Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

14 de mar de 2010

UM AMIGO - 14 de março

mensagem de 14 de março - publicada em 24 de março de 2010
DO SITE AUTRES DIMENSIONS

ÁUDIO:
http://www.dailymotion.com/video/xcqcby_un-ami-14-3-10_webcam


Meus irmãos e irmãs, recebam minhas homenagens.

Chamem-me « Um Amigo », como espero que vocês se tornem meus amigos.

Eu sou um dos Melquisedeques. Venho, nesta densidade e nesse canal, desde pouco tempo.

Venho essencialmente falar-lhes da Consciência, de sua Consciência. Sua Consciência que, atualmente, literalmente sobrepõe dois aspectos da Vida, dois aspectos da manifestação.

Um aspecto que lhes é conhecido, que é aquele de sua consciência comum, habitual, aquela que experimentam, desde seu nascimento, nesse mundo e uma nova Consciência, de outro modo mais ampliada, de outro modo mais vasta que aquela que conhecem bem.

Venho lhes falar também da Luz. A Consciência e a Luz são Vibração. A Luz é Consciência e a Consciência pode tornar-se Luz.

A consciência comum, aquela que conhecem, não é Luz. Ela é ação e reação, ela é jogo permanente entre a Sombra e a Luz.

A nova Consciência, aquela que alguns de vocês começam a viver, a experimentar e a percorrer, é a Consciência da Luz, onde não existe qualquer separação, qualquer divisão e qualquer contradição.

Se vocês estão aqui, concluo, muito logicamente, que o que vocês procuram é esta Consciência nova e a Luz, para além do jogo da Sombra e de Luz.

A Luz chamada Unidade é Unitária, em relação, portanto, com a Consciência Unitária.

Sua consciência habitual tem o hábito de funcionar segundo as regras do antagonismo da ação, da reação, do amo e não amo, enquanto que vocês ouviram dizer (e talvez experimentaram) a Consciência nova, aquela que o bem amado Sri Aurobindo chama, e a chamou em sua vida, o supramental.

Esta Consciência que vem para vocês (e que é vocês, em um outro momento, em um outro espaço) é uma Consciência que não conhece a oposição.
Esta Consciência nova está marcada pela transparência, pela integridade, pela benevolência, pela equidade e pelo sentimento bem real de pertencer ao universo e não mais somente a esse mundo.

As portas se abrem, como sabem.
Os Arcanjos, e em particular o Arcanjo Miguel, trabalhou, com vocês, a fim de permitir a algumas portas se abrirem.

A Consciência nova oferece-se a vocês e entrega-se a vocês a fim de lhes permitir, a seu ritmo, experimentar o que é esta Consciência nova, vivê-la, manifestá-la e apreender seu alcance e seus efeitos.

Intervirei numerosas vezes, em seu trabalho de abordagem da Luz e desta Consciência nova.
Muitos elementos lhes foram já dados e transmitidos, quer seja por Sri Aurobindo ou ainda pelo Arcanjo Anael, em particular sobre as condições prévias e propícias ao estabelecimento da Luz em vocês.

Também, quando da conexão (ou antes, da reconexão a esta Consciência Unitária) de um certo número de fenômenos Vibratórios que muitos de vocês aqui vivem e experimentam de forma descontínua ou em ou permanência.

O Fogo do Coração é uma das manifestações.

Em breve, assim como disse em minha intervenção anterior, um certo número de ajustamentos desta nova Consciência manifestar-se-ão em sua densidade e mesmo nesse corpo físico que vocês exploram e habitam.

A Luz que vocês procuram não é desse mundo. Ela passa obrigatoria e necessariamente por uma percepção consciente e real do que vocês são e de quem vocês são.

Vocês não podem pretender a Luz sem se conhecerem a si mesmos. Conhecer-se a si mesmo não é conhecer seu passado, não é conhecer seus defeitos, não é se conhecer ao nível da personalidade, mas, sobretudo, conhecer-se ao nível da Verdade, ao nível da Unidade e isso apenas se faz por uma depuração progressiva da personalidade.

Isso foi o caso durante numerosos milênios onde, efetivamente, era preciso passar por esta depuração, esta decantação progressiva da Consciência grosseira, a fim de deixar aparecer e emergir a Consciência Luminosa.

Hoje, as coisas são diferentes, a Luz vem a vocês.
Ela vem despertá-los, conquanto que a aceitem, a acolham.

Esta aceitação e este acolhimento, o Arcanjo Anael, de forma extremamente detalhada, falou-lhes sobre as circunstâncias que foram chamadas o abandono à Luz, e que devia permitir conectar e permitir a esta Consciência nova que é a sua, manifestar-se mesmo nesta dualidade.

Este estado específico da Consciência nova foi chamado Existência e corpo de Existência, em oposição ao corpo de personalidade ou corpo da consciência comum.

Nós escolhemos, juntos, com o Arcanjo Miguel, no Conclave e na reunião dos 24 Anciões, essa palavra porque ela está além das convenções preexistentes chamadas corpos sutis.

De fato, o corpo de Existência está além do que vocês chamam corpos sutis.
A Consciência da Existência está além das consciências que vocês experimentam habitualmente, e além mesmo do que alguns seres, em tempos mais antigos, chamaram Seres Despertados ou Consciências Despertadas.

O estado multidimensional que se oferece a vocês e que vem liberá-los apenas pode se estabelecer, em vocês, se mantiverem seu Interior limpo, se estiverem preparados para acolher e recolher a Luz.

Agora, se me permitem, não entrarei nos detalhes do funcionamento desta Consciência nova e da Luz, mas vamos, juntos, abordá-la, através de suas perguntas sobre o que é a Luz .

Esta Luz, para além de sua Dimensão, tem virtudes e funções. Essas virtudes e essas funções não são exteriores à sua Consciência Luminosa, mas são suas partes integrantes e receptoras.

Assim, falar da Luz como algo externo é voltar a falar, de fato, no que vocês são em sua Consciência Unitária e Consciência nova.

Então, vamos começar a falar e a vibrar juntos sobre o que se trata a Consciência nova e sobretudo a Luz, suas funções.

Irmãos e irmãs, juntos, vamos caminhar, juntos, vamos abordar um aspecto novo, para vocês, da Luz que não está unicamente ligada à Vibração sonora das chaves chamadas Metatrônicas que lhes foram já comunicadas.

Insistiremos sobre os efeitos desta Consciência, mesmo de sua densidade. Disso, posso falar longamente, porque, assim como disse, passei minha Vida a observar as interações entre a Consciência nova que vivi e a consciência comum de meus semelhantes, do ambiente.

Esta observação meticulosa, de minha vida, permitiu-me, através desta vigilância de cada instante de minha Vida, dominar bastante bem esta noção de interação entre a Consciência da Luz, a Consciência nova e a consciência do mundo ambiental.

É portanto através de minha própria experiência e através de palavras escolhidas, acompanhadas de Vibrações desta Consciência nova, que me exprimo e que me comunico com vocês.

Quero ouvir e responder, estar com vocês na Vibração que os conduz à porta da Consciência nova, à Consciência da Luz e aos efeitos da Luz.

Questão: Como podemos bascular nesta Consciência nova?

Caro Irmão, a hora do basculamento e da reversão total ainda não chegou.

Há, atualmente, um processo de abordagem, de aclimatação e de acomodação a esta Consciência nova.

O basculamento se faz de diferentes modos. Ele foi chamado por Sri Aurobindo, e creio que pelo próprio Aïvanhov, o switch da Consciência.

Esse switch é o momento que vocês percebem, de maneira clara (ou menos clara, pelo momento) o momento de um estado de consciência a um outro.

Então, certamente, existem numerosas técnicas que utilizam numerosos apoios, dados aliás nas diferentes yogas, que permitem empreender esse movimento da consciência comum para a Consciência da Luz.

Muitos de vocês vivem as premissas e as manifestações, mas cada um tem um sinal diferente para si, que lhe é próprio, que lhe permite apreender o momento em que a Consciência passa da consciência Sombra /Luz para a Consciência Luz Unitária.

Isso pode ser um sinal, pode ser uma Vibração ao nível de seu corpo físico ou um sinal direto ao nível da Consciência.

Esse sinal que lhe é próprio, cabe-lhes localizar porque, quando tiverem localizado, ser-lhes-á, naquele momento, muito mais fácil desencadear novamente esse sinal, esta manifestação.

Esse switch, esse basculamento (não total, mas temporário) pode-se perceber através das modificações do ritmo respiratório, da exalação, do calor do corpo, das Vibrações que alternam de lugares no corpo.

Ainda uma vez, para cada ser, são diferentes. O mais importante não é elaborar para vocês a técnica que lhes é a mais adaptada: são inúmeras.
Mas o mais importante é localizar esse momento preciso onde a Consciência bascula.

Colocando sua atenção e sua própria consciência na observação desse basculamento e os sintomas inerentes, vocês poderão então, pela focalização de consciência, muito facilmente, depois de algum aprendizado, localizar esse processo de basculamento.
É isso o mais importante.

Questão: Que acontece no corpo quando chegamos a estabilizar esse switch de Consciência no coração?

O corpo se transforma.
O corpo vibra diferentemente e induz um processo muito particular.
Esse processo ocorre igualmente ao nível do núcleo celular, ativando um certo número de novas funções ao nível do DNA. A fisiologia de suas células torna-se diferente.

No momento em que você bascular, de maneira mais intensa, nesta Consciência da Luz, você constatará que está num outro estado de Consciência, é o caso de dizê-lo, mas sobretudo que experimentará um estado de ampliação.
E entendo este estado de expansão, também, como um estado de vazio ou de plenitude.

Neste vazio, nesta plenitude e nesta expansão, você começa a se dissolver, de início ao nível da consciência que se dissolve no todo: você pode ser ao mesmo tempo o Sol, a Lua.
Você pode ser ao mesmo tempo o Ar, a Terra, a Água, o Fogo.

Você está a caminho de percorrer o ilimitado.
O que acontece ao nível do corpo é também uma Vibração que foi chamada pelo Arcanjo Miguel a Coroa Radiante da cabeça e do Coração, que são, de algum modo, as etapas preliminares.

Miguel as chamou as Etapas que devem conduzí-los a penetrar ainda mais diante desta Consciência nova pelo Fogo do Éter, pelo Fogo da Terra, que permitirão o despertar completo das forças telúricas, em vocês, chamadas Kundalini.

Naquele momento, seu veículo ascencional estará perfeitamente funcional.
Haverá uma capacidade nova para fundir Existência e personalidade para experimentar o que foi chamado a Presença do Ser e Ser na Presença.

Naquele momento, vocês experimentarão o que foi chamado o Samadhi, o penúltimo Samadhi, aquele que prefigura a dissolução no Todo, que acompanhará a dissolução desse corpo e o acesso da Consciência na permanência da Luz.

Mas isso não é para agora.
Há a construir, há a reconstruir a identidade nova, fundada sobre a Unidade e não mais sobre a dualidade, sobre a Consciência da Luz Unitária e sobre a Existência.

É a essas etapas que vocês são convidados, dentro de muito poucos dias e que vão conduzí-los a assumirem cada vez mais Vibrações, cada vez mais Fogo nesse corpo biológico, a fim de dar-lhe forma para tornar-se cada vez mais transparente, cada vez mais luminoso, cada vez mais sereno, cada vez mais na aceitação e não mais na reação, a fim de viver a Paz e a dissolução no momento vindo.

Essas etapas estão em real construção, no Interior de vocês. Elas passam por um certo número de processos Vibratórios, elas passam por um certo número de processos de Despertar da Consciência e de tomada de Consciência, concernentes ao que deve ser aclarado, concernente ao que deve ser deixado de lado em sua nova Verdade, em seu retorno à Unidade.

Questão: sentir a energia que entra pela coroa, o 7º chacra, para atingir o coração, participa do fenômeno que acaba de descrever?

Inteiramente. Cada vez mais seres humanos percebem essa radiação: a radiação que chega, de diferentes modos, ao nível de seu sistema Solar e ao nível de sua própria consciência, encarnada.

Esse trabalho é a preliminar.
Há um ancoramento, de algum modo, desta nova Consciência, desta nova Vibração, em suas estruturas físicas.

O objetivo é fundir, alquimisar, se preferem esta Consciência nova com a consciência comum: fusão, Existência, personalidade.
E também fundir Coroa Radiante da cabeça e Coroa Radiante do Coração, com o Fogo do Éter e o Fogo da Terra.

Esta conjunção permitirá seu despertar. Eu não diria o despertar final, mas, em todo caso, um despertar lúcido, consciente e transparente sobre o que é sua condição, sobre a iluminação que deve tomar o que você é e o que não deve mais ser, porque, você mesmo deve fazer o esforço de sua própria liberação.

Assim como sempre dissemos, uns e outros, ninguém poderá jamais fazer o trabalho em seu lugar.
Em contrapartida, é inegável que nós os ajudamos, é inegável que, todos temos apenas um desejo (se é que podemos falar de desejo), é aquele de vê-los reencontrar sua Liberdade, sua Essência, sua Dimensão e sua Luz.

Guardem que o que tem a fazer, agora, para além de todos os protocolos, para além de todas as técnicas, para além de todas as informações que vivem, é perceber, sentir e vibrar em uníssono com esta Luz que vem para vocês a fim de localizar a ignição da consciência porque, quando vocês sentirem esses sinais, vocês tornar-se-ão capazes, à vontade, de recriá-los.

E é isso o que lhes será pedido, no momento vindouro.
É esta chamada para a qual os conduzirá o Mestre da Luz, quando voltar, quando lhes perguntará se querem seguí-lo.

Mas, para seguí-lo, é preciso transmutar-se (iluminar-se).
Mas, para seguí-lo, é preciso aceitar.
Ao mesmo tempo, aceitar a Luz mas aceitar também deixar morrer o que, em vocês, não pertence à Luz, o que, em vocês, é ainda, de algum modo, o luminoso/oculto que os impede de ir para a transparência.
É isso que vem iluminar a Consciência nova e a Luz nova.

Questão: Quais são as funções e as virtudes da Luz?

Antes de tudo, a Luz é o bálsamo que os reconcilia com sua Eternidade.
A Luz é a Vibração que os reunifica e que os repacifica.
A Luz são as Vibrações que tiram de seus olhos as poeiras que os impediram, literalmente, de ver a Verdade.
A Luz é, portanto, a própria Verdade.

A Luz é também o Fogo que vem liberá-los, um Fogo que devora mas que não queima, embora ardente.

A Luz é também o agente inicializador da alegria, da Verdade, desta aspiração, em vocês, de ir para sua Unidade, desta aspiração, em vocês, de ir para a Verdade e para o esclarecimento.

A Luz é também um agente de liberação. A Luz é redençao e liberação.

A Luz é o que permite, também, pela Vibração, comunicar, não mais numa comunicação de aparência, horizontal, não mais numa comunicação impessoal e intersocial mas, bem mais, penetrar diretamente na comunicação transpessoal e transespiritual e também transdimensional.

É a Luz que permite isso.
Vocês não podem se comunicar com os Seres de Luz se não tiverem estabelecido, como eles, um ponto de Luz.
Esse ponto de Luz é chamado, na tradição hindu, o Anthakarana.
O Anthakarana é o que os religa à sua Dimensão Unitária, mas também a todas as outras Dimensões Unitárias (além mesmo do Anjo Guardião, além mesmo das entidades que percorrem os mundos superiores), para ir até Seres que, até o presente (como os Arcanjos, que eram apenas imaginados) e, frequentemente, para vocês, lhes pareciam inecessíveis, irreais e bem longe de sua condição.

Compreendam bem que a Luz os faz mudar de condição e mudar de estado.
Essa mudança de condição e de estado é indispensável a quem quer ir nos mundos da Unidade. A Luz está aí para isso.

A Luz, compreendam bem, não é exterior a vocês, ainda que ela venha do exterior.
É, de fato, um reencontro com vocês mesmos.

A Luz que lhes chega, ainda que esteja religada por grandes Seres, de grandes organizações, é, antes de tudo, sua própria Luz que volta para vocês, esta Luz da qual vocês estiveram separados, esta Dimensão Unitária que lhes foi confiscada, de algum modo.

Hoje, é tudo isso que se reativa.
Os efeitos da Luz são verdadeiramente para fazer-lhes ir para vocês mesmos porque a Luz que vocês percebem, ainda, como externa, é apenas um reflexo de sua própria Luz que se revela em vocês.

É o que, cada vez mais, nós os fazemos experimentar e nós experimentamos com vocês, nos momentos de comunhão que lhes pedimos e que desejamos ver realizados, conosco, nos horários precisos (nota: todas as noites de 19 às 19 :30h, hora francesa – 14 às 14 :30h, horário de Brasília – ver a rubrica « protocolos a praticar » de nosso site).

Questão: sentir Vibrações nas costas e na projeção traseira do chacra do coração pode corresponder a esses fenômenos?

Isso é lógico. O trabalho de estabelecimento da Coroa Radiante do Coração e da cabeça toca a seu cumprimenro e vocês serão cada vez mais numerosos a perceberem suas costas e a parte inferior das costas porque a energia da subida efetua-se nesse nível.

A tensão passa por esse canal central mas é preciso, efetivamente, previamente, ter alinhado, literalmente, o Fogo do Coração e da cabeça.

São essas etapas que vocês estão vivendo e conscientizando em vocês. Não se esqueçam jamais que a Vibração que percebem nesse corpo é a garantia da autenticidade do que vivem.

Não dê ouvidos a um ser humano que lhes finge ser Luz e que não vibre nas Vibrações da Luz e que não sinta o Fogo do Coração. Ele estaria no Fogo da cabeça e na Ilusão (que eu poderia qualificar, em termos antigos, de Luciferianos) mas, sobretudo, na Ilusão e que se colocaria ele mesmo numa situação de aquecimento, o aquecimento que nada tem a ver com o Fogo do Coração.
Este aquecimento é um aquecimento do mental (que se estimula a si mesmo e se ilusiona a si mesmo e se satisfaz a si mesmo na falsa Luz e a Luz da cabeça) ligado ao conhecimento, certamente, mas o conhecimento não permitirá jamais viver a Vibração.

Isso, vocês devem compreender e o compreendem porque vocês o vivem.

Mas, sejam indulgentes, sejam muito indulgentes e não julguem porque aqueles que não o vivem não podem imaginar um segundo que o que vocês vivem é real, porque eles não percebem a Vibração.
Não percebendo a Vibração, tudo o que os ameaça, em sua Ilusão mental, é chamado obscuridade e isso não pode ser de outro modo.

Então, eu lhes repito, sejam indulgentes.

Questão: o Despertar do kundalini faz parte desse processo de Despertar de Conciência?

Faz parte do processo final do despertar da Consciência, aquele que vocês viverão muito em breve.
Participa do despertar final do conjunto de suas potencialidades e permitirá (depois de ter vivido a ignição das 12 lâmpadas ao nível da Coroa Radiante da cabeça, os 12 pontos correspondentes, de algum modo, à Coroa Radiante do Coração e à ignição do Fogo do Éter e do Fogo da Terra) realizar o Despertar do kundalini em condições de ótima segurança.

Questão: as sensações Vibratórias que partem da base e sobem para a cabeça são preparações a isso?

Meu irmão, é preciso que aceite que no que você chama kundalini e o canal mediano da coluna vertebral existem 3 correntes energéticas.

Essas 3 correntes são a ilustração do que foi chamado, pelo Arcanjo Miguel, Vibração do Ultravioleta, Radiação do Espírito Santo e Radiação da Fonte.

Trata-se, de fato, da corrente Solar, da corrente Lunar e da corrente do Fogo central do kundalini.

Muitos de vocês já perceberam algumas Vibrações se elevando, efetivamente, desde seu sacrum, até as costas, até a cabeça. Esta Vibração (ligeira, fina, por vezes formigante) é uma das correntes do kundalini.

O kundalini, na realidade, deve unificar, em si, essas 3 correntes. É o que será realizado pelo Fogo do Éter e o Fogo da Terra, no momento vindouro.

De momento, vocês não estão ainda dissolvidos, porque seu corpo físico ainda está aí. Mas, entretanto, essas etapas são etapas prévias e probatórias.

Vocês deverão ser capazes de alquimisar a Coroa Radiante da cabeça, a Coroa Radiante do Coração, com seu sacrum.

E as 3 forças em presença devem ser alquimisadas, também, nesse nível, a fim de permitir à tripla corrente energética chamada nesse nível (e utilizando 3 circuitos diferentes chamados Ida, Pingala e Shushumna) ser ativada, de maneira conjunta, quando da reunião, no Fogo da Terra, em seu nível individual e coletivo, for realizada.

Esse será o caso no final da intervenção do Arcanjo Miguel referente à desconstrução e à dissolução desse mundo.

Questão: se não sentimos a Vibração no Coração, como reconhecer a Luz?

Caro Irmão, o que você sente é Vibração.
A Vibração não é necessariamente Luz. A Luz é Vibração mas a Vibração não é sempre Luz.

Apenas pode haver autenticidade e conformidade, com relação à Luz, se a Vibração do Coração está presente. Entretanto, existe um certo número de etapas preliminares.

Mas a única maneira de ser autêntica e a única garantia de autenticidade situa-se na Vibração do Coração e em nenhuma outra parte.

Questão: o processo de basculamento já foi feito no plano cósmico?

Sim, já foi realizado durante o período de 15 de agosto do ano passado.

Houve, naquele momento, um fenômeno de basculamento que ocorreu nas dimensões Unificadas e que deve ocorrer em sua Dimensão dissociada. Isto está a caminho.

Obviamente, esse fenômeno de basculamento e de reversão atravessa, na Humanidade, um certo número de resistências, um certo número de medos que eram, obviamente, previsíveis, com efeito.

A totalidade da Humanidade, ou a grande parte da Humanidade, foi tão condicionada a viver nesta dualidade que é difícil para ela conceber que possa viver de outro modo, até sua morte.

Então, obviamente, sim, os fenômenos de resistência eram não somente previsíveis mas esperados.

Mas o trabalho que os Ancoradores da Luz realizaram, através dos Casamentos Celestiais, limitou essas resistências.

Cada vez mais Consciências humanas se abrem à Consciência da Luz, mesmo sem colocar palavras, por vezes de modo muito isolado, sem compreender sempre o alcance.

Mas os lampejos de Consciência se fazem na Humanidade e, apesar disso, as resistências prosseguirão. E é o conjunto dessas resistências que desencadeia o que vocês observam na superfície da Terra. Isso não é nem a negatividade, nem natural.
São simplesmente as resistências humanas que se manifestam através das resistências daquela que os mantém (a Terra), não em sua Consciência, mas nas resistências que vocês mesmos ali colocaram, devido ao conjunto de crenças e o conjunto do que vocês inculcaram sobre sua condição humana e sobre sua condição espiritual.

Mas isso, ainda uma vez, era previsível e esperado.

O fenômeno de basculamento e de reversão, que acompanha toda passagem dos mundos dissociados aos mundos unificados, é sempre um momento de grande atrito e, para alguns, de grandes sofrimentos.

É nesse sentido que lhes é solicitado estarem no Amor mas, além disso, mesmo, na indulgência e na tolerância. O que não quer dizer no laxismo, o que não quer dizer na covardia mas sim na transparência com relação a vocês mesmos e também na compreensão do que representam esses sofrimentos para esses seres que resistem e que vão até o fim, para alguns, desta resistência.
Eles criam, neles, um Fogo por atrito, Fogo por atrito que não é o Fogo de elevação ou Fogo liberador mas bem mais um Fogo de destruição e, nisso, vocês nada pode fazer.

A Luz intimida e incomoda (como alguns de vocês o constatam, mesmo em seus encontros comuns e não falo mesmo de seus encontros espirituais), os seres que estão ainda ancorados na dualidade, no jogo da Sombra e da Luz.
Então, não se surpreendam com algumas manifestações em seu ambiente e sobretudo desenvolvam a indulgência.

Questão: É certo dizer que os seres são Um e que não sabem?

Todo ser humano é Um e é de Essência estelar.
Eles não o sabem, eles não o creem e, sobretudo, eles não o vivem, o que explica as forças de oposição que são levadas a efeito, ligadas a crenças e sobretudo à não vivência da Vibração.

Porque, como querem vocês que um ser humano que não vive a Vibração possa atribuir algum crédito ao que você vive? Assim foi para todos os místicos de todos os tempos, além da adoração que alguns povos ou algumas pessoas lhes dedicaram.
Esses seres pareciam inacessíveis, o que fez com que muitos seres humanos se desviassem: não podendo viver a mesma coisa mas podendo apenas esperar, eles se desviaram disso.
A diferença é que, hoje, vocês são extremamente numerosos a viver isso. Mas o número não lhes dá superioridade, o número apenas lhes dá o crescimento da Verdade e da transparência.
E, para aquele que não vivem isso, pode tratar-se apenas de fenômenos ligados à Sombra e não à Luz.
Eles estão no oposto, lembrem-se, vocês, que reencontraram o bom sentido, vocês devem ser tolerantes, pacientes, a fim de não entrarem em seu caminho e voltarem ao mau sentido.
Então, indulgência, Amor, tolerância, a fim de lhes permitir permanecer na Vibração da Unidade e permanecer no bom sentido.

Não temos mais questões, agradecemos.
Irmãos e irmãs, vou lhes transmitir agora, de maneira Vibratória, minhas bênçãos.
Se querem, acolham.
Eu lhes transmito, assim, meu Amor.
Eu os amo e lhes digo até muito breve, nos domínios Unificados da Consciência.

... Efusão de energia ...

_______________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão para o português: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário