Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

1 de nov de 2013

OSHO – 1 de novembro de 2013


Boa noite a todos, queridos irmãos e irmãs.
Uma vez que é preciso um nome, eu sou Osho.
Mas eu sou você, como você é eu.

Eu os convido, esta noite, a partilhar, neste espaço, sobre o tema da Grande Alquimia e, particularmente, sobre o Fogo.
Eu instalo, então, ao centro de nosso círculo, uma grande lareira, em torno da qual vamos realizar nossa vigília.
Eu lhes proponho, portanto, para começar, instalar-nos, agora, em um espaço de fusão, após o qual eu prosseguirei minha intervenção.

[Silêncio / Fusão]

Para ilustrar o que vou dizer esta noite, eu me apoiarei em alguns elementos que lhes foram comunicados através das eras, sob a forma de escritos.
Obviamente, a maior parte desses escritos foi realizada de tal modo que apenas os iniciados podiam compreendê-los.
Eu me apoiarei, em primeiro lugar, nos elementos da Genesis, para que possamos, juntos, avançar nossa compreensão e, sobretudo, partilhar a vivência.

Eu não citarei todos os elementos, obviamente, da Genesis, mas tomarei, aqui e ali, alguns elementos para ilustrar minhas palavras.
Primeiro compreendam, efetivamente, que, na origem, como está escrito, Deus criou o Céu e a Terra, ou seja, o Espírito e a Matéria.
Para criar o movimento, Deus criou o Fogo ou a Luz.
Esse é um elemento de importância, ao nível da compreensão da ação dos Elementos.

O Fogo é o Elemento que nutre e leva o movimento ao conjunto de outros Elementos.
Sem o Fogo não há qualquer movimento.
Sem o calor do Fogo não haveria qualquer chuva.

Se eu lhes apresento isso é, unicamente, no objetivo de apresentar-lhes a maneira pela qual vocês podem comunicar-se com os Elementos, a maneira pela qual vocês podem apoiar-se na potência deles.

Nós os temos convidado a chamar os elementos, uns após os outros, ou combinando-os dois a dois, depois por três e, enfim, chamando os quatro.
Mas, se vocês utilizam a ordem que corresponde ao que poderíamos chamar a «hierarquia» dos elementos – não que se trate de um Elemento que domine os outros, mas, antes, de uma ordem na qual eles se nutrem, na qual os Elementos permitam-lhes comunicar-se com a Luz, com a Fonte.

O Fogo é o Elemento que corresponde ao Espírito.
É daí que vocês podem iniciar a Grande Alquimia.
Chamando o Fogo e os Seres que o habitam, vocês se conectam com a parte a mais alta, poder-se-ia dizer, do que vocês são.
Eu não falo, obviamente, do que foi chamado Absoluto, que está além de tudo isso, mesmo se a palavra «além» não seja apropriada.
Digamos que o Absoluto não é concernido por tudo isso.

Uma vez que estejam conectados ao Espírito, uma vez que tenham chamado o Fogo, vocês podem, em seguida, apoiar-se no Ar, que sustenta e atiça o Fogo.
Da mesma maneira que, partindo do Espírito, poderíamos dizer que o Espírito intervém ao nível da Alma.

Eu lhes deixo alguns instantes de Silêncio, para acolher a verdade do que eu lhes proponho, em si.

[Silêncio]

Uma vez que vocês tenham acolhido o Ar, podem deixar o lugar para a Água.
Para continuar o paralelo com o Espírito, poderíamos dizer que a Alma, que intervém ao nível do intelecto do Coração, quer impulsionar sua informação até o corpo.
Naquele momento, a Alma intervém ao nível das emoções, e isso permitirá à informação chegar até o corpo.

Da Água vocês chamam, então, em seguida, o Elemento Terra.

Vocês podem proceder a esse chamado de maneira frequente, para que isso se torne natural e possa expandir-se da maneira a mais importante possível.

Há, ainda, muitas coisas que eu poderia dizer-lhes concernentes aos Elementos, mas o mais importante é isso.
Eu vou, entretanto, continuar um pouco a desenvolver sobre o Fogo, que é meu Elemento de predileção, poder-se-ia dizer.

Como, talvez, vocês já saibam, podemos dizer que há dois tipos de Fogo: o fogo da paixão e o Fogo Divino.
Provavelmente, vocês já puderam viver os dois.

O fogo da paixão é um fogo que consome o Ser, que leva com ele o sofrimento.
O Fogo Divino libera o Ser.

O Fogo que viemos propor-lhes é, obviamente, o Fogo Divino.
Esse Fogo, vocês têm a possibilidade de mantê-lo, de revelá-lo com todos os elementos, todas as cristalizações que portam em si.
Porque poderíamos dizer que o Fogo Divino é o Fogo do sacrifício: o sacrifício da ilusão.
Assim, levando tudo o que pertence à ilusão em vocês até o Fogo Divino – que vocês portam em seu Coração – então, não unicamente vocês se aliviam, mas reforçam o Fogo Divino.
Nesse Fogo, eu lhes proponho, então, depositar toda a sua história, todos os seus sofrimentos, todas as suas crenças.
Quanto mais fizerem isso, mais vocês se liberarão, mais o Fogo Divino liberará vocês.

Se eu lhes falo de tudo isso agora, é porque o tempo dos reencontros com seu Corpo de Luz, seu Corpo de Fogo soou.
Nós já lhes significamos isso.
É tempo, portanto, de instalar-se no Fogo.
Eu lhes proponho tomarmos, juntos, um instante de fusão.

[Silêncio / Fusão]

É tempo, queridos irmãos e irmãs, de reencontrar seus hábitos de Luz, de reencontrar seus hábitos de Fogo.
Isso, vocês podem viver a cada instante.
Como já lhes foi significado em numerosas reprises, vocês podem apoiar-se no Fogo do Sol.
Chamem, naquele momento, o Anjo do Fogo ou o Espírito do Fogo.
Vocês verão, então, o que isso desencadeia.

O Fogo ajudá-los-á, também, a regenerar o conjunto de suas células.
Seu corpo de Luz imprime, já, em cada uma de suas células, sua assinatura, que é aquela de sua Eternidade.

Aí está o essencial do que eu queria partilhar com vocês hoje.
Haveria, é claro, muitas coisas que eu poderia acrescentar, mas o essencial não é o que eu possa dizer-lhes: o essencial é o que vocês vivem.

Vivendo, de maneira amplificada, o Reencontro com o Fogo, vocês descobrirão, por si mesmos, numerosas verdades que lhes eram, até o presente, escondidas.

Eu lhes proponho um último espaço de fusão, antes de retirar-me.

[Silêncio / Fusão]

Queridos irmãos e irmãs, eu os convido a juntar-se a mim no Fogo.
Se vocês olham, atentamente, o Fogo do Sol, ou qualquer outro Fogo, talvez vocês me vejam.

Venham começar a Dança, venham começar esse movimento ascendente que os reconduz à Casa!

Eu lhes digo, então, até breve.

--------------------
Transmitido por Ar.

5 comentários:

  1. Eu não falo, obviamente, do que foi chamado Absoluto, que está além de tudo isso, mesmo se a palavra «além» não seja apropriada. Digamos que o Absoluto não é concernido por tudo isso.

    Se eu lhes falo de tudo isso agora, é porque o tempo dos reencontros com seu Corpo de Luz, seu Corpo de Fogo soou.

    ResponderExcluir
  2. A leitura, foi um afago. Dos meus olhos escorreram lágrimas de Alegria, pelo andamento dos acontecimentos ... Lendo Maria, fiz três recadinhos, "fusão com o Corpo de Luz'', e pendurei-os em locais do meu acesso, como lembrete do que está ocorrendo.

    Agora com o Amado Osho, Ele também confirma: "Seu corpo de Luz imprime, já, em cada uma de suas células, sua assinatura, que é aquela de sua Eternidade."

    Amém. Tomara que já tenhamos ultrapassado, mais, muito mais, da metade do Caminho para Casa.

    Assim Seja!

    ResponderExcluir
  3. Vivemos o BATISMO DE FOGO!
    Há uma mensagem magnifica da Estrela ANNA ( 03/09/12) explicando esse processo.
    Essa mensagem foi marcante pra mim. Jamais esqueci.
    Chegou o momento.
    Assim Seja!

    Ermínia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O tempo do Fogo chegou.
      "Que o Fogo do Amor e da Comunhão esteja entre nós e conosco.
      "O Fogo vem forjá-los em sua Eternidade e na Verdade.
      "Esse corpo de matéria que vocês habitam deve ver sua matéria forjada no Fogo.

      "O Fogo é um Batismo.
      "O BATISMO DO FOGO é O FOGO DO ESPIRITO. ...O Batismo da Consciência, restituída a Ela mesma e à sua Liberdade.

      "A Consciência, então Liberada, ou em Liberação, Estabelecer-se-á nesse Fogo que o corpo de carne prepara.
      "O Fogo da Terra e do corpo abre o casulo de Luz final, ...que faz aparecer, ... a Verdade de seu Corpo Eterno, de suas estruturas de Eternidade.

      "O Fogo do corpo, o Fogo da Terra e do Céu são a mesma Essência, a mesma Vibração, a Luz e o Amor. ...E permitirá a vocês Viver, enfim, a Última Verdade do Ser e da Consciência.
      "O Fogo é o Agente e o Operador, assim como o Catalisador da Ascensão da Terra e da Transformação desse corpo de carne.

      "O Fogo do corpo e da Terra precedem o Apelo de MARIA, como um elemento de DESPERTAR."
      ANNA(03/09/12)

      Chegou o momento.
      Assim Seja!

      Excluir
  4. "O Fogo é o Elemento que corresponde ao Espírito.
    "O Fogo Divino Libera o Ser.
    "O tempo dos Reencontros com seu Corpo de Luz, seu Corpo de Fogo Soou.
    ...É tempo, portanto, de instalar-se no Fogo.

    "É tempo, queridos irmãos, de reencontrar seus hábitos de Luz, de reencontrar seus hábitos de Fogo. Isso, vocês podem viver a cada instante.
    "O Fogo ajudá-los-á, também, a regenerar o conjunto de suas células. Seu Corpo de Luz imprime, já, em cada uma de suas células, sua assinatura, que é aquela de sua Eternidade.

    "O essencial é o que vocês vivem. Vivendo, de maneira amplificada, o Reencontro com o Fogo, vocês descobrirão, por si mesmos, numerosas Verdades que lhes eram, até o presente, escondidas.

    "Venham começar a Dança, venham começar esse movimento ascendente que os reconduz à Casa!
    "Eu sou você como você é eu."

    ResponderExcluir