Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

16 de set de 2010

UM AMIGO – 16 de setembro de 2010

DO SITE AUTRES DIMENSIONS

Eu sou Um Amigo.
De meu Coração a seu Coração, que a Paz e a Alegria os iluminem.

Caros Irmãos e caras Irmãs, eu venho a vocês para dar certo número de elementos concernentes ao Yoga, mais especificamente aos 3 Yogas que foram comunicados.

Mas, antes disso, se querem, vamos, primeiramente, falar de seu corpo.
Esse corpo de 3ª Dimensão que, frequentemente, foi chamado um Templo.

Ora, o que é um Templo, se ele permanece vazio?
O que é um Templo, se ele é apenas uma construção que não abriga qualquer espírito?

Seu corpo é, portanto, o Templo de seu Espírito.
Espírito de Verdade, Espírito de Luz e de Unidade, podendo, em algumas circunstâncias que lhes são hoje abertas e vibradas, para que o Templo, seu Templo, se torne a testemunha da Vibração e da Verdade.

Hoje, esse Templo está, não somente construído, mas ele se torna apto a vibrar ao som e à Vibração do Espírito.

Assim, portanto, não é esse corpo, e nesse corpo, que deve se viver a liberação desse mesmo corpo.
Ele é, portanto, o Templo vivificado pelo Espírito, o Templo vivo que lhes permitirá, no momento vindo, juntar-se às esferas da Eternidade.

Em todos os tempos e em numerosas tradições, existiram formas de movimentos, formas de posturas que facilitaram o caminho dos seres que praticavam esses movimentos e essas posturas para aceder a outro estado da Consciência.

Não pode haver Verdade para vocês, nesta Dimensão, se vocês ignoram o Templo e esse corpo, porque é através desse corpo, e por esse corpo, que se produz a Translação Dimensional.

Assim, portanto, desde que a Onda Galáctica começou a fazer sentir seus efeitos, desde agora mais de 25 anos, foi-lhes possível, de acordo com seu ritmo, de acordo com seu próprio calendário de Espírito, despertar esse corpo pela vibração do Espírito e pela Vibração da Unidade.

O corpo é não somente o ressonador, mas também o lugar de acolhimento do Espírito.
Vocês devem conceber que tudo o que vive nas Dimensões, Unificadas como Dissociadas, é portador da Vibração de Vida.
Esta Vibração de Vida onipresente é levada por certo número de estruturas específicas chamadas de matrizes cristalinas.

A Terra comporta, os planetas, quaisquer que sejam contêm esta matriz cristalina.
A matriz cristalina é um modelo geométrico que permite o desenvolvimento a Vida e isso, em todas as Dimensões.

Sem matriz cristalina não poderia haver desenvolvimento Dimensional, não poderia haver desenvolvimento de formas de vida, quaisquer que sejam os Universos em meio aos Multiuniversos.

Assim, nas células humanas, como nas células vegetais e animais, existem lugares, no interior de cada célula portadora de uma Vibração.
Esta Vibração é a que deve mesmo ser seu ressonador.
Pela ressonância, e a palavra mestre está aí, porque as matrizes cristalinas são os ressonadores presentes ao centro dos planetas, presentes nos sóis e nas estrelas, que permitem revelar a Luz e vibrar em frequências específicas, nas Dimensões específicas e nos mundos específicos.

Assim, quando o Templo que é seu corpo, mesmo nos mundos falsificados, adota certo número de movimentos, esse corpo e esta forma, no entanto fixa, vai reproduzir os movimentos da Vida.
E é dentro e no interior desses movimentos da Vida que podem se produzir as transformações necessárias.

O Yoga, quaisquer que sejam as formas, é simplesmente a formatação de uma Vibração, permitindo-lhe se revelar, se desvendar nos Multiuniversos e em meio às múltiplas formas de Consciência.

A forma a mais favorável é, portanto, a forma a mais simples.
A forma a mais simples é o ponto e, por extensão, o círculo e, por extensão, a esfera.
Ela é o volume perfeito que permite, além do desdobramento da geometria espacial, fractal e universal, conter o conjunto dos Universos e das Dimensões.

As matrizes cristalinas são o desdobramento dessas esferas, em função de certo número de agenciamentos possíveis, refletindo e ressoando a Verdade e a Unidade da Fonte.

Quando o corpo no qual vocês estão fixos, porque imutável dentro de uma mesma Vida, contrariamente às Dimensões Unificadas onde a forma jamais é fixa, vocês estão, vocês, fixados numa forma.
E é dentro desta forma fixa que, pelo movimento, deve se desenvolver a Vibração, a ressonância, que permite o acesso à Unidade.

Dentro desta forma física, estruturas existem que permitem então a ressonância.

A matriz cristalina está, portanto, presente em cada uma de suas células.

Eu não entrarei nos detalhes que vocês chamariam de científicos, porque basta-lhes permanecer nas generalidades para compreender e viver o funcionamento.
A explicação não sendo a vivência, nós permaneceremos na vivência.

Hoje, por toda parte sobre esta Terra, muito numerosos corpos, de muito numerosos Templos que revelaram o Espírito neles, percebem e sentem certo número de manifestações presentes na carne e no Templo que é o corpo.

Essas manifestações, quaisquer que sejam o tipo e o grau, são a tradução absoluta do Despertar do Espírito em vocês.

Esses mecanismos Vibratórios se localizam em lugares precisos de seu corpo.
Assim, cada ponto de seu corpo pode se tornar um espaço e um lugar e um tempo de Vibração, manifestando, na forma, o espírito da Verdade.

Assim é para o que eu desenvolverei e desvendarei, não hoje, mas nos próximos dias, o Yoga da Unidade, em ressonância com as doze Estrelas de Maria, os doze pontos de Vibração existentes em sua Coroa da cabeça.

Do mesmo modo, o Arcanjo Miguel significou a ignição, por sua Presença em seu sol, pela Vibração Cristo Miguel, despertou, pela ressonância em vocês, a Vibração de que vocês mesmos são portadores, correspondente a Cristo Miguel, ao nível das diferentes lâmpadas chamadas de chacras.

Assim, portanto, suas lâmpadas se acenderam, traduzindo-se pelos fogos, traduzindo-se pelas Vibrações, traduzindo-se pelas circulações de Vibrações no interior mesmo desse Templo.

Eu comuniquei então, com a ajuda do bem amado Sri Aurobindo, certo número de meios que permitem elevar e despertar suas diferentes lâmpadas, transformá-las em Coroas Radiantes, em Triângulo Sagrado, viver as Vibrações e conceber que a Consciência era portanto Vibração, manifestando-se no Templo pelo Espírito.

É isso que milhões de seres humanos sobre este planeta vivem hoje, permitindo viver suas Núpcias Celestes, redescobertas com o Espírito, Núpcias Terrestres, fecundação do Templo pelo Espírito.

Há, portanto, em vocês, fenômenos novos, traduzindo-se por percepções reais de pesos e de zonas de consciência que correspondem à Consciência Unificada que, até o presente, fez falta nesta falsificação de Luz existente, desde tempos imemoráveis, sobre esta Terra.

Está, portanto, evidente e claro, para aqueles que o vivem, que a Consciência é Vibração, manifestando-se no Templo Interior pelos pontos de Vibração, pelos pontos de movimento, pelas circulações do que vocês chamam de Energias, traduzindo o próprio Despertar da Consciência.

Assim, portanto, cinco novas frequências começaram a se manifestar sobre a Terra em agosto de 1984.
Essas cinco novas frequências corresponderam à emissão, desde o sol central de sua galáxia, como desde o centro galáctico, de uma harmônica precisa, em direção desse sistema solar, como no conjunto dos Universos.

Portanto, começaram a se manifestar, para os mais precoces de vocês, diversos mecanismos de Despertar e de Vibrações, porque se trata da mesma coisa ao nível desse Templo, chegando hoje à sequência de certo número de derramamentos e, sobretudo, pela aproximação e a fusão de Miguel no sistema solar, no sol, para a revelação de sua Existência, na vivência do Samadhi, na vivência do despertar de suas lâmpadas sagradas que, até o presente, não vibravam.

Esse despertar é, antes de tudo, uma Ascensão que prepara a Translação Dimensional de sua Consciência, desse corpo para outro corpo, bem mais eterno, bem menos efêmero que aquele no qual vocês estão.

A passagem de um ao outro não se faz de um dia para o outro porque, aí também, há necessidade de um aprendizado.
Este aprendizado se faz no tempo linear da matriz falsificada.
Esse tempo chega a seu termo.

A Onda Galáctica, assim como o sabem, tocou os confins desse sistema solar, permitindo, já, desde sua data de 15 de agosto e, ainda mais, desde a data de 7 de setembro, fazer girar o que é chamado de Roda nas Rodas, e revelar os Hayoth Há Kodesh ou Querubim em sua cabeça, em seu Coração e em suas células.

A Vida e a manifestação da Vida mudam, de maneira irremediável, na matriz falsificada, permitindo-lhes descobrir modos de funcionamento inéditos, onde os marcadores habituais não têm mais de modo algum lugar, seja na sua sociedade, seja em suas relações com os outros reinos da Natureza como com seu cônjuge, como com seus filhos, como com seus pais.

O livre arbítrio, falsificação dos Arcontes, daqueles que se fazem chamar Deus ou Diabo, cessa.

É-lhes, portanto, hoje, possível vibrar em uníssono com as novas frequências Unificadas, as novas harmônicas, permitindo-lhes despertar em vocês pontos de Vibração em ressonância direta com a gama harmônica nova, primeiramente pelo Despertar das lâmpadas que estavam adormecidas pela vontade dos Arcontes, privando-os de sua liberdade e fechando-os no livre arbítrio, no Bem e no Mal.

Isso lhes foi já explicado, faço apenas um “sobrevôo” para chegar onde quero chegar.

O corpo, esse corpo que vocês habitam, qualquer que seja esta falsificação que se tornou possível em determinado momento da história desse mundo, permaneceu um Templo e guardou nele a lembrança da Vibração Unitária da Fonte, por intermédio das matrizes cristalinas que vocês têm, em reprodução, em cada uma de suas células.

Há, portanto, fundamentalmente, em todo ser vivente inteligente, animal, vegetal superior, árvore, humano, a capacidade para reabrir as grelhas cristalinas, voltando a se ligar, literalmente, à Unidade, ao invés de à falsificação.

Há, portanto, expansão da Vibração, expansão da Consciência, traduzindo-se pelas manifestações novas da circulação da Energia.
Esta Energia que não é mais da Energia vital falsificada e comprimida, mas que se traduz, em suas estruturas, pela participação da Energia-Luz Vibral, chamada de Energia Supramental, no conjunto dos circuitos energéticos existentes e criados pela presença do Espírito.

Assim, vários seres humanos percebem o que vocês chamam de chacras, o que nós chamamos de lâmpadas.
Vários seres humanos percebem um Fogo ou uma Vibração circulando no conjunto de suas estruturas.

Desde 15 de agosto, o Arcanjo Metatron, pela revelação das últimas frequências: Ki-Ris-Ti, Bem (ndr: ou Atração), Mal (ou Repulsa) e Unidade, permite vibrar em vocês as quatro Dimensões e as quatro direções do Espírito Santo.

As partículas adamantinas se agregam e se acumulam em seu Templo e no exterior de seu Templo de carbono, ali associando partículas de silício que são capazes de fazê-los vibrar em ressonância com a matriz cristalina do sol central da galáxia e do centro galáctico.
É isso que vocês vivem agora.

Por esses pontos de Vibração, vocês tocam o acesso à Unidade, o acesso à Existência, que os coloca em contato com o Espírito de Verdade, o Espírito de Unidade, e que foi chamada de nova Tri-Unidade, Cristo, Maria e Miguel.

Vocês reencontram então sua herança Unitária, sua Dimensão original, pela ativação das quatro linhagens, em ressonância, é claro, com os quatro Hayoth Há Kodesh e os quatro elementos originais.

Assim, foram-lhes comunicados os cinco novos corpos e os cinco novos potenciais espirituais.

Esses sete reunificados, esses sete antigos, falsificados, comprimidos, reunificando-se com os cinco novos, voltam a dar a Tri-Unidade.

Os doze corpos reais, existentes além da matriz falsificada, traduzem-se pela reativação do que é chamado de doze Estrelas de Maria em sua Coroa da cabeça.

Cada uma dessas Estrelas tem uma função espiritual, do mesmo modo que cada um dos corpos tem uma função espiritual.

Esta função, vocês a redescobrirão, vocês a trarão por sua manifestação do Espírito na matriz.

Por esses pontos de Vibração, onde existe uma localização na própria forma fixa de 3ª Dimensão, unificando-os, pela ressonância com as doze pontes de Luz da alma e as doze pontes de Luz do Espírito – existente no chacra de enraizamento da alma e no chacra de enraizamento do Espírito – permitindo-lhes se religarem, desta vez, através do Antakarana, à Existência.

A própria Terra está agora religada ao sol por filamentos de partículas adamantinas, reforçados pela Presença da vanguarda da Frota Intergaláctica estacionando ao redor do sol.

Hoje, e nos próximos dias, a Onda Galáctica, em seus efeitos Vibratórios e de Consciência, começará a estender, de maneira muito mais intensiva e extensiva, suas partículas ao redor do planeta Terra, traduzindo-se, para vocês, por um aumento das percepções Vibratórias em suas Três Lareiras e, para aqueles de vocês que não ativaram ainda essas Três Lareiras, viver as premissas da ativação.

As Estrelas da cabeça acender-se-ão, umas após as outras, conduzindo, daqui a pouco tempo, estimado no final de seu mês de setembro, à ativação completa da Coroa Radiante da cabeça, através do desenvolvimento das doze Velas de Luz, correspondendo a seus doze veículos de Eternidade, existente em todas as Dimensões Unificadas, permitindo-lhes, então, a partir daquele momento, tomar a forma que lhes convier, a fim de experimentarem a Vibração e a Dimensão que lhes cabe descobrir, ou, antes, redescobrir.

Eu darei então, dentro de poucos dias, os meios, o Yoga que eu chamo de Yoga da Unidade, permitindo, por gestos simples, utilizando suas mãos e sua consciência, colocar equilíbrio a associação dessas Estrelas, 2 a 2, 4 a 4 ou 3 a 3, permitindo, então, conhecer o que se chama de linhagens espirituais, experimentar os quatro elementos, não mais falsificados, mas autênticos e permitindo-lhes, também, desencadear os fenômenos de mutação Vibratória finais correspondendo à ativação da Merkabah, à ativação total da Ponte de Luz existente entre esse corpo-Templo e o Espírito, tal como ele lhes chega, mas inteiramente.

Vocês poderão então, e à vontade, experimentar estados Vibrais da Luz mesmo nesse Templo; perceber os efeitos em sua vida, pelo princípio da Lei de Atração e de Graça; manifestar em sua vida o que é necessário, não mais por uma projeção exterior, não mais pelo medo, mas de maneira interior, pela Graça e a Ação de Graça.

Houve, portanto, cinco novas frequências associadas a seu Templo, permitindo estender as doze Velas ou doze Estrelas de Luz.

Essas doze Estrelas têm funções.
Essas funções são reunificadas, assim como eu o disse, 2 a 2, 4 a 4 e 3 a 3.

O manejo das Estrelas por sua consciência e por suas mãos permitirá extraírem-se, inteiramente, da matriz, realizando o final da constituição de sua Merkabah individual, traduzindo-se sobre a Terra, assim como vocês o observam, por manifestações cada vez mais autênticas, de embarcações de Luz dependentes das embarcações-mãe, chamadas de Esferas de Luz Branca, manifestando-se em seu céu.

Do mesmo modo vocês vão observar cada vez mais fenômenos noturnos, correspondendo à visão, bem real, da Onda Galáctica em seu céu e se aproximará, de semana em semana, desse mundo e de sua forma.

O que se produzirá no céu, produzir-se-á no interior de vocês.

Os mecanismos Vibratórios vão se intensificar, como jamais foi possível até o presente, mesmo para os Neófitos, mesmo para os seres despertados e realizados.

Vocês serão, então, chamados a viver, cada vez mais, episódios de Samadhi, de Alegria Interior extrema e, paralelamente a isso, episódios, eu diria, como de entorpecimento total desse Templo, permitindo-lhes explorar a Vibração, dentro do Templo, e fora do Templo.

Tudo isso faz parte de uma lógica perfeita, permitindo-lhes, num tempo descontado, viver o que vocês têm a viver, a fim de que, no momento vindo, quando a Onda Galáctica chegar sobre a Terra, escolher seu Coração, mergulhar em seu Coração e se reencontrar em sua Existência.

Os mecanismos dessa passagem são claros e eles se tornarão cada vez mais evidentes, sem passar pelo filtro do mental, progressivamente e à medida que vocês explorarem e viverem esses estados Vibratórios específicos situados além do Samadhi, que lhes permitirão experimentar, por vezes de maneira dolorosa, devido às oposições e resistências que podem ainda se manifestar pela personalidade e seus medos, mas que, a prazo, os conduzirão para viver uma fluidez cada vez maior, um estado de harmonia e de Graça cada vez mais perfeito, que, no momento vindo, estejam certos, lhes permitirá extraírem-se sem dor desta matriz, porque tal é o objetivo da Translação Dimensional.

Através da utilização das Estrelas, através do Yoga da Unidade, tornar-se-lhes-á possível criar sua própria realidade, mas também, modificar a estrutura espaço-temporal do desenrolar de sua vida, a fim de criar, literalmente, o que é necessário para sua vida e para seu Espírito.

Isso se fará em toda facilidade, o aprendizado será extremamente breve, porque esses dados são já codificados em vocês, em sua Existência e em sua Eternidade.

Vocês fazem apenas reencontrar o que lhes foi subtraído por Deus/Diabo.

A hora da Fonte e de seu retorno à Fonte chegou.
A hora chegou de voltarem a ser vocês mesmos sua própria Fonte, Criador e Criatura, a fim de descobrir que não há qualquer distância e qualquer separação entre o que vocês são, em Verdade, e o que é a Fonte, em Verdade.

Nesse sentido, Miguel os chamou de «Filhos de Luz», porque vocês são os Filhos da Luz e vocês são a Luz.

Isto resta a estabelecer, não unicamente como um conceito, mas sim, realmente, como uma Verdade Vibratória instalando-se em suas lâmpadas e, sobretudo, no desenvolvimento das doze Estrelas.

É isso que vocês são chamados a viver, a manifestar, a concretizar e é por esse trabalho que vocês estão realizando, que se realizará a Ascensão desse mundo, para o conjunto dos humanos que aceitaram e integraram a Vibração da Unidade.

Hoje, eu ficarei nessas generalidades.
Eu penetrarei, a partir de amanhã, no conteúdo do Yoga da Unidade, encerrando o trabalho do Yoga da Luz e do Yoga da Verdade, constituindo, então, o conjunto, o Yoga da Tri-Unidade ou Yoga da Fonte.

Se existe, em suas estruturas, em sua consciência, ou em seu mental, perguntas concernentes às generalidades que acabo de desenvolver, gostaria de responder.

Eu lhes dou então a palavra.

Questão: há um paralelo entre os quatro pilares de nosso Templo e os quatro pilares da Consciência (Intenção, Atenção, Ética e Integridade)?

Caro Irmão, há uma relação direta.

A Atenção e a Intenção são diretamente ligadas ao Aqui e ao Agora e, portanto, a IM e IS.

A Ética e a Integridade estão ligadas ao Alfa e ao Ômega, AL e OD.

Realizando esses quatro Pilares, você revela os quatro Cavaleiros do Apocalipse, você revela os quatro elementos, você revela, também, em você, suas próprias quatro linhagens, ligadas à ressonância dos quatro Pilares, assim denominados, ou quatro Querubim, Hayoth Há Kodesh do Ar, da Água, do Fogo e da Terra.

Há, portanto, sim, efetivamente, uma ressonância direta, Vibratória e real, quanto à utilização da Cruz cósmica formada em seu Céu.

Esta Cruz de Luz Branca, que alguns de vocês percebem, traçada entre AL e OD, e IM e IS, Aqui e Agora, Alfa e Ômega, Atenção e Intenção, Ética e Integridade.

Trata-se, é claro, das mesmas funções.

A Consciência tem a capacidade de levar Atenção.
A Atenção é preliminar à Intenção.
Viver entre a Atenção e a Intenção é viver o presente, ou seja, o Aqui e Agora.

Entre o IS e o IM da Cruz se encontra o ER, ou seja, o Coração.
Aqui e Agora.

A Ética é o que confere a Unidade, além do Bem e do Mal.
O Bem e o Mal não sendo mais um princípio de evolução ou de involução, mas sim um fator de lei, de ressonância e de Atração ou de Repulsa, sobre o qual não existe qualquer julgamento de valor, tal como definido em sua Dimensão, pelo Bem e o Mal.

E, enfim, a integridade é a capacidade para respeitar a Lei de Atração e de Graça da Fonte, qualquer que seja a manifestação da Consciência nos Multiuniversos, nas Multidimensões, quaisquer que sejam os mundos e os sistemas solares penetrados pela Consciência.

Superando esta forma fixa, chamada de Templo, nesta 3ª Dimensão, reencontrando o corpo de Existência, qualquer que seja sua Dimensão de pertencimento, lhes é possível viajar nos mundos, nos sistemas solares e nos planetas, respeitando, nesses níveis, as leis de funcionamento das diferentes formas de Vida Inteligente, quaisquer que sejam.

Assim, a Vida é enquadrada pela Cruz cósmica, permitindo se estender nas quatro direções, respeitando os Pilares de cada mundo e de cada Dimensão.

Assim pode ser definido, a Atenção, a Intenção, a Integridade e a Ética.
É, portanto, o quadro da Liberdade.

Esses quatro elementos e essas quatro Vibrações são os Pilares de sua própria Liberdade, permitindo-lhes se juntarem à Merkabah e, portanto, viajarem de maneira livre, de mundos em mundos, e de Dimensões em Dimensões.
É isso que se instala em vocês hoje, e eu lhes comunicarei a partir de amanhã, o modo de ativar, de maneira muito simples, esta primeira Cruz.

Existem outras Cruzes, em ressonância com as Estrelas, mas nós veremos isso amanhã.

Questão: como se articulam esses três Yogas? Um substitui o outro? Há uma ordem? 

Cara Irmã, há uma ordem para aqueles que descobririam, hoje, este ensinamento, porque é um.

O primeiro é, então, o YOGA DA LUZ, aquele que permite ativar as cinco frequências de base, as cinco harmônicas do OD-ER-IM-IS-AL.

Uma vez o Yoga da Luz realizado, resta a unir, 2 a 2, essas cinco frequências harmônicas, o que chamai de YOGA DA VERDADE.

A etapa final sendo o YOGA DA UNIDADE, revelado pelas doze Estrelas.

Assim, de acordo com o nível Vibratório de cada um, pode ser possível, e necessário, passar pelos três níveis sucessivamente, mas o objetivo final é, obviamente, o Yoga da Unidade, correspondendo à colocação em serviço e em Vibração, 2 a 2, 4 a 4 ou 3 a 3, as doze Estrelas da cabeça e da Coroa, é claro, situada ao Centro.

E, de qualquer modo, a Coroa Radiante da cabeça não pode ser totalmente ativada ao nível desses doze pontos se o Coração não está, ele mesmo, na Coroa Radiante, que é então a roda na Roda.

Assim, portanto, se, em você, a Coroa Radiante da cabeça é perceptível através das doze Estrelas, você pode se consagrar ao Yoga da Unidade.

Se os pontos de Vibração da cabeça e, em particular, quando das efusões das doze Estrelas de Maria, não estão realizados pela percepção consciente dos doze pontos, é-lhe talvez, naquele momento, possível e desejável rever e voltar a praticar o Yoga da Verdade ou o Yoga da Luz.

O Yoga da Luz, assim, é o fundamento das novas Vibrações.
O Yoga da Verdade é a ligação e o Yoga da Unidade é o objetivo.

Questão: poderia desenvolver sobre a percepção das Vibrações interiores e exteriores quando nosso Templo for entorpecido? 

Em um estágio de circulação da Consciência e da Energia, no momento em que a Energia etérea passa ao nível Supramental, seja pela associação de partículas adamantinas, seja pela transformação de seus próprios glóbulos de vitalidade e de Prana, acontece então um processo chamado de switch da Consciência por Sri Aurobindo.

Naquele momento, a Vibração se torna intensa, ela se transforma, podendo por vezes, ao nível desse Templo, dar rigidez, entorpecimento [adormecimento], em alguns lugares do corpo ou na escala do corpo inteiro.

É esse processo que se produzirá durante o que foi chamado de três dias de trevas, que se produzirão.
Esses três dias de trevas serão vividos por antecipação, por períodos cada vez mais intensos de pseudo-paralisia desse Templo, permitindo-lhes estarem liberados desse Templo, de maneira efêmera, a fim de ver e viver seu corpo de Ressurreição, tal como foi nomeado por Sri Aurobindo e que nós chamamos, hoje, de corpo de Existência.

Assim, o desenvolvimento do Samadhi, da Alegria Interior, pela ativação da Coroa Radiante do Coração, pela Vibração do Coração, pela ignição das doze Estrelas ao nível da cabeça e da Roda na Roda vai, ao mesmo tempo, favorecer o Samadhi e, ao mesmo tempo, favorecer o entorpecimento desse corpo, começando, o mais frequentemente, pelas pernas ou os braços, e percorrendo, em definitivo, o conjunto desse corpo.

Quando o conjunto desse corpo estiver entorpecido, naquele momento, vocês serão livres e liberados.
É este aprendizado que vocês realizam, um duplo aprendizado, a vivência do Samadhi e a vivência do que foi chamado por alguns médiuns: o estase.

A um dado momento, o afluxo do Supramental nesse sistema solar será tal que, pela ressonância e atração, a Vibração do núcleo cristalino da Terra se tornará perceptível, em seus pés e em suas pernas, ou em seus braços.

Este entorpecimento vibrante percorrerá então o conjunto de seu Templo, colocando-os em catalepsia e permitindo-lhes, então, enfrentar e viver o que é chamado de três dias de trevas.

Vocês não têm com o que se preocupar, vocês não têm que projetar, vocês não têm que supor, vocês não têm que temer nem que esperar, vocês tem apenas, ainda uma vez, que viver o processo transformatório da Vibração e da Consciência que está em curso.

Porque não é seu mental que decidirá, não é sua personalidade que decidirá, mas, como nós sempre dissemos, unicamente a Vibração.

O desenvolvimento da Vibração através das doze Estrelas, na escala de seu Templo, será a testemunha direta de sua capacidade para viver a transformação final e nada mais.

Questão: o que é para as crianças, durante este estase?

Caro Irmão, assim como foi dito e repetido por muito numerosos intervenientes, você não tem que se preocupar com as crianças.

As crianças entrarão em estase a partir do momento em que elas não têm o mental, ou seja, abaixo de 14 anos, com uma inacreditável facilidade.

É, antes, com você, que você deve se preocupar, pela própria existência do mental, de seus apegos e de seus fragmentos de personalidade restantes.

Enquanto que com as crianças, independentemente de quem sejam e quem quer que sejam seus pais, a personalidade não está ainda construída, ela não tem, portanto, que ser transmutada, dado que não existe.

As crianças viverão a chegada da Onda Galáctica com tanta facilidade e com tanta rapidez que vocês não terão que se preocupar de forma alguma por eles.

Será o mesmo para os animais e para os vegetais.

Somente o humano, em resumo, coloca problema.

Entre 14 e 21 anos, tudo dependerá da estrutura mental.
Aí, nesse nível, nós não os chamamos mais de crianças, mas de adultos, qualquer que seja a idade da maturidade legal, de acordo com o país.

Para além de 14 anos, o mental desceu e vem encobrir a Verdade.
Da importância do véu da ilusão dependerá a facilidade ou a dificuldade de viver o fenômeno de estase.

Questão: a presença delas [crianças] poderia obstruir o processo de estase dos pais? 

Não, porque esse processo de estase será também vivido, mesmo se o humano não esteja pronto.

As circunstâncias dessa vivência serão, obviamente, muito diferentes, segundo a facilidade e a faculdade que vocês terão para se estabelecerem na Vibração das Coroas Radiantes.

Cada um viverá, naquele momento, o que tem a viver, em função do que construiu como caminho e como Eternidade.

Esse processo não tem que preocupá-los porque será, contrariamente ao que vocês podem projetar hoje, um processo extremamente natural.

É o mesmo do processo da morte.
Alguns ali se prepararam toda sua vida.
Outros não estão preparados de forma alguma e, no entanto, o vivem sem qualquer dificuldade.

A capacidade que vocês têm, para resistir ou para se abandonar ao que vem fará toda a diferença de sua vivência em Consciência.

Isso foi desenvolvido muito longamente pelo Arcanjo Anael, como processo de abandono à Luz.
Isso faz parte, também, do que eu disse há pouco mais de um mês, referente à diferença entre a consciência do Ego e a Consciência do Coração.

Se a Consciência e a Vibração estão colocadas no Coração, você não terá qualquer dificuldade para fazer abstração do que resta de sua personalidade.

Se sua Consciência está colocada na personalidade, você terá muita dificuldade para encontrar o Coração e, portanto, para viver esse processo em serenidade de Consciência.

O corpo, quanto a ele, não será uma preocupação.
Somente a Consciência o será.

Questão: que acontecerá após esses três dias?

Vocês verão, efetivamente.
Simplesmente, sem fazer jogar qualquer projeção mental, é que o mundo será bem diferente.
Mas, ainda uma vez, não é o fim desse mundo, nem o final desta ilusão, mas uma etapa para esse final.

Questão: você pode me fazer viver o Samadhi?

Cara Irmã, sempre foi expresso que esse último passo apenas você pode dar.

É o abandono final da personalidade à Existência.

Isso passa pela Coroa Radiante do Coração ativada e isso passa pelo mergulho da consciência comum se abandonando e, portanto, de qualquer modo, vivendo sua própria morte,

Isso necessita dar esse último passo você mesma, que é abandono total da ilusão.

Enquanto existe uma reserva ou uma resistência, o Samadhi não pode ser vivido.

Eu especifico, entretanto, que o conjunto de mecanismos Vibratórios vividos desde o início de seu ano, seja por nosso intermédio, nós, 24 Anciões, seja por intermédio dos 7 Arcanjos ou, desde pouco, por Maria e suas 12 Estrelas, deve conduzir para viver o Samadhi.

Há também, como vocês descobrirão, eu penso, dentro de pouco tempo, hoje e também na escala deste planeta, um Arcanjo cujo objetivo é favorecer a reversão e a Presença.

Trata-se do Arcanjo Uriel, acompanhado, na ocorrência, nesta missão, por Gemma Galgani, Estrela da Unidade.

A Unidade e a Presença permitem, pela Vibração conjunta, viver o Samadhi.
Mas existem, ainda uma vez, muito numerosos Samadhi.
Existem 7, conduzindo ao Maha Samadhi, que é aquele que corresponderá ao fenômeno final.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Então, caras Irmãs, caros Irmãos, vou lhes transmitir, de meu Coração a seu Coração, a Paz, a Alegria, a Verdade.

Até breve.

___________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

7 comentários:

  1. Oi gente,muita Paz a todos!Gostaria de saber se vcs já perguntaram ao pessoal do Autres Dimensiones,o porquê dos atrasos e também da não publicação ainda do Yoga da Luz,já que esse deveria ter sido o primeiro a ser dado,segundo a mensagem acima de Um Amigo,na qual ele fala que esse Yoga é a base,o fundamento para as posteriores,nâo entendi também as publicações referentes ao Yoga da Unidade serem publicadas agora que já passou tanto tempo,vcs sabem porquê???Voces que traduzem as mensagens se esforçam tanto para nos passar essas informações o mais rápido possível,com tanta atenção e amor que eu fico intrigada,imaginando o que pode estar acontecendo,vcs não???

    ResponderExcluir
  2. Ana,

    Eu escrevi um e-mail para o Autres Dimensions, perguntando se eles tinham previsão de quando publicariam o Yoga da Luz, e eles responderam que o farão assim que possível.

    Quanto à demora nas publicações, realmente, não sei dizer, e também não questionei o Autres. Entretanto, no próprio site, onde são apresentadas as mensagens, há a informação expressa de que eles respeitam a ordem que é determinada seguir.

    Essa determinação, certamente é das Entidades.

    Nós nos dedicamos, sim, para traduzir o mais rápido possível, entretanto, creio que não cabe a mim questionar o trabalho deles. Acredito que cada um que está no Serviço da Luz sabe exatamente o que deve ou não fazer.

    Aliás, como você observa no teor desta mensagem, especificamente, o Yoga da Luz se refere à ativação das sílabas sagradas OD-ER-IM-IS-AL. Com as ferramentas que temos podemos, com toda certeza, realizá-la.

    Afinal, embora nos sejam transmitidos esses meios, essas ferramentas, esses Yogas e outros exercícios, não se esqueça de que o mais importante, sempre, é o Abandono à Luz e que, no Abandono à Luz, deixando a Inteligência da Luz trabalhar em você, tudo se resolve e tudo acontece na facilidade e na simplicidade, ainda que não tenhamos o conhecimento intelectual dos exercícios e dos processos.

    Por outro lado, há também o importante ensinamento no sentido de que devemos abandonar todos os Mestres e nos transformar, nós mesmos, cada um, seu próprio Mestre. E, com a Inteligência da Luz agindo em nós, isso é plenamente possível.

    Assim, agradeço imensamente a oportunidade de ter conhecido o site Autres Dimensions e, mais ainda, poder contribuir com as traduções em nossa língua, e fico no aguardo, confesso que também com ansiedade, pelas mensagens, entretanto, apenas no aguardo.

    Paz e Luz!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado por me lembrar do que é realmente essencial,o abandono à Luz e à Sua Inteligência e também o transformar-me em meu próprio Mestre.Namasté

    ResponderExcluir
  4. Pessoal, eu entendi que o YOGA DA LUZ é a ativação da cruz central de luz branca e das cruzes anterior e posterior através das 5 primeiras chaves Metatrónicas. Foi passada na Yoga da Unidade 1.

    UN AMI explica aqui:

    "Questão: como se articulam esses três Yogas? Um substitui o outro? Há uma ordem?

    Cara Irmã, há uma ordem para aqueles que descobririam, hoje, este ensinamento, porque é um.
    O primeiro é, então, o YOGA DA LUZ, aquele que permite ativar as cinco frequências de base, as cinco harmônicas do OD-ER-IM-IS-AL.
    Uma vez o Yoga da Luz realizado, resta a unir, 2 a 2, essas cinco frequências harmônicas, o que chamai de YOGA DA VERDADE."

    Entendi que Yoga da Unidade1 (LUZ) + Yoga da Unidade2 (VERDADE) + Yoga da Unidade3 (Ativação total das 12 estrelas) = YOGA da UNIDADE.
    Se estou enganada, peço que me orientem !
    Abraços a todos!

    Ermínia

    ResponderExcluir
  5. Pois é . . . e embora o mental continue cobrando sempre, procuro sempre me lembrar que o desapego e abandono inclui o desapego e abandono das próprias mensagens. Da mesma forma a ausência de julgamento, quanto às razões e motivos dos evidentes atrasos nas publicações do Autres. Podemos considerar esses pequenos "detalhes" como exercício pessoal tão importante quanto os conteúdos e protocolos.

    Em Unidade

    sdrubble

    ResponderExcluir
  6. Erminia,

    Como eu disse na resposta à Ana, eu entendi que o Yoga da Luz é a ativação das cinco chaves OD-ER-IM-IS-AL, e é diferente do Yoga da Verdade e do Yoga da Unidade.

    São três distintos, um complementando o outro, conforme se depreende do final resposta a que você se referiu - O Yoga da Luz, assim, é o fundamento das novas Vibrações.
    O Yoga da Verdade é a ligação e o Yoga da Unidade é o objetivo.

    Então... vamos aguardar, né?

    ResponderExcluir
  7. Que bom que voltou Sdrubble!

    Pois é, o desapego mesmo às mensagens faz parte do abandono à Luz e de nos transformarmos em nossos próprios Mestres.

    Muito bem colocado, inclusive quanto ao não julgamento.

    Eu acrescentaria também a eliminação de poder, de manipulação, de controle... Simplesmente deixar fluir, na liberdade, na humildade, na simplicidade e na Alegria.

    ResponderExcluir