Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

16 de out de 2012

UM AMIGO – 16 de outubro de 2012

Mensagem publicada em 18 de outubro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.

Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui



Eu sou UM AMIGO.
De meu Coração ao seu Coração, a Paz.

Antes que eu me exprima em palavras, instalemo-nos, juntos, na Unidade da Consciência e da Paz.

O que eu tenho a exprimir entre vocês tem em conta os últimos elementos comunicados, há algumas semanas, por SERETI (ndr: sua intervenção de 30 de setembro de 2012, na rubrica «mensagens a ler»).
Eles concernem, portanto, às modificações do Céu e da Terra, tais como ele as havia anunciado para a terceira ou quarta semana de seu mês de outubro.
Elas se apresentam a vocês; é, portanto, tempo de ver e de olhar o que é levado a produzir-se em vocês, além de processos Vibratórios, mas que concernem, se posso dizer, mais precisamente, aos vai-e-vens da Consciência, entre Existência e Consciência da personalidade e, para alguns de vocês, confinando na Última Presença ou Infinita Presença, que eu nomearia, hoje: Última Unidade.

As modificações importantes, não mais, unicamente, de Partículas Adamantinas que foram aglutinadas em suas estruturas densas como sutis, mas, bem mais, a intervenção de Irradiações específicas que provêm, ao mesmo tempo, do que é nomeado Hercobulus e da aproximação da Terra e do Sol, do Centro Galáctico, vão conduzi-los não mais a observar suas sombras (que, para a maior parte de vocês, não podem mais ser nem escondidas nem mesmo presentes), mas, bem mais, o que arrisca produzir-se, em vocês (se já não é o caso), concernente às oscilações entre resistências e o que pode manifestar-se, como Infinita Presença ou Última Unidade (preliminar ao que foi nomeada Translação Dimensional).

O trabalho do Supramental, o trabalho da Onda de Vida, o trabalho do Manto Azul da Graça (em resumo, da Inteligência da Luz, sob todas as suas formas possíveis e aceitáveis, em sua Dimensão) foram realizados.
Isso os levou a viver certo número de processos, ou de desapego, ou de ponto de vista que se modifica sob a própria influência do que foi percebido pela Consciência e que os conduz, de algum modo, a distanciar-se e, portanto, de algum modo, a deslocalizar-se ao nível da consciência.

Os diferentes mecanismos vividos e as condições da Liberação da Terra, assim como do ambiente Celeste desse Sistema Solar, vão conduzi-los a efetuar passagens – que eu qualificaria de cada vez mais abruptas – entre a consciência comum e a Existência e, para alguns, a Unidade Final ou a Última Unidade, que os aproxima, se posso exprimi-lo, do Absoluto.
Isso assinala, de maneira incontestável, através dessas diferentes manifestações, a instalação definitiva da Luz, o Retorno à Unidade, o Retorno da FONTE, o Retorno da Fusão Dimensional, que põe fim à exclusão, à separação e à ignorância.

Assim, portanto, ser-lhes-á possível observar sentimentos de Passagens, reais, de um estado a outro, extremamente bruscas, que não traduzem o reaparecimento de sombras, mas, efetivamente, que fazem apenas pôr em evidência as últimas formas de resistências da personalidade, em face do estabelecimento definitivo da FONTE, da Luz, do Amor e do Absoluto.
Isso se traduzirá pela percepção clara dessas resistências, que se traduz, de maneira quase instantânea, por um sentimento de desconforto ao nível do corpo ou, diretamente, da consciência.

Essas resistências que se manifestam não são destinadas a provocar, de sua parte, uma forma de reação ou de luta qualquer, mas, simplesmente (como para as sombras), para serem vistas e para serem, como diria BIDI, refutadas.

Vocês não são qualquer de suas emoções.
Vocês não são qualquer de seus pensamentos.
Vocês não são qualquer corpo.
Vocês são a Eternidade, a Unidade, a Existência e o Absoluto.

Esses sentimentos de Passagem ou de Basculamento, de um estado a outro, vão aparecer-lhes como cada vez mais evidentes, quando eles se produzirem.
É claro, cada um de vocês viverá isso em função de seu próprio estado de avanço da Luz, de seu próprio estado de penetração de espaços Multidimensionais, tanto na Consciência como na Não Consciência.

Os diferentes Reencontros, vividos e anunciados, durante suas noites, assim como as Comunhões estabelecidas em seu Canal Mariano, assim como a revelação que eu lhes havia explicado, concernente ao Coração Ascensional e os diferentes trajetos Vibratórios do peito serão cada vez mais efetivos e cada vez mais evidentes, seja ao nível de percepções, mas, também, ao nível de resistências que podem manifestar-se, naqueles momentos.
Isso não é para conceber como uma sombra a tratar, mas, bem mais, como os mecanismos íntimos, mesmo, da consciência, em seus diferentes componentes: separados ou Unificados.

Dessa observação, real, e dessas manifestações, reais e tangíveis, que sobrevêm, em vocês, correspondem, é claro, do mesmo modo, às manifestações tangíveis que sobrevêm na superfície desta Terra, nas profundezas da Terra, como no mais alto dos Céus.
Isso vai permitir-lhes, literalmente, reajustar-se ao mais próximo do que vocês São e permitir, de algum modo, a abolição de resistências presentes, pela própria manifestação delas.

Eu insisto no fato de que essas resistências, quaisquer que sejam as formas de manifestação delas, quer elas os remetam a esquemas antigos e obsoletos, quer remetam-nos a coisas desconhecidas de seu funcionamento usual e habitual, bastará, simplesmente, olhá-las passar, o que corresponde ao que eu lhes dava, há alguns meses, que consiste em «ficar tranquilo», quaisquer que sejam as manifestações, por vezes, imprevistas, que sobrevêm em sua consciência ou em seu corpo.

Assim é para algumas formas de nevralgia, que podem aparecer em pontos chave de absorção da energia, que correspondem às mãos, aos pés, aos joelhos e aos cotovelos, assim como nos ombros e nos quadris.
A ativação das Últimas Portas – que lhes foram explicadas há mais de um ano e meio – pode criar sensações dolorosas, de tipo nevrálgico (ou seja, sutis, brutais), que desaparecem e reaparecem de maneira extremamente fugaz e rápida.
Isso não deve nem alarmá-los nem fazê-los considerar uma reação qualquer, mas, bem mais, traduzem, em vocês, a sobreposição, de algum modo, de Planos Multidimensionais e de seu Plano Dimensional encarnado.

Isso já se traduziu, ao nível da Terra, e por seus diferentes Reencontros, ao nível do Canal Mariano, ao nível de suas noites e, também, pela própria Onda de Vida.
A expressão dessas resistências não lhes concerne.
Ela concerne apenas a esse Último ajuste entre Corpo de Existência, estado Absoluto além de todo estado e Corpo de Personalidade, assim como as diferentes estruturas que ali estão (se se pode dizê-lo) submetidas, chamadas «Corpos Sutis».

O desaparecimento dos últimos Véus, tal como havia sido explicado por IRMÃO K (ndr: suas intervenções de 1 e 20 de julho e 20 de agosto de 2012, na rubrica «mensagens a ler»), há numerosas semanas, corresponde, completamente, à encarnação desse princípio, mesmo em sua consciência e nesse corpo físico.
Assim, portanto, essas resistências não são lutas, nem freios, nem mesmo oposições, mas, efetivamente, a manifestação desse ajuste Final à Luz, que permite à FONTE (no momento vindo, e após o Anúncio de MARIA) desencadear, em vocês, o que deve ser, para vocês, seu mecanismo Ascensional.

A prática dos diferentes Yogas, tais como eu os dei, deveria permitir-lhes – seja através da integração de Passagens, através de outros protocolos independentes do Yoga, que consistem em trabalhar no Coração Ascensional e sua revelação, assim como o fato de portar a Consciência em Alinhamento, tanto no Canal Mariano como na Onda de Vida, como vocês constatarão, à beira dos dias a vir – viver mecanismos Vibratórios cada vez mais intensos ou, então, paradoxalmente, que irão desaparecendo (ndr: ver a rubrica «protocolos a praticar»).

A acentuação dos processos de percepção Vibratória, como o desaparecimento deles, fará apenas traduzir a instalação da Última Unidade que precede, de algum modo, a instalação no Absoluto.

Assim, portanto, as flutuações Vibratórias (que lhes são conhecidas e habituais, para cada um de vocês) modificar-se-ão em proporções extremamente amplas, que vão ou ao sentido de um desaparecimento, ou ao sentido de uma amplificação.
A modulação da Vibração, em um sentido ou no outro, faz apenas traduzir o desaparecimento dessas últimas resistências que se efetuam, como sempre, pela Inteligência da Luz e, como lhes disse TERESA, ontem (ndr: sua intervenção de 15 de outubro de 2012, na rubrica «mensagens a ler»), a capacidade para manter-se na Humildade, na Simplicidade e, sobretudo, na aceitação de processos de Translação Dimensional.

Pode-se dizer, de algum modo que, de onde vocês estão, o mais importante é não opor-se; o mais importante é «ficar tranquilo».
O mais importante não será – nessas circunstâncias específicas a viver – realizar outra coisa que não «ficar tranquilo» ou, eventualmente, praticar um dos Yogas ou um dos protocolos cristalinos que lhes foram comunicados recentemente (ndr: ver a rubrica «protocolos a praticar»).

Se vocês respeitam esse princípio de observação constatarão, a um dado momento, que o próprio observador tem tendência a adormecer.
Naquele momento, convirá deixar fazer o que se faz, independentemente de sua vontade.

Previamente ao adormecimento – que alguns de vocês vivem quando de momentos que vocês nomeiam a ocultação da consciência, em seus momentos de Alinhamento ou outros – vai manifestar-se, também, durante esses momentos (e permitir-lhes-á dar-se conta de que, além de qualquer observador, vocês continuam aí), a descoberta do que, para alguns de vocês, está, ainda, escondido.
Isso permitirá – por essa própria descoberta e não por qualquer ação da pessoa – estabilizar-se e estabelecer-se, não mais, unicamente, à vontade, mas, em um prazo extremamente curto, em definitivo, nesse estado.

A Translação Dimensional estará, então, quase concluída para vocês.
Restará apenas que «ficar tranquilo» até o momento em que o coletivo da Terra, em sua Humanidade, realizar o mesmo processo, com ou sem resistência.

Assim, durante este período e em conformidade ao que lhes foi enunciado por MIGUEL, por MARIA (ndr: suas intervenções de 22 de setembro de 2012, na rubrica «mensagens a ler») e por SERETI (ndr: sua intervenção de 30 de setembro de 2012, na rubrica «mensagens a ler»), desenrola-se, muito exatamente, o que havia sido anunciado, no momento preciso em que esses três Intervenientes haviam anunciado.

Isso se traduz, para vocês, pelos Últimos tremores, os Últimos Despertares do Fogo, que eram ligados ao confinamento.
O Fogo do Éter, o fogo do ego traduzem-se pelo aparecimento dessas nevralgias ou dessas resistências fugazes que, eu repito, ainda uma vez, não são, de modo algum, processos de resistência, mas, bem ao contrário, processos de integração da Nova Consciência na Existência, como no Absoluto que vocês São.

Os mecanismos Vibratórios vão, também, parecer-lhes – pela amplificação ou diminuição deles – afastá-los de sua vida encarnada, de uma maneira ou de outra, propiciando, na consciência, um sentimento, por vezes, de irrealidade, um sentimento de não mais estar presente ao que vocês faziam cinco minutos antes.
Isso, em caso algum, traduz um desequilíbrio, mas, efetivamente, aí também, o ajuste à sua Consciência Nova, ao que vocês São, na Eternidade que, efetivamente, porá fim a todo Efêmero.

O processo de Translação será, portanto, vivido pela própria Consciência, além, mesmo, dos processos Vibratórios.
Haverá, de algum modo, um desacoplamento.

Nós sempre dissemos que a Consciência era Vibração, mas esse desacoplamento entre a Vibração e a Consciência permite, justamente, a um dado momento, realizar a própria Transição e reencontrar-se no que vocês São, em Verdade e em Eternidade, ou seja, Absoluto ou Última Unidade.

Há, portanto, neste período, efetivamente e cada vez mais, nada mais a realizar que não observar, a fim de que o que é observado desapareça, por si mesmo, a fim de que aquele que observa deixe o lugar para o que está por trás, ou à frente do observador, ou seja, o que vocês São, para além de toda ilusão, para além de toda pessoa, para além de toda localização e para além de toda interação entre seus Planos e nossos Planos.
Isso pode ser assimilado a um Reencontro.
Esse Reencontro não concerne mais à possibilidade, exclusivamente, de Comungar com Um de nós, com uma das Estrelas ou com um dos Arcanjos, mas, bem mais, de algum modo, uma colocação no face a face entre o Si e o Si, entre o Si e o ego.

Desse Reencontro, realizado em plena Consciência, dessa confrontação em plena Consciência resultará a capacidade de alquimia, assim como de dissolução do conjunto de elementos efêmeros que constituíam sua vida, até o presente.
Isso, que pode concernir, igualmente, aos envelopes sutis, até o próprio corpo físico.

Eu lhes havia comunicado – assim como outros Anciões – mecanismos preliminares que correspondem ao desaparecimento de percepção, mesmo, do corpo, em uma de suas partes ou no conjunto de suas partes (ndr: ver sua intervenção de 2 de outubro de 2012 e as intervenções de O.M. AÏVANHOV, de setembro de 2012, na rubrica «mensagens a ler»).
Isso se inscreve, de maneira cada vez mais flagrante, também, no que se abre, em alguns dias, ao nível da terceira e quarta semanas de seu mês de outubro.

Esses processos irão amplificando-se, em seu próprio ritmo individual.
Mas isso será claro e nítido para cada um de vocês que teve acesso aos estados Vibratórios, à elevação Vibratória da Consciência, à ativação de uma das Coroas, à ativação do Canal Mariano ou, ainda, da Onda de Vida.

Nesses momentos, se vocês estão conscientes de que para nada serve nem resistir, nem opor-se, nem engajar uma confrontação qualquer, vocês transladarão sua Consciência, cada vez mais facilmente, cada vez mais duradouramente, no que vocês São, em Verdade.

O aparecimento à sua visão etérea, como à visão Interior ou à Visão do Coração consolidá-los-á na Verdade do que vocês vivem e substituirá, muito naturalmente, o quadro do que vocês vivem em sua pessoa como uma ilusão total.
O que nós temos afirmado, o que temos demonstrado será vivido por vocês mesmos.
Vocês serão, disso, a perfeita demonstração de si mesmos.

Assim, portanto, o que podia representar, até o presente, elementos de dúvida em vocês – devido, mesmo, a essas oscilações – aparecerá claramente, através das resistências, como uma Liberação dessas ditas e próprias resistências.
A consciência viverá como cada vez mais livre de qualquer corpo e, mesmo, eu diria, de qualquer Existência.

A consciência antiga, ela mesma, devido ao desaparecimento das Vibrações – quer elas se produzam por sua desaceleração ou por sua amplificação – conduzirá ao mesmo processo no qual vocês constatarão, por si mesmos, que vocês estão presentes, para além de qualquer Presença, que vocês são além, mesmo, de qualquer Si.
É a persistência do que vocês São, a Realização do que vocês São (que confronta o que é efêmero, o que é forma, o que é mental) que permitirá estabilizá-los com uma certeza, cada vez maior, no que vocês São, na Eternidade.

Os momentos passados na Eternidade, após essas duas últimas semanas de outubro, permitirão a vocês, a partir do mês de novembro, instalar-se, à vontade, à saciedade, nos outros Mundos.
Não são vocês que se deslocam, nem nós que nos deslocamos, mas, efetiva e realmente, essa espécie de Última Reversão da Consciência para a a-Consciência, que lhes aportará a prova formal que vocês Eram, que vocês São e que vocês Serão, para além de toda pessoa, de toda identidade, de toda Comunhão, de toda Fusão, de toda Dissolução e de todo Reencontro com qualquer Duplo.

Esses mecanismos, extremamente intensos, concernentes à Consciência (mas, também, à Consciência da Terra), traduzir-se-ão, é claro e obviamente, por modificações Terrestres a nenhuma outra similares, assim como por modificações celestes, a nenhuma outra similares que correspondem, no que lhes concerne, ao desaparecimento de seus Véus, assim como ao nível do Sistema Solar, no que foi nomeado o desaparecimento das três camadas isolantes de predação, assim como o desaparecimento do que o Comandante (ndr: O.M. AÏVANHOV) e SERETI chamaram as Linhas de Predação.
Linhas de Predação da Terra, como Linhas de Predação pessoais, exercidas de vocês mesmos para vocês mesmos e não mais em relações interpessoais, sociais ou afetivas.

Essa colocação no face a face traduzir-se-á por um sentimento de contentamento, no momento em que vocês aceitarem, de maneira consciente, que vocês não são nem suas resistências, nem esse corpo, nem essa pessoa à qual vocês aderiram.
Isso é um mecanismo natural, ele não corresponde, de modo algum, a uma demissão do que quer que seja, mas, bem mais, ao que foi nomeada a instalação em sua Eternidade, que precederá, para muitos de vocês, a instalação da Terra na Eternidade dela.
Isso não os impedirá de prosseguir o que vocês têm a prosseguir, como Liberadores da Terra, Ancoradores de Luz ou Semeadores de Luz.
Essa Ancoragem de Luz e da Terra na Nova Dimensão realiza-se tanto no alto como embaixo, o que explica, de algum modo, porque – além do Supramental – a ação da Onda de Vida, assim como do Manto Azul da Graça realizaram esse mecanismo de junção em vocês.
Essa junção, essa confrontação, essa colocação em face de Si, face a face, Si a Si é, muito exatamente, o processo que visa fazer nascer a Borboleta.

O conjunto de manifestações da revelação do Coração Ascensional, igualmente o aparecimento do que são nomeadas as Vibrações do Duplo Etéreo nas costas e as asas etéreas, a manifestação de Presenças em seu Canal Mariano, a ativação de Coroas Radiantes, assim como do Kundalini e da Onda de Vida (se, para vocês, ela é permeável), traduzir-se-á por uma aceitação não do mental, mas do próprio fato de sua vivência, independentemente de toda pessoa, de todo papel, de todo corpo.
Realizando isso, essa Última Unidade ou Infinita Presença, levada ao seu termo, conduzi-los-á, no momento vindo, à certeza de acesso ao que vocês São, na Eternidade, devido, mesmo, ao que lhes parecerão oscilações, Basculamentos ou Passagens, cada vez mais rápidas, de um estado a outro.

Esse é o mecanismo perfeitamente natural que corresponde, para a maior parte de vocês, Despertos ou Liberados, às condições de sua própria Ascensão.
Assim, efetuando esse trabalho e indo ao fim desse trabalho, «ficando tranquilos», vocês constatarão que o Choque da Humanidade corresponde, muito exatamente, ao que vocês vivem, suavizado por sua capacidade para terem, já, sido transformados pela Luz Vibral, seja ao nível dos chacras, da Consciência ou da própria célula.

Assim, portanto, para vocês, esse Choque da Humanidade representará, de algum modo, apenas uma simples formalidade da própria Consciência.
Aqui se ilustrará a maior capacidade de ajuda que vocês poderão aportar, por sua Presença e sua Irradiação, ao conjunto de Irmãos e de Irmãs encarnados que estão um pouco menos avançados do que vocês no desenrolar desses processos finais.

Então, Irmãos e Irmãs, no tempo de nossa Comunhão, instalemo-nos ao mais próximo dessa Última Unidade, dessa Infinita Presença.

Aproximemo-nos do centro do Centro.
As condições Vibrais desta Terra na qual vocês estão permitem, agora, viver isso.

Eu sou UM AMIGO.
De Coração a Coração, de Centro a Centro.

... Partilhar da Doação da Graça...

Eu sou UM AMIGO.
De Coração a Coração, de meu Coração ao seu Coração, até breve.
_______________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.

3 comentários:

  1. Perfeito! Perfeito! Perfeito! Perfeito! Perfeito...

    O Fogo do Éter, o fogo do ego traduzem-se pelo aparecimento dessas nevralgias ou dessas resistências fugazes que, eu repito, ainda uma vez, não são, de modo algum, processos de resistência, mas, bem ao contrário, processos de integração da Nova Consciência na Existência, como no Absoluto que vocês São.

    Esse Reencontro não concerne mais à possibilidade, exclusivamente, de Comungar com Um de nós, com uma das Estrelas ou com um dos Arcanjos, mas, bem mais, de algum modo, uma colocação no face a face entre o Si e o Si, entre o Si e o ego.

    Desse Reencontro, realizado em plena Consciência, dessa confrontação em plena Consciência resultará a capacidade de alquimia, assim como de dissolução do conjunto de elementos efêmeros que constituíam sua vida, até o presente.

    O aparecimento à sua visão etérea, como à visão Interior ou à Visão do Coração consolidá-los-á na Verdade do que vocês vivem e substituirá, muito naturalmente, o quadro do que vocês vivem em sua pessoa como uma ilusão total.

    A consciência viverá como cada vez mais livre de qualquer corpo e, mesmo, eu diria, de qualquer Existência.

    ResponderExcluir
  2. Há alguns dias um dos Anciões falou a respeito de uma linha que desce no Canal Mariano, isso aconteceu comigo, essa linha desceu, atravessou o meu ombro esquerdo, saiu abaixo da axila, de vez em quando, sinto uma vibração nessa região. O processo de ascensão está correndo rápido, o fim do confinamento está próximo.

    ResponderExcluir
  3. "Os diferentes mecanismos vividos e as condições da Liberação da Terra, como desse Sistema Solar, vão conduzi-los a efetuar Passagens entre a consciência comum e a Existência e, para alguns, a Unidade Final ou a Última Unidade, que os aproxima, se posso exprimi-lo, do Absoluto.

    "Isso assinala, de maneira incontestável, através dessas diferentes manifestações, a instalação definitiva da Luz, o Retorno à Unidade, o Retorno da FONTE, o Retorno da Fusão Dimensional, que põe fim à exclusão, à separação e à ignorância.
    "Assim, durante este período e em conformidade ao que lhes foi enunciado por MIGUEL, por MARIA e por SERETI desenrola-se, muito exatamente, o que havia sido anunciado.

    "Os momentos passados na Eternidade, após essas duas últimas semanas de outubro, permitirão a vocês, a partir do mês de novembro, Instalar-se, à vontade, à saciedade, nos outros Mundos.
    "Não são vocês que se deslocam, nem nós que nos deslocamos, mas efetiva e realmente, essa espécie de Última Reversão da Consciência para a a-Consciência, que lhes aportará a prova formal que vocês Eram, que vocês São e que vocês Serão, para além de toda pessoa, de toda identidade, de toda Comunhão, de toda Fusão, de toda Dissolução e de todo Reencontro com qualquer Duplo.

    "A Translação Dimensional estará, então, quase concluída para vocês.
    "É a persistência do que vocês São, a Realização do que vocês São que permitirá Estabilizá-los com uma certeza, cada vez maior, no que vocês São, na Eternidade.
    "O que nós temos afirmado, o que temos demonstrado será vivido por vocês mesmos. Vocês serão, disso, a perfeita demonstração de si mesmos."

    ResponderExcluir