Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

14 de set de 2011

O.M. AÏVANHOV – 14 de setembro de 2011

Mensagem publicada em 16 de setembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.
Transmito-lhes todas as Bênçãos, em primeiro lugar, e regozijo-me de estar, novamente, entre vocês.
Então, eu os escuto.

Questão: que significa a expressão: «a estrela que anuncia a estrela»?

Isso quer dizer que há uma estrela que é seguida de outra estrela.

O que é uma estrela?
É algo que vocês veem, que sentem, quer em sua cabeça (com as Doze Estrelas), quer que veem no céu.
É algo que brilha e que tem uma forma de estrela, acessoriamente.

Por conseguinte, se Marie disse-lhes que havia uma estrela que anunciava outra estrela, vocês deveriam esperar ver uma estrela e que essa estrela seja seguida de outra estrela e que essa estrela seja profundamente diferente de todas as estrelas que vocês veem.

Então, primeiro, elas serão vistas.
A primeira ver-se-á à noite e não de dia.
A segunda ver-se-á de dia.

Uma estrela, se querem, é uma Vibração, é uma Consciência, assim como o Sol, assim como a Terra, assim como vocês, assim como nós.
É uma Consciência e portadora, como se poderia dizer, de uma codificação Vibratória.
O Sol, a codificação Vibratória, vocês a veem cedo, pela manhã.
Isso os aquece.

Uma estrela traz outra forma de codificação Vibratória.
Nas astrologias muito antigas (da Caldeia e outras), os cometas, as estrelas que aparecem no céu e, mesmo, meteoritos que passam no céu (mas o cometa é diferente, porque se vai vê-lo vários dias, várias semanas, depende), passam em alguns lugares e, de acordo com o lugar onde passam, significa algo.
Da mesma maneira que há trânsitos astrológicos que significam coisas para a personalidade.
Essa influência, que vocês veem a olho nu (por seus olhos), tem uma ação, desta vez, não sobre uma pessoa, mas sobre o conjunto do Sistema Solar e, de acordo com o lugar onde situam-se as estrelas (falo para a astrologia antiga, da Caldeia, por exemplo), haverá indicações precisas sobre o significado dessa estrela que passa (ou desse cometa).
O significado, lembrem-se, é uma mudança na consciência da humanidade global.
Aí está o ponto mais importante.

Questão: no caso, qual será o significado da passagem da primeira estrela?
 
Ela está, a priori, em passagem em Leão e, após, em Virgem.
Portanto, isso significa a chegada do Mestre do Leão.

Qual é o Mestre do Leão?
É o Sol, dado que o Leão é um signo solar.

Qual é o par Vibratório do Sol e de Virgem?
É, certamente, o Sol (Cristo/Miguel) e a Virgem, ou seja, Maria.

Questão: e o que é da segunda estrela, então?

Então, aí, é uma outra história.

Questão: você poderia contar-nos?

Não agora.
É necessário, primeiro, viver a primeira.

Questão: como se manifestará a Vibração do Fogo que permitirá acolher KI-RIS-TI?

Então, a Porta KI-RIS-TI (como todos os Atalhos e, sobretudo, todas as Portas que estão ligadas à Revelação da Luz), manifesta-se por uma percepção de peso, por vezes de calor, mas que é algo sentido como um ponto ou uma zona que está sensível.

No que concerne à Porta KI-RIS-TI, o Impulso da Luz do Cristo, nesse nível, dará uma Vibração (ou um calor muito intenso) que não é, unicamente, sobre o ponto que corresponde a toda a zona, no meio das costas, entre as omoplatas.
É um calor, uma dor, uma pulsação, como se o coração batesse atrás.
Por vezes, pode ser uma dor.
Por vezes, pode ser uma ressonância da respiração.
É uma zona sensível, um pouco, como dizer..., como se vocês tivessem um hematoma, naquele nível, ou como se vocês deslocassem uma vértebra, quando a dor é mais delicada, digamos.

As Portas são perceptíveis, do mesmo modo como vocês sentem as Estrelas, mas, se perguntamos a cada um como ele sente as Estrelas, primeiro, vocês não sentem as mesmas Estrelas; em seguida, alguns vão dizer: «isso pica»; outros: «isso esquenta»; outros: «isso dói»; outros: «isso dói muito»; outros: «é intolerável».
E, no entanto, é a mesma Vibração que está nesse nível, mas cada um traduz a Vibração numa linguagem que lhe é própria.

Mas, quando nós dizemos Fogo, é uma sensação de calor, é claro.
Não será uma sensação de gelo.
Aí, é, verdadeiramente, um calor.
Isso esquenta.

Questão: qual é o tempo que vai separar o aparecimento da primeira estrela da segunda?

Já que essas Consciências são inteligentes, elas adaptam-se, elas também.
A quê?
À Terra e, isso, vocês sabem.

Da resposta à passagem da primeira estrela – ao nível Terrestre e ao nível da consciência humana – dependerá a passagem da segunda estrela, mas é muito curto, digamos.

Quando eu digo «passagem», compreendam, efetivamente, que as Vibrações que chegam sobre a Terra, já desde certo tempo, são triplas.
Há a Radiação do Ultravioleta, iniciada pelo Arcanjo Miguel, por um efeito de efusão solar, diretamente sobre a Terra.
Há uma irradiação específica, que vem de Sírius, que é a Irradiação do Espírito Santo.
Há uma irradiação do Centro Galáctico, de Alcyone.
Há o que vocês chamam o cinturão de fótons, o Cinturão de Luz (pouco importa isso, é fixo).
São vocês que se deslocam nesse Sistema Solar, aí dentro.

Mas a irradiação que vem da Fonte, de Alcyone, está sempre no mesmo lugar.
Mas há um sistema que serviu de retransmissor ao Espírito Santo.
Esse sistema que serviu de retransmissor ao Espírito Santo é, obviamente, veiculado, de algum modo, por uma Consciência.

Aí está o que é a segunda estrela.
Portanto, a Irradiação do Espírito Santo, que correspondeu à abertura do primeiro Portal Intergaláctico sobre a Terra, em agosto de 1984 (eu ainda estava vivo), vai, agora, revelar-se à consciência da humanidade.
Portanto, tudo isso são eventos de consciência.
O mais importante é o evento da Consciência.
O mais importante é estar aí onde vocês estão, em função do que vocês têm a viver, dentro de vocês.
O exterior, para muitos de vocês, nada mais quererá dizer.

Como eu disse uma vez, não são vocês que desaparecem, é a Terra.
Será necessário acostumar-se a essa ideia, hein?

Questão: qual é a Vibração da Merkabah Interdimensional?

A Vibração da Merkabah Interdimensional é aquela que vocês vivem, às 19h (ndr: Alinhamento de 19 às 19:30h, hora francesa – 14 às 14:30 em Brasília).
É o que os religa, por intermédio da Fonte de Cristal (Bindu), uns aos outros, a esse veículo de Luz que é a Yérushalaim, ou seja, a Jerusalém Celeste, que é conduzida por METATRON.

Portanto, vocês são religados, nas fases de Alinhamento, ao nível da Coroa Radiante da cabeça.
É a dissolução na Luz, com graus diversos para cada um.

Questão: quais são as luzes amarela, vermelha ou azul, que pulsam, por vezes, no céu?

É, simplesmente, o que vocês chamam a atmosfera, que mudou, profundamente, devido à desagregação dos diferentes envelopes.

Portanto, o que vocês veem com os olhos não é mais, de modo algum, a mesma coisa que o que vocês viam antes.
Isso não quer dizer que a irradiação tenha mudado.
Isso quer dizer que vocês veem outra coisa, sempre no mesmo lugar porque, no plano simbólico, o Céu rasgou-se e, no plano atmosférico, também.

Lembrem-se de que, já antes da Liberação do Sol, havia uma comunicação, por brechas magnetosféricas, entre o Sol e a Terra.
Obviamente, essa conexão elétrica modificou a composição da magnetosfera e da heliosfera e, portanto, o que vocês veem não é mais a mesma coisa.
O que o olho percebe não é mais a mesma coisa.

Questão: é possível que sejam Embarcações?

Toda estrela é uma Embarcação.
Poderia ser toda uma gama de coisas, a partir do momento em que vocês aceitam que o Sol é uma Embarcação e, também, que a Terra é uma Embarcação.

O que nós chamamos uma Embarcação, no sentido etimológico, é o quê?
É algo que se desloca.
Portanto, ao nível da Consciência Unificada e ao nível do que existe em nossas Dimensões, não há qualquer diferença entre MIGUEL e o Sol.
São, ambos, Embarcações.
E, eu também, sou uma Embarcação.
Isso não é uma visão do espírito, é a estrita Verdade.

A estrela que vem é uma Embarcação, dado que ela é inteligente.
É, simplesmente, a visão da Terra, que é ligada a essa falsificação, que os faz crer que o que vocês veem é a realidade.
O que vocês veem não é a realidade, uma vez que vocês estão confinados num negativo.
O que vocês veem, que lhes aparece escuro, para nós, não é escuro.
É a Luz.

É como o cenário de teatro.
É um cenário, uma vez que, quando nós dizemos que tudo está em vocês, nós não gracejamos.
Vocês veem algo no exterior, mas esse exterior não existe.
É isso que vocês têm dificuldade para viver.
Tudo está no Interior do que vocês são.
Tudo o que está no exterior é apenas uma projeção.
É um cenário de teatro.

Então, é claro, quando vocês estão na consciência da personalidade, a ciência vai demonstrar que o Sol está a tal temperatura, que há reações nucleares no Sol, mas todos aqueles que passeiam no Sol sabem, efetivamente, que isso não é verdade.
É, justamente, o fato de estar confinado sobre a Terra que cria essa Ilusão.

Em outras Dimensões – por exemplo, nas Dimensões Intraterrestres – não há Luz que venha de um ponto.
A Luz está por toda a parte.

Lembrem-se de que – como lhes disseram alguns Anciões e alguns Arcanjos – vocês têm o hábito de funcionar estando localizados num corpo e num tempo.
Quando vocês estão no multidimensional, vocês não estão nem localizados num corpo nem localizados num tempo.

Vocês não podem aplicar o que veem com seus olhos e o que compreendem com seu cérebro no que acontece do outro lado.
Isso, estritamente, nada tem a ver.

Então, é claro, no astral, nos tempos antigos, quando se deixava esse corpo para morrer, permanecia-se no astral.
Simplesmente, havia uma diferença de densidade.
Via-se, sempre, uma luz no exterior; viam-se Anjos; viam-se membros da família.
Havia casas, havia belas paisagens, mas que eram calcadas no que existia sobre a Terra.
Mas tudo isso não existe.

Questão: a modificação de consciência, ligada à primeira estrela, vai favorecer a Passagem à Unidade?

Ela desencadeará o choque da humanidade e, portanto, a Passagem à Unidade, para alguns.

Questão: qual é a relação entre a chegada dessa estrela e a data de 26 de setembro, que foi anunciada como o fechamento da Porta KI-RIS-TI?

É a mesma coisa.
Quando o Cristo está aí, não há mais necessidade de Porta.
Quando você se torna a Luz Branca, a Porta não tem mais razão de ser.

Que são as Portas?
Isso foi explicado pelas diferentes intervenções que vocês tiveram, há pouco mais de um mês.
As Portas são estruturas de Portes de união ao Corpo de Existência.
Elas são estruturas de conexão interdimensionais.
É a Revelação da Luz das Estrelas nesse corpo biológico.
É a finalização do Corpo de Existência, a reconstrução do Corpo de Existência.

Vocês sentem as Portas, porque elas estão se pondo em ação, para aqueles que as sentem.
Mas, uma vez que vocês estão nessa Dimensão aí (ao mesmo tempo estando aqui ou não estando mais aqui, isso eu não sei), vocês não sentem mais as Portas, dado que se tornaram essas Portas.
Tendo tornado-se, vocês mesmos, a Luz, não há mais razão para fazer diferença entre o que é essa Dimensão e a Dimensão da Unidade.
Quando algo move, quando vocês movem algo, vocês o movem sem pensar, parece-me.
Há, mesmo, automatismos, como se chama.
Portanto, todas essas Vibrações novas (OD, ER, IM, IS, AL, as Coroas Radiantes) são a restituição de sua Existência.
São potenciais espirituais que haviam sido tirados, que voltam.
Portanto, é normal que, voltando, isso volte a manifestar-se à consciência, não é?
Mas, uma vez que esteja instalado, inteiramente, e que vocês se tornam isso, não há mais razão para sentir como tal.
Quando vocês movem um braço, vocês não têm necessidade de dizer que sentem os ossos do braço que movem.
O movimento faz-se, não é?
É a mesma coisa para o Corpo de Existência.

Questão: quando as Portas são ativadas, as sensações devem ser fortes ou, efetivamente, podem ser, também, fracas?

Nem um nem o outro, mas o marcador essencial é, sempre, e continuará, sempre, a mesma coisa: ou vocês estão na Alegria, ou vocês estão no medo.

Questão: o ponto VISÃO, que havia sido falsificado e que, agora, foi retificado, permitir-nos-ia ver as outras Dimensões?

É exatamente o que está acontecendo para aqueles que estão abertos: a abertura do canal de comunicação com Maria (do lado esquerdo), a percepção Vibratória de outros planos.
É um conjunto de coisas.
Para outros, é a Visão Etérea etc.etc., a Visão das Partículas Adamantinas.

Questão: os pequenos pontos que se deslocam, rapidamente, são Partículas Adamantinas?

Sim, totalmente.
É exatamente isso, e elas são cada vez mais numerosas, cada vez mais rápidas, se vocês, efetivamente, observaram.
E, a um dado momento, o céu vai tornar-se apenas isso, e vocês mesmos, vão tornar-se apenas isso.

Questão: quando se é confrontado a um lugar que faz descer as Vibrações, Abandonar-se à Luz é continuar, por exemplo, a viver nesse lugar?

Como foi dito, vocês estão aí onde estão.
Se vocês acreditam que dependem de uma circunstância exterior para atingir a Unidade, vocês não estão prontos para encontrar um bom lugar.
Não há outro lugar que não vocês mesmos.
É, ainda, uma visão muito dualitária querer pôr-se em tal lugar.

As Partículas Adamantinas estão em número, hoje, muito importante, em relação há dois anos atrás, mais de dois anos (no momento em que o Arcanjo Anael começou e exprimiu essa noção de Abandono, que é diferente do soltar, hein?).
Hoje, isso nada mais quer dizer.
Onde quer que vocês estejam é o bom lugar, porque o único lugar, para viver a Unidade, é dentro, não é fora.
Enquanto seu olhar coloca-se sobre sua pequena vida, sobre o que vocês vão comer, sobre o vizinho, sobre o lugar em que devem estar, é tempo perdido para estar dentro.
A Vibração apenas pode nascer no Interior de si.

Questão: num contexto que faz descer as Vibrações, arrisca-se a perder essa capacidade de conectar à Unidade?

A Unidade é conectada apenas pelo Abandono à Luz, no Interior de si.
Quer vocês estejam na prisão, quer vocês estejam a ponto de morrer, nada mudará.
É uma ilusão crer nisso.

Isso era possível, há dois anos, porque há dois, três anos, muitos seres humanos viveram impulsos para mudar algumas coisas, justamente para dar as condições propícias para viver isso.
Mas, hoje, a Luz está por toda a parte.

Façam-se, antes, a pergunta – se você não a vivem – de por que vocês não a vivem e não acusem nem o lugar, nem o marido, nem a mulher, nem os pais, nem os filhos.
Isso não tem mais sentido, essas explicações.

A quantidade de Luz Adamantina, de Unidade, que se derrama sobre a Terra, é enorme.
Portanto, ela está aí, por toda a parte.

Agora, é claro, nos seres que não estão abertos ao nível dos chacras superiores, o que é que está aberto?
São os chacras inferiores.
Isso explica tudo o que vocês veem sobre a Terra e, eu repito, nós sempre dissemos que a Luz não está aí por acaso.

Enquanto vocês creem que dependem do que vão beber, da vela que vão acender, da oração que vão fazer, da cor da roupa que vão usar, vocês se afastam, consideravelmente, da Unidade.
São pretextos porque, nesse caso, se vocês não a vivem, vocês dirão: «é porque não tenho a cor certa», «é porque não tenho o bom lugar», «é porque não tenho o bom marido», «é porque não tenho chance».
Isso não existe.
Isso não é verdade.
São falsas desculpas.

Então, é claro que é mais agradável viver a Unidade em circunstâncias agradáveis.
Mas, se vocês estão na Unidade, as circunstâncias tornar-se-ão, necessariamente, agradáveis, porque elas não dependem de sua vontade de querer mudar tal ou tal coisa, mas a Inteligência da Luz vai agir para vocês.

Como se chamava isso nos tempos antigos?
A Divina Providência.

Viver a Unidade é extrair-se de qualquer projeção.
É extrair-se de sua própria vida, agora, ao mesmo tempo estando aqui – vivos, presentes nesse corpo – mas dar o rodopio e a Reversão da Consciência.
Compreendam que vocês não são isso.
Portanto, se vocês recaem no querer mudar de lugar, querer mudar um alimento, querer mudar de marido, de mulher, de lugar, vocês não compreenderam o que há para viver.
Vocês mantêm, formalmente, uma Ilusão.

Eu não teria falado assim há dois anos.
Hoje, não são as mesmas condições.
Hoje, há seres humanos que vivem essa transformação: eles nada pediram e, de um dia para o outro, encontram-se em estados Vibratórios insuspeitáveis.
Eles têm o Coração em Fogo, a cabeça em Fogo; eles têm subidas de Kundalini; eles não sabem mesmo o que é.
Eles jamais ouviram o que se disse e eles o vivem.

Como vocês explicam isso?
Eles são, simplesmente, mais humildes e mais simples.
É tão simples assim, mesmo se eles não saibam.

Há muitos seres humanos que estão muito mais próximos do Coração do que aqueles que buscam a Luz.
É, talvez, muito difícil dizer, mas é a estrita Verdade.
E isso sempre foi assim, em todos os tempos.

Há seres que viveram o Despertar e que nada pediram.
Eles não têm mais chance do que outro.
Simplesmente, eles estavam, em suas Vibrações, mais próximos de viver isso, e eles o viveram.

Um Amigo é o exemplo.
Gemma Galgani contou-lhes, Hildegarde de Bingen também – porque ela inclinava-se para.
Mas, por exemplo, Um Amigo ou outros Anciões viveram isso, assim: por um golpe de varinha mágica, se se pode dizer, visto exteriormente.
Ou outros vão vivê-lo após uma crise existencial monumental.
A perda de um parente, que é o estresse o mais importante, vai abrir para a Luz.
Cada um é diferente.
Mas, compreendam, com isso, o que eu quero dizer: é que, nesses tempos precisos, que são agora – e eu digo, desde o mês de abril, que é agora – não há mais circunstâncias exteriores que sejam propícias; há apenas circunstâncias Interiores que os aproximam ou que os afastam da Unidade e não há meio de sair disso.

Enquanto vocês não tiverem colocado isso em sua cabeça e em seu Coração, vocês não penetrarão o Reino dos Céus, mesmo se baterem mãos e pés.
Diz-se que é no Interior de vocês, quando se fala de Consciência e de Vibração.
Então, a Vibração, eu repito, pode exprimir-se por um calor, por um peso, o que quiserem, mas é algo que é vivido e sentido.
Caso contrário, o que isso quer dizer?
Que isso acontece na cabeça.

Quando Ma Ananda Moyi, quando Gemma falam dessa consumação do Fogo do Amor, vocês acreditam que isso aconteça na cabeça delas?
Quando Teresa diz que vive algo, mas que é um sofrimento terrível – na vida dela, hein? – vocês creem que ela inventa sofrimentos e que esse sofrimento a põe em contato com o aspecto o mais incomparável do Amor do Cristo?
É a estrita Verdade.

É necessário, sempre, diferenciar o que vocês pensam, com sua cabeça – o que vocês creem com sua cabeça – do que vocês vivem, realmente.
Caso contrário, como vocês querem ser honestos consigo mesmos?
Eu nem mesmo falo de Transparência.
Vocês não podem enganar-se e não podem enganar a Luz.
Portanto, vocês têm apenas uma coisa a fazer: Abandonar-se à Luz.

Questão: como desidentificar-se das emoções, freio ao Abandono à Luz?

Que é a emoção?
A emoção é característica da vida na personalidade, uma vez que toda a vida da personalidade é baseada no desejo, na atração e na repulsão, no bem e no mal.
A emoção inscreve-se aí.

Se vocês estão estabilizados no Coração, se vivem o Coração, não há razão alguma para que uma emoção tome-os.
Se vocês têm emoções, é que vocês oscilam: vocês fazem o ioiô entre o corpo de desejo e o corpo do Coração.
Se vocês têm emoções, elas apenas traduzem isso.

No Coração não há mais emoções.
Portanto, basta estar no Coração.

Todo o trabalho espiritual – de minha vida, em todas as tradições – sempre foi o de fazer um trabalho que os elevava para acima das Vibrações, ou seja, para acima do corpo de desejo.

Portanto, vocês não vão perguntar-me, nesse período final da humanidade, como, ainda, sair das emoções.
Se vocês estão na emoção é que vivem o corpo de desejo, qualquer que seja a emoção.
É um ou o outro.
Eu lhes disse.

Cada vez mais há a possibilidade de estar com as nádegas entre duas cadeiras: ou vocês estão numa cadeira, ou vocês estão na outra.
Se vocês fazem, ainda, o ioiô, assim, vocês vão arriscar a reencontrar-se ao solo, ou seja, não mais poder sentar-se, verdadeiramente, numa cadeira.
Portanto, é necessário, agora, estabilizar-se no Coração, ou seja, parar com as emoções (de repente, estou no Coração, de repente, estou na emoção.
Caso contrário, isso vai, verdadeiramente, dar voltas, no momento em que a Luz invadir, verdadeiramente, esse mundo.

O que vocês farão, naquele momento?
A característica, aliás, do Abandono à Luz – antes, há dois anos, como agora – é, justamente, não mais manifestar emoção.

Vocês não podem Abandonar-se à Luz se existe uma emoção.
A emoção mantém o corpo de desejo e fixa-os na personalidade.
Então, não sei.

Sirvam-se do que lhes é dado: da respiração, da ativação das Portas, das Estrelas, dos Atalhos, do Yoga da Unidade, não sei.
Há montes que lhes foram dados (ndr: por exemplo, na rubrica «protocolos a praticar» de nosso site).

Lembrem-se de que o Coração não é uma emoção, é um estado; que a Alegria de que falamos não é uma emoção; que o Samadhi não é uma emoção.
É um mecanismo Interior e não voltado para o exterior.

Portanto, enquanto vocês estão voltados para o exterior – o que é próprio da emoção, da projeção, do desejo, do mental – vocês não podem estar voltados para o Interior.
É o encanamento.
É muito simples.
Vocês estão num cano, querem passar água num sentido e no outro?
É necessário, verdadeiramente, agora, olhar-se, a si mesmos, tal como vocês são.
Não vale a pena ter autocomplacência.
Vocês não podem mais mentir-se.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Então, para reforçar o que lhes disse o Arcanjo Anael – e o que nós dizemos, a cada dia, um pouco mais – coloquem-se, Aqui e Agora (como diz o Arcanjo: HIC e NUNC).

Se vocês estão no Hic e Nunc, totalmente no instante, a Luz Adamantina penetra.
Vocês não têm necessidade de exprimir um desejo.
Vocês não têm necessidade de ter medo.
Vocês não têm necessidade de concentrar-se.

Estejam relaxados e, quanto mais estiverem relaxados, mais vocês perceberão, em vocês, esse Fogo que entra em vocês porque, em breve, esse Fogo vai tornar-se perceptível para todo o mundo.
O Fogo é perceptível para todo o mundo, mas ele deve entrar, e entrará, onde estiver aberto, não onde estiver fechado.

Portanto, será melhor que ele entre pelo alto (pelo Coração), não por baixo (exceto, talvez, para o Kundalini, mas isso, há pessoas que já abriram, talvez, outra Lareira, em especial, a cabeça).
Mas não tenham medo algum nem, também, qualquer espera.
A Luz, nós sempre o dissemos, age por si mesma.

O que é que vocês querem fazer?
Vocês entraram num processo que concerne ao conjunto desse Sistema Solar e não, apenas, à sua pequena vida.
É toda a vida que muda.
É toda a vida que ascensiona, em outra gama de frequências.

Agora, se vocês querem permanecer apegados ao seu pequeno corpo, ao seu pequeno conforto, à sua pequena família, vivam o que vocês têm a viver.
Agora, vocês não têm que estar angustiados, uma vez que, de qualquer modo, mesmo se vocês nada vivam, vocês irão para onde devem ir.

Portanto, com o que vocês se inquietam?
Lembrem-se das cinco etapas do choque (eu os remeto ao que dizia Sri Aurobindo).

Então, vocês poderão negociar o quanto quiserem, hein?
Mas, aí, agora, não é mais tempo de negociar o que quer que seja; é tempo de viver o que há a viver, e o que vocês vivem é, exatamente, o que vocês devem esperar viver.
De qualquer modo, olhem o que eu dizia para os seres que vivem esse Fogo, sem mesmo saber que isso se chama chacras, sem mesmo saber que isso se chama planos multidimensionais: no entanto, eles o vivem.

E, depois, há os que pedalam, que pedalam e que esperam viver algo que não se vive.
O que posso dizer-lhes?
É o que é sua Vibração.
Portanto, a partir daquele momento, seja num caso ou no outro, aceitem o que vocês vivem.
De qualquer modo, não há outra possibilidade que não aceitar o que vocês vivem.
Vocês me expliquem como se pode fazer diferentemente, seja na Unidade ou na Dualidade, aliás.

Portanto, a partir do momento em que vocês tenham compreendido essa equação, essa noção de, como se vai dizer isso..., inexorabilidade, o que vocês farão?
É como se eu lhes dissesse: «essa noite, o Sol vai deitar», e vocês me dissessem: «não, não, não quero que ele se deite».
Ele se deitará, de qualquer forma, eu lhes asseguro.

Portanto, se nós lhes dizemos que a Luz chega, inteiramente, ela chega, inteiramente.
O que vocês podem e o que nós ali podemos?
Vocês estão, muito exatamente, no bom lugar, tanto no Interior como nos exterior de vocês.

Há apenas que aquiescer – o que quer que vocês vivam – e tudo se passará bem, sobretudo, lembrem-se de que vocês estão numa região da Terra, de qualquer forma, relativamente feliz, não?
Numa região onde, em relação a outros povos, atualmente, vocês estão, de qualquer forma, numa certa forma de opulência, não?
Vocês não estão em países que estão completamente submersos pelas águas.
Vocês não têm um vulcão ao lado de suas casas.
O que quer que vocês tenham a viver, vivam-no.

Eu lhes transmito todas as minhas Bênçãos, todo o meu Amor e eu lhes digo e lhes desejo, sobretudo, uma muito boa noite.

Fiquem bem.
___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Um comentário:

  1. Além de outros tantos relevantes esclarecimentos, esta MSG elucida ainda mais a questão das 2 Estrelas anunciadas por Maria, e ainda aponta alguns acréscimos dos mais significativos, tais como: "Elas terão uma influência global para o Sistema Solar, e não uma abrangência menor, como tem sido o caso da presença de outras estrelas <> O tempo entre uma e outra dependerá da resposta à passagem da primeira, ao nível Terrestre e ao nível da consciência humana; mas, de qualquer modo, este tempo será muito curto <> A 1ª Estrela desencadeará o choque da humanidade e, portanto, a Passagem à Unidade, para alguns". Também fala da Luz das Estrelas como Revelação no corpo biológico, reconstruindo o Corpo de Existência, onde alguns sentem esta ação através de portas, e outros podem até não mais sentir, caso já tenham se tornado as próprias portas; deixando claro que o marcador essencial consiste na Alegria ou no medo.

    ResponderExcluir