Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

20 de abr de 2010

ANAEL – 20 de abril

Mensagem de 20 de abril de 2010 (publicada em 11 de maio)
DO SITE AUTRES DIMENSIONS



Eu sou Anael, Arcanjo.
Bem amados, recebam Amor e bênçãos Arcangélicas.

Eu venho a vocês, num primeiro tempo, antes de deixar o lugar, para um segundo tempo, ao Arcanjo Uriel, Anjo da Presença.

Venho então para trocar com vocês, pelas palavras e pela Vibração.

Então, bem amados, a palavra é de vocês.

Questão: como se articula a Consciência com os 5 novos corpos e o corpo de Existência?

Bem amado, o que é chamado novos corpos faz parte integrante da constituição do corpo de Existência.

Esses cinco novos corpos formam, com os sete antigos, um princípio Vibratório baseado sobre o número doze, expressando a Unidade ou a Triunidade.

Nos corpos não dissociados, de fato, a Vibração e as funções ligadas ao deslocamento da Consciência são em número de doze.

Há a Translação de um sistema de sete pontos de Vibrações da Consciência para um sistema de Vibração constituído de doze pontos Vibratórios correspondentes à Consciência Unificada.

A integração, em sua estrutura física, dos cinco novos pontos Vibratórios permite, então, pelo fenômeno de sincronicidade e de sintonicidade, entrar em ressonância e transladar a consciência na Consciência mesmo do corpo de Existência.

O corpo de Existência não se apoia sobre esses dados tão materiais, no sentido em que vocês o entendem, mas sobre dados muito mais ondulatórios que corpusculares.

Essas propriedades ondulatórias são diretamente ligadas a esses cinco novos corpos.

O ajuste desses cinco pontos novos realiza, no corpo de Existência, uma Translação que se efetua no plano perpendicular.

Com efeito, o que estava disposto de acordo com um processo linear torna-se circular.

Há portanto, nessas doze potencialidades Vibratórias novas (as cinco mais as 7 antigas), a realização do que o Arcanjo Miguel chamou as doze estrelas de Maria.

Essas doze estrelas são cada uma um potencial espiritual de deslocamento nos espaços Unificados e multidimensionais da Consciência.

Questão: qual é o suporte da Consciência que leva nossas memórias?

No corpo de personalidade que vocês habitam hoje, a consciência é então aquela da personalidade.

Ela está limitada a uma forma que é a sua, aquela que vocês habitam.

Nos mundos Unificados, a Consciência pode revestir diversas formas em função de espaços dimensionais que ela percorre.

A partir do momento em que há ressonância da consciência, na personalidade, com a Consciência existente no corpo de Existência, há então ressonância da Consciência e adequação e interpenetração de uma consciência dissociada com a Consciência Unificada.

Isso corresponde ao que vocês vivem, atualmente, para aqueles de vocês que viveram a ativação das diferentes Coroas ou do Triângulo Sagrado.

A Consciência é portanto a percepção de vocês mesmos, ela é, no sentido em que entendem, a palavra « ser ».

Quando vocês são isso, aqui, vocês não são aquilo, em outro lugar.

Há portanto um distanciamento e uma separação existente em sua consciência, fazendo-os encarar como sendo um ser separado do conjunto do que não é você.

Na Consciência Unificada, vocês são vocês, mas também todo o resto.

É esta Consciência que está emergindo na consciência humana, para aqueles de vocês que se preparam para transladar.

A Consciência portanto não deverá apagar-se no momento da Translação.

Obviamente, se a Consciência se apaga, não há mais Translação, mas morte do corpo físico e portanto da consciência que transita, naquele momento, por um outro estado, mas continua separada.

Há portanto, pouco a pouco, um alargamento do campo de percepção da Consciência e do campo de percepção do ser, colocando fim à divisão e à separação.

No momento, vocês estão ainda numa forma limitada, alguns de vocês acessaram sua forma ilimitada e aperceberam-se que esta forma ilimitada é também variável em função das Dimensões e das Vibrações que percorre.

Vocês não estão portanto limitados no interior de uma forma, o que é o caso hoje.

O que é descrito nos textos orientais ou nos textos místicos é uma dissolução da Consciência onde há perda da autonomia, no sentido separado, para a descoberta de uma autonomia, no sentido Unificado.

Obviamente, a consciência separada, dividida, compartimentada, não pode encarar que exista outra coisa além desta mesma consciência.

Ora, a Consciência não é o que vocês vivem.

Vocês são, eu diria, um fragmento de Consciência, eis que vocês não têm a consciência, mesmo, do conjunto do que vocês são nos universos.

Muito frequentemente, em seu mundo, vocês empregam as palavras como « alma » e « espírito ».

Quem conhece o Espírito? Quem conhece a alma?
Isso é apenas um reflexo, ao nível da personalidade, de um certo número de injunções ou de impulsos que chegam dos mundos etéreos.

A personalidade os capta e deles se apropria, mas a personalidade não é a Consciência.

Existe uma consciência da personalidade, mas ela é atrofiada e limitada a esta forma, a este envelope, a seus pensamentos.
Seus pensamentos não são os pensamentos do outro; isso é válido nesta dimensão dissociada.

Não existe mais separação do pensamento nos mundos Unificados.
Todo pensamento que vocês emitem é captado, de maneira instantânea, no conjunto do plano dimensional onde vocês emitem este pensamento, o que não é o caso, certamente, em seu mundo.

Questão: como, na Dimensão Unificada, os pensamentos emitidos são « captados » pelas outras Consciências?

Bem amado, você não pode compreender, em sua consciência limitada, o ilimitado, enquanto não aceder o Ilimitado.

Não existe resposta adequada porque seu mundo de funcionamento limitado não poderá jamais conceber o Ilimitado.

Pode aceirar em conceito, pode aceitar em idéia, mas não o viverá jamais na Verdade.

Questão: essa passagem na Consciência Unificada é para quando, em tempo Terrestre?

Na escala de seu tempo Terrestre, bem amada, existem efetivamente datas.
Essas datas não correspondem a um calendário humano, mas a um calendário galáctico.

Alguns nós do calendário galáctico correspondem a nós desta Dimensão.
Assim o é do período correspondente a 52.000 anos.
Vocês chegaram no final deste período.

Quando digo ao final, isso é agora.
E isso não depende nem de vocês, nem de nós, Arcanjos, mas sim da influência de alguns tipos de irradiações galácticas que vocês começam a atravessar.

Nosso papel, assim como o seu, através do que começamos com o Conclave Arcangélico e os Casamentos Celestiais, foi apenas para permitir-lhes estarem alinhados ao mais exato possível com relação a essa irradiação galáctica e permitir-lhes voltar, para irem para os mundos Unificados.

Aí também há um paradoxo correspondente ao que sua consciência limitada poderia perceber e analisar.

Se lhes digo, por exemplo, que a Consciência unificada apenas pode se encontrar no Interior de vocês, isto é Verdade no plano espaço-temporal.

Com efeito, todas as dimensões estão escondidas no Interior de vocês.

Para isso, é preciso que o pensamento ou a consciência, dirigida até agora para os mundos exteriores, volte-se para os mundos Interiores, porque esses mundos Interiores são efetivamente Interiores.

Há portanto, logicamente, processo de reversão: passar do ilimitado ao limitado e, inversamente, passar do limitado ao ilimitado, implica necessariamente nesta noção de reversão.

O Arcanjo da reversão é o Arcanjo Uriel, é aquele que intervirá a todo final desse sistema solar a fim de provocar, para aqueles que o desejam, o processo da reversão.

Questão: entrar no pensamento do supramental é entrar no pensamento da Fonte?

A palavra « pensamento » não é adequada.
A palavra « ser » corresponde à Verdade.

O pensamento é dinâmico.
O ser é, de algum modo, estático.

E, na estática permite mover-se na infinidade dos mundos.

Há, portanto, através do que foi nomeado, denominado e chamado o silêncio Interior, o som si, também um processo dinâmico que conduz a um processo estático (o que vocês chamam também, no sentido físico, o ponto zero) que deve ser encontrado.

É no fato de encontrar e viver esse tempo zero que se situa o acesso ao ilimitado.

Há portanto reversão do pensamento do exterior para o Interior.
Mas o pensamento Interior não basta porque, ele mesmo deve parar no momento em que toca o centro.

Questão: uma expansão de Consciência permite ir para nossa dimensão ilimitada?

A palavra expansão, em si, traduz o que percebe a consciência limitada quando se expande, mas eu poderia responder também que esta expansão é, de fato, uma reversão para o Interior.

A expansão conduzirá, necessariamente, a um momento de regresso ao centro e, portanto, a uma certa forma de estática que permite descobrir o ilimitado.

A expansão de Consciência pode se traduzir, em sua própria dimensão, sem no entanto dela sair.

Assim, por exemplo, o fato de se comunicar com uma árvore, o fato de se comunicar com outros reinos evolutivos da natureza não é uma prova de acesso aos mundos dimensionais.

A única prova do acesso aos mundos multidimensionais é a passagem para sua forma de Existência mas também nos momentos em que se manifestam a vocês os mundos multidimensionais.

Questão: esses mundos manifestam-se a nós unicamente quando estamos alinhados?
Completamente.

Questão: entrar na Unidade é entrar na coerência do universo, impulsionado pela Fonte?

Bem amado, isso são apenas conceitos mentais.

Você pode se agarrar a todas as palavras que convêm a sua consciência limitada, mas isso não é o Ilimitado.

A experiência de Ser está além das palavras.

Eu expresso, através de palavras, o que é, para vocês, o mais adaptado a uma certa forma de compreensão.
Entretanto, são palavras que podem por vezes afastar desta compreensão.

Questão: existir em vários planos ao mesmo tempo é um obstáculo à Ascensão?

Bem amada, é desejável bem definir o que chama viver em vários planos ao mesmo tempo, porque você pode viver no mundo astral, como nesse plano, sem no entanto aceder ao multidimensional.

Questão: pode-se ao mesmo tempo estar encarnado aqui sobre a Terra, encarnado em Orion, encarnado em outro lugar, etc.?

Se esse fosse o caso, e se isso não está consciente na Consciência da Terra, isso corresponde, uma vez mais, a uma consciência fragmentária.

Lembre-se que, a partir do momento em que você toca o corpo de Existência e sua Vibração, não há mais, para você, qualquer questão.

As questões são colocadas pela consciência limitada que não tem ainda a Consciência da Consciência ilimitada.

Quando a Consciência ilimitada se manifesta a você, sob forma Vibratória, como esse é o caso atualmente, quando você começa a penetrar os espaços multidimensionais, não pode ali haver questionamento desse gênero, porque não é algo que se compreenda, é algo que se vive.

O compreender não permite absolutamente o viver.

É justamente no momento em que existe o processo, que já defini longamente, de abandono à Luz e extinção temporária da consciência dissociada, que se pode viver a Consciência Unificada, e não antes.

Enquanto você não soltar, não encontrará.

Questão: é necessário ter paciência para aceder à Existência?

Não estou seguro de saber o que a paciência tem a ver nisso.

A palavra Mestre é abandono.

Pode haver paciência sem abandono.
Pode haver impaciência e abandono.

Não há portanto correlação possível com a noção de paciência.

Questão: o acesso à Existência se faz de maneira progressiva?

Eu diria que é, antes, um processo irruptivo, que pode se fazer em várias etapas.

Os momentos em que a irrupção da Consciência ilimitada na consciência limitada (ou transferência da consciência de um ponto de vista limitado a um ponto de vista ilimitado, o que leva estritamente ao mesmo), esse processo é, em geral, extremamente brutal na noção temporal.

Apenas há progressividade através da progressividade como, por exemplo, nos Casamentos Celestiais ou ainda nas Etapas.

Mas o switch da Consciência, assim como o definiu o bem amado Sri Aurobindo, é perfeitamente observado pela própria consciência.

Ele corresponde ao que foi chamado, em diversas tradições de vocês, como « a pequena morte », esse processo que é vivido quando a consciência limitada, na personalidade, abandona toda luta, assim como isso é vivido pelos místicos e pelos seres que vivem experiências nas fronteiras da morte.

Isto corresponde inteiramente às palavras de Cristo, que foram retransmitidas, por uma vez, fielmente: «que Tua Vontade se faça e não a minha» e também o último grito de Cristo na cruz: «por que me abandonastes?».

Nesta noção de abandono, que é como um grito de desespero real, que se manifesta a Consciência ilimitada.

O processo dinâmico Vibratório que os acompanha desde agora mais de um ano (e para alguns de vocês desde dezenas de anos) deve conduzir a esse processo, a esse switch.

Questão: como manter ou desenvolver isso, apesar dos constrangimentos externos?

Bem amada, uma vez que o switch da Conciência ocorrer, não pode voltar para trás.

Do mesmo modo, uma vez que o que chamam a bainha de um chacra é perfurada e que esse chacra é aberto, ele não pode mais, jamais, se fechar novamente.

Obviamente, pode ser feito o que chamaria de desvios de funções espirituais de alguns chacras mas, de uma maneira geral, o que é adquirido está adquirido, ao nível da Consciência.

Bem amada, a frase a mais simples é continuar a fazer, mas fazer estando destacada, fazer estando no ser, levar cada vez mais sua Consciência sobre esta noção de ilimitado, continuar a agir em sua Vida quotidiana, o que quer que faça, sempre estando conectada a esta ressonância.

Você pode jardinar, você pode fazer trabalhos penosos, você pode escrever poemas e você pode, quaisquer que sejam essas atividades, manter a Vibração de ser.

Não há qualquer discrepância.
Enquanto há discrepância, há consciência fragmentada.

Questão: manter a consciência na respiração do coração é um meio de se centrar?

Bem amada, esse não é o meio, mas o objetivo.

Se isso se realiza a partir do momento em que você vaga em suas ocupações quotidianas, isso prova que ali chegou.

A partir do momento em que a Consciência se estabelece na coroa radiante do Coração, quaisquer que sejam suas atividades, isso significa que você está já em sua multidimensionalidade, mesmo se não tem acesso, ainda, à Existência.

O acesso à Existência, lembre-se, não é possível senão a partir do momento em que o conjunto das três Laleiras Vibre em uníssono e a partir do momento em que o conjunto dos cinco novos corpos seja ativado e se juntem ao nível da Fonte de Cristal.

Questão: que vão se tornar os corpos biológicos que transladarão?

Os corpos biológicos são portadores de uma memória.

Esta memória não pertence à Existência, porque a Existência que lhes foi subtraída, eu diria, e que os espera no sol, não conhece a encarnação.

É portanto necessário, para algumas funções ligadas à coletividade Dimensional na qual vocês irão, levar esta memória e esta memória está situada no corpo biológico, essencialmente no DNA e que foi chamada a gota vermelha e a gota branca.

Questão: a memória que acaba de evocar tem relação com a memória akáshica?

Tem uma relação mas não é a memória akáshica.

A memória denominada akáshica corresponde a planos intermediários, certamente elevados, mas correspondentes à matriz astral.

Questão: esta memória akáshica será então dissolvida?

Sim, é por isso que temos necessidade, e que vocês tem necessidade para a coletividade, de um certo número de corpos biológicos.

Questão: por que durmo durante as meditações?

Esse é um processo relativamente frequente em várias pessoas nesta Humanidade, seja durante este período como em períodos que nada tem a ver com o período atual.

Existe um momento em que algumas almas, em que algumas consciências de personalidade, se apagam literalmente.

Não há anomalia, aí, mas um processo que encontrou a consciência limitada para se proteger do ilimitado.

Questão: como superar isso?

Considerando a meditação como um espaço de subida Vibratória, num primeiro tempo, e favorecendo, de uma maneira ou outra, a subida Vibratória quando da meditação.

Questão: Peter Deunov disse: «onde era água, será a Tera, onde era a Terra, será a água» e que uma nova Terra apareceria, como uma Terra purificada que viria dos fundos marinhos, onde se estabeleceria uma nova Vida.

É uma realidade total, simplesmente esta nova Terra e esses novos Céus, assim como descreveu também São João no Apocalipse, corresponde a uma mudança de estado Vibratório.

Esta nova Terra e esses novos Céus não estarão mais na 3ª Dimensão, mas na 5ª Dimensão.

O que explica que tudo o que é à base carbonada, hoje, sobre este planeta, será revestido de sílica (ora, a sílica não pode vir senão do Interior da Terra) e a Vida nascerá sobre a sílica e não mais sobre o carbono.

Assim, o que estava comprimido e que vocês chamam, sem razão, núcleo terrestre ou Fogo Terrestre (que era interiorizado e comprimido) deve exteriorizar-se.

O Fogo da Terra deve sair, para revestir a nova Terra.

Questão: é então esse processo que começa hoje?

É exatamente aquele que anunciamos, dentro do Conclave, pela boca de Miguel: o Fogo do Céu casa-se com o Fogo da Terra, permitindo ao Fogo da Terra sair de sua prisão.

Questão: trata-se tamtém de uma reversão?

Completamente.
O que estava no Interior torna-se exterior, ou seja, em seu lugar normal.

Questão: os povos intraterrestres estão já emergindo na superfície?

Absolutamente não.

Eles esperam o nascimento da nova Terra para, através das peneiras interdimensionais existentes dentro de todo planeta, mudarem de plano Vibratório, eles também.

Questão: eles não viverão com aqueles que ascensionarão na 5ª dimensão ao nível da Terra?

Eu penso que eles terão ou tra coisa a fazer do que residir numa 3ª dimensão Unificada ou na 5ª dimensão.

No que se refere, por exemplo, aos Delfinóides, eles se juntarão a esferas de Sirius B.
Isso é profundamente diferente, de acordo com suas origens.

Questão: os números que damos às dimensões correspondem a uma hierarquia?

A palavra hierarquia não é completamente adaptada, corresponde entretanto a uma intensidade Vibratória.

Esse termo o mais adaptado, sabendo que existem, até a 18ª dimensão, dimensões antropomorfisadas ou, em todo caso, precisas, em suas formas e complexos.

Quanto mais vocês sobem, ao mais próximo da Fonte, mais a forma torna-se simples e constituída de uma Vibração quase única.

Questão: as diferentes dimensões correspondem a uma Consciência que se aproxima o mais próximo da Fonte?

É o objetivo.

Questão: por que esses patamares Vibratórios são progressivos?

O princípio da Criação efetua-se através de reversões sucessivas.

De reversão em reversão, há afastamento, Criação da Fonte.
Esta Criação afasta-se da Fonte para aí retornar.
O caminho de retorno passa pelos switches de Consciência.

O processo de reversão existe em cada Translação Dimensional, mesmo nos mundos Unificados.

Progressivamente e à medida em que os planos Vibratórios e de Consciência se aproximam da Fonte, há simplificação.

O princípio de simplificação é portanto o oposto do princípio de complexificação que acompanha o processo criativo.

Há portanto des-Criação, de algum modo, tanto como em seu mundo há a desconstrução.

Simplesmente, a desconstrução em outros mundos (que chamaria antes de des-Criação) não se acompanha de processos tais como vocês os viverão, eis que não há razão para remeter uma conexão à Fonte quem jamais desapareceu.

Assim, portanto, esses patamares não são, propriamente falando, uma progressão.

Pode-se falar de progressão a partir do momento em que há densificação da consciência nas dimensões mais afastadas da Fonte.

Mas, a partir do momento em que há des-Criação e nova subida para a Fonte, não há patamares, há cruzamento de etapas, etapa por etapa, dando a impressão, nas escalas muito longas, de uma progressão.

Mas a passagem de uma dimensão a outra se faz de maneira extremamente brutal.

Do mesmo modo quando nós, Arcanjos, passamos de nossa Dimensão original para a Dimensão de contato com a sua, que é a 5ª dimensão.

Cada salto dimensional, no sentido da descida para vocês ou da subida para nós, se faz de maneira extremamente brutal, correspondente a um salto Dimensional extremamente rápido.

Acompanha-se de uma mudança, Vibratória e de forma, total.

Questão: emitir a intenção de fundir com a Fonte não permite subir todas as dimensões, instantaneamente?

Não.
Compreenda bem que, quando você aceder, para alguns de vocês, à 5ª Dimensão, vocês terão Consciência de todas as outras Dimensões, mas o que não quer dizer que sua Consciência poderá ir em todas essas Dimensões.

Vocês podeerão comunicar-se e trocar com todas as Dimensões, o que não é a mesma coisa de aí tornar-se em pessoa.

O mesmo princípio, vocês podem assimilar ao que chamam o telefone: vocês podem ouvir a voz da pessoa com a qual se comunicam, vocês podem mesmo por vezes vê-la, mas vocês não estão lá para tanto.

Questão: iremos então onde a Fonte tiver «decidido»?

Vocês não vão nem onde a Fonte o decide, nem onde vocês o decidam.

Vocês vão lá onde a Vibração os leve.

Princípio de atração e de ressonância.

Lembrem-se que os planos dimensionais são planos de Vibrações, de ondulações e de corpúsculos cada vez mais etéreos e cada vez mais rápidos, cuja potência Vibratória é colossal.

Assim, portanto, vocês serão guiados pelas ondas e pelos corpúsculos ao lugar onde poderão se estabelecer.

Nada mais, nada menos.

Assim, portanto, a intenção nada tem a ver.
Do mesmo modo que em seu mundo, se vocês projetam sua intenção para estar no alto de uma montanha, isso não lhes bastará jamais para estar no alto da montanha.

Questão: há entretanto iniciados (neófitos) que o fazem, eles se projetam a um lugar e ali estão?

Isso corresponde a procedimentos chamados bilocação.
Isso acontece mesmo nesta Dimensão, mas não acontece nos mundos multidimensionais.

Questão: a Fonte está presente em todas as dimensões, arranjada diferentemente?

Nenhuma Dimensão poderá existir, mesmo a sua, se a Fonte não estiver ali.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Bem amados, recebam então minha Radiância.
E deixo meu lugar para um espaço de recolhimento, na manifestação do Arcanjo Uriel, nesse canal, a fim de fazê-los aproximarem-se do mecanismo da Presença e da Existência.

Eu lhes digo, quanto a mim, até breve.

Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. – http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário