Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

21 de fev de 2014

URIEL – 21 de fevereiro de 2014




Eu sou Uriel, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Eu venho, hoje, lembrá-los do Silêncio e, de certa maneira, mostrar-se a relação entre o Fogo e o Silêncio.

Quando vocês se juntam ao Espírito – alguns já puderam constatá-lo – os pensamentos desaparecem, reduzem-se, de maneira considerável, o que os leva, então, a extrair-se de toda noção de uma pessoa.
Para aqueles que resistem à vinda do Fogo, é, então, exatamente o contrário que se manifesta: mais pensamentos, mais reações, mais emoções.

Aí está porque, já há muito tempo, nós insistimos sobre a noção do Silêncio.
O Silêncio não é o Silêncio das palavras.
O Silêncio não é, unicamente, o Silêncio dos pensamentos.
O Silêncio é aquele da ilusão de ser uma pessoa.

Então, é claro, quando desaparece a ilusão de ser uma pessoa, os pensamentos desaparecem e as palavras, igualmente.
Eles continuam disponíveis como ferramentas, mas não é mais o barulho que dirige sua vida.

Compreendam, efetivamente, que é essa noção de uma pessoa que permite ao outro existir, que permite à separação implantar-se.
Se o mito de uma pessoa desaparece, então, a ilusão faz Silêncio.
Ela perdeu aquilo sobre o que é construída.

O Tempo do Fogo é, igualmente, o Tempo do Silêncio.
Eu os convido, portanto, a deixar passar o que passa, a deixar passar o que nasce e o que morre, a deixar passar todo efêmero, para que os gritos do efêmero deixem lugar ao Silêncio da Eternidade.

Então, estejam vigilantes no momento em que se revela a pessoa, no momento em que vocês deixam revelar-se a ilusão.
Uma vez colocado na Unidade, uma vez o Um reencontrado, então, tudo o que vocês veem é o Um, tudo o que veem não está, em caso algum, separado do que vocês são.

Deixar dissolver-se o tempo, deixar dissolver-se o espaço... e ver emergir o Um em meio ao Silêncio...

Aí está o que avança para vocês, aí está o que já está aí.
Numerosos são aqueles que testemunham isso.
Nenhuma necessidade de crer neles, basta-lhes vivê-lo.

Então, tomemos o tempo fora do tempo para acolher o Silêncio, ser o Silêncio, ser o Fogo, ser a Vida.

[Silêncio]

Como vocês, eu sou o Um.
Como vocês, eu me banho na Vida.

Acolhamos o que nós somos, acolhamos nosso Reconhecimento.

Então, para aqueles presentes neste lugar e para todos aqueles que, em outros lugares, desejam, igualmente, preparar-se para minha proposição, eu lhes proponho, a partir de agora e até o fim de seu dia de amanhã, portar uma atenção especial no Silêncio, Silêncio das palavras, Silêncio da adesão de ser uma pessoa, Silêncio da adesão ao tempo e ao espaço.

Eu voltarei amanhã à noite, para terminar minha intervenção, no Silêncio.

Enquanto isso, eu lhes desejo acolher o Fogo, acolher o Silêncio, e ser a Vida.

Até amanhã.

----------------
Transmitido por Air


3 comentários:

  1. Quando vocês se juntam ao Espírito – alguns já puderam constatá-lo – os pensamentos desaparecem, reduzem-se, de maneira considerável, o que os leva, então, a extrair-se de toda noção de uma pessoa.

    Então, é claro, quando desaparece a ilusão de ser uma pessoa, os pensamentos desaparecem e as palavras, igualmente. Eles continuam disponíveis como ferramentas, mas não é mais o barulho que dirige sua vida.

    Eu os convido, portanto, a deixar passar o que passa, a deixar passar o que nasce e o que morre, a deixar passar todo efêmero, para que os gritos do efêmero deixem lugar ao Silêncio da Eternidade.

    ResponderExcluir
  2. "... Portar uma atenção especial no Silêncio... " É tudo o que precisamos, para estes momentos finalizantes...

    Amém!!!!

    ResponderExcluir
  3. "Quando vocês se juntam ao Espírito - alguns já puderam constatá-lo - os pensamentos desaparecem, reduzem-se, de maneira considerável, o que os leva, então, a extrair-se de toda noção de uma pessoa. ...Eles continuam disponíveis como ferramentas, mas não é mais o barulho que dirige sua vida.

    " O Silêncio não é o Silêncio das palavras.
    O Silêncio não é, unicamente, o Silêncio dos pensamentos.
    O Silêncio é aquele da ilusão de ser uma pessoa.
    " O Tempo do Fogo é, igualmente, o Tempo do Silêncio.

    " Compreendam, efetivamente, que é essa noção de uma pessoa, que permite ao outro existir, que permite à separação implantar-se.
    "Uma vez colocado na Unidade, uma vez o Um Reencontrado,l então tudo o que vocês veem é o Um, tudo que veem não está, em caso algum, separado do que vocês são.

    " Deixar de solver-se o tempo, deixar de solver-se o espaço...e ver emergir o Um em meio ao Silêncio.
    " Então, tomemos o tempo fora do tempo para acolher o Silêncio, ser o Silêncio, ser o Fogo, ser a Vida.

    " Como vocês, eu sou o Um.
    " Acolhamos o que nós somos, acolhamos nosso Reconhecimento. ... Acolher o Fogo, Acolher o Silêncio e ser a Vida.
    " Deixem lugar ao Silêncio da Eternidade."

    ResponderExcluir