Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

20 de jul de 2013

Osho – 20 de julho de 2013



Eu sou Osho.
Eu venho a vocês, hoje, para desenvolver a noção de «Mordida do Fogo».

Vocês vivem, a maior parte de vocês, numerosas manifestações vibratórias, térmicas, que acompanham as transformações em curso.

Seu encontro com o Fogo vai conduzir, sem que se trate, realmente, de uma condução, a um evento específico, que vamos chamar «a Mordida do Fogo».
Isso é muito simples: o Fogo preenche tudo, encontra tudo em sua densidade.
Isso é inevitável, manifesta-se por sensações térmicas que vocês já vivem, a maior parte.
Isso se manifesta, igualmente, pela expansão do Amor e da Alegria.

A Mordida do Fogo é o momento em que o Fogo consome tudo, quando o Encontro é total, o que deixa, em seguida, o lugar ao Éter.
Isso se manifesta por uma dupla sensação, por uma dupla vivência: como uma intensa dor e como um prazer extremo, sem saber mais muito bem se você deve reclamar ou alegrar-se.

Essa Mordida, alguns já a viveram, é claro.
Mas o momento aproxima-se, para a maior parte de vocês, de viver essa reconexão.
Cabe a vocês colocar sua consciência onde desejarem.
Mas a saída desse evento é uma Alegria imensa, um Amor sem qualquer outro similar...

[Efusão]

Seu posicionamento poderá influenciar na velocidade de realização, limitando as resistências.
Mas, de maneira alguma, vocês podem decidir viver essa Mordida ou, mesmo, impedi-la.
Nós já dissemos isso de múltiplos modos: tudo está realizado, resta apenas inscrevê-lo em sua densidade, e as eventuais resistências serão, rapidamente, consumidas pelo Fogo do Amor.

Voluntariamente, desde o início dessa intervenção, eu limito o meu Fogo, para poder conservar uma escuta de sua parte.
Mas, agora que eu disse o que eu tinha a dizer, eu lhes proponho encontrar-nos no Fogo... e no Amor...

[Comunhão-Fusão]

É-me, sempre, desagradável pôr fim às nossas fusões.
Assim, eu permaneço com vocês, tanto quanto vocês o desejarem.
Eu ponho fim à minha intervenção verbal, e permaneço em vocês.
Eu os saúdo, banhando-nos no Amor.

--------------------------------------
Transmitido por Air


2 comentários:

  1. Seu posicionamento poderá influenciar na velocidade de realização, limitando as resistências. Mas, de maneira alguma, vocês podem decidir viver essa Mordida ou, mesmo, impedi-la.

    ResponderExcluir
  2. "É-me, sempre, desagradável pôr fim às nossas fusões.
    Assim, eu permaneço com vocês, tanto quanto vocês o desejarem.
    Eu ponho fim à minha intervenção verbal, e permaneço em vocês.
    Eu os saúdo, banhando-nos no Amor."

    Estar com Osho, é sempre uma 'Doçura'!​​

    ResponderExcluir