Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

15 de set de 2011

GEMMA GALGANI – 15 de setembro de 2011

Mensagem publicada em 16 de setembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


Áudio da Mensagem em Francês

Link para download: clique aqui



Eu sou GEMMA GALGANI.
Irmãs e Irmãos, todo o meu Amor acompanhe-os.

Eu venho, como Estrela Unidade, tentar precisar duas noções que se juntam: o Coração Místico e a Sabedoria.

Empregarei, ainda uma vez, as palavras oriundas de minha própria experiência, em minha encarnação.
Vejam, através dessas palavras, apenas um apoio de Luz e de Vibração.
E eu esclareço, de imediato, que a palavra CRISTO que vou empregar, vocês podem substituir por Luz Branca, por KI-RIS-TI, por Felicidade, por Alegria, por BUDA, por KRISHNA, pouco importa.
O mais importante é o que vai realizar, na consciência, o Reencontro daqu’Ele que vem bater à Porta (chamem de Estrela, se quiserem).

Vou falar desse Reencontro que ultrapassa, é claro, o simples âmbito de um estado Vibratório, o simples âmbito, mesmo, de sua própria Unidade vivida na carne e na consciência.

O Coração Místico, a Sabedoria é o instante específico, na encarnação, no qual vai viver-se essa vivência: aquele do Reencontro.
Então, é claro, pode-se, também, chamar esse Reencontro de Reencontro com Si mesmo, um Reencontro com a Eternidade.

Quaisquer que sejam as denominações ou os nomes dados, a experiência é sempre a mesma, porque ela vai permitir tocar o Coração Místico e viver a Sabedoria.
Não a Sabedoria tal como pode ser concebida pela personalidade, mas, efetivamente, essa Sabedoria do Coração Místico: aquela do esposo ou da esposa, aquela do Reencontro com a Alegria e com o que não é desse mundo, mas que é ligado à Fonte, à Eternidade, à inefável felicidade de viver, tanto aqui como em outros lugares, nesse mundo em que vocês estão, como lá onde nós estamos.
Esse estado de Luz específica no qual nada mais pode ser desconhecido, nada mais pode ser desejado.
Um Estado que se basta a si mesmo e que se apresenta um dia.
É isso, o Coração Místico e a Sabedoria.

É o momento em que vocês se fundem nessa Luz.
É o momento em que nada mais existe do que vocês acreditavam cinco minutos antes.
É quando tudo vai desaparecer, quando nada mais existe que não esse Reencontro que vem, com suas palavras, pedir-lhes (e esse pedido, nenhum Espírito, nenhuma alma pode recusar), simplesmente, traduzido em palavras extremamente simples: «você quer ser o que eu sou?», que se acompanha de um indizível Amor, que não corresponde a absolutamente nada do que pôde ser vivido anteriormente, com esse Reencontro.

O Coração Místico é, então, essa Luz que vai inflamar-se, tal um Fogo, que virá pôr fim, de maneira absolutamente definitiva, a qualquer possibilidade de ser separado, de estar no escuro, de ser privado do que quer que seja.

Esse instante no qual a consciência encontra-se a ela mesma é um alívio.
É, também, algo que vem suprimir qualquer sede porque, naquele momento, vocês bebem a Água de Vida, a Água Eterna, que é um Fogo devorador.
Um Fogo de Amor que se inscreve e imprime-se em Letras de Fogo, em cada parcela desse corpo, como em outros corpos.

Viver o Coração Místico e a Sabedoria faz com que haja, de maneira Eterna, um Antes e um Durante, que faz com que todos os Depois não possam ser confundidos com esses Antes.
Naquele momento instala-se não a certeza, não a convicção, mas, efetivamente, um Estado.
Esse Estado parece fazer morrer, permanentemente, algo.
Ele é, permanentemente, renovado.
Ele é, permanentemente, ressuscitado e regenerado.

Então, as palavras que se pode portar – como a Alegria, o Êxtase – são, efetivamente, insípidas em relação ao que se joga Durante e Depois.
A alma, o Espírito, o corpo, se está presente, são marcados para sempre, por essa amplitude de Amor, de Alegria e de Felicidade.
A alma, o corpo, o Espírito fundem-se, então, nessa pulsação que não para jamais, no que se regenera, permanentemente, e que vem de toda parte, tanto daqui como de outros lugares.

Tudo é Fonte, naquele momento.
Tudo é Luz.
Nada pode existir além dessa Luz.
Nada pode existir além desse Amor, desse Fogo e dessa Água.
Vocês se tornaram tudo isso e bem mais do que isso.
Então, vocês são conduzidos para além de qualquer possibilidade de identificar-se ao que quer que seja, porque vocês são Tudo, ao mesmo tempo.
Vocês são o Filho que os olha.
Vocês são aquele que se apaga de sua vida, de sua carne.
Vocês são o Sol.
Vocês são o Cristo.
E tudo está em Comunhão.
Tudo está em comunicação.
O cérebro não existe mais.
Tudo é substituído por esse Coração que é uma Fonte de Água Viva, que não para jamais e que expande tudo o que é Vocês, ou seja, o conjunto do que é visto, percebido, sentido e que os inscreve na Eternidade.
Tudo o que era pesado e denso, no Coração Místico, não é mais.
Todo desejo, qualquer que seja, não pode mais manifestar-se, porque vocês têm, naquele momento, a vivência inteira e total de que vocês são esse Coração, essa Luz.
Vocês são, ao mesmo tempo, a majestade e a insignificância.
Vocês são, ao mesmo tempo, o sujeito e o objeto.
Bem menos e bem mais do que isso.

O Êxtase é uma frágil palavra para descrever o que se instala e que não parará nunca mais.
Quando vocês vivem o Coração Místico, toda sua consciência gira em todas as direções do Universo para tomar, no mesmo Coração Místico, a totalidade da Criação.
O que é vivido é raramente passível de transcrição em palavras e mesmo é raramente passível de transcrição, do lado em que estamos, porque isso é uma tal evidência que a Vida pode apenas ser isso e, ao mesmo tempo, Tudo isso.
O Coração Místico é um abrasamento, um abrasamento perpétuo, no Canto do Amor e no Fogo do Amor.

Vocês não podem mais falar de Sofrimento, porque o Sofrimento nada mais quer dizer e o que é vivido no Coração Místico e na Sabedoria pode ser chamado o mais delicioso dos Sofrimentos, porque isso é absoluto e inunda a consciência.
Vocês estão, ao mesmo tempo, reunidos e, ao mesmo tempo, fragmentados em todas as partes.

Esse Estado inscreve-se numa Eternidade em que qualquer referência a qualquer tempo, em que qualquer referência a qualquer fato, onde quer que esteja, não tem mais sentido, porque o único sentido que é vivido é aquele dessa Plenitude e dessa Sabedoria.
Tudo é satisfeito porque, aliás, nada existe a saciar.
Tudo é completo.
Nada há a completar.
A perfeição faz parte do Coração Místico e dessa Sabedoria.
Esse Reencontro não pode mais, jamais, desaparecer.
Ele se inscreve, eu repito, na Eternidade da Consciência.

Então, muitos seres humanos, hoje, pressentem – aceitando ou não – que um evento diferente vai desenrolar-se.
Esse evento fará de vocês o que vocês criam.
Mas o Reencontro será, de algum modo, visível, ao mesmo tempo, ao sentido, ao Coração e à razão.
Esse Reencontro vem apagar tudo o que não é essa Plenitude.

Então, como Ele havia dito: «tenham sua casa limpa», é viver, em confiança, as primícias do Reencontro.
É preparar-se ao Coração Místico e à Sabedoria, desempoeirando, deixando o lugar Livre, para aceder a isso.

Os testemunhos e os marcadores da chegada do Coração Místico e da Sabedoria já estão presentes em vocês, porque, em definitivo, é apenas uma revelação.
Essa coisa jamais esteve ausente; ela, simplesmente, foi esquecida.
Ela não vem, mesmo se é ilustrada nos Céus (aliás, de seu próprio Coração).
O que há para viver, esse Coração Místico e essa Sabedoria já está, é claro, de toda a Eternidade, inscrito na Consciência e vive-se nessa carne, porque essa carne leva essa marca, em cada célula.

O Coração Místico é ouvir e escutar a Eternidade do Amor e da Luz.
É abrir-se como uma flor.
É tornar-se essa flor desabrochada que já estava na promessa nas raízes.
O Coração Místico e a Sabedoria são o esquecimento, também, de tudo o que não é tudo isso.
O Coração Místico e a Sabedoria são a Liberdade.
Essa Liberdade e essa Sabedoria são totais.
Elas são, eu diria, elas mesmas, porque é sua Essência, porque é a Essência da Vida, é a Essência das criações, tanto das criaturas como dos criadores.

O apelo, porque é um, ninguém poderá ignorar, e cada alma deve vivê-lo, a fim de viver, realmente, a existência desse princípio que sustenta toda a Vida.
O Coração Místico sustenta, efetivamente, toda a Vida, porque nenhuma vida poderia aparecer, onde quer que fosse, sem esse Coração Místico.

Então, os Quatro Pilares de que se faz referência são, também, um quadro: o quadro do infinito que não tem mais qualquer quadro.
Mas são, também, Pilares, ou seja, pontos de apoio, inscritos em seu Templo, que é esse corpo, para permitir-lhes viver o Coração Místico e a Sabedoria (ndr: ver rubrica «protocolos a praticar» de nosso site http://leiturasdaluz.blogspot.com/2011/09/pilares-do-coracao.html).

Nisso, nesse Reencontro, há apenas que acolher, há apenas que tornar-se Sábio e deixar esse Coração, que é o Seu, abrasá-los, fazer o Silêncio de tudo o que seja possível pôr no Silêncio e viver, simplesmente, o que é dado a viver e proposto a cada uma e a cada um, a fim de que ninguém possa ignorar o que é esse Coração Místico.

É claro, existe, para muitos de seus Irmãos e de suas Irmãs, uma distância.
Mas, mesmo através dessa distância com o Coração Místico haverá, aí também, uma reconexão, porque essa reconexão é o retorno da vida em sua Essência e em sua Totalidade.

A reminiscência do Coração Místico e da Sabedoria permitirá, então, a toda Consciência, não mais, jamais, ignorar e não mais, jamais, ver-se pôr um véu de esquecimento a essa Verdade.

Lembrem-se de que esse momento específico do Reencontro apenas pode acontecer em vocês, no centro de vocês, e não depende, absolutamente, de nada mais do que seu Coração.
Basta-lhes, então, colocar-se no Coração, entre os Quatro Pilares e viver, simplesmente, com Humildade, esse Reencontro.

Inúmeras Consciências Unificadas (vindas de diversos Universos, de diversos Mundos) acompanham-nos e acompanhá-los-ão, cada vez mais, pelo canal de MARIA que está aberto, por suas próprias Coroas e, sobretudo, em sua própria Consciência.

O Coração Místico e a Sabedoria são uma constante, porque são a própria constante do Reencontro.
Algumas almas viveram-nos, como eu, em minha vida, há extremamente longo tempo agora, em termos humanos.
Mas, em termos desse Coração Místico, não era nem ontem nem anteontem, mas é sempre Agora.

Lembrem-se, também, de que, para além dos Quatro Pilares, a única distância que pode existir é oriunda apenas de algumas ilusões presentes, aí também, na periferia desse Coração Místico.

É claro, como eu disse, vocês serão cada vez mais acompanhados.
Nós os acompanhamos, porque é uma festa.
Não são vocês que vão viver unicamente isso, é o conjunto da Criação e o conjunto de Dimensões.
Nós não estamos aí para viver isso em seu lugar, porque nós já vivemos isso.
Nós estamos aí, simplesmente, para assistir ao renascimento desse Coração Místico e dessa Sabedoria, porque esse renascimento é, também, para nós, um renascimento, porque esse Coração Místico e essa Sabedoria renascem, de modo perpétuo.
É uma Fonte que nunca seca.

Então, no que vocês são, ainda, sobre esta Terra, lembrem-se, simplesmente, dos Quatro Pilares; lembrem-se, simplesmente, de que o Coração Místico e a Sabedoria nada mais são do que vocês mesmos.

Então, o Reencontro será preparado do melhor dos modos.

Aí está o que o conjunto das Estrelas pediu-me para emitir-lhes como Vibrações e como palavras, mas apreendam, para além das palavras.
Vão à Essência e ao Essencial.

Irmãos e Irmãs, o Coração Místico e a Sabedoria, que é o seu e que é o meu, e que é Tudo, será, também, seu Reencontro e seu Estado.

O canal de Maria, o Alinhamento, alguns momentos de suas noites e de seus dias são preparações intensas para o Reencontro.

Tomem por hábito portar, o mais frequentemente possível, sua Consciência sobre esse Coração Místico e essa Sabedoria.
Em outros termos, preparem-se para o Amor e para a Luz sem fim e sem freio.

Eu sou GEMMA, no Amor do Um e no Coração Místico, na Sabedoria, com vocês, no Amor.

Até já.

___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Está muito difícil saber qual destas mensagens são mais estonteantemente belas, tal a magnitude e profundez por todas elas expressadas. No caso desta da Gemma Galgani, onde o expressar-se diz respeito ao chamado Coração Místico e a Sabedoria, tem-se mais uma vez a noção clara do que seja indizível, e que sobremodo nos remete ao que possa ser inefável. Para se ter um lampejo desta grandeza, basta a citação deste trecho a seguir: "Viver o Coração Místico e a Sabedoria faz com que haja, de maneira Eterna, um Antes e um Durante, que faz com que todos os Depois não possam ser confundidos com esses Antes <> Naquele momento instala-se não a certeza, não a convicção, mas, efetivamente, um Estado <> Esse Estado parece fazer morrer, permanentemente, algo. Ele é, permanentemente, renovado. Ele é, permanentemente, ressuscitado e regenerado". Enfim, a MSG, no seu todo, trecho a trecho, palavra a palavra, sem exceção, é inquestionavelmente um ápice ininterrupto de extremo e efetivo encantamento!!!

    ResponderExcluir