Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

30 de mar de 2010

O TSUNAMI CÓSMICO SE INICIA

MENSAGEM DE KAREN BISHOP

ASAS



Mensagem de Karen Bishop 19 de Março de 2010

Bem-Vindos!

Este é um momento realmente emocionante. Quão abençoados somos nós por estarmos participando de um momento raro e fundamental com uma imensa reestruturação de nossa Terra, de nós mesmos e do cosmos! Tudo em preparação para um modo muito novo de viver e de ser em uma realidade e dimensão muito nova.

Podemos ter sido capazes de nos ligarmos a muitos destes estados de viver e de ser de vibração mais elevada em tempos passados, pois a vibração mais elevada sempre dá a qualquer indivíduo o acesso a uma experiência dimensional mais elevada, mas o que é diferente agora, é que todo o planeta está começando o processo desta existência muito nova... e isto também significa que a energia pela qual estamos completamente envolvidos, sustentará permanentemente as energias mais elevadas absolutamente sem nenhum esforço. Sim, é um tempo excitante realmente. Nós chegamos finalmente e estamos completando o processo.

Este processo, como a maior parte dos processos com a ascensão, está ocorrendo pedaço por pedaço e passo a passo. A cada mudança ou movimento na Terra em níveis muito profundos, nós então começamos a experienciar mais energias de vibração mais elevada. Assim então, enquanto a Terra se reestrutura, ela está então se realinhando a fim de ficar em alinhamento com estas novas freqüências mais elevadas, podendo assim recebê-las. Ao mesmo tempo, tudo no cosmos está se realinhando também. Enquanto as belas e específicas energias do cosmos, seus planetas e os corpos celestiais se ajustam, a energia e o movimento então reverberam exteriormente, e uma onda de nova vibração é criada e assegurada.

Enquanto cada movimento ou mudança na Terra ocorre também, ocorre uma convocação e chegam as novas energias. Mas ao mesmo tempo, as energias recém chegadas estão criando os movimentos na Terra. Assim o que vem primeiro, o ovo ou a galinha? Como acontece com toda a criação, tudo acontece simultaneamente e se encontra no meio, culminando com uma criação ou movimento e a mudança. “Tudo” acontece simultaneamente às vezes, quando tudo está preparado e disposto, e, portanto, um grande plano ou acordo aos níveis mais elevados e uma interação muito amorosa estão no comando. Novamente, é assim que a criação sempre acontece, só que desta vez, muito do que está acontecendo com corpos maciços de energia, ou melhor, o cosmos... e todas as coisas vivas em todos os níveis de existência, não terão então nenhuma escolha, a não ser participar. É por isto que estivemos esperando... que tempo para celebração!

Assim então, as primeiras ondas do tsunami cósmico estão começando a ser sentidas. Este é um momento muito interessante e raro, pois este processo é muito surpreendente, sem dúvida. Muito da parte interessante vem do fato de que começamos uma nova Terra, ou a Segunda Terra (uma sobreposição dimensional), e teve que começar literalmente sem nenhuma base. Deste modo, nós estamos criando parte por parte, tornando este um processo lento. Isto significa que o equinócio de 20 de Março, terá certamente o seu efeito, mas o efeito é determinante sobre o quanto da nova terra que criamos até aqui. Isto significa exatamente o que?

Se estivéssemos alertas quanto a uma expansão de energia e da linha do tempo da criação para a Terra, nós veríamos facilmente que a partir de Março, tudo parece muito expansivo, linear e simplesmente se estende para o que parece infinito, sem altos ou baixos, ou melhor, altos ou baixos com a criação. Em outras palavras, não há novas plataformas presentes da nova criação. Mas, quando Junho chegar, tudo mudará, e então nós vivenciaremos uma grande e nova “ancoragem” novamente, com grandes manifestações da nova criação que se espera.

Assim, então, as ondulações iniciais do tsunami cósmico estão próximas, junto com as energias do Equinócio de 20 de Março. Estas situações estão criando agora muita energia. Mas elas estão se manifestando de modos diferentes. E como este movimento nos afeta em nossos níveis pessoais e empíricos?

Porque não criamos muito ainda, as energias do equinócio estão criando situações onde há muita energia se movimentando, mas ela somente pode interagir com o que estiver presente no momento. Isto significa que estamos precisando nos tender às coisas que já estão aqui, ou aquelas que precisam de nossa atenção antes que realmente ancoremos e avancemos em Junho. Por exemplo, nós podemos perceber que estamos subitamente tendo que consertar as coisas (mas saibam também, que quando nos movemos para novos espaços, nós não mais estamos em alinhamento com muita coisa, e isto freqüentemente cria situações onde tudo se rompe ou precisa de nossa ajuda para reparo ou substituição). Deste modo, nós podemos perceber que estamos protegendo a nossa base, ou melhor, ajustando estas freqüências através do reparo ou substituição, de modo que estejamos firmemente preparados e em alinhamento enquanto ocorrem mais e mais mudanças na Terra.

Nós podemos nos sentir como se estivéssemos andando em círculos, com muita energia fluindo, mas não muito sendo criado. Nós estamos simplesmente experienciando uma chegada das energias do equinócio que não têm muito com o que interagir, exceto com o que já está aqui. Nós não podemos avançar ainda, pois a Terra e o cosmos estão ainda se ajustando e se remodelando, de modo que eles possam receber e acomodar melhor as energias de vibração mais elevada que estão chegando em aumentos lentos e constantes.

Assim como poderíamos estar sentindo e experienciando toda esta estranha excursão? Como todas estas mudanças ou movimentos estão afetando a muitos de nós?

Enquanto a Terra e o cosmos se realinham e se reajustam, assim também nós, pois todos nós somos um. Dores no corpo e as velhas e familiares dores nas pernas e nos pés estão ainda presentes. Estas experiências desconfortáveis de nossas extremidades inferiores continuarão a ocorrer em intervalos por algum tempo...Simplesmente porque a nova realidade tem muito a ver com a ancoragem na Nova Terra e a reivindicamos como a nossa verdadeira e legítima herança. Basta esperarmos até o Solstício em Junho!

Sudorese e ondas de calor estão ainda ocorrendo para muitos. Nós estamos queimando algumas energias de vibração menos elevada dentro de nós, enquanto nos ajustamos. Se eu tiver um pensamento de vibração menos elevada onde eu me perturbe ou não me honre, ou tiver um pensamento negativo ou medo que não possa existir nesta realidade, imediatamente, eu ficarei dolorosamente quente e começarei a suar. Pelo menos estes calores e suores servem como grandes barômetros, treinamento e ferramentas de alinhamento!

Quando estamos entre os mundos, ou melhor, quando não temos muito em que ancorar ainda, nós nos tornamos vulneráveis. Isto se manifesta como tendo questões com limites (pois não se sabe onde se pertence ainda), tendo energias desagradáveis em nossos espaços, e nos sentindo como se estivéssemos nus e pendurados lá fora para a captura. Este cenário em particular pode fazer com que alguns queiram permanecer em casa, ou até nos encorajem a não ficarmos “lá fora” de todas as maneiras. Se vocês forem geralmente mais sensíveis ao mundo invisível, podem ter visitantes indesejáveis em seu espaço que não sejam do seu agrado. De acordo com um dos meus leitores, muitos estão tendo experiências de figuras camufladas observando-as atentamente à noite! Eu mesma tive esta experiência uma vez, e em tempos passados, notei alguns visitantes interessantes em minha casa em outras ocasiões, pois elas observam e ficam curiosas com os meus convidados. Estas experiências são temporárias. Eu simplesmente digo a estes visitantes indesejáveis para “desaparecerem” e então os ignoro e não lhes presto nenhuma atenção.

Com tanta energia se movimentando ultimamente, podemos nos sentir como se estivéssemos abafados, e não pudéssemos ficar parados. Nós podemos ter o que parece energia nervosa e sentimos que precisamos estar fazendo algo durante todo o tempo, com uma incapacidade para sossegarmos. Além disto, um desejo incomum e estranho por alimentos ricos em calorias e por doces, e assim temos uma receita para a tensão nervosa que precisa de uma saída.

Enquanto nos encaminhamos mais para uma residência permanente em uma realidade nos reinos mais elevados, nós começamos a ter coisas divertidas e maravilhosas acontecendo também. A criação da Nova Realidade explica muitas experiências que parecem ocorrer todas por si mesmas. Nós estamos criando muito rapidamente agora, e simplesmente termos um pensamento casual pode trazer algo aos nossos espaços em tempo recorde. Além disto, enquanto começamos a residir nesta nova dimensão de vibração mais elevada, nós veremos muito facilmente que absolutamente tudo está ligado e apóia um todo. Deste modo, podemos nos encontrar muito naturalmente em estados de gratidão e de grande amor.

Outra ocorrência comum agora é em relação a nossa energia pessoal. Nós podemos nos conscientizar facilmente de como podemos ter dirigido as nossas energias “fora do equilíbrio” ou de modos inapropriados, ainda que usualmente façamos o que fazemos por parecer ser a coisa “certa”. Quanto mais elevada for a nossa vibração, mais seremos capazes de “ver” de cima, e sabermos que fizemos o melhor em nossa experiência de dimensão menos elevada, mas que este não é o modo nos reinos mais elevados. É o momento de mudarmos o nosso comportamento, pois passaremos a ver o que é que precisa mudar.

Em outros momentos, podemos sentir que a nossa energia cai subitamente sem razão aparente e sentirmos uma distinta depressão, futilidade e pânico, mas em uma questão de horas ou talvez, com o início de um dia muito novo, nós estejamos novamente voando alto, ligados às novas energias, e experienciando a diversão e a aventura do processo de chegarmos a uma nova realidade. Quanto mais progredirmos em relação à ancoragem e a criarmos a nova realidade, mais continuaremos a experienciar a diversão de tudo isto, enquanto estas quedas ocorrem menos e menos, até que elas finalmente deixem de existir.

Concluindo, nós continuaremos a nos movermos em nosso caminho para as vibrações mais elevadas, junto com todo o cosmos, e como sempre, saberemos que tudo está e sempre esteve em divina e perfeita ordem.

Com muito amor e gratidão,

Karen

______________________________________________
Os Direitos Autorais Universais estão legalizados aqui. Por favor, distribuam livremente, contanto que o site: www.emergingearthangels.com, seja incluído como o recurso e esta informação seja distribuída sem nenhuma base comercial.

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
_______________________________________________
FONTE: http://hankarralynda.blogspot.com/search?updated-min=2010-01-01T00%3A00%3A00-08%3A00&updated-max=2011-01-01T00%3A00%3A00-08%3A00&max-results=50

29 de mar de 2010

SOFRIMENTO, MANIPULAÇÃO E CURA

Publicado em 28 de março de 2010.

Aqueles que sofrem são geralmente manipuladores, porque não abordam sua verdade interior. O que quer dizer manipular aqui? Tomar um caminho desviado, obstruir, ocultar.

Quando há sofrimento, há um nó que bloqueia a circulação energética e, em consequência, a energia vai seguir um caminho destorcido, complexo, sinuoso. Ela se sobrecarrega por isso, ela falha por aí.

Isso significa que no plano humano, em suas relações com os outros, o mesmo processo vai se produzir, porque o que está ao alto é a imagem do que está abaixo, é essa a verdade de Deus.

Não se pode se esconder a si mesmo eternamente, não se pode mentir a si mesmo; pode-se adotar uma certa aparência um certo tempo, cobrir para esconder, mas cedo ou tarde a verdade se revela numa passagem de patamar de consciência.

O patamar de consciência está aí para abordar a verdade, é a parte divina que chama à ordem a ordem a reencontrar.

Curar é desembaraçar a fim de recolocar a ordem numa circulação energética e retirar a barragem para deixar correr a energia livremente. Nada mais.

Como recolocar a ordem? Não há outras soluções que a de voltar sobre a barragem, o nó, por conseguinte revelar-se a origem do nó e desfazê-lo e deixar ir.

É nosso ego que desembaraça e que traz sobre a bandeja o problema, é nosso ser divino que ilumina e cicatriza.

Existe um princípio fundamental em nossa evolução: não se monta com um motor (o motor do ego, por exemplo), eleva-se utilizando as forças e as leis universais, ou sobe-se como num aerostato que se alivia das cargas, aliviando-nos e deixando as forças nos levar. Para retirar uma carga, descer na raíz onde o nó se produziu.

Que acontece se nos elevamos com uma carga pesada por um motor do ego? Na ascensão, a carga vai nos chamar à ordem, isso vai nos dar medo e nos fazer cair feio, porque de mais alto.

É necessário, quando temos muitas camadas de ilusão em nossas cargas que não haja nada mais a fazer do que experimentar um choque para recomeçar a colocar a ordem.

Em outros termos, a mentira é muito prejudicial não no plano moral, mas naquele da evolução de nosso ser. Aquele que mente, mente de fato aos princípios divinos e nossa divindade vai nos chamar à ordem. Esta é a Lei.

É quando de uma passagem que o julgamento chega. O julgamento não é um princípio moral, é seu ego face a sua divindade. É o ego que faz o trabalho de ir à raiz, mas é a divindade que cura.

Aí está porque a escola do deixar ir é o ensinamento o mais forte. Deixar ir para suas sombras, seus medos e seus sofrimentos para se envolver sem problema como num aerostato.

Que acontece frequentemente com a espiritualidade?
Aquele que vibra alto irradia sobre o outro, ele eleva a frequência do outro agindo sobre sua divindade. Ele permite assim despertar-lhe sua divindade.

Mas a divindade não é nem o bom nem o mau, é Deus, a Luz e, por esse princípio, pouco importa uma queda, porque é um princípio, uma lei, não um personagem numa decoração.

Se aquele que vibra alto se retira quando o outro cai se tem uma carga, é a carga que faz cair.

É bom ver um ser humano como uma árvore. A árvore tem ramos que giram a cabeça para o céu, mas também raízes que mergulham na terra. Se as raízes são atacadas então as folhas se arruinam.

Que vêem os anjos do céu ? Provavelmente que a parte superior da árvore, a raiz pouco importa porque está ligada à Terra.

O ser humano deve olhar também sua raiz, porque ele é Homem e evolui por suas sombras antes de passar para uma outra dimensão, aquela dos Seres de luz que trabalham com os anjos.

Amar o outro é ajudá-lo a se despertar a si mesmo.
Antes de se ascender para a luz, revelar suas sombras para uma ascensão de sua consciência. Dar ao outro a força de abordar suas sombras em si lembra que lhe é preciso uma sagrada dose de amor para si mesmo, uma sagrada dose de estima de si para abordar suas sombras, em particular algumas obstinadas.

Aquele que revela as sombras obstinadas, consciente ou inconscientemente, àquele que não quer vê-las geralmente se faz enlamear. Se aquele que recebe projeções não está suficientemente ancorado em si mesmo e não conhece essas leis, então ele sofre do sentimento de injustiça, ele duvida também frente ao ego manipulador que muito experimentou nesse jogo e que criou mesmo desarmonias, por vezes profundas.

Permanecer firme com esse gênero de ego, mas sem julgar aquele que sofre; isso é que é difícil. Se ele chega verdadeiramente a isso, então ele verdadeiramente ajuda, porque ajuda ao outro a descer em sua raiz para retirar a pedra que bloqueia o desenvolvimento radical. A verdade é luz.

A importância permanente em seu ser é de uma importância vital para evoluir em sua consciência.

Amar-se, amar-se e ainda amar-se antes de amar os outros, porque o outro, mesmo se é um ser de luz, não resolverá a questão da raiz, porque é justamente esta raiz que é nosso teste de evolução aqui embaixo, pelos ramos e as folhas que são a cereja sobre o bolo.

A iniciação é apenas isso. Ir lá onde não há quase nada mais de luz para iluminar. Você não pode mais mentir a si, você não pode mais escapar, é o momento da verdade.

Se você aprende a espiritualidade nas palavras, nos rituais, você pode se iludir. Você cultiva um ego espiritual pelo conhecimento que mascara a necessidade de mergular na raiz.

Porque quando você desce na raiz, isso te ensina a humildade, e é bem normal, porque é frequentemente doloroso, sobretudo se se mente a si demasiadamente longo tempo.

Mente-se a si geralmente muito tempo quando se tem relacionamentos com sofrimentos inaceitáveis, tabus que resumem tudo o que confronta o homem em sua parte mais animal.

Para ajudar o outro a descer em sua raiz, soltar-se totalmente da emoção, sobretudo não se deixar influenciar por seu emocional que vai estar muito ativo nesse momento, porque é uma ferida emocional que se impregnou em sua alma.

No momento da revelação do nó e de seu desenlace, estar presente para lembrar-lhe que ele é um ser de luz, a fim de que ele não se deixe embarcar no turbilhão emocional que pode durar extremamente muito tempo.

O mental mente através do ego que esconde o que deveria ser revelado, seja porque tem medo, seja porque lhe falta coragem, seja porque não quer crescer, seja porque tem vergonha, em resumo, há « n » razões que explicam a manipulação do ego em sofrimento.

Cada ser humano desse mundo tem uma raiz, um tronco e ramos. Não há mistério.

Ajuda-se de dois modos: revelando as partes de sombra e ajudando os outros a se revelarem a sua divindade. Esses dois movimentos (descida e subida) são absolutamente indispensáveis.

Por vezes uma luz é tão pura, a irradiação tão cristalina, que o movimento se faz simultaneamente, são portanto curas « miraculosas », curas imediatas como aquelas que fazia Jesus, ou aqueles de Groening aparentemente.

Quando se acompanha nas raízes da árvore é bom tomar o controle do emocional, senão envolve-se pela manipulação do ego em sofrimento; é bom também estar em permanente ligação com sua luz, senão, duvida-se; é bom aprender a se rearmonizar, porque um ser em sofrimento bomba de energia porque seu nó bloqueia seu acesso a sua divindade, portanto, ele toma a energia do outro para se conectar à sua.

Enfim, é essencial amar-se incondicionalmente para não ceder no plano vibratório pelo ego em sofrimento.

Quando se olha um irmão em sofrimento, toma-se o olhar inicialmente ao estado das raízes porque a ordem é primeiro descer, antes de subir novamente. Uma árvore cresce primeiro pelo desenvolvimento das raízes.
Se as raízes são colocadas sobre uma pedra, a árvore vai crescer, porque a energia do céu é tão forte, mas atrofiará. A árvore deve encontrar boa terra para suas raízes, as raízes devem destruir as pedras.

As interferências geralmente fazem parte do jogo de manipulação do ego em sofrimento. O ego vai procurar mascarar o que ele não quer ver e vai utilizar o jogo sutil da divisão. Se se entra nesse jogo, então não há cura possível.

Nesta terceira dimensão, o emocional é a corda que faz ouvir o som do outro. O emocional é a pele do tam-tam, ele sente a vibração do outro.

Não apague seu emocional, canalize-o porque nesta dimensão, é uma ferramenta preciosa de compreensão (de si e dos outros), portanto, da evolução.

Isso dito, a emoção sentida não deve sair em parafuso. O emocional sai em parafuso quando um medo se infiltrou. Recentre-se e deixe decantar a água. O emocional age também por vezes na urgência. Recentre-se e apazigue-se.

Aquele que nasceu com um emocional muito sensível nasceu para aprender a canalizá-lo. É-lhe preciso cair muito, antes de compreender que o emocional canalizado torna-se amor universal

______________________________
Abril de 2009.
por aliceaupaysdesmerveilles
Fonte: http://www.choix-realite.org/?10516-souffrance-manipulation-et-guerison

Versão para o português : Célia G.
http://leiturasdaluz.blogspot.com

28 de mar de 2010

UM AMIGO - 28 de março de 2010

Mensagem de 28 de março de 2010 (publicada em 7 de maio)
DO SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Um Amigo.
De meu Coração a seu Coração, recebam gratidão e bênçãos.

Irmãos e irmãs desta humanidade encarnada, sou aquele que se manifesta nesse canal desde pouco tempo.
Sou aquele dos Melquisedeques que lhes entrega chaves; chaves importantes que permitem trabalhar na constituição, em vocês, de novas estruturas: aquelas da Unidade, aquelas da reunificação de seu corpo que vocês conhecem, esse corpo que vocês esqueceram.

Através de minha Presença, através de minha Vibração e de minha Consciência, através também de um certo número de ferramentas (das quais algumas foram comunicadas a esse canal, há muito tempo), eu venho entregar-lhes o que me permiti chamar a Yoga da Luz, a Yoga da Verdade e a Yoga Celeste.

Eu sou, de algum modo, a Consciência que lhes dá as chaves, permitindo-lhes esta ginástica específica de comunicação com seu ser multidimensional.

Muito em breve vocês terão à disposição o que dei muito recentemente e que chamei o Yoga Celeste, que lhes permitirá, através de coisas extremamente simples que utilizam seu corpo como ressoador, favorecer a eclosão em vocês de seus novos potenciais espirituais, de seus novos potenciais de Consciência.

(Nota: as informações sobre o Yoga Celeste estão em curso de transmissão. Nós as divulgaremos progressivamente em nosso site, na rubrica « protocolos », onde uma primeira parte já está em linha. O Yoga da Luz e da Verdade estão sob forma de brochura, em curso de finalização).

Eu acompanho, seja em meio aos 24 Anciões como por algumas intervenções mais precisas, seu acesso à sua nova vida.
Vou permanecer com vocês durante um lapso de tempo, para responder a suas questões, se possível orientadas sobre a nova Consciência e as novas Vibrações.

Participarei também, com vocês, no trabalho de alinhamento de 19 às 19:30h (horário francês – 14 às 14 :30h em Brasília), permanecendo presente.

Então, de meu Coração a seu Coração, e de seu Coração a meu Coração, comunhemos e compartilhemos.

Estou agora na sua escuta, a fim de trazer-lhes, pela Vibração de sua Consciência e pelas palavras escolhidas, o que lhes permitirá ir para mais facilidade e mais fluidez no estabelecimento de sua Existência, mesmo nesta dimensão.

Questão: perdi recentemente várias chaves e aí, você fala de chaves.

Cara irmã, não posso, obviamente, dizer-lhe onde estão suas chaves, assim como como você percebeu, penetrando as esferas da Existência, cada um a seu ritmo, vocês aperceberão que as sincronicidades se instauram.

Que isso seja no discurso ou palavras, que seja no que lhe acontece no plano do desenrolar de suas vidas, as sincronicidades se instauram.

Os princípios de atração e de ressonância colocam-se, eles também, no trabalho rapidamente, permitindo a sua Consciência captar o significado porque, ao se colocarem resolutamente nos espaços Vibratórios da Unidade, vocês podem efetivamente dizer e afirmar que tudo se torna sinal e que tudo é sinal.

O perigo é, entretanto, que seu mental se aproveite para ali ver o que ele quer ver ali.

Eu os engajo, com relação a isso, a viver os sinais e as sincronicidades sob o olhar da simplicidade e da evidência.

O sinal é sinal por si.
Ele é significado em sua manifestação.
Não implica necessariamente nem obrigatoriamente num movimento do mental para ligar o que nem sempre é religável.

Então, no que concerne, cara irmã, ao que você viveu e a ressonância que encontrou com relação às chaves, obviamente, é um encorajamento para encontrar novas chaves.

O mental, quanto a ele, poderia dizer qualquer outra coisa.
Ele poderia dizer que você não está enraizada o bastante.
Ele poderia dizer que é preciso mudar e todo um conjunto de outras coisas que nada têm a ver com o sinal em si.

Lembrem-se destas palavras mestres: o sinal é significado em si mesmo.
Ele é ressonância e, antes de tudo, simplicidade.
Ele está aí para colocá-los ainda mais na ressonância com os mundos Unitários.
Ele não está aí para fazê-los cogitar e refletir.

Esta é, aí também, uma chave para compreender o desenrolar de sua vida não mais com o intelecto, mas com o Coração.

O que representa, aí também, uma mudança de paradigma importante, um modo de evoluir que participa do abandono à Luz, do estabelecimento da Verdade e da simplicidade em suas vidas e no desenrolar de suas vidas.

De uma maneira geral, quando um sinal se manifesta, vá para a simplicidade e a evidência.
A explicação está no agora.
Ela não é jamais relacionada a um passado, qualquer que ele seja.

Acolham os sinais, eu diria, com bom humor, como uma criança que se maravilha e que vive o que vive, sem ali pensar e sobretudo, sem ali projetar o que quer que seja.

A Existência lhes pede para viver a evidência na leveza.
O que os torna pesados não é da Existência.
O que os torna leves é necessariamente da Existência.

Procurem a Alegria.
A Alegria está na simplicidade.
Procurem a evidência.
A evidência está em sua criança interior.

Assim que algo se torna complicado e resiste, isso os afasta da Unidade.
Muitos de vocês percebem já as manifestações diretas pelo aspecto Vibratório.
Aqueles de vocês que o vivem, já deram um grande passo para a substituição da cabeça pelo Coração.

O Coração não é um disparate.
O Coração não é algo que denote uma falta de inteligência, no sentido em que vocês entendem.
Bem ao contrário, o Coração, o seu, é bem mais inteligente do que jamais será sua cabeça, qualquer que seja o nível desta cabeça.

A vida, de acordo com a evidência do Coração, é simples e fácil, contrariamente à vida ainda expressada pelo mental.

Hoje, mais do que nunca e com relação às modificações de seu ambiente de vida, que está agora entre vocês, o Coração é garantia de uma certa facilidade para viver, o que não lhes trará jamais sua cabeça.

Os sinais são já ressonância e explicação em si.

O que quer que lhes aconteça, se vocês estão sob a influência, naquele momento, da Vibração Unitária, não há qualquer questão.
Porque, mesmo o sinal que pareça, para o mental, o mais inacreditável, torna-se evidência e simplicidade mesmo.

O mundo da Unidade funciona com o Coração, com um processo específico da Consciência que é a integração.
Esta integração se faz sem passar pela análise, sem passar pela síntese.
É uma etapa da Consciência que se realiza diretamente na alquimia do Coração, na alquimia da Verdade, onde não existe mais espaço de questionamento.

Progressivamente e à medida em que vocês se aproximam desse modo de funcionamento, em momentos cada vez mais frequentes de suas vidas, vocês se aperceberão que sua vida tornou-se simples e fácil, quaisquer que sejam as dificuldades exteriores que podem ainda existir.

Mas, mesmo essas dificuldades exteriores, estejam certos, dissolver-se-ão por si, progressivamente e à medida em que vocês penetram os arcanos da simplicidade do Coração.

Isso se junta ao que dizia Cristo quando dialogava com os apóstolos.
Por exemplo, quando ele lhes dizia para deixar os mortos enterrarem os mortos ou, ainda, quando ele lhes pergutava: «o pássaro se preocupa com o que comerá amanhã?».

Isso chama-se a Confiança.
Mas, além da Confiança, esse famoso abandono à Luz.

Não há melhor proteção, no que vem, que a Luz.
Não há melhor proteção do que entrar na Unidade e no Fogo do Coração.

Questão: o mais certo é sentir a necessidade de abandonar-se à Luz sem condição ou abandonar-se à Luz mas com uma forma de direção específica?

Há algo, cara irmã, de que têm horror o mental e a personalidade: é justamente o abandono.
Muitas pessoas falam de soltar. Mas, o que é soltar?
É ainda a personalidade.
Em contrapartida, o abandono é vivido pela personalidade como uma demissão, uma fuga. O que, obviamente, não é.

O abandono é um ato de graça final, de devoção à Luz.
E o mental não pode aceitá-lo. Porque o mental está aí para controlar, para permitir dirigir sua vida física.
É seu papel e sua função, e sua prerrogativa.

Assim, o abandono à Luz quereria tomar o lugar do mental.
Isso é intolerável para ele.

Assim, portanto, pode ser lógico que nesse processo de abandono possam se viver resistências ligadas ao mental.

E mesmo quando vocês tiverem chegado a viver na Unidade e no Fogo do Caração em quase permanência, resta, aí também, o abandono final que é a dissolução, que é a Consciência de Si em sua totalidade.

Essa última passagem, que corresponde ao que chamei, como outros, o Maha Samadhi, traduz-se realmente por um sentimento de morte iminente, de dissolução.

Todo ser vivo humano, e mesmo se está totalmente aberto à Luz, passa por esse ponto.
E todos, mesmo eu, tivemos medo. É lógico.

Porque é o abandono final.
É aquele que pronunciou Cristo sobre a cruz, quando disse, em língua original: «Eli, Eli Lamah Sabachtani?» (Meu Pai, por que me abandonastes?).

É a angústia final da dissolução.
Todos, sem exceção, passam por esse ponto.
Salvo se, o mais frequente, essa passagem de ponto correspondesse à morte física.
Hoje, não será nada.

Será, efetivamente, uma dissolução física, mas a Consciência perdurará.
Porque aqueles de vocês que o quiserem, penetrarão, se a Vibração ali está, no corpo de Ressurreição, assim como nomeado por São João, em seu Apocalipse.

Trata-se, se quiser empregar uma terminologia habitual dos humanos, do Santo Terror da Dissolução.

O aprendizado que vivem através de Vibrações, aprendizado da Unidade está aí, sobretudo para permitir-lhes, no momento vindo, cruzar esta etapa sem obstáculos.

É preferível viver as resistências da personalidade agora do que no momento final.

Questão: há um meio para superar essas resistências?

Sim. E esses meios são cada vez mais simples e cada vez mais eficazes.
Mais esta distância entre as Dimensões é reduzida, mais lhes é fácil levar isso a efeito.

Isso não passa, obviamente, pelo mental, mas passará, de maneira muito mais rápida, pela via do Yoga Celeste.

Questão: quando o Coração de uma criança é ferido pelo comportamento de um pai, como ele pode reencontrar seu Ser Interior e cicatrizar essas feridas?

Tudo depende da idade da criança.
As circunstâncias não são as mesmas, o fato de viver uma ferida aos 5 anos, do fato de viver esta ferida aos 15 anos.

E cada Alma, no mais, é diferente: não há alma estabilizada com relação às feridas.

Alguns seres em encarnação carregam essas feridas por sua vida inteira.
Outras crianças, enfim, desembaraçam-se muito rápido das feridas, sem o querer, de qualquer forma.

Hoje, o princípio Unitário quer que vocês vão para o essencial com relação a isso, criança ou não criança, respondendo aí também a uma frase que disse Cristo: «Procure o reino dos céus e tudo o mais lhes será acrescentado».

Procurem o Si, como eu pude dizer em minha vida, e a ilusão desaparecerá por si.
Vocês não podem fazer desaparecer a ilusão estudando a ilusão.
A ilusão apaga-se por si encontrando o Si.
Hoje, vocês são grandemente ajudados pelas circunstâncias de suas vidas, a um nível que penso que muitos seres humanos não tem Consciência.

Vocês são, eu creio, sobre esta Terra, aproximadamente 7 bilhões.
Aqueles que se interessam por vocês, no bom sentido, e que desejam o melhor para vocês – sua liberdade – são, de longe, ainda mais numerosos a esperá-los.

Aí também, com relação a esta questão concernente aos conselhos que se pode dar a uma criança, é a mesma coisa: vá para a simplicidade e a evidência.

Como sabem, sua psicologia humana quis fazer-lhes crer que evocando um problema, que encontrando a fonte, que falando, vocês o eliminariam.

Não há nada mais errado e nada mais falso do que afirmar isso, como o demostraram muitos elementos científicos hoje.

Procurar, na ilusão, a solução para a ilusão, os desvia ainda mais da Verdade e os mantém ainda mais na Samsara, na ilusão.

O budismo também expressou muito bem isso: acreditar que você deve viver as consequências de suas ações sob forma de reação até o final da eternidade é uma heresia.

A ação/reação é uma lei que quiseram fazer-lhes aceitar, porque era bem cômodo e bem prático para mantê-los na ilusão.

Algumas espiritualidades estudaram mesmo esta noção de Carma e, se lhes digo hoje que o Carma não é nada mais que uma crença, nada mais que uma outra ilusão, isso é Verdade.

Mas vocês são livres para recusá-lo e colocarem-se, vocês mesmos, sob a influência desta lei, negligenciando as palavras de Cristo e negligenciando o que nós viemos lhes trazer.

É sua liberdade e é também sua grandeza.

Questão: minha filha tem um câncer cuja origem seria cármica. Como ajudá-la?

A simplicidade a mais simples.
Tomar a mão desta criança.
Olhá-la com simplicidade.
Amá-la com simplicidade.
E não colar rótulo como «cármica».
Isso é impressão da dualidade.
Não somente imprime como condena, por aí mesmo, o ser.

Tanto mais que não existe absolutamente qualquer câncer cármico. Isso é impossível.
Há ali portanto uma carga de culpabilidade que é colocada através desta afirmação.
E isso não é ajudar. Isso chama-se destruir.

Questão: como ajudar o melhor possível uma pessoa nesse caso?

Acabo de dizer: tomar a mão, olhar.
Simplesmente ser humano, sem querer procurar explicações num passado hipotético, sem querer remeter a falta sobre um outro lugar.
Ainda menos sobre um agora.

O processo da morte e as etapas que o acompanham são exatamente as mesmas que vocês tem a viver, hoje, em sua mudança de Consciência.

Essas etapas foram perfeitamente observadas e notadas por algumas almas missionadas para isso: etapas como a recusa, como a cólera, como a negação, como a negociação, a transição e, enfim, a aceitação são processos constantes na personalidade.

Hoje, as almas, qualquer que seja sua idade, que decidem partir durante este período de transição, podem ser chamadas duplamente felizes, porque não terão mais que repassar pelas armadilhas do Samsara.

Muito numerosas almas procuram, hoje, percorrer os caminhos da encarnação porque hoje não há mais perigo.
Não há mais perigo de serem presas por uma matriz e serem obrigadas a se reencarnarem.

E é a ocasião única de fazer uma experiência da carne, da matéria, em circunstâncias particulares que são o final da matriz.

Então, a melhor ajuda que vocês possam ter é ser vocês mesmos, simplesmente vocês mesmos, privados de qualquer vontade de salvar.
Porque nada há a salvar, senão aparências.

Ser si mesmo e ser simples é um desafio maior, hoje, para a humanidade.

Muitos conhecimentos recentes, como mais antigos, foram colocados sobre seu caminho, aí também, assim dizendo, para fazê-los evoluir.

E se eu lhes dissesse que eles estão aí para fazê-los involuir, acreditariam?

A Existência que está ao alcance da mão é simples.
Tive ainda a oportunidade de demonstrá-lo a algumas almas que me acompanharam naquilo que lhes dava.

Viver a Consciência Unitária está além de todas as concepções esquisitas, complicadas, tortuosas que o ser humano, dizendo-se espiritual, desenvolveu e mantém os esquemas da ilusão e do Samsara.

Hoje, vão verdadeiramente, em toda humildade, para a simplicidade.
Não há outra saída.
Senão, vocês se afastam da Verdade.
Há certamente muito mais de Verdade naquele ou naquela que acompanha as pessoas no final de vida, que não conhece nada da Supraconsciência, do Carma mas que, em toda simplicidade, estende a mão.
Vocês devem, se o desejam, redescobrir com toda a urgência a simplicidade.
Não haverá saúde sem simplicidade.

Questão: onde está a evolução de Consciência dos humanos hoje?

O caminho do homem vai tomar diferentes estradas.
Essas estradas os conduzirão individualmente para onde os conduz sua Consciência.

Não há recompensa nem punição.

Há somente uma concordância de sua própria Vibração com o caminho que tomarão.

Em resumo, vocês não poderão pretender outra coisa que não seja o que criaram, em Verdade e em Vibração.

O aparecimento da Existência, o aparecimento da Luz, em sua Dimensão, não permitirá mais esconder o que quer que seja.

Ninguém mais poderá enganar, a si mesmo ou o outro.

Então, o que você quer saber?
A proporção de seres humanos que ascensionará, como você diz, a proporção de seres humanos que retornará nesta 3ª Dimensão, mas unificada: qual importância?

A única coisa importante é você mesmo.

E quanto mais formos Consciências despertadas, mais seremos mesmo, vocês e nós, pelo princípio de Radiação e de colocação de Luz, capazes de termos cada vez mais seres humanos que retornarão à sua Essência e à Verdade.

Aí também, não se preocupem com aqueles que lhes parecem adormecidos, porque vocês não conhecem seu Espírito.

E lembrem-se vocês também desta frase de Cristo, enigmática: «Aquele que quiser salvar sua vida, a perderá».

«Os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros».

Tudo está aí contido e perfeitamente adaptado para o que vocês vivem, doravante, agora.

Fazer simples, como lhes disse, é também ir para o essencial.

É-lhes preciso despojarem-se, não somente de suas vidas mas também do conjunto de suas concepções espirituais.

Abandonar todas as Crenças e todos os sistemas de referência não é válido unicamente em sua sociedade ou em sua rede social ou afetiva mas, antes de tudo, ao nível do que vocês chamam a espiritualidade.

A Consciência, como o disse em minha vida, não tem necessidade de nada mais que a Consciência e todo o resto os afasta da Consciência.

O essencial lhes é oferecido hoje.

Olhem, por exemplo, se lhes peço, sem compreender, simplesmente para reproduzirem o que chamei a primeira parte do Yoga Celeste e deixar fazer o que se passa, vocês compreenderão que a unificação da Consciência é simples, porque a viverão.

Olhem-me: basta colocar seus dedos assim, os indicadores sobre a ponta do esterno e os polegares sobre a corcova elevada do esterno e simplesmente assim, deixar a Vibração estabelecer-se. (Nota: trata-se de uma das etapas da «reunificação dos novos corpos», que faz parte do Yoga Celeste e que está em nosso site, na rubrica «protocolos», e também já publicado neste blog http://leiturasdaluz.blogspot.com/2010/04/protocolo-praticar-autres-dimensions.html. Veja o esquema abaixo).



Não o faremos agora, porque quero guardá-los comigo.
Mas é muito simples.
Um gesto terrivelmente simples, que não quer dizer nada e que, no entanto, os faz passar em Unidade instantaneamente, porque os tempos estáo aí, porque os circuitos novos estão ativos.

Então, pode-se discorrer sobre as funções desse ponto.
Mas descrever o Coração não é viver o Coração.

Vocês devem verdadeiramente, todos, se o desejam, ir para esta Unidade.
É ir para Si e para a simplicidade, porque o Si é simples.
Não há nada de mais simples.
São simplesmente as barreiras erigidas das Crenças, do mental, da educação, que os impedem de ali chegar, e nada mais.

Questão: como eliminar as ondas que emanam de nossos aparelhos eletromagnéticos?

De dois modos, aí também: seja lutar contra e é ainda lógico e parece evidente, para o mental ou para a espiritualidade, seja subir suas Vibrações.

Porque subindo em Vibração, contrariamente ao que se poderia pensar, vocês vão talvez tornar-se mais sensíveis na percepção, mas também, invulneráveis com relação à mesma percepção.

Não me cabe dar-lhes técnicas eletromagnéticas: não é meu domínio nem minhas funções.

Em contrapartida, compreendam que, aí também, a elevação Vibratória é a chave e que, mesmo para as pessoas a quem chamam eletrosensíveis, que são afetadas, poderia dizer-lhes que esta afecção, esta sensibilidade específica para a eletricidade e para o magnetismo está ligada a uma atração bem real de um chacra em relação com uma história bem real, ligada a tal conflito.

Mas isso seria um erro, porque isso os afasta ainda mais de sua Unidade.

Desconfiem das soluções encontradas na dualidade, mesmo se elas lhes pareçam perfeitas e evidentes.

Hoje vocês tem uma missão crucial que é Vocês, seu Si.
E o Si não está nisso tudo.
É a personalidade que está nisso tudo e nada mais.

Então, irmãos e irmãs nesta humanidade, vou me retirar desse canal.
De meu Coração a seu Coração, que o Amor seja seu guia.
Eu lhes transmito minha Luz.

Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. – http://leiturasdaluz.blogspot.com

ANAEL – 28 de março

Mensagem de 28 de março de 2010 (publicada em 7 de maio)
DO SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Anael, Arcanjo.
Bem amados filhos da Luz e bem amadas Sementes de Estrelas, queiram aceitar as saudações luminosas do conjunto do Conclave, e nossas respeitosas Vibrações.

Como alguns de vocês o percebem e o sabem, nosso plano Vibratório Arcangélico não está mais muito longe de vocês.

Alguns de vocês sentem já a conexão e a Vibração.

A separação dos planos, a separação das Dimensões, termina.

Assim, hoje, dentro do processo de obscurecimento (*) naquele a quem guardo, venho, acompanhado por aquele que não lhes falará, mas que os tocará, para muitos de vocês que estão presentes aqui, o Arcanjo Uriel, Anjo da Presença, permitindo-lhes estar em sua própria Presença e em seu Ser.

A Consciência da Existência aproxima-se de vocês.

Alguns de vocês ali já penetraram, dentro dos mundos da beleza e da Unidade, para além da Dualidade, lá, onde não existe qualquer penalidade, qualquer questionamento, mas onde tudo é evidência e tudo é resposta.

Bem amadas Sementes de Estrelas, venho confortar e anunciar a boa nova.

Jamais a Luz Vibral esteve tão próxima de vocês, no período que se abre agora.

Entre esta lua cheia e aquela que vocês chamam a lua cheia de Touro, ainda chamada junto a vocês Wesak, várias manifestações tornar-se-ão claras em sua Consciência, permitindo já uma certa forma de reunificação, para uma vivência da Alegria, da Unidade, da Presença a vocês mesmos, em sua Consciência ilimitada.

Vocês estão a caminho, hoje, para vocês mesmos, para o Ilimitado, para o fim total, para alguns de vocês, da ilusão.

A Radiação da Fonte penetra agora em seu Éter, em sua densidade e permite-lhes comunhar com a Fonte, comunhar com vocês mesmos, a fim de reencontrarem-se.

A hora é da Alegria.

Alguns de vocês, aqui e em outros lugares, pela Vibração do Coração, da Coroa Radiante do Coração, em meio ao Fogo do Amor, são batizados no Espírito Santo.

Não há, aí, qualquer ilusão, mas sim a Verdade final, aquela que os aproxima do que vocês são, na Essência e na Verdade.

Assim como o Arcanjo Miguel os chamou Mestres da Luz a vocês mesmos, a ressonância de sua Essência permitir-lhes-á viver e realizar a Consciência Crística.

Os espaços de Alegria, os espaços de Felicidade abrem-se a vocês.

Vocês aproximam-se em Verdade de espaços importantes, de momentos cruciais, em sua ilusão temporal, permitindo-lhes descobrir o inefável, coisa que vocês tanto e tanto esperaram e pela qual tanto e tanto sofreram nesta densidade.

Bem amados filhos da Luz, a Luz revela-se em vocês.
Ela é um Fogo vivificante.
Ela é uma água viva que vem em meio a uma nova cerimônia, reunificá-los ao que vocês são, para além das aparências, para além desta forma, para além das ilusões.

O Fogo sagrado nasce em vocês.
O Fogo sagrado eleva-se e permite-lhes, elevando-os, que se aliviem.

Ele lhes permite redescobrir espaços esquecidos mas que, reabrindo-se, descobrem-se para vocês como conhecidos e como o Essencial.

Neste espaço de comunhão, juntos, agora, vamos tentar comunhar juntos, pelas palavras e pela Vibração, sobretudo pela Vibração.

Sua elevação de Consciência aqui mesmo, permite-lhes já perceberem, em seu Templo Interior, no que vocês chamam suas auras e em sua Consciência, a Vibração do Arcanjo Uriel e minha Vibração.

Nesta comunhão, vamos tentar fazê-los avançar ainda mais para vocês mesmos, para a Verdade, para a Alegria inefável de suas redescobertas com vocês mesmos.

Muitos de vocês descobrem nesse momento que não são aquilo que acreditaram até o presente.

De fato, vocês não são apenas esse corpo, vocês não são apenas esses pensamentos, vocês não são apenas esta experiência de vida.

Vocês são ilimitados.
Vocês são a Luz.

O que enuncio não é uma hipótese remota, mas sim a Verdade do momento, se o desejam ardentemente,

Esse desejo ardente não é um desejo, mas uma evidência do Coração que lhes cabe manifestar.

Então, bem amados filhos da Luz, ouço agora, com atenção, suas Vibrações e suas questões.

Questão: como saber se as Coroas Radiantes da cabeça e do Coração estão acesas e fundidas?

Isso não é um saber, nem corresponde, bem amada, a um mecanismo intelectual mas, quando houve Vibração na Coroa da cabeça e quando houve Vibração na Coroa Radiante do Coração, então, elas se fundem, abrindo-lhe espaços de Paz em suas meditações, ou de modo espontâneo, espaços inéditos para a maior parte de vocês, de Paz, de Alegria, que permitem então, naquele momento, realizar o Despertar do Triângulo Sagrado, do Fogo da Kundalini.

Aí também é questão de Vibração e de Consciência, é questão de espaços inéditos para vocês, onde vocês se fundem com o Todo, vocês se aproximam de uma Paz indizível que vocês jamais conheceram e jamais experimentaram nesse mundo, mesmo se sua Vida foi a mais feliz e a mais preenchida possível.

O alinhamento da Coroa Radiante do Coração e da cabeça busca um sentimento que poderia chamar, sem jogo de palavras, como fazer Amor consigo mesmo.

Fazer Amor consigo mesmo, não ao nível da personalidade, não ao nível de uma busca amorosa exterior, mas bem mais como um gozo real da Reconexão a si mesmo.

Isso se vive, isso se vibra, e isso toca a Consciência e a Consciência, naquele momento, não é mais jamais a mesma.

Nenhuma dúvida pode existir quando esse processo ocorre.

Ele ocorre primeiramente de modo efêmero, porque implica numa majoração importante de seu estado Vibratório ao qual o conjunto de seu corpo físico e de suas estruturas sutis devem aclimatar-se.

No decurso do tempo que passa, vocês chegarão a instalar-se, de maneira duradoura, neste estado.

Questão: qual é a Luz amarela/revestida que gira por vezes em torno de si?

Bem amado filho da Luz, vários processos Vibratórios os acompanham nesta busca de vocês mesmos, percebidos por vezes como exteriores.

Alguns de vocês podem ver luzes girar, efetivamente, ou mesmo luzes projetadas sobre um muro à frente. Não tenham medo.

Isso é sua própria Luz elevando-se sobre os planos Vibratórios da Unidade, elevando-se sobre níveis de Consciência que lhes dão acesso à Existência, à Presença de seu Anjo Guardião, mas também à Presença de radiações que, agora, os cercam.

Questão: muito jovem, eu vivi tudo isso. Era já um contato com o corpo de Existência?

Bem amada Semente de Luz, cada ser humano viveu experiências que lhes são pessoais.

Nas experiências de vida, como nas experiências do outro lado, alguns de vocês tem origens, como o sabem, estrelares, profundamente diferentes.

Então, sim, os corpos de Existência puderam, e esse foi o caso para vários místicos que realizaram esta Existência mesmo nesta matriz, que foram capazes, por seu caminho pessoal, de quebrar esta separação.

Há entre vocês que intervêm, como o bem amado Sri Aurobindo, como Um Amigo, como Omraam Mikael Aivanhov e outros, ilustres desconhecidos, que foram capazes, mesmo no século passado, ou há vários séculos, de contatar esta Essência de Existência chamada, naquela época, a Divindade ou o corpo Divino.

Obviamente, essas experiências não puderam, geralmente, estabelecer-se de maneira duradoura, durante essas épocas passadas.
O que explica que alguns místicos tenham vivido processos, chamados para alguns deles, a noite negra da Alma, ocorrendo após um período privilegiado de contato com a Existência, com o Todo.

Eles voltaram a descer, depois, na personalidade, e isso representou, para eles, uma ruptura, uma noite negra.

Aí está, bem amada Semente de Estrela, o que posso lhe responder.

Questão: como você define o Amor?

Definir é já traí-lo.

O Amor é a Unidade.
O Amor é o Todo.
O Amor é uma atração desprovida de interesse, desprovida de qualquer vantagem.

O Amor é doação.
O Amor é abandono.
O Amor é sacrifício, mas não no sentido humano.

O Amor é liberdade.
O Amor é também o que permite à Vida existir.

Sem Amor, não poderia haver Vida, quaisquer que fossem os espaços Dimensionais onde isso se produz.

Certamente, em sua Dimensão, o Amor foi colorido de elementos específicos e que não são o Amor.

O Amor é, antes de tudo, Luz e Vibração.
O Amor é, antes de tudo, Consciência.
O Amor é, antes de tudo, Unidade, Alegria indizível e eterna.

O Amor não é uma manifestação afetiva, nem uma manifestação emocional porque, naquele momento, o Amor é desviado, porque não é doação, nem abandono, mas busca, antes, de interesse.

O Amor é o que sustenta as Dimensões, os Universos.
O Amor é o que permite a expressão da Vida.
O Amor é o centro.
O Amor é o cubo da roda que permite à roda girar.

Mas, definindo-o, nele colocando palavras, afasto-me quanto à sua Essência.

O Amor é Revelação da Presença.
O Amor é Ser, no Ser.
O Amor é Ser na Vibração a mais exata, expressando o canto do Universo e multiuniversos.
O Amor é, antes de tudo, Luz expansiva, Luz de doação, Luz onde não interfere qualquer elemento oposto à Luz.

Questão: é normal, por vezes sentir menos os formigamentos ao nível do Coração?

Bem amada Semente de Estrela, as diferentes percepções que você pôde ter e que tem ainda ao nível do Coração transformam-se.

Existe, atualmente, uma etapa de integração correspondente ao que o Arcanjo Miguel chamou a 6ª Etapa, que é a descida do Fogo do Amor ao Sacrum.

Quando o Triângulo Sagrado despertar, então, para você, o Fogo do Coração reaparecerá.

Não existe qualquer inquietação a ter porque, quando o Fogo do Coração manifestar-se uma vez na eternidade, não pode jamais desaparecer de sua vida.

Questão: na meditação, a 3, sentimos algo que nos tocou muito.

Bem amada, assim como anunciou-lhes o Arcanjo Miguel e ilustrando, por ele, as palavras de Cristo, «quando estiverem reunidos em meu nome, eu estarei entre vocês».

É a experiência a que serão levados a realizar, em vocês mesmos, mesmo sós.
O Mestre da Luz está agora presente no Éter e em sua capacidade Vibratória de Consciência para serem tocados, para comunicar a quintaessência.

Questão: deve-se comunicar as experiências que se vive?

Bem amada Semente de Estrela, você levanta, nesse nível, algo de fundamental.

Não se exqueça que aqueles de seus irmãos e irmãs, que negam ainda a Luz, por ignorância ou por medo, podem já ser muito empurrados pelo que você vive.

Falando então com palavras, apenas poderá colocá-los na resistência.

Em alguns casos, isso pode ser necessário, mas não se esqueça que dentro do que você vive, na Radiância de seu Coração, você deve também deixar o outro livre.

Então, a cada vez, coloque-se a questão se o fato de falar do que vive não obstrui a liberdade do outro.

Obviamente, a Alegria do Coração, a Vibração da Coroa Radiante do Coração e do Fogo do Amor dão vontade de compartilhar e expressar o que é vivido.

Mas não se esqueça que a maioria dos seres humanos não está ainda pronta para viver isso.

Cabe a você sentir, então, em cada uma de suas relações, o que é certo expressar, o que é certo dizer ou não dizer, mas, também, dado o númeero cada vez mais importante que vocês são sobre este planeta a viver esta Coroa Radiante do Coração, é evidente que existe um aspecto de contágio da Luz, de um para o outro.
É isso o mais importante.

Através de seu papel de ancorador da Luz e de semeador da Luz, você trabalha no estabelecimento da Luz.

Não se esqueça nunca que as palavras, mesmo as mais procuradas, serão apenas, infelizmente, muito fracas para expressar o que você vive no Interior.

Porque o que você vive no Interior, não pertence a esse mundo e não pode ser definido por palavras.

É nesse sentido que o vocabulário dos interventores nesse canal, como em outros canais, tentam encontrar palavras desprovidas de conotação religiosa ou ainda conotações com egrégoras que nada têm a ver com o que vocês vivem hoje.

Que isso não a impeça, no entanto, de manifestar em você, a ao seu redor, a Alegria do Coração, a Fluidez, a Unidade, e isso passa das palavras, porque esta experiência e o estado no qual você está, é visível.

Aqueles que estão na oposição podem desencadear fúrias que qualificaria de negras, porque eles sentem bem que vocês estão em algo que os incomoda.

E sim, a Luz incomoda ainda os seres humanos, não porque esses seres sejam desviados da Luz, mas porque dela eles foram tão privados.

Porque eles foram tão condicionados pelas Crenças, por seu próprio mental, por suas próprias convicções, e por sua educação, por um conjunto de sistemas que foi chamado o sistema de controle humano, que tudo fez para evitar-lhes de viver o que vocês estão vivendo e, no entanto, vocês o vivem.

Então, quando vocês descobrem os espaços de Radiação de seu Coração, quando vocês descobrem esta Unidade em vocês, esta Alegria, vocês se tornam um ser de soberania integral e, tornando-se soberano de sua Vida, obviamente, aqueles que estão ainda condicionados podem ficar com medo.

Sim, a Luz pode incomodar.
A Luz é um Fogo ardente que não queima.

É um Fogo que desconstrói, que dissolve as Sombras, mas as Sombras são por vezes ameias necessárias a algumas almas, ainda hoje, porque elas têm medo.

Lembrem-se que os medos criados pelo mental são certamente o obstáculo maior para o estabelecimento da Luz em seus irmãos e irmãs, ainda hoje.

Questão: um contato pessoal com o sol tem um sentido específico?

Sim.
O sol é o lugar onde foram retidos prisioneiros seus corpos de eternidade, seus corpos divinos, chamados, hoje, corpos de Existência.

Vários místicos sentiram-se em ressonância com o sol, chamados a meditar diante daquele que dá a Vida e que, no entanto, por um certo número de mecanismos sobre os quais não me estenderei, tiveram cativos seus corpos divinos.

Um primeiro contingente de corpos de Existência, liberados do sol, chega sobre a Terra. Ele chega.

Esses contingentes manifestar-se-ão a algumas almas, no momento das luas cheias, nos três dias anteriores. Vocês estão nesse momento.

E cada mês, cada ciclo lunar que passar, trará o contingente de corpos de Existência em seus corpos de personalidade.

Cada vez mais almas despertam-se ao Fogo do Coração, à reunificação das Três Lareiras no Coração e ao retorno à Unidade.

Assim, os momentos em que vocês vivem, qualquer que seja ainda o que vocês podem provar de difícil em suas vidas, em seus corpos, não é nada com relação à Graça da Luz e à Graça do Amor que redescobrirão.

Então, sim, o sol é importante, para além de ser o que é chamado o Logos Solar, ele é portador da Vibração Cristo Miguel, que é aquela que volta para vocês.

O sol é um dos agentes importantes para a dissolução total da matriz sobre a qual vocês estão.

Ele participa, a seu modo, da irradiação da Fonte, das radiações do Espírito Santo e das radiações do ultravioleta.

Ele é o retransmissor, como nós mesmos, Arcanjos, fomos os retransmissores da Fonte, para vocês.

Questão: as dores nos glúteos fazem parte do processo de abertura do sacrum?


Bem amada Semente de Estrela, isso participa inteiramente do processo.

Do mesmo modo que ao nível da Coroa Radiante do Coração, quando se ativa, alguns de vocês puderam sentir pressões e compressões antes da fase de liberação.

É do mesmo modo ao nível do Triângulo Sagrado.

O despertar do Kundalini, mesmo se alguns de vocês puderam ler sobre isso, não é nada com relação ao que vocês vivem.
É efetivamente isso que vocês vivem.

Questão: que representa cada uma das doze estrelas da Coroa de Maria?

Cada uma das estrelas de Maria representa uma virtude, uma função.

Algumas delas foram-lhes desvendadas e reveladas.

As doze estrelas de Maria são também as doze luzes que, ao nível do firmamento, vigiam, como uma Mãe, sobre vocês.

Existe, nas Dimensões, que vela sobre vocês, um nível Dimensional ligado a Maria, e diria a onze dessas irmãs que conheceram a experiência humana, portando nelas uma dessas doze virtudes.

Essas doze estrelas de Maria são também localizadas em seu corpo físico, como doze pontos de Vibração existentes na Coroa Radiante da cabeça e correspondentes a funções bem precisas nas diferentes zonas neocorticais.

Algumas das funções foram já reveladas, há quase um ano, oito meses exatamente, correspondentes a pontos precisos que tem nomes e funções.

Esses pontos ativam-se em vocês, quando vocês chamam as cinco sílabas, as cinco chaves metatrônicas OD ER IM IS AL.

Alguns de vocês identificaram-nos no plano Vibratório, sem para tanto conhecer as funções.

Mas, esses pontos têm funções precisas, extremamente precisas, do mesmo modo que existe, nesse corpo físico, músculos cujas funções são extremamente precisas, do mesmo modo ao nível desses pontos de Vibração, existem funções extremamente precisas no plano da Consciência e no plano da evolução da Consciência, nos multiuniversos e multidimensões.

Esses pontos são distribuídos ao redor da Coroa Radiante da cabeça e ativam-se nesse momento mesmo.

Do mesmo modo, existe na Coroa Radiante do Coração, um certo número de pontos de Vibração.

Alguns deles fazem parte de um certo número de meditações que lhes foram comunicadas pelos Melquisedeques e, em particular, pelo Mestre Ram, correspondendo, aí também, a funções Vibratórias e espirituais que lhes permitem reencontrar a Unidade e, portanto, superar a dualidade.

Do mesmo modo, ao nível do Triângulo Sagrado, ao nível de seu Sacrum, existem múltiplos pontos de Vibração distribuídos na periferia do Sacrum.

O importante, ainda uma vez, não é tanto ter explicações.

Se eu tomo a analogia com relação a seus músculos, nesta densidade na qual vocês estão, um músculo é comandado por um nervo.
Vocês não conhecem o nome desse nervo e, no entanto, isso funciona.

O importante é a Vibração e a função que exercem, sem para tanto conhecer necessariamente os nomes ou as denominações.

Mas lembrem-se de que nada do que foi escondido lhes será ainda escondido. Tudo será revelado.

A revelação não é, necessariamente, um fato intelectual, mas é bem mais uma vivência, justamente, desses pontos de Vibração de Luz em vocês.

Assim, é o mesmo para seu corpo reencontrando sua dimensionalidade, através do final do DNA prisioneiro na matriz e da descoberta de funções mais espirituais do DNA, ilustrando-se através da descoberta dos cinco novos corpos ou cinco novas Vibrações, distribuídas em seu corpo físico e encarnando, aí também, funções espirituais.

Questão: a reunião do corpo de Existência e do corpo de personalidade é um fenômeno único?

Bem amada, não é único, sem isso você não estaria mais aí para me colocar a questão.

É um processo progressivo que se estabelece como uma abordagem Vibratória lenta, por toques sucessivos, por ancoragens sucessivas de pontos e de novos circuitos energéticos desconhecidos de vocês, colocando-se a vibrar.

Assim, por exemplo, quando o corpo de Existência manifesta-se na Coroa Radiante da cabeça, vocês perceberão o que foi chamado o duodécimo corpo, situado bem acima da bola de seu nariz, manifestando-se por Vibrações que cercam o que vocês chamam seus olhos, e estabelecendo circuitos Vibratórios dentro de sua boca, no palato.

Esse é um dos primeiros contatos com a Existência, existem vários outros.

Assim, a abordagem da Existência se faz, hoje, na personalidade, a fim de permitir-lhes fundir os dois.

Alguns seres, desde um ano, tiveram a oportunidade de transferir a totalidade de sua Consciência para o corpo de Existência, como o anunciou o Arcanjo Miguel e permanecerem encarnados nesta personalidade.

Isso permite descobrir o aspecto multidimensional do que vocês são, nesse veículo de Luz, corpo de Existência, corpo de Cristal, corpo de Diamante, de acordo com sua origem Dimensional, cujo tamanho e funções são profundamente diferentes.

Cada corpo de Existência sendo diferente de um outro corpo de Existência, do mesmo modo que não existem dois corpos físicos idênticos sobre a Terra, exceto para os gêmeos verdadeiros.

Questão: o sonho pode ser um meio de contato com a Existência?

Cada vez mais seres humanos, bem amado, vivem em situações de sonhos, fenômenos novos.

O contato com o Anjo Guardião que foi anunciado, há mais de dois anos, pelo Arcanjo Jofiel, realizou-se nas primeiras vezes à noite, no que é chamado um sonho, mas a diferença com relação a um sonho normal, é que esse sonho é muito mais importante, muito mais existente na Consciência, que um sonho que se dissolve quando vocês abrem os olhos.

Então, sim, muitos desses pontos Vibratórios de contato estabelecem-se quando seu mental está no repouso, ou seja, durante seu sono.

Questão: visitando um Templo no Egito, vivi uma iniciação que precisei interromper. O que é desta iniciação e era certo interrompê-la?

Bem amada, apenas existe uma iniciação que é aquela de seus reencontros com vocês mesmos.

Todo o resto são apenas etapas, por vezes ilusórias, por vezes verdadeiras, que lhes dão a ilusão de aproximarem-se de vocês mesmos.

A iniciação foi concepção dos mundos dissociados.

Que isso se chame etapa sobre o Fogo, reencontro com o que quer, isso apenas continuará a ser modalidades falsificadas.

A única Verdade é viver o Fogo do Coração, não há outra.

A verdadeira iniciação é acender sua Coroa Radiante da cabeça, do Coração e seu Triângulo Sagrado.

Aí está a iniciação que lhes permite reencontrar o que vocês são.
Todo o resto são apenas etapas, por vezes importantes.

Agora, no que concerne à iniciação da Reconexão com Maria, hoje, pode tomar diferentes nomes, porque ela trouxe esta Vibração Marial, que vocês chamem IS IS, que vocês chamem Sekhmet, que vocês chamem ainda Inanna, isso não tem qualquer importância porque trata-se, definitivamente, da mesma entidade de Consciência.

Questão: desde um mês, tenho um bloqueio do sistema digestivo. O que é?

Bem amada Semente de Estrela, não é meu papel responder a esse gênero de questão.

Definitivamente, quaisquer que sejam os bloqueios que vocês possam sentir em seus corpos ou em suas cabeças, são apenas o reflexo de resistências ligadas ao Fogo da personalidade, ligadas, provavelmente, como para todos e cada um, a processos de medos inconscientes ou conscientes, obstruindo o acesso a sua Existência.

Agora, os jogos da Dualidade vão lhes fazer procurar, pelas diferentes técnicas colocadas à sua disposição, mesmo na personalidade e anomalias de funcionamento, cicatrizes chamadas cármicas.

Hoje, eu lhes digo: joguem tudo isso para longe de vocês, a Luz está aí.
Procurem a Luz que está aí, descubram-na em vocês e todo o resto desaparecerá, sem exceção.

Questão: os laços com as crianças, pequenas crianças, em particular com uma criança deficiente, podem ser um obstáculo com relação ao processo de acesso à Existência?

Bem amado, a própria palavra que você emprega é um obstáculo.

Todo laço é um obstáculo.

O Amor é liberdade e liberação, e jamais laço.

O laço é proveniente de sua história afetiva ou do que vocês chamam seu Carma ou suas experiências de vida.

Não é, agora, questão de se separar daqueles que lhe são próximos ou que você ama, mas de se liberar.

Liberar-se não quer dizer desaparecer, mas torná-los livres, porque o Amor é liberdade.

Enquanto você não é capaz de tornar livre uma relação, você mantém efetivamente o que você chama um laço.

O laço é privação de liberdade, para um como para o outro, enquanto que o Amor é liberdade.

Amar é tornar livre.

Do mesmo modo, a Existência que entra em contato com vocês, o fará a seu ritmo, que é o ritmo, de fato, das dissoluções de suas próprias Crenças, aquelas que permanecem ainda em vocês.

Enquanto vocês acreditarem em algo que não é vocês, a Existência não poderá penetrar inteiramente o corpo de personalidade e vocês não poderão transferir inteiramente sua Consciência no Si, na Unidade.

Assim são os mundos Unificados, onde não existe qualquer laço, onde tudo é liberdade e responsabilidade.

Questão: desde o início da canalização, sinto um peso sobre o esterno. Por que?

Bem amada, isso chama-se a porta estreita.

A passagem do ego ao Coração é por vezes sentida como uma pressão dolorosa na ponta do esterno.

Isso precede a ativação do 8º corpo que é, justamente, o nascimento, em você, do Embrião Crístico, ou seja, de sua própria Dimensão Crística em você.

Questão: como ir para a Unidade, como afastar-se da Dualidade, pela neutralidade?

Bem amada Semente de Estrela, a palavra neutralidade poderia ser aquela que poderia se aproximar.

A Dualidade está ligada à ação/reação inexorável que existe nesta Dualidade.

Que isso seja nas leis físicas, que isso seja nas leis humanas, que isso seja nos princípios gravitacionais, que isso seja nas leis cármicas.

Penetrar as esferas da Unidade os libera literalmente de tudo isso.

Existe, naquele momento, o estabelecimento numa Consciência Unificada, onde tudo se desenrola e tudo decorre da experiência da facilidade.

Tudo se torna evidência, tudo se torna simples, tudo se torna luminoso.

Mesmo as zonas de resistência não nos fazem mais participar, nem os fazem participar, desse jogo da Dualidade.

Vocês estão ao mesmo tempo distanciados, sem para tanto estarem em outro lugar.

Vocês estão totalmente aí e diria mesmo que é o único momento em que vocês estão totalmente aí porque, naquele momento, sua conduta não é ditada pela experiência do passado mas, unicamente, pela experiência de seu presente, pela experiência da Vibração presente que vocês experimentam naquele momento.

O aprendizado é um aprendizado, aí também, que se faz toque a toque, de maneira progressiva, em função de suas capacidades em deixar trabalhar a Luz em vocês, o que já expressei muito longamente no ano passado como o princípio do abandono à Luz.

Progressivamente e à medida em que vocês dão passos para vocês mesmos, e para a Luz, progressivamente as coisas tornam-se simples.

Progressivamente, as zonas de resistência, em vocês como ao seu redor, dissolvem-se e seu caminho torna-se evidência, torna-se luminoso, e, sobretudo, torna-se feliz.

O caminho da Unidade é uma via que, como seu nome o indica, está além da Dualidade.

Enquanto vocês estão na Dualidade, vocês estão no que chamam o livre arbítrio, que vocês reivindicam alto e forte.

Quanto vocês penetram as esferas da Unidade, vocês abandonam o livre arbítrio para a liberdade, o que não é verdadeiramente a mesma coisa.

Na liberdade, vocês não estão mais sujeitos à influência que vocês chamam Carma ou ação /reação.

Sua Vida é imprimida de Graça.
Ela se preenche de facilidade, de Fluidez e de Unidade.

Questão: em função de sua resposta, eu me pergundo se estou no bom caminho?

Bem amada, como você quer que algo do exterior a você lhe traga uma resposta, se isso não é recair na Dualidade?

Questão: trata-se de se voltar para Si para reencontrar sua Existência, o que é dos terapeutas?

Bem amada Semente de Estrela, muitos terapeutas, hoje e desde já vários anos, descobrem esse dilema porque, ser terapeuta é, necessariamente, estar na Dualidade.
Não pode ser de outro modo.

Agora, eu não quero dizer com isso que vocês devam abandonar, mas isso cabe a vocês.

A decisão deve vir de vocês porque, a um dado momento, o fato mesmo de levantar esta questão, sublinha a indisposição existente dentro do que vocês chamam terapêutica.

A terapêutica recorre àquele que sabe, àquele que conhece, pela oposição àquele que sofre e que não conhece.

Assim, manter caminhos de terapia, quaisquer que sejam, nesse mundo, participa, definitivamente, da Dualidade.

Eu não condeno, porque nada é condenável, obviamente.

Mas, de tomada de Consciência em tomada de Consciência, vocês chegarão, se vivem na Unidade, à mesma conclusão.

Questão: é o mesmo para os astrólogos?

Bem amada Semente de Estrela, não é proibido levar uma ajuda a alguém que lhes peça, qualquer que seja.

Agora, existe certamente tanto astrologias como astrólogos.
Tudo depende de qual é a astrologia.

É uma astrologia que vai fechá-los na personalidade descrevendo os encadeamentos ou é uma astrologia da Alma?
Ou uma astrologia Cármica que já está melhor?
Ou é uma astrologia sideral que lhes fala do Espírito e não mais da personalidade?

Aí também, tudo depende do caminho pessoal que você realizou, porque vocês deveriam ser capazes, através da terapia, como da astrologia, de liberar o outro.

Liberar o outro não é atrair sua atenção sobre as zonas de Sombra mas, bem mais, mostrar-lhe o caminho da Luz e o caminho da Unidade.

Então, naquele momento, a resposta dependerá, obviamente, do astrólogo e suas funções.

Mas não posso falar da astrologia de uma maneira geral, assim como não posso falar de tal ou tal técnica.

Elas lhes pertencem e pertencem a esse mundo, ao mundo dissociado, ao mundo da Dualidade.

Quando penetrarem as esferas da Unidade, vocês se aperceberão progressivamente que não pode existir anomalia.
Não podem existir todas as leis que conheceram e todos os sofrimentos que conheceram nesse mundo.

Vocês imaginam um Arcanjo com uma asa quebrada?
Isso é impossível.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Bem amadas Sementes de Estrelas, eu os agradeço então pela atenção e a Vibração que me prestaram.
Em troca, eu lhes trago novamente minha Radiância e a Radiância do Arcanjo Uriel.
Recebam todo nosso Amor e todas nossas bênçãos, para além das palavras, pela Vibração emitida agora, de nossa Consciência a sua Consciência.
Sejam abençoados.

... Efusão de energia...

Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. – http://leiturasdaluz.blogspot.com

______________________
(*) NOTA DA TRADUÇÃO:
No original, a palavra empregada por Anael é « adombrement », cuja tradução literal é obscurecimento, entretanto, a explicação no Wikipedia é:
“A oferta do corpo físico:
Na terminologia do esotérico, especialmente a magia branca, o obscurecimento, ou a ação de obscurecimento é um modo nobre e não forçado de possessão por uma entidade espiritual, necessariamente, muito avançada (por exemplo o obscurecimento de Cristo), com plena consciência, concordância plena (e futuro grande benefício espiritual), a entidade assim obscurecida (que exclui qualquer tipo de mediunidade de tipo inferior e, portanto, inconsciente).”

PROTOCOLO A PRATICAR - A RESPIRAÇÃO DO CORAÇÃO

MESTRE RAM - 28 de março de 2010

Mensagem de 28 de março de 2010 (publicada em 7 de maio)
DO SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Ram.
Recebam minha Alegria.
Recebam minha Paz.
Recebam minhas bênçãos.

Como de meu hábito, quando de minha vinda em sua densidade, expressar-me-ei através de palavras, através do silêncio e através da Vibração.

Minha intervenção desenrolar-se-á em dois tempos: o primeiro, que está ligado diretamente aos processos Vibratórios da Consciência em curso, atualmente, na humanidade, onde desenvolverei um certo número de mecanismos que lhes permitem traduzir e viver o Fogo do Coração no conjunto de suas estruturas etéricas, permitindo a esse Fogo do Coração tornar-se Fogo do Éter e encarnar-se, a fim de despertar e acender em vocês a terceira lareira: o Sacrum.

Como Mestre do Ar na Assembléia dos Melquisedeques, trabalho em tudo o que toca, de perto ou de longe, o Éter da Consciência humana como do planeta sobre o qual vocês estão.

Em seguida, tentarei responder, aí também por palavras, pelo silêncio e pela Vibração, às perguntas que poderei ter feito nascer em vocês, com relação ao que vou lhes dar e também com relação, de uma maneira mais geral, ao Ar e ao Fogo.

A respiração, aquela que todos conhecem, que todos conhecemos, aquela que permite simplesmente viver, efetua-se, em suas estruturas, por órgãos especializados mas também, e certamente, ao nível celular como ao nível químico.

Hoje, que vocês chegam ao Fogo do Éter, a respiração do homem modifica-se.

Esta respiração modifica-se a fim de ali incluir um novo potencial que é fazer respirar o Coração.

Certamente, responderão vocês, o Coração bate e transporta o sangue.
O Coração vibra, quando falamos do Coração espiritual.

E eu acrescentaria que o Coração respira.

Como é que o Coração respira?
É mesmo a etapa preliminar e indispensável que permite ao Fogo do Coração limitar-se, para permitir ao Fogo do Sacrum despertar-se.

A respiração é bem conhecida em várias técnicas existentes na superfície deste planeta, desde algumas formas de Yoga, passando pelas ginásticas orientais ou ainda, como técnicas mais modernas chamadas sofrologia ou outras, existentes de maneira ainda mais recente.

Os Anciões conpreenderam, de todos os tempos, que a respiração estava ligada à Consciência.

Algumas técnicas modernas permitem, criando uma hiperventilação, viver aliás modificações do estado de Consciência.

Hoje, as modificações de estado de Consciência não são destinadas a fazê-los reviver um nascimento ou um traumatismo mas, bem mais, para permitir, como disse, o Despertar do Fogo do Sacrum, num primeiro tempo.

E, num segundo tempo, a reunificação do que foi chamado a Tripla Lareira: Coroa Radiante da cabeça, Coroa Radiante do Coração e Triângulo Sagrado.

O bem amado Sri Aurobindo lhes deu um processo de respiração de boca aberta.

Esse processo da boca aberta era bem conhecido junto a vários povos primitivos e também no Egito, onde o ritual de abertura da boca permitia a passagem da Alma.

Todo o mundo conhece também, certamente, a primeira respiração e a última respiração.

Hoje, venho facilitar-lhes a nova Respiração.

Aquela que permite fazer respirar, literalmente, o chacra do Coração.

Frequentemente, as técnicas existentes vão fazê-los ancorar a respiração no abdomen ou, ao contrário, hiperventilar na parte alta ou ainda praticar respirações alternadas pelas narinas, técnicas perfeitamente conhecidas no Pranayama.

Hoje, venho realmente falar-lhes de um novo Sopro, de uma nova respiração.

Pelo silêncio e a Vibração, agora, eu os deixo impregnarem-se dessas algumas palavras antes de entrar no que é a nova Respiração.

... Efusão de energia ...

Caros irmãos e caras irmãs na humanidade, continuemos.

Vocês não ficaram sem observar que em seus períodos de alinhamento, sua respiração se faz mais leve, mais superficial e que, para alguns de vocês, ela dá mesmo a sensação de parar.

Além desta etapa, existe uma etapa em que vocês vão dirigir a respiração por sua própria Consciênciam, abrindo a boca, assim como o disse Sri Aurobindo, e colocando sua Consciência sobre o Coração, ao mesmo tempo em que sobre o ritmo respiratório que se escoa por sua boca.

Vocês vão, por sua própria Consciência, alquimizar esta respiração de boca aberta, com a Consciência colocando-se sobre o chacra do Coração e muito rápido, e vocês podem realizá-lo agora, vocês constatarão que o batimento do Coração cede o lugar para a respiração do Coração.

Realizemos isso no silêncio e pela Vibração, antes de ir mais longe.

Simplesmente estar consciente da respiração e da pulsação do Coração e do chacra do Coração.

... Efusão de energia ...

Este exercício, que vocês podem realizar ao lazer, sem para tanto, mesmo, estar na meditação, permitir-lhes-á muito rápido aceder à respiração do Coração, que permitirá, por um lapso de tempo variável e depois de um lapso de tempo variável para cada um de vocês, passar o Fogo do Éter ao conjunto do corpo e no Sacrum, realizando o processo chamado pelo bem amado Sri Aurobindo « switch da Consciência ».

Este processo é direto e rápido, ou mesmo instantâneo, que permite, da Consciência dual, ir para a Consciência Unitária.

Realizemos isso no silêncio e na Vibração.

... Efusão de energia ...

Realizando isso, além mesmo do switch da Consciência e talvez a ativação do Fogo do Éter em seu corpo inteiramente, alguns de vocês percebem as ressonâncias ao nível do Sacrum.

Quaisquer que sejam as percepções durante esta prática, permaneçam centrados na respiração do Coração, boca aberta ainda, no silêncio e na Vibração.

Ainda uma vez, recomecemos juntos.

... Efusão de energia ...

Continuemos.

Aqueles de vocês os mais sensíveis perceberão, além do Fogo do Éter e do Fogo do Sacrum, um ponto de Vibração importante, atrás da cabeça, na sua parte baixa.

Esse ponto, alguns de vocês talvez leram ou sentiram, foi chamado o ponto ômega, chamado também nas tradições populares, quaisquer que sejam «o olho do guerreiro», aquele que permite ver atrás de si e portanto retornar a Consciência do exterior para o interior, da frente para trás.

Esse processo respiratório participa da reversão.

Aquele que lhes permitirá passar da respiração desse mundo, para a respiração no Ilimitado.

Pela Vibração, no silêncio, respiremos.

... Efusão de energia ...

Caros irmãos e irmãs nesta humanidade, passemos agora à segunda parte de minha Presença entre vocês.

Se há questões relacionadas a esse processo, eu os escuto.

Questão: é normal que, agora, a respiração se acelere e que se tenha muito calor?

Boas vindas no Fogo do Éter.

Questão: durante esse processo de respiração, pode haver um movimento da cabeça e algumas zonas do cérebro que são ativadas?

Caros irmãos e caras irmãs, isso é completamente lógico.

O processo, permanecendo muito simples de se trabalhar, desencadeará inevitavelmente percepções novas no corpo, que é seu Templo Interior.

As Vibrações novas ativar-se-ão e acender-se-ão.

O ritmo poderá acelerar-se também, assim como o ritmo cardíaco.

As Vibrações ativar-se-ão também ao nível do Sacrum e percorrendo o corpo.

A Consciência, pela mobilização da Respiração deste modo, pode literalmente guiar o Fogo do Éter em vocês, como se, e isso é real, vocêr tocassem uma harpa, e esta harpa é seu próprio corpo.

E os dedos que fazem vibrar as cordas são o olhar de sua Consciência.

O processo participa de seu papel Criador, de sua realidade.
Isso é muito lógico.

Questão: é preciso centrar a atenção sobre o Coração órgão, o Coração chacra ou os dois?

Trata-se sobretudo da mesma região de espaço de seu corpo.

O importante sendo a atenção da Consciência sobre esta região do corpo, que esta região seja assimilada por sua Consciência a seu aspecto físico, à sua contrapartida etérica, ao chacra ou ao Coração espiritual.

O que é importante, é a colocação da Consciência neste espaço sagrado do Coração, englobando todos os Corações e o chacra presentes naquele nível.

Questão: é preciso inspirar e expirar pela boca?

Nada há a decidir, simplesmente abrir a boca.

O ar poderá passar indiferentemente pela boca ou pelo nariz, para inspirar como para expirar.

Questão: quando, durante esta respiração, tem-se a impressão de adormecer, isso pode corresponder ao switch da Consciência?
Inteiramente.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.
Caros irmãos e irmãs nesta humanidade encarnada, eu lhes transmito minha Paz e minhas bênçãos.
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. – http://leiturasdaluz.blogspot.com

27 de mar de 2010

UM AMIGO – 27 de março de 2010

Mensagem de 27 de março de 2010 (publicada em 7 de maio)
DO SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Um Amigo.
De meu Coração a seu Coração, recebam gratidão por sua Consciência e agradecimentos por sua Presença.
Para aqueles de vocês que não leram, nem ouviram, eu sou um dos 24 Anciões que encarnou há um século.
O conjunto de minha Vida fois estar centrado na vivência da Consciência, e no que não era ela, num corpo de densidade.

Também intervenho nesta época, em sua Humanidade, assim como o conjunto dos 23 outros Anciões, a fim de favorecer a emergência da Consciência Unitária e da unificação da Consciência nos espaços unificados, para além da Consciência dissociada que existe nesta Humanidade.

Para além das palavras e de sua aparência, a Vibração trazida por minha Presença, em sua Presença, trabalhará, se vocês o desejam, para aproximá-los de seu estado de Unidade, de seu estado de Existência, por intermédio da Vibração e da Luz.

A Luz é Vibração, a Luz é Consciência.
O Templo Interior o sabe.
E o Templo Interior o vive, porque a hora chegou, porque o momento é agora, e, juntos, de meu Coração a seu Coração, vamos penetrar mais adiante, pelas palavras, pelas suas perguntas, na Consciência e na Unidade.

Para além das palavras que emprego (e como o disse quando de minha primeira vinda, que tento esculpir para adequá-las com a Consciência da Unidade), juntos, vamos avançar, juntos, vamos comunhar e, juntos, vamos compartilhar.

Irmãos e irmãs nesta Humanidade, vocês foram preparados para viver o que vivem.
Cada um de vocês, a seu ritmo, em sua frequência, vive as transformações prometidas e anunciadas há tempos imemoráveis em todas as tradições.
O momento é agora.
O momento está presente em seu Templo Interior, nesta densidade, como na superfície de seu mundo.
Nós, as Consciências unificadas, tanto os 24 Anciões, como o Conclave Arcangélico e o conjunto de Forças Intergalácticas da Luz, estabelecemos o contato com sua Consciência, com sua Unidade.
O que vem é Unidade. Nós a clamamos e declamamos para vocês.
O que vem a vocês é Alegria, o que vem a vocês é a Eternidade reencontrada, a inscrição em sua Unidade que se restabelece, se a aceitam.

Não existe qualquer barreira que seja diante do estabelecimento de sua Unidade.
Nós preparamos, e vocês prepararam, esses momentos.

Hoje, lhes é possível viver já nesta densidade na unificação da Consciência, na Consciência Una e Unificada, para além das vicissitudes desta dimensão.

Então, irmãos e irmãs, juntos, pela Vibração e pelas palavras, em relação a suas perguntas, vamos continuar a elevar, a comunhar e a unificar.

Questão: pode nos falar do papel de Shamballa nos tempos atuais?

Cara irmã, convém, previamente, que me diga o que há, para você, na palavra Shamballa.
Porque essa palavra, de origem oriental, abrange de fato inúmeras realidades, por vezes muito diferentes.

Questão: como forma de nível intermediário da Luz ou passagem obrigada da Luz em 3 níveis para que esta Luz possa atingir a Humanidade.

Cara irmã, Shamballa, sem prejulgar seu estado Vibratório, é efetivamente uma ponte e um retransmissor.
Existem vários Shamballa, situados em espaços e em tempos diferentes, assim como em espaços multidimensionais diferentes.
Esses espaços e essas dimensões estão ligados a Agartha, povo do Intraterra que governa, a seu nível, a manutenção da coesão de sua Dimensão, tendo permitido a ela subsistir, quaisquer que fossem as vontades do que foi chamado as forças opostas à Luz Vibral, para que finalmente vocês pudessem viver o que vocês vivem.

Existem numerosas pontes e numerosos retransmissores.
Entretanto, existe apenas um caminho que é a Verdade e a Vida, pronunciado por um ser que foi Cristo.
A Luz necessita de pessoas, a Luz necessita de entidades, a Luz necessita de Dimensões servindo de pontes e de interações para penetrar até vocês.

Hoje, lembrem-se que vocês são a Luz e que vocês são Unidade.
Não há necessidade de nada além de sua própria Presença a vocês mesmos em sua Unidade.
Vocês não tem nada a seguir além de vocês mesmos.
Porque, enquanto vocês seguem outra coisa além de vocês, vocês não se seguem, e vocês não estão em acordo Vibratório com o que vocês são.

O conjunto da Confederação, o conjunto dos Conclaves, o conjunto dos Anciões e o conjunto dos Antigos nada podem se vocês não seguem a vocês mesmos primeiramente na Unidade, na Verdade e na Luz.
Existem numerosos planos Vibratórios que jogaram pontes, intermediários, para chegarem na etapa de hoje.
O conjunto do Conclave Arcangélico realizou um trabalho de reunificação com sua Existência, permitindo, se vocês o desejam, vivê-lo.
Mas, assim como o disse e repetiu o Arcanjo Miguel, apenas vocês podem realizar essa junção, esta Unificação com uma parte de vocês mesmos que é a parte da Luz, a parte da Unificação de sua própria Consciência com vocês mesmos.

Nesse trabalho, é um trabalho que realizam de vocês para vocês e com nenhum outro intermediário e com nenhuma outra possibilidade.
Apenas vocês podem reunificá-los a vocês mesmos.
Apenas vocês podem abrir a porta.
Apenas vocês podem acolher e recolher a Luz e o Mestre da Luz.
O que está acima é como o que está abaixo.
O que está fora é como o que está no Interior.
Vocês não devem, e isso não é uma injunção, obviamente, mas um conselho de meu Coração para seu Coração, vocês não devem crer em nada mais além de vocês mesmos.
Obviamente, o vocês mesmos de que falo é sua Consciência Unificada e em vias de Unificação.
Shamballa é importante, Yerushalaim é importante, os Arcanjos são importantes, eu sou importante, mas nada é mais importante que vocês e vocês mesmos.

Questão: como terapeuta posso ajudar, à distância, com a Luz?

Cara irmã, até o momento, o conjunto de maneiras de guiar e ajudar, àqueles que vocês chamam irmãos e irmãs, recorriam às leis da dualidade, às leis do bem pelo bem, para se opor ao mal.
Hoje, a melhor maneira de ajudar seus irmãos, conhecidos ou não, é assentar em vocês a Luz.
A intenção deve permanecer e deve residir, no estabelecimento da Luz.
A melhor ajuda que vocês podem fornecer à Humanidade é estar em sua Luz e fazer crescer em vocês a Luz Vibral, a Consciência e a Vibração.
Assim que saem de sua Unificação de Consciência, mesmo através do que chamam o Serviço e a ajuda, que é fundamental, vocês se afastam do Serviço e da ajuda.

Apenas no estabelecimento de sua própria Luz, no estabelecimento de sua Consciência unificada é que vocês participam das leis de Unificação e da Verdade.

Obviamente, o ser humano tem a tendência, quando descobre o que vocês chamam os mundos espirituais, de querer ajudar, de querer servir.
Mas, geralmente, o que quer servir e ajudar não é a Consciência unificada, mas a Consciência da dualidade.

Viver e descobrir a Unificação da Consciência, dentro da Vibração da Existência, em suas estruturas, em seu Templo Interior, permite compreender a Verdade e a realidade do que acabo de enunciar.

Vocês devem sair do querer ajudar para ajudar em Consciência e em Unidade.
Ser é Ser.
Fazer não é Ser.
Ser e fazer.
A partir do momento em que vocês entram no Ser, tudo se faz pela Inteligência da Luz, pela Verdade da Luz, mas sem intervenção de qualquer vontade que seja refinada na personalidade.

O trabalho o mais importante é aquele da Unificação, aquele do estabelecimento da Verdade em suas estruturas, em sua Consciência, porque tudo decorre daí.

Hoje, mais do que nunca, e nos dias que vem, e nas semanas que vem, vocês devem afirmar e estabelecer esta Luz pela Vibração da Consciência, pela Vibração da Existência penetrando a personalidade.

Assim como vários de vocês o vivem neste planeta, percebem e sentem a ativação de novos circuitos Vibratórios, bem além dos chacras, bem além dos círculos Vibratórios que conhecem, estabelecendo em vocês uma nova Verdade e um novo estado de Ser.

Nesse novo estado de Ser, tudo está presente.
Basta, naquele momento, alinharem-se com vocês mesmos, com a Unidade, e o conjunto da Humanidade será ajudado.
Nada há de mais belo do que a descoberta da Consciência.
Nada há de mais verdadeiro e mais essencial do que estabelecerem-se na Luz.

Questão: em 17 de março Miguel falou do Fogo do ego. Poderia desenvolver?

O Fogo do ego é aquele que resiste ao Fogo do Coração.
É um fogo por atrito que os afasta da Verdade e os afasta do Fogo do Éter.
Hoje, vocês entraram no estabelecimento nesta Terra, como na Consciência, do Fogo do Éter.
O Fogo do Éter é deixar agir o Éter em vocês, deixando agir em vocês a Tripla Radiação recebida desde mais de um ano, permitindo-lhes elevar o Kundalini, permitindo-lhes reunificar o que é chamado as Triplas Lareiras: Coroa Radiante da cabeça, Coroa Radiante do Coração e Triângulo Sagrado.

A reunificação dessas Três Lareiras se faz pelo abandono à Luz, abandono à Inteligência da Luz e abandono de sua Consciência dissociada pela penetração na Consciência unificada.

O Fogo por atrito, assim como o disse Miguel em 17 de março, são apenas as resistências que existem mesmo em sua dualidade, limitando a expressão do Fogo do Coração e limitando a expressão do Fogo Sacrado que existe no Triângulo Sagrado.

Esse Fogo por atrito, vocês o observam na Humanidade que recusa a Unificação da Consciência.
Vocês o observam a seu redor.
É apenas resistência, esse Fogo do ego, ao estabelecimento do Fogo do Coração.
O Fogo do Coração é Amor, o Fogo do Coração é posse, inteiramente, de sua Consciência dissociada por sua Consciência da Existência, permitindo o estabelecimento, em vocês, de sua Consciência Unificada.

O Fogo por atrito, ou Fogo do ego, induz cólera, induz combate, induz luta e induz o que vocês observam como resistência, neste planeta, ao estabelecimento da Luz.
Mas esse Fogo por atrito que existe não tem que afastá-los do Fogo do Coração.

Vocês ainda tem todos, em vocês, seres humanos encarnados, esse Fogo por atrito mas, progressivamente e à medida em que deixam o Fogo do Coração invadí-los, esse Fogo do Espírito percorrê-los, vocês chegarão ao Fogo do Éter e, muito em breve, ao Fogo da Terra, permitindo abraçar, literalmente, o que poderia ainda se opor ao estabelecimento de sua própria Unidade.

Mesmo dentro do Fogo do Coração, vocês descobrem espaços de Consciência onde não há nem luta, nem problema, nem dualidade, onde tudo se estabelece sob os princípios da facilidade, sob os princípios da Unidade e sob os princípios da Inteligência suprema da Luz Unitária.

Questão: os seres do Intraterra vão se manifestar, quando e por que?

Irmão, os povos do Intraterra são numerosos, existem em vários lugares nesta Intraterra.
Suas funções são numerosas. Não são todas as mesmas.
Sua manifestação está ligada a sua elevação.
Progressivamente e à medida em que vocês penetrarem as esferas da Existência pela Consciência Unitária, vocês se aperceberão que o que lhes estava escondido aparecerá a seus sentidos, à sua Consciência e, em particular, à sua vista.

Seu papel é múltiplo. Entretanto, o papel essencial foi permitir a coesão e a manutenção de sua chama Divina, a manutenção de sua Existência, a fim de que vocês não sejam mais dominados para a eternidade nesta Criação.

Esse foi seu papel, ele foi realizado, nós agradecemos como vocês agradecem a eles.

Eles manifestar-se-ão no momento vindo, como o conjunto de Forças da Confederação Intergaláctica.

Agora, há apenas muito poucas barreiras para o estabelecimento desta conexão, que será uma junção.
A junção das dimensões está quase inteiramente realizada em sua Verdade, mesmo em sua dualidade.
Vocês a percebem, em vocês, individualmente, como o conjunto da Humanidade, coletivamente, o perceberá.
Há ainda um certo número de ilusões, um certo número de elementos desviados em sua manifestação, referentes à organização mesmo do que vocês chamaram espiritualidade, religião, que estão caindo, atualmente, a fim de revelar-lhes ainda mais à Verdade do que vocês são e não do quiseram fazê-los crer.

As palavras empregadas pelo Arcanjo Miguel, Sementes de Estrelas, filhos da Lei do Um, exprimem, no plano Vibratório, a realidade do que vocês são.
Vocês não são esse corpo.
Enquanto vocês estão identificados em Consciência a esse corpo, vocês são prisioneiros desta matriz.
Vocês não são esse corpo, mas são uma Consciência que habita esse corpo.
Sua Consciência está bem além do que vocês podem crer ou ainda perceber.

Questão: como reconhecer o que foi chamado um « mau rapaz », de uma pessoa que rejeita a Luz por ignorância?

Cara irmã, a resposta é simples.
Há espaços comuns de Vibração.
Os espaços comuns de Vibração fazem com que, a partir do momento em que a Consciência está unificada no Templo Interior, em que a Coroa Radiante do Coração está ativada, a resposta se faz por si, pela Vibração do Coração.

Não há portanto reconhecimento intelectual possível, mas uma ressonância Vibratória.

A partir do momento em que vocês estão frente a uma outra Consciência, o que acontece ao nível do Fogo de seu Coração?
A Coroa Radiante do Coração é resposta por si.
Haja a Vibração, ou não haja Vibração.
Agora, é necessário aceitarem que aqueles a quem chamamos os maus rapazes (ainda chamados os filhos de de Bélial ou os filhos da divisão), eles mesmos são geralmente portadores de uma alma que é a mesma Semente de Estrelas que a sua.
É nesse sentido que vocês não tem nem que julgar, nem que condenar, mas aceitar que a Coroa Radiante do Coração possa, junto a alguns seres, não ser acesa.

Porque esse é seu caminho e, participando da Unidade e da Unificação de sua Consciência, vocês aceitam e permitem que eles sigam seu caminho.

O reconhecimento é um reconhecimento Vibratório, o que não é um reconhecimento de julgamento, nem de evitamento.

Para terminar a questão, a segunda parte.
Aqueles que estão ainda na ignorância da Luz, são aqueles que vivem ainda fogos por atrito, qualquer que seja a manifestação.
A diferença é essencial.
Os maus rapazes conhecem, por sua história, a Luz, mas a recusam.
Não há aí portanto ignorância, mas recusa.

A Vibração percebida ao nível da Coroa Radiante do Coração falar-lhes-á, naquele momento.
Se há ignorância, vocês verão no outro o Fogo por atrito, mas vocês sabem que a Coroa Radiante do Coração estabelecer-se-á, enquanto que naqueles que são chamados maus rapazes (relativamente raros em sua Humanidade, mas vocês arriscam pouco encontar, apesar de tudo), estes estão na recusa da Luz e farão, em sua Coroa Radiante do Coração, vibrar esta Coroa Radiante num modo de desaparecimento.

Questão: como superar o mental?

Cara irmã, eu dei, há poucos dias de seu tempo Terrestre, um ensinamento essencial, que chamei o Yoga Celeste, que permite, justamente, acalmar os elementos do Fogo por atrito em vocês (nota: a qual encontrarão, na rubrica « protocolos » de nosso site, um extrato que foi solicitado divulgar, intitulado « reunificação das 3 Lareiras ») (*).

Mas, já, o fato de aceitar a Vibração, em seu Templo Interior, para todos aqueles, inúmeros pelo mundo, que viveram os Casamentos Celestiais, lhes permite já identificar a Vibração vinda de seu mental e discriminá-la da Vibração que vem da Unidade.
Já é um primeiro ponto e é enorme.

O conjunto de conhecimentos que dei através desse Yoga Celeste lhes será muito útil para permitir trabalhar em sua própria reunificação, no corpo de Existência, vivido mesmo na personalidade.

Passar na Existência, passar na Vibração da Consciência Unitária faz calar o mental muito mais facilmente que as técnicas que lhes foram propostas até o presente na superfície desta Terra.

Assim, portanto, paciência, vocês terão em breve tudo isso à disposição.

Questão: quais são os nomes dos 24 Anciões, e qual é seu papel?

Seu papel é essencial mas nem mais nem menos que Maria, nem mais nem menos que o Mestre da Luz, nem mais nem menos que os Arcanjos.

Cada um trabalha em um nível Vibratório preciso, correspondente a seu estado dimensional.

Os nomes dos 24 Anciões, isso me é difícil revelar um por um.

Alguns dentre eles lhes são conhecidos.
Outros ser-lhes-ão conhecidos proximamente.

Essas 24 Consciências são Consciências Unificadas que viveram, que experimentaram a encarnação, porque é essencial conhecer a encarnação para poder evitar as armadilhas.

Os Arcanjos intervêm a um nível Vibratório, o mais frequente, que não tem muito a ver com o que vocês vivem nesta Dimensão.
Eles não conhecem apenas os funcionamentos os mais elevados, mas absolutamente não as armadilhas que foram construídas pelas forças Arcônticas há 300.000 anos e que falsificaram a Luz. Coisa que conhecem os 24 Anciões.

Os 24 Anciões são agrupados por afinidade Vibratória, correspondente a sua última encarnação, dentro dos elementos.
Suas funções são extremamente precisas.
Eles são os reajustadores da Luz.
Eles adaptam permanentemente a Vibração e a ligação à Fonte, em função das respostas da Humanidade ao impulso da Luz.

Questão: como se articula o papel dos Anciões com aquele dos Arcanjos?

A melhor imagem que posso dar (porque efetivamente uma imagem, mas a realidade é bem mais complexa, mas vocês podem se satisfazer com esta imagem): no centro reina Maria, acima de Maria está o Mestre da Luz, acima do Mestre da Luz está a Fonte.
A primeira onda é constituída dos Quatro Pilares chamados os Hayot Ha Kodesh ou Quatro vivos.
A segunda onda, ou segundo círculo concêntrico, é constituído dos Sete Arcanjos que entregaram, como o sabem, suas chaves a Maria.
Para além dos Sete Arcanjos reina o que vocês conhecem apenas muito pouco, porque o momento não havia chegado para lhes revelar sua Presença, aqueles que foram chamados as Doze Estrelas de Maria.
Para além das Doze Estrelas de Maria, reina um círculo concêntrico ainda mais amplo que aquele dos 24 Anciões.
Para além desta estrutura se arranja, num plano Dimensional diferente, o conjunto de Forças Intergalácticas da Luz.
Imaginem-as como as ondas concêntricas propagando a onda que vem do centro, a onda do centro sendo aquela da Fonte, aquela do Mestre da Luz e, no mais próximo de vocês, aquela que foi chamada a Criadora do Céu e da Terra, Maria.

Questão: poderia nos definir a Luz?

A Luz que vocês vêm não é a Luz.
A Luz que vêm é uma falsificação da Luz.
Porque a Luz que vêm e que os clareia e que os mantém na Vida, o sol, deixa também passar algumas Sombras ligadas a esta densidade, a esta densificação.

As partículas que vocês chamam Luz, em sua dimensão, fótons, estritamente nada tem a ver com as partículas que nós, de nossa Dimensão, chamamos Luz.

O espectro da Luz visível não é a Luz mas é uma redução da Luz real.
De acordo com as dimensões, as partículas que povoam as dimensões são profundamente diferentes e são chamadas, no entanto, nessas dimensões, Luz.

Os raios gama, os raios X são da Luz em um outro estado Vibratório.
As partículas (algumas ainda lhes são desconhecidas nesta Dimensão) participam no estabelecimento da Luz e na manutenção da Luz.
Um resumo lhes foi dado, e recebido por vocês, pelo Arcanjo Miguel e pelo conjunto do Conclave e pela própria Fonte.

A Luz é Vibração. A Vibração é Luz.
A Luz é Consciência.
A Luz Unificada é uma Luz cuja disposição estritamente nada tem a ver com a organização mesmo do que vocês chamam a Luz, nesse mundo (corpúsculos ou ondas ou ainda formas etéricas chamadas Prana).

A Luz de que falamos, a Luz que vocês vivem em suas Coroas, nada tem a ver com a Luz desse mundo.
A Luz é, antes de tudo, Vibração.
A Luz é, antes de tudo, Consciência.

Questão: as bandas de Luz azul que podemos ver por vezes fazem parte desta Luz?

Sim.
O filtro de sua Consciência dissociada capta, em alguns momentos, certos estados Vibratórios específicos, que podem apresentar-se sob forma colorida, quer vocês tenham os olhos fechados ou abertos.
A Luz azul pálida, aquela que foi inicializada pelo bem amado Sri Aurobindo, em 8 de dezembro de seu ano passado, é aquela que vocês captam.

Questão: nossa evolução para a Luz transforma as células de nosso corpo?

Esse é o objetivo.
Aqueles a quem chamamos, com vocês, os maus rapazes, tentaram, desde mais de 30 anos, de diferentes modos, diminuir o fluxo de Luz que chega até vocês.

Questão: De onde vêm essas partículas e esta Luz?

Vocês o sabem, o Arcanjo Miguel lhes revelou: elas vêm do sol central da galáxia chamada Alcyone, uma das filhas das Plêiades, sede e residência da Fonte.

Elas vem da Radiação do Ultravioleta que foi inicializada há mais de um ano pelo Arcanjo Miguel.
Elas vem da Radiação do Espírito Santo retransmitida de Sirius, em relação direta com Maria.
Agora, o efeito da Luz é importante.
Não creiam que a Luz não age sobre suas estruturas físicas, bem ao contrário.
A Luz de Dimensões outras que a sua tem chegado agora até o Éter e, em breve, até a Terra.

Ela induz transformações celulares, assim como o bem amado Sri Aurobindo compreendeu e viveu, assim como numerosos cientistas o compreenderam e descreveram.

A Luz penetra seu cérebro, ela lhe modifica as ondas.
Ela penetra também em suas células e, sobretudo, no DNA.
Os raios, em parcicular gama, tem poderes de transmutação de seu DNA, permitindo restituir-lhe sua dimensionalidade, da qual vocês foram privados.

Isso foi retardado de maneira considerável por diversos meios, dos quais os mais comuns, hoje, são as vaporizações de substâncias na alta atmosfera, que limitam a influência dos raios gama.
Mas isso não está mais em curso e em breve não terá mais lugar.

A Luz chega mesmo assim e, cada vez mais, até suas células e até sua Consciência dissociada.

Questão: como se pode, em Consciência, purificar o ar que respiramos?

O ar que respiram é um ar afetado por inúmeras partículas em suspensão.
Mas a respiração a mais importante, como descobrem em seus espaços Vibratórios, em suas meditações, é uma respiração que se faz de modo diferente.
Vocês começam literalmente a respirar o Éter.
Alguns de vocês o percebem quando das meditações de 19h (hora francesa – 14 h em Brasília) ou quando de seus alinhamentos, porque, naquele momento, a frequência cardíaca põe-se a respirar, suas células põem-se a respirar e vocês começam a tomar sua respiração na Luz.
Isso corresponde à aproximação real de seu corpo de Existência.
Não se preocupem com os poluentes existentes.
Eles não podem nada contra a superioridade da Consciência.
A Consciência Unificada tem as capacidades de tudo resolver, absolutamente tudo.

Questão: quem é o Mestre da Luz?

Cristo. Cristo exterior e Cristo Interior, chamado, na linguagem Vibral matricial: KIRISTI.
Não é aquele que construíram algumas religiões.
Ele é a Verdade da Consciência Unificada, ele é o Caminho, a Verdade e a Vida.
Ele é vocês, em uma outra Dimensão.

Questão: há diferentes Dimensões sobre nosso planeta Terra?

Há várias Dimensões existentes na Consciência da Terra, igualmente como há várias Dimensões existentes mesmo em sua estrutura atualmente: há o conjunto de suas estruturas sutis que pertencem ao corpo de personalidade; do mesmo modo, existe uma estrutura de Existência entrando em ressonância com sua Consciência dissociada.
Do mesmo modo, na superfície da Terra e, sobretudo, ao nível do Intraterra, existem dimensões de Existência ou de Consciência Sagrada de Gaia, ou de Nebadon, permitindo a ela juntar-se a sua Dimensão original chamada Tiamat.

Questão: devemos ainda nos preocupar pela água do planeta?

Cara irmã, preocupar-se é um funcionamento ligado à dualidade.
É-lhes solicitado integrar os espaços da Alegria, manifestar e viver a Alegria, porque a Consciência Unificada é Alegria.
Não se esqueçam jamais que as forças opostas à Luz tudo têm feito para atraí-los nas preocupações. Quer seja a saúde, a doença. Quer seja a economia ou outro.
Enquanto há a projeção da Consciência no que vocês chamam preocupação, ela os afasta da Consciência Unitária.
A solução não está na ação/reação mas na ação da Graça.
A ação da Graça é Alegria.
Ela está ligada à vivência da Consciência Unificada em vocês mesmos.
A solução está aí e em nenhum outro lugar.
Isso não quer dizer desinteressar-se das problemáticas existentes, isso quer dizer transmutá-las pela Consciência Unificada.

O princípio de atração e de ressonância manifestará sempre à sua própria Consciência o que vocês pensam.
Se vocês pensam Luz, a Luz vem a vocês.
Se vocês pensam Existência, a Existência chega em vocês.
Se vocês pensam em problemas, problemas chegam em vocês.

Aquilo em que vocês resistem, persistirá e permanecerá.
A Luz é abandono, não fuga, não demissão, mas, bem ao contrário, responsabilização na Unificação.

Questão: por que a Consciência Crística foi falsificada?

Cara irmã, essa é uma muito longa história.
Não me cabe, e caber-me-á cada vez menos, intervir sobre dados históricos.
O importante não é o conhecimento que vocês podem adquirir nas palavras, mas o conhecimento da Luz.
Porque, nela, todas as respostas ali estão, sem exceção.
Meu objetivo não é, hoje, e será cada vez menos, levá-los nos conhecimentos ligados ao passado.
O objetivo é a reunificação. A reunificação lhes dará todas as respostas sem exceção.
E, de resto, posso lhes assegurar que, quando estiverem estabelecidos inteiramente em sua Consciência Unificada, não haverá mais qualquer questão.
A Consciência unificada é Alegria.
A Consciência unificada é sair da matriz.
Sair da matriz é o objetivo, hoje.

Questão: poderia nos falar das crianças chamadas diamante?

Existem hoje, sobre a Terra, encarnadas, inúmeras crianças que tiveram diferentes denominações: crianças índigo, crianças cristal e crianças diamante.
Elas pertencem a Dimensões que não tem mais que viver a totalidade da programação da matriz quando da reencarnação, sobretudo desde um número muito restrito de anos.
Não vamos, aí também, desenvolver as características dessas crianças.
Elas são conhecidas e descritas em numerosas obras de sua Humanidade.

Questão: a inversão dos polos serve para nos fazer sair da matriz?

Cara irmã, a inversão dos polos já ocorreu numerosas vezes, sem, no entanto, permitir-lhes sair da matriz.
A inversão dos polos encerra um ciclo. Há a reversão.
Do mesmo modo que há reversão em sua Consciência atualmente, da Consciência dividida da personalidade para a Consciência da Existência.
Do mesmo modo, Gaia vive, ela também, sua reversão, que é Translação Dimensional.

Mas hoje, neste final de Humanidade obviamente, haverá, ao mesmo tempo, liberação da matriz.

O conjunto de camadas isolantes da Fonte foi dissolvido e está em vias de dissolução total mesmo nesta dimensão dissociada que vocês percorrem.
Assim, portanto, a liberação está em curso.

Um certo número de veículos de Existência estão a caminho agora, vibratoriamente, até vocês, porque não estão mais prisioneiros no sol.

Vocês tem a viver não as explicações (que são bem reais e completamente científicas, como vocês as chamam), mas a viver a quintaessência em sua Consciência.
Isso apenas pode realizar-se pelo silêncio mental.
Isso apenas pode realizar-se pelo alinhamento com a Verdade, com a Beleza, com a integridade e com a honestidade.

Questão: quando não houver mais a 3ª Dimensão dissociada, o sol que vemos vai mudar e, em particular, continuará a fazer a Sombra?

Nos mundos Unificados, para além da 3ª dimensão, a Sombra, tal como a concebem, não existe.
A qualidade intrínseca dos mundos multidimensionais é a transparência.
Isso não quer dizer ausência de corporalidade, mas transparência no sentido da ética, da honestidade e da qualidade da Luz.
Na nova Dimensão, mesmo dos mundos de 3ª Dimensão Unificada, nasce o que é chamado um novo sol.
O 5º sol deixará o lugar ao 6º sol.
É o que vocês estão vivendo atualmente.

Questão: a saída da matriz far-se-á de modo caótico com perturbações ou numa forma de facilidade?

Tudo dependerá onde estrá colocada sua Consciência.
Se vocês estão na Consciência Unificada, terão o ponto de vista da borboleta.
Se estão na Consciência dissociada, viverão a morte da lagarta.
Assim, portanto, a mesma realidade, a mesma Verdade, será vivida diferentemente segundo, unicamente, o estado de Consciência no qual vocês estiverem.
Se vocês estão na Consciência Unificada ou na Consciência da Existência, vocês viverão então a Felicidade, a Alegria, o Maha Samadhi que lhes permitirá evitar os tormentos que chamam perturbações

Não temos mais perguntas, agradecemos.
Bem amados irmãos e irmãs, de meu Coração a seu Coração, eu lhes transmito minhas bênçãos e meu Amor e lhes digo até muito breve.

Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. – http://leiturasdaluz.blogspot.com

(*) NOTA DA TRADUÇÃO: até este momento, não havia publicação desse protocolo mencionado como « reunificação das 3 Lareiras », mas sim o da “reunificação dos 5 corpos”, já publicado aqui no blog