Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

6 de mai de 2012

MARIA – 6 de maio de 2012

Mensagem publicada em 7 de maio, pelo site AUTRES DIMENSIONS.






Áudio da Mensagem em Francês





Link para download: clique aqui


 
 
Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.

Filhos bem amados, eu venho a vocês, nesse início do mês de maio, a fim de enunciar inúmeros elementos.

Eu lhes transmito a Graça, o Amor e a Verdade.

Durante esse mês de maio, minha Presença acompanhá-los-á, e eu voltarei a exprimir-me entre vocês várias vezes.

O Manto Azul da Graça que se deposita em vocês desde alguns meses trabalhou e continuará a trabalhar para sua Liberação e para sua Ascensão.

Durante esse mês de seu ano, muitos elementos vão instaurar-se – tanto em vocês como sobre esse mundo – a fim de facilitar, de favorecer sua Liberação.
O que quer que se desenrole em vocês, em sua vida, sobre esse mundo, permaneçam em vocês, nesse Núcleo de Eternidade, nesse Ponto central, no qual se encontra toda alegria, toda completude e toda paz.

O Manto Azul da Graça continuará a agir, durante esse mês (eu diria, de maneira muito mais palpável, para vocês, muito mais intensa, muito mais densa), dando-lhes a aproximar-se ou a penetrar em suas Moradas de Eternidade, em suas Moradas de Paz Suprema, a fim de que nenhum evento – desse mundo ou de sua vida – possa alterar ou perturbar sua Eternidade, levando-os a tomar bem mais recuo, mas a viver um real desprendimento de tudo o que pertence ao que não é Eterno.

Durante este período, eu os convido a estarem, particularmente, à escuta do que lhes diz a Onda de Vida, estar, particularmente, à escuta dos reencontros que vêm a vocês (quer esses reencontros concirnam a consciências nessa carne ou consciências de outros lugares), porque os contatos vão fazer-se cada vez mais íntimos, cada vez mais presentes, cada vez mais evidentes, a partir do instante em que vocês os acolhem, sem medo, sem dúvida, sem interrogação.

Esses contatos são a prévia do que vai desenrolar-se, durante este período (e naqueles que vão seguir), que vai levá-los a mudar, radicalmente, não unicamente de ponto de vista, não unicamente de mundo, mas, sobretudo e antes de tudo, de consciência.

Estejam lúcidos.
Sejam cada vez mais verdadeiros e autênticos e em acordo com o Manto Azul da Graça, com a Onda de Vida.

O que lhes é proposto, e o que lhes será proposto irá, sempre, para mais Liberdade, para mais Alegria, para mais leveza, para mais autenticidade.
Todos os Alinhamentos, em seus horários habituais, todos os Alinhamentos que vocês tomam, sozinhos, todos os Alinhamentos que os ajustarão à Onda de Vida, ao seu Duplo, aproximá-los-ão de seu Casamento Místico, de algo que lhes é estritamente desconhecido (para aqueles que não o viveram) e que representa o que eu nomeei essa Morada de Paz Suprema, esse estado de Felicidade Absoluta, no qual nada do que é da vida comum pode alterá-los (nem nada desse mundo).
Não há outra salvação que a de estabelecer-se – cada vez mais evidente e rapidamente – nessa Consciência que é, eu os lembro, sua Eternidade, sua Alegria (aquela que não conhece qualquer emoção, qualquer perturbação ligada ao desenrolar da vida nesse mundo).

Vocês são os Filhos da Lei de Um.
Vocês são as Sementes de Estrelas.
Vocês têm sido os Ancoradores da Luz e os participantes (alguns de vocês, desde as Núpcias Celestes) para o estabelecimento do que vem agora.

A compartimentação das Dimensões toca ao seu fim, dando-lhes a viver sentimentos de Liberdade e de Liberação, cada vez mais intensos, seja em vocês, seja em seus acessos a esses espaços que lhes estavam fechados ou, ainda, através do que minha Irmã GEMMA exprimiu-lhes, há algumas semanas, sobre esse Casamento Místico.
E, também, ao que lhes disse UM AMIGO, sobre o que ele nomeou o Yoga da Eternidade (ndr: intervenção de UM AMIGO, de 12 de abril de 2012).

Vocês entram, a partir de hoje, nos Tempos da Eternidade, que põem fim, efetivamente, a certo número de coisas.
Seu Coração deve permanecer leve e sereno.
E isso não depende de qualquer decisão que lhes seja própria, mas, unicamente, de sua capacidade para deixar agir a Doação da Graça em vocês.

Mais do que nunca, eu atraio sua Consciência ao fato de que vocês são apenas a Graça, apenas a Doação.
Porque a própria Essência de quem vocês São é Amor, e não há outros caminhos que não o Amor, não há outras verdades que não o Amor a manifestar, doravante.

O Manto Azul da Graça vai trabalhar, de maneira cada vez mais potente, em suas estruturas corporais e sua estrutura sutil, levando-os, por vezes, a viver situações que eu qualificaria de radicais.

Não julguem o evento que se produz em sua vida.
Não julguem ninguém.
Aquiesçam ao que a vida dá a vocês, porque a Vida dá-se a ela mesma, porque vocês São a Vida.

Não fiquem no que é habitual para vocês (ou seja, essa ação/reação aos eventos da vida comum, quaisquer que sejam), mas penetrem, cada vez mais facilmente e com facilidade, na Onda de Vida, nesse Manto Azul da Graça que deposita sobre vocês.

Como eu lhes disse, eu os acompanharei – de maneira muito mais precisa, muito mais evidente, também, para muitos de vocês – durante este período.
Vocês poderão, durante este mês que vai escoar-se, pedir-me o que quiserem, para sua Liberdade, para sua Liberação.

O Comandante falou-lhes de processo alquímico, e é muito exatamente disso que se trata.
Essa alquimia vem fechar, de algum modo, e abrir outra coisa.
Essa outra coisa – que, para inúmeros de vocês, está, ainda, apenas na fase de primícias – é apenas a Revelação da Verdade de sua Eternidade, da Autenticidade, do Riso e, sobretudo, da Multidimensionalidade.

Frequentemente, os Anciões falaram-lhes do olhar ou do ponto de vista que vocês levavam ao que há a viver.
Eu voltarei, simplesmente, a essa frase (que lhes foi pronunciada, muito frequentemente, pelo Comandante) (ndr: O.M. AÏVANHOV): «a lagarta torna-se borboleta».
A lagarta não conhece a borboleta, mas isso é inscrito no que ela é, ela mesma.
A borboleta prepara-se para viver o que ela é.

As Vibrações – ao nível de seu Templo, através de algumas estruturas – participam de sua Liberdade, de sua Alegria.
Acolham o que vem como uma Doação da Graça, porque é, muito exatamente, isso.
E lembrem-se de que, nas esferas da Unidade, a palavra sofrimento não pode existir.
O sofrimento resulta apenas da dualidade, unicamente do confinamento e da ilusão do efêmero.

Se vocês vão, abertamente, para o que a Luz propõe a vocês (e a Onda de Vida propõe-lhes), vocês poderão apenas ser felizes e essa alquimia.
Lembrem-se de que, durante este mês (no qual se vai ver derramar, sobre a Terra, o conjunto da Irradiação Cósmica e Solar esperada desde tanto tempo), resta-lhes apenas estar Alinhados consigo mesmos.
Resta-lhes apenas aquiescer à Luz, aquiescer à Eternidade.

Seu corpo vai manifestar cada vez mais sinais.
Vivam-nos.
Não atribuam demasiada importância.
Centrem-se em sua Consciência.
Olhem, verdadeiramente, o que se alivia, o que se Libera.
Nada mais vejam que não isso.

Nós lhes pedimos, também, vigorosamente, uns e outros, para juntarem-se a nós, cada vez mais numerosos, nessas Núpcias Místicas, nesse Casamento Místico que será, obviamente, mais intenso, porque o conjunto de minhas Irmãs ali participará, com vocês, a cada quinta-feira, às 22 horas [hora francesa].
Vocês terão a oportunidade, durante esses momentos, de darem-se conta, por si mesmos, dessa Transmutação, de seus efeitos em sua Vida, em sua Consciência, em sua Liberação.

Nós contamos com vocês.
Vocês responderam «presente», até agora, seja para as Núpcias Celestes ou o que se seguiu.
Hoje, convém que o Manto Azul da Graça – que já os recobre e que já trabalhou em vocês, de algum modo – finalize sua ação, a fim de que vocês sejam, inteiramente, revestidos desse Manto Azul, instalados na Onda de Vida e na Doação da Graça, instalados, de algum modo, aqui mesmo, aí onde vocês estão, em sua Eternidade, porque a partir do instante em que vocês ali estiverem instalados, completamente, constatarão que nada do que concerne à vida comum que vocês levam (quaisquer que sejam as facilidades ou as dificuldades) poderá mais, de maneira alguma, perturbá-los.

É assim que nós esperamos vê-los, o mais possível: felizes e nessa Alegria inefável desse Casamento Místico, nesse estado especial que vem transcender todos os outros estados.

Eu venho, portanto, convidá-los e propor-lhes a viver isso, com cada vez mais facilidade.
A partir do instante em que vocês não dão corpo às suas dúvidas, aos seus medos, às suas interrogações, aos seus sofrimentos (manifestando, com isso, sua capacidade para ser a Alegria, para ser a Paz), tudo será, grandemente, facilitado para vocês: se aquiescem, se ficam na Paz, se cultivam a Paz (chamem isso como quiserem).
O que quer que vocês façam (quer meditem ou trabalhem, quer estejam acordados ou adormecidos), cultivem essa Paz, porque a Paz chama a Paz, mais do que nunca; porque o Amor chama o Amor.

Mais do que nunca, durante este mês que vai escoar-se, vocês são, todos, convidados ao Banquete Celeste, sem exceção alguma.
Vocês são, todos, convidados à Onda de Vida, e são, todos, convidados à Liberdade.

Os sintomas diversos de seus corpos ilustrarão, de algum modo, essa revelação (se posso chamar assim) da Onda de Vida, que finaliza, em vocês, o que deve sê-lo e que os restitui à sua Eternidade.

Sejam o Riso.
Sejam a Dança.
Sejam a Alegria.

Eu tive a oportunidade de dizer, já, que, como Mãe, não pode existir – contrariamente ao que lhes disseram algumas aparições chamadas Marianas – qualquer castigo, qualquer punição.
Porque o que a personalidade chama de castigo ou punição é, de fato, apenas a Liberdade e a Liberação, justamente, do que era pesado e denso.

Eu os convido a estabelecer-se nas Moradas da Eternidade.
Eu os convido a estabelecer-se, cada vez mais firmemente, nessa alquimia, nessa Transmutação de sua Consciência, desse corpo, a fim de viver a serenidade, a fim de viver a Paz, na qual não pode existir qualquer alteração, qualquer perturbação.

O Templo de seu Coração vai animar-se, de algum modo, apresentando novos sinais.
Esses novos sinais, essas novas manifestações tem apenas um objetivo, e um único: aproximá-los de suas Núpcias Místicas, aproximá-los de sua Eternidade, fazê-los viver a Eternidade, a fim de que nada mais possa alterá-los, porque a Eternidade não pode ser alterada, de maneira alguma, pelo que vive esse corpo e esse mundo.

Doravante (a partir de hoje), o conjunto de minhas Irmãs – nomeadas Estrelas – participará dessa Ronda (um pouco como o Conclave Arcangélico, que se dissolveu, há algum tempo).
O Conjunto de minhas Irmãs reunir-se-á – comigo – e o conjunto dos Anciões (conosco), de modo a que os 24 e as 12 e eu mesma formemos uma Ronda: uma Ronda perfeita, uma Consciência Unificada e totalmente Liberada, que vem coroá-los, que vem restabelecê-los – se vocês aceitam – no que vocês São, a cada quinta-feira, às 22 horas [hora francesa] (ndr: ver a rubrica: «acompanhamentos/Radiância Arcangélica) e, também, a cada noite, às 19 horas [hora francesa] (ndr: ver a rubrica «protocolos/protocolos prioritários a praticar: Comunhão Coletiva ao Manto Azul da Graça e à Onda de Vida»).

O Manto Azul da Graça e a Onda de Vida, que se depositam em vocês, tomam essa tonalidade específica em que muitos elementos que lhes eram, ainda, tidos escondidos, velados, vão revelar-se, em especial no que concerne à identidade de seu Duplo Cósmico, onde quer que ele esteja.
Não tenham medo, não sejam atingidos, porque isso é natural, porque isso participa da Androginia Primordial, que lhes permite reencontrar a Liberdade.

Essas Núpcias Místicas, essa União Mística que nós lhes propomos (minhas Irmãs e eu mesma e o conjunto dos Anciões), desenrola-se, é claro, antes de tudo, em vocês.
É a Última Chave que nós lhes damos, que nós lhes oferecemos.

Nossos momentos de Comunhão tornar-se-ão cada vez mais intensos, cada vez mais reais, cada vez mais verdadeiros.

Alguns de vocês começarão a perceber não mais a presença do Duplo, nas costas, mas, efetivamente, a presença ao seu lado, à sua esquerda, desse Duplo, onde quer que ele esteja, aliás (encarnado ou não), desembocando nessa Fusão Mística e nesse contentamento que é, eu os lembro, sua Essência Eterna (bem ao oposto da falta que os faz viver a personalidade, no conjunto de suas relações e de suas relações uns com os outros.

O Amor estabelece-se de maneira autêntica, agora.
Fazer a experiência disso, vivê-la, é ali estabelecer-se.
Vejam apenas isso.
Não sejam atingidos pelo que quer que seja que não a Luz, que não o Amor e esses Reencontros.
Nada há de mais intenso.
Nada mais há de mais verdadeiro que o que se revela, nesse momento, que o que se dá a viver aqui, onde vocês estão.

A Onda da Vida, a Doação da Graça, que trabalha, agora, desde certo número de semanas, de algum modo, preparou-os – mesmo se vocês não a sintam ainda – a viver, inteiramente, o que está aí.
Estejam, sobretudo, centrados no que é essencial: sua Eternidade, sua Essência, o Amor.
Todo o resto virá em acréscimo e ser-lhes-á dado em acréscimo.
Mas, se vocês procuram o acréscimo, ao invés do Amor, então, esse acréscimo não poderá aparecer.
Ponham, sempre, o Amor à frente.
Amem e nada mais façam.
Amem e abram, cada vez mais, o que vocês São.

Para isso, nós os convidamos porque, doravante, o conjunto de nossas Frotas Intergalácticas encontra-se ao mais próximo de vocês, preparado para intervir, preparado para Amá-los, se vocês mesmos colocam-se nesse Amor.

Eu voltarei, quanto a mim, no período nomeado, sobre esta Terra (em todo caso, em seu calendário, aqui, Ocidental), por volta da Ascensão porque, naquele momento – como vocês constatarão – muitas coisas serão modificadas em vocês.
O Som do Céu e da Terra e o Som de suas almas e de seus Espíritos tomarão uma tonalidade, aí também, mais intensa.
Os sinais da Terra e do Céu (já numerosos) vão aparecer, cada vez mais claramente, à Consciência, mesmo daqueles de vocês que, até o presente, não queiram ver sinais, nem o que quer que seja além de uma normalidade (que os tranquiliza em sua vida habitual, em sua personalidade).

A intensidade dos sinais e a intensidade da Alquimia e da Transmutação que vocês vivem não poderá fazer diferentemente do que fazê-los perceber isso.
E nós os esperamos assim, cada dia mais numerosos, a juntar-se à Beleza, a juntar-se à Eternidade, a juntar-se à sua Essência.

Nós os chamamos a redefinir o que é fundamental, para vocês, hoje.
Nós os chamamos a reposicionar-se, no Amor e na Luz, inteiramente.

Onde vocês põem suas prioridades?
Onde vocês põem o que se poderia chamar sua evolução?
Onde vocês põem sua fé?
Onde vocês põem seu interesse?

Quanto mais vocês estiverem em acordo com a Onda de Vida, mais tudo – absolutamente tudo – será facilitado e trabalhará, independentemente de sua vontade, a fim de permitir-lhes estabelecer-se, ainda mais facilmente, na Morada de Paz Suprema, na Eternidade.

Se posso dizer, mantenham fé, mantenham confiança, porque tudo o que se desenrola e se desenrolará – tanto em vocês como no exterior de vocês – tem apenas uma vocação (e uma única): fazê-los descobrir e viver o Desconhecido, a Eternidade, o que é sua Essência e que é nossa Essência (de todas e de todos, sem exceção alguma).

Nós os convidamos, efetivamente, ao Banquete Celeste.
Nós os convidamos a desposar aquele que se tem ao seu lado.

É claro, muitos de vocês, num primeiro tempo, poderão renegar o que acontece, porque, é claro, o peso que foi inculcado, nessa humanidade encarnada (em nome da falsificação), induziu, é claro, todas essas dúvidas, todos esses medos que devem ser transcendidos e superados.
A Onda de Vida ali trabalha, mas vocês podem, vocês também, trabalhar nisso, Liberando-se dos últimos entraves, assimilando e vivendo que vocês não são nem suas dúvidas, nem seus medos e, absolutamente não, o que pode ser efêmero em vocês.

Cabe a vocês escolher: a Luz e o Amor, a Sombra e o sofrimento.
Mais do que nunca, esses componentes opostos vão separar-se.
Desposar o Amor e a Liberdade é, de algum modo, divorciar-se do sofrimento, é aceitar o Casamento Místico, é aceitar o Riso, é aceitar a Eternidade.

Não há qualquer encarnação, qualquer regra, qualquer moral, qualquer limite que se tenha em relação a essa leveza.
Cabe a vocês saber o que querem manter.
Cabe a vocês decidir o que querem estabelecer.

Sejam alegres.
Sejam leves.
A Onda de Vida convida-os a isso.
E eu, MARIA, Rainha dos Céus e da Terra, venho convidá-los porque o tempo está aí, durante este mês, no qual o conjunto de estruturas isolantes – que já foram perfuradas nesse mundo – vai minguar ainda mais, dando-lhes, para muitos, a ver (além dos olhos) a Luz, a viver a Unidade e o Absoluto.
Não resistam.
Não sofram.

Tudo o que se produz, durante este período que se abre hoje, é destinado, eu repito, apenas a viver a Liberdade e a Liberação.
Sejam leves.
Sejam alegres.
Não atribuam importância ao que pode manifestar-se em seu caminho ou sua vida, que vai tentar puxá-los para o Antigo, para o que está morrendo e desaparecendo.
Mas sigam, abertamente, para sua Evolução, que é a Eternidade, o Amor, a Beleza e a Paz.
Não há outra via que não o Coração.
Não há outro caminho que não o Coração.

A intensidade das Vibrações da Onda de Vida, em seu Coração, requererá, da parte de alguns Anciões, esclarecimentos quanto ao trajeto da Onda de Vida, quanto aos seus efeitos (agora finais) no próprio desenrolar de sua vida, de seus reencontros e de tudo o que se desenrola nesse momento mesmo.

Mantenham presente no espírito que absolutamente tudo o que se desenrola (tanto em vocês como no exterior de vocês) tem apenas um único objetivo: sua Liberdade e o Amor, porque vocês são – como nós todos – Seres Livres, Multidimensionais e, tanto quanto nós, Seres além do ser, além do Si: vocês são a própria Essência do Amor, tanto aqui como por toda a parte.
É a isso que vocês são convidados.

Qualquer que seja o evento e o elemento de sua vida que mude, ele é inscrito nessa Liberdade, nesse Plano de Liberação.
Olhem, todos e todas, olhem todos os elementos de sua vida com o mesmo Amor.
Quaisquer que sejam as aparências, o que quer que queira tentar dizer a personalidade, tudo o que se desenrola tem apenas esse único objetivo: restituí-los a vocês mesmos, à sua Eternidade e ao Amor que vocês são.

Detalhes práticos ser-lhes-ão dados pelos Anciões e por algumas Estrelas, durante esta semana.
Esta semana que lhes dará os elementos que podem, a priori, parecer-lhes nutrir seu mental, mas que são, eu penso, agora, pontos de apoio, de algum modo, para tranquilizá-los e transcender as últimas dúvidas, os últimos medos para viver, de maneira a mais simples e a mais confortável possível, o que lhes é proposto.

Nós contamos com vocês, como vocês contam conosco, porque nós somos Um, porque nós estamos em vocês.
Porque, juntos, nós somos a Eternidade, nós somos a Unidade e nós somos o Absoluto.

Lembrem-se de que, a partir desta noite, às 19 horas – hora francesa (assim como todas as quintas-feiras, às 22 horas), a Onda de Vida vai tomar essa nova tonalidade, que os leva, por vezes, a apresentar-lhes seu Duplo.
As Núpcias Místicas, o Casamento Místico tornar-se-á, para aqueles que não o viveram, o Elemento Liberador, a Androginia Primordial que os conduz à Eternidade.
Essa Fusão está em curso.
Quer vocês tenham conhecimento dela ou não ainda, de maneira lúcida, ela está em curso.

Nós os convidamos, verdadeiramente, a definir e a decidir o que é essencial para vocês e ali estabelecer-se.

O que é importante?
O que é vital?
E vital para quem?
Ou para que?

Os tempos chegaram de quebrar todos os limites e todos os quadros forjados pelo confinamento, sem qualquer exceção.
Vocês precisam de um olhar novo.
Esse olhar novo que não depende da vista, nem da visão, mas da capacidade para viver a Fusão e a Comunhão (tanto aqui como alhures), pondo fim ao isolamento, pondo fim à sua própria compartimentação, ao seu próprio sentimento de estar cortado e separado do Universo, de estar cortado e separado do conjunto da humanidade.

Os quadros, os limites, as barreiras, as referências são chamados a desaparecer, inteiramente, se vocês aceitam.
Aí se encontra a fonte da Alegria, a fonte do Amor e a fonte da Fonte, que os conduz ao Absoluto (mesmo mantendo esse corpo e essa forma, de momento), que os aproxima, a cada dia que passar no tempo terrestre, desse Final.

Nós os convidamos a isso, na maior das simplicidades, na maior das humildades, na maior das Transparências e na Pureza.
Não segundo seus conceitos, não segundo seus julgamentos, não segundo seus limites, mas, efetivamente, de acordo com o Amor e a Luz, de acordo com a Eternidade.

O conjunto do que eu poderia nomear, por analogia, o Conclave das Irmãs Estrelas e dos Anciões realiza-se, hoje mesmo, dando-lhes a viver a Liberdade, a Liberação.

O momento chegou de reunir o que havia sido separado, para ser Livre, para viver a Liberdade, a fim de que nunca mais se viva o sentimento de isolamento e de confinamento (aqui mesmo, nesse corpo), que os leva a viver a ilusão do tempo e do espaço, em sua consciência, nesse corpo.

Assim é a Doação da Graça, assim é a Ação da Onda de Vida e do Manto Azul da Graça, doravante.

Vocês que estão aqui presentes, vocês que me lerão, vocês que me ouvirão, além do tempo e além do espaço, eu deposito, em vocês, o Manto Azul da Graça, retransmitido por esse Novo Conclave.

Agora, vivamos, juntos, a Graça.
Esse será nosso modo de selar nossa Aliança de Fogo, no Braseiro do Amor, na Onda de Vida e na Eternidade.

Vivamos isso, a partir de agora, além de todo tempo e de todo espaço.

Acolhamos, juntos.

Partilhar da Doação da Graça...

Eu selo e deposito, em vocês, o Selo do Amor, o Selo da Liberdade.

Eu lhes digo: até o período de sua Ascensão.
E eu lhes digo, cada noite, com o conjunto do Conclave, às 19 horas, e quintas-feiras, às 22 horas [horas francesas].

Que o Amor leve-os ao que vocês São.
Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra, Embaixadora do Conclave das Estrelas e dos Anciões.
Em nome do Amor, da Verdade e da Pureza, eu os saúdo, na Graça da Eternidade.
__________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

8 comentários:

  1. Durante esse mês de maio, minha Presença acompanhá-los-á, e eu voltarei a exprimir-me entre vocês várias vezes <> Estejam lúcidos. Sejam cada vez mais verdadeiros e autênticos e em acordo com o Manto Azul da Graça, com a Onda de Vida <> Não há outra salvação que a de estabelecer-se – cada vez mais evidente e rapidamente – nessa Consciência que é, eu os lembro, sua Eternidade, sua Alegria (aquela que não conhece qualquer emoção, qualquer perturbação ligada ao desenrolar da vida nesse mundo) <> Vocês têm sido os Ancoradores da Luz e os participantes (alguns de vocês, desde as Núpcias Celestes) para o estabelecimento do que vem agora <> Seu Coração deve permanecer leve e sereno. E isso não depende de qualquer decisão que lhes seja própria, mas, unicamente, de sua capacidade para deixar agir a Doação da Graça em vocês <> Aquiesçam ao que a vida dá a vocês, porque a Vida dá-se a ela mesma, porque vocês São a Vida <> Lembrem-se de que, durante este mês (no qual se vai ver derramar, sobre a Terra, o conjunto da Irradiação Cósmica e Solar esperada desde tanto tempo), resta-lhes apenas estar Alinhados consigo mesmos. Resta-lhes apenas aquiescer à Luz, aquiescer à Eternidade <> Seu corpo vai manifestar cada vez mais sinais. Vivam-nos. Não atribuam demasiada importância. Centrem-se em sua Consciência. Olhem, verdadeiramente, o que se alivia, o que se Libera. Nada mais vejam que não isso <> Eu voltarei, quanto a mim, no período nomeado, sobre esta Terra (em todo caso, em seu calendário, aqui, Ocidental), por volta da Ascensão porque, naquele momento – como vocês constatarão – muitas coisas serão modificadas em vocês <> Se posso dizer, mantenham fé, mantenham confiança, porque tudo o que se desenrola e se desenrolará – tanto em vocês como no exterior de vocês – tem apenas uma vocação (e uma única): fazê-los descobrir e viver o Desconhecido, a Eternidade, o que é sua Essência e que é nossa Essência (de todas e de todos, sem exceção alguma) <> Eu lhes digo: até o período de sua Ascensão. E eu lhes digo, cada noite, com o conjunto do Conclave, às 19 horas, e quintas-feiras, às 22 horas [horas francesas].

    ResponderExcluir
  2. Eu já tinha a sensação, se pode assim dizer, de ser Maria, a interveniente após este período ausente de mensagens, e foi isso mesmo. No ano passado, muitos aqui lembram, Maria disse que maio seria o mês da graça, e pra mim foi realmente, agora estamos diante de uma Graça ainda maior.
    Gratidão a você, Célia. Um abraço a todos irmãos e irmãs KI RIS TI.

    ResponderExcluir
  3. Alguns itens da Sagrada Mensagem:

    "...e eu voltarei a exprimir-me entre vocês várias vezes.
    O Manto Azul da Graça que se deposita em vocês desde alguns meses trabalhou e continuará a trabalhar para sua Liberação e para sua Ascensão.
    O Manto Azul da Graça continuará a agir, durante esse mês (eu diria, de maneira muito mais palpável, para vocês, muito mais intensa, muito mais densa), dando-lhes a aproximar-se ou a penetrar em suas Moradas de Eternidade, em suas Moradas de Paz Suprema...
    ...eu os convido a estarem, particularmente, à escuta do que lhes diz a Onda de Vida...
    Sejam cada vez mais verdadeiros e autênticos e em acordo com o Manto Azul da Graça, com a Onda de Vida.
    Seu Coração deve permanecer leve e sereno.
    O Manto Azul da Graça vai trabalhar, de maneira cada vez mais potente, em suas estruturas corporais e sua estrutura sutil, levando-os, por vezes, a viver situações que eu qualificaria de radicais.
    Não fiquem no que é habitual para vocês (ou seja, essa ação/reação aos eventos da vida comum, quaisquer que sejam), mas penetrem, cada vez mais facilmente e com facilidade, na Onda de Vida, nesse Manto Azul da Graça que deposita sobre vocês.
    A borboleta prepara-se para viver o que ela é.
    Lembrem-se de que, durante este mês (no qual se vai ver derramar, sobre a Terra, o conjunto da Irradiação Cósmica e Solar esperada desde tanto tempo), resta-lhes apenas estar Alinhados consigo mesmos.
    Seu corpo vai manifestar cada vez mais sinais.
    Vivam-nos.
    Mais do que nunca, durante este mês que vai escoar-se, vocês são, todos, convidados ao Banquete Celeste, sem exceção alguma.
    Vocês são, todos, convidados à Onda de Vida, e são, todos, convidados à Liberdade.
    Ponham, sempre, o Amor à frente.
    Para isso, nós os convidamos porque, doravante, o conjunto de nossas Frotas Intergalácticas encontra-se ao mais próximo de vocês, preparado para intervir,...
    Nós os chamamos a redefinir o que é fundamental, para vocês, hoje.
    Nós os chamamos a reposicionar-se, no Amor e na Luz, inteiramente.
    Cabe a vocês escolher: a Luz e o Amor, a Sombra e o sofrimento.
    Sejam alegres.
    Sejam leves.
    Agora, vivamos, juntos, a Graça."

    Ah! Amada Mãe...
    Noemia

    ResponderExcluir
  4. 24 anciões, 12 estrelas e a mãe Maria, num total de 37... há anos este número vem me mostrando sinais....
    Paz, Luz & Alegria perante o que vem!

    ResponderExcluir
  5. 22 horas na França, então aqui é?.....lembrando, na França tem tambem horario de verão?
    Alguem pode me responder?
    Grato.
    Marcelo.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Célia, por esta mensagem de Amor nos chegar tão rápido.

    ResponderExcluir
  7. Caro Marcelo, veja no topo do blog (acima da barra de seguidores): a diferença de fuso horário atual entre a França e o Brasil (Brasília) é de cinco horas, ou seja, quando lá são 22:00h, aqui serão 17:00h. OK?
    A França está no horário de verão, atualmente.

    ResponderExcluir
  8. "Lembrem-se de que, durante este mês ( no qual se vai ver derramar, sobre a Terra, o conjunto da Irradiação Cósmica e Solar esperada desde tanto tempo ), resta-lhes apenas estar Alinhados consigo mesmos. Resta-lhes apenas aquiescer à Luz, aquiescer à Eternidade.
    "Vocês são os Filhos da Lei de Um. Vocês são as Sementes de Estrelas. Vocês têm sido os Ancoradores da Luz e os participantes para o estabelecimento do que vem agora.
    "Durante esse mês de seu ano, muitos elementos vão instaurar-se - tanto em vocês como sobre esse mundo - a fim de facilitar, de favorecer sua Liberação. O que quer que se desenrole em vocês, em sua vida, sobre esse mundo, permaneçam em vocês, nesse Núcleo de Eternidade, nesse Ponto Central, no qual se encontra toda alegria, toda completude e toda paz.
    "O Manto Azul da Graça vai trabalhar, de maneira cada vez mais potente, em suas estruturas corporais e sua estrutura sutil, levando-os, por vezes, a viver situações que eu qualificaria de radicais.
    "O Templo de seu Coração vai animar-se, de algum modo, apresentando novos sinais. Esses novos sinais, essas novas manifestações tem apenas um objetivo, e um único: aproximá-los de suas Núpcias Místicas, aproximá-los de sua Eternidade, fazê-los viver a Eternidade.
    "O momento chegou de reunir o que havia sido separado, para ser Livre, para viver a Liberdade. ...Vocês precisam de um Olhar Novo. Esse olhar novo que não depende da vista, nem da visão, mas da capacidade para viver a Fusão e a Comunhão, pondo fim ao isolamento, pondo fim à sua própria compartimentação, ao seu próprio sentimento de estar cortado e separado do Universo, de estar cortado e separado do conjunto da humanidade.
    Aí se encontra a fonte da Alegria, a fonte do Amor e a fonte da Fonte, que os conduz ao Absoluto, que os aproxima, a cada dia que passa no tempo terrestre, desse Final.
    "Mais do que nunca, durante este mês que vai escoar-se, vocês são, todos, convidados à Onda de Vida, e são, todos convidados à Liberdade. ...Onda de Vida, que finaliza, em vocês, o que deve sê-lo e que os restitui à sua Eternidade.
    "Sejam o Riso. Sejam a Dança. Sejam a Alegria."

    "Eu lhes digo: até o período de sua Ascensão."
    "Que o Amor leve-os ao que vocês São."

    Lys

    ResponderExcluir