Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

25 de jan de 2014

BÁAL-AH-MÉN – 25 de janeiro de 2014



Eu sou BÁAL-AH-MÉN, leão alado de Sírius A, representante do Coletivo dos Leões Alados.
É uma alegria estar, novamente, entre vocês, já nos conhecemos, assim, portanto, aproveitamos, hoje, esta visita neste local que se nomeou a “Casa do UM”, para dançar entre vocês neste espaço.

Acolhamo-nos, todos juntos.

... Dança dos leões alados...

Tal como explicou o Melquisedeque Rumi, nós, também, estamos na Dança, é uma maneira da nossa expressão.
E, hoje, aproveitando o exemplo da Dança, falarei da reconciliação que vocês estão vivendo agora, entre o interior e o exterior.

Nós portamos uma vara, um bastão, como vocês têm visto em grandes personagens históricos de sua Terra que, também, portaram um bastão.
O bastão significa a retidão, o contato com a Terra, a forma vertical, reta, estável: é o pilar.
Esse pilar representa, também, seu próprio pilar de Luz, que atravessa o seu corpo, tal como a coluna os mantém eretos.

Então, esse bastão é o suporte para a Dança, esse bastão permite todos os movimentos, todos os giros e espirais, de forma a que todo movimento sempre retorne para a estabilidade, para essa vara, para esse bastão.
Dessa maneira, o bastão simboliza a sua interiorização, a sua firmeza, a sua retidão e atenção para manter o eixo, eixo vertical, nesse caso, o Alfa e o Ômega.
Esse bastão permite a sua expressão nesse mundo, em quaisquer das múltiplas variedades de expressão permite-lhes dançar, fruir do que o Coração abre e compartilha, sempre sustentado pelo bastão, pela vara.

Essa é uma comparação, porque se pode reconciliar, como é agora, o que é vivido no interior e no exterior.
Em nossa dimensão, saibam que não há qualquer diferença entre o interior e o exterior, não há qualquer separação ou possibilidade de confusão, pois o que se expressa dentro é, imediatamente, percebido, exatamente, tal como é, sem qualquer distorção ou aparência.

Nesse mundo, no qual vocês estão em pé, nessa transição, nessa fusão de dimensões, o que havia sido um interior e um exterior totalmente separados, isolados, camuflados um do outro, agora, hão de unificar-se.
Portanto, o que vocês vibram e o que vivem, a cada instante, cada pensamento, isso é manifestado, instantaneamente, no que, antes, nomeava-se o seu exterior.
Portanto, é muito fácil, agora, ver como desaparecem, em sua experiência quotidiana, os limites que separavam em partes, que fragmentavam a sua vida.
A Unidade não trabalha com qualquer fragmentação, como o seu nome indica.

Isso é o que havia a dizer-lhes em relação a essa unificação do interior e exterior.
É uma grande honra estar entre vocês nesse trabalho conjunto que estamos fazendo, você vê?
Estamos unificando, religando essa sua dimensão que havia sido desviada, na qual a Luz chegava de forma desviada.
Toda essa confusão vê-se, agora, confrontada, vê-se face a face com a Unidade, com a vibração da quinta dimensão.
Portanto, todos vocês que estão em contato com a fonte de seu Coração de Fogo, em contato com a Frota Intergaláctica, vivendo a transformação, conscientemente, são os reconciliadores de toda fragmentação.

Isso é o que tínhamos para colocar em palavras e, se quiserem, permaneceremos uns instantes mais entre vocês, antes de despedir-nos.
Dancem.

... Dança dos leões alados...

Muitas graças, irmãos, como se disse da última vez, não hesitem em chamar-nos, um simples instante de atenção é suficiente para que nós estejamos aí, assim como qualquer irmão da Frota Intergaláctica.
Não há qualquer barreira, ainda que não nos vejam, nós estamos ao seu lado, dançando à sua volta, estamos disponíveis a todo momento.
Será que vocês estão disponíveis para dar esse passo?
Para ousarem ser a sua Verdade?
Atrevam-se, então, a viver a sua Verdade, e não terão que prestar contas a ninguém.
Não esperem que a vida mostre-lhes o que vocês são, mostrem o que vocês são, a vida seguirá.
Atrevam-se, com valentia, essa é uma virtude que, também, podemos fazer vibrar em vocês, nós, os Leões Alados.

Graças, encontramo-nos a cada instante.
No Coração do Um, no Coração de Sírius.

----------------------------------
Transmitido por Sijah Sirius, do Coletivo do Um.

(versão eletrônica do catalão, adaptada).

3 comentários:

  1. Em nossa dimensão, saibam que não há qualquer diferença entre o interior e o exterior, não há qualquer separação ou possibilidade de confusão, pois o que se expressa dentro é, imediatamente, percebido, exatamente, tal como é, sem qualquer distorção ou aparência.

    Nesse mundo, no qual vocês estão em pé, nessa transição, nessa fusão de dimensões, o que havia sido um interior e um exterior totalmente separados, isolados, camuflados um do outro, agora, hão de unificar-se.

    A Unidade não trabalha com qualquer fragmentação, como o seu nome indica.

    Estamos unificando, religando essa sua dimensão que havia sido desviada, na qual a Luz chegava de forma desviada.

    ResponderExcluir
  2. "O bastão significa a Retidão, o contato com a Terra, a forma Vertical, Reta, Estável: é o Pilar. Esse pilar representa, também, seu próprio pilar de Luz, que atravessa o seu corpo, tal como a coluna os mantém eretos.

    "Dessa maneira, o bastão simboliza a sua Interiorização, a sua Firmeza, sua Retidão e Atenção para manter o Eixo Vertical nesse caso, o Alfa e o Ômega.

    "Esse bastão permite a sua expressão nesse mundo, em quaisquer das múltiplas variedades de expressão permite-lhes Dançar, Fruir do que o Coração abre e compartilha, sempre sustentado pelo bastão, pela vara.
    "Essa é uma comparação, porque se pode Reconciliar, como é agora, o que é vivido no Interior e no Exterior.

    "É uma grande honra estar entre vocês nesse trabalho conjunto que estamos fazendo, você vê?
    "Estamos Unificando, Religando essa sua dimensão que havia sido desviada, na qual a Luz chegava de forma desviada. Toda essa confusão vê-se, agora, confrontada, vê-se face aface com a Unidade, com a Vibração da Quinta Dimensão.

    "Portanto, todos vocês que estão em contato com a Fonte de seu Coração de Fogo, em contato com a Frota Intergaláctica, vivendo a Transformação, Conscientemente, são os Reconciliadores de toda fragmentação.
    "Graças, encontramo-nos a cada instante.
    No Coração do Um, no Coração de Sírius.
    "Dancem."

    ResponderExcluir
  3. "Nós portamos uma vara, um bastão, como vocês têm visto em grandes personagens históricos de sua Terra que, também, portaram um bastão.​"

    "O bastão significa a retidão, o contato com a Terra, a forma vertical, reta, estável: é o pilar."

    "Dessa maneira, o bastão simboliza a sua interiorização, a sua firmeza, a sua retidão e atenção para manter o eixo, eixo vertical, nesse caso, o Alfa e o Ômega."

    "Em nossa dimensão, saibam que não há qualquer diferença entre o interior e o exterior, não há qualquer separação ou possibilidade de confusão, pois o que se expressa dentro é, imediatamente, percebido, exatamente, tal como é, sem qualquer distorção ou aparência."

    ​"​Nesse mundo, no qual vocês estão em pé, nessa transição, nessa fusão de dimensões, o que havia sido um interior e um exterior totalmente separados, isolados, camuflados um do outro, agora, hão de unificar-se.​"​

    "Toda essa confusão vê-se, agora, confrontada, vê-se face a face com a Unidade, com a vibração da quinta dimensão.​"

    Esse "Leão Luz", fez-me chorar ... Tão amoroso, tão Amigo, tão Disponível, que fica impossível​, não se lançar, a este Infinito, a este Oceano de Amor, a estes Amados que nos envolvem, com muito Amor ...

    Em plena Abertura ...

    ResponderExcluir