Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

24 de set de 2011

O.M. AÏVANHOV – 24 de setembro de 2011

Mensagem publicada em 25 de setembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.

Então, eu lhes transmito, primeiramente, todo o meu Amor, todas as minhas bênçãos.
Eu os escuto com todo o meu Amor, é claro.

Questão: poderia desenvolver sobre o que pode ser a vida na 3D Unificada?

Cara amiga, com grande prazer, mas é necessário saber, já, que a vida de um Arcturiano, na 3D Unificada, nada tem a ver com a vida de um Vegaliano, nada tem a ver com a vida de um Pleiadiano etc.etc.

Como dizer?
Quaisquer que sejam os costumes (vamos chamar assim) ou os mecanismos de vida que estejam presentes, obviamente, é diferente, de acordo com a própria arquitetura dos mundos.
Não posso adentrar nisso, é demasiado complexo.

Mas vou dar-lhes um breve panorama, se quiserem.
Primeiro, não há hora.
Em seguida, não há patrão.
Em seguida, não há marido e mulher.
Em seguida, não há, sobretudo, família.
Em seguida, não há regras e não há voto, tampouco.
São os Antigos que, por maturidade (e por amadurecimento), muito naturalmente, vão tentar ajudar e não governar ou dirigir o que quer que seja.

Nos Mundos Unificados não há obrigação de ir trabalhar, não há obrigação de levantar-se pela manhã, porque não há dia e não há noite.
A Luz é idêntica todo o tempo.
O corpo não é a única possibilidade de Vibração da Consciência, ou seja, mesmo se a Consciência seja, ainda, tributária de um corpo, ela é, também, acessível, de algum modo (essa Consciência), às influências da Luz.

A Luz não é mais velada, ela não é mais falsificada, ela não está mais num eixo de desvio da Luz.
Portanto, as condições de vida são completamente normais.

Eu disse também, eu creio, que não há mais predação, não há mais chefe acima de si.
Vocês são seu único chefe.
Não há mais sofrimento e, sobretudo, não há mais doença.
A doença é específica dos mundos carbonados dissociados.
Não há razão alguma para que as células carbonadas, estando religadas à Fonte, sejam atingidas por qualquer enfermidade ou doença.

Não estou vendendo a 3D Unificada, é claro, hein?

A única restrição é que – como eu disse – vocês são tributários, ainda, de um corpo carbonado, porque há certo número de apegos que foram veiculados, nos últimos instantes da Terra, na Consciência, que faz com que não se possa, por mecanismo de medo, deixar seu corpo para aceder a outro corpo.
Há, também, medos antigos, memórias antigas, mesmo se tudo foi apagado (na Alma, não na personalidade), que faz com que a Alma não possa revelar-se, inteiramente, no Espírito.

Não se deve esquecer que há povos que estão na 3D Unificada, mas totalmente livres.
A 3D Unificada do humano é um pouco específica.
E, também, será necessário encontrar um novo domicílio, porque a Terra não estará mais na 3D.

Portanto, não são vocês que partem, é a Terra.
Isso eu já disse.

Aí está o que se pode dizer sobre a 3D Unificada.
Tudo o que vocês conhecem, todas as leis da encarnação, aqui, sobre esta Terra, tudo o que está inscrito em seu DNA, o que vocês chamam as relações, os laços e os afetos, as emoções, o mental, tudo isso não existe mais na 3D Unificada, na totalidade.
Há, simplesmente, alguns pesos que existem, que fazem com que a Alma exista ainda e com que essa Alma seja portadora de algumas Vibrações que é necessário, pouco a pouco, por uma espécie de reeducação à Luz, evacuar, progressivamente, mas sem estresse, sem imposições de tempo.

Questão: quais serão as modalidades de Passagem da 3D Unificada a outras Dimensões?

Isso se fará muito naturalmente, quando a Alma estiver, totalmente, revelada na esfera do Espírito.

Lembrem-se de que não haverá, nunca mais, interrupção de Consciência.
Naquele momento, muito naturalmente, o Espírito (o Corpo de Existência, a Consciência pura) decide viver, novamente, libertar-se de todo entrave e não está mais limitada, de maneira alguma.

É uma coisa estar limitado.
É outra coisa estar limitado, confinado e aprisionado.
É outra coisa estar limitado e ver a Luz, vivê-la, do que estar limitado e cortado da Luz.
É toda a diferença entre o que nós chamamos (e o que vocês chamam) a 3D dissociada (que é um erro da natureza) e a 3D Unificada, que não é um erro da natureza.

Questão: quanto tempo tomará a Passagem da 3D dissociada ao seu destino?

Isso já está em curso (como eu disse), desde o mês de abril.
Simplesmente, alguns estão muito avançados e, outros, um pouco menos.

Há retardatários e, depois, há os que saltaram de classes.
Eu quero dizer, com isso, que há seres que acedem, já, inteiramente, à Existência ou ao Samadhi.
Para estes, quer eles estejam aqui ou em outros lugares, isso, estritamente, nada muda.
Apenas o olhar exterior é que quer saber em qual dia isso vai acontecer, quanto tempo isso vai durar.

No início de minhas intervenções por este canal (em 2005 / 2006), nós não sabíamos, nós mesmos, quanto tempo ia tomar essa Passagem.
No ínterim, houve os Casamentos Celestes (ndr: as doze Etapas desenvolvidas pelo Arcanjo Miguel, entre 25 de abril e 12 de julho de 2009).
No ínterim, houve um Despertar da Consciência da humanidade, não toda a humanidade, é claro, mas suficientes almas que se voltaram para o Espírito para induzir, de algum modo, uma dinâmica Vibratória completamente excepcional, uma vez que a Merkabah Interdimensional coletiva realizou-se desde quase um ano (em alguns dias, fará um ano).

Isso quer dizer o quê?
Que muitas coisas mudaram e que cada dia de ganho é um dia de ganho em todas as coisas, não muito agradáveis, que podiam decorrer desse tempo de Passagem.

Isso quer dizer o quê?
Isso quer dizer que o tempo da Passagem é, agora, extremamente reduzido e é tanto melhor para vocês.

Mas, se tomamos o exemplo de alguém que morre e que se reencontra em seu Corpo Etéreo e astral: se ele recusa ver que morreu, ele vai continuar sua vida, normalmente, nas esferas astrais.
O problema, como vocês sabem, é que essas esferas astrais, coletivas, não existem mais.
Portanto, não há mais possibilidade de manter certo número de mecanismos de funcionamento, correspondentes ao mundo físico, tal como vocês o conhecem.
Portanto, no momento dessa morte, os seres – que morrem desde alguns anos – reencontram-se em face de algo de profundamente diferente do que era o hábito, se se pode dizê-lo, nessa matriz.
Portanto, o tempo de Passagem começou no mês de abril.

E cada dia que vocês ganham, desde o final de setembro, é um dia de ganho sobre o que?
Sobre esse famoso choque da humanidade e essa famosa Passagem que, é claro, é inerente a cada um de vocês.

Mas, é claro, é mais fácil realizar essa Passagem se aqueles que foram chamados (por Miguel, por Anael) os «Semeadores de Luz», os «Ancoradores de Luz», são em número mais importante, porque eles permitem, involuntariamente, veicular essa Luz e ancorar a Luz sobre a Terra.

Quanto mais a Luz está ancorada (quanto mais ela se concretiza, de algum modo), mais é fácil, para a consciência do humano, sair de sua Dimensão, que ele chamou efêmera, ou seja, de sua condição limitada, muito mesquinha, muito amedrontada, no interior desse corpo.
Portanto, é esse tempo que viu acontecer este ano (para vocês, em todo caso, nessa parte do mundo), sem inconveniente maior, mesmo se, é claro, as mortes, os sofrimentos, as doenças, os problemas econômicos, os problemas de personalidade, os problemas financeiros são, incomensuravelmente, mais desenvolvidos em outras regiões do mundo.
Mas o tempo que vocês ganharam, no termo linear do tempo temporal desta Dimensão, já é enorme.

Agora, quanto tempo isso vai tomar?
Vocês serão instalados muito em breve.
Os únicos marcadores de tempo que vocês têm são aqueles que eu lhes dei no mês de abril, dizendo-lhes: «é agora».

Então, é claro, aquele que nada vive, vai dizer: «que agora, uma vez que, para mim, nada acontece?».
Ele tem razão.
Para ele, nada acontece e, portanto, para ele, nada acontecerá, mas ele será impactado no momento em que a totalidade da Luz for derramada em todos os mínimos recantos (para empregar esse discurso) do conjunto deste planeta, do conjunto das personalidades, do conjunto de almas e do conjunto de Fantoches, também.
Portanto, isso vai tomar um tempo relativamente curto e que, quanto mais vocês avançam, mais ele será curto e mais ele será quase instantâneo.
Portanto, é necessário render graças em relação a isso.
Mas eu os lembro que vocês estão, aqui, na França, e que, em outros países, eles não podem dizer a mesma coisa, não é?

Questão: é graças às suas intervenções que o que acontece nos Céus é visível sobre a Terra?

É graças a vocês todos.
É graças, obviamente, à nossa Presença ao redor do Sol desde já numerosos anos, mas é, também, o trabalho da Terra.
É o trabalho da Consciência.
É seu trabalho.

E, depois, há, também, como vocês sabem, eventos astronômicos extremamente precisos, que respeitam ritmos, ciclos.
Há uma concordância e uma convergência de um conjunto de elementos.
Há, ao mesmo tempo, vocês, como seres humanos, que haviam acompanhado, de algum modo, esse Desenvolvimento e essa Revelação da Luz.
Há, é claro, a própria Terra.
Há ciclos astronômicos.
Há os Intervenientes de Outros Planos, que são instigados.

Mas, como vocês sabem (como nós o dissemos desde o início), apenas vocês é que podem dar o último passo, porque a Luz pode apenas propor.

A partir do instante em que a Luz quisesse impor algo, ela se tornaria, ela mesma, entre aspas, Dualitária, o que quer dizer que ela perderia sua Inteligência e tornar-se-ia submissa às leis desse mundo.
Foi assim que ocorreu o confinamento.

Portanto, é claro, o restabelecimento da Unidade é um processo que se estabeleceu em centenas de milhares de anos e que necessitou o concurso (digamos assim) de um conjunto de elementos que vão, todos, de algum modo, para o mesmo objetivo, que é o retorno da Unidade.

Então, quer seja a Irradiação de Alcyone (do Sol Central), quer seja a Irradiação do Ultravioleta (Miguel e o Sol), quer seja a Irradiação do Espírito Santo (a Irradiação que vem de Sírius), quer seja, agora (desde a Liberação da Terra), a Irradiação do Núcleo Cristalino da Terra, quer seja a Irradiação da consciência do humano que se descobre no Si, tudo isso, se querem, corresponde a ciclos.

Esses ciclos são conhecidos, uma vez que (para esta Terra, em todo caso) sempre têm 52.000 anos, aproximadamente.
E, como vocês sabem, houve seis, e este é o final, ou seja, foi necessário que a Terra, tanto as consciências humanas como as Consciências Unitárias, como os movimentos astronômicos conseguissem restabelecer, de algum modo, a Unidade, ou seja, pôr fim ao isolamento, e isso não é feito facilmente.

Retenham esta frase mestre: «quando a Luz entra na Dualidade e há demasiada Dualidade, a Luz reencontra-se confinada e falsificada».
É exatamente o que acontece sobre esta Terra.
O confinamento de um sistema é extremamente simples, mas, para restituir a Liberdade ao que está confinado, como vocês dizem, são outros quinhentos [tradução livre da expressão: autre paire de manches], porque a consciência perde a noção de sua conexão à Fonte.
É, inicialmente, uma vaga lembrança, a tal ponto que, hoje, há seres humanos sobre a Terra que são persuadidos de que a vida começa com o nascimento e desaparece com a morte, inteiramente.
Portanto, eles são persuadidos de que a Consciência é algo de efêmero, não é?
Portanto, vejam vocês até onde leva o confinamento: à própria negação da Luz, à própria negação da Inteligência da Luz.
Portanto, restabelecer a Luz na Dualidade não pode fazer-se por um golpe de varinha mágica.
É um processo de alquimia, extremamente sutil, uma vez que, em momento algum, uma Consciência, Portadora da Luz Unitária (ou uma Consciência que encontra a Unidade na encarnação ou a própria Luz, num de seus tríplices componentes) deve destrancar algo sem, entre aspas, fazer-se prender (ou seja, atrair) pela falsificação da Luz, que é um princípio eletromagnético extremamente simples.
Portanto, é claro que tudo foi útil: sua presença, nossa Presença, a Terra, as irradiações diversas e variadas, de outros sistemas solares também, e de seres que conheceram os princípios de confinamento sobre a Terra ou em outros lugares.

Questão: que fazer para informar a humanidade de que existem outras Dimensões?

Informar não é transformar.
Vocês podem modelar (e, como foi, aliás, realizado pelos maiores matemáticos deste planeta) a existência de outras Dimensões, mas saber que existem outras Dimensões não lhes dá acesso às outras Dimensões.
Portanto, para nada serve saber.
É uma atividade mental.

Por mais que vocês informem quem vocês querem, por mais que vocês demonstrem (por seu comportamento, pela ciência, pelo espiritual) que a Unidade é um estado, vocês não farão, jamais, uma pessoa mudar de opinião.

A informação não é uma transformação.
Portanto, é, ainda, a vontade de bem.

Contentem-se de estar na Vibração da Unidade e a Luz, por sua Inteligência, fará o que deve fazer.
Vocês, estritamente, nada podem fazer além de Ser, vocês mesmos, essa Luz e instalar-se, vocês mesmos, nos Quatro Pilares do Coração (ndr: os Quatro Pilares desenvolvidos na semana de 11 a 17 de setembro, por diferentes intervenientes e retomado na rubrica «protocolos a praticar» de nosso site).

Agora, acabaram-se os bla-blas.
Acabou-se o querer ver, a longo prazo, como vai mudar a humanidade.
Tudo isso foi realizado pelos Casamentos Celestes.

Os tempos ultra-reduzidos que vocês vivem demandam a urgência da Luz em vocês, ou seja, tornem-se transparentes e todo o resto far-se-á de maneira natural.
Isso foi desenvolvido, longamente, pelo Arcanjo Jofiel: enquanto vocês creem controlar, através das Leis da Alma, através de um conhecimento (mesmo esotérico), isso não basta para encontrar a Unidade.
Caso contrário, isso se saberia.
Vocês seriam três quartos da Terra em Unidade, porque houve conhecimentos, mas, será que vocês saíram, contudo, do confinamento, quaisquer que sejam os conhecimentos (científicos, tecnológicos, espirituais) ou Leis da Alma?
Jamais!

Todas essas leis, que são as leis da matéria, fazem apenas confiná-los na matéria.
A um dado momento – e vocês estão nesse momento – é necessário parar de querer informar Pedro, Paulo, Joaquim.

A humanidade vive o que ela deve viver.
A humanidade está em vocês.
Ela não está no exterior.
Portanto, estejam no Amor, na Vibração do Amor, na Alegria do Amor, na Paz do Amor, no Si e tudo se realizará, tanto para vocês como para o conjunto da humanidade.

Ele havia dito, Cristo: «deixe os mortos enterrarem os mortos e siga-me».
Agora, o que vocês têm a seguir são vocês mesmos, ou seja, a Luz, a Transparência, a Infância, a Humildade, a Simplicidade, Aqui e Agora, Ética, Integridade.

Toda vontade de bem, linear, de ação da personalidade, é louvável.
Ela é louvável em que plano?
No plano da personalidade.

As leis do Espírito não são as leis da personalidade.
As leis espirituais não são as Leis da Alma.
As leis da matéria, as leis morais, o próprio serviço (no sentido em que se entende como humano) nada tem a ver com o Serviço no sentido do Espírito.
É mesmo diametralmente oposto.

Muitos seres humanos inverteram as coisas.
Eles encontram técnicas que vão levá-los a viver algo, mas o Despertar é uma transformação radical da Consciência.

Hoje, nesses tempos (como lhes disse Um Amigo), isso oscila, mas oscilar não quer dizer que seja necessário informar a humanidade.

Aliás, se vocês virem alguém que está confinado numa lógica de terceira Dimensão, na qual ele está muito bem, tudo vai muito bem para ele.
Portanto, por que vocês querem aportar algo, a alguém que nada quer saber?
Vocês vão perturbar o livre-arbítrio dele, simplesmente.

Nada há de pior do que o que é chamada a vontade de bem, ou seja, querer, a todo custo, ajudar o outro, a despeito de si.
É o melhor modo de estar ao oposto do resultado buscado.

Vocês não são responsáveis por ninguém, mas vocês são, todos, Um.
Portanto, informar sobre as Dimensões nada quer dizer.
Aqueles, eles esperarão o momento da Revelação final da Luz, é tudo, ou seja, o momento em que tudo o que é Ilusão desaparecerá, inteiramente.

Questão: qual é a influência atual do cometa Elenin?

Todo cometa é a encarnação de um princípio espiritual, sem exceção alguma.
Um cometa é um Ser que vem dos Multiversos e que é multidimensional.

Vocês, o que vocês veem, que vocês chamam de cometa (com a cauda, a cabeleira), o que vocês veem com os olhos da 3D, nada tem a ver com a Verdade do que é tal Ser.

Alguns cometas, como vocês sabem, mergulham no Sol.
Vocês, vocês veem extremidades de gelo sujo, extremidades de cascalho (maiores ou menores) que provocam coisas no Sol, mas o que vocês não percebem (porque ainda não têm a Visão Etérea total e a Visão do Coração) é que todo cometa é um Ser espiritual, do mesmo modo que Gaia é um Ser espiritual.
Não é, simplesmente, um lugar onde se coloca seus pés, onde se vive e onde se morre.
É uma Consciência.

Elenin é um cometa também.
Portanto, é uma Consciência superior.

Lembrem-se do que disse Maria.
Ela disse-lhes: «a estrela que anuncia a estrela».
Mas será que Ela lhes disse que isso se chamava Elenin?

Há muitos cometas que passam no céu, nesse momento, e, muito proximamente, sobre a Terra.
Mas, lembrem-se: o cometa é um Ser espiritual.
Alguns lhes são invisíveis ao olho e, no entanto, eles são observados por seus telescópios.
Eles têm um efeito muito, muito mais atenuado do que aqueles que são visíveis ao olho (sem qualquer artifício tecnológico) porque, aí, a mensagem é muito clara.

O cometa induz, de maneira visível (quando ele é visível), uma mudança de estado.
Não é por acaso se, em todos os tempos, em todas as astrologias e em todos os povos, havia um pânico dos cometas, porque está inscrito numa memória arcaica o fato de que um cometa que se vê vem transformar o equilíbrio do céu.
E, no caso, um cometa (Elenin ou outro), aquele que for visível (pouco importa, nós temos um estoque de cometas inesgotável) e que pode ir muito rapidamente.
Seres espirituais são, efetivamente, inesgotáveis.

Portanto, há um determinado momento em que vocês verão, com seus olhos.
Agora, há pequenos malignos que já fizeram a relação formal entre cometas e eventos que se desenrolam sobre a Terra, do mesmo modo que há malignos que sabem, pertinentemente, que o que acontece no Sol acontece no humor da humanidade, porque é a mesma coisa.
Há uma conexão e uma imediaticidade total entre os movimentos dos planetas, os movimentos de humor do Sol, da Terra e do ser humano.
Portanto, efetivamente, isso foi chamado a Porta Estreita.
Não é por acaso.
São gargalos de estrangulamento nos quais o conjunto de um conjunto de eventos é convergente e concomitante (tanto os cometas como o Sol, como os planetas, como o que vem dos fins remotos do Sistema Solar), através de irradiações que lhes são desconhecidas.

Vocês estão dentro disso e eu já disse isso, desde o mês de abril.
Portanto, esse cometa Elenin tem um papel.
Mas é necessário que o cometa seja visível porque, quando se fala da estrela que anuncia a estrela, não é uma estrela que é vista com telescópios hiperpotentes, que não concerniriam à totalidade da humanidade.
Os eventos em curso vão tornar-se, a um dado momento, coletivos e globais, e é agora.

Mas lembrem-se de que há sinais.
Os sinais estão, antes de tudo, em vocês.
O que é?
É o Som do Céu e da Terra.

Muitos de vocês percebem, em todos os lugares em que se apresentam, esse Som da Terra.
Ele é intermitente, e o Som do Céu também.

O dia em que ele se tornar permanente, vocês podem ir pôr-se no sono.
Portanto, para nada serve projetar-se: «será que é em um mês, em seis meses?», porque, o que isso quer dizer?
Se vocês se projetam: «é amanhã, é daqui a seis meses?», vocês definem sua vida em relação a esse evento e as decisões que tomam não vêm de sua Existência, mas, unicamente, de sua personalidade porque, se não, se vocês estão na Existência, vocês já estão nessa Consciência da estrela e, mesmo, da Estrela que vem após a estrela.

A Estrela é o Cristo, é claro.
Primeiro, um cometa é um Ser espiritual.
Geralmente, é a emanação de Miguel.
Um cometa, visível nos céus a olho nu, é a Passagem de Miguel.
Primeira coisa.

Em seguida, vocês sabem que Miguel fecundou («fecundou» é um mau termo), digamos fusionou, Vibratoriamente, com o Sol, que o Sol é chamado o Logos solar e que Cristo-Miguel (Cristo e Miguel) são o Espírito do Sol, que, aliás, o Sol contém a totalidade dos Corpos de Existência da Terra, exceto aqueles que já foram liberados.

Portanto, a estrela que anuncia a Estrela é a estrela que anuncia a Nova Dimensão de vida.
Portanto, a estrela anuncia uma segunda Estrela.
Essa segunda Estrela é, simplesmente, como foi dito, o que nasce em vocês e o que nasce em seus céus (seus céus, que são apenas uma paródia da Verdade, uma vez que vocês os veem apenas com seus olhos ou com a tecnologia).
Vocês sabem, pertinentemente, que existe uma multidão de forças que estão atuantes lá em cima, que são a verdadeira Vida.

Os cientistas dizem, quando observam, que nesse mundo, há um vazio de 90%, mas são vocês que são vazios.
Não é o vazio que é vazio.
O vazio é cheio.
Não se esqueçam, jamais, do princípio de inversão: vocês estão invertidos.
Vocês são como o negativo de um filme.
Vocês estão no exterior da vida.
Vocês não são a Vida.
Vocês são a projeção da Vida, e é nessa projeção que é necessário encontrar a Verdade, de onde vem a noção de Reversão.

Tudo isso foi explicado longamente.
Agora, a estrela anuncia a Estrela: não vale a pena pôr-se o martelo na cabeça para tentar encontrar o sentido escondido.
Não há sentido escondido: a estrela é uma estrela.
Vocês têm Estrelas na cabeça também.
A estrela que vem anunciar a Estrela é a estrela a mais importante da cabeça, que vem anunciar a Estrela Cristo.
Mas tudo isso vocês vão viver, como dizer, ao vivo.
Portanto, não se inquietem.

Apenas a personalidade é que pode inq        uietar-se, porque ela tem medo, porque ela elabora.
Ela passa o tempo a imaginar o instante seguinte e, imaginando o instante seguinte, ela não pode estar no instante presente.
E eu os lembro (isso sempre foi dito) que a Luz está Aqui e Agora.
Ela não está amanhã, nem ontem.

Há seres, mesmo, sobretudo nos místicos (digamos, mais contemporâneos do que nossos Anciões, hein?), da época da segunda parte do século XX, que falaram do Despertar como a realização de algo que sempre esteve aí.
Pode-se dizer assim, também.

Questão: que advirá dos Despertos que não tiverem realizado o Si?

Como se pode estar Desperto sem ter realizado o Si?
Se está despertado, intelectualmente, à espiritualidade, isso nada quer dizer, estritamente nada, absolutamente.

O Despertar é caracterizado pelo acesso, mais ou menos permanente, à Consciência Turiya, que se traduz pelo Fogo do Coração, a ignição de uma das três Lareiras, a ativação do Som da Alma ou do Som do Espírito (ou dos dois), a ativação das Coroas Radiantes da Cabeça (das Estrelas da cabeça), dos pontos da Nova Tri-Unidade, do Triângulo do Kundalini ou do Fogo do Éter.

Sem esses marcadores não pode haver Despertar.
Há, simplesmente, um despertar intelectual e não um Despertar da Consciência.

Tudo está na Vibração.
Como vocês vibram?
Eu não disse: «como vocês pensam?» ou: «como vocês reagem?» ou: «quais são suas emoções?».

Qual é sua Vibração?
Como lhes disse Um Amigo: vocês estão no medo ou vocês estão na Paz?

Quanto mais a Luz está aí, mais vocês acolhem a Luz, mais vocês semeiam a Luz, mais vocês ancoram a Luz.
Que acontece?
Mais vocês se tornam transparentes, mais vocês vão para a Infância, mais vocês se tornam humildes e mais vocês são simples.
Naquele momento, vocês estão na Vibração, porque ela é real.

Quando nós falamos de Vibrações, não é uma visão do espírito, não é uma ideia na cabeça.
É algo de concreto.

A Vibração celular (como dizia Sri Aurobindo), a metamorfose da célula, é uma Verdade.
Portanto, Existência, Despertamento, Turiya, é exatamente a mesma coisa ou, então, é necessário explicar-me o que vocês chamam: «desperto».

Há, também, efetivamente, o despertar dito Luciferiano.

Questão: a pessoa falava daqueles que estão num caminho espiritual desde longo tempo, ao mesmo tempo vivendo Vibrações.

O «longo tempo» nada tem a ver.
As crianças abrem-se, espontaneamente, à Luz.
Portanto, a afirmação que «eu estou, desde longo tempo, num caminho», quem faz essa afirmação?

O «longo tempo» nada tem a ver.
O Despertar é um processo instantâneo, totalmente independente de qualquer conhecimento esotérico ou oculto ou escondido ou místico.
É um processo que se desencadeia (e houve numerosos testemunhos de Despertar, que estão entre as Estrelas ou os Anciões).
É algo que se faz e que é totalmente independente de um andamento porque, quando se está no caminho, o que se faz?
Anda-se, no exterior de si.
Portanto, para voltar à questão precisa, se existe uma Vibração ao nível da Coroa Radiante (do Coração, da cabeça ou do Triângulo Sagrado), se vocês estão abertos ao nível dos chacras superiores, obviamente, a Porta Estreita, vocês a cruzarão, porque vocês estão abertos para a Luz.

Mas aquele que não abriu, Vibratoriamente, algo, o que é que vocês querem que ele seja referido pela Luz?
É preciso ser lógico: ele desviou-se da Luz e não quer a Luz porque, para ele, a Luz é o inferno.
Porque, para ele, como ele está invertido, a Luz é o Fogo, o Fogo do inferno.
Para ele, a Luz é o que vai fazer desaparecer sua pequena pessoa.

Portanto, vejam vocês, a abordagem é diferente, mas, e eu os tranquilizo, se a Vibração de uma Coroa está Presente, vocês passarão a Porta Estreita.

Questão: que significa a expressão: «haverá muitos Chamados e pouco Escolhidos»?
 
Se se comparam os Chamados em relação ao número de pessoas sobre a Terra, isso não dá muita gente, não é?
Mas é uma percentagem necessária e suficiente.

Agora, haverá muitos Chamados e poucos Escolhidos.
E quais Chamados não são Escolhidos?
São aqueles que foram confinados no que eu nomeei a Ilusão Luciferiana, todos aqueles que pararam a Luz (pelo ego espiritual) na cabeça, e que estão persuadidos de terem chegado ao auge da evolução.
São todos os mestres, pseudo ascensionados que abriram o terceiro olho e que creram ter chegado ao Coração, mas que não estavam no Coração.
Eles estavam apenas na cabeça.

Portanto, aí, é nesse sentido que haverá muitos Chamados e poucos Escolhidos, porque haverá muitos seres que receberam a Luz e que viveram mesmo os Casamentos Celestes (ou antes, processos), mas que guardaram a Luz para eles, em vez de dá-la ao Coração.

A Porta Estreita vem, agora, cruzar-se.
Por que?
Porque a Porta (o Impulso KI-RIS-TI, a Porta da Profundidade, a Porta da Transparência) veio bater em suas costas.
É o último Despertar.

Portanto, um chamado, de qualquer modo, como todos os outros seres humanos, é Liberado.
O que queria dizer, com isso, São João, é que os Chamados, de algum modo, são aqueles que receberam o Apelo da Luz, mas que se fecharam, em algum lugar, nessa Luz, para fazê-la deles, ou seja, eles quiseram esconder a Luz.
Eles quiseram ser adeptos de conhecimentos esotéricos ou espirituais, mas esses conhecimentos não são a vivência da Existência.

Eu repito, tudo é questão de mental.
Aliás, a Porta Estreita chama-se a Porta da Infância.

Voltem a tornar-se como crianças.
Esqueçam-se de tudo o que vocês creem.
Esqueçam-se de tudo o que vocês puderam imaginar sobre o Espírito (porque vocês não o conhecem) e penetrem a Porta da Infância: é tornar-se como uma criança, nua, completamente nua, para passar no Apelo do Cristo, e isso não depende de qualquer diligência.
Mas, como nós o dissemos, vocês são, todos, Liberados.

Então, o que isso quer dizer: «Escolhidos»?
«Escolhidos» quer dizer, simplesmente, todos aqueles que teriam, também, que abrir a Porta ao Cristo.
Mas abrir a Porta ao Cristo são os Quatro Pilares do Coração, nada mais, nada menos.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.
Então, eu lhes transmito, agora e já, todas as minhas Bênçãos, todo o meu Amor e todos os meus calorosos encorajamentos para viver o Fogo do Amor e da Verdade, na Alegria, no bom humor e na Unidade.
___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Um comentário:

  1. Esta MSG elucida muitas questões das mais palpitantes. Traz, por exemplo, muito detalhamento sobre a 3DU, sempre mostrando a elevação que isto representa, mesmo deixando claro que não se trata de nenhum marketing por parte dele. Diz também que a 3DU do humano é um pouco específica, e será necessário encontrar um novo domicílio, porque a Terra não estará mais na 3D. Quanto ao valor da informação, a MSG dá uma boa desmistificada em relação a isso, quando se expressa nestes termos: "Informar não é transformar. Saber que existem outras Dimensões, por exemplo, não lhes dá acesso às outras Dimensões. Portanto, para nada serve saber. É uma atividade mental". Outras afirmações maravilhosas da MSG: "Os tempos ultra-reduzidos que vocês vivem demandam a urgência da Luz em vocês, ou seja, tornem-se transparentes e todo o resto far-se-á de maneira natural <> A um dado momento – e vocês estão nesse momento – é necessário parar de querer informar Pedro, Paulo, Joaquim <> As leis do Espírito não são as leis da personalidade. As leis espirituais não são as Leis da Alma. As leis da matéria, as leis morais, o próprio serviço (no sentido em que se entende como humano) nada tem a ver com o Serviço no sentido do Espírito. É mesmo diametralmente oposto".

    ResponderExcluir