Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

20 de jun de 2010

UM AMIGO – 20 de junho

Mensagem de 20 de junho (publicada em 01-07-10)
DO SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Um Amigo.
De meu Coração a seu Coração, Irmãos e Irmãs nesta Humanidade, acolham minha gratidão e minha Presença em sua Presença.

Questão: há algumas semanas, sentia-me na leveza. Hoje, no peso e na fatiga. Por que essa mudança?

Caro Irmão, o tipo de atividade e os momentos não são os mesmos.
As atividades que realizam, neste espaço, assim como as atividades da Terra correspondem, eu diria, atualmente, a um cenário que deve ser visto, uma Luz que passa, para muitos de vocês, atualmente, por tomadas de Consciência, por pesos e por, não o aparecimento, mas a revelação de certo número de resistências e de freios.

O trabalho vibratório que realizamos juntos vai conduzi-los a passar de uma consciência limitada para a Consciência Ilimitada.
Isso não pode se fazer sem a lucidez, sem certo número de mudanças.
As mudanças não são sempre simples.

A ascensão à Vibração do Ilimitado passa por vezes por uma impressão de cansaço.
Esse cansaço corresponde ao adormecimento, em retirada, da Consciência e da energia da personalidade.
Convém, portanto deixar se estabelecer esta gestação.

O questionamento apenas pode ser o mental pela comparação ao que foi já vivido.
Não pode ali haver comparação, porque as coisas são profundamente diferentes, no que vocês realizam, como no que realizou a Terra e o que ela se prepara para realizar.

A Alegria necessita a travessia de um espaço por vezes penoso.
O acesso à nova Dimensão da Terra passa por um período que foi chamado por minha irmã de alma, Snow, um parto.
Vocês estão, uns e outros, à sua maneira, nas fases de contração, depois, dilatação, ligadas a seu próprio parto.
O que não quer dizer, tampouco que, cada dia se sucedendo, verá o agravamento ou a melhora, mas uma mudança, certamente, sim, inerente à própria mudança que estamos, juntos, iniciando.
O que exprime isso, em você é, também, o lado da lagarta, o lado do peso, que, para você como para cada um, nem sempre quer ceder e deixar o lugar.
O que você expressa reflete apenas isso.

Questão: que se pode utilizar como ferramenta para descristalizar o melhor possível velhas feridas?

Caro Irmão, o que aparece hoje como ferida não é um aparecimento, é um cenário.
Assim como já disse, há iluminação sob um novo dia.

Coisas que muitos de vocês tivessem talvez ignorado ou fechado dentro de estágios chamados “inconsciente” e que, hoje, são chamadas a subir à Consciência, para serem tomadas na Consciência e transcendidas pela Consciência.

Não é mais questão, e não é mais tempo agora, de se examinar a causa dessas feridas, de se examinar a lógica dessas feridas.

Mais do que nunca, vocês serão confrontados, aí também, todos, sem exceção, para fazerem uma escolha em sua própria consciência: dar peso e corpo a suas feridas ou deixá-las pelo que são, ou seja, coisas pertencentes a seu passado.

Vocês não podem passar para o novo com seu passado.
Vocês não podem aceder ao que serão conservando o que eram.
Isso representa, e nós estamos conscientes, para muitos seres humanos, um desafio.

O conjunto da Humanidade foi habituado a caminhar dentro de certo número de regras e de modos de funcionamento que, em breve, não existirá mais.

Existem, na Verdade, nesse nível, lutos a realizar, sofrimentos a admitir, pesos a superar, mas isso, ainda uma vez, apenas poderá se fazer através do aumento da Vibração.
O paradoxo sendo que, mais a Vibração aumenta, mais ela iluminará as zonas de Sombra e mais vocês terão a impressão de terem algumas partes de seus seres físicos, ou sutis, repletos de pesos ou de sofrimentos.
Isso corresponde ao parto.

Isso é, portanto, para atravessar com lucidez, com coragem, com abandono, mas sem querer reagir, porque, se vocês reagem a uma ferida, a um sofrimento, vocês manterão o princípio de ação e reação que deve se extinguir definitivamente.

O objetivo, se posso empregar esta imagem, é que em breve não lhes restará nada para se segurarem além da Consciência pura, ela mesma, e nada mais do que fazia seus hábitos, suas crenças, seus comportamentos e, mesmo, seus ideais.

A lagarta não conhece nada da borboleta, absolutamente nada.

Mesmo aqueles de vocês que tiveram a possibilidade vibratória de penetrar no corpo de Existência, devem também passar por aí.
Certamente, para esses, isso será talvez mais fácil, devido mesmo à lembrança da experiência da Existência.
Para os outros, é preciso descobrir a confiança e, a seguir, o abandono.

Lembrem-se, vocês não poderão aceder ao novo, com o antigo.
Assim, nesse momento mesmo, é todo o antigo que morre.
É por isso que as Vibrações aumentando nesta Humanidade, nesta Terra, provocam, como vêem, resistências, mas as resistências não são apenas exteriores, elas são exteriores e interiores.
O que está fora é como o que está dentro.

Este período em que as feridas, os sofrimentos, as faltas, são iluminados, por vezes violentamente, devem ser encarados de frente, não para solucioná-los com seu mental, com a energia da lagarta, mas simplesmente para fazer o luto, para vê-los, percebê-los e, em seguida, a partir da chegada de algumas influências novas, dentro de muito poucos dias, desaparecerem inteiramente.

Passar de uma Dimensão dissociada para uma Dimensão unificada é um luto importante e essencial.
O luto de tudo o que vocês crêem ser como estabelecido, como estável, como definitivo.

A melhor imagem que posso lhes dar é esta incapacidade para se segurar ao que quer que seja de conhecido e comprovado, exceto, assim como disse Omraam, segurar-se, ligar-se à Alegria.
Não há outra saída.

Isso os conduzirá a não mais se identificar, a não mais possuir suas feridas e sua própria história, livrar-se, mesmo, do que vocês são, nesta densidade.
Essa passagem é uma passagem estreita, mas indispensável.

Isso pôde ser chamado, por alguns místicos, “a noite escura da alma” e essa passagem, ainda uma vez, é indispensável.

A única porta de saída é o Coração e sua Alegria na Vibração e no Fogo do Coração.
Não há outra, não haverá jamais outra.

Questão: por que essas vibrações no coração, em contato com algumas pessoas ou lugares?

Cara Irmã, esta é a aplicação automática da resposta do Coração, tal como foi ensinado por Mestre RAM, há mais de um ano e meio.

Assim, portanto, quando o Coração vibra e pulsa em função de situações e encontros, significa para vocês que essas pessoas, efetivamente, estão em acordo vibratório com seu Coração.

Esta ferramenta deve mesmo, doravante, conduzir e guiar sua Vida, não mais segundo seus desejos e segundo sua lógica, mas segundo a Vibração do Coração.
É isso que você experimenta.

Tudo o que faz vibrar seu Coração é exato, situações, como decisões, como encontros.
O que apaga a Vibração deve fazer mudar de caminho.

Assim, a Inteligência da Luz está trabalhando em você, para guiar seus passos, seu caminho, sua estrada, sobre o que convém encontrar, fazer ou não mais fazer ou não mais encontrar.

É também nesta Vibração que se encontrarão todas as bênçãos, todas as satisfações, que lhes permitem manterem-se na Luz, quaisquer que sejam as resistências e os sofrimentos existentes, no exterior como no Interior.

Questão: são sistematicamente as zonas de Sombra que desencadeiam os sofrimentos?

Quem mais ou que mais além da Sombra poderia desencadear o sofrimento?
Certamente não a Luz.
O sofrimento é a herança da divisão, da dualidade.

Questão: quando a personalidade se dissolve, tornam-se idênticos, uns aos outros?

Vocês se tornam simplesmente unificados.
Eu não sou Sri Aurobindo e eu não sou Omraam.
Eu não sou Anael.
Eu sou Um Amigo, mas, dentro de meu Coração, pode existir o conjunto dessas Presenças.

Isso lhes é, certamente, difícil para compreender, mas Cristo pode estar aqui e em outros lugares e em mil lugares diferentes ao mesmo tempo e, no entanto, permanecer unificado.

Assim evolui a Consciência nos mundos unificados onde as fronteiras desaparecem, onde os limites desaparecem.

Eu estou ao mesmo tempo aqui e ao mesmo tempo em outros lugares, não em outro lugar, mas em vários outros lugares.
Eu diria que, em sua Dimensão Dissociada, a palavra que se poderá empregar é que vocês são mono-tarefa e mono-consciência.

Nos mundos unificados da Consciência unificada, vocês se tornam Vocês e todo o resto, nesta Dimensão, como em outros lugares.

Questão: a que corresponde o fato de ouvir uma orquestra de cordas, ao nível do Coração?

Os sons estão ligados diretamente à percepção vibratória da Consciência.
Esses sons são múltiplos.
Ouvidos tanto ao nível do Antakarana, ao nível do bulbo da clariaudiência, como ao nível de um chacra, eles traduzem a mesma realidade e a mesma Verdade: o acesso às esferas vibratórias unificadas.

Questão: isso significa que quando se está nas esferas unificadas, ouvem-se sons?

Sim.
O conjunto de universos é sonoro.
O conjunto de dimensões é sonoro e habitado por cantos, porque a natureza dos mundos unificados é cantos e sonoridade.

Múltiplas Vibrações são percebidas por diferentes tipos de órgãos, não físicos e não sensoriais.
Assim, o contato da consciência da personalidade, com os níveis os mais sutis e os mais etéreos, se acompanham da percepção de alguns desses sons.

Foi dito, na maior parte das Escrituras antigas, que os Anjos os mais próximos da Fonte, chamados Hayoth Há Kodesh, cantavam louvores permanentemente.
Essa é a estrita Verdade.

Existem dimensões, além da forma, onde tudo é apenas som, canto da Criação, canto de Vida, canto de Amor, canto de Unidade.

Existe, na ativação das novas lâmpadas, assim como o bem amado Arcanjo Miguel lhes expressou, aparecimento de um som e depois desaparecimento do som.
Este desaparecimento do som, chamado em sua Dimensão, silêncio, corresponde à passagem na Existência e não à vivência na Existência.

Do mesmo modo que os seres vivem, mesmo na Dimensão em que vocês estão, um processo chamado de desencarnação e viagem astral, vivem e ouvem uma Vibração sonora.
A passagem de um estado a outro se acompanha de um som.

O estabelecimento num mundo unificado, inteiramente ou em parte, se traduz também, em sua consciência comum, pela percepção de um som.
O contato com a alma se traduz por um som.
O contato com o Espírito se traduz por um som.
Tudo é som.
O som é Vibração.
É, portanto lógico, elevando suas Vibrações, na Coroa Radiante do Coração, como no conjunto de suas células, que sons novos apareçam.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Caros Irmãos e caras Irmãs, eu lhes digo já, até breve.

____________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

2 comentários:

  1. Olá,
    Esta semana, o Blog "Tenda Ciganos do Oriente" recebeu o Prêmio Dardos, juntamente com a oportunidade de premiar outros. Como acompanho seu blog, tenho a satisfação de dizer que através de seu esforço, criatividade e dedicação, também está recebendo esse incentivo a continuar escrevendo. Visite o link: http://magiaeoriente.blogspot.com e pegue seu selo (prémio). Parabéns!

    Abraços de Luz
    Gitano Elson

    ResponderExcluir