Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

31 de jul de 2009

ANAEL – 31 de julho de 2009

DO SITE AUTRES DIMENSIONS



Eu sou Anael, Arcanjo.
Recebam Luz, paz, Amor.

Eu intervenho desta forma, agora, como emissário e embaixador do Conclave Arcangélico, a fim de lhes permitir colocar as questões essenciais relacionadas com a evolução e a transformação espiritual em curso em sua Humanidade.

Então, abrirei primeiro, se querem, um espaço de questões às quais eu responderei, antes de lhes dar outras informações específicas para seus instantes e para seus momentos.

Então, comecemos.

Questão: a palavra cristal é composta de Cristo e de Al. Hoje, com a aproximação do Al, que vivemos, há um significado especial?

Sim. Vocês chegam, hoje, nas escalas da Humanidade, à revelação da Vibração sonora.

Qualquer que seja a língua que vocês falam e compreendem, para além do que seu consciente e seu ouvido ouvem, existe, nesta língua, uma Vibração arquetípica que os conduz, inevitavelmente, à Vibração da Fonte.

Assim é, efetivamente, da palavra cristal, assim como você compreendeu.

Questão: o fato de trabalhar com o cristal está em relação com o caminho para a ascensão?

Cristal é Luz elevada, é Luz revelada.
Cristal, em sua densidade, é transparência, dureza e beleza.

O cristal é o lugar da memória e da ressonância.
O cristal é ferramenta de relacionamento entre sua dimensão e outras dimensões.

Seu lugar é importante em outras dimensões, bem mais que os papéis que vocês percebem e experimentam aqui embaixo.

O cristal é Vibração da Essência, condensada numa forma, e numa geometria.

Ele é Vibração, ele é Luz cristalizada, ele permite portanto, por sua Luz e por sua Vibração, aceder a dimensões que lhes são escondidas.

Do mesmo modo, alguns de vocês apresentam, na textura mesmo de seu veículo de existência ou corpo de Luz, estruturas cristalinas animadas.
Assim é do corpo de cristal e do corpo de diamante.

O agenciamento da Luz em seus veículos de eternidade é movimento, fluidez, transparência.
O cristal se congelou [fixou], descendo em sua dimensão.

Matrizes cristalinas foram semeadas sobre este planeta, há mais de vinte milhões de anos, pelos Mestres cristal de Sirius.

O cristal é o agente de comunicação entre as dimensões.
Assim é mesmo em seu núcleo cristalino Terrestre.
Assim é, do mesmo modo, em todos os planetas.

Questão: na indústria se utiliza o cristal para diferentes fins, hoje. O que se torna a utilização do cristal nesse quadro?

Ele é destruído.
Mas assim é, igualmente, para os diferentes reinos que participam do estabelecimento da vida em sua dimensão.

Assim é, também, para o que vocês chamam de frutas e legumes que consomem.
Assim é, igualmente, para as flores que colhem.

Questão: guarda-se nossa tintura de alma quando do acesso ao corpo de cristal, a cor de nossa alma?

A cor da alma não é uma tintura da alma.
Uma tintura é uma mudança de cor.
Uma cor de alma é uma Luz, ela não é tinta, ela é Vibração e realidade.

A Vibração/cor da alma, para a Humanidade em encarnação, traduz uma polaridade de alma, ela não prejulga o nível de evolução, o nível de compreensão, mas, bem mais, o sentido de trabalho nesta densidade.

A cor da alma não interfere e não está presente no veículo de eternidade ou corpo de existência.
Este não é colorido pelas aspirações da alma.

Penetrar o corpo de existência não é estar num veículo sutil, chamado alma, mas num processo vibratório diferente.

Para além do que eu chamaria de corpo de personalidade, no qual se manifesta a alma, o corpo de existência está ligado ao fato de sua origem estelar, de sua condição de Semente de estrela.

Esse corpo de Luz ou de existência corresponde ao Espírito e não à alma.

Questão: pode-se conhecer nossa origem estelar?

Não me cabe revelar-lhes isso.
Do mesmo modo, as filiações espirituais lhes são reveladas no momento vindo, no momento oportuno.

Se elas fossem reveladas, não pela própria Vibração desta filiação, mas por uma intervenção exterior, mesmo Arcangélica, isso apenas faria reforçar seu afastamento.

É algo que pertence ao mistério e que se desvenda em vocês após terem cruzado as Vibrações da filiação mentidas pelos Quatro Viventes.

Reencontrar o corpo de Luz e corpo de Existência é abandonar a filiação material e genética, em todos os sentidos e adotar e reencontrar sua filiação Divina.

É reencontrar, em seu veículo de existência, o veículo o mais adaptado à sua Consciência ilimitada, livre e em acordo com a Fonte.

Vocês foram peregrinos da materialidade nesta dimensão, peregrinos que devem, hoje, colocar sua vara para reintegrar sua Unidade perdida.

Esta Verdade essencial para muitos seres humanos aparecerá, apesar das manifestações, como a ilusão, porque inúmeras almas e Espíritos afastaram-se tanto desta Verdade essencial que não subiste, neles, nem uma lembrança, nem um grama de Vibração.

Tal é o caminho deles, entretanto, assim como eu já disse e repeti, a Fonte vem se revelar para tentar lembrá-los do que vocês são, para além desta forma e desse corpo, para além das aspirações da alma que vocês vivem, para além mesmo da centelha Divina conceituada em seus modelos tradicionais.

Você é, antes de tudo, uma Semente de estrela, um ser de pura Luz e de pura Verdade.

É a identificação a esse corpo, a identificação a esta densidade tão potente que foi a atração, que ela ocultou, em vocês, a lembrança mesmo desta confiança, a lembrança mesmo desta eternidade.

Mas, entretanto, quando vocês reencontrarem a Vibração e a filiação de sua Essência e seu veículo de existência, vocês não terão mais necessidade de outra coisa.
Naquele momento, a ascensão, a translação dimensional estará bem próxima, mas, até lá, nós devemos, nós, entidades de Luz, realizar a promessa da Fonte que é trazer-lhes o desvendamento que permite, para aqueles que o desejam, a transfiguração, o despertar para o que vocês são.

Obviamente, o ego, a personalidade, vai lhes dizer e vai cochichar que isso é ilusão e, é claro, é mesmo para ela, porque jamais o que eu chamaria de seu complexo corpo inferior, personalidade e mesmo alma, não terão jamais acesso a esta dimensão e a esta Verdade.

Apenas quando do desvendamento, etapa da transfiguração, que a revelação é possível e, apenas naquele momento, vocês poderão, para a maior parte de vocês, se o desejam, após terem acendido suas lâmpadas, penetrar em total lucidez o corpo de existência ali levando, segundo o caso, seus corpos de personalidade, ou então os deixando.

Questão: por que vejo por vezes estrelas em meu quarto, quando acordo?

As estrelas assinalam seu retorno e o emaranhamento dos planos que você percorreu com esta densidade.
Isso será cada vez mais frequente: duas realidades e dois mundos que ainda se opõem começam a se interpenetrar.

As franjas de interferências e as separações que existem entre o mundo de Baixo e o mundo do Alto, entre o mundo dos Anjos e os mundos dissociados, interpenetram-se mesmo em sua consciência, dando-lhes, por vezes, a impressão e a experiência de viver em duas realidades.

Efetivamente, trata-se de duas realidades ainda separadas que encontram por vezes o ajuste, em coincidência e em ressonância.

Sua consciência faz o aprendizado, em diversos graus, para que, ao final, após o anúncio da Divina Maria, nenhum ser possa dizer que não sabia.

Qualquer que seja a condição vibratória de seu corpo de personalidade, toda consciência verá seu corpo de existência.
Isso é chamado de julgamento final.

Alguns poderão, pela Vibração, atração e ressonância, se juntar, com ou sem o corpo de personalidade, ao corpo de existência.

Outros não poderão nem mesmo se aproximar, mas a lembrança, impressa então em sua alma, em seu corpo de personalidade, reativará o juramento e a promessa da primeira encarnação, a fim de reviver um ciclo ou vários, inscrito em algum lugar neles.

O sentimento de falta, o sentimento de incompletude os empurra, então, ativamente, numa nova ronda de encarnação, para buscar esta completude.
Assim é o sentido do juramento que vocês fizeram à Fonte e o sentido da promessa, no retorno a seu afastamento de Si e dEla.

Questão: reencontrar o corpo de existência é reencontrar a identidade real?

Sem qualquer dúvida possível.
O que se anima e fala nesta dimensão não é você, é apenas um fragmento da Verdade.

Assim, vocês são seres fragmentados e incompletos, encarnados, certamente, corpo, alma e Espírito e, em particular desde o sacrifício do Cristo, mas, entretanto e em Verdade, vocês não podem ser completos nesta dimensão dissociada.

Assim, vocês buscam permanentemente, em suas peregrinações e em suas tomadas de encarnação, o que lhes falta, no olhar do outro, na penetração do outro em suas relações afetivas, em suas relações familiares, em suas experiências.

Obviamente, esta procura não pode ser satisfeita e jamais, exceto, é claro, nos períodos de inter-ciclo, para alguns seres que tiveram êxito em transcender e em se transfigurar, eles mesmos, sem ajuda exterior, por sua potência e sua vontade e sua aspiração para se juntar a esse veículo de existência e para entrar na eternidade, em outros termos, na imortalidade.
Muito poucos seres realizaram isso.

Questão: pode-se considerar que esse corpo de existência partiu da Fonte mesmo sendo Fonte ele mesmo?

Para fazer o milagre de uma única coisa, sim.
Para isso, Miguel os chamou os criadores de Luz e essa é a estrita Verdade.

Questão: o que é a efusão desse raio Gama que ocorreu há pouco?

Trata-se das premissas das ondas as mais potentes que tocarão a Terra durante os meses de agosto e setembro de seu ano.

Essa irradiação é o chamado da Fonte, é o chamado de seu veículo de Luz, corpo de existência, para despertá-los.

A onda galáctica, em suas premissas e em sua potência, vem revelar-lhes, a fim de preparar, por um fio tênue, o anúncio que será feito por Maria.

Lembrem-se que as dimensões superiores dos Anjos não podem intervir diretamente nesta dimensão, por respeito às leis de livre arbítrio que prevalecem nesta dimensão.

Entretanto, efetivamente foi necessário que a Luz se semeasse, que os Anjos das Vibrações superiores semeassem esta dimensão, a fim de que, no momento vindo, pela Centelha Divina existente em vocês, fosse capaz de insuflar a mensagem de sua eternidade.

É o que está em preparação atualmente, sobre a Terra, nesta dimensão.

A interpenetração dos planos se torna, para aqueles que são os mais aptos, pelo momento, para viver a transfiguração, cada vez mais evidente e manifestada.

As presenças, as Luzes, as sincronias, as viagens, as Vibrações, serão seu lote quotidiano.

Trata-se de um condicionamento para perceber, para o conjunto da Humanidade.

O anúncio que será feito por Maria, assim como me é autorizado, doravante, revelar-lhes, os anúncios que nós realizamos, nós, Conclave, em sua dimensão, ainda uma vez, assinalam a Verdade, a probidade, a autenticidade do que nós lhes anunciamos, tanto em suas manifestações interiores, como nas manifestações mesmo de sua dimensão, em seu céu e sobre sua Terra.

Este é o sinal e a garantia de que o momento chegou, que vocês não podem ser enganados, como foi o caso durante muito tempo, pelas palavras, pelas ilusões, pelas vozes não autorizadas que os induziram em erro.

Nós, Arcanjos, somos os fiadores da autenticidade pelo que vocês vivem em seu ser interior, pelas Vibrações e a Luz que os golpeiam, pelas manifestações e Vibrações e a Luz que golpeiam esta Terra.

Em Verdade, vocês estão seguros de não imaginar, de não sonhar.
Isto é também destinado a reforçar sua fé, sua certeza e torná-los inabaláveis na certeza do que vem, progressivamente e à medida que os dias passarem em sua densidade.

Vocês não podem escapar de seu destino de Luz, a menos que seu livre arbítrio lhes diga que a hora não chegou, escolha que nós respeitamos e admiramos (como o disse o Arcanjo Jofiel, no ano passado).

Não há qualquer Deus julgador ou vingador.
Isso é uma heresia criada por suas religiões.
O julgamento, no sentido bíblico, é apenas a revelação de sua Divindade e da distância que pode existir entre sua Existência e sua personalidade.
Esta distância é seu próprio peso e a própria calamidade de sua balança e a própria espada que permitirá saber e viver o que vocês têm a viver.

Questão: o que é das pessoas que não sentem ou que não têm visões específicas?

Assim como Miguel lhes disse, um batalhão importante de seres humanos vive os Casamentos Celestes, e eles constituem, nesta densidade, os Despertadores e aqueles que permitem assegurar a Vibração e a conexão entre sua dimensão e as dimensões Angélicas.

Não se ocupem dos que, pelo momento, nem vivem, nem vibram.
Eles também, no momento vindo, qualquer que seja sua negação, qualquer que seja sua oposição, viverão o chamado de Maria e o julgamento.

Questão: de onde provém o fato de que algumas pessoas não sentem e não estão, apesar de tudo, na negação desse fenômeno?

Uma coisa é afirmar o Amor, afirmar a Humanidade, afirmar a Luz.
Outra coisa é viver em Vibração e em Verdade.

A diferença é essencial, mas, entretanto, mesmo nesse nível, não lhes cabe condenar a vocês mesmos ou julgar a vocês mesmos.

Alguns seres estão já muito avançados e já vivem, quase inteiramente, em sua existência.
Outros, apesar de seus esforços louváveis, e apesar da não negação, da aceitação, não abandonaram ainda a ideia de perder tudo o que faz sua vida nesta densidade.

Quando eu falei, inúmeras vezes, do conceito do abandono, a Verdade absoluta está nesse nível.
Vocês não podem dar, vocês não podem perdoar e vocês não podem abandonar, mantendo o que está morto.

Assim como disse Cristo: «deixem os mortos enterrarem os mortos».
Deixem o que está morto em vocês e vão para o que é vida.

Vocês não podem estar ao mesmo tempo mortos e vivendo com relação à nova dimensão e à nova vida.

Eu emprego de propósito as palavras pronunciadas pelo Cristo porque, do mesmo modo como nas palavras ditadas ao bem amado João, há Vibração.

As palavras pronunciadas pelo Cristo (eu não falo daquelas que foram deformadas), mas as palavras reais através de algumas parábolas, são portadoras da Vibração original não falsificada.

Não basta querer a Luz, não basta querer a Verdade, o mais importante é aceitar morrer a si mesmo, para encontrar a eternidade, mas, isso, o Cristo lhes falou brilhantemente.

Questão: o que ascensiona, o corpo, a alma?

Se você tivesse a capacidade de penetrar inteiramente seu corpo de existência, não haveria, para você, qualquer dúvida.
Você deixaria seu cadáver e o corpo de personalidade aí onde ele está e a translação dimensional se faria em consciência total no corpo de existência, qualquer que fosse seu nível, sem qualquer elemento pertencente a esta densidade.

Entretanto, temos necessidade de alguns seres que levem, não sua personalidade, ela não tem qualquer importância, mas levem, ao mesmo tempo sua consciência, seu material genético.
Isso é chamado de translação dimensional com o corpo.

Apenas o medo é que os faz encarar deixar esse corpo e eu lhes garanto que aqueles de vocês que tiveram a oportunidade de transferir a consciência no corpo de eternidade não têm qualquer vontade de levar o corpo de personalidade, qualquer que seja sua idade, qualquer que seja sua beleza, qualquer que seja sua Alegria, porque a Alegria da existência é bem além do que vocês chamam, nesta dimensão, de Samadhi.

O corpo de existência é o acesso à imortalidade e à eternidade.
Ele é além mesmo do que se chama, em sua dimensão, de Alegria, além mesmo do Samadhi.
Isso é indescritível com palavras, com conceitos, e mesmo em Vibração, porque a própria Vibração da eternidade, em sua totalidade, dissolveria instantaneamente o corpo e a ilusão que vocês vivem.

Entretanto, seu papel não pára em seu corpo, e em sua transfiguração, e em sua elevação.

Vocês têm por missão ajudar esse corpo planetário a reencontrar sua sacralidade e, transladando, vocês transladam esse corpo planetário.

Nós insistimos, e nós insistiremos cada vez mais, nós, Arcanjos, e os diferentes intervenientes, sobre duas coisas: sobre a Verdade das datas, ela é essencial, porque o calendário é fundamental, ele é ressonância entre seu interior e o exterior, entre o desenrolar do plano, em seu corpo, e o desenrolar do plano, em seu planeta, visível a todos.

A segunda coisa sobre a qual nós insistiremos cada vez mais é que se preparem para a eventualidade desse corpo de existência, para que, mesmo aqueles que, pelo momento, não vivam as premissas, nem as manifestações, ancorem neles, em sua concepção, a realidade disso.
Isso é fundamental.

São os dois elementos essenciais sobre os quais nós nos estenderemos e voltaremos sistematicamente: o tempo para sair do tempo e o corpo eterno.

Eu os engajo portanto a ler, como o fez o Divino João, sua Revelação [Apocalipse], porque, nos tempos que vocês vivem agora, há Verdade e ressonância.

Pela manifestação do que ali está escrito se encontra, nesta Vibração, a história tal como ela é vivida, e tal como será vivida, sem mudar uma vírgula, sem mudar um ponto.

Lembrem-se de que o Livro é pequeno, mas que ele pode ser amargo para aqueles que estão afastados um pouco demasiado, por sua experiência, do que é a existência, a eternidade, sobretudo para aqueles que estariam obstruídos com conhecimentos de livros, e de adesões a ritos e a religiões ultrapassados pela realidade das Vibrações que vocês viverão, exceto a palavra original e não falsificada.

Questão: se há necessidade, para alguns, de transladar com o corpo de personalidade para criar um suporte genético, poderia nos explicar o objetivo e quais são os critérios de escolha daqueles que serão levados a transladar o produto genético?

Não há critério de escolha, não há que desenvolver conhecimento intelectual sobre isso, pelo momento.
Há somente que viver e tentar se aproximar ao mais próximo da Vibração do coração e da Vibração e da percepção do veículo de existência.

A escolha não é uma escolha, no sentido em que vocês a entendem, ela é Vibração/ressonância/atração.

Devido mesmo à sua capacidade para vibrar, vocês levarão, ou não, esse corpo.

Entretanto, sua consciência persistirá tal como ela é e eu repito e reitero que, se vocês têm a chance de viver o corpo de existência, mesmo por apenas 5 minutos, vocês não terão qualquer vontade de levar esta densidade com vocês.

Entretanto, vocês devem ser numerosos a transladar seu material.
Não são vocês, mas ele é um material.

Questão: isso significa que ascensionar com o corpo é uma forma de serviço, de sacrifício?

Sim, totalmente.
Porque os que terão por missão transladar com esse corpo serão aqueles mesmos que terão mais a manter, por mais longo tempo, esta densidade nesta dimensão, a fim de acolher os ensinamentos essenciais para a vida na nova dimensão e na nova densidade.

Questão: o que você entende por «perdoar a Luz»?

Perdoar a Luz é dar a Luz além de nossas reflexões, de suas reflexões.
O perdão da Luz e o perdão à Luz são, numa linguagem um pouco superada, ato de contrição.
De fato, trata-se do abraço da Luz que, pela potência de seu aperto, os desincrusta, literalmente de seus apegos.

Esse transporte de Luz foi vivido, em diferentes ocasiões, em diferentes origens culturais, e trata-se do transporte na Luz.
Assim foi em seu modelo cultural, por aqueles que vocês chamam de seres estigmatizados, assim foi dos Santos que deixaram um corpo incorruptível abandonando-o, assim é de alguns seres realizados, na tradição oriental, que descobriram a eternidade, e o Maha Samadhi.

Questão: é a Alegria que é uma preliminar à abertura do coração ou é a abertura do coração que é uma preliminar à Alegria?

A abertura do coração é Alegria, mas vocês não podem esperar abrir o coração estando na emoção contrária à Alegria.

Vocês não podem estar na tristeza da personalidade e descobrir a Alegria.

A abertura do coração é Alegria, ela é mesmo o marcador indelével.

Entretanto, como aprendizado nesse corpo de densidade, vocês devem tudo fazer para cultivar a Alegria, assim como inúmeros ensinamentos lhes foram dados, mas isso não basta.

Vocês poderiam ser plenos de Alegria nesta dimensão sem no entanto viver a abertura do coração, mas, entretanto, isso os aproximaria.

A abertura do coração, vibratoriamente falando, é Alegria.
A eternidade, o corpo de existência, é Alegria sem fim.

A Alegria, expressa por uma palavra, não é a Alegria tal como ela é sentida nesse corpo, ela seria antes uma forma de êxtase acoplado a uma introspecção, um estado de Unidade tal.

A melhor abordagem que eu posso dar é aquela de um orgasmo que se prolonga indefinidamente em uma escala bem superior que a que vocês podem viver quando de alguns contatos chamados de sexuais.

Questão: há utilidade, para alguns de nós, em permanecer em lugares onde há muita população, para divulgar o melhor possível a Luz?

O mais importante, para cada um de vocês, é realizar o que tem a realizar e aceitar a inteligência da Luz que decide para vocês, através de impulsos para mudar ou para permanecer.

Cada ser humano vive um caminho diferente para realizar sua Luz.
Alguns têm necessidade de um isolamento, outros, têm necessidade da massa, cada um é diferente com relação a isso, não há regras a ditar ou a estabelecer, mas, a partir do momento em que vocês aceitam a inteligência da Luz, ela sabe o que fazer, em vocês, para facilitar-lhes a tarefa.


Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Então, almas humanas em encarnação, eu lhes transmito ainda uma vez as bênçãos do Conclave, todo nosso Amor, todos nossos agradecimentos e não se esqueçam jamais da concordância do tempo e da concordância dos acontecimentos.
Eles serão seu guia infalível, doravante, quanto à Verdade.

Não se esqueçam também de conceber e admitir, esperando vivê-la, a experiência desse corpo maravilhoso, o corpo que vocês são, como Sementes de estrelas.

Vocês devem, para isso, deixar morrer o antigo.
Vocês devem, para isso, subir na Vibração e o único modo de subir na Vibração é deixar morrer o que deve morrer, sem qualquer lamento.

Eu não lhes peço, com isso, para deixar esse corpo, para deixar Pai e Mãe, eu lhes peço simplesmente, com isso, para que se liberem de todos os apegos, de todos seus condicionamentos.

Vocês são seres de liberdade.
Vocês foram criados livres e vocês devem voltar a ser livres e se liberarem.
Isso eu já disse e eu repito.
Sejam amados.
Vocês são abençoados.
Nós lhes dizemos até muito em breve.

__________________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Um comentário:

  1. Esse corpo de Luz ou de existência corresponde ao Espírito e não à alma.

    Reencontrar o corpo de Luz e corpo de Existência é abandonar a filiação material e genética, em todos os sentidos e adotar e reencontrar sua filiação Divina.

    Qualquer que seja a condição vibratória de seu corpo de personalidade, toda consciência verá seu corpo de existência. Isso é chamado de julgamento final.

    Vocês não podem dar, vocês não podem perdoar e vocês não podem abandonar, mantendo o que está morto.

    Não basta querer a Luz, não basta querer a Verdade, o mais importante é aceitar morrer a si mesmo, para encontrar a eternidade, mas, isso, o Cristo lhes falou brilhantemente.

    A escolha não é uma escolha, no sentido em que vocês a entendem, ela é Vibração/ressonância/atração.

    A abertura do coração, vibratoriamente falando, é Alegria. A eternidade, o corpo de existência, é Alegria sem fim.

    ResponderExcluir