Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

30 de out de 2013

Maria e a Frota Mariana – 30 de outubro de 2013



Queridos filhos da Terra, queridos filhos de Luz, eu sou Maria, Rainha dos Céus e da Terra.
Nós viemos em grande número nesta noite tão especial, essa reunião de Amor que demos, para viver a Comunhão de coração a coração, com ainda mais profundidade, viver a Unidade, ainda mais intensamente, queridos filhos.

Mas, primeiro, eu gostaria de propor-lhes um pequeno tempo de Comunhão com cada um de vocês, no coração do Coração.
Os Melquisedeques da Terra, do Ar, do Fogo e da Água juntam-se a nós, igualmente, para essa reunião e para essa Comunhão.
Nós os convidamos, portanto, para começar, em um pequeno tempo de Silêncio.

(Comunhão – Silêncio)

Minhas doze Estrelas juntam-se a mim nessa Dança, essa Dança de Amor, de Fogo e de Água, de Ar, de Terra e de Éter, para anunciar-lhes grandes mudanças interiores e exteriores para os tempos que vêm, conforme o que já havíamos anunciado.
Saibam que o tempo do Amor está aí, verdadeiramente aí, o tempo da Dança, o tempo da Fusão.
A Fusão de nossos corações e de nossos corpos de Existência está em curso, queridos filhos.
Então, deixem fazer e acolham esse Fogo, Brémisskayan, sem apreensão alguma.
Deixem fazer, porque tudo está perfeito.

Nós trabalhamos, aí, em grande número, a partir de nossas embarcações e, notadamente, aí, hoje, nesse momento específico, a partir da Frota Intergaláctica dos Mundos Livres e Unificados, no que vocês nomeiam a Frota Mariana.
E, hoje, eu gostaria, eu, sua Mãe, de convidá-los a partilhar um momento de Amor e de Fusão, no coração dessas Vibrações que se aproximam, cada vez mais, de vocês, para habituá-los, ainda mais, à nossa Presença que é, também, sua Presença, para facilitar, nós diríamos, a Fusão de nossos corações nesse Fogo, esse Fogo de Amor Unitário que nós somos, em Verdade.

Juntos, sejamos esse Fogo.
Nesse instante, nós os acolhemos nas Vibrações dessa embarcação Mariana que, de algum modo, está em vocês.
E nós somos tão numerosos, tão numerosos a acolhê-los nesse espaço de Amor Livre, que vocês já conhecem e ao qual alguns, e cada vez mais numerosos de seus irmãos e irmãs, vêm juntar-se, vêm visitar, durante seus momentos de Comunhão, de Alinhamentos ou durante suas noites.

A Fonte Una, Fonte Mãe de Luz, de Amor está aí, igualmente, nesse Coração, nessa noite especial, e convida-os a abandonar-se ao que vocês são, a abrir-se a esse Coração de Fogo, a esse Coração de Amor, de Alegria e de Felicidade que nós somos, todos, em Unidade, desde sempre e para sempre.

(Silêncio)

A Dança da Onda de Vida instala-se, cada vez mais, em cada um de meus filhos, para restituí-los à sua Eternidade.
Então, juntos, sejamos UM, novamente, nesse banho de Amor, nesse oceano, oceano de Vida, oceano de Paz e de Silêncio, para que a Dança instale-se e expanda-se a partir desse solo, em todo o seu corpo e bem além, bem além.

Então, nesse instante, eu, sua Mãe, convido-os a abrir-se, tal uma flor, e a acolher essas mudanças, a aceitar todos esses eventos que já ocorreram, para alguns de vocês, em sua vida tridimensional, diríamos, mas, igualmente, nesse mundo, por tudo o que vocês podem ver ao nível do planeta.

Comunguemos, alguns instantes, novamente, filhos bem amados, Brémisskayan.

(Silêncio – Comunhão)

Que a Dança do Silêncio manifeste-se em cada coração, cada coração que esteja pronto a acolher-me, que esteja pronto a aceitar sua verdadeira Natureza.

Vocês vivem o tempo da Fusão, Fusão de todos os corações.
Não há palavras diante de tal esplendor.
Não há palavras para descrever a Alegria do que se desenrola, como a Alegria que vocês são, na Eternidade.

(Silêncio)

Nesse instante, agora, Brémisskayan, nós os convidamos a viver, para além de toda Comunhão, a Fusão do coração cristalino da Fonte Una com o coração cristalino da Terra-Mãe e seu coração cristalino que é, também, nosso coração cristalino, para dar-lhes conta, se posso dizer, que há apenas um único Coração, apenas uma única melodia, apenas um único canto de amor que se eleva e que dança, que gira, acariciando cada elemento da Criação de que faz parte.

Hoje, meus queridos filhos, eu venho envolvê-los com meu Amor, eu venho, cada vez mais, revelar-me a vocês, para acompanhar o Despertar da humanidade à sua mais gloriosa Natureza, ao Amor Verdadeiro que é Absoluto.
É o que vocês são, Brémisskayan, é de uma única voz, de um único coração, o que nós somos, de toda a Eternidade.
E isso se instala na maior evidência e na Fluidez, cada vez mais, para todos os filhos que me acolhem e aceitam abandonar-se em meus braços e aquiescer à Promessa.

Há, entre os irmãos intergalácticos dos mundos unificados que me cercam, que os cercam e que acompanham esse Renascimento, muita alegria, muita ternura para cada um de vocês.
Os Anjos do Senhor estão aí, ao seu lado, com muito Amor.
Abram-se à Presença deles, igualmente, abram-se, abram para eles seu coração, porque vocês são apenas um único e mesmo coração.

O Silêncio do Amor eleva-se a partir do coração de Gaia Terra-Mãe, embarcação de meu coração e berço dessa nova humanidade que nasce, pouco a pouco.
Sejam, cada um e cada uma, agradecidos por suas doações, por seu abandono, por esse acompanhamento de coração a coração, em simbiose com sua Mãe, a Terra, que não é outra senão meu coração manifestado nesse Plano.
Então, vocês veem que nós somos UM, de toda a Eternidade.
Não há nem início nem fim, nenhum ciclo, há apenas o Infinito.

E, hoje, eu os convido, como todos, a juntar-se a esse Centro, no coração desse oito do Infinito, que representa mundos unificados e mundos manifestados no coração, para viver essa reversão, essa Fusão do Criado e do Criador, se posso dizer, Fusão dos criadores e de sua projeção.
As palavras em seu mundo não podem descrever o que se desenrola nesses instantes, nesses tempos finais.
Então, é no Silêncio de nosso Amor que eu os convido a vibrar e a irradiar toda a Verdade de sua Natureza profunda.

(Linguagem Vibral)

Eu deposito, em cada um de vocês, a totalidade de meu Manto de Graça e de Amor, que os convida a fundir-se com minha Presença e meu coração de Fogo, porque eu não sou, unicamente, rainha dos Céus, mas eu sou, de algum modo, igualmente, rainha do Fogo.
Fogo do Amor, Fogo da Criação, Fogo da Liberdade.

Vivamos, juntos, esse tempo de Comunhão e de Fusão de coração a coração e de Presença a Presença para ajudá-los a redescobrir sua Presença de Eternidade e a acolhê-la, plenamente.

(Silêncio – Comunhão)

Eu os amo, Brémisskayan.
Reencontramo-nos, a cada noite, às 19 horas, para essa Fusão, de coração a coração, de Presença a Presença, e eu lhes peço, além desse horário específico, para acolher-me durante seus dias, abrir-se não, unicamente, à minha Presença, mas, igualmente, à sua Presença, sua Presença Cristo, sua Presença Miguel, sua Presença IS-IS, sua Presença Eterna.
Abram-se, tal um oceano de Amor, para acolher todos os seus irmãos e irmãs, seus irmãos e irmãs intergalácticos que estão aí e que vêm a vocês e que, por sua vez, acolhem-nos e guiam-nos com tanto Amor.

Haverá numerosos contatos, cada vez mais encontros, seja entre vocês, irmãos e irmãs dessa humanidade, mas, também, com seus irmãos e irmãs intergalácticos, como os Anjos do Senhor, que estão ainda mais próximos de vocês para esses tempos finais, quer sejam encontros físicos, mas, igualmente, encontros nos planos mais sutis, de Presença a Presença e de coração a coração.

Estejam na Alegria desses contatos, acolham, deixem fazer porque, desses encontros, decorrerão sua abertura ainda mais profunda, ainda maior à sua Eternidade.
E eu, Maria, sua Mãe, agradeço-lhes, agora e já, por seu acolhimento e esse abandono, ao que vocês são.

A Evidência que se instala e que dança, tal uma chama de amor, está aí para consumir tudo o que não é de sua Eternidade.
Então, deixem esse Fogo instalar-se e vir queimar tudo o que não tem mais lugar de ser, quaisquer que sejam os eventos exteriores, quaisquer que sejam os sintomas e as dores, acolham.
Acolham a Vida, acolham a Alegria, acolham esses encontros e esses reencontros divinos, que alguns de vocês e cada vez mais de vocês vivem.

Então, sejam Gratidão, por tudo o que está aí para vocês no instante, e vivam cada um desses instantes de sua vida com intensidade, no Fervor de Cristo e no abandono o mais total.
É nosso pedido.

Foi-lhes dito, muito recentemente, para deixar-se levar pelo vento, tal uma folha morta, tal um peixe na água, diríamos, igualmente, deixem-se conduzir, deixem-se guiar, porque só a Vida sabe melhor do que vocês.

Deem seu coração e sua vida toda, inteira, à divina Presença Ki-Ris-Ti, à Fonte Uma, para que ela seja o motor do que há a viver nesse mundo, nesse fim dos tempos ilusórios.

Assim, vivam a Festa, porque vocês são a Festa.
Vivam a Dança, porque vocês são a Dança.

Recebam, queridos filhos, nesse instante, todo o meu Amor, todo o nosso Amor.
Nós somos um único canto, enquanto esse canto eleva-se, através de vocês e através do coração dessa humanidade, para o núcleo terrestre que se abre e desfralda-se à Evidência e à Felicidade.

Vivamos, juntos, a União final do alto e de baixo, da Terra e do Sol, do Divino e do Unitário e do ilusório e do falsificado, para que tudo se cumpra.

Nós os amamos em Unidade e em Verdade.
Nós somos numerosos a render-lhes Graças, então, juntem-se a nós, no coração do Coração, aí, onde não há mais corpo, não há mais cenário, há apenas um único Coração de Amor, de Alegria, de Felicidade, que é apenas Graça.

Que a Graça revele-se em cada um dos corações de meus filhos.
Eu os amo para sempre, e eu estou em vocês, para sempre.
Eu os abraço, eu estou aí e venho, pela revelação da Presença em seu coração, colhê-los, para que a Verdade instale-se, inteiramente.

Sejam abençoados.
Graças, queridos filhos.
Gratidão, brémisskayan.
Até sempre e até cada instante e até cada dia, às 19 horas, para viver essa Fusão.
Graças a vocês.
Graças, SOHAN brémisskan.
---------
Transmitido por Séverine, do Coletivo dos filhos da lei de UM.

2 comentários:

  1. As palavras em seu mundo não podem descrever o que se desenrola nesses instantes, nesses tempos finais.

    Vivamos, juntos, a União final do alto e de baixo, da Terra e do Sol, do Divino e do Unitário e do ilusório e do falsificado, para que tudo se cumpra.

    ResponderExcluir
  2. "O tempo do Amor está aí, verdadeiramente aí, o tempo da Dança, o tempo da Fusão. ...A Fusão de nossos corações nesse Fogo, esse Fogo de Amor Unitário que nós somos, em Verdade. Juntos, sejamos esse Fogo.

    "A Fonte Una, Fonte Mãe de Luz, de Amor está aí, igualmente, nesse Coração, nessa noite especial, e convida-os a Abandonar-se ao que vocês São, a abrir-se a esse Coração de Fogo, a esse Coração de Amor, de Alegria e de Felicidade que nós Somos, todos, em Unidade, desde sempre e para sempre.

    "Eu venho envolvê-los com meu Amor, eu venho cada vez mais, revelar-me a vocês, para acompanhar o Despertar da humanidade à sua mais gloriosa Natureza, ao Amor Verdadeiro que é Absoluto.
    "E isso se instala na maior Evidência e na Fluidez, cada vez mais, para todos os filhos que me acolhem e aceitam Abandonar-se em meus braços e aquiescer à Promessa.

    "E, hoje, eu os convido, como todos, a juntar-se a esse Centro, no coração desse oito do Infinito, que representa mundos Unificados e mundos manifestados no coração, para viver essa Reversão, essa Fusão do Criado e do Criador, se posso dizer, Fusão dos criadores e de sua projeção.

    "Então, vocês veem que nós somos UM, de toda a Eternidade.
    Não há nem início nem fim, nenhum ciclo, há apenas o Infinito.
    "Assim, vivam a Festa, porque vocês são a Festa.
    Vivam a Dança, porque vocês são a Dança."

    ResponderExcluir