Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

3 de nov de 2013

O.M. AÏVANHOV – 3 de novembro de 2013


Eu sou Omram Mikaël Aïvanhov.
Eu venho ao seu encontro, esta noite, para informá-los sobre o bom modo de comportar-se, para portar, o melhor possível, nesse mundo, a mensagem da Luz.

Cada um de vocês, reunidos neste espaço, escolheu colocar-se ao Serviço da Luz.
Osho deu-lhes uma chave importante, concernente ao posicionamento o mais exato, eu diria, mesmo, o único posicionamento possível para servir à Luz.

Seus pensamentos provêm de duas fontes: um, ao mais próximo da matéria, é ligado às egrégoras da humanidade encarnada; o outro é ligado à Alma e, diretamente, sob o impulso do Espírito.
É fácil para vocês reconhecer um pensamento quanto à sua origem: ou ele vem servir à sua pessoa, ou ele vem servir ao conjunto da Criação.
Cabe a vocês ver, mas, tendo feito a escolha de servir à Luz, vocês podem apenas favorecer os pensamentos originários da Alma, sob o impulso do Espírito.
Para isso vocês devem, tanto quanto possível, ligar-se ao Elemento Fogo, lembrando-se de que o Elemento Fogo corresponde ao Espírito.
Isso lhes permite pôr-se sob o impulso do Espírito.
O Espírito é o Alfa, situado no Triângulo de Fogo.

Ligar-se ao Fogo, qualquer que seja a maneira que vocês utilizem – pondo-se em face do Sol, chamando o Elemento Fogo, chamando o Espírito do Fogo, chamando os habitantes do Fogo, pouco importa – talvez, vocês tenham, igualmente, a possibilidade de ligar-se, diretamente, ao Espírito.

Servir à Luz é servir ao Espírito, que está ao mais próximo da Fonte.
Vocês devem, portanto, em seguida, discernir o pensamento fornecido na Alma e que vibra no Coração.
Servir à Luz é instalar a Paz, instalar o Amor nesse mundo, não a paz negociada entre duas pessoas que se enfrentam ou dois países que se enfrentam, mas a Paz que se impõe pela ligação que é o Amor.

Se vocês estão instalados na Paz, no Amor, na Alegria, então, isso repercutirá na matéria a mais densa.

No que concerne às suas ações a fazer aí, ainda, se a ação segue o pensamento impulsionado pelo Espírito, então, vocês não podem enganar-se.
Da mesma maneira que o Verbo – que é, justamente, esse pensamento que provém do Espírito, impulsionado pelo Espírito – revela-se, em seguida, pela palavra ou pelo escrito, o Verbo revela-se, igualmente, pela ação.
Há, aí, a chave de todas as grandes obras realizadas nessa humanidade.

O Espírito não pode ver pequeno, o Espírito não pode limitar-se a fazer com os «equipamentos de bordo», como vocês podem dizer.
O Espírito é a Abundância, Abundância de Amor, Abundância de Alegria.
Ele não pode considerar qualquer restrição, tanto nesse mundo como em qualquer outro lugar.

Colocando sua vigilância para posicionar-se no começo, em Alfa, no Espírito, então, desdobrar-se até Ômega – situado no Triângulo da Terra – vocês revelam a Alegria, o Amor, a Abundância, em todas as suas formas.
Mas se querem utilizar o Espírito para criar a Abundância, para servir à pessoa, então, o ponto de partida é o Ômega.
Isso pode funcionar, mas não é, de modo algum, o sentido de minhas palavras porque, naquele momento, vocês não servem à Luz.

Osho disse-lhes: a Luz é o Fogo.
É, portanto, daí que tudo deve revelar-se.
Isso é, ao mesmo tempo, muito simples a compreender, muito simples a implementar, e isso é, ao mesmo tempo, complicado, complicado pela personalidade que, assim que ela pode, procura recuperar todo o poder.

A Humildade e a Simplicidade são, como temos dito, os Pilares essenciais para revelar a Luz que vocês são, em Espírito, nesse mundo, que vocês são na matéria.

Reunir o Alfa e o Ômega é, automaticamente, deixar sua dimensão separada para juntar-se, a partir de agora, ao que nós chamamos a Quinta Dimensão nesse mundo.
Nós dissemos: as duas Dimensões vivem alguns instantes de seu tempo humano, em paralelo, nesse mundo.
Cabe a vocês escolher a frequência que desejam experimentar.

Eu os convido, nos dias, nas semanas que vêm, a portar, tanto quanto possível, sua vigilância a observar a origem de seu movimento, a origem de suas palavras, a origem de seus pensamentos.
Aí, ainda, em sua humanidade, as palavras nem sempre refletem os pensamentos reais, mas isso, finalmente, concerne, unicamente, à Terceira Dimensão separada que, o que quer que aconteça, dissolver-se-á.

Eu venho, então, trazer até vocês o meu Fogo, para apoiá-los, elevá-los no Espírito.
Quanto eu digo «elevar», isso pode deixar supor que vocês estão, atualmente, na matéria, e que têm que juntar-se ao Espírito.
Mas compreendam que vocês já estão no Espírito, porque nada pode existir na matéria sem o impulso do Espírito, que é o Alfa, aí, onde tudo começa.

Se vocês têm questões, interrogações, gostaria de respondê-las.

Esperando as questões, gostaria de desenvolver sobre o Verbo, a palavra e o Silêncio.
Como eu lhes disse, o Verbo nasce pela alquimia do pensamento e do sopro do Espírito.
Para manifestar-se nesse mundo o Verbo utiliza, frequentemente, o caminho da palavra.
O Verbo é, portanto, emitido.
Esse Verbo vai manifestar-se na Criação, seja na proximidade de vocês como no outro extremo do Universo.
A Fonte que vocês são recebe, portanto, o Verbo que ela emite.
No Silêncio que segue, a Fonte remete-lhes a resposta do que foi recebido pelo que vocês emitiram.

O Silêncio – nós frequentemente dissemos – é capital.
Aprendam a escutar, aprendam a observar sua densidade e o que o leva até vocês.

[Silêncio]

Há algum de vocês que deseja alguns esclarecimentos ou colocar-me uma questão?

Q: No Absoluto, como se situa o Verbo Criador em relação ao Si e à personalidade? Quando se está na personalidade confinada, e no Si confinado, em relação ao Absoluto, como se situa o Verbo?

R: O Absoluto não se importa com o Verbo Criador.
O Absolto não se importa com o Espírito.
Ele contém tudo, mas não é concernido pelos jogos que de desenrolam nesse nível.
A própria Fonte não concerne o Absoluto.
A Fonte autolimitou-se para criar o conjunto de mundos.
Vocês podem viver o Absoluto e jogar na Criação, portados pelo reconhecimento do Amor que vocês emitem e o Amor que recebem, a cada instante, o que faz de cada instante um prazer que não concerne, de modo algum, ao Absoluto.

Q: Como articular o Ficar Tranquilo com esses exercícios de vigilância, esses exercícios de apelo dos Elementos aos quais se é convidado, novamente, há algum tempo? É preciso, ainda, fazer para Ser?

Não, de modo algum.
Chamar o Fogo é ser o Fogo.
Não há diferença nesse nível.
Se isso demanda um esforço, então, não o faça.
Trata-se de chaves para portar o Amor, a Luz sobre esse mundo.
Isso se faz com grande facilidade, a partir do momento em que a personalidade tenha capitulado.
Se nós lhes apresentamos tudo isso é que isso lhes permitirá tornar-se uma joia sobre esse mundo, que leva o abrasamento por toda parte que vocês desejarem, ou seja, para todos os lugares.

Ao invés de exercícios complicados, vocês podem ver isso como uma lembrança, uma lembrança de regras e funcionamentos de sua Eternidade.

Há outras questões?

Q: No Absoluto é necessário, quando se é chamado pela Onda de Vida, muito frequentemente, e quando se responde aos apelos dela – e seus apelos são mais numerosos – é necessário, ainda, para o Serviço à Luz, responder a esses apelos?

R: A Onda de Vida percorre-o, sem que você tenha qualquer intervenção a realizar, sem que você tenha qualquer resposta a dar. Ela É, e o Absoluto não é concernido, tampouco, pela Onda de Vida.

Q: Então, o Serviço à Luz faz-se naturalmente, e não há que responder aos apelos das Estrelas, da Coroa ou da Coroa Radiante do Coração quando há uma argumentação? No Absoluto, o Serviço à Luz é continuo e não tem mais necessidade de ser conscientizado?

R: A Luz não concerne o Absoluto.
O Serviço à Luz tampouco.

Caros amigos, eu lhes agradeço por seu acolhimento, e eu lhes digo até muito em breve.

--------------------
Transmitido por Ar.
http://www.envol-du-phenix.org/ewb_pages/a/air-francais-o.m._aivanhov___-6587.php

--------------------------------------

2 comentários:

  1. Colocando sua vigilância para posicionar-se no começo, em Alfa, no Espírito, então, desdobrar-se até Ômega – situado no Triângulo da Terra – vocês revelam a Alegria, o Amor, a Abundância, em todas as suas formas.

    Aí, ainda, em sua humanidade, as palavras nem sempre refletem os pensamentos reais, mas isso, finalmente, concerne, unicamente, à Terceira Dimensão separada que, o que quer que aconteça, dissolver-se-á.

    ResponderExcluir
  2. "Seus pensamentos provêm de duas fontes: um, ao mais próximo da matéria, é ligado às egrégoras da humanidade encarnada; o outro é ligado à Alma e, diretamente, sob o Impulso do Espírito.
    "É fácil para vocês reconhecer um pensamento quanto à sua origem: ou ele vem servir à sua pessoa, ou ele vem servir ao Conjunto da Criação.

    "Cada um de vocês, reunidos neste espaço, escolheu colocar-se ao Serviço da Luz. ...Tendo feito a escolha de Servir à Luz, vocês podem apenas favorecer os pensamentos originários da Alma, sob o Impulso do Espírito.
    "Para isso vocês devem, tanto quanto possível, ligar-se ao Elemento Fogo, lembrando-se de que o Elemento Fogo corresponde ao Espírito. Isso lhes permite pôr-se sob o Impulso do Espírito.

    "Servir à Luz é Servir ao Espírito, que está ao mais próximo da Fonte.
    "Servir à Luz é Instalar a Paz, Instalar o Amor nesse mundo. ...a Paz que se impõe pela ligação que é o Amor.

    "No que concerne às suas ações a fazer aí, ainda, se a ação segue o pensamento Impulsionado pelo Espírito, então, vocês não podem enganar-se.
    "Da mesma maneira que o Verbo - que é, justamente, esse pensamento que provém do Espírito, Impulsionado pelo Espírito - ...revela-se, em seguida, pela Palavra ou pelo Escrito, o Verbo revela-se, igualmente pela Ação.

    "Reunir o Alfa e o Ômega é, automaticamente, deixar sua dimensão separada para juntar-se, a partir de agora, ao que nós chamamos a Quinta Dimensão nesse mundo.
    "Cabe a vocês Escolher a Frequência que desejam Experimentar."

    ResponderExcluir