov bateu nesta tecla em muitas de suas mensagens anteriores. Minha dica é: pra quem começou há pouco tempo ou há mais de 2 anos, e não vibra, leve sua consciência sobre as portas, as estrelas, sobre o coração ou todo peito, o triangulo da Tri-Unidade. Visualize esses pontos iluminados no seu corpo, ou para não forçar o 3º olho, finja que eles estão queimando, finja que um fogo queima em seu peito, ou finja que vc tem asas, mas finja como brincadeira de criança, e não forçado como um adulto. Lembre-se, vc não é este corpo, vc é consciência. Sua consciência deve viver ou vivenciar isso primeiro, e quando menos se esperar, seu corpo viverá tudo isso como testemunho da Luz, como evidência. Se vc tem um problema, deixe a Luz resolvê-lo. Não entre em ação-reação, não entre nos problemas dos outros. É a consciência que vive a Luz primeiramente, depois o corpo, o abandono à Luz não pode ser explicado em palavras, mas uma vez que se começa a viver isso, e de forma muito mais intensa agora devido a onipresença da Luz. Isso se torna mais fácil. E ninguém deve ter nada a temer, pois o primeiro que cruzar a Porta Estreita, seja aqui, na França ou numa ilha do Pacífico, vai desencadear a abertura e a passagem para os outros, pois foi dito que nós somos UM, um só corpo em Cristo, como diz Paulo na Bíblia. Eu não sou melhor do que ninguém aqui, mas as palavras de Aïvanhov me encorajaram a dar essas dicas, pois hoje é diferente de quando eles estavam encarnados aqui, e o processo pode estar mais fácil, mas ainda é sim diferente de 10 anos atrás. Eu espero que minhas palavras sejam de apoio para quem começou a viver a luz e ainda não atingiu todos os marcadores. E também não é preciso ficar horas ou a noite toda em alinhamentos para viver a Luz, basta Ser a LUZ o tempo todo, seja trabalhando ou fazendo qualquer tarefa, num intervalo de um segundo exploda a Luz de dentro para fora. Que o Amor, a Paz, a Alegria sejam seu estado ser. Eu rendo graças a todos que acompanham Autres Dimensions, a Célia por seu blog "Leituras para os Filhos da Luz".

    ResponderExcluir
  2. Quantos esclarecimentos primorosos esta MSG nos trouxe!!! Eis alguns, bem especiais, só como exemplo, dentre tantos: "1 - Rumo às Núpcias Coletivas, avançar no tempo terreno significa redução de intervalo e sofrimento no Choque da Humanidade. 2 - Para viver a Liberdade, é fundamental tomar consciência de se encontrar num confinamento e que estão confinados. 3 - Quando Ele dizia: «siga-me», isso não queria dizer segui-lo, a Ele. Ele queria dizer, com isso: «seja eu, seja você mesmo». Não no sentido de seguir, mas no sentido de Ser. 4 - Querer a melhora deste mundo, isso não existe, porque o próprio princípio dessa terceira Dimensão – como vocês sabem e viveram, nós todos vivemos – é a predação e a competição, a resistência e o amor/relação. Enquanto nos Mundos Unificados é o Espírito, é a Liberdade, é onde não há mais resistência, é o Si, é a Alegria Eterna. 5 - É a Consciência que decide, hoje, e a Luz, porque sua Consciência é Luz, ou seja, como é dito, Ela é Inteligente, essa Consciência de Luz, o que o mental jamais será: o mental não é feito para ser inteligente, o mental é feito para raciocinar e para trabalhar na dualidade Bem/Mal". Agora, em relação ao Canal Mariano, onde intervém Estrelas e Anciões, e que foi dito que MA ANANDA, por exemplo, faz viver o Samadhi e que Ele, por exemplo, fricciona as orelhas / coça os ouvidos; esta foi a parte da MSG que mais me chamou atenção, digamos assim, dado que este último sintoma me é por demais frequente.

    ResponderExcluir