Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

27 de nov de 2010

ANAEL – 27 de novembro de 2010

Mensagem publicada em 30 de novembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.

Eu sou Anael, Arcanjo.

Bem amados Filhos da Luz e bem amadas Sementes de Estrelas, eu rendo Graça por sua Presença.

De minha Presença à sua Presença, em nós todos aqui presentes, que a Vibração do Fogo do Coração esteja em vocês.

Paz, Amor e Luz.

Eu venho a vocês para, se for necessário, responder às suas perguntas concernentes ao que vocês vivem Interiormente e espiritualmente.

Se existe em vocês, com relação à sua vivência e com relação ao que vocês vivem, certo número de esclarecimentos desejáveis e se me for possível trazê-los, então, eu o farei.

Eu nada tenho, quanto a mim, de específico para revelar-lhes hoje.

Bem amados, eu os escuto.

Questão: a que corresponde uma forma de teimosia entre o mental e a pessoa?

Bem amada, o mental é o apêndice da personalidade.
Ele é parte integrante e envolvida.

Assim, portanto, se o mental se manifesta e impede então de aceder à sua multidimensionalidade, é que a personalidade não está ainda crucificada nem abandonada à Luz.

Muitos de vocês vivem, nesse momento, esses períodos finais de «combate», mas que não é um, uma vez que se trata de um Abandono, onde a personalidade deve se apagar inteiramente diante da Luz.

O mental que interroga, o mental que se manifesta e que vem perturbar os estados Interiores, é apenas a personalidade que estritamente ainda não está abandonada à Inteligência da Luz.

Esse «combate» (que não é um) pode tomar, em alguns de vocês, uma acuidade importante.
É justamente esta acuidade importante que é uma forma de distanciamento de seu próprio mental, que realizará o Abandono à Luz.

Assim, portanto, não existe qualquer culpa a manifestar hoje, quando esse mental toma a dianteira da cena, porque vocês o veem, enquanto que antes vocês não o viam.

Há, portanto, uma tomada de Consciência e uma lucidez nova com relação a esse mental.

Assim, portanto, o modo pelo qual a questão é apresentada prova bem que não há identificação a esse mental, como era o caso ao nível da humanidade toda, inteira, há ainda alguns anos.

É, portanto, um trabalho de colocação na Luz previamente ao Abandono à Luz.

Questão: há uma analogia entre as doze Estrelas de Maria e os doze Elohim?

Bem amada, o universo é Número, o universo é Forma, o universo é Som.

Qualquer que seja o universo e quaisquer que sejam os multiuniversos, mesmo nesta dissociação, não pode haver derrogação a esta evidência.

Assim, portanto, os números predominam nas Criações, quaisquer que sejam.

Há uma ressonância, efetivamente, bem exata e real, entre o que foi chamado de 12 Estrelas de Maria, os 12 Apóstolos, as 12 vértebras dorsais, em sua estrutura chamada também a escada de Jacó.

Há uma ressonância e uma concordância totais, também, com relação ao conjunto do que está em uma base 12.
Os sistemas em carbono, dissociados, são construídos em uma base 7: 7 dias da semana, 7 cores do arco-íris.

Os mundos Unificados são baseados no 12, sub-múltiplos d 12 ou múltiplos de 12.

Questão: como iluminar nossos parentes com relação a todas essas mudanças?

Bem amada, jamais os que recusam inteiramente (e é liberdade deles) as mudanças, poderão aceitá-las.
Isso faz parte da separação, da decantação e da precipitação da humanidade.
Cada um Vibra em sua frequência.

Assim, as relações estabelecidas em algumas famílias vão, efetivamente, mostrar estados em que alguns seres se elevam, enquanto que outros se precipitam e se cristalizam.

O que vocês podem ali?
Absolutamente nada.

Vocês não podem conduzir nenhum outro ser humano para um lugar onde ele não queira ir.
Vocês não podem, portanto, salvar, se é que haja salvamento, aquele que não quer ser salvo.
Vocês não podem levar ninguém a não ser sua própria Consciência.
É isso que é preciso aceitar e integrar.

Alguns de seus pais, alguns de seus filhos não irão para o mesmo lugar que vocês.
Isso é assim.

Do mesmo modo que em uma família, quando um ser morre, será que os outros devem também morrer?
Do mesmo modo, numa família, quando um ser decide mudar de continente, será que os outros membros desta família devem mudar de continente?
Isso se chama a liberdade e o respeito da liberdade.

Não há qualquer destino que seja melhor do que outro, há somente destinos diferentes aonde cada um irá segundo sua própria Vibração.

Questão: como informar as pessoas que não estariam nesse caminho?

Bem amada, eu efetivamente disse que não havia nem a esclarecer, nem a comunicar.

Aqueles que estão fechados na certeza da lógica ilusória de suas vidas, quaisquer que sejam suas ocupações ou suas funções numa família ou numa profissão, o querer iluminá-los confrontará vocês à Dualidade.

Vocês não podem informar nem iluminar ninguém que não o queira.
Apenas através de sua própria Presença Unificada que pode haver, literalmente, uma forma de contaminação para a Luz, mas certamente não através de palavras e ainda menos através de algumas informações.

Nós não esconderemos que, mesmo no momento em que o conjunto das forças da Confederação Intergaláctica Unificada aparecer de maneira sincrônica em seus Céus, alguns recusarão ainda levantar os olhos para o Céu para nos ver.

O que podemos nós e o que podem vocês ali?
Alguns seres estão fechados em suas certezas, em seu mundo.

O que vocês querem fazer?
Seja um pai, seja um parente, a partir do instante em que vocês descem para explicar e informar a alguém que não está em sua Dimensão, vocês recaem inexoravelmente na Dualidade.

Vocês não podem forçar ninguém.

A partir do momento em que vocês queiram forçar, ainda que por uma vontade de informação, vocês chocarão a pessoa no que ela não vive.

Imaginem que vocês falem da Coroa Radiante do Coração a alguém que não sabe mesmo o que é uma Energia, a alguém que não quer ouvir falar disso, com qual direito você lhe imporia seu conhecimento ou sua vivência?

A liberdade é válida para uns como para os outros.

Questão: na 3D Unificada há um ciclo para se juntar ao corpo de Existência, e de qual duração? 

Bem amada, será eminentemente diferente do mundo em que vocês aterrarão.
Alguns seres farão ciclos extremamente curtos, outros farão ciclos um pouco mais longos, o tempo necessário para que vocês aliviem algumas estruturas, permitindo-lhes, de maneira lúcida e consciente, penetrar a Existência, não haverá, em outros termos, o mesmo ciclo para todo o mundo.

Questão: que fazer se alguém pede explicações sobre o que se vive atualmente? 

Bem amada, naquele momento, convém explicar e dar o que é solicitado.

Seja num plano puramente objetivo, sensível, concernente à evolução desta Dimensão, através dos eventos que ali ocorrem nesse momento mesmo, que são uma realidade no plano físico sobre a Terra, como no que é observável em seus Céus.

A informação, agora, eu diria, mais espiritual (em ressonância com os Casamentos Celestes ou qualquer outra técnica visando o que vocês vivem) é deixada à livre apreciação.

Obviamente, hoje, existe uma maior facilidade ligada à concordância do que existe no domínio dos fatos sensíveis e o que existe ao nível Vibratório.
É, portanto, mais fácil, para aqueles em questionamento, compreender a iminência que é vivida atualmente.

Essa palavra, vários seres humanos a percebem, mesmo se não são capazes de ali colocarem uma definição clara, mesmo se não são capazes de ali colocarem uma evolução clara, há uma forma de pressentimento que chega.

Aqueles, obviamente, são seres que poderão estar interessados pelo que chega, como outros se fecharão ainda mais ao que chega.

Lembrem-se de que, em definitivo, com relação ao que chega, existem apenas dois freios: o mental e o medo.

Questão: pressões nas pernas estão ligadas a uma perda de energia do sacrum?

Bem amado, geralmente, se isso ocorre nos espaços meditativos e nas duas pernas, corresponde a freios que são colocados para sua própria Ascensão, porque não é o momento.

Agora, se existem dores num membro, e preferencialmente num joelho ou num pé e não de maneira bilateral, isso poderia efetivamente corresponder ao que poderia ser chamada uma fuga de Kundalini para baixo.

Trata-se de pressão sentida à noite nas duas pernas.

Isso é, de certa forma, um obstáculo necessário e voluntário para não deixar esse plano agora.

Questão: qual é a nuance entre indiferença e desapego?

Bem amado, a diferença é extremamente importante.

A indiferença é uma não Intenção com relação ao ambiente Interior ou exterior.

O desapego é uma Intenção extremamente forte para seu ambiente Interior e exterior, traduzindo-se por uma inserção no que eu chamei Hic e Nunc, ou seja, o Aqui e Agora.

Pode-se estar desapegado e ser ativo, inteiramente, nesse mundo.
Seja com os parentes, em sua atividade profissional ou para si mesmo.

A indiferença é apenas um medo.

O desapego é algo em que há ação consciente no ambiente, desapegada de qualquer noção de ação / reação.

A indiferença seria, de algum modo, uma fuga.
O desapego é a lógica de sua transformação espiritual.
A indiferença não apresenta qualquer Intenção, o desapego mantém e reforça a Intenção que, eu o lembro, nada tem a ver com a vontade.

Questão: é dito que será feito segundo nossa fé e, de outro lado, que iremos para onde nos leva nossa Vibração. Como se articulam essas duas noções?

Bem amado, a fé pode ser uma Crença mental.
A fé é uma certeza e uma convicção Interiores para além da Crença mental.

A partir do momento em que a Consciência é Vibração, aí onde é colocada a fé da Consciência manifesta-se a Vibração.

Há, portanto, um mecanismo conjunto entre a fé e a Vibração.

Obviamente, a Crença em algo de exterior permanece uma Crença mental.
A fé, como dizia o Cristo e como o disse São Paulo no caminho de Damasco, nada tem a ver com o que as pessoas chamam de Crença.

A Crença é a adesão a algo que não foi vivido.
A fé responde, de maneira muito mais profunda, qualquer que seja esta fé (seja ela justa e Unificada ou seja ela dissociada) a uma Intenção, uma Atenção, uma Ética e uma Integridade, centram-se ou na Dualidade ou na Unidade.

A fé é, portanto, Vibratória.

A Crença é ausência de Vibração.

A fé é, portanto, diretamente ligada à Vibração e, portanto, à evolução, dado que é a Vibração que os conduz à sua evolução e ao seu destino.

Questão: por que o som si se acentua quando se está na relação com outra pessoa?

Bem amada, naquele momento, há atração e ressonância.
A pessoa com quem está lado a lado, naquele momento, está no mesmo estado Vibratório que você.
Isso vai se traduzir, efetivamente, por um aumento da Vibração e do zumbido, do mesmo modo que se produz quando vocês se comunicam e comungam com sua Merkabah interdimensional coletiva.

Um ser ligado à Merkabah Interdimensional coletiva vai, portanto, necessária e obrigatoriamente elevar, em você, o nível Vibratório.

É nisso que vocês se reconhecerão uns aos outros.

Questão: há algo a fazer naquele momento?

Nada além de viver a Vibração.

Eu os lembro também o que Cristo enunciou há muito tempo: "Quando vocês estiverem dois reunidos em meu nome, eu estarei entre vocês".

A concretização da Merkabah Interdimensional permitiu, há agora pouco mais de duas semanas, ao Cristo, penetrar o Éter da Terra.
Ele está doravante estabelecido.

Assim, vocês realizam a promessa: "quando vocês forem dois reunidos em meu nome, eu estarei entre vocês".

Questão: as 3 Estrelas de Maria encarnadas terão um papel específico para a Translação?

Bem amada, as Estrelas têm um papel, quando estão encarnadas, de manter a coesão da Luz.
Esse papel se realiza a partir de sua primeira respiração nesse mundo até seu último sopro.

Não há, portanto, necessidade, para essas Estrelas, de participarem, pessoalmente, da Ascensão da Terra.

Existe, sobre este planeta, o que eu chamaria uma equipe de solo, de seres chegando, e desde muito tempo, aliás, em função de uma origem estelar diferente para cada um deles, para estabelecer uma ponte de Luz e, portanto, para ter um papel específico.

Mas eu lembro que não há papel específico, definitivamente, porque vocês são todos iguais diante da Merkabah Interdimensional coletiva e o trabalho que vocês realizam cada noite às 19h [16h – horário de Brasília].
Este é o mais importante.

O papel e a função de alguns apenas se estabelecerá no momento vindo.
Esse momento está quase aí, mas ainda não chegou.

Então, não sigam ninguém, humano que, atualmente, quererá levá-los para algum lugar, qualquer que seja a maneira.

Vocês devem seguir a si mesmos, permanecerem ao mais próximo de seu eixo Vibratório, de sua Vibração.
É a melhor maneira que vocês têm de servir seu Ser e a humanidade toda, inteira.

Vocês estão nos tempos de algumas redescobertas, podendo se exprimir, efetivamente, pela Vibração.
Vocês estão nos tempos em que alguns seres mudaram de região, de lugar, de condição de vida.

Questão: é dito que se pode reconhecer pela Vibração. Qual é o objetivo? 

Nada mais além de manifestar a Presença do Cristo.
Não há necessidade de se colocar em casal.
Não há necessidade de se apertar nos braços.
Há somente que «Ser», ainda mais.

Alguns seres farão abaixar sua Vibração e seu zumbido.
Esses seres devem ser evitados.
Isso se tornará cada vez mais verdadeiro, porque certo número de percepções, por vezes agradáveis ou desagradáveis, os invadirá quando de seus reencontros interpessoais.

Questão: onde estão as Estrelas de Maria ainda encarnadas? 

Bem amado, qual importância isso reveste?

A partir do momento em que a função delas é geralmente silenciosa, qual é o interesse de saber quem é quem?

O importante é a Vibração.
O importante é o trabalho que vocês realizam.

Os seres que vocês reencontram em seu ambiente o mais próximo, que os fazem Vibrar, são os seres com quem vocês podem trabalhar.

Não há o que procurar, mesmo em uma personalidade efêmera e transitória, seja ela uma Estrela de Maria, uma solução para o que quer que seja.

Elas estão aí para irradiar, onde quer que elas estejam sobre esta Terra.
Elas encarnam e elas portam as Vibrações em ressonância com alguns funcionamentos e algumas funções espirituais, nelas como sobre a Terra.

Vocês são abastecidos, aqueles que despertaram a Coroa Radiante da cabeça, das mesmas Vibrações e dos mesmos poderes.
Não há, portanto, que procurá-las nem mesmo que saber onde elas estão.

Agora, eu tenho a precisar que, enquanto vocês estão identificados a qualquer projeção vinda de uma de suas vidas passadas, enquanto vocês se identificam, e mesmo se isso é verdadeiro, a algo que vocês viveram, vocês não são mais aquilo, hoje, mesmo se o conjunto das vidas, em certo nível de consciência, se desenrola de maneira sincrônica no Aqui e Agora.

Vocês são o que vocês são, para além das personalidades, sejam elas as mais prestigiosas, agora ou no passado.

Qual é a importância de saber que vocês são isso ou aquilo?
Porque vocês não são nem isso nem aquilo.

Vocês são Luz.

As personalidades são apenas jogos de papel.
Quaisquer que tenham sido esses papeis, fossem os mais evoluídos, eles não têm qualquer incidência na realidade do que vocês são hoje.

Isso é extremamente importante a compreender, porque existe, no homem, de maneira geralmente inconsciente, uma necessidade de se aproximar de alguns arquétipos e de algumas energias.

Mesmo se hoje, como Arcanjo, eu tenha frente a mim um ser que foi um grande profeta, eu não saudarei nele o profeta que ele foi, eu saudarei nele a Luz que ele é.

Para além dos personagens e dos papéis, é isso que vocês devem levar a efeito e na prática.

Assim, que uma Estrela esteja aqui ou lá, estritamente não tem qualquer importância com relação ao que vocês são.

Não há que procurar uma Estrela ou um Cristo no exterior de vocês, uma vez que o conjunto das Estrelas, e o Cristo, estão, inteiramente, presentes em vocês.

O que é importante é a Vibração do Cristo, estado de Consciência a realizar e a despertar em si, mas jamais num personagem histórico, mesmo se o Cristo, efetivamente, esteja de regresso.

Mas não é regresso num corpo moderno, ele está de regresso num corpo que ele tinha à época.
Ele está presente em seu Éter, ele está presente, antes de tudo e primeiramente, em seu peito, através de seu DNA.

Questão: é preciso se afastar das pessoas que não estão no mesmo nível Vibratório?

Bem amada, a questão é muito difícil.

Você deve deixar uma pessoa de sua família porque ela não está na mesma Vibração?
Esse é um cruel dilema e uma cruel questão.

Apenas você tem a resposta, unicamente você.
Cabe a você saber o que você pode suportar, cabe a você saber o que pode viver ou não viver.

Jamais uma resposta virá do exterior com relação a esse processo.
Mas, obviamente, vocês estão todos, uns e outros, constatando um estado de lugares.

Este estado dos lugares faz com que alguns apegos, que eram essenciais em sua vida, de um dia para o outro, desapareçam inteiramente.

Que isso seja para um membro próximo, que isso seja para uma atividade.

Então, que fazer naqueles momentos?
A resposta lhes pertence e cada caso é diferente.
E ela não poderá jamais vir do exterior.

É a você que lhe cabe colocar suas escolhas, seus atos e suas circunstâncias de vida.
Cabe a você refletir.

O que é que os alivia?
O que é que os eleva?
E o que é que, ao contrário, os cristaliza e os precipita na Dualidade?

Cabe a vocês também saberem o que vocês podem encaixar, literal e praticamente, sem recair na Dualidade.

De fato, quanto mais vocês se dirigirem para seu Ser Interior, mais este resplandecerá na Vibração da Existência, menos vocês estarão sujeitos às energias da Dualidade.

Isso se chama o princípio de atração e de ressonância.

Não se esqueçam, tampouco que, a partir do momento em que vocês estão sob a influência do Abandono à Luz, é a Luz que vai se encarregar de sua vida e que vai instaurar as circunstâncias mesmo da manutenção da Unidade e da Luz.

Lembrem-se também de que vocês estão, hoje, no bom lugar, na boa idade, na boa pele com relação ao que é para viver, hoje.

Cabe a vocês seguir, ou não seguir, o princípio de atração e de ressonância, os diferentes impulsos mesmo, vindos da alma, chegando até vocês e os impulsos, é claro, da Consciência.

Eu os remeto, com isso, às frases do Cristo: «Deixem os mortos enterrarem os mortos», «será que o pássaro, em seu ramo, se preocupa com o que vai comer amanhã?», ilustrando, assim, sua capacidade para penetrar, inteiramente, o Hic e Nunc, Aqui e Agora.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Bem amados Filhos da Luz e bem amadas Sementes de Estrelas, eu lhes peço para permanecerem durante o que resta também com vocês, mas eu deixo o lugar, ao nível Vibratório, nesse Canal, para a Presença do Arcanjo Uriel, que vai ressoar e Vibrar na nova Tri-Unidade de seu Coração, pela presença de Cristo, Maria e Miguel, a fim de comungar e acolher a nova Tri-Unidade.

Que o Amor, a Paz, a Luz e a Alegria sejam seu Ser e seu estado.
Eu deixo o lugar, agora.

_____________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário