Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

22 de jun de 2010

O.M. AÏVANHOV - 22 de junho

Mensagem de 22 de junho (publicada em 01-07-10)
DO SITE AUTRES DIMENSIONS



Bem, caros amigos, como o sabem, tanto em minha vida como no Círculo dos Melquisedeques, coloquei-me ao nível do Fogo e, portanto, vocês poderão agora se beneficiar, um pouquinho, do Fogo que vem.

Eu os lembro que, desde ontem, vocês entraram no período de três meses correspondente a seu verão (inverno no Brasil), e, como vocês dizem, o verão será quente.
Não quente, exteriormente, hein, talvez, mas sobretudo Interiormente, porque, na Vibração do Ilimitado, vocês vão se aperceber que o que é o mais importante, é o Fogo do Coração.
E que é o Fogo do Coração que confere, como dizer... esse Samadhi, esta Alegria inefável que deve acompanhá-los durante este período crucial da Humanidade.

Mais vocês estiverem estabelecidos nesta Alegria, mais vocês poderão participar no estabelecimento da nova Dimensão.
É extremamente importante.

Mas, inicialmente vamos, como de hábito, trocar juntos, se bem o quiserem, se vocês têm coisas a me perguntar.
Então, desde já, eu lhes dou a palavra.

Questão: que fazer contra as dores violentas?

Então, caro amigo, há dois modos de encarar a problemática, se você se situa nesse nível aí, também, porque não há razão para que o princípio da Unidade não exista também ao nível de seu corpo e ao nível do que você chama dor e doença.

A um certo nível de ponto de vista e a um certo nível de Vibração, não há mais espaço possível para o aparecimento de qualquer doença ou o aparecimento de qualquer dor.

Obviamente, vocês não vão realizar isso de um dia para outro, mas isso não é uma utopia, é uma Verdade.

Então, seja procurando corrigir o desequilíbrio com os diversos meios que conhece, talvez, todos, aqui, entre vocês; seja procurando se elevar acima desta dor pela Vibração, o que é, eu o lembro, completamente possível; seja utilizando o que lhe deu Um Amigo, relativamente à cura final das zonas que estão ainda na Sombra; seja elevando vocês mesmos ao nível da Vibração a mais forte que me permitirei fazê-los tocar daqui a pouco.

Questão: poderia desenvolver sobre o silêncio mental?

Então, o silêncio mental consiste em ser como a superfície de um lago sem rugas, ou seja, que não há mais emoção, não há mais pensamento.
Você é capaz, na meditação, parar todo pensamento e toda informação que chega à sua Consciência?
O silêncio mental é isso.
É a condição «sine qua non» para que se estabeleça o Supramental.
Não há nada mais a dizer sobre o silêncio mental.

Questão: quando vivo algo que não me convém, devo me colocar no Coração para não mais reagir?

Eu diria que não é algo que chamo uma conduta constante e regular.
O importante, é ser capaz de se colocar no Coração, mas não na cabeça do Coração, não é?, mas no Coração do Coração, porque nesse nível, não pode haver coisas com as quais você não está de acordo, porque sua Vibração torna-se tão elevada, que tudo o que irá encontrar apenas poderá traduzir e manifestar o princípio de atração e de ressonância.

O que quer dizer que, para uns e para outros, se se manifestam a vocês coisas, em suas relações, que os colocam na cólera, é muito simples, quer dizer que existem ainda falhas que fizeram com que se manifestem em vocês coisas que os incomodam.
É tão simples assim.

Portanto, é um encorajamento para ir cada vez mais para a Vibração do Coração, para o Fogo do Coração e para a Consciência Ilimitada.
Porque na Consciência Ilimitada, o que quer que sejam os eventos, eles não podem mais desencadear emoções.

Se a emoção se desencadeia, significa o que?
Que você está, no momento em que isso se produz, dentro da dualidade.

Mais você eleva seu nível Vibratório, mais sua visão se retira da implicação da ação/reação e mais você vê, sem qualquer noção pejorativa, as coisas do mais alto, ou seja, você não está nem sem Coração, nem sem emoção, mas você está simplesmente num nível Vibratório onde tudo isso não tem mais impacto, nem provoca mais qualquer reação.

Tudo o que é reação de sua parte, sobretudo para vocês aqui que estão na busca, é sobretudo para colocá-los frente a suas falhas.
Portanto, se na menor oportunidade, você foge de suas falhas, você não corre o risco de preenchê-las com a Luz e alguns comportamentos, efetivamente, provocam isso, ou seja, que você procura a Luz, mas, assim que há algo que o contrarie, você foge.

Não é questão de fugir.
Estar na Unidade e não reagir, não quer dizer fugir, é ser capaz de se elevar acima do nível onde existe a falha ou o conflito.
É assim simples, mas é preciso realizá-lo porque, se você pretende a Luz e se você eleva suas Vibrações quando está em seus espaços interiores, mas se na menor oportunidade, para as menores coisinhas insignificantes da Vida, você se coloca em cólera, não ouso mesmo imaginar como você vai estar no momento em que o Fogo chegar.

E eu lhes assinalo que o Fogo chega muito em breve, não é?
Isso lhes foi anunciado por Maria.
Ela falou dos eclipses, não é? e, eu, eu lhes falo também da festa específica que corresponde à festa do Fogo que é dentro de alguns dias, não é?

Coloque-se as questões de por que você reage.
É preciso ter também a honestidade e isso não é, como vocês dizem, uma masturbação mental, de analisar como você reage com relação a algo que vem incomodar sua pequena certeza interior Vibratória.

Porque, se você não é capaz de fazer passar a Vibração Interior do Coração e do Fogo e diferentes passagens que você vive, na Vida a mais comum e nos atos os mais comuns de sua Vida, bem, creio que você não chegará a subir, no momento vindo, lá onde é preciso.

É necessário colocar isso em sua cabeça e gravá-lo.
Você não será testado com relação a sua capacidade, unicamente Vibratória, mas se sua Vibração desaba a partir do momento em que algo vem fazer cócegas em seu ego, você não está perto de sair desta Dimensão.

Questão: associar a cor à Luz Vibral pode ser certo?

É certo para você, simplesmente.
A cor é uma sub-especificação da Luz Vibral.
A Luz Vibral, do mesmo modo que sua Luz branca, invisível, se decompõe em um espectro visível de sete cores do arco-íris.

Nos mundos unificados e, em particular, na 11ª Dimensão, existem doze cores, na 5ª Dimensão também.
Mas cada uma das cores é uma porção da Luz Vibral.
A Luz Vibral, se você seguiu um pouco que seja, é, de início, subdividida em três partes iguais que são: o Espírito Santo, o Ultravioleta e a Irradiação da Fonte.

De três, torna-se doze.
E, depois, eu poderia dizer que o doze torna-se 24.
Mas cada subdivisão da Luz Vibral tem uma banda de frequências extremamente específica e ações extremamente específicas.

Então, enquanto você permanece numa cor, o mais frequente é imaginação mental.

Quando você diz: envio a Luz violeta, ou vejo a Luz violeta, ainda que esta Luz seja vista com o terceiro olho ou mesmo percebida ao nível do Coração, isso apenas será sempre, e, em definitivo, uma subdivisão da Luz Vibral.

A Luz Vibral é indescritível com palavras.
São sobretudo os efeitos diretos sobre a Consciência que são perceptíveis, ao invés de suas cores, porque, quando há uma cor que intervém na Consciência, isso pode ser um apoio Vibratório, como o é, por exemplo, para você, a título individual.
Mas é preciso bem compreender que a Luz, além dessas subdivisões, não tem mais cor.
Ela é a Luz e é, antes de tudo, Vibração.

Questão: qual é a diferença entre preferências pessoais e afinidades vibratórias?

Uma afinidade vibratória é independente de afetos.
Você é atraído por tal pessoa porque você tem vontade de possuí-la, sejam seus filhos, seja seu marido ou sua esposa, seja não importa quem, isso é o afeto.
O afeto deseja possuir.

A afinidade Vibratória é independente do desejo de posse.
É toda a diferença.
A afinidade Vibratória é liberação.

O afeto é encadeamento, qualquer que seja e sem qualquer exceção.

Questão: se não se tem vontade, por vezes, de fazer os protocolos, é embaraço para o caminho?

Caro amigo, quem te pediu para fazer o que quer que seja?
À parte SER.

E se você o sente assim, contente-se de estar na Vibração, que você é completamente capaz de estabelecer sem requerer, agora, o que quer que seja.

Há um momento em que, na Vibração e na Existência, as ferramentas que você utilizou, ainda ontem, lhe parecerão supérfluas e se tornarão supérfluas.
É o objetivo, aliás.

Lembre-se que são apenas muletas, úteis, mas quando você está curado, você não tem mais necessidade de muletas.
É como se você tivesse tido uma fratura há dez anos e continuasse a andar com muletas quando não há mais qualquer sequela, não é?
E isso é o que você deve sentir.

Questão: as relações sexuais são um freio à subida do Kundalini?

Tudo depende do que entende por relações sexuais.
Você vai se dizer, certamente, é sempre a mesma coisa.
Não, o que você entende, eu não entendo assim, como você concebe.

A relação sexual sempre foi um meio de reencontrar a Unidade.
Simplesmente, existe certo número de crenças que lhes foram insufladas sobre o lado oculto, vergonhoso ou, de todo modo, que devia apenas se viver em certas condições que, obviamente, gerou aspectos Vibratórios específicos.

Agora, é uma questão de Consciência.
Enquanto você coloca a questão, isso quer dizer que você tem desejo e, enquanto tem desejo, se você luta contra um desejo, ele não vai desaparecer.
Ao contrário, ele vai se reforçar.

Mas é evidente que alguns de vocês, e qualquer que seja a idade, superando algumas circunstâncias Vibratórias, vão ver essa necessidade, como suas outras necessidades vitais, desaparecerem inteiramente.

Mas há também vários modos de encarar a sexualidade.
Há sexualidades que foram descritas, em algumas tradições, como meios de elevação do Kundalini, justamente, e não como o meio de satisfazer impulsos fisiológicos, afetivos ou outros.

Não há apenas o tantrismo.
Há a alquimia taoísta e há também tudo o que lhes esconderam os Annunaki com relação, justamente, à virtude da sexualidade sagrada.

Cristo não teria jamais podido ser o que ele foi sem sua companheira, mas a companheira de que falo não é unicamente através do ato sexual.
É, antes de tudo, Vibratória.

Sempre similar, isso depende com qual Consciência você o faz e com qual culpa você o faz.
É como para comer.
Num caso como no outro, o sentido simbólico está ligado à penetração.

Quem você penetra?
O que você penetra?
É bem além da sexualidade.
Isso refere-se tanto à alimentação como a seu comportamento, de um modo geral, na vida.

Se você penetra em toda parte sem que o convide, a ali penetrar (não falo de sexualidade), isso se chama uma violação (e não falo ainda de sexualidade).
Essas palavras não são insignificantes.

Do mesmo modo, quando você se deixa penetrar, seja por um alimento, por um pensamento, por uma emoção, por um afeto, por uma relação, o que penetra em você?
É muito importante isso.
Aí também, pode haver violação ou violência.

A partir do momento em que você deixa penetrar, em você, no plano físico, no plano Vibratório, no plano emocional e no plano mental, algo que não está em ressonância com sua Vibração, há violação, violação livremente consentida, mas violação.

Questão: se, na origem, éramos pura Luz, puro Amor, como se faz...

Antes de estar aqui e antes da falsificação aqui.

Questão: mais precisamente, por que se aceitou viver esta falsificação?

Mas você não a aceitou.
Você ali foi constrangido, mas pela própria matriz.
Quando algo o engole, o absorve, quando você entra, quando penetra no Interior de um mundo Vibratório, com regras diferentes das regras da Unidade, você é submetido a essas leis.

Mas você escolheu, completamente.
Mas, uma vez que você estava dentro, você não teve mais a liberdade para sair.

Questão: isso significaria que se escolheu em Consciência de tudo o que isso implicava?

Mas ninguém escolheu estando consciente do que isso implicava, sem isso a experiência jamais ocorreria.
Jamais a Fonte teria autorizado, jamais os Arcanjos teriam autorizado isso.

É contra isso, de algum modo, mesmo, não é contra, mas é para este elemento que faz tempos muito longos que muitos seres tentam escavar a cabeça e o Coração para que saiam, justamente, para ajudá-los a sair, vocês mesmos, disso.

Hoje, é a tomada de Consciência.
Então, obviamente, quando você toma Consciência que, como dizer..., a matéria, qualquer que seja sua impregnação pela matéria carbonada nos mundos dissociados, quando você toma Consciência que a matéria está poluída, que foi cortada em algum lugar da Luz, o que você faz?
Você faz penetrar a Luz na matéria.
É efetivamente uma mudança de paradigma enorme, mas, como Cristo disse: «vocês estão nesse mundo, mas vocês não são desse mundo».

Foi preciso fazer penetrar a Luz.
Ele bem disse: «eu sou a Luz do mundo».
Ele iniciou o movimento que vocês realizam hoje.

Questão: esta experiência de 3D dissociada tem verdadeiramente uma utilidade, no sentido em que isso gerou muitos sofrimentos dos quais foi necessário se liberar?

Definitivamente, sim, mas é tempo de sair.
E ainda, vocês não estão no apogeu.
E é nele que vocês devem encontrar a Alegria.
Porque, obviamente, se os corpos de sofrimento não existissem (e pode-se fazer a analogia com o que cada um vive com sua saúde), quando vocês nada sofrem, vocês estão bem.
Salvo se a cabeça não vai, mas admitamos que a cabeça vá bem e que o corpo vá bem.
Vocês se sentem bem.

Obviamente, é exatamente a mesma coisa em outros níveis.

Questão: a mensagem de Buda, cinco séculos e meio antes de Jesus, era então completamente exata?

Completamente exata, mas você sabe, mesmo nas escrituras sagradas de Vedanta, nos Upanishad, e outras, e mesmo no Oriente, mesmo por toda parte, há escritos que não param de lhes dizer que esse mundo é Ilusão.
Mas é outra coisa aceitá-lo intelectualmente que vivê-lo.

Questão: o problema principal seria o poder em todos os níveis?

Exato e, aliás, a matriz apenas pôde ser criada pelo poder.
Assim que vocês exercem um poder sobre o outro, vocês saem da Unidade.

Questão: qualquer que seja a natureza desse poder?

O poder permanece o poder, o que não é a mesma coisa que a potência.
Atrás no poder há a intenção de se apropriar, de dominar, de controlar algo externo a Si.

Na potência, há a noção de controle, mas não o controle com o ego.
Há a noção de poder ou de controle sobre Si.

O ser humano que busca exercer, ou qualquer entidade de Consciência que busque exercer um poder, tem falta de potência.
É paradoxal, mas é a Verdade.

Quando você atinge os domínios Vibratórios da Unidade e da realização, você se apercebe que o ser o mais frágil, é o ser que exerce o mais de poder.
Portanto, há uma oposição formal entre potência e poder.
O poder é uma Ilusão de potência, mas não é a potência.

Questão: a Criação dos universos é no entanto devida ao poder do Amor que age?

Não confunda o Verbo «poder» com o poder.
São jogos mentais.

O Amor é.
O Amor não é poder.

O poder Criador significa poder criar, mas não é o poder de criar.
Veja como se chega a falsificar muito facilmente as palavras, ao nível desta Humanidade.

Do mesmo modo que a palavra Amor foi falsificada em todos os molhos.
A única coisa que não pode ser falsificada, e insistimos sem parar, e vocês o verão por si mesmos, é a Vibração.

Na Vibração supramental, na Vibração do Amor, tudo se dissolve.
Tudo o que não é verdadeiro, cai.

Então, com as palavras, vocês podem jogar uma eternidade, o que é o caso, aliás.
A Vibração não pode enganar, porque ela é, ou ela não é.

É por isso que, mesmo para a palavra Luz, nós empregamos a Luz Vibral.
Porque é similar, há muitos seres que falam de Luz, não é?, muitos, muitos.
Mas falar de Luz não é viver a Luz.
Falar de Amor não é viver o Amor.

É, aliás, um meio muito apreciado de fazer cantar o outro: a palavra Amor e, portanto, exercer o poder e vocês o chamam o poder do Amor, obviamente.

Questão: a melhor maneira de comunicar seria a telepatia, para sair da armadilha das palavras?

Completamente e é por isso, aliás, que as palavras, tal como eu as formulo, mesmo aqui, entre vocês, não existem absolutamente nas dimensões unificadas.

Há Vibrações muito mais altas que as Vibrações de palavras.
Pode-se dizer, sem fazer jogo de palavras, que enquanto vocês estão nas palavras, vocês permanecem no mau. (nota da tradução: o jogo de palavras vale para a língua francesa, porque palavra é «mot» e mau é «maux», sendo que a pronúncia é idêntica).

Questão: isso significa que a alma é uma Criação de poder e, assim, por definição, uma Ilusão?

Cara amiga, ao nível do absoluto, inteiramente.
A alma é colorida. A alma tem uma função.
Vocês chamam as famílias de almas, as almas criadoras, as almas artistas, as almas terapeutas etc. etc... Mas, na matriz, esta alma foi criada e o homem reivindica sua alma e sua liberdade de alma.
Vejam como se joga com as palavras.

O livre arbítrio que lhes é tão caro... mas nós, nós não temos o que fazer do livre arbítrio, dado que estamos na liberdade do Amor, da Luz Vibral e da Fonte.

Estamos em fusão permanente com a Fonte.
A alma é uma Criação total da matriz.
Saindo da matriz, não há alma.
Aliás, é a mesma raiz etimológica.

Questão: qual é a diferença entre palavra e Verbo, em particular, o Verbo Criador?

A palavra é, como dizia São Paulo, tambor retumbante.
Quer dizer algo que a nada serve, que faz barulho.

Há muitos seres humanos que estão na palavra, eles não podem parar de falar.
Eu conheci em minha vida.
Eles falam para nada dizer.
Eles falam para preencher seu próprio vazio.

O Verbo Criador é completamente outra coisa.
É Cristo dizendo: «levanta-te e anda».
Vocês não conhecem o Verbo Criador.
Ele está ligado à ativação do que se chama a 11ª lâmpada, situada ao nível de seu lábio, que será plenamente ativado após a reversão.

É toda a diferença entre o Verbo e a verborragia.
Entre a Vibração que vem do Verbo e o nada que vem da palavra.

Aliás, quando se diz, quando alguém lhe diz: «eu te dou minha palavra», você sabe o que isso vale.

Questão: então, isso significaria que o Verbo Criador não é pronunciado, que é apenas Vibração?

Ele é pronunciado, mas em outros níveis Vibratórios, não por palavras.
No início, era o Verbo.
Jamais se disse, no começo era Deus, não é?

Questão: a magia branca participa da dualidade?

Com certeza.
A telurgia também.

A magia branca era necessária e felizmente ela estava aí no momento em que a Luz não tinha investido seu sistema solar, nosso sistema solar.

Agora, é fazer ato de dualidade utilizar a magia ou a telurgia.
Não há diferença, é o mesmo princípio como o bem e o mal.
São os dois lados opostos da mesma face, de uma face oposta da mesma peça.
Um como outro nutrem a matriz.

Então, eu concebo que, quando apenas existia a matriz, era mesmo mais agradável estar no branco que no preto.
Mas, hoje, tudo isso foi largamente varrido pela Luz.

Lembrem-se que a Luz não é magia.
A Luz é Inteligência, confiança, orientação, se preferem.

Questão: os Dracos, que então teleguiaram o programa da matriz, estavam na potência ou no poder?

Os Dracos são originalmente seres de grande potência e que quiseram exercer o poder.
Eles confundiram os dois.

Questão: os Dracos, na origem, estavam na Unidade?

Certamente.

Questão: por que, naquele momento, eles participaram da matriz?

Mas eles não participaram, foram eles que a criaram.

Questão: por que?

Porque estavam persuadidos de fazer melhor que a Fonte.

Questão: de onde vem esta falha?

Para eles, era uma experiência.
Eles provocaram, aliás, certo número de Arcanjos a segui-los.
Porque isso podia ser agradável.
A Fonte jamais se opôs a uma experiência ou a uma Criação.
Jamais.

Será tempo, agora, como chefe dos Melquisedeques, localizado ao sul, ou seja, no Fogo, de fazê-los também se beneficiar da Radiação muito mais intensa de minha Presença.
E eu lhes digo também até muito breve.

Então, caros amigos, acolhamos.

... Efusão de energia...

Eu lhes digo então até muito breve.

____________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário