Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

22 de abr de 2010

SAINT GERMAIN -VAIDADE ESPIRITUAL

O que é vaidade espiritual?

Vamos falar sobre um determinado tipo de vaidade agora. Vamos falar sobre a vaidade espiritual. Você já conheceu alguém que está espiritualmente vaidoso? Eu estou disposto a apostar que vocês conhecem alguns deles.

Uma pessoa é espiritualmente vaidosa, quando ela tem orgulho excessivo em suas realizações espirituais, e geralmente usa isto para impressionar ou manipular os outros à sua volta. Estes vaidosos têm "manchado" a glória de muitos anjos humanos que trabalham com amor e humildade na Terra.

A vaidade espiritual também tem consequências. Basta considerar o quão difícil é para a pessoa espiritualmente vaidosa separar-se desta loucura. É uma tarefa monumental. É uma pedra de tropeço para muitos que estão no caminho espiritual como a viagem de volta para re-lembrar sua divindade.


A Loucura da Vaidade Espiritual

A vaidade é uma armadilha, de fato, e aqui está a razão:
Pessoas num caminho espiritual, muitas vezes estão movimentando-se em estados superiores de consciência, à medida que progridem ao longo do caminho. O problema da vaidade espiritual surge, no entanto, sempre que há uma fascinação ou fixação sobre essas experiências.

É tentador para algumas pessoas, a acreditar que só porque eles tiveram essa experiência maravilhosa, que estão de alguma forma melhor ou mais iluminada do que outras. Isto, naturalmente, é um absurdo.

O que está realmente acontecendo aqui é que os seus egos, que ainda não estão totalmente reintegrados na experiência da Recordação Divina, estão promovendo armadilhas sobre eles.

Deixe-me dar um exemplo bobo para ilustrar este ponto:

Vamos fingir que o ego é o seu professor da escola local, e que você é um ingênuo estudante que está disposto a acreditar em qualquer coisa que você disse. Seu professor incentiva você a escrever a seguinte frase incompleta na lousa: "Minha experiência espiritual é ...,"E depois completá-lo com a seguinte afirmação:"... Melhor do que a sua experiência, em qualquer dia da semana, então por que não me deixe dizer sobre ela?”

Em seguida, o professor o envia para casa para repetir essa declaração ridícula para a sua família, os amigos e vizinhos, até que sejam convencidos de que você sabe exatamente o que você está falando e deve levá-los para a Terra Santa, ou que você é certificadamente insano. E assim, o falso profeta nasce.

Saibam disto, meus amigos: O ego vai tomar posse de tudo o que é seu, e distorcê-lo para seus próprios fins. Ele adora ter certeza de que você e aqueles ao seu redor fiquem na ignorância de sua Divindade.

Por quê o ego acredita que merece ser reconhecido por todos ao seu redor? Porque é segredo a sua incerteza de importância no mundo. Isso faz com que o ego particularmente fique vulnerável à experiência do orgulho inflado.

E isto nos traz de volta à Vaidade.

A vaidade espiritual nada mais é do que um ego sancionando o "reconhecimento" de sua Divindade. Mas é um falso reconhecimento. É apenas uma “outra maneira” de mantê-lo sonhando com a sua divindade, dizendo a você e àqueles ao seu redor, que você já tenha feito isso, quando você realmente nunca fez. O ego convida-o a aceitar essa ficção, dizendo que você pode apenas convencer as pessoas o suficiente para acreditar que realmente é verdade. E essa é a armadilha da vaidade espiritual. É um problema tanto para aqueles que levam os outros em um caminho espiritual, como para aqueles que se deixam levar.

Então, para deixar as coisas bem claras, vou repetir:

"Com a liberdade vem a escolha, e é na escolha que você vai encontrar a sua liberdade."

Saber isto, caros amigos, que quando vocês estão verdadeiramente livres, vocês escolherão sabiamente as suas experiências, assim como suas almas fazem, e que a vaidade espiritual não vai entrar em cena novamente.

Em vez disso, suas decisões sobre o que fazer com sua vida, seus relacionamentos e tudo o mais que tem muita importância para vocês, estarão em harmonia com suas escolhas de alma sobre a melhor forma de incorporar a sua divindade como um ser encarnado na Terra.

E nesta aproximação harmoniosa entre o que é humano, e o que é divino, vocês vão perceber o verdadeiro significado da liberdade. O verdadeiro significado da liberdade para vocês como um ser humano, é se libertar do esquecimento sobre “quem realmente vocês são..." liberando-se de atos de auto-sabotagem que os mantinham na escuridão sobre as suas Divindades.

Saibam que, quando vocês re-integram as percepções distorcidas do ego sobre quem vocês são, em uma apreciação consciente de suas Divindades, vocês encontrarão a liberdade e finalidade em tudo que vocês fazem.

E, mais importante, vocês vão entender que as suas crescentes consciências espirituais não têm nada a ver com ser melhor do que outros, ou mais altamente evoluído. Em vez disso, ele coloca você em pé de igualdade com todos os seres humanos, e pede-lhe para praticar a humildade diária.

Esse tipo de humildade lhes pede para levar e ensinar pelo exemplo, e não por ostentação ou exibicionismo, demonstrando aos outros que vivem uma vida humana, e agir com a Divina Consciência, que também é possível para eles.

Lembrem-se que a humildade não é pedir-lhes para negar a grandeza de suas Divindades, ou a viver timidamente. Sua divindade é grande, e assim é você, quando se sente inspirado por ela. A humildade simplesmente pede para você viver sua vida sem falso orgulho. Sem ego.


A Necessidade de Discernimento

A conclusão de se livrarem da vaidade do ego, é quando vocês sentem que não estão espiritualmente superiores aos outros, ou mais esclarecidos, ou, que vocês precisam focar as suas perspectivas sobre eles, visando o bem.
Vocês não serão mais seduzidos pelas mensagens concorrentes daqueles que tentam dizer, ou vendê-los este tipo de vaidade disfarçada.
Há muita necessidade de discernimento sobre isso hoje.

Em vez disso vocês estarão cientes da necessidade de todos para encontrar os seus caminhos de volta para lembrar suas divindades, e vocês estarão ansiosos para ajudá-los de forma respeitosa e adequada, sempre lhes peço.

Obrigado, meu amigo, por fazer esta pergunta em nome de todos aqueles que estão presentes hoje, e quem pode estar lendo isso mais tarde.


EU SOU O QUE SOU – Adamus Saint Germain
--------------

Canalizado por Alexandra Mahlimay e Bennack Dan
Publicado em 21 de abril de 2010 - http://spiritlibrary.com
Tradução: Anthonio Magalhães – http://minhamstria.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário