Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

14 de jan de 2014

MARTHE ROBIN – 14 de janeiro de 2014




(Desculpem-me, antecipadamente, pela lentidão da mensagem, devido a que meu ditafone gravou o áudio em “slow").

"Ser pequeno em tudo, grande, unicamente, para o Amor”.
Marthe Robin


Meus queridos amigos, eu sou Marthe Robin.
Eu me junto a vocês, nesta noite, para celebrar, ao seu lado, esse tempo de Festa, mas, também, oferecer-lhes todo o meu Amor e toda a Graça, a Graça Mariana que eu porto.

De meu coração ao seu coração, recebam, neste instante, esse Amor e essa Graça, para que, assim, em um único coração, nós dancemos no coração do Coração, nesse Fogo, esse Fogo Solar que é Cristo, que é o que vocês são, que é o que nós somos, de toda a Eternidade.

Acolham, irmãos e irmãs, se o permitem, durante alguns instantes de silêncio, a minha Presença que vem cercá-los e render-lhes Graças.

(Comunhão silenciosa)

Ao lado de Maria e de minhas irmãs Estrelas e de Teresa, que está aí, igualmente presente, eu venho, também, falar-lhes do Abandono final, abandono do ego/personalidade.
Abandono que lhes é pedido, nessa última passagem, se podemos dizer assim, embora não haja passagem alguma, como vocês sabem.

Bem além do Abandono à Luz, é-lhes solicitado o abandono final, o abandono de todas as suas crenças, o abandono de todas as suas projeções, o abandono de todos os seus desejos e, efetivamente, trata-se de um luto.
Vocês entram, para a maior parte, nesse novo mundo, mundo que eu poderia nomear o reino do Coração ou, ainda, o reino dos Céus, se preferem.
É o reino do qual vocês vieram, embora esse termo não seja completamente apropriado.
Para ser mais precisa, esse reino que eu nomeio assim é seu Berço, sua Morada.
Morada que jamais os deixou, que não há que alcançar, porque vocês aí já estão.
Simplesmente, é-lhes proposto, hoje, e há vários meses, reencontrar esse espaço, reencontrar sua Morada, chamada, de outro modo, Morada de Paz Suprema.

Para penetrar essa Morada – e como vocês já sabem, porque isso lhes foi mencionado em muitas reprises – vocês devem esquecer-se, inteiramente, como eu me esqueci, à época em que vim sobre esse mundo viver esse tempo de experiência em um corpo de carne.
Nesse tempo, eu me ofereci, total e abertamente, ofereci-me Àquele que eu nomeava meu doce Jesus, Àquele que é Cristo.
Nomeiem-No como lhes agrade, isso não tem qualquer importância.
Saibam, simplesmente, que hoje, Ele está aí, e Ele vem, portador do Fogo Solar, restituí-los a si mesmos.

Então, abram-se, abram-se, inteiramente, a Ele, a esse Fogo Solar, se é o que vocês desejam.
Se é o que seu coração aspira, abandonem-se a Ele, Cristo de Amor, que não é outro que não vocês mesmos, vocês sabem disso.

E eu venho convidá-los a soltar tudo o que pôde ser peso em vocês e ao seu redor, seja ao nível das crenças, seja ao nível dos sofrimentos, tudo isso são apenas pesos, pesos que vocês não têm mais que carregar porque, vocês bem sabem, nada há, não há peso algum, sofrimento algum, apenas as suas crenças e sua identificação a sofrimentos passados ou presentes podem ser um peso.
Esses pesos são uma mentira, essa não é a Verdade.

Então, parem de identificar-se aí.
Vocês não são seu passado, não são essa história, não são esse corpo de carne.
Vocês são a Graça, vocês são a Vida, vocês são a Morada de Paz.

E, quando eu digo que se trata de um luto, trata-se, igualmente, de uma morte, não uma morte ao nível de sua terceira dimensão, mas uma morte de todas as suas crenças e de todas as suas identificações.

Então, se desejam reencontrar o que vocês são, de toda a Eternidade, vocês ousarão soltar tudo?
Vocês estão prontos para tudo perder?
Sim, TUDO, na totalidade.

É claro, eu não lhe digo para abandonar seus parentes, as pessoas que você ama, mas abandonar todo apego a toda crença, parar toda projeção e oferecer-se, oferecer-se em um Abandono Final e em uma Humildade tal que, nesse ato, você nada mais é, você é, como minha muito querida irmã Teresa já mencionou, pequeno, muito pequeno, para reencontrar essa imensidão de Amor que sempre esteve em si, que sempre foi sua Natureza.
Aí está o preço a pagar – se posso dizer – embora nada haja a pagar, porque tudo é Amor.

O Amor vem abrasá-los, o Amor vem revelar seu Fogo em vocês, então, deixem-No fazer, acolham-No.
O que há de mais maravilhoso do que Celebrar isso e render Graças?

Com numerosos irmãos e irmãs, durante tempos falsificados, nós temos preparado, na oferenda de nós mesmos, em nosso Abandono ao Cristo, o que vocês vivem hoje.
Então, vocês veem, para vocês, isso é facilitado, isso é simples, bem mais simples do que em nossa época.
Então, o que esperam, bem amados?
O que vocês esperam para abrasarem-se?
O que esperam para Celebrar e para Dançar em uníssono com o Coração, o Coração UM, esse coração de Fogo que vocês são, que nós somos?

Nós somos tão numerosos a cantar e dançar para vocês, em vocês e ao seu lado!
Então, vão, ousem, lancem-se, deem o grande mergulho!
Nós os esperamos, nesse Coração, esse coração CRISTalino, que canta e cujo Canto eleva-se em todo o planeta e elevar-se-á, muito em breve, do núcleo cristalino da Terra, em uníssono com o núcleo cristalino de Alcyone, da Fonte-Mãe.
Estejam prontos para essa última Celebração que está aí, que se vive a cada instante em vocês, nesse Coração, no Amor.

Queridos amigos, façamos silêncio alguns instantes, para fazer ressoar em vocês esse Canto de Amor, para penetrar, novamente, nessa Melodia cristalina do Amor que é Graça.

(Comunhão silenciosa)

Bem amados, tenham essa Força, esse Fervor e essa Retidão no Fogo Solar porque, nesses tempos tão importantes, é-lhes solicitado serem como rochas, Pilares de Amor, pilares de Luz que, enraizados na Terra-Mãe, e religados à Fonte que vocês são, que emanam e são, simplesmente, CRISTOS.

Sejam esse Fogo, sejam essa Água, sejam esse Cristo.
União do Fogo Solar e da Água Mariana.
Estejam nessa estabilidade que é o Amor sobre a Terra.
Então, sejam Amor, em cada um de seus olhares, em cada um de seus atos, em cada um de seus pensamentos e de suas palavras, para que, agora, não haja mais do que Cristo que esteja aí, em vocês, que se exprime, que ama, que distribui o Amor e a Luz sem qualquer vontade de sua parte, mas, efetivamente, deixando a Vontade Solar, Vontade do Pai-Mãe cumprir-se em vocês, através de vocês.
É assim, e unicamente assim, que vocês desaparecem.
É para isso que nós lhes pedimos e temos precisado que era necessário ser humilde e pequeno, muito pequeno, para que o Amor Verdadeiro fosse espalhado através de vocês, por seu Coração, no Coração Unificado de cada UM.

Então, deixem fazer, deixem Cristo tomar todo o lugar.
Esqueçam-se, como eu me esqueci.
Ofereçam-se, como eu me ofereci e como tantos e tantos outros irmãos e irmãs ofereceram-se à Fonte, a Jesus, pouco importa o nome que vocês Lhe deem.
É sua Natureza Verdadeira, Graça Divina, Onda de Amor, Onda de Luz.
Há apenas Ela.

Eu lhes dirijo, meus caros irmãos e irmãs, todo o meu Amor de irmã e toda a minha ternura.
Então, para aquelas e aqueles que cantam para mim, eu venho cantar para vocês.
E eu venho depositar esse manto Gracioso de nossa Mãe, em Sua companhia e em companhia de todas as Estrelas, em seu coração e sobre seus ombros.
Recebam essa Graça e, a partir de hoje, sejam leves, como plumas, sejam doces, tanto consigo mesmos como com seus irmãos e irmãs.
E deixem-se embalar por esse fluxo que os acaricia e embriaga, a cada instante.
Ele está aí, abram-se a Ele, estejam atentos à Sua Presença.

Sim, bem amados, deixar seu passado, suas crenças e suas projeções é um luto, mas, igualmente, um Renascimento e, aí, é tempo.
É tempo de Renascer a si mesmos, e eu poderia dizer que vocês têm todas as ferramentas nas mãos para isso, basta-lhes, simplesmente, ficar tranquilo e deixar fazer a Luz, deixar a Graça do Amor efetuar toda sua magia – se posso dizer assim – nada mais.
E vocês verão que a Fluidez instalar-se-á por si mesma.
Não haverá mais lugar para qualquer resistência, porque tudo terá sido dissipado.
E vocês verão, naquele momento, que não haverá mais do que o amor e que jamais houve outra coisa que Ele.
É a Verdade.

Sejam abençoados, queridos amigos, queridos filhos, eu lhes dirijo meus carinhosos beijos, beijos ardentes de meu coração ao seu coração, em um único Coração Vibrante de Amor.

Eu sou Marthe Robin, e eu os saúdo.
Até muito em breve.

---------------------------------
Transmitido por Séverine.


5 comentários:

  1. Sejam esse Fogo, sejam essa Água, sejam esse Cristo.
    União do Fogo Solar e da Água Mariana.
    Estejam nessa estabilidade que é o Amor sobre a Terra.
    Então, sejam Amor, em cada um de seus olhares, em cada um de seus atos, em cada um de seus pensamentos e de suas palavras, para que, agora, não haja mais do que Cristo que esteja aí, em vocês, que se exprime, que ama, que distribui o Amor e a Luz sem qualquer vontade de sua parte, mas, efetivamente, deixando a Vontade Solar, Vontade do Pai-Mãe cumprir-se em vocês, através de vocês.

    ResponderExcluir
  2. Bem amados, tenham essa Força, esse Fervor e essa Retidão no Fogo Solar porque, nesses tempos tão importantes, é-lhes solicitado serem como rochas, Pilares de Amor, pilares de Luz que, enraizados na Terra-Mãe, e religados à Fonte que vocês são, que emanam e são, simplesmente, CRISTOS.

    ResponderExcluir
  3. Irmã! Maravilha, sua Mensagem! Contaminante!

    Alegria, pelo reencontro ...

    ResponderExcluir
  4. "Eu me junto a vocês, nesta noite, para Celebrar, ao seu lado, esse tempo de Festa.
    "O Amor vem abrasá-los, o Amor vem Revelar seu Fogo em vocês, então, deixem-No fazer, Acolham-No. O que há de mais maravilhoso do que Celebrar isso e Render Graças?

    "O que vocês esperam para abrasarem-se? O que esperam para Celebrar e para Dançar em Uníssono com o Coração, o Coração UM, esse coração de Fogo que vocês são, que nós somos?
    "Dancemos no coração do Coração, nesse Fogo Solar que é Cristo, que é o que vocês São, que é o que nós somos, de toda a Eternidade.

    "Vocês entram, para a maior parte, nesse Novo Mundo, mundo que eu poderia nomear o Reino do Coração ou, ainda, o Reino dos Céus, se preferem.
    "É-lhes proposto, hoje, e há vários meses, reencontrar esse espaço, reencontrar sua Morada, chamada, de outro modo, Morada de Paz Suprema.

    "Nós os esperamos, nesse Coração, esse Coração Cristalino, que canta e cujo Canto eleva-se em todo o Planeta e elevar-se-á, muito em breve, do Núcleo Cristalino da Terra, em uníssono com o Núcleo Cristalino de Alcyone, da Fonte- Mãe.
    "Estejam prontos para essa última Celebração que está aí, que se vive a cada instante em vocês, nesse Coração, no Amor.

    "É tempo de Renascer a si mesmos, e eu poderia dizer que vocês têm todas as ferramentas nas mãos para isso, basta-lhes, simplesmente, ficar tranquilo e deixar fazer a Luz, deixar a Graça do Amor efetuar toda sua magia - se posso dizer assim - nada mais.
    E vocês verão que a Fluidez Instalar-se-á por si mesma."

    ResponderExcluir
  5. Marthe Robin,inspirou a minha vocação!
    https://www.facebook.com/GRUPO-DE-ORA%C3%87%C3%83O-NOSSA-SENHORA-DA-SA%C3%9ADE-305856442777873/

    ResponderExcluir