Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

12 de ago de 2011

O.M. AÏVANHOV – 12 de agosto de 2011


Mensagem publicada em 13 de agosto, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


E bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.

Questão: para os seres de outras Dimensões que se encarnam na Terra, é uma decisão individual ou é organizada de alguma maneira?

Não há operador turístico, sobretudo para ir à prisão, não é?
O que eu quero dizer com isso é que as circunstâncias atuais são diferentes, porque há seres, hoje, que se encarnam, que tomam um corpo, porque eles sabem que não vão permanecer longo tempo na prisão.
Caso contrário, eles jamais teriam vindo dar uma volta nesse Sistema Solar, não é?

Há processos que foram postos a caminho, há extremamente longo tempo, isso vocês sabem, mas ninguém, como dizer... decide pela primeira vez.
Na primeira vez, as razões podem ser muito variadas.

Vocês queriam, de qualquer forma, talvez, alguns, fazer a experiência da prisão.
Por que não?
Para outros, foram missões muito mais delicadas.
Para outros, enfim, foi, simplesmente, uma espécie de armadilha que se fechou.
É muito complexo explicar assim, não pode ser uma visão linear, mas, em resumo, hoje, há uma Liberdade para encarnar-se, para seres que criam uma alma para a circunstância, porque vocês estão num momento especial.
Isso vocês sabem, não é?

Agora, não há hierarquia, não há ninguém que vá conduzi-los aqui, eu repito.
Do mesmo modo que não há quem os tire daqui, concordam?

Circunstâncias ótimas, digamos, foram criadas para permitir fazer cessar o princípio de confinamento.
Mas fazer cessar o princípio de confinamento, reabrir o que estava fechado não prejulga o que vai tornar-se cada alma porque, como foi dito em múltiplas reprises, apenas vocês é que podem decidir reencontrar a Liberdade ou permanecer no livre arbítrio.
Ninguém pode forçá-los, nem mesmo a Fonte.

É, efetivamente, por isso que o princípio do confinamento, como dizer..., foi algo de específico, porque foi necessário romper o confinamento, respeitando as Criações, mesmo falsificadas, ou seja, respeitando o livre arbítrio de cada consciência que se fechou, voluntariamente, ou por circunstâncias específicas.
Mas não houve ninguém que lhes dissesse: «você irá à prisão» porque, como é que o que é Livre pode ir à prisão, se não é por sua própria responsabilidade?
Sobretudo eu lhes digo que, agora, as coisas são diferentes.

É por isso que Cristo insistiu, e nós insistimos, para que a maior parte das Sementes de Estrelas, de seres Despertos estejam presentes sobre a Terra para viver o que há para viver.
Porque vocês têm uma multidão de interesses e nós temos uma multidão de interesses a que esses seres estejam presentes para, de algum modo, serem os meios, o amortecedor e o revelador do que deve revelar-se.

Questão: poderia desenvolver um dos comentários que fez Anael sobre os Eixos ATRAÇÃO-VISÃO e AL-UNIDADE?

Oh, é muito simples.
Vai-se explicar muito brevemente: primeiro, com os Casamentos Celestes, foi cruzado certo número de etapas, ou seja, fazer passar um sistema confinado a sete gamas a um sistema aberto, ou em via de abertura a doze gamas.
Isso corresponde, e correspondia, à adição ou à abertura de cinco novas gamas.
Essas cinco novas gamas eram, portanto, os Corpos que haviam sido retirados quando do confinamento.

Seus Corpos são onipresentes nos Mundos Unificados.
Isso foi o que se chamou o OD-ER-IM-IS-AL, que corresponde aos cinco Novos Corpos.
Quando os cinco Novos corpos foram (ao nível de uma consciência, digamos, coletiva), em parte, Despertados ou Acordados, ou ativados, pouco importam as palavras, puderam instalar-se os quatro Pilares, as quatro Linhagens: uma primeira fase de revelação da Luz, ao nível do que foi chamada a Cruz Fixa, entre AL-OD e HIC-NUNC e que se cruza no ponto ER.
Mas não mais num Eixo Vibratório de desvendamento, mas de estabelecimento.
O que quer dizer, se querem, uma primeira revelação.

Em seguida, apareceram, como se chama isso?... Outras Estrelas, como vocês dizem, mas que correspondem a submúltiplos Vibratórios.
Esses submúltiplos são inseridos nas doze Estrelas.

Além da Cruz Fixa, foram-lhes dadas três Cruzes Mutáveis, que se juntavam a essas frequências por pares.
Outra revelação que permitiu fazer a Luz no Eixo falsificado e desviado da Luz, através dessa tomada de Consciência Vibratória, as outras Cruzes Mutáveis puderam pôr-se em ressonância e constituir, Vibratoriamente, o que eu chamaria o apelo ou a ressonância do Cubo, ou seja, do Anjo METATRON em sua forma a mais próxima de vocês.

Portanto, METATRON intervém na revelação das cinco frequências que haviam sido tiradas, instala-as, põe a caminho uma espécie de ressonância Vibratória, entre diferentes Eixos, revelando sub-Vibrações (mas não num sentido negativo, não é?) num sentido de interação, que permite revelar frequências ao nível do cérebro.

Paralelamente a isso, para aqueles que haviam sido os mais impactados pela primeira descida da Luz, há muito tempo (ou seja, mesmo antes que eu parti desse plano, 1984), esse foi o primeiro impulso do Espírito Santo que permitiu o despertar laborioso, para aqueles seres, dessas novas frequências, sem que a eficácia dessas frequências fosse totalmente revelada.
Isso quer dizer não unicamente uma frequência, mas, também, todo um conjunto de manifestações nesse corpo, ligado a essa frequência.
Uma dessas manifestações, por exemplo, está ao nível do 12º Corpo, ao mesmo tempo a Lemniscata Sagrada da Interdimensionalidade, da Fusão dos hemisférios ou do retorno à Unidade, mas, também, a visão etérea.

Portanto, vocês veem, há uma ação em diferentes pontos.

Em seguida, em determinado momento, quando tudo isso foi trabalhado sobre um número importante de seres humanos, revelou-se a ressonância da Merkabah Interdimensional coletiva que permitiu, de algum modo, o basculamento da Ilusão Luciferiana, o basculamento do Eixo que se retificou e, com isso, a Reversão.

Essa Reversão permitiu a instalação da Nova Tri-Unidade anunciada por MIGUEL.

Em seguida foi realizado, algum tempo depois, devido a esse basculamento, um processo de Passagem e de abertura da Boca, realizada por URIEL.
E, em seguida, quando chegou o Cubo Metatrônico, pôde desenvolver-se o conjunto dessas estruturas, ou seja, os Eixos, as Cruzes Mutáveis, as Cruzes Fixas, o Eixo falsificado, a Tri-Unidade.

A Reunificação de tudo isso, ao nível do 13º Corpo, pôde revelar-se e investir o corpo.
E, em seguida, pôde revelar-se, de maneira progressiva, em todo o corpo, essa estrutura Vibratória que corresponde ao Corpo de Existência.

Portanto, vocês revelaram, uns e outros, estruturas Interdimensionais.

As Estrelas que estão no Céu, em sua cabeça, tornaram-se Portais sobre a Terra, sobre sua Terra.
É exatamente o mesmo processo que foi realizado sobre a Terra, que se realiza em alguns de vocês.

Portanto, após, na revelação completa da Luz, o que vai acontecer?
Isso foi chamado, eu creio, Fusão, pelos Arcanjos.
Eu prefiro o termo de permutabilidade, quer dizer que, como tudo está no Tudo, é necessário, também, realizá-lo no corpo.

E há, primeiro, uma ressonância que se cria em relação à linha mediana, entre o que se chama, encarnado, esquerda/direita e direita/esquerda, que reunifica, aí também.
Do mesmo modo que vocês têm dois hemisférios do cérebro que são separados, mas que se reunificaram pela ativação do 12º Corpo e da Lemniscata sagrada, em sua parte superior.

Portanto, os opostos ou as ressonâncias (porque nem sempre opostos), juntaram-se por um processo de ressonância e de permutabilidade.

Aí está, grosso modo, o que aconteceu e o que se conclui, como vocês sabem, pela abertura da Porta Posterior do Coração.

O Ponto KI-RIS-TI, que está situado atrás do corpo, corresponde, efetivamente, ao chacra do Coração, mas em sua parte posterior, entre as omoplatas: o que vocês chamam, e o que se pode chamar as asas da borboleta, ou seja, a Vibração Etérea reencontrada, que permite viver o Éter e ver a Visão Etérea e viver a Reversão da energia Etérea que havia sido confinada pela Atração, por Ahriman e por esse princípio Ahrimaniano e Luciferiano, que se soluciona pela Passagem.
Não mais a Passagem da garganta, que era a segunda Passagem, mas a terceira Passagem, que é a Ressurreição.

Aí está, esquematizado, o que posso dizer disso.
Então, para aqueles que fizeram a relação, havia, também, uma relação, é claro, entre o que se chama a Árvore da Vida, a coluna vertebral, a Lemniscata Sagrada, os doze trabalhos de Hércules, as doze etapas dos Casamentos Celestes etc.etc.
Isso poderia ir muito longe.

Questão: se o círculo faz parte da falsificação, o que é, então, da Lemniscata Sagrada, que é constituída de dois círculos que se desdobram em espelho?

Isso, absolutamente, nada tem a ver com a realidade.
Jamais a Lemniscata é um círculo.
É impossível.
É a imagem do infinito, não é a imagem do círculo.

Quando essa Lemniscata está em duas partes, ela não forma um círculo, uma vez que há esse movimento espiral, no interior.
A espiral não é um círculo.
Justamente, é exatamente o inverso do círculo.

Questão: a Lemniscata é um princípio de Vida, no interior do quadrado que, dela, seria o fundamento?

Sim, pode-se dizer que o quadrado é um fundamento, em duas Dimensões.
Mas esse quadrado transforma-se em Cubo pela ação da Lemniscata, mas não pela ação do círculo.
A Lemniscata é uma Lemniscata, é uma definição precisa.

Isso corresponde a algo que gira.
Quando se a vê, num plano, é uma espiral.
Quando se a vê estendida, é uma Lemniscata.
E essa Lemniscata permite a Passagem de Dimensão em Dimensão.
É o princípio, se querem, do holograma no holograma.
É um desdobramento e uma retração que faz com que, de um lado ao outro (ou seja, do Alfa ao Ômega), tudo circula e tudo é informado.
Não pode ali haver ruptura de informação.
A informação é o quê?
É o Amor, é a vibração, é o Espírito, que é o mesmo, do Alfa ao Ômega.
E isso é a espiral, não é o círculo.

Questão: no Cubo de Metatron, os quatro Pilares são os Hayoth Ha Kodesh?

Não completamente.
É uma translação.
Se vocês se recordam bem, os quatro Pilares são um desenvolvimento entre AL e OD, HIC e NUNC.
A base quadrada do Cubo insere-se entre os Pontos CLAREZA / PRECISÃO e UNIDADE / PROFUNDIDADE.
Após, tudo isso, com os outros Eixos, vai pôr-se a ressoar com o que foi chamado (não é meu domínio), eu creio, as Cruzes Crísticas Anteriores e Posteriores, que permitem, efetivamente (então, aí, com coisas que eu não posso descrever, mesmo se as vejo), o desenvolvimento da Lemniscata Sagrada e o desenvolvimento das arestas do Cubo, que correspondem aos Eixos.
Mas não vale a pena entrar numa algaravia matemática, não é?
O importante é vivê-lo e Vibrar.

Portanto, assim que isso Vibra e vocês sentem os Eixos, vocês podem dizer-se que tudo vai bem, mesmo se nada compreendem.
Eu diria que é melhor mesmo.

Questão: como uma emoção forte pode coabitar com a Vibração?

Se há a Vibração e, naquele momento, há uma emoção, isso quer dizer, simplesmente, que o medo está presente e que há um conflito entre um aspecto e outro aspecto, simplesmente.
Porque, quando a Vibração é instalada, não pode haver emoção.
Pode haver emoção apenas quando há um medo dessa instalação, quer dizer que o ego recusa soltar completamente, caso contrário, não haveria emoção.
É muito simples, uma vez que a Vibração não é emoção.
Se há uma emoção é que há uma reação à Vibração e quem é que reage à Vibração?
É o ego, o medo.

Imagine que você seja um macaco e que esse macaco quer comer os amendoins que estão no frasco e que você agarrou, com a mão, os amendoins, e você virá dizer-me: «como se faz, para que eu possa comer os amendoins»?
Eu diria: «solte os amendoins».
E, naquele momento, a mão sairia do frasco e os amendoins, também, e, após, você poderia comê-los.
Isso quer dizer que, nos instantes iniciais em que a Luz pode preenchê-los (com, como dizer... com estardalhaço), vocês podem estar confusos, estar numa crise de emoção aguda (por exemplo, de medo da morte, de choros, de exacerbação), mas não é algo que pode durar.
É o primeiro reencontro.
Se isso dura, é que há resistência, é claro.
Resistência e, portanto, medo, e, portanto, não Abandono à Luz.

Então, isso pode ser não importa qual medo: o medo de morrer, o medo do desconhecido etc.etc.
Mas é o mesmo processo.

Pode-se dar outro exemplo: imagine que você está suspenso num ramo acima do vazio e que, abaixo de você, 300 metros, está o Espírito que lhe sopra: «solte, você nada arrisca».
E você responde: «meu olho!».
Mas isso não pode durar muito tempo, hein?

É, aliás, paradoxal, porque se diz a vocês: «é preciso soltar».
Ora, quando se solta, o que diz o ego?: «eu vou cair».
Mas não! É preciso soltar para Ascensionar.
Vejam vocês a diferença de visão.
Solta-se e sobe-se, diretamente.
É isso o Espírito.

Eu disse: «meu olho» porque alguém que se segura com as duas mãos, para fazer «meu olho», é obrigado a soltar.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Então, caros amigos, vou desejar-lhes uma muito, muito boa noite, porque vocês viverão energias fantásticas.

Vocês se aproximam, aí, de um ápice energético.
Isso foi anunciado por METATRON, a partir do dia seguinte de sua intervenção, e essa semana os vê ir para um pico de atividade Vibratória.

Então, soltem, efetivamente, os ramos e soltem, efetivamente, os amendoins.

Eu lhes digo: bom vôo por esta noite e até breve.

Fiquem bem.
_______________________

Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Um comentário:

  1. Destacarei aqui, apenas um dos tantos valiosos trechos desta MSG, mas que será suficiente para dá ideia da importância e do inusitado destes tempos em que vivemos. Para mim, nada mais relevante do que esta perspectiva de transcendência do velho jeito de viver da sociedade terrena, tão sofrido e ficando complicado ainda mais. Por isso, a citação deste texto da MSG, que, dentre outros, subentende nitidamente tal providencial mudança: "As circunstâncias atuais são diferentes, porque há seres, hoje, que se encarnam, que tomam um corpo, porque eles sabem que não vão permanecer longo tempo na prisão. Caso contrário, eles jamais teriam vindo dar uma volta nesse Sistema Solar".

    ResponderExcluir