Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

3 de out de 2010

ANAEL - 3 de outubro de 2010

Mensagem publicada em 7 de outubro, pelo site AUTRES DIMENSIONS

Áudio da Mensagem em Francês

Link para download: clique aqui




Pergunta: há um meio para entrar em contato com o Anjo Guardião?

Bem amada, o silêncio mental total é a condição sine qua non para contato com o Anjo Guardião.
Houve mecanismos, que foram inicializados há mais de dois anos, relativos à atividade do Arcanjo Jofiel (Arcanjo do Conhecimento e da Luz dourada), que permite estabelecer as premissas dessa comunicação.
A comunicação com o Anjo Guardião intervém, frequentemente, durante a noite, durante os sonhos ou de maneira subconsciente.
Frequentemente, o primeiro contato é, simplesmente, o fato de ser chamado por seu nome, à noite.
Mas, com frequência, o medo faz romper a comunicação.
Existem caminhos, muito diferentes para cada um de vocês, nessa humanidade, com relação ao contato consciente com o Anjo Guardião.
Tudo depende, é claro, do que lhes é assinalado como evolução e, sobretudo, a capacidade possível, para vocês, de viver com um Anjo Guardião ao seu lado, de maneira consciente, o que não é, sempre, evidência.

Pergunta: quando que se acorda de manhã, com a sensação de que uma voz falou ao ouvido, é a Presença do Anjo Guardião?

De maneira quase constante.
A única Entidade de consciência capaz de moldar seus sonhos e de intervir diretamente, antes que seus circuitos (Sutil e Vibral) sejam construídos é, efetiva e unicamente, o Anjo Guardião.

Pergunta: há vários anos, um Mestre indiano fez cessar os sonhos premonitórios que eu tinha frequentemente. Hoje, esses sonhos ainda não voltaram.

Bem amada, deve-se concluir que esse Mestre indiano estava muito inspirado.
Porque, de fato, os sonhos premonitórios, mesmo se úteis, refletem, simplesmente, uma conexão com a matriz astral invisível, mais do que uma conexão com seu Si.
Desse modo, esse Mestre facilitou seu trabalho, suprimindo esses sonhos.
Os sonhos premonitórios, com visão e antecipação do que existe ou do que existirá, são apenas o reflexo de uma conexão com o mundo astral e, portanto, com outra Ilusão.
Esse Mestre estava, portanto, perfeitamente inspirado.

Pergunta: por qual razão não se recorda mais dos sonhos?

Então, aí, bem amada, não me cabe conhecer a fisiologia exata do humano.
O que eu posso dizer, simplesmente, é que o sonho é um espaço, frequentemente, como eu acabo de dizer, relacionado com o astral, em que pode produzir-se certo número de percepções, também, em relação com a Existência.
O que é, contudo, mais raro.
É preciso ter ultrapassado, justamente, o âmbito astral ou a matriz astral para poder aceder a esses espaços de Vibrações.
O que é impossível enquanto a Coroa radiante do Coração não está ativada.

Agora, parece-me, o fato de não se lembrar de seus sonhos corresponde, simplesmente, a um despertar que não ocorre no momento adequado, justamente, para lembrar-se de seus sonhos.
O sonho não é nem negativo, nem positivo, em si.
Existem, mesmo, maneiras de trabalhar em seus próprios sonhos (elas são múltiplas, essas técnicas), mas elas representam apenas, muito raramente, uma capacidade de acesso a outra coisa que não essa matriz astral.
Os sonhos podem ser repletos de conteúdo e de significados, que podem orientá-los, em sua vida, na personalidade.
Mas lembrem de que o despertar e a realização do Samadhi tendem, em geral, a suprimir todos os sonhos, para colocá-los em estado de despertar permanente e de Consciência permanente.
É, aliás, a característica essencial das primeiras fases do despertar, que é suprimir o sonho.

Pergunta: cada vez que UM AMIGO transmitiu informações sobre um Yoga, ele insistiu sobre a importância da respiração. Por quê?

Bem amado, a respiração, para o ser humano, é ligada ao Sopro, o que remete, inevitavelmente, ao Verbo, ao Sopro Criador.
A respiração foi reparada, há tempos muito antigos, sobre essa Terra, por diferentes Sábios e diferentes tradições, como um elemento que pode levar a uma transformação da Consciência.
Aqueles de vocês que vivem o Fogo do Coração têm, perfeitamente, consciência de que existe outro Coração que não o coração físico, que está ligado não por um batimento, mas por uma respiração.
Assim, portanto, o fato de levar a Atenção e a Intenção sobre a respiração, durante as práticas do Yoga da Unidade ou de qualquer outra forma de yoga, vai permitir fazer passar essa respiração de um nível a outro nível, de uma consciência comum a uma Consciência Supramental.
A respiração é, portanto, efetivamente, a ligação e o laço que permite passar de um estado a outro.

Pergunta: deve-se concluir que a respiração precede a Consciência ou, efetivamente, o inverso?

Em alguns casos, ela precede, em outros casos, ela a segue.
A Consciência é Vibração, a Consciência é Sopro, ela é Verbo e ela é Criação.
Assim, portanto, há uma analogia entre o Verbo criador, o fato (como o faz o Arcanjo Uriel) de abrir a boca, de permitir-lhes passar à Eternidade.
O Sopro é eterno.
Ele não é limitado à inspiração e à expiração, que existe nessa forma de vida na qual vocês estão, mas existe, é claro, através do Som, através dessa respiração, em todos os Universos e em todas as Dimensões.

Pergunta: há um risco de confundir AL e o Terceiro Olho?

Bem amado, o que é denominado Terceiro Olho está situado ao centro do Triângulo de Fogo falsificado ou Triângulo que vocês conhecem nos símbolos presentes na superfície dessa Terra.
O Terceiro Olho está, portanto, no centro desse Triângulo.
Ele não está na raiz dos cabelos.
Não pode, ali, haver confusão.
O conjunto de suas lâmpadas (ou chacras, se preferem, na encarnação) é representado sob a forma de roda (é, aliás, o que quer dizer essa palavra).
Eu os lembro de que o único que não estava em roda era, justamente, o famoso Terceiro Olho que estava fechado na Ilusão Luciferiana.
Através do Coroamento que vocês vivem e que nós temos estimulado, nós apenas fazemos restabelecer essa lâmpada que foi falsificada, restabelecendo-a sob a forma de roda.

Pergunta: o fato de ver, ao despertar, diante dos olhos, como que uma roda que gira, corresponde ao que você descreve?

Não.
A percepção interna do Terceiro Olho falsificado por Lúcifer vai traduzir-se por sete fases de abertura.
Assim, portanto, nas primeiras fases vocês sentem o que é denominada a venda na testa, e não a Coroa.
Em uma segunda fase, vocês vão começar a perceber cores que giram umas nas outras, que correspondem, primeiramente, a cores douradas nas quais gira o violeta.
Em seguida, esse violeta vai passar ao exterior e o amarelo ao interior.

Chegando ao estado de abertura total do Terceiro Olho, a uma percepção de luz branca que gira, precedida, previamente, pela visão de rostos que passam.
Esses rostos, que passam ao nível de seu Terceiro Olho, são os rostos que vocês tiveram em suas vidas passadas.
Mas, lembrem de que a abertura do Terceiro Olho é algo de que é preciso, rapidamente, salvar-se, como o dizia Buda, porque é o nível da Ilusão e o nível dos poderes espirituais e não da Existência.

A ativação do Terceiro Olho bloqueia e impede a ativação do Coração, porque a ativação do Terceiro Olho é um confinamento na Ilusão Luciferiana, que se traduz pela percepção de uma venda sobre a testa, e não de uma Coroa que faz o giro da cabeça.
Enquanto existem fenômenos visuais, que existem nesse Terceiro Olho, a alma é seduzida por esses processos visuais.
De fato, é extremamente interessante ver desfilar essas vidas passadas, é extremamente sedutor poder penetrar por esse Terceiro Olho e usar esse Terceiro Olho para agir sobre muitas coisas, mas isso não é o abandono à Luz, muito pelo contrário.

Pergunta: quais são as prioridades, hoje, entre todos os protocolos fornecidos?

Bem amada, eu responderei que a prioridade é a Vibração, que a prioridade é elevar-se ao Supramental.
Então, é claro, alguns são plenamente capazes de realizar, muito rapidamente, esse processo de abandono à Luz.
Eu os recordo de que os primeiros a se abrirem e que constituíram o corpo de Luz realizaram isso a partir de 1984.
Naquela época, os humanos que realizavam esse trabalho passavam muito tempo sobre cada chacra e sobre cada corpo espiritual.
Hoje, se vocês são capazes de abandonar-se à Luz, instantaneamente vocês se juntam à sua Existência.
Não é, portanto, uma questão de protocolo, não é, portanto, uma questão de yoga, mesmo se isso possa ajudar, mas, bem mais, um mecanismo existente e denominado o sacrifício ou o abandono da personalidade e do ego.

A partir do momento em que vocês imergem em sua própria Vibração, para além do ego e da personalidade, a partir do momento em que, como isso foi dito (e, sobretudo, agora e cada vez mais, agora), se vocês se abandonam ao que é denominado o Serviço, à humildade, à simplicidade, vocês atravessarão o Fogo do Coração, instantaneamente.
Lembrando-se (e eu os lembro do que eu sempre disse) de que o abandono à Luz apenas pode ser feito por vocês mesmos.
Não há qualquer técnica exterior que os fará dar esse passo.
Porque são vocês que devem, em Consciência, decidir Sacrificar-se, com um S maiúsculo.

Eu falo do sacrifício do ego e da personalidade.
Hoje, devido ao ambiente Vibratório (e tanto mais agora, devido à reativação da Merkabah interdimensional coletiva), todo ser humano tem a capacidade de realizar esse abandono à Luz, instantaneamente.
Vocês constatarão, aliás, ao seu redor, em seus familiares ou em suas relações, pessoas que jamais se interessaram pelo que quer que fosse de espiritual ou de esotérico que, de um dia para o outro, bascularão à Existência.
Isso se tornará cada vez mais comum.

Pergunta: Por que convém, hoje, desviar-se do funcionamento do Terceiro Olho?

Bem amada, isso sempre foi dito.
O próprio Buda, mesmo nos tempos da falsificação, disse, efetivamente, que: “quando encontrares os Siddhis ou os poderes da alma, salva-te, depressa” porque, ao nível do Terceiro Olho, apenas se assenta uma coisa: a Ilusão Luciferiana e o poder espiritual do ego, nada mais.
Não pode existir porta de saída pelo Terceiro Olho, qualquer que seja a sedução e quaisquer que sejam as possibilidades, mesmo esotéricas.
A ativação do Terceiro Olho é, certamente, o freio mais potente para a ativação do Coração.
Isso se denomina, aliás, em seu mundo, a iniciação Luciferiana, propagada por tantas e tantas escolas que enganaram os seres humanos.

Não devem confundir o centro Ajna ou o Ajna chacra e o Coroamento.
Justamente, como São João havia dito: “haverá muitos chamados”, haverá muitos seres, nesse final de tempos, que abrirão o Terceiro Olho e que utilizarão os poderes desse Terceiro Olho.
Eles não aceitam abandonar-se à Luz, nem entregar seu Espírito à Fonte, o que bloqueia a constituição do corpo de Luz.
Existe um mecanismo extremamente sutil ao nível dos centros da cabeça.

O centro da fronte é denominado, também, centro da vontade, vontade espiritual.
Enquanto a vontade espiritual está presente, isso é apenas a vontade do ego.
É apenas no abandono à Luz Vibral que penetra, então, não mais pelo Terceiro Olho ou Ajna chacra (ndr: 6º chacra, no meio da testa), mas pelo Sahasrara chacra (7º chacra, no topo da cabeça), que, naquele momento, a Fonte de cristal pode constituir-se, que a bainha dos chacras pode ser perfurada e que a energia dita Shakti ou Espírito Santo ou Shekinah pode, naquele momento, descer até o Coração e até o sacrum.
Enquanto a energia permanece ao nível do Terceiro Olho e é desviada em favor do Terceiro Olho, não pode ali haver abertura à Existência.
É, justamente, em cima disso que vários ensinamentos falsificados basearam-se, para mantê-los na Ilusão Luciferiana.
Não esqueçam, jamais, de que Lúcifer é o portador da esmeralda do Conhecimento, associada, justamente, ao Terceiro Olho ou ao centro Ajna e que o Conhecimento não conduzirá, jamais, ao Coração.
_________________
Tradução para o Português: Zulma Peixinho
Revisão: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário