Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

6 de mar de 2010

UM AMIGO – 6 de março


Mensagem de 6 de março de 2010 (publicada em 9 de março)
DO SITE AUTRESDIMENSIONS


ÁUDIOS:

http://www.dailymotion.com/video/xcij1z_un-ami-6-3-10-part1-2_webcam
http://www.dailymotion.com/video/xcij6f_un-ami-6-3-10-part2-2_webcam


Bom dia. Meu nome é Um Amigo.

Meus irmãos e minhas irmãs, eu parti desse mundo encarnado há uma centena de anos. Fui um Yogi muito conhecido, mas pouco importa.

Venho hoje, pela segunda vez, no Interior desse médium. Faço parte dos 24 Anciões. Meu lugar situa-se, ao mesmo tempo, na Água e no Ar.

Como o venerado Mestre Ram, venho ensinar e, sobretudo, compartilhar.

Venho agora, porque o tempo é chegado. Qual tempo? E qual vinda? A vinda de uma nova Consciência. Esta nova Consciência que é, para alguns de vocês, já a sua, obedece a regras diferentes, a modos de funcionamento diferentes.

Esses modos de funcionamento chamam novos circuitos e chamam novas compreensões.

Venho compartilhar, pela Vibração e por palavras, esta nova Consciência.

Vocês viverão também os ensinamentos e a vivência, antes de tudo.

Como sabem, e como o vivem, desde os Casamentos Celestiais (e para alguns de vocês, desde já numerosos anos) colocam-se no lugar de novas Vibrações, de novas estruturas, mesmo nesse corpo de personalidade.

Essas novas estruturas correspondem a novos potenciais que, até o presente, não existiam senão em um número limitado de Seres que chegaram ao Despertar e, ainda esses, nos séculos anteriores, não puderam elucidar, nem mesmo assimilar totalmente, porque os tempos não haviam chegado.

Os tempos, hoje, efetivamente chegaram. A preparação, pelo Arcanjo Miguel e pelos diferentes tipos de irradiação que chegam até esse sistema solar, permitiram despertar em vocês uma dimensão Vibratória a nenhuma outra similar.

Essas Vibrações novas manifestam-se à sua Consciência, à sua percepção. Seu objetivo é despertá-los.

Eu insisto, como todos insistimos, nós, os 24 Anciões, sobre a primazia de seu trabalho Interior. A Vibração, as Vibrações que vocês levam, são transformantes. Elas implicam em mutação e transformação, da Consciência, mas também do corpo, em sua fisiologia, em seu funcionamento.

Isso, inúmeros de vocês o vive. Esta preparação Vibratória e interior, o caminho para vocês mesmos, vai se tornar cada vez mais atualidade.

Progressivamente e à medida em que vocês avançarem, para o final da intervenção do Arcanjo Miguel, vocês serão, em seu Ser Interior, confrontados a dois aspectos: um aspecto unitário e um aspecto dual.

O aspecto dual é o mundo exterior e sua desconstrução, depois sua dissolução.

O aspecto unitário é sua Consciência, aquela que vibra, que se expande, e que lhes permite tocar a Unidade, a Existência e a Luz, não a Luz que vocês podem perceber com seus olhos, mas a Luz que vocês percebem com o Coração, aquela que os preenche e que os nutre, e que os afasta e os distancia dos problemas da personalidade, dos problemas inerentes à personalidade, ligados ao exterior, ligados às encarnações, ligados aos aprendizados, nesse mundo.

Assim, em breve, vocês terão a escolha de viver em seu Interior no exterior.

Nenhuma solução poderá ser trazida pelo mundo exterior.

Até o presente, até hoje, e ainda por algum tempo muito curto, vocês dependem, obviamente, de um certo número de fatores fisiológicos, sociais, culturais, educativos, que são tomados no exterior de vocês.

Vocês são, de algum modo, nesta densidade de manifestação, uma interface entre o Interior e o exterior.

A dissolução que chega vai, ao nível de sua Consciência, colocar-lhes um problema. Esse problema não é, como há dois anos, um problema de escolha, tal como iniciado pelo Arcanjo Jofiel, mas mais um problema de orientação de sua Consciência.

Sua Consciência, misturando ao mesmo tempo elementos da personalidade e da Existência, lhes solicitará ir num sentido ou noutro. O primeiro sentido é o sentido exterior, e, portanto, centrífugo. Onde terão a impressão de que lhes é preciso agir, ou reagir, nesse mundo exterior em dissolução, porque, com efeito, vocês perceberão com seus sentidos usuais, que esse mundo, tal como o conhecem, chega a seu fim.

E isso pode provocar, efetivamente, ação, reação e sofrimentos, compaixão, empatia, e, por vezes, resistências, e, de um outro lado, a Consciência os levará a viver cada vez mais em seus espaços interiores, lá onde se encontra a Paz, lá onde se encontra o Ser e não mais a ação e a reação.

Vocês terão, em total lucidez, e na Verdade, que fazer essa escolha: deixar sua Consciência ir para o exterior e, portanto, ser animada de uma força centrífuga que os traz, inexoravelmente, à dualidade e, de um outro lado, a escolha inversa, a força centrípeta, aquela que os traz à sua Essência, à sua dimensão de Sementes de Estrelas, à sua dimensão de Eternidade.

Assim como o disse Cristo quando colocou seus pés sobre esta Terra: «ninguém poderá servir a dois Senhores ao mesmo tempo»: a manifestação da 3ª Dimensão dissociada que vocês percorrem desde tempos antigos (com suas leis, com suas regras, com suas ilusões, com seus sofrimentos, com seus prazeres) e, de outro lado, o mundo Unificado que se abre a vocês (mundo do retorno à casa, à sua Verdade), lá onde não há nem antagonismo, nem impulso, mas simplesmente Ser e Existência, Luz e Verdade.

Compreendam bem que esse movimento de sua Consciência determinará o modo em que vocês viverão esta dissolução, porque a dissolução exterior do mundo de seu ambiente precederá de muito pouco a própria dissolução desta faceta de sua Consciência chamada personalidade que deve, ela também, se apagar, para deixar lugar ao que Cristo chamou a Ressurreição e que foi tão mal compreendido.

Não é a Ressurreição da carne, é a Ressurreição da Luz, de sua Dimensão, antes que vocês fossem presos e fechados nesta matriz.

Em sua alma e Consciência, como é dito, vocês serão chamados a iniciar um movimento para o Interior ou para o exterior.

Vocês compreenderão muito melhor essas palavras, no momento vindo, porque a Luz da Existência começará a dissolver, de maneira muito real e muito concreta, para vocês, esse mundo.

Muitas coisas, assim como anunciou o Arcanjo Miguel, vão desaparecer. Tudo o que não pertence ao mundo da Luz autêntica, tudo o que não pertence ao mundo da Unidade, será dissolvido.

Tudo o que, em vocês, não pertence a esta eternidade será, do mesmo modo, dissolvido.

O agente que iniciará esse movimento será, evidentemente, e antes de tudo, o sol.

Observem e velem o sol, porque o sol não é nada mais que o conjunto de corpos espirituais da Humanidade, prisioneiros, que se liberam e que vem a vocês.

O movimento do sol, as ejeções diversas do sol, assinalam e assinalarão a dissolução.

E como sabem também, vocês serão prevenidos, individual e coletivamente, pelos sinais exteriores e por uma voz interior, que nenhum ser humano poderá ignorar porque é aquela de nossa Criadora, Criadora desse corpo, antes que fosse alterado pelas forças que se afastaram da Luz.

Esses momentos aproximam-se a grande passo. É portanto necessário se preparar. Preparar-se não quer dizer não agir e não reagir, nesse mundo, mas tornar-se cada vez mais consciente e lúcido das Vibrações que os anima.

Essas Vibrações que, quando vocês colocam sua Consciência sobre elas, alinham-se com sua Consciência e os colocam literalmente na Luz, na não resistência, no abandono, na Verdade, na integridade, na honestidade e na Verdade.

É apenas neste estado que vocês encontrarão o florescimento necessário, a força necessária para viver o que vem.

A Coroa Radiante da cabeça, a Coroa Radiante do Coração, e muito em breve um novo elemento que será inicializado pelo Arcanjo Miguel, entre a penúltima e a última etapa, lhes permitirá realizar essa que chamaria a conexão final, aquela que lhes permitirá ancorarem-se na nova realidade, na Unidade.

Vocês mudarão efetivamente de ponto de ancoragem.

Alguns de vocês irão imediatamente em outras esferas de manifestação, sem qualquer interrupção de Consciência.

Lembrem-se de que tudo dependerá do ponto de vista que vocês adotarem naquele momento. Seja seu ponto de vista exterior, e vocês arriscam se tornar uma lagarta que esmorece, que não vê que se transforma numa borboleta.

Em contrapartida, se vocês adotam o ponto de vista Interior, aquele da Consciência iluminada e Vibratória, vocês adotarão o ponto de vista da borboleta que acolhe a morte da lagarta, na Alegria e na Unidade.

É portanto, nesse momento, um período que eu qualificaria de probatório, que é aquele que deve vê-los afirmar e estabelecer a Luz em vocês, por uma Vibração forte, por uma alquimia das Coroas Radiantes da cabeça e do Coração, permitindo-lhes encontrar, ainda uma vez, a força, a integridade, a Verdade, a beleza e a vontade, que vocês poderão, por um certo tempo, manifestar no mundo exterior.

Vocês serão portanto, naqueles momentos, um bálsamo e um reconforto para aqueles que não empreenderam, ainda, esse movimento centrípeto e que estão ainda no movimento centrífugo (o movimento exterior, a ação, a reação, o sofrimento).

Não há lugar para o sofrimento nos espaços Vibratórios Interiores porque, nos mundos da Unidade, não há qualquer lugar para o sofrimento.

O sofrimento pertence inegavelmente ao mundo no qual vocês evoluem pelo momento. Ele é excluído dos mundos de Interioridade, ele é excluído dos mundos Unitários.

A melhor preparação para este período é uma preparação Vibratória: acolher a Coroa Radiante, e despertar, na cabeça e no Coração, preparar-se como o fez o Arcanjo Miguel, para pacificar as últimas resistências situadas ao nível do corpo de personalidade, ao nível de sua emocionalidade, a fim de penetrar, muito em breve, o Fogo do Éter e o Fogo da Terra.

O Fogo do Éter e o Fogo da Terra são as duas últimas etapas que o Arcanjo Miguel lhes explicará e que vocês viverão.

Os longos discursos do Arcanjo Anael sobre o abandono à Luz encontram este ano, um ano depois, sua plena justificação e sua plena explicação.

Eu os remeto então a essas muito numerosas palavras que este Arcanjo do Amor pronunciou sobre as noções de abandono. É isso que vocês vão, vocês mesmos, realizar em vocês.

Guardem essas palavras: a única força será interior. A única Luz será interior. Apenas em seu Templo Interior, no Coração, que vocês reencontrarão a serenidade, e em nenhum outro lugar.

Aí está o que me ative hoje e que me aterei novamente, quando de minhas próximas intervenções, depois da vinda do Arcanjo Miguel, para desenvolver em vocês, informá-los e compartilhar e lhes revelar os circuitos de Consciência e os circuitos energéticos que vão se completar no Interior mesmo desse corpo de personalidade, permitindo-lhes dissolver, justamente, esse corpo de personalidade.

Por intermédio da ignição das doze lâmpadas, por intermédio da Vibração a uma oitava superior dos sete chacras que vocês conhecem e os cinco novos chacras, também pela circulação da Consciência e energias em novos circuitos Vibratórios, vocês serão levados a viver a Verdade e a própria Consciência.

Agora, Irmãos e Irmãs, dada a ausência do Arcanjo Anael, extremamente ocupado na ronda Arcangélica, na magnetosfera, eu substituirei com prazer seu lugar, a fim de lhes esclarecer por palavras e por minha própria Vibração, em seus questionamentos, especificamente sobre esse processo que está a suas portas e que já começou para alguns de vocês. Então, eu os escuto.

Questão: Poderia nos falar dos novos corpos. Quais são suas funções?

Isso será ponderado depois da intervenção do Arcanjo Miguel de 17 de março e não antes.

Vocês já tem 5 pontos de localização que lhes foram dados pelo próprio Arcanjo, correspondentes aos chacras em relação com esses corpos. Eles são situados em lugares extremamente precisos no que concerne aos chacras, mas os corpos, até 17 de março, não estariam ainda manifestados na dualidade.

Existiam simplesmente os pontos Vibratórios, os pontos de acesso, situados na ponta do esterno, no ângulo de Louis, acima do chacra da garganta, abaixo do nariz, sobre o lábio superior e acima da bola do nariz.

Por analogia, se preferem, Manipura chacra, 3º chacra, situado entre o umbigo e a ponta do esterno, é um chacra.

O corpo correspondente é chamado ovo áurico ou corpo emocional.

Do mesmo modo, esses 5 novos corpos, correspondentes aos 5 chacras manifestados no plano Vibratório, correspondem a estruturas bem precisas ao nível da Existência, qualquer que seja sua origem Dimensional, que vocês deveriam reencontrar e perceber, em suas funções e em sua estrutura, e que estender-se-ão a partir do final da intervenção de Miguel.

Revelarei esses novos circuitos Vibratórios da Consciência depois de 17 de março, se bem o quiserem.

Questão: com relação às etapas, todos os dias 17 de cada mês, algumas pessoas sentem-se como «atrasadas», não vivendo alguns processos. Por que esses defasamentos?

Vai se poder viver o processo apesar de tudo para essas pessoas?

Irmão, é preciso bem compreender que cada um e cada uma evolue a seu ritmo próprio.

Alguns têm a chance de se calcarem perfeitamente nas flutuações da Consciência mesmo nesta Terra, inicializadas pelos Arcanjos e por nós mesmos. Outros são diferidos no tempo.

Eu não diria que eles estão em atraso, eu diria simplesmente que o processo de maturação é diferente.

Mas lembre-se das palavras de Cristo: «os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros».

Quando dos primeiros impulsos do Espírito Santo, que começaram em 18 de agosto de 1984, alguns seres captaram, naquele momento, a descida desta energia específica que era o Espírito Santo, ao nível de sua cabeça e constituíram, já, laboriosamente, progressivamente e com o passar dos anos, seus corpos de Luz.

Obviamente, esse trabalho, naquela época, se fazia passo a passo, semama após semana, mês por mês. E depois, a partir do ano de 1997, o efeito cumulativo das Vibrações da Consciência do Espírito Santo, ao nível da Humanidade, ao nível da Terra, permitiu que os últimos abertos ao nível do Espírito Santo vivessem o que os primeiros viviam durante meses e anos, no espaço de algumas semanas.

E depois, no início dos anos 2000, esse processo que tomava anos, para os primeiros, meses e semanas para aqueles que seguiam, instalou-se de maneira definitiva e instantânea.

Será do mesmo modo para os novos corpos. Será do mesmo modo para a Coroa Radiante da cabeça e do Coração, assim como a última estrutura a se despertar, para todas as outras.

Esta ativação não é nem recompensa, nem punição. Ela é evolução normal, e todo ser humano, absolutamente todo ser humano, viverá isso.

A única diferença será a capacidade da Consciência para ir para o Interior ou continuar a ir para o exterior. A única diferença está aí, mas é, e será sempre, uma decisão livre da Consciência.

Não há portanto apreensão a manter, não há mais competição mas, bem mais, um processo de maturação, que é diferente de acordo com os indivíduos.

Algumas Consciências, apesar de sua vontade espiritual e sua percepção da Luz, estão tão engajadas em seus jogos de ação e de reação, nos sofrimentos do passado, que essas Consciências são ainda presas, apesar da Luz que elas percebem na cabeça ou no Coração, nos processos ligados à encarnação, nos sofrimentos do passado, nos modos de funcionamento do passado, nas crenças do passado.

Essas almas, essas Consciência, não estão ainda liberadas de todas as crenças ilusórias. Elas mantém, à sua maneira, a Ilusão desse mundo. Elas não são responsáveis. Elas não são culpadas. Elas não são defeituosas. Mas elas não terminaram, de qualquer modo, nesta encarnação, a experiência da dualidade.

Mas, a um dado momento, o momento em que o sol será revelado inteiramente, isso assinará a dissolução total desse mundo e, naquele momento, para todas as Consciências que aí estão.

Guardem bem que somente a orientação da Vibração e de sua Consciência decidirá o lugar onde vocês irão, e nenhum outro, e certamente não suas crenças.

Questão: hoje, quando alguém morre, continua prisioneiro da matriz ou acede diretamente a outros planos?

Todos os falecimentos ocorridos desde o início dos Casamentos Celestiais colocam as almas num processo de pseudoletargia.

As almas estão numa espécie de estase de Consciência, aguardando, como num período de sono, a dissolução final. Algumas almas decidem se reencarnar.

Lembrem-se que a emergência do novo mundo não pode se fazer senão através da dissolução do antigo mundo.

E aquele que vocês chamam Gaia, e Urantia, neste universo local de Nebadon, não pode evoluir para sua dimensão futura senão quando o antigo estiver definitivamente morto.

É o mesmo para as almas que deixaram esse plano.

Questão: isso significaria que essas almas estariam todas, de algum modo, «no mesmo nível»?

Absolutamente não. Cada alma irá, no momento do despertar, para onde sua Consciência a leve, do mesmo modo que, para vocês, encarnados, o movimento centrífugo ou centrípeto os dirigirá para onde devem ir. Do mesmo modo para essas almas, em estase, elas irão, no momento do despertar, para onde a Consciência as leve.

Questão: Sri Aurobindo assinalou que as franjas de interferência ligadas ao astral haviam desaparecido. Ultimamente novamente falou de entidades ligadas ao astral. O que é exatamente?

As franjas de interferência representam os limites do que seus cientistas chamam a magnetosfera, que os mantém, pelo jogo do eletromagnetismo, prisioneiros nesta matriz.

Essas forças ligadas às franjas de interferência estão dissolvidas, efetivamente, desde quase um ano. Entretanto, as almas evoluem numa forma matricial astral.

Existem, obviamente, ainda, entidades no sentido que vocês entendem. Isso não contradiz o desaparecimento das franjas de interferência. Lembrem-se.

No Apocalipse de São João, assim como o disse aliás Sri Aurobindo, naquele momento, os demônios serão soltos. É exatamente o que está acontecendo.

As franjas de interferência sendo dissolvidas, as entidades, os demônios, assim como vocês os nomeiam, não têm mais lugar onde se estabelecer. Eles são portanto desmascarados e revelados.

Isso faz parte da etapa que vocês vivem atualmente, inicializada pelo Arcanjo Miguel, correspondente à chegada da tripla irradiação ao nível de seu plexo solar que assinala, para vocês também, a dissolução de sua própria franja de interferência, que passa, para alguns de vocês, por espaços de sofrimento, de resolução de sofrimento, por vezes dolorosos.

Simplesmente, as forças que evoluiam nesta dualidade, mascaradas pelas franjas de interferência (e isso refere-se também a algumas Consciências afastadas da Luz que criaram esta franja de interferência) não têm mais lugares onde se esconder, onde se regenerar.

Então, obviamente, aquelas que não quiserem retornar à Luz manifestar-se-ão em sua densidade quando estavam ausentes e escondidas nas franjas de interferência.

Aquelas que aceitarem retornar à Luz e que estarão portanto redimidas, serão, elas também, colocadas em estase, o tempo que a nova Terra emerge da antiga Terra.

Questão: os fenômenos de dissolução podem se manifestar nos espaços de sono por fenômenos de pesadelos ou, ao despertar, pelo fato de se estar particularmente angustiado?

Durante este período, completamente. Mas não é ainda sua dissolução, porque você vê seu corpo, pela manhã, ao despertar, não é?

A dissolução assinala o desaparecimento desse corpo, em toda Consciência.

Questão: quando você fala de desaparecimento, faz referência a uma destruição ou a uma forma de eterização?

Tudo depende de qual ponto de vista.

Aquele que estiver num olhar centrífugo, chamará isso uma destruição, uma morte. Aquele que estiver colocado numa Consciência e um ponto de vista centrípetos, chamará isso eterização.

É o mesmo processo, exatamente o mesmo, mas tudo dependerá do olhar da Consciência.

Será o mesmo para os acontecimentos que vocês já começaram a viver neste planeta desde dois meses e que irão se intensificando.

Se vocês os olham com o olhar da personalidade e vocês chamam isso, efetivamente, destruição e sofrimento. Se os olham com o olhar da Consciência interior, na Existência, e vocês chamarão isso eterização ou Ressurreição.

Compreendam bem que é o mesmo processo, exatamente o mesmo. Somente o modo de vê-lo e vivê-lo será diferente.

Questão: os Anjos estão fora da matriz?

Cara Irmã, os Anjos começaram a se manifestar, de maneira não excepcional, mas mais habitual, sem para tanto tornarem-se comuns, assim como o anunciou, há dois anos, o Arcanjo Jofiel.

A partir do momento em que os primeiros ensaios de penetração da matriz foram possíveis, pela acumulação de energias do Espírito Santo, retransmitidas desde Sirius B desde 1984, a abordagem dos mundos Angélicos foi possível para um grande número.

Os Anjos, obviamente, não pertencem a esta matriz, porque se um Anjo viesse a ser preso pela matriz, ele cobriria, como vocês, um corpo humano.

Hoje, desde a vitória da Luz em 15 de agosto do ano anterior, os Anjos, os Arcanjos, as hierarquias de Luz, as forças da Confederação Intergaláctica, podem se manifestar sem risco de serem presas, por sua vez, nesta matriz.

Elas não podem, entretanto, investir totalmente, salvo urgência, o mundo em que vocês vivem.

Essas forças estão na orla desta Terra e de sua atmosfera, na magnetosfera, mas também no sol. Elas chegam portanto à sua Consciência e tornam-se visíveis à sua Consciência.

Cada vez mais fenômenos luminosos, fenômenos de espirais, de portas de estrelas, de buracos de vidro, tornam-se coisas extremamente frequentes na superfície de seu mundo. Eles assinalam a irupção, nesta densidade, de forças da Luz.

O resultado da Consciência humana que tem seguido os Casamentos Micaélicos, tendo sido capaz de ativar em si a Coroa Radiante do Coração, permitiu, de algum modo, suavizar as primeiras penetrações de Luz.

A penetração total da Luz na Terra, e não mais em sua magnetosfera, será realizada no final das Etapas Micaélicas. Naquele momento, o que foi anunciado, há mais de um ano, pelo Arcanjo Miguel, como os fenômenos coloridos e de irisação no Céu, tornar-se-ão extremamente frequentes, como estão se tornando já.

Informem-se sobre a multiplicação de espirais de Luz. Informem-se sobre a importância das manifestações do que é chamado esferas, ou ainda do que é chamado as bolas de Fogo. Elas são cada vez mais numerosas e assinalam, inegavelmente, a penetração da Luz em sua densidade.

Questão: a que correspondem as bolhas e espirais de diferentes cores que vemos em algumas fotografias?

Isso corresponde a manifestações da Luz.

A Luz chega quase que no limiar de percepção consciente de sua vista.

Vocês estão ao nível da percepção Consciente, Vibratória, e não ainda visual, mas isso está em curso de estabelecimento.

O que estava escondido lhes será revelado. Vocês verão então, com seus olhos, o ambiente que lhes era escondido. Isso faz parte da revelação da Consciência e do acesso da Consciência à Existência.

Obviamente, esses fenômenos luminosos serão em número cada vez mais importantes e serão captados por seus diferentes meios técnicos de modo cada vez mais importante.

Questão: é exato que, sob os templos egípcios, há uma pedra da qual emana uma esfera específica ligada ao Intraterra?

Isso é completamente verdadeiro.

Várias construções realizadas pelos Anciões e, em particular, pelos descendentes de Atlantis, comportam, dentro de sua estrutura, minerais muito particulares, vindos do Intraterra, efetivamente, que permitem conscientizar literalmente esses templos, esses lugares.

Do mesmo modo que os Círculos de Fogo dos Anciões possuindo uma forma específica que devia permitir, no momento vindo, reativar a Vibração da Luz vinda de outras Dimensões, o que é o caso atualmente.

Questão: podemos considerar que a energia dessas pedras vai desempenhar um papel específico, agora?

Aí também a resposta depende do ponto de vista.

Não se esqueçam jamais que o mais importante é o movimento centrípeto, ou seja, para vocês mesmos.

Os diferentes reinos da evolução, os cristais, em particular, vivem também essa aproximação da Luz. Mas não procure, através de cristais ou de lugares, mesmo se são diferentes, porque isso lhes provocará um movimento centrífugo e não centrípeto.

Mais que jamais vocês devem aprender, reaprender, a orientação interior. Esta orientação interior, e esta confiança interior, está ligada, verdadeiramente, à orientação do movimento de sua Consciência para o Interior.

Cada passo que vocês ensaiam fazer para o exterior, mesmo sobre coisas luminosas, os afastará de vocês mesmos.

Questão: poderia nos dar informações referentes aos cinco novos Arcanjos?

Não me cabe revelar-lhes seu nome. Isso será realizado, em pessoa, se podemos dizer, pelo Arcanjo Metatron, quando de sua vinda.

Questão: no Egito, quando os templos mudados de lugar, isso implica num sofrimento para os lugares?

Não estou certo de ter apreendido o alcance desta questão e seu sentido. Qual é o interesse?

Questão: certos lugares, no Egito, foram inundados e os templos deslocados. O que acontece a nível das energias?

Tudo depende de quem portava a energia. Era o lugar em si ou era a construção?

A partir do momento em que vocês transformam um lugar, no qual isso era uma afetação inicial e um papel específico, onde vocês mudam as pedras, obviamente, o novo lugar não é portador senão da remanescência das pedras e nada mais.

Agora, falar de sofrimento está talvez ligado à percepção daquele que o percebe e nenhum outro.

Questão: isso muda a potência do lugar, o que emana desse lugar?

A resposta é, obviamente, sim.

Entretanto, alguns seres sensíveis podem sentir, ainda uma vez, a remanescência das pedras, qualquer que seja o lugar ou essas pedras.

Questão: poderia nos dar informações sobre a Arca de Aliança e seu papel?

A Arca de Aliança foi despertada e revelada ao mundo, há aproximadamente um ano.

A Arca de Aliança é um condensador que dá o acesso ao mundo multidimensional. Trata-se, sem que a palagra seja completamente exata (mas, em sua linguagem, não há outra), de uma tecnologia de Luz.

Esta tecnologia de Luz que foi entregue, em sua história, a um enviado da Luz, permitiu-lhe conectar os planos para além da matriz e da Ilusão e permitir o que foi chamado, naquele momento, alguns prodígios.

A Arca de Aliança intervirá em momentos de sua história precisa, chamados a dissolução.

A Arca de Aliança necessita as chaves. As chaves não são chaves, no sentido físico, mas são as chaves ligadas ao DNA, de que são portadores unicamente dois seres chamados os Dois Testemunhos, que vêm antes de Cristo, descritos em todas as tradições e em todos os textos sagrados, ditos sagrados, apesar de sua falsificação.

Estes testemunhos são descritos na Bíblia, mas também no Corão. Eles preparam a emergência de Cristo, no seio da nova Dimensão.

Questão: este ano deve vir a Paris um Moaï (*) da Ilha de Páscoa. Faz parte desse processo?

Existiu, em meio a diferentes manifestações, civilizações, tanto no mundo ocidental como nos mundos mais antigos, um certo número de objetos portadores de Vibrações específicas, que foram objetos que manifestaram energias ultradimensionais, situando-se, não em sua forma física, mas para além das altas densidades de Luz e do tempo e que, hoje, se reativam.

Mas lembrem-se de que vocês mesmos foram construídos assim. Então, certamente, pode ser interessante perceber e sentir a Vibração e a Consciência da Arca de Aliança, como de um Cristal, como de um Moaï, ou como de um Crânio de Cristal.

Mas, em definitivo, tudo isso é apenas feito para que vocês se voltem a vocês mesmos. Se esse não é o caso, vocês se afastam de vocês mesmos.

Questão: se, orientando-se para um movimento de exteriorização, nos afastamos da Luz, vir assistir a uma canalização como esta é também um movimento exterior?

Eu bem falei de ensinamento, mas também de compartilhar. Tudo depende de seu ponto de vista, ainda uma vez.

Se vocês guardam apenas a palavra, sem a Vibração, então, sim, vocês se afastam de vocês mesmos. Em contrapartida, se nós compartilhamos nossa junção ao nível da Vibração, vocês vão para vocês mesmos, como eu vou para mim mesmo.

Tudo depende do ponto de encontro e tudo depende da Vibração.

Se vocês permanecem no estágio de palavras, então, obviamente, vocês saem de vocês mesmos. Se vocês penetram as esferas Vibratórias da Radiação que emito estando entre vocês, então, obviamente, vocês irão para vocês mesmos, porque eu lhes envio à sua própria Essência e à sua propria Vibração.

E, ainda uma vez, eu bem disse também que ir para o Interior não deve privá-los de agir e de interagir no mundo exterior. Esse movimento cessará, mas somente no momento anunciado pela Divina Maria e pelo Arcanjo Metatron, não antes.

Questão: como passar do compartilhar exterior a um movimento de compartilhar Interior?

Isso é muito simples, meu Irmão.

Se as duas pessoas em causa nesta relação estão, ambas, numa diligência de Vibração Interior, então, a ressonância constituída quando do compartilhar os remete nesse movimento centrípeto para vocês mesmos.

É aí onde vocês se apercebem que um certo número de relações os fazem sair de vocês mesmos e os esgota e outras relações os nutrem, porque elas os remetem a vocês mesmos.

Cabe a vocês, obviamente, discernir, no plano Vibratório (e não no aspecto físico ou afetivo) qual é o papel de uma relação, qualquer que ela seja, que vocês estabelecem em sua Vida exterior.

Algumas relações os remetem a vocês mesmos, outras, os afastam. A diferença é extremamente fácil de se fazer. Ela não se faz com a discriminação mental ou com o aspecto fácil (eu amo/ eu não amo) mas, bem mais, ao nível da percepção da resultante Vibratória de seu encontro.

Tendo encontrado exteriormente tal pessoa, vocês foram mais para seu Interior ou então vocês se afastaram de seu Interior?

Questão: que são a Luz e a Consciência Crística com relação à Fonte?

A Fonte é Luz. A Consciência Crística está ligada à tomada de Consciência de sua dimensão Fonte e de sua dimensão Luz.

A Luz pode se manifestar independentemente da Fonte, mesmo se ela alí está sustentada e se ela ali encontra sua origem.

A Fonte é o tudo, ou o Um, se preferem.

A Luz tem diferentes tonalidades, diferentes frequências. A Luz de que falamos, quando falamos da Luz de 5ª dimensão, é uma Luz que vocês chamam, na Terra, os raios X e os raios gama, que são, a priori, nocivos, e com razão, para esse corpo físico que está privado.

A Luz não é portanto unicamente os fótons visíveis mas os níveis Vibratórios diferentemente mais elevados, pertencentes a outras densidades de tempos e suportados por vezes por partículas que lhes são desconhecidas nesta Dimensão.

A Fonte é o conjunto de Luzes. A Fonte é o conjunto de Consciências. Vocês são, vocês mesmos, Fonte, quando vocês a revelam, obviamente.

Questão: como se articulam o que nós chamamos a Fonte e Alcyone?

A Fonte elegeu seu domicílio em Alcyone, filha das Plêiades.

A Fonte está por toda parte, assim como sabem, desde o átomo, mesmo nesta Dimensão onde vocês estão, porque senão, esta Dimensão não poderia existir.

Mas a Fonte estabeleceu seu domicílio, se preferem, seu centro, se preferem, ao nível de Alcyone, mesmo estando por toda parte ao mesmo tempo.

Alcyone é portanto uma concentração da Luz e de suas potencialidades.

Mas a Fonte tem a possibilidade de se deslocar e de vir tanto nesse canal como em outros canais, como em vocês mesmos.

A Fonte tem um dom de onipresença total. Ela é uma Consciência oniconsciente, é a melhor palavra que posso empregar.

Questão: poderia nos falar de Nibiru?

Que quer saber com relação a Nibiru, porque inúmeras coisas poderiam ser ditas.

Houve uma frequente confusão, e insistiria apenas nisso, se preferem, entre Nibiru e Hercobulus, entre as Embarcações de Luz que levam o nome de Nibiru e as Embarcações da Sombra que levam também o nome Nibiru.

É uma palavra que está muito na moda.

Se preferem, é a mesma coisa que para Deus. Alguns ensinamentos lhes mostraram, quer vocês aceitem ou não, que a entidade que se chama Deus é a mesma entidade que se chama Diabo. Vocês aceitem ou não.

Mas, para um, Deus é também a Fonte. Naquele momento, ele não é mais Deus, ele é a Fonte. A linguagem serve para enganar.

Eu insisti, quando de minha primeira vinda, no fato de que eu esculpiria as palavras, a fim de lhes dar, se possível, uma abordagem Vibratória ligando-as a seus sentidos. Mas há palavras que perdem o controle: a palavra Deus é uma. Porque, de acordo com as diferentes tradições existentes, há um Deus. Na Índia, há vários deuses.

Algumas coisas lhes dizem que não há que Deus, apenas Deus, e, no entanto, outras nos dizem que Deus é o diabo.

Deus é uma palavra inventada, inventada pelo demurgo que criou esta Dimensão. Assim, nós, nós das esferas Unitárias, empregamos a palavra Fonte, de Luz ou de Unidade.

Nós empregamos entretanto as palavras de Divindade, porque a Divindade é um estado, mas daí a uma Divindade se proclamar Deus, há uma falsificação.

Entretanto, isso é muito astucioso, em todos os sentidos do termo, porque a partir que vocês empregam uma palavra, enquanto humanos, existe um conteúdo simbólico e semântico, em sua cabeça, que lhes faz ligar a palavra que evocam a um certo número de coisas.

E vocês empregam entretanto as mesmas palavras, umas e outras, para designar coisas profundamente diferentes. Assim, quando eu falo de Luz, alguns vão entender Luz do dia, ou Luz do sol. E quando eu falo de Luz, eu entendo, eu, raios X e raios gama, que são, para vocês, destruidores e, para nós, de nossas Dimensões, esses raios X e esses raios gama são a Luz.

O que vocês vêem, vocês, sobre a Terra, não é a Luz. Aí está portanto, há aí, nesse nível, uma dificuldade inerente à própria palavra empregada.

Assim, portanto, para Nibiru, as coisas são muito complexas, porque existem várias denominações concernentes a Nibiru.

Nibiru foi desviado, no que concerne às Embarcações da Sombra, desde o mês de agosto de seu ano passado, mas existem outros Nibirus.

Assim como certos textos confundiram Nibiru com Vênus, a estrêla da manhã. Ou ainda com Hercobulus, chamado também Némésis, o sol gemelar. Tudo isso é muito complexo porque as palavras, para algumas palavras, são portadoras de outras coisas além do primeiro significado.

Não se esqueçam que sua linguagem é proveniente do sumério e que é portanto falsificada, inteiramente.

Assim é da palavra Amor. Quando eu emprego a palavra Amor, não é de forma alguma o mesmo vivido pela palavra Amor, em sua Dimensão. O mais frequente, a palavra Amor é colorida por seus próprios amores, por suas próprias fixações, por seus jogos de dualidade numa relação, num casal por exemplo, que estritamente nada tem a ver com o que é o Amor nos planos multidimensionais e, no entanto, é a mesma palavra.

Em todo caso, para nós que não temos palavras, a mesma Vibração. Mas a Vibração que nós chamamos Amor nada tem a ver com a Vibração que vocês chamam amor.

Para algumas palavras, o significado é mesmo o oposto. É por isso que a Consciência deve apreender e viver a Vibração. A Vibração permanecerá sempre superior às palavras porque, quando falamos de Coroa Radiante do Coração, obviamente, a Vibração é percebida no Coração.

Eu não vejo chamar Coroa Radiante do Coração uma Vibração que se situa ao nível de Manipura Chacra, não é?

Assim portanto, a Vibração de seu Templo interior, a Vibração mesmo desse corpo de personalidade, é portadora de sentido e de lógica.

Uma entidade da Sombra não poderá jamais enganar seu Coração. Uma entidade ligada ao ego, ou a seu próprio ego, não poderá jamais manifestar-se no chacra do Coração. Ela permanecerá ao nível do plexo solar ou outros chacras, e assim por diante.

Vocês substituem a palavra pela vibração e, nesse momento, tudo se esclarece. Se vocês chegassem a colocar uma Vibração em cada palavra, não haveria mais problemas.

Deem-se conta, do nível de crença da Humanidade: quando você pronuncia a palavra Deus, você ativa o 7º chacra. Mas você o ativa para receber o que? A Vibração de Deus, que não é a Luz.

Então, quando você pronuncia Fonte, você ativa a Coroa Radiante da cabeça e você recebe a Luz. Assim, é importante compreender que as palavras os levarão sempre, e mesmo as minhas, a seu próprio campo de percepção e de coerência.

Somente a Vibração não pode enganá-los. Somente a Vibração é justa, porque a Vibração segue circuitos energéticos em relação direta com o sentido e a imanência da própria Vibração, para além da palavra.

Questão: a palavra Allah é tambem falsificada como a palavra Deus?

O que chamam «God», o que chamam «Yavé», o que chamam «Allah», toma sua Fonte na mesma origem que não é a Fonte, mas que é o demurgo, cujo verdadeiro nome, se querem saber, é Yaldabaoth.

Yaldabaoth é a entidade separada da Fonte que, acompanhada de alguns Arcanjos, criou esta Dimensão. Depois, os Anjos chamados da Queda, cujo chefe era Lúcifer, foram redimidos. Yaldabaoth não está redimido. Ele o será um dia.

Questão: que dizer das letras hebraicas que estão muito ligadas à Vibração?

As letras hebraicas são portadoras de uma Vibração, do mesmo modo como outros alfatetos sagrados, aramaicos e sânscritos.

Entretanto, a associação das letras foi conduzida com relação à língua suméria. Esta língua sumeriana não é a língua arquetípica. É a língua que foi transformada pela encarnação, e, portanto, retornada.

Assim, a letra Aleph corresponde efetivamente ao que ela significa Vibratoriamente. Mas se você coloca a palavra associando várias Aleph, você vai encontrar o mundo da falsificação.

As Vibrações das letras são conservadas com relação a sua origem.

No que concerne ao alfabeto hebreu, há uma origem que é celestial, que vem de Orion, da boa encosta de Orion, ligada à Confederação Intergaláctica e às forças da Luz autêntica.

Entretanto, as forças da Sombra amam e adoram utilizar a Luz para invertê-la.

Assim, por conseguinte, elas tomaram um certo número de letras portadora de Vibrações e as associaram para inverter suas Vibrações.

Quando vocês olham a constituição da palavra Yavé, vocês têm a energia que existe em cada letra, assim como isso foi descrito na Kabala. O exemplo poderia similar na língua sânscrita.

É preciso bem compreender que a associação das formas Vibratórias ligadas às letras, de acordo com uma certa disposição, não serve mais à Luz, mas à Sombra.

É nesse sentido que eu insisto na Vibração. A Vibração, não exterior, que vocês vão encontrar nas letras hebraicas, nos cristais, ou ainda nos arcanos do tarô, mas na sua própria Vibração interior e somente nela.

Vocês não terão tão cedo mais nenhum meio de fazer a diferença entre a Sombra e a Luz, a não ser pela Vibração. Seu Coração vibra? Ou seu Coração não vibra? A resposta está aí, e somente nesse nível, e em nenhum ouatro lugar.

É isso o que vocês têm a fazer (e, para alguns de vocês, já fazem): o aprendizado da Vibração. A Vibração do Coração não pode jamais mentir, porque ela assinala, para vocês, um acordo Vibratório, o que não é o caso de todas as outras Vibrações.

Do mesmo modo, entrar em contato com uma entidade pode lhes ativar o chacra da cabeça sem, no entanto, lhes garantir que se trate de uma entidade de Luz.

Somente a Vibração de seu Coração confirmará a origem desta entidade, não há outra alternativa. Se vocês não sentem a Vibração do Coração, isso quer dizer que você não tem qualquer meio (nem intuitivo, nem Vibratório, nem pelo instinto) de determinar precisamente a fonte do que está em contato com vocês. Somente, e eu repito, somente a Vibração do Coração lhes dará a Verdade, absolutamente nenhuma outra.

Questão: como a glândula Alta-Major é afetada pelos movimentos da cabeça durante a meditação de 19h30 (horário francês)?

A glândula Alta-Maior é a glândula iniciática essencial do corpo, aquela que confere o despertar.

Ela está situada atrás da carótida, para trás do ângulo da maxila.

Realizando os movimentos à frente e para trás, cabeça alta, cabeça baixa, vocês liberam um certo número de substâncias químicas desta glândula, que permitem favorecer e aproximá-los do despertar.

Ela desempenha, portanto, um papel completamente importante no que está em curso de realização em vocês.

Existem outros movimentos que foram dados por médiuns, há rempos mais remotos, como, por exemplo, o médium Edgar Cayce, que deu os movimentos circulares com a cabeça, ralizando o símbolo do infinito com a cabeça, que permitia também realizar uma liberação da glândula Alta-Major.

Hoje, o movimento da cabeça (alto/baixo, baixo/alto), com a abertura da boca, permite à energia do Espírito e da alma precipitarem-se em vocês e aproximá-los do momento de seu despertar.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Então, caros Irmãos e caras Irmãs, eu lhes peço acolher minha bênção, como eu acolho a sua. Juntos.

... Efusão de energia...

__________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão para o português: Célia G. http://leiturasdaluz.blogs
______________________
(*) Moaï (de acordo com Wikipedia)
Localmente moai, é o nome das estátuas monumentais em basalto da Ilha de Páscoa. Sua altura varia de 2,5 a 9 metros, para um peso médio de 14 toneladas. Todas são de monolitos voltadas para o ianterior da Ilha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário