Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

21 de out de 2013

Maria – 21 de outubro de 2013




Eu sou Maria, Rainha dos Céus e da Terra.
Queridos filhos de Amor, eu venho, neste dia, embalá-los, e dirigir-lhes uma mensagem especial.
Contudo, antes de começar, eu os convido a viver um instante de Comunhão, no Silêncio, no coração do Coração.

(Silêncio – Comunhão)

Os Melquisedeques juntam-se a mim, igualmente, assim como minhas Estrelas de Amor estão aí, acompanhando os Arcanjos e muitos e muitos irmãos e irmãs intergalácticos que estão aí, tão presentes, ao seu lado, para viver essa reversão final que se revela e que vocês vivem, cada vez mais, cada um em seu ritmo, cada um ao seu modo.

Queridos filhos de amor, gostaria de dizer-lhes em qual ponto estou presente, nesses tempos, junto de vocês e em seu coração.
Eu estou desde a eternidade das eternidades, mas, hoje, minha Presença manifesta-se, cada vez mais, em cada um de vocês, no coração de meus irmãos e irmãs que ousam acolher-me, que aceitam abrir-se à minha Presença.

Sim, o momento chegou de recuperar o Berço da Vida que nós somos.
E cada vez mais, minha Presença se junta à morada, se posso dizer, morada que é esse templo e esse coração de cada um de meus filhos.
Então, ousem abrir-se à minha Presença.
Sim, eu lhes peço, queridos filhos de amor, para abrir-me seu coração e acolher minha Presença, porque seu corpo, seu coração é minha morada.
E é tempo, para cada um e cada uma, de abrir-se, totalmente, à minha Presença, à Graça que vocês são e que nós somos.

Em cada um e cada uma de vocês eu deposito esse Manto azul de Graça, de Felicidade, de Amor infinito, para permitir-lhes reencontrar toda a sua Natureza, queridos filhos.
Então, acolham-no, acolham-me, permitam a ele revelar-se tal um pássaro de amor, que vem restituí-los à sua Eternidade, que vem depositar toda a Graça em seu coração.

Então, eu lhes peço, sejam transparentes, sejam totalmente transparentes, para que a Graça instale-se e desfralde-se através de vocês, para fazê-los penetrar nesse oceano de Amor.
Oceano de amor longe de ondas, longe da espuma de seu efêmero.
Aí, no Silêncio, penetrem o Coração desse oceano de Graça.
Ele sempre esteve aí, ele jamais os deixou.
É sua Natureza.

Também, eu os convido, hoje, e mais do que nunca, a Abandonar-se, a Abrir-se, inteiramente, e a Acolher minha Presença de Mãe, a acolher sua Eternidade, a acolher esse Fogo, esse Fogo de Amor, que transcende tudo o que vocês puderam conhecer nesse mundo, tudo o que vocês creem ser, mas que, entretanto, jamais o foi.

Juntos, tomemos alguns instantes de Silêncio nesse Coração de Amor que formamos, para viver esse acolhimento, essa abertura para sua Eternidade, queridos filhos.

(Silêncio – Comunhão)

Meu Manto de Graça vem aconchegá-los, vem espalhar-se e recobrir esse mundo, iluminado por minhas doze Estrelas tão amadas que, cada uma em seu lugar, faz o trabalho, sua Obra de Amor, sua Obra de Graça.
Tal um perfume de amor, ele se espalha em seu coração.
Então, por sua vez, abram-se para que, tal uma flor que se abre em face do Sol deixa, assim, a abelha ou a borboleta que virá colher seu Néctar de amor e que, na Graça, seu perfume gracioso espalha-se através de toda a Criação.

Queridos filhos, juntos, sejamos esse Perfume, juntos, nós somos esse Néctar de Amor, esse Néctar Divino, enquanto a flor que vocês são nesse mundo ilusório não seja mais afetada por qualquer efêmero que seja, pelo mental ou por uma crença.
Não se esqueçam de que sua verdadeira Natureza não é a flor, mas o Perfume.
Sim, queridos filhos, nós somos Perfume de Amor, Oceano de Graça, de Felicidade.
E todos nós os convidamos a juntar-se ao coração do Coração, ao coração da flor.
Bem além, reencontrem, voltem a mergulhar no Néctar Divino.
Esqueçam-se das pétalas, esqueçam-se da vida das folhas, esqueçam-se da carícia do vento, que pode vir balançar a flor e, enfim, em toda tranquilidade e em toda humildade, penetrem esse ninho acolhedor que é o Silêncio, para além de todo ninho, para além de qualquer confinamento, juntem-se à Vacuidade que nós somos, em Verdade e na Eternidade.
Assim colocada, o coração do Coração, a vida da flor pode fluir, em toda tranquilidade e em toda Fluidez.

Meus queridos filhos, vocês são, todos, como milhares de flores no coração de um campo, e revelam seu canto de amor, nosso canto comum, que é Onda de Graça, melodia de Alegria eterna e de Felicidade.

Eu os Amo, Brémisskaya, de todo meu Amor de Mãe, de todo meu Coração, desse mesmo coração que é UM, que é o que vocês são, desde sempre.
Nenhum de meus filhos está só, porque jamais eu os deixei e, mesmo se hoje eu retomo meu lugar, eu me junto à minha morada, nós somos Um.

Então, certamente, meus queridos filhos, é-lhes pedido, hoje, acolher o que vocês são, no Silêncio, em face de si mesmos.
Apenas em face de si mesmos, porque, de algum modo, é na solidão e no silêncio que vocês podem reencontrar-se, reverter-se.
E nessa reversão em face de si mesmos, no coração do Coração, vocês descobrirão que a solidão existe apenas nesse sonho coletivo, apenas em suas projeções.

O Amor Final espalha-se em cada um de seus corações, e chama-os à última reversão, reversão final, que os restituirá a si mesmos, à sua Eternidade.
Porque é a hora, é a hora, queridos filhos, para a reversão final.
Ousem esse face a face, mesmo que isso signifique perder a cabeça, perder sua vida efêmera, essa vida ilusória que vocês fabricaram, mas que não tem qualquer consistência em face de seu Eterno.

Então, acolham, acolham a minha Presença, acolham esse Desconhecido que vem bater à sua porta.
Abram-se, tenham Fé, Fé total na Vida, na Graça, no Final que se apresenta e que os convida a abandonar-se.
Então, tal um filho nos braços de sua Mãe, tenham confiança, deixem-se levar, deixem-se embalar, tal uma flor sob a carícia de um vento solar, deixem-se inundar de Amor, sem se preocupar com o que poderia acontecer, sem se inquietar com qualquer hipotético amanhã, porque só o Instante os faz penetrar o presente eterno além de qualquer tempo.
E, tal uma jovem esposa nos braços de seu marido, abandonem-se a esse Desconhecido, a esse Fogo de Amor, que se revela e que vem retomar todo o lugar dele.

Fiquem vazios, totalmente vazios de Silêncio, para entrar na Dança, para que a cadência do Amor revele-se ao ritmo do Eterno.

O Coro dos Anjos acompanha-os, assim como o meu.
Nós somos um único e mesmo Coração... Silêncio... Vacuidade... Eterno, enfim, reencontrado.

Acolham nossa Presença, porque ela não é outra senão sua Presença.
Esqueçam-se de tudo o que vocês aprenderam, estejam prontos para tudo perder, para tudo reencontrar.

O momento é agora, queridos filhos.
Sob o firmamento do Eterno Amor que nós somos, ousem brilhar com todo seu brilho, porque o Amor está aí.
Também eu lhes peço, não tenham medo desse Fogo que vem queimar todo seu efêmero, porque o Fogo do Amor não pode queimar o que vocês são na Eternidade, uma vez que vocês são esse Fogo.

Neste dia e no Eterno, meus queridos filhos, eu os chamo ao retorno final para sua Eternidade.
Brémisskaya, juntem-se à sua Morada, enquanto eu venho juntar-me à minha, e nós nos reencontramos nesse ponto, esse ponto além do tempo e do espaço, no coração do Coração, para que a sinfonia do Amor desdobre-se e revele-se, em uma explosão de Alegria e de Felicidade.

Queridos filhos, hoje, e mais do que nunca, eu venho a vocês.
Então, estejam prontos para acolher-me, inteiramente, e a abrir-se à minha Presença, que não é outra senão vocês mesmos.

A cada um, cada uma, eu ofereço minhas carícias de amor, eu os abraço, de coração a coração.
Recebam esse Beijo imaculado que marca, assim, o selo de sua Liberação e nossos Reencontros finais.

Os Melquisedeques saúdam-nos, assim como minha Armada de Amor, que está aí e que se revela ao seu lado. Nesse tempo, nesse fim de tempo, para acompanhá-los.
Nós todos, da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres e Unificados, rendemos Graças a vocês.
Nós lhes rendemos Graças por todo o trabalho que foi realizado, por seu Acolhimento e seu Abandono.

Nós somos UM.
Então, assim, hoje, que o UM revele-se em cada um.

Eu os abraço, meus eternos amores; eu os abraço e rendo-lhes Graças, na eterna Vacuidade que é nossa Natureza.

Eu lhes agradeço por seu Acolhimento e digo-lhes até muito em breve, até muito em breve, no coração do Coração, para o Banquete final, para a grande Festa que está aí, que está aí.

Graças a vocês, até sempre e até cada instante.

-------------------------

Transmitido por Séverine, do Coletivo dos Filhos da Lei de UM.
Obrigado por partilhar essa mensagem em sua integralidade.

-----------------

6 comentários:

  1. O Amor Final espalha-se em cada um de seus corações, e chama-os à última reversão, reversão final, que os restituirá a si mesmos, à sua Eternidade. Porque é a hora, é a hora, queridos filhos, para a reversão final.

    Ousem esse face a face, mesmo que isso signifique perder a cabeça, perder sua vida efêmera, essa vida ilusória que vocês fabricaram, mas que não tem qualquer consistência em face de seu Eterno.

    Então, acolham, acolham a minha Presença, acolham esse Desconhecido que vem bater à sua porta.

    Abram-se, tenham Fé, Fé total na Vida, na Graça, no Final que se apresenta e que os convida a abandonar-se.

    ResponderExcluir
  2. Meu Manto de Graça vem aconchegá-los, vem espalhar-se e recobrir esse mundo, iluminado por minhas doze Estrelas tão amadas que, cada uma em seu lugar, faz o trabalho, sua Obra de Amor, sua Obra de Graça.
    Tal um perfume de amor, ele se espalha em seu coração.

    ResponderExcluir
  3. A sua Presença É Maria, Nossa Rainha!!
    Então Sejamos a Graça!!

    ResponderExcluir
  4. Preparem-se irmãos queridos, em breve o sopro do amor da Fonte nos tragará e nos levará para retomarmos nosso lugar na eternidade e no oceano de amor que sempre existiu, e do qual saímos para esta experiência. A todos: que tenham fé!, nada de medo! Que nossos corpos efemeros sejam vaporizados e revelem nosso espirito, sim, nossa ressurreição no espirito, tal qual aconteceu com Jesus na cruz. Rendo graças a todos. Bjs nos corações de todos!!!

    ResponderExcluir
  5. Neste momento da leitura, o Céu está Azul, semelhante ao Sagrado Manto Azul, que também poderia ser associado como 'um pássaro de amor', e porque não azul? Pássaro Azul, Pássaro Azul,... Assim Seja.

    Nos é solicitado transparência, para penetrarmos no "Oceano de Amor".

    Mais uma parte da Divina Receita: incluir a necessidade de "Abandonar-se, Abrir-se, de Acolher a Presença da Mãe, Acolher nossa Eternidade e esse Fogo de Amor, que a tudo transcende.... Amém...

    Nosso Eterno Beijo, para as "Incríveis Estrelas", como nos alavancou ...

    Nossa total rendição: " à Flor, ao Sol, à Abelha ou Borboleta, ao Néctar de Amor e que, na Graça, seu Perfume gracioso espalha-se através de toda a Criação." Amém, Sabor Mel...

    "Não se esqueçam de que sua verdadeira Natureza não é a flor, mas o Perfume."

    Neste momento, não importa mais o que acontecerá a flor, pois é no Silêncio, " juntem-se à Vacuidade que nós somos, em Verdade e na Eternidade."

    "Nenhum de meus filhos está só, porque jamais eu os deixei ..."

    Uma chamada, para o Retorno, última reversão. Se para o mundo ilusório a reversão 'choca', para nós, é a Liberação, Alegria, Reencontro da nossa Eternidade e ''é a hora, é a hora ..." Mais do que nunca desnudar-se ... Aqui inicia o 'Eterno Encontro com o Desconhecido, que se revela e que vem retomar todo o lugar Dele".

    Coração... Silêncio... Vacuidade... Eterno..., que Melodia Celestial ...

    " ... O selo de sua Liberação e nossos Reencontros finais."

    Até Breve!!! Até Breve!!! Para a Festa, para o Banquete, para a Dança, para a Eterna Alegria e Amor ...

    Aqui acaba a estória da Humanidade iludida, e o que nos aguarda a Mensagem revela....

    ResponderExcluir
  6. "Mais do que nunca, eu venho a vocês. Então, estejam prontos para acolher-me, inteiramente, e abrir-se à minha Presença, que não é outra senão vocês mesmos.
    "O momento chegou de recuperar o Berço da Vida que nós somos. ...Junto de vocês e em seu coração. Eu estou desde a eternidade das eternidades.

    "É tempo, para cada um e cada uma, de abrir-se, totalmente, à minha Presença, à Graça que vocês São e que nós Somos.
    "Abrir-me seu coração e acolher minha Presença, porque seu corpo, seu coração é minha morada. ... Mesmo se hoje eu retomo meu lugar, eu me junto à minha morada, Nós Somos Um.

    "Então, acolham, acolham a minha Presença, acolham esse Desconhecido que vem bater à sua porta. Abram-se, tenham Fé, Fé total na Vida, na Graça, no Final que se apresenta e que os convida a Abandonar-se.
    "Abandonem-se a esse Desconhecido, a esse Fogo de Amor, que se Revela e que vem retomar todo o lugar dele.

    "O Coro dos Anjos acompanha-os, assim como o meu. Nós somos um único e mesmo Coração... Silêncio... Vacuidade... Eterno, enfim, Reencontrado.
    "Acolham nossa Presença, porque ela não é outra senão sua Presença.
    "Nós Somos Um.
    Então, assim, hoje, que o UM Revele-se em cada um."

    ResponderExcluir