Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

13 de jul de 2014

MARIA – 13 de julho de 2014


«Uma nova fase do processo de Liberação»

Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Meus queridos filhos, eu venho encontrá-los, hoje, neste espaço, para que vocês possam viver, em seu Coração, a minha Presença.
Eu venho a vocês, acompanhada das doze Estrelas.
Nós vimos a vocês para restituí-los ao que vocês São e ao que vocês sempre foram.
Nós vimos aportar-lhes um apoio e chaves vibratórias que lhes permitem reencontrar a Casa de onde vocês veem e onde vocês sempre estiveram.

Eu venho ao seu encontro, através desse corpo, não para nutrir qualquer curiosidade da personalidade, mas, sim, para dizer-lhes, a cada um de vocês, neste espaço, que a comunicação está ao seu alcance, já que esse mecanismo, talvez extraordinário, visto da personalidade, não é outro que não um fenômeno totalmente natural de reconexão.
Vocês são convidados, com uma Alegria imensa, a reencontrar-nos, a contatar-nos, para que se Fundam no Amor do Um que nós Somos.

Então, meus queridos filhos, deixem a criança que vocês são reabrir-se ao que foi desviado e apagado, com a maior das simplicidades, simplesmente, reabrindo-se a essa possibilidade de voltar-se para a grande Fraternidade – não aquela que se limitaria aos seus irmãos e irmãs deste planeta, mas, sim, à Fraternidade de cada ser que vive neste planeta, quer sejam os minerais, os vegetais, os elementais, os animais, os Elementos, assim como seus Irmãos e Irmãs, olhando-os como uma mãe plena de Amor olharia seu filho dormir em seu berço.

Nós somos numerosos, inclinados ao redor deste planeta.
Nós estamos cada vez mais próximos, e vocês estão cercados de um modo que não é quase imaginável para uma pequena pessoa.

Reencontrar-nos apenas é possível se vocês aceitam, inteiramente, Abandonar-se em meus braços, meus braços que contêm meu Coração, que os chama em seu Coração.

Desse mundo, vocês, talvez, fazem o tour, o que não quer dizer que ele deve ser rejeitado, mas pode até ser que outros mundos, presentes, vibrantes, ofereçam-se a vocês, porque é chegado o momento, para vocês, de despertarem para esse mundo, para despertarem a outros mundos, em outros mundos.
Isso acontece nesse Corpo, nesse Corpo-Terra e nesse corpo.
Não vejam, aí, qualquer rejeição dessa Criação, mas vejam, ao invés disso, o regozijo de reencontrar uma panorâmica inteira do Ser que vocês são, e que vocês sempre foram, que reaparece, em sua totalidade.

Não lhes é solicitado para manter uma forma de busca, de análise ou de compreensão do que se estabelece, cada vez mais forte, nesse mundo: o Amor, a Luz não é apreensível no que ela é pelo mental.
Há, portanto, que aceitar que ela se estabelece, sem qualquer necessidade que vocês interfiram, pelo que quer que seja como veleidade de apreensão e de compreensão, porque ela apenas pode escapar-lhes, totalmente.

Vocês entraram, cada um de vocês, assim como inúmeros seres humanos sobre esta Terra, em uma nova fase do processo de Liberação.
Nós temos derramado sobre esse mundo, desde o início do mês de julho, vibrações correspondentes a todos os Corpos ativáveis nessa Dimensão.
Vocês se beneficiam do trabalho de inúmeros irmãos e irmãs nessa Terra que têm permitido, com menos facilidade do que vocês, mas com coragem, constância e rigor, que algumas ativações sejam facilitadas para vocês hoje.

É, por assim dizer, muito fácil, neste período terrestre, como jamais na história deste planeta foi possível, fundir-se e abandonar-se nos braços do Amor.
Esse Amor, como vocês sabem agora, não é, absolutamente, comparável ao amor humano que vocês têm experimentado até o presente.

O Amor que se estabelece vem substituir, com a Inteligência da Luz, as coisas que foram desviadas, falsificadas em favor de poderes de alguns.
Cada um sobre esta Terra tem participado e está, inteiramente, incluído nessa ruptura com a Verdade.
Isso tem permitido certo jogo, o qual não lhes é, absolutamente, solicitado para rejeitar ou julgar qualquer parte que seja.
Sejam bem claros com isso, porque o olhar faz toda a diferença.
Estejam na Paz com tudo o que vocês têm jogado, tudo o que nós temos jogado enquanto encarnados nessa dimensão dissociada.
É, como vocês descobrem neste espaço, o tempo de dobrar [fechar] o jogo, porque esse jogo durou o suficiente,
O sofrimento durou o suficiente, não é?

Então, eu os convido, neste dia, a estarem às claras consigo, no que é importante para vocês e no que não o é.
Porque no período no qual entramos, não há mais qualquer espaço para a negociação, não há mais qualquer espaço para as diferentes partes que tentariam, juntas, existir, apesar de tudo.
Há o Amor ou o resto.
Esse Amor chama-os e pede-lhes, simplesmente, para destituir todos os poderes – de controles, de resistências – que interferem com o programa natural de vida.
O Amor pede-lhes para deixar trabalhar e restabelecer o que se deve, em todos os espaços de sua vida.
Não há qualquer possibilidade de manter o que quer que seja do antigo nisso.

Não lhes é solicitado antecipar esses movimentos, mas voltarem-se em si mesmos, deixar os sentidos exteriorizados voltar-se para dentro, para que vocês possam, assim, ouvir, ver, provar, tocar, sentir o que, até o presente, era totalmente desconhecido e inexistente, enquanto tudo sempre esteve aí.

Esse Desconhecido está à sua porta, e convida-os a abri-lo, na confiança de que, no Amor, nada, absolutamente, pode acontecer ao que vocês São, em Verdade, que viria contrariar o que vocês sempre desejaram.

É o tempo do Apelo, é o tempo do Lembrete, é o tempo desse Retorno, para sair de giros incessantes do confinamento.
Nós os esperamos, nós os olhamos e nós os encorajamos, porque sabemos muito bem que, onde vocês estão, isso pode parecer difícil em alguns momentos.
Mas se vocês estão aqui, hoje, é que já passaram das provas, e sabem, em seu foro íntimo, que essas provas são libertação.

Então, nós os encorajamos a prosseguir esse passo, não no caminho exterior, mas, como vocês sabem, esses passos de dentro, que se aproximam cada vez mais do Centro, onde nós somos, todos, no Um, no Amor, no regozijo desses Reencontros tão aguardados e tão esperados.

Meus filhos, como dizer-lhes?
Como dizer-lhes como tudo está aí?
Como dizer-lhes que eu os espero?

A verdadeira Vida não está no exterior desse mundo, mesmo se ele proponha uma aparência muito atraente.
A verdadeira vida dá-lhes estar vivos, em pleno Amor, em plena Alegria, permanentemente.
Nisso, não há qualquer comparação possível, nem tergiversação entre o que é a verdadeira Vida ou não.
A verdadeira Vida é seu natural, porque vocês São a Vida.

E o que impede essa pulsação de visa expandir-se, inteiramente, em seu ser, é apenas o que, ainda hoje, talvez, diminui a Vida.
Isso faz parte de nós.
Não há que dar mais importância do que isso, mas apenas afirmar-se no que isso tenta roer e tomar, ainda, como pedaço nesse corpo.

Mas é vão, de qualquer modo, para essa parte que faz parte, ainda, de nós mesmos, esperar poder voltar a subir no trono.
Isso é impossível.
Vocês deram os passos suficientes para que nada mais seja possível voltar atrás, estejam em Paz para isso.
E eu lhes rendo Graças por estarem aí onde vocês estão, nesse Retorno a quem vocês São, mesmo se isso sempre esteve aí.

Então, meus filhos, eu venho em seu Coração efusionar o Amor de uma Mãe que, simplesmente, envolve-os e convida-os a deixar-se embalar e abandonar no que, de momento, seja, talvez, maior do que vocês, mas que é apenas Vocês.
Eu sou o que vocês São e vocês São o que eu sou.

Então, regozijem-se.
Essa parte de fim de jogo pode, para a criança que vocês são, ser uma real parte de Alegria, que reencontra o olhar do Amor que vê em todas as coisas o que se desconstrói, para deixar lugar ao que É, sem construção alguma.
Para cada ser que desperta neste planeta libera-se uma vibração de Amor intenso, que permite, para outros seres, cujo apelo ainda não ecoou, beneficiarem-se no dia de seu apelo, individual, dessa facilidade aportada da parte de vocês.

O Amor é potente, o Amor não combate, o Amor estabelece-se, voltando, simplesmente, ao que ele é, aspirando, simplesmente, tudo o que ele não é, para que isso seja consumido no Fogo do Amor.

Então, meus queridos filhos, deixem cair tudo o que o adulto, em nós, pode contar-nos como crença, como certeza, e deixem apenas esse divino Coração de Criança falar-lhes, guiá-los em toda a sua espontaneidade, sua Simplicidade, sua Humildade e sua Transparência.

Vocês não são o que creem ser, vocês São bem mais do que isso.
Vocês não são essa pessoa, vocês são bem mais do que isso.
Então, tudo o que se prende a essa pessoa para dar-lhe existência não lhe dá mais peso.
Desapeguem-se dessa pessoa, e volte ao Ser que vocês são.
E no Ser que vocês são não há mais ninguém que não o que vocês São e que vocês devem reencontrar em sua Verdade, porque dessa Existência nada há a explicar, nada a comentar, apenas a Ser e, portanto, vivê-la.
Aí está, simplesmente, o que eu queria dizer-lhes hoje.
Os eventos vão poder acelerar-se e vocês poderão constatar, em suas vidas, nesta vida, os movimentos da Graça, que permitem, então, que esse Amor permaneça para sempre.
Então, sejam gentis consigo.
Eu os Amo e eu estou aí.
Eu estou ao mais perto de vocês, vocês têm apenas que Voltar-se e vocês me Verão, simplesmente.
E vocês ficarão surpresos de dizer: «é tão simples, como eu pude esquecer?».

O Amor é simples, então, não elaborem qualquer plano, qualquer estratégia, qualquer busca.
Abandonem tudo isso, não é mais o tempo.
Deixem-se guiar e vocês reencontrarão o caminho da Casa, como poderia ser de outro modo?
Basta-lhes dar menos peso e importância ao que acontece no exterior, e entrar nesse Templo, no qual tudo lhes é dado.

Eu os deixo, agora, nesse espaço, tudo preparado para futuras Núpcias, que nada têm a projetar no futuro, uma vez que essas Núpcias, esses Casamentos com a outra parte de si mesmos – da qual vocês foram cortados, separados, afastados – vêm a vocês.

O Amor está aí, não duvidem mais, deixem-no aparecer e desapareçam do que não é o Amor.

Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra, e eu lhes desejo um muito belo dia.
E eu lhes digo até sempre, na Eternidade.

----------------------
Transmitido por Sève


3 comentários:

  1. Não lhes é solicitado para manter uma forma de busca, de análise ou de compreensão do que se estabelece, cada vez mais forte, nesse mundo: o Amor, a Luz não é apreensível no que ela é pelo mental. Há, portanto, que aceitar que ela se estabelece, sem qualquer necessidade que vocês interfiram, pelo que quer que seja como veleidade de apreensão e de compreensão, porque ela apenas pode escapar-lhes, totalmente.

    Então, eu os convido, neste dia, a estarem às claras consigo, no que é importante para vocês e no que não o é. Porque no período no qual entramos, não há mais qualquer espaço para a negociação, não há mais qualquer espaço para as diferentes partes que tentariam, juntas, existir, apesar de tudo. Há o Amor ou o resto.

    Esse Amor chama-os e pede-lhes, simplesmente, para destituir todos os poderes – de controles, de resistências – que interferem com o programa natural de vida. O Amor pede-lhes para deixar trabalhar e restabelecer o que se deve, em todos os espaços de sua vida. Não há qualquer possibilidade de manter o que quer que seja do antigo nisso.

    A verdadeira Vida é seu natural, porque vocês São a Vida.

    Essa parte de fim de jogo pode, para a criança que vocês são, ser uma real parte de Alegria, que reencontra o olhar do Amor que vê em todas as coisas o que se desconstrói, para deixar lugar ao que É, sem construção alguma.

    Então, meus queridos filhos, deixem cair tudo o que o adulto, em nós, pode contar-nos como crença, como certeza, e deixem apenas esse divino Coração de Criança falar-lhes, guiá-los em toda a sua espontaneidade, sua Simplicidade, sua Humildade e sua Transparência.

    O Amor está aí, não duvidem mais, deixem-no aparecer e desapareçam do que não é o Amor.

    ResponderExcluir
  2. "Vocês são convidados, com uma Alegria imensa, a Reencontrar-nos, a Contatar-nos, para que se Fundam no Amor do Um que nós Somos.
    "A comunicação está ao seu alcance, já que esse mecanismo, talvez extraordinário, visto da personalidade, não é outro que não um fenômeno totalmente natural de Reconexão.

    "É chegado o momento, para vocês, de despertarem para esse mundo, para despertarem a outros mundos, em outros mundos. Isso acontece nesse Corpo, nesse Corpo - Terra e nesse corpo.
    "Vocês entraram, cada um de vocês, assim como inúmeros seres humanos sobre esta Terra, em uma nova fase do processo de Liberação.

    "O Amor que se Estabelece vem substituir, com a Inteligência da Luz, as coisas que foram desviadas, falsificadas.
    "O Amor pede-lhes para deixar trabalhar e restabelecer o que se deve, em todos os espaços de sua vida. Não há qualquer possibilidade de manter o que quer que seja do antigo nisso.

    "Vocês deram os passos suficientes para que nada mais seja possível voltar atrás, estejam em Paz para isso.
    " E eu lhes rendo Graças por estarem aí onde vocês estão, nesse Retorno a quem vocês São, mesmo se isso sempre esteve aí.
    "Se vocês estão aqui, hoje, é que já passaram das provas, e sabem, em seu foro íntimo, que essas provas são Liberação.

    "Desapeguem-se dessa pessoa, e volte ao Ser que vocês São. E no Ser que vocês são não há mais ninguém que não o que vocês São e que vocês devem Reencontrar em sua Verdade, porque dessa Existência nada há a explicar, nada a comentar, apenas a Ser e, portanto, Vivê-la.
    "Então, Regozijem-se."

    ResponderExcluir
  3. Só mesmo, a Sagrada Mãe, nas suas iniciais palavras da Mensagem, estende-nos os braços e jorra Amor...

    "...Onde nós somos, todos, no Um, no Amor, no regozijo desses Reencontros tão aguardados e tão esperados."

    "O Amor é potente, o Amor não combate, o Amor estabelece-se, voltando, simplesmente, ao que ele é, aspirando, simplesmente, tudo o que ele não é, para que isso seja consumido no Fogo do Amor."

    "Então, tudo o que se prende a essa pessoa para dar-lhe existência não lhe dá mais peso.
    Desapeguem-se dessa pessoa, e volte ao Ser que vocês são.​"​

    Meu Deus!!! Unidade!!!! Espírito!!!!Cristo!!!! Mãe!!!!! Como ficamos entorpecidos no afastamento da Realidade, na ilusão...Agora é um Novo Tempo...E foi percebido a imensidão do Oceano Amor, em que o peixinho está envolvido... Já estava e não havia consciência...

    Ah! Mãe, acolha nossa Alegria ...

    ResponderExcluir