Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

25 de abr de 2010

A EXPERIÊNCIA NA ENCARNAÇÃO

Meus caros filhos da Terra, nessa manhã venho lhes falar de vocês mesmos.

Quem são vocês, realmente, eu lhes pergunto e vocês igualmente.
Quanto eu ouço vocês que dizem: “mas o que vim fazer nesta terra?”...! Ou: “O que fiz ao bom deus para sofrer assim?”.


Oportunidade de crescimento

Na realidade, meus caros filhos, vocês vieram simplesmente viver uma experiência que escolheram conscientemente e com a ajuda de seus guias, antes de reencarnar.

Esta experiência é destinada apenas a fazê-los avançar no caminho de sua própria evolução.

E alguns dos obstáculos que encontram ao longo de sua própria viagem parecem muito difíceis de superar, dizem vocês, embora eles lhes tragam muito. Vocês estão como o esportista que ao longo de seu caminho, de sua evolução, coloca a “barra cada vez mais alto".

Também, agradecem a Providência ou, antes, ao Pai, por colocar em seu caminho essas oportunidades de crescimento, de evolução.

Lembram-se, quando estavam na escola, aqueles que não estão mais, somente os exercícios, os deveres, os exames, eram mesmo para fazê-los progredir, forçando seu intelecto para se superar e validando este limite superado, esta experiência, esse saber adquirido.
E, bem, em sua vida de todos os dias, e ao longo de sua vida, isto é o mesmo.

A cada instante vocês progridem no caminho de sua evolução e validam essa aquisição de conhecimento da vida.


Os “trabalhos práticos” da experiência

Não se esqueçam, meus caros filhos, vocês vieram para aprender.
Atualmente vocês estão numa verdadeira sala de “trabalhos práticos”, onde experimentam, avaliam, analisam, a fim de progredir.

Esta experiência prática que, para alguns, julgam muito longa, ou demasiado longa, vai durar apenas durante esta vida, até que, a experiência terminada, vocês entrem novamente “na casa”.
E sim, assim como o célebre herói do filme não menos célebre: E.T., sem o saber, vocês apenas aspiram uma única coisa: voltar à casa!

Mas cada coisa no seu tempo.
Atualmente vocês estão na “sala de trabalhos práticos” a fim de efetuar aquilo que escolheram.

Fico muito feliz, quando vejo quão rápido aprendem, a maior parte de vocês.
Para outros, isso será um pouco mais longo, porque ainda muito apegados à matéria.
Mas o que importa!
Todos vocês progridem, cada um em sua velocidade, certamente.
Mas o que é importante é que vocês realizam todos, esse porquê vocês vieram.

Quando voltarem “à casa” e constatarem o caminho percorrido, a aquisição de conhecimento realizada, naquele momento conhecerão a plenitude e serão recompensados por seus esforços.
Mas para a maior parte de vocês, nesse momento, a hora não chegou.


Jamais abreviar a experiência…

Alguns de vocês estão no ponto de renunciar diante do esforço para realizar e tentam abreviar a experiência desta vida.

Que erro, meus pobres filhos. Vocês não podem saber a que ponto lamentariam esse gesto, se o colocassem em prática... Vocês se desesperariam de não terem realizado o que decidiram realizar, viver, experimentar... durante a experiência desta vida.

Que acontecerá depois? Oh! ninguém os julgará...
Somente vocês, lamentarão e deverão esperar pacientemente uma outra oportunidade de experiência, quando de uma próxima “vida” na Terra lhes permita retomar a obra onde a deixaram, e completá-la.

Vejam como é particularmente inútil abreviar uma experiência... porque vocês deverão, apesar de tudo, ali voltar.
Também, agora que vocês têm a oportunidade tanto aguardada que lhes permite progredir, viver plenamente a experiência e, ao se deixar levar por ela, compreendem bem tudo o que ela lhes traz na compreensão de vocês mesmos, frente à experiência e aos outros que nela, são o contexto.


O contexto da experiência…

Sim, vou abordar um outro aspecto da experiência: os outros…

Os outros não são inimigos, mas fazem parte do contexto que lhes permite realizar a experiência escolhida.
Também vocês devem amá-los e agradecê-los, ao invés de alguma vez odiá-los.

Esses outros estão entre seus filhos, sua família que os acolheram quando de sua encarnação, sua família expandida que faz parte do contexto de sua família de acolhimento, seus vizinhos, seus companheiros de trabalho, de lazeres

Todos aqueles que vocês encontram eu seu caminho fazem parte do contexto, que lhes permitem realizar sua experiência.
Vocês não encontram jamais, nunca, uma pessoa por “sorte” (coincidência)...

Todos fazem parte do contexto e quando seus caminhos vêm a se cruzar, é por uma razão bem precisa.
Desde o olhar do transeunte que vocês cruzarão apenas uma vez durante esta vida, até muito longos momentos que vocês compartilham com outros: cônjuges, filhos, amigos…

Nada é devido à sorte, mas todos esses encontros apenas tem um único objetivo: ajudá-los a progredir vivendo plenamente sua experiência.

Também, ame-os. Todos, porque todos estão aí para ajudá-los, para trazer-lhes oportunidades de crescimento, sob diversas formas.
E, sim, do mesmo modo como o sorriso, a incompreensão, o insulto, são oportunidades de crescimento.
Agradeçam a todos e continuem alegremente sua experiência.


A chave está no Amor e na Alegria de ser

Ah sim, uma pequena coisa para ajudá-los em seu grande projeto de evolução: "uma dificuldade vivida com o sorriso nos lábios, é tão mais agradável para viver que no medo e na cólera".

O sorriso, a alegria, lhes permitem, elevando suas vibrações, dar mais leveza às dificuldades, que são geralmente marcadas de pesadas vibrações.

Digo-lhes bem meus caros Filhos da Terra, que a vida, aquela que experimentam atualmente, será sempre mais bela e mais agradável diante de vocês que atrás de vocês.
Assim, vivam-na plenamente, na Alegria de ser e no Amor ao outro.

A chave para o êxito de sua experiência tem duas palavras: Alegria e Amor.

Nessas duas palavras, carregadas de vibrações muito leves, muito etéreas, encontra-se a SOLUÇÃO de suas dificuldades, de todas suas dificuldades.

Lembrem-se, é no Amor e na Alegria que vocês progredirão mais facilmente e viverão plenamente sua experiência, até sua conclusão, sem estarem obrigados a voltar para terminá-la.

Aí está o que queria lhes dizer hoje, meus caros Filhos da Terra.

Eu os amo.


Mensagem de Hilarion, recebida em 6 de março de 2010 por
Jean-Paul Thouny

____
Vocês podem reproduzir livremente este artigo e divulgá-lo, se não o modificarem e se citarem a fonte: www.energie-sante.net

Traduzido do francês por: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário