Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

3 de out de 2010

SRI AUROBINDO - 3 de outubro de 2010

DO SITE AUTRES DIMENSIONS 

PRIMEIRA PARTE:

Eu sou Sri Aurobindo.
Irmãos e Irmãs na Humanidade, eu venho para vocês, para dar e trocar.
Recebam primeiramente as saudações e o Amor do conjunto dos Melquisedeques.

Para aqueles que jamais ouviram falar de mim, eu sou um Melquisedeque do Ar.
Eu fui há muito tempo, São João, aquele que recebeu, à época, sob o ditado de Cristo, o Apocalipse.
Além disso, e além desses jogos de encarnação, eu fui antes de tudo, uma Águia, minha origem estelar sendo Altair.

Eu venho a vocês para expressar, pelas palavras e pela Vibração, certo número de elementos que girarão em torno da Luz, da Consciência, do Reino, e que decorre diretamente do que descrevi quando fui São João, e também a chegada da Luz que eu chamei de supramental quando eu fui Sri Aurobindo, porque é exatamente o que, hoje, está se desvendando em vocês, como no exterior de vocês.

Eu gostaria de recordar-lhes, primeiro, três frases, que evocarão, certamente, em vocês, um eco.  
A primeira é a frase de Cristo: “meu Reino não é desse mundo”; a segunda também é de Cristo: “ninguém poderá penetrar o Reino dos Céus se não voltar a ser como uma criança”, e a terceira, sob o ditado de Cristo (foi São João que escreveu): “haverá muitos chamados, poucos escolhidos. Os chamados serão marcados na fronte”.

A Luz do Supramental, tal como a apreendi e vivi em minha vida, leva hoje uma multidão de outras palavras, representando a realidade do processo e do mecanismo de consciências que eu vislumbrei à época.

Em primeiro lugar, as palavras às quais vocês estão habituados, agora há vários anos, a onda Galáctica, a radiação do Ultravioleta, a radiação da Fonte, e a radiação do Espírito Santo, todas essas denominações recobrem a mesma realidade, a mesma Verdade, que se traduzem pela irrupção progressiva sobre esse mundo, de uma qualidade Vibratória de Luz e de uma qualidade Vibratória de Consciência a nada similar, e que nenhum ser humano pôde experimentar até o presente nesse mundo.

Maria e outros lhes falaram da Coroação.
Falaram de Redenção, e também do final da Ilusão.

É uma coisa conceber que esse mundo é Ilusão e é outra coisa, obviamente, viver a realização, e é a isso que vocês são chamados, uns e outros.

A Luz vem a vocês desencadeando certo número de processos no interior mesmo desse corpo físico e de suas estruturas sutis, traduzindo-se por sinais, sintomas ao nível do corpo, como ao nível de sua esfera psíquica e comportamental.
                       
Não é questão hoje de voltar à abordagem desta Luz, em particular da irradiação do Ultravioleta, que foi iniciada pelo Conclave Arcangélico, mas perceber, hoje, a descrição final e os efeitos esperados, visíveis e previsíveis, nesse tempo, porque vocês entraram, diretamente.

Então, é claro, alguns seres humanos não percebem, pelo momento, qualquer mudança, na vida deles como no exterior.
Outros, ao contrário, já levaram a efeito uma multidão de mudanças na vida, e neles.

Sua evolução não se faz, para todos, de maneira sincronizada, no mesmo espaço-tempo linear que lhes é próprio para cada um, que segundo sua própria história, segundo suas próprias resistências, vão se traduzir por defasagens de entre as percepções diferentes segundo de cada ser humano.

Foi-lhes anunciado, desde a ignição das doze Estrelas, seu Coroamento.
Esse Coroamento permanecendo na generalidade, permitiu que a Luz que foi comprimida, falsificada, no triângulo de fogo anterior (ligado ao mito de Prometeu e à ilusão Luciferiana), permitiu, pelo afluxo da Luz Supramental, realizar a abertura desse triângulo falsificado, a fim de que o que foi chamado de terceiro olho, limitado à parte anterior e frontal da cabeça, estende-se agora ao redor do conjunto da cabeça.

Esse Coroamento, talvez representado pelo cabelo de Buda.
Isso corresponde à Verdade do que alguns de vocês vivem.
Mas recordem-se também do que lhes foi dito: “haverá muitos chamados e poucos escolhidos”,  porque a Luz que vocês percebem aqui, como em outros lugares do mundo, vem para despertar.

Esta Luz não é desse mundo, correspondendo às palavras do Cristo.
Ela vem para estabelecê-los em sua Realeza, que é seu retorno à sua Unidade.

Mas existe um grande princípio para a Luz Unitária, que é justamente respeitar a liberdade de cada um, não no quadro da ação/reação, sendo era o fechamento, mas no quadro da Graça que lhes é oferecida.

Muito longamente nós insistimos, uns e outros, como alguns Arcanjos, sobre o princípio de abandono à Luz, porque existem com relação a esta Luz e a esta nova Consciência (que chegam até vocês agora, por ondas sucessivas e permanentes), dois caminhos possíveis: ou a personalidade vai se apreender desta Luz, e vai utilizar esta Luz para seu proveito pessoal, ou a personalidade vai acolher esta Luz, esta Vibração e esta Consciência, para se deixar investir inteiramente por esta Luz, realizando então o abandono à Luz e à Inteligência da Luz, permitindo naquele momento, e somente naquele momento, despertar a Coroa Radiante do Coração e agora o triângulo Sagrado do Coração, e o Sacrum, alinhando-os então, inteiramente com a efusão de Luz permanente, retransmitida agora diretamente pela nova Tri-Unidade: Cristo, Maria e Miguel, revelando-se em vocês como sua identidade primeira e em sua assinatura de vibratória de seres livres.

Ainda uma vez, é preciso que a personalidade aceite remeter-se à Luz, fazendo suas as palavras de Cristo: “Pai eu entrego meu Espírito em suas mãos”.

E eu escrevi, sob o ditado desse último, que haveria muitos chamados e poucos escolhidos.
Por qual razão?
Porque vocês vivem todos esse Coroamento, quer vocês queiram ou não, e vocês o viverão todos, sobre este planeta, no momento vindo.

Mas ainda é preciso que a personalidade aceite, que o ego aceite se apagar, se deixar transcender pela Luz Vibral, o que pode provocar, junto a vocês, mecanismos de resistência à mudança, pela incapacidade de se abandonar à Unidade e pela vontade própria de querer manter os jogos da Dualidade, fechando-os no Triângulo Luciferiano ou Fogo Prometéico.

Vocês têm inteira Liberdade para decidir.
A Luz é a mesma para todos.
O efeito é diferente para cada um, porque isso vai depender essencialmente do trabalho que vocês vão realizar em vocês.

Não por um conhecimento exterior, não por um conhecimento esotérico, mas, bem mais, pelo que foi chamado de princípio de humildade e de simplicidade.

Ninguém pode penetrar o Reino dos Céus se não voltar a ser como uma criança, esquecendo, com isso, o mental, esquecendo, com isso, as emoções que pertencem, irremediável e definitivamente, a esta Ilusão e que não vêm da Unidade.

O mental e as emoções são as ferramentas que permitiram a subsistência desse mundo.

Mas Cristo, Maria e Miguel vêm chamá-los à sua Realeza, para se estabelecerem fora desse mundo, para se juntarem ao que nós chamamos, inventando essa palavra: a Existência [Êtreté].

A Existência que estritamente nada tem a ver com o corpo astral, o corpo emocional.
A Existência que nada tem a ver com qualquer saída do corpo.
A Existência, tampouco, estritamente nada tem a ver com a visão dual que pode existir no que é chamado de 3º olho.

A Luz que vocês veem, de olhos fechados, não é a Luz.
Ela é falsificação.

A verdadeira Luz é Vibratória, Consciência e, sobretudo, Alegria, estabelecimento no Coração, propiciando a visão do Coração e não mais a visão do 3º olho.

A grande mentira foi, efetivamente, fazer crer que o humano podia chegar à Luz pelo 3º olho, pelo conhecimento, pelo poder.

Buda dizia frequentemente: “quando você encontra os poderes da alma, salve-se rapidamente”.


2ª PARTE



Vocês são chamados à sua Realeza, pela Coroa da Cabeça, pelo som da alma (percebido em um ou nos dois ouvidos), traduzindo sua conexão à alma.
Mas a alma é apenas um nível.
A alma não está ao nível da Eternidade, mas ela pertencente irremediavelmente à matriz e ao mundo do efêmero.
Ela é um intermediário com o Espírito de Verdade e de Unidade.

Ainda uma vez, e como Maria disse, não há superioridade a escolher tal ou tal caminho.
Vocês são fundamentalmente e inteiramente livres.

Não há ninguém do exterior a você que venha se interpor entre você e a Luz, se não é você mesmo.

Não há qualquer obstáculo (cármico ou exterior, social, afetivo ou outro) que possa existir diante do abandono à Luz.

O abandono à Luz representa a crucificação, a morte da personalidade (esta não morrendo, mas se colocando ao serviço da Luz, ao invés do inverso).

Muitos chamados e poucos escolhidos, eu o disse, eu o escrevi, porque essa é a estrita Verdade.

O importante é seu Coroamento.
O importante é compreender que vocês são Luz.

Quaisquer que sejam seus destinos e seu mundo futuro (que é diferente para cada um), vocês terão a reminiscência da Luz Vibral.

E é o que é, o que a Fonte chamou de Juramento e Promessa, que lhes permite se recordarem que vocês são diferentes do que vocês crêem, que vocês são bem mais do que esse corpo que vocês habitam, que vocês são bem mais do que esta Ilusão da qual participam.

Então, obviamente, aqueles que descobrem a Vibração da Existência e penetram no Corpo de Existência, vivem a morte desta personalidade.

É, efetivamente, para isso, muito mais fácil se abandonar e, para os outros, se abandonar a algo que não foi visto, se abandonar a algo que não foi vibrado, se abandonar a algo que a personalidade dirá que não existe, é um desafio.
Vocês estão no momento desse desafio, uns e outros.

Vocês estão no momento da decisão e da separação.

Separação dos seres, entre aqueles que escolheram a Unidade e aqueles que, mesmo estando Coroados, escolheram o caminho, ainda, da encarnação nas matrizes de carbono, mas unificadas.

O mais duro, para vocês, será aceitar que, talvez, aquele ou aquela que é a mais próxima de vocês não tem o mesmo destino que vocês, e que as irradiações de um e do outro vão se tornar tão opostas e diferentes que será por vezes difícil manter um semblante de relação.

Isso é válido, também, para esse mundo que toca a seu fim.

Então, obviamente, mesmo alguns Coroados vão se prender pelo medo, à sua posição, a seu papel, tido pela personalidade, o que representará um obstáculo importante para o estabelecimento da Existência.

A Existência é Alegria.
Vocês podem medir, em relação à sua Alegria, a qualidade de seu abandono à Luz.

Se a Alegria lhes falta, é que vocês resistem.
Se a Alegria está aí, é que vocês estão abandonados.

Muito numerosos sábios na Índia, como no Ocidente, falaram de realização do Despertar, do Samadhi, da vivência de um Estado em que o Si se torna dissolvido, inteiramente, na Luz.
É a isso que vocês são chamados.

Mas, ainda uma vez, vocês são chamados, mas é sua Liberdade aceitar ou recusar.
Não existe qualquer barreira de idade, social, não existe qualquer carma que possa, nos tempos que vocês vivem, se opor para que vocês se tornem esta Vibração e esta Luz.
Há apenas você, e somente você que resiste.

Para nada serve querer colocar uma falta no exterior de vocês.
Do mesmo modo que a nada serve esperar acontecimentos exteriores porque, em definitivo, e vocês o compreendem cada dia um pouco mais, tudo acontece no Interior.

E a única maneira de viver esta interioridade chama-se humildade e simplicidade.

Quanto melhor vocês se abandonam a isso, melhor vocês vivem a Alegria, melhor vocês experimentam o Samadhi, melhor vocês terão uma facilidade maior para se extraírem no momento vindo, após os 3 Dias de trevas, desta Ilusão matricial.

As resistências vão se modificar para uns e outros.
Alguns não as têm mais e se estabelecem no Reino da Alegria, facilmente.

Outros estão apegados ao que eles são e é a Liberdade total deles.
Eles viveram a Luz, mas não a estabeleceram no Coração.
Aí também, são suas escolhas.

Não há outro além de você mesmo com você mesmo.

A grande novidade é, sobretudo, que desde muito poucos dias, agora, desde a intervenção do Arcanjo Miguel e de Maria, vocês sabem que os Coroamentos de uns e de outros restabeleceram a rede Cristalina interdimensional da Terra, à qual vocês estão conectados, quer vocês sejam chamados ou escolhidos, aliás.

Esse é um reservatório de força fenomenal, ao qual vocês podem recorrer e se regar.

Cabe a você se olhar, claramente, em toda transparência.
É-lhe solicitado que se estabeleça entre seus 4 Pilares, único modo de se estabelecer no Coração, de definir sua Atenção, ali colocar sua Intenção.

Ser Ético e Íntegro com relação a si mesmo, em primeiro lugar e, em primeiro, não com referência às regras sociais ou empresariais, mas unicamente com relação à Luz Vibral.

O efeito da Luz Vibral é consumir, no momento vindo, o corpo causal e liberá-lo da matriz aprisionadora e estabelecê-lo em sua Unidade.

Isso se traduz por uma grande Alegria, por uma Vibração do Coração que irá crescendo.

Alguns provam dores de cabeça importantes.
É também completamente lógico.
Isso não é sinal de qualquer resistência, mas, sim, do afluxo fenomenal de Luz que vocês vivem atualmente e que apenas irá aumentando e aumentando, cada dia, agora.

Na medida em que a conexão à rede interdimensional, à Merkabah interdimensional, é realizada sobre a Terra, vocês são todos conectados, uns e outros, e mais nada pode se opor, exceto você mesmo, à sua Reunificação, o trabalho que, agora, chama-se Serviço.

Serviço na Luz, serviço na humildade e na aceitação e na aquiescência às leis da Unidade.

Não mais ver o bem e o mal como algo que governa sua vida.

Estabelecendo-se na Alegria, a lei de atração, de ressonância, vai atuar cada vez mais facilmente.
O que é supérfluo desaparecerá de sua vida.
O que é útil aparecerá.
Que isso seja os lugares, as pessoas, as situações.
Não resista a nada.
Voltar a ser como uma criança é isso.
Realizar a Luz Crística é isso.

A nova Tri-Unidade está ativa em vocês.

Alguns começarão a vibrá-la no Coração, no Triângulo determinado por Maria.

A Luz que vocês podem ver com o 3º olho não é a Luz.
Ela é a Ilusão.
O que é visto por esta visão é uma Ilusão perfeita.

Mesmo se os rostos de suas vidas passadas apareçam atrás de seus olhos fechados, tudo o que é visão ligada ao 3º olho deve ser superado, porque essas visões e essas Vibrações do 3º olho os mantêm, de maneira inexorável, na Dualidade.

Quando você percebe e sente essas Vibrações, na fronte ou no conjunto de sua cabeça, dirija você mesmo esta Consciência e esta Luz (porque se trata sim de Luz) no Coração e no sacrum.
Não há outra alternativa e o único modo de ali chegar (não há outro) é descobrir e manifestar a humildade, aceitar que vocês são todos pequenos, aqui, e tão grandes do outro lado.

É preciso, para isso, não mais ser grande aqui.
Não mais desempenhar papel.
Um papel de salvador, um papel de matriz, que os fecha tão seguramente e tão naturalmente como sua adesão à Dualidade.

Os mundos Unitários estão além desta problemática binária que esse mundo criou, que se reforça cada vez mais através das tecnologias que os afastam do que vocês são.

Em Verdade, você é Unidade.
Em Verdade, você é Luz.
Em Verdade, você é Alegria eterna.

Você não é o que você vive.
Você não é o que você crê.

Você deve descobrir, por você mesmo, a Verdade.
E esse caminho apenas pode se abrir, esta porta apenas pode se abrir pelo Coração.
Não o Coração dual, não o Coração emoção, que vai fazê-los ser ou vítima, ou salvador, mas o Coração que se estabelece no Fogo do Coração, que é Vibração e Verdade.

Você não tem outra alternativa que realizar isso.
Conscientizar isso.
A menos que, lucidamente, você tenha decidido o inverso.

E, ainda uma vez, não há nem superioridade, nem elitismo qualquer nesse Coroamento, mas simplesmente o trabalho da lei de atração e de ressonância que fez dizer ao Cristo: “que lhe seja feito de acordo com sua fé”.

E é exatamente isso que chega, em Verdade, agora.
Como o sabem, vocês estão nos tempos descontados.
A projeção da personalidade vai dizer: “Bem, é quando? É amanhã? É dentro de um mês? É dentro de um ano?”.

Não, é imediatamente.
Porque, na Existência, não há mais tempo.

É possível, a partir de hoje, que vocês se estabeleçam em sua Existência, ainda continuando, pelo momento, a colocar seus pés sobre esta Terra, a fim de multiplicar e de irradiar a Luz.
Mas multiplicar e irradiar a Luz é também, antes de tudo, abandonar-se à Luz, para que ela faça de você um Cristal e um prisma totalmente transparente, do qual a Luz vai poder surgir sem qualquer transformação procedente da personalidade ou procedente do ego.

Ainda uma vez, vocês medirão sua capacidade para estar em Unidade, para o estabelecimento, ou não, de sua Alegria Interior, da realização de seu Samadhi.

Não há outros mapas.
Todo o resto será apenas uma Ilusão acrescentada à Ilusão.

O marcador de sua Existência, mesmo se você não viaja na Existência, é o estabelecimento da Alegria.
Todo o resto é apenas Ilusão e manutenção da Ilusão.

Certamente, você viu a Luz, mas você tomou o controle.

Aí estão as algumas palavras que tinha a lhes dar, em Vibração.

Se existem questões com relação a isso, e unicamente com relação a isso, então, eu abro com vocês o espaço de trocas.


Questão: a intenção que se coloca no desejo de viver a Existência pode ser um elemento suficiente para vivê-la?

Cara Irmã, o desejo pertence às emoções.
O desejo não pertence à Existência, nem à Unidade, porque, quando há desejo, há seu inverso, que é a repulsa.

Assim, o desejo ou a vontade de, não é o estabelecimento da Vibração.

A única porta e a única chave é humildade e simplicidade.
Não há outra.

Questão: qual é a diferença entre personalidade e ego?

Caro Irmão, a personalidade é um jogo.
A personalidade é identificação a esse corpo, a uma função, a uma relação.

O ego pode ser positivo ou negativo, mas ele é a tradução desta identificação e deste fechamento na Ilusão.

Você não é o que você diz, você não é o que você crê.
Você é a Alegria.

Assim, a personalidade pode estabelecê-lo no prazer.
Mas o prazer é efêmero.

A Alegria é eterna.

Há sobreposição exata, geralmente, entre personalidade e ego.
O desaparecimento do ego é o desaparecimento da persistência do jogo e da persistência da separação, fechando-o em você mesmo, fazendo-o dizer que há você e que há o resto do mundo.

Daí decorre todo princípio de separação e da Ilusão Luciferiana.

Na Existência há esse Si.
Esse Si é impermanência.
Não há mais separação.
Não há mais divisão.

Vocês são ao mesmo tempo esta Presença consciente e lúcida e, ao mesmo tempo, o resto do Universo.
Isso se traduz pelo que foi chamado de Samadhi ou de Alegria.

O mental, que é a ferramenta do ego e da personalidade, não pode compreender e não pode aceitar o princípio de humildade e de simplicidade,

Pelo jogo das atrações e repulsões, pelo jogo da sedução, pelo jogo da apropriação, o Si é asfixiado, literalmente.

Ora, o que vem a vocês, a Luz Vibral, tem por objetivo revelar o Si.
Esse Si, que existe ao nível do Coração e em nenhuma outra parte, em nenhum outro lugar.

Questão: poderia definir o que é a simplicidade?

Cara Irmã, esse foi o objeto de uma comunicação muito longa, há muito poucos dias.

Eu a convido então a se mergulhar na leitura do que disse, parece-me, Um Amigo e um Arcanjo, sobre a humildade e a simplicidade.

A simplicidade (acrescentando simplesmente algumas palavras) é a espontaneidade.
A simplicidade é o que não calcula.

A simplicidade poderia corresponder, inteiramente, ao que escreveu São Paulo na primeira epístola aos Corinthos,

Frequentemente o ser humano chama de Amor o que traz a ele, o que ele tem necessidade de possuir, o que ele tem necessidade de fazer seu.

Ora, o Amor não é apropriação, mas restituição e doação.
O Amor é Vibração.
O Amor é tudo, exceto o que o ser humano encara e imagina.

O Amor não é sedução.
O Amor não é emoção.
O Amor é Vibração.

É por isso que nós os chamamos de Fogo do Coração.

Em outros termos, enquanto o Si não está aberto e a Vibração do Fogo do Coração não está ativa, o Amor é falsificado.

Do mesmo modo, a Luz que você vê de olhos fechados ou de olhos abertos não é a Luz.
Nesse mundo não há Luz.
Há enfraquecimento, diminuição e transformação da Luz.
A verdadeira Luz não é desse mundo.
É aquela que vem agora a vocês.

Questão: o fato de ter tido o cóccix quebrado é um freio no processo em curso?

Cara Irmã, não existe qualquer barreira, ligada a qualquer evento físico, que seja um obstáculo.

O único obstáculo é você mesma, mas você mesma na personalidade e não o corpo.

Certamente, podem existir dores físicas, a partir do momento em que há cicatrizes presentes sobre o corpo físico, mas isso é bem rápido transcendido e superado pelo abandono à Luz.

Recorde-se de que o acesso à Existência se faz pela agregação de diferentes partículas novas em suas estruturas existentes e que a agregação dessas partículas novas, correspondendo à sua Existência, ao canal do éter e a diferentes outras estruturas, não se importam com o que existe embaixo.
Elas vêm se aglomerar e construir uma nova identidade que é a identidade de sua Unidade.

Esse corpo é chamado a desaparecer, inteiramente.
Eu a remeto, para isso, ao que foi visto por inúmeros profetas e inúmeros místicos.
O que é efêmero desaparecerá.
O que é eterno estabelecer-se-á.

Questão: é possível que os processos do Apocalipse tenham começado após a partida de Cristo, ou seja, há 2.000 anos?

Cara Irmã, o Apocalipse é Vibratório.
E foi, mesmo, o encerramento desse livro, esse livro que é doce à boca e amargo ao ventre.
O que significa que aquele que quisesse penetrar os arcanos pelo intelecto, comê-lo, teria algo de extremamente amargo, porque ninguém, absolutamente ninguém pode compreendê-lo.

Em contrapartida, aquele que o lê e que o Vibra, o viveria em Unidade, qualquer que seja a língua, porque este Apocalipse lhes revela quem vocês são.

Agora, há, efetivamente, circunstâncias (existentes nesse momento, como existiram em outros tempos) que apenas fazem revelar a Revelação do que vocês são.

A luta entre Lúcifer e Cristo.
A luta entre a Ilusão e a Verdade.

Ora, isso se inscreve, de maneira coletiva, hoje, para toda a humanidade.
Mas isso pode se inscrever, também, para cada um, em outros momentos.

A chave do Apocalipse não está numa compreensão exterior, mas ela está numa Vibração e nada mais.
Então, é claro, cada exegese vai encontrar correlações e ressonâncias com os elementos existentes hoje, como há alguns anos, ou ainda há 1.000 anos.
Mas isso é apenas uma projeção do mental e do intelecto.

O Apocalipse de São João, ditado pelo Cristo, é, antes de tudo Vibratório e Verdade.

Não é no sentido das palavras, mas na Vibração das palavras que há a Verdade.

Enquanto vocês estão apegados ao que leem ou ao que ouvem, vocês não estão no Coração, mas vocês estão na cabeça.

Questão: se a Luz não é desse mundo, como pode ela nos atingir?

Pela efusão e pela penetração progressivas.
É o que é realizado, progressivamente, desde 1984.

Primeiro, por momentos.
Em seguida, pela ressonância e aproximação Vibratória da Luz e de seus próprios Corpos de Existência.

Vocês estiveram privados de Luz, nesse mundo, como eu e como nós todos, durante centenas de milhares de anos.
Há, portanto, uma identificação total a esse mundo, a suas regras e é muito lógico que a maior parte da humanidade considere isso como única Verdade e não tenha a ideia de viver outra coisa além do que é imposto pelos Arcontes.

A Luz penetra progressivamente.

Se, hoje, o Arcanjo Miguel se aproximasse desta Terra em sua forma de 18ª Dimensão, o sistema solar, em sua totalidade, explodiria.
Ele pode apenas permanecer confinado ao redor do Sol.
Ele atravessou o Sol.
Ele desposou Cristo para se tornar Cristo-Miguel, a fim de vir semeá-los por sua própria Luz.
É isso que vocês vivem hoje.

As percepções Vibratórias que existem ao nível de sua cabeça, de seu Coração ou de seu sacrum são a agregação das partículas de Luz Adamantinas que começaram, pouco a pouco, a penetrar esse mundo.

Tudo o que vocês observarem (que o Arcanjo Miguel chamou de desconstrução, destruição) corresponde à resistência da não-Luz e ao estabelecimento da Luz.
Não há qualquer julgamento aí dentro.
Não há qualquer punição.

Ninguém, absolutamente ninguém dos planos Unificados quer, ou deseja qualquer punição.
Nós desejamos unicamente seu retorno nas esferas da Alegria e da Verdade.
Mas a decisão final, o último passo, apenas você que pode dar.
Coisa à qual resistira a personalidade e o ego muito tempo.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Irmãos e Irmãs na humanidade, que o Amor e a Luz estejam em vocês e se tornem sua Verdade.
Eu não tenho melhor proposição.
O amor dos Melquisedeques e do conjunto das Forças Unificadas e Unitárias os acompanhem.
Até breve.

___________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com



3 comentários:

  1. Algo que nos ajuda a percebermos se estamos no "abandono a Luz" é nos observar no nosso dia a dia. Quanto mais conseguimos nos observar, sem nos envolvermos emocionalmente com o personagem que representamos, do entorno do cenário e dos outros atores, mais próximos estamos do "Abandono a Luz"... simples assim...

    ResponderExcluir
  2. Um amigo um dia havia falado: "Não se conhece o Espírito pelo Personagem". Aquele ao nosso lado, que não tem nada de "Buscador", pode ter um "Si" desperto e não percebemos e por isso pouco importa com a esta "vida". Quanto mais demonstramos desejos e vontades para evoluir espititualmente, mas nos afastamos... Também não importa, pois estamos vivendo nosso roteiro que criamos para o nosso despertar... Importante afirmarmos sempre que não somos este corpo e sim um Espírito perfeito e imortal e apenas vivendo temporariamente uma experiência humana e quando o trem passar, estar atento e com intensão, para não perder a hora e não se perder com preocupações, vontades, desejos e deixar o medo tomar conta... Boa viagem a todos!

    ResponderExcluir
  3. Adorei este post.
    De muito significado.

    António

    ResponderExcluir