Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

19 de set de 2014

UM AMIGO (por Air) – 19 de setembro de 2014


Eu sou Um Amigo, de meu Coração ao seu Coração...

Eu venho ao seu encontro, esta noite, para partilhar sobre o tema da Graça.
Porque, vocês compreenderam, o tempo não é mais para novos aprendizados, o tempo não é mais para novos yogas, mas, bem mais, para deixar trabalhar a Graça, para ali abandonarem-se, para instalarem-se em nossa Eternidade.

Numerosos entre vocês são aqueles que vivem isso, que testemunham isso, que veem a Graça revelar-se, trabalhar, transformar o que vocês pensavam ser, dissolvê-lo, e levá-los a reencontrar-se, em Verdade.

Eu gostaria, primeiramente, de dirigir-me àqueles de vocês que têm a impressão de não viver a Graça, isso para, talvez, melhor compreender a revelação dela.
A Graça é a resposta do Si, assim que você se volta para o interior, assim que você para de jogar o jogo de uma pessoa.
Dito em outros termos, para que isso fique mais claro para vocês, quando você se volta para o Um, seja para procurá-lo, seja para orar para ele, então, a Graça é a resposta aí, desde que seu pedido ou sua oração não seja, eu diria, um deleite para a pessoa.
Se você se volta para o Um para reencontrá-lo, em Verdade, então, o Um envia-lhe a Graça, para levá-lo até ele.

Tomemos algum tempo para aqueles de vocês que duvidam viver a Graça; tomemos algum tempo para mergulharmos, juntos, ao encontro do Um... fazendo voto de conhecê-lo, de reconhecê-lo, em Verdade...

[silêncio vibral]

Assim sendo, a Graça pode apenas responder ao apelo.
A Graça não vem para solucionar as pequenas preocupações da pessoa.
As preocupações efêmeras não têm necessidade da Graça para dissolver-se, porque as preocupações efêmeras da pessoa são, de qualquer modo, levadas a dissolver-se, mais cedo ou mais tarde, assim como tudo o que é ligado à pessoa.

A Graça vem levá-lo no Coração do Um, para que você se reconheça.
Se em você reside, ainda, o sentido de uma separação, de uma pessoa separada, então, a Graça vem até você no mundo exterior, seja por reencontros, por leituras, por nossas mensagens, pouco importa.
A Graça enviará até você o sinal que o leva a mais interiorização.
E daí, a Graça intervirá, em você, para guiá-lo, eu diria, diretamente.

O trabalho da Graça leva, em definitivo, a fundir-se no Um, a dissolver a ilusão de ser uma pessoa.
Isso já lhes foi dito em numerosas reprises: a Graça vem fazê-lo vivê-la, não mais como uma experiência mais ou menos longa, mas como uma verdade de cada instante.
Nada poderá mais fazê-lo aderir a essa fantasia de ser uma pessoa, uma vez que a Graça terá realizado o trabalho dela.
Quer você a chame Graça ou Néctar divino, é a mesma coisa, porque a Graça é, efetivamente, um néctar que o leva à sua divindade, que o leva ao Um, que o leva ao Si.
Pouco importam as palavras, porque jamais as palavras poderão levá-lo para onde a Graça leva você.

Então, é claro, a Graça dá-lhe a ver, dá-lhe a viver o que, por vezes, você não deseja olhar na personalidade.
Mas é, efetivamente, por isso que você deve vê-lo.
Isso nada mais demanda do que ser observado, do que ser aquiescido.
Não procure resolver o que quer que seja.
Assim que a Graça leva você, o efêmero dissolve-se, a Eternidade revela-se.
Dito em outros termos, assim que a Graça revela-se, a personalidade é crucificada e você vive a Ressurreição no que você É, em Verdade.
Isso não o impede de viver a experiência de um corpo, mas há uma diferença entre observar esse corpo e ser esse corpo.
O que você É, em Verdade, revelou o conjunto da Criação, revelou esse corpo para que você se tome.

Aceite observar, em verdade, e constate.

Para aqueles que vivem, vocês sabem disso, a Graça não tem necessidade de palavras.
A Verdade emerge do Silêncio.
Assim, eu lhes proponho um instante de Verdade, no Silêncio das palavras...

[silêncio vibral]

Então, para continuar o que eu lhes propunha em palavras, quando a Graça vem, eu diria, pô-los à prova – o que não é uma provação – mas, simplesmente, quando a Graça vem mostrar-lhes o que há a ver, então, ao invés de deixar-se levar na personalidade, se vocês têm, eu diria, dificuldade para colocar-se na observação, tomem o tempo como eu o aconselhei, de algumas respirações, simples..., que vem apaziguar, que vem sustentar a instalação no Ser, e a observação.
Isso, simplesmente, para suavizar a revelação da Graça, que dura apenas um tempo, o tempo que a própria Graça funde-se no que você É.

Não procuremos palavras para descrever o que você É e o estado de Ser que você será levado a viver e que alguns já vivem.
Deixe-se surpreender pela Graça, deixe-se tomar pelo Amor.
Deixe o Néctar divino embriagá-lo, e veja.
Deixe-se levar, deixe-se derreter no que você É...

Fique tranquilo...

Aí está, meus amigos, o que eu vim partilhar com vocês esta noite.
Partilha em nome da Graça, partilha em nome do que vocês São.

De meu Coração ao seu Coração, em um único Coração...

Recebam todas as minhas bênçãos, todo o meu Amor.

Eu lhes digo até breve.

---------------------------------

Transmitido por Air


3 comentários:

  1. A Graça não vem para solucionar as pequenas preocupações da pessoa. As preocupações efêmeras não têm necessidade da Graça para dissolver-se, porque as preocupações efêmeras da pessoa são, de qualquer modo, levadas a dissolver-se, mais cedo ou mais tarde, assim como tudo o que é ligado à pessoa.

    O trabalho da Graça leva, em definitivo, a fundir-se no Um, a dissolver a ilusão de ser uma pessoa.

    Assim que a Graça leva você, o efêmero dissolve-se, a Eternidade revela-se. Dito em outros termos, assim que a Graça revela-se, a personalidade é crucificada e você vive a Ressurreição no que você É, em Verdade.

    Não procuremos palavras para descrever o que você É e o estado de Ser que você será levado a viver e que alguns já vivem. Deixe-se surpreender pela Graça, deixe-se tomar pelo Amor. Deixe o Néctar divino embriagá-lo, e veja. Deixe-se levar, deixe-se derreter no que você É...

    ResponderExcluir
  2. "O tempo não é mais para novos aprendizados, o tempo não é mais para novos yogas, mas, bem mais, para deixar Trabalhar a Graça, para ali Abandonarem-se, para Instalarem-se em sua Eternidade.

    "Se você se volta para o Um para Reencontrá-lo, em Verdade, então, o Um envia-lhe a Graça, para levá-lo até ele. ... A Graça vem levá-lo no Coração do Um, para que você se Reconheça.
    "A Graça vem até você no mundo exterior, seja por reencontros, por leituras, por nossas mensagens, pouco importa. A Graça enviará até você o sinal que o leva a mais Interiorização. E daí, a Graça intervirá, em você, para Guiá-lo, eu diria, diretamente.

    "Numerosos entre vocês são aqueles que vivem isso, que testemunham isso, que veem a Graça Revelar-se, Trabalhar, Transformar o que vocês pensavam ser, Dissolvê-lo, e levá-los a Reencontrar-se em Verdade.

    "A Graça não vem para solucionar as pequenas preocupações da pessoa.
    "A Graça é a resposta do Si, assim que você se volta para o Interior, assim que você para de jogar o jogo de uma pessoa.
    "O trabalho da Graça leva, em definitivo, a Fundir-se no Um, a Dissolver a ilusão de ser uma pessoa.

    "A Graça vem fazê-lo Vivê-la, não mais como uma experiência mais ou menos longa, mas como uma Verdade de cada instante.
    "Não procure resolver o que quer que seja. Assim que a Graça leva você, o efêmero Dissolve-se, a Eternidade Revela-se.
    "Assim que a Graça Revela-se, a personalidade é Crucificada e você Vive a Ressurreição no que você É, em Verdade.

    "Deixe-se surpreender pela Graça, deixe-se tomar pelo Amor.
    "Deixe-se levar, deixe-se derreter no que você É..."

    ResponderExcluir
  3. Certa vez, li no para choque de um caminhão, os seguintes dizeres: 'Quando Deus, quer te castigar, ele atende suas orações.'

    Então o Amigo, confirma: "Dito em outros termos, para que isso fique mais claro para vocês, quando você se volta para o Um, seja para procurá-lo, seja para orar para ele, então, a Graça é a resposta aí, desde que seu pedido ou sua oração não seja, eu diria, um deleite para a pessoa."

    A Graça, que trabalho magnífico, a ''Serviço do Pai". Néctar Divino... Néctar Divino..., seu 'outro nome', impossível, não entregar-se... Adeus personalidade, hora da "Ressurreição"

    "Isso não o impede de viver a experiência de um corpo, mas há uma diferença entre observar esse corpo e ser esse corpo."

    "Deixe-se surpreender pela Graça, deixe-se tomar pelo Amor.
    Deixe o Néctar divino embriagá-lo, e veja.
    Deixe-se levar, deixe-se derreter no que você É...
    Fique tranquilo..."

    Unido com "AMIGO​'', é a própria Graça!!!!
    Quantas maravilhas!!!!!

    ResponderExcluir