Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

30 de set de 2012

O.M. AÏVANHOV – 30 de setembro de 2012


Mensagem publicada em 1 de outubro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.



Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui


(GRAVAÇÃO REALIZADA A PARTIR DO TEXTO ORIGINAL FRANCÊS, SUJEITA, PORTANTO, A CORREÇÕES QUANDO DA TRANSCRIÇÃO).


Áudio da Mensagem em Francês

Link para download: clique aqui

Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.
Eu lhes transmito todas as minhas bênçãos.

Então, façamos como de nosso hábito: eu os escuto com grande prazer.

Questão: poderia redefinir o que é o Antakarana individual e o Antakarana coletivo e dar elementos sobre o papel deles nos tempos a vir?

Mas o Antakarana individual, isso foi desenvolvido em muito numerosas reprises (já pelos textos antigos): é a corda celeste, é uma espécie de Canal de Luz, que é representada, por exemplo, nos chifres da Deusa Hathor.
É o que põe em contato, em ressonância, em realiança na capacidade de comunicação com as outras dimensões.
Na mecânica, se eu posso chamar isso assim, individual, vocês têm todos os elementos que foram desenvolvidos durante esses anos, que participam, à maneira deles, do estabelecimento desse Veículo Ascensional na carne.

Agora, o Antakarana coletivo: vocês sabem que, para além da ilusão de sua pessoa, que tudo é Um: vocês são Um, nós somos Um, com vocês.
Portanto, quando vocês são várias centenas, vários milhares, vários milhões a terem despertado seu Antakarana individual, o que é que se produz?
Cria-se de algum modo um Antakarana coletivo.
Esse Antakarana coletivo é uma ressonância de Vibrações, é uma ressonância que (como dizer...) é contagiosa.
Do mesmo modo que vocês foram contagiosos, Ancorando a Luz, uma vez que, progressivamente e à medida dos anos, vocês foram cada vez mais numerosos.

Do mesmo modo, os Irmãos e as irmãs que são portadores desse Canal Mariano, põem à disposição, nos planos multidimensionais, esse Canal, que se torna, portanto, um Antakarana coletivo para a Terra.
E é através dessa retransmissão, que é o Antakarana coletivo da Terra, que todo Irmão e toda Irmã, neste planeta, ouvirá MARIA no momento vindo.

Questão: quando um elemento está em desequilíbrio em nós, é preferível, na natureza, aproximar-se ou afastar-se dele?

Então, nem um nem o outro, porque lembrem-se do que disse SERETI (ndr: sua intervenção de 30 de setembro de 2012) e o que eu já havia dito: o lugar onde vocês estão situados, o local onde vocês estão situados (no país, na família, no trabalho, nos diferentes setores de sua vida) é, muito exatamente, o bom lugar para viver o que vocês têm a viver.

O que há a viver, aqui nesse mundo, aí onde vocês estão, ainda um pouco, não é a mesma coisa para um Irmão que viveria na Ásia, para um Irmão que viveria na América Latina e para um Irmão que vive na França.
É claro, o final (entre aspas) de tudo isso é a mesma coisa.
Mas os modos de ali aceder são diferentes, porque o teor dos elementos não é o mesmo, conforme os países, conforme as cidades, conforme os lugares.

Portanto, é sempre, e como sempre, a Inteligência da Luz: não é uma decisão mental.
Você não vai dizer: disseram-lhe que é tal elemento que está deficiente, portanto, é preciso que eu encontre tal elemento.
Ou: é tal elemento que está em excesso, portanto, é preciso que eu encontre o elemento que vai completar, de algum modo.
Porque suas decisões mentais (mesmo se vocês tenham a percepção dos diferentes Triângulos Elementares que se manifestam, nesse momento, ao nível da cabeça), vocês vão constatar, muito rapidamente, que há uma espécie de Alquimia que vai fazer-se, e essa Alquimia vai pôr em ressonância Triângulos Elementares diferentes, alguns dias.

Portanto, não se pode definir, para você, com não importa quem, o que é o melhor.
É o melhor hoje, talvez que, amanhã isso será diferente, em função da metabolização desses Elementos, que os restituem à sua integridade (à sua totalidade, se você quiser).
Portanto é preciso observar, mas é sempre, aí também (mesmo para os próprios Cavaleiros), a Inteligência da Luz e suas diferentes partes que vai colocá-lo, muito exatamente, onde você deve estar.

Quer dizer que, por exemplo, se você deve estar ao lado de uma árvore que deve cair sobre você para matá-lo, você estará, muito exatamente, no bom lugar para renascer.
Então, você poderia ter a informação de, sobretudo, não encontrar-se sob as árvores naquele dia: não se inquiete, as árvores encontrarão outra coisa.
Ninguém pode evitar seu destino de Liberação e de Liberado Vivo.

Um terá necessidade do elemento Água: ele vai tomar um tsunami na cara.
Para o outro, será simplesmente estar em sua banheira e desaparecer em sua banheira.
Portanto, querer fugir ou preservar algo da ilusão, nada quer dizer.

Lembrem-se do que disse o CRISTO: “aqueles que quiserem salvar a vida, perdê-la-ão”.
Portanto como disse UM AMIGO: fiquem Tranquilos e esqueçam-se do que lhes diz sua cabeça (ndr: ver notadamente sobre esse tema a intervenção de UM AMIGO, de 02 de julho de 2012).

Nada há a preservar: o que você quiser preservar, desaparecerá.
Portanto, siga o que diz em você a Vibração do Elemento.
E não dizer-se, por exemplo: eu sinto a Água, portanto, o que é que isso quer dizer, se eu sinto o Elemento Água?
Isso quer dizer que para mim é benéfico pôr-me na borda da água?
Se você quer estar nos primeiros lugares, sim, você estará na borda da água para ver a onda chegar.

Agora, se seu Elemento é Fogo, o raio encontrá-lo-á, onde quer que você esteja, mesmo em sua cama.
Portanto, não se inquiete com nada.
O que eu disse, por exemplo, há anos, para preparar algumas coisas (como havia dito SERETI), era válido naquela época porque, naquele momento, e antes das Núpcias celestes, nós não sabíamos (como dizer), a articulação do que devia advir, como isso ia acontecer.
Mas, agora, resta tão pouco tempo, que a única preparação, é a de ficar Tranquilos.

Portanto, querer subir no alto de uma montanha, porque você ouviu que o nível do mar ia subir 300 metros, isso para nada serve.
Aquele que agiria assim nada compreendeu do que é a Ascensão: é o melhor modo de perder sua Ascensão, como de querer escapar do que é previsto para cada um.

Portanto, como lhes disse UM AMIGO: fiquem Tranquilos.
A melhor coisa a fazer é deixar fazer o que se desenrola em vocês.
Eu esclareço: o que quer que se desenrole em vocês.

Imagine, por exemplo, que você sinta a cabeça, o Triângulo da Água, há quinze dias, que é muito, muito potente.
Mas em seu mental você vai dizer-se: “portanto, tenho necessidade de água”.
Ou então: “eu devo fugir da água”.
O que é que é Verdade?
O que é que coloca essa questão?
O que tem necessidade de ser preservado?

Nenhum efêmero pode ser preservado.
Portanto, as circunstâncias na qual vocês se encontram agora é, muito exatamente, aquela que lhes é necessária.

Eu já havia dito em relação à mudança de vida, desde o inicio deste ano, que para nada servia querer mudar de região, de profissão, de marido, de mulher, disso, daquilo.
Hoje é tanto mais verdadeiro: fiquem Tranquilos, cada vez mais.

Observem em vocês o que se produz: se há um apelo para ir nas florestas, se há um apelo para ir ao Sol, se há um apelo para ir na borda da água ou na água, isso se fará naturalmente.
Vocês não têm que decidir; porque quando vocês sentem um Elemento Água que é muito forte, será que isso quer dizer que, para vocês, o momento chegou de desaparecer na água?
De desaparecer no Fogo, com o planeta grelha?
Ou de outros modos?

O melhor modo de perceber o que é preciso é ficar Tranquilo.
Porque o que é preciso, acontece no Interior.
E desenrola-se, sempre, como foi confirmado por SERETI, pela Inteligência da Luz, pela Inteligência do Manto Azul da Graça, pela Inteligência da Onda de Vida: é tudo isso que decide.

E você, se você põe seu mental para tomar esses elementos, e dizer-lhe: “bem, aí está, vou fazer camping na beira da praia”, quem lhe diz que é a Verdade?

E é assim, se vocês querem, a Ação dos Elementos: ela vai tornar-se cada vez mais (como dizer...), sinérgica, ou seja, ela vai produzir-se com vários Cavaleiros ao mesmo tempo.
Há lugares, por exemplo, sobre a Terra, que vivem, nesse momento mesmo, a Água e ao mesmo tempo, o vulcanismo, e ao mesmo tempo, os tremores de Terra.
Portanto, vocês veem: o lugar em que vocês estão é perfeitamente adaptado ao que vocês têm a viver.

E cada país é portador de um Elemento mais importante, é claro, que é função de suas tradições, de sua história: vocês se banham nessa energia.
E a Onda de Vida que atravessou o manto da Terra, o Sol que chega até vocês agora, eles lhes dão o quê?
Eles lhes dão a sentir a Ação desses Elementos em vocês.

O mais importante o que quer que vocês façam, a cada dia é terem-se Tranquilos.
Ou seja: ou estabelecer-se no Absoluto (se vocês são Absoluto) ou pôr-se na posição do observador, ou seja, menos gesticular.
Fazer, é claro, o que a vida pede-lhes, mas virá um momento no qual vocês serão obrigados a escolher, aí também: o que é que vocês vão fazer naquele momento?

Portanto, o importante em relação aos Elementos é, muito exatamente, o espaço em que vocês estão, em seu lugar de vida, com suas relações, com seus Irmãos e suas Irmãs, com a família, sozinho: é diferente para cada um.

Portanto, o que isso quer dizer?
Isso quer dizer que vocês vão refletir e pesar o pró e o contra?
Não.
Deixem os Elementos trabalhar.
Onde quer que vocês estejam, eles os encontrarão.
Não tenham qualquer temor nisso.

Questão: qual é o Elemento que corresponde à França?

A França é marcada pela Terra e o Fogo.
Há um Elemento dominante e um Elemento de apoio.
Vamos tomar outro exemplo porque é exatamente o inverso, é o Brasil: marcado pelo Fogo, e a Terra no apoio.
Isso dá, vocês veem, características de povos profundamente diferentes.
Isso não quer dizer que todas as pessoas que estão no Brasil tenham a mesma tipologia: há Fogo, há Terra, há Água.
Portanto, é a Alquimia entre suas proporções relativas de sua constituição Elementar, que interage com a proporção relativa dos Elementos em tal país.

Vocês sabem muito bem que quando viajam, há países que vocês gostam, sem saber por que, e países nos quais não se sentem bem.
A diferença maior é que agora os Elementos não são mais (como dizer), limitados ou freados: eles se revelam inteiramente em vocês e sobre a Terra.

Vamos tomar outro exemplo que é marcado, desta vez, ao mesmo tempo pelo Fogo e a Água no apoio: são as Ilhas do Pacífico, onde há o Cinturão de Fogo do Pacífico.
As consequências, é claro, não são as mesmas conforme os países, mas em um mesmo país, lembrem-se, de um mesmo lugar: “um será tomado e o outro será deixado”.

Não é uma seleção natural nem uma seleção de mérito.
São, simplesmente, ressonâncias Vibratórias que criam Canais.
Vocês sabem, havia-se falado.
Vocês se lembram, talvez, dos Quatro Pontos Cardeais da cabeça: os Quatro Pilares.
Esses Quatro Pilares que foram reproduzidos com denominações diferentes ao nível do Coração, são os trilhos que guiam a Merkabah, para encarnar-se inteiramente.
Há quatro deles, como há quatro Elementos.

Agora, a influência de seu país está presente no lugar em que vocês estão, mas isso não quer dizer que todas as pessoas que estão naquele lugar, tenham o mesmo destino, a mesma finalidade, a mesma vivência, a manifestar.
Eu dei isso como ilustração.

Então, é claro, há a Onda de Vida, o Canal Mariano, o Manto Azul, mas agora, na estrutura corporal propriamente dita, observem, a cada dia, dois minutos, qual é o Triângulo Elementar que trabalha em vocês? 
Qual é a zona dos Quatro Pilares do Coração que trabalha?
Ou é o Coração, ou é a Humildade, ou é Simplicidade, ou é KI-RIS-TI (ndr: ver os esquemas abaixo).
Observem as zonas que são as mais ativas, porque elas vão tornar-se cada vez mais ativas.
E vocês sabem, instantaneamente, o Elemento naquele determinado momento que trabalha em vocês.
Alguns dias é a Terra, outros será o Fogo.

Quando vocês tiverem percorrido, ao nível da percepção, os Quatro Triângulos Elementares, a Merkabah poderá traçar seu caminho no Interior de vocês, para aterrissar no Coração, o que dá muitos sinais.

Questão: SERETI falou-nos da importância de nossas Linhagens Estelares, enquanto BIDI levou-nos a refutar tudo o que é forma.

Conhecer as Linhagens não contradiz o fato de ser sem forma.
Se as Linhagens revelam-se a você, você apenas tem que, simplesmente, aceitar a informação Vibratória.
É tudo.

Pensa-se que a ação conjunta dos Elementos, dos Quatro Elementos, mais o Quinto Elemento (ou seja, o Éter), seja necessária para dar, de algum modo, os guias da Merkabah, ao nível dos Pilares.
São pontos de apoio.

Jamais foi pedido para identificar-se às suas Linhagens, não?
Ele disse que era preciso?
Isso me surpreenderia muito.
Portanto, não há qualquer contradição.

Depois desse gênero de questão, eu creio que vocês têm, de qualquer forma, de uma maneira geral, talvez, dificuldade para compreender que a refutação não é ocultar.
A refutação é, justamente, ver o que é verdade do que é falso.
Portanto, ver suas Linhagens não contraindica, absolutamente, ser o Último, o Absoluto, a Infinita Presença.
Ao contrário: é isso que o estabelece.

Portanto, nesse sentido, prestem atenção.
Mesmo BIDI repetiu várias vezes: não é porque se diz que é preciso refutar esse corpo efêmero, que vocês devam, como ele disse, rejeitá-lo ou renegá-lo.
É aparentemente tão simples que vocês não conseguem.

Saiam do ponto de vista, de seu ponto de vista.
Saiam de sua pequena pessoa desconfortável, confinada.
Aí está o que acontece, é isso: a Liberação e a Transição.
É fazê-lo sair, definitivamente, do que os põe como fundamento a vida que é baseada no efêmero.

Essa pessoa que você é, é efêmera.
A pessoa que eu fui, em minha última vida ou em outras vidas, era efêmera.
E eu sou uma forma temporária que permitiu estabilizar certo estado, como as estrelas, como suas Linhagens.
Enquanto tudo não é restituído, enquanto você não viu tudo, como você quer saber?
Senão, você vai servir-se de seu mental, você vai elucubrar, você vai construir hipóteses, construir cenários.

A revelação das Linhagens não é a atribuição de uma forma.
É ver as coisas simplesmente, tais como elas são, porque quando elas são vistas com o Coração, quando são vistas Vibratoriamente, isso tem um efeito, é claro, ao nível das estruturas ilusórias, mas também permite aproximar-se da Eternidade.

Parece-me, aliás, que SERETI falou de uma palavra: ele falou da memória Galáctica, que nada tem a ver com a memória humana.
As Linhagens fazem parte dessa memória.

Agora, conhecer suas Linhagens, conhecer sua Origem Estelar, não quer dizer que você vai estabelecer-se em uma forma fixa, ad vitam aeternam.
É exatamente todo o inverso.

Lembrem-se, enquanto vocês veem tudo de seu ponto de vista, vocês não mudaram de ponto de vista.
É, no entanto, extremamente simples.

O ponto de vista dos Hayoth Há Kodesh, o ponto de vista de um Ancião de Fogo, não é o ponto de vista de um Ancião do Ar.
Será que isso quer dizer, contudo, que porque eu sou de tal origem estelar sou atribuído a uma forma?
Não.
Eu me beneficio de influxos (Vibratórios, informativos, memoriais) que entram na composição de formas múltiplas que eu tenho, como vocês.

Não puxem tudo ao ponto de vista da pessoa.
Saiam de tudo isso.
Não sejam redutores no raciocínio.
Mesmo se lhes seja dado a ver algumas de suas Linhagens, não é por isso que vocês são confinados em uma nova forma.
É uma informação memorial, Vibratória, que é ligada, justamente, à Liberdade.
É isso que vocês esqueceram nesse mundo, que nós todos esquecemos, quando aí estamos.

Questão: qual é o papel da Lemniscata vertical (com os Cinco Novos Corpos), e da Lemniscata horizontal (ligada aos Pontos Espírito, Alma e KI-RIS-TI), das costas?

Primeiro, há várias Lemniscatas.
Assim que há Reversão, há uma Lemniscata.
A Lemniscata é representada nas imagens hindus: há uma Lemniscata na linha do nariz.
Há uma Lemniscata que une (como dizer), a Alma ao Espírito: ela é horizontal, se se quer dizer.
Mas aí está.
Há delas em todos os níveis, Lemniscatas.

Assim que há Reversão, há uma energia em forma de Lemniscata.
A Lemniscata, ao nível do corpo humano seria, se preferem, o que se poderia chamar um buraco quente (na linguagem da astrofísica): o que se chama um lugar de Passagem Interdimensional.
Aí está.

Portanto, se eu não sei de qual Lemniscata, dita horizontal você fala, eu não posso dizer mais sobre isso.
Elas são ligadas na mesma linha, e uma linha de cruzamento que está situada no 9º Corpo, que é chamado ER.

A Lemniscata Sagrada passa de OD a ER, lá em cima.
E a Lemniscata que você chama horizontal, desenha uma Cruz.
Mas você está cheio delas, na cabeça.

Como sempre foi dito, ou por UM AMIGO ou por outros, nós demos os elementos Vibrais os mais importantes.
Mas, do mesmo modo que há os que estudam a medicina e o corpo, a anatomia do corpo, durante anos, poder-se-ia, também, estudar a anatomia Vibral durante anos.
Mas isso não faria avançar, porque não é preciso transformar isso em conhecimento intelectual.
É um conhecimento que se vive.

Assim como alguns circuitos que foram evocados, não há muito tempo, por UM AMIGO, que religavam, justamente, numerosos pontos do peito com KI-RIS-TI, nas costas.
Mas todos os circuitos que unem esses pontos têm uma função precisa.
Não se vai desenvolver tudo isso, de qualquer forma.
O importante não é saber quais são as peças que estão na caldeira: é fazê-la girar, não é?
E o combustível é o Amor, não há outro.

Portanto, poder-se-ia desenvolver-lhes durante meses e meses, ainda, tudo o que vai produzir-se.
Aí, não há mais tempo, mas ter-se-ia podido desenvolver isso já há muito tempo.

Por que é que nós simplesmente demos as Estrelas, as Portas, alguns circuitos, em momentos, ao invés de outros?
Porque eles se inscreviam na polarização da Atenção, da Intenção, dos Ancoradores e dos Semeadores de Luz, em um processo focal.
O importante não será, jamais, o significado ou a compreensão, mas cada vez mais, a vivência.
É o mental que quer sempre apreender-se de tudo isso.

Será que conhecer a anatomia de um corpo humano basta para fazer viver o corpo humano?
Certamente não.

Será que o conhecimento de todas as Lemniscatas, de todas as Estrelas, de todas as Portas é suficiente para vivê-las?
Certamente não.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Eu lhes transmito todo meu Amor, todas as minhas bênçãos.
Todo meu Amor está com vocês.
Até breve.

_______________________________________________________________
NDR 1: Triângulos elementares

  

  



NDR 2:
    

NDR 3: Nono Corpo – no eixo do esterno, em sua parte superior, acima do chacra do Coração, sobre o nó esternal, chamado ângulo de Louis.


NDR 4: Lemniscata sagrada OD - ER
·         OD do peito: na ponta do esterno.
·         ER da cabeça: na fonte do topo da cabeça, no cruzamento da linha que passa pela ponta das duas orelhas e a linha que passa pelo nariz e o occipital.

_______________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.



2 comentários:

  1. Alguns fundamentos enfatizados pela MSG: "1 - Aceitar a condução irrestrita da Inteligência da Luz, para tudo que deverá ser vivido, inclusive no que tange ao próprio lugar e situação onde se deve estar, doravante. 2 - Não mais buscar salvar o que quer que seja de efêmero, pois que isto apenas representará dificuldades neste processo de Ascensão, que agora se instala em definitivo, sem qualquer risco de outra alternativa. 3 - Lembrar, mais do que nunca, que o mental mente, e sempre impedirá o Verdadeiro Viver".

    ResponderExcluir
  2. "Siga, o que sinta, em você". "Fiquem tranquilos". 'Fazer o que a Vida pede". "Nenhum efêmero, poderá ser preservado". "Memória Galática".

    Mais uma carinhosa Mensagem. É como pegasse em nossa mão, e desse uma volta, pelo Planeta, mostrando-nos, a "Sagrada Ação, dos Elementos". Cita o Brasil.
    Noemia

    ResponderExcluir